• lap
    2019-11-08 15:47:52 -0200 Thumb picture
  • luis_carlosblj Luis Carlos Bernardes
    2019-10-04 19:16:31 -0300 Thumb picture
    25
    • Micro picture
      gennosuke6 · 5 months ago · 3 pontos

      Interessante. O criador do Undertale já disse que a inspiração dele foi Earthbound, tanto que ele fez até um hack do próprio Earthbound antes, que ficou bem famoso.

    • Micro picture
      lukenakama · 5 months ago · 2 pontos

      Eu sabia, é muito daora esse detalhe.

  • gus_sander Gabriel Macêdo
    2018-10-31 23:43:19 -0200 Thumb picture

    Undertale 2, demo já está disponível!

    Pessoal, o Toby Fox disponibilizou uma demo do Deltarune, o Undertale 2 há pouco tempo. O hype tá enorme, porque o cara simplesmente colocou umas mensagens misteriosas nos perfis do jogo e do nada, mandou o link com o jogo. 

    A princípio, o negócio tá muito, muito misterioso. Segue a linha de Undertale, mas ninguém sabe onde essa história se passa, passado, futuro, ou se pode ser um spin-off do primeiro jogo. Só para efeito de curiosidade, personagens do Undertale original estão nele desde o começo.

    Para quem quiser dar uma olhada, segue a gameplay:

    "Segundo as recomendações publicadas por Toby Fox, Deltarune é pensado principalmente para os jogadores que finalizaram Undertale, alegando que a opinião deles é muito importante. 'Eu quero fazer algo novo e tudo começará com o seu feedback', escreveu o produtor."

    Quem quiser baixar o jogo só entrar aqui no site oficial: https://www.deltarune.com/

    Undertale

    Platform: PC
    982 Players
    256 Check-ins

    34
    • Micro picture
      jcelove · over 1 year ago · 2 pontos

      Mas já? Vou dar uma olhada.

      2 replies
    • Micro picture
      reasel · over 1 year ago · 2 pontos

      vou jogar quando estiver completo

  • wildwolf Rafael Trindade
    2018-10-30 23:57:50 -0200 Thumb picture

    Oh, shit.

    O que está acontecendo aqui?

    Obs.: O vídeo NÃO é clickbait, os tweets feitos na conta oficial de Undertale e do Toby Fox são verdadeiros. \o

    Undertale

    Platform: PC
    982 Players
    256 Check-ins

    11
    • Micro picture
      marviiu · over 1 year ago · 1 ponto

      Vi o povo comentando que é um DLC de Halloween

      7 replies
  • shadowofheart Rodrigo
    2018-06-27 20:14:16 -0300 Thumb picture

    Desafio das 20 músicas! Dia 2

    Continuando o desafio! Em ritmo de transporte público mais vazio por conta do jogo do Brasil!

    E como sempre, quem quiser fazer o desafio, fique a vontade :)

    Undertale

    Platform: Playstation 4
    35 Players
    4 Check-ins

    10
  • anduzerandu Anderson Alves
    2018-03-29 00:43:36 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Undertale

    Zerado dia 28/03/18

    Recentemente falei nas minhas postagens que tenho um amigo que sempre sugere que eu jogue títulos bizarros, em sua maioria indies. Esses jogos geralmente não me despertam nenhum interesse (há algumas exceções) e a maioria cai no esquecimento até do dito cujo, enquanto outros aparecem de verdade logo em seguida para o mundo e estouram!

    Undertale segue essa última regra. O cara me encheu o saco com esse jogo muitas vezes, e logo o jogo foi crescendo, crescendo e crescendo. Cheguei a ir atrás de imagens e vídeos do jogo e descobri que era tudo bem diferente de sei lá o quê que eu imaginei. Percebi ainda que ele se parecia com um Earthbound indie. Ironicamente o cara nunca seguiu meu conselho de experimentar a série Mother pelo combate não incluir os protagonistas na tela.

    Até pouco tempo atrás eu era professor, e vários alunos mais jovens pareciam adorar esse jogo de um jeito louco, assistindo vídeos relacionados a ele, desde batalhas a RAPs e clipes feitos por youtubers estrangeiros. Ah, todo mundo sabe que a fandom desse jogo é das piores.

    Eu fui percebendo que talvez eu não quisesse jogá-lo, já pelos traumas dessa galerinha com Minecraft, Five Nights at Freddy's e afins, mas deixei ele na reserva pro caso de um dia pintar a vontade.

    Recentemente, a Nintendo anuncia com algum alarde que o título está vindo para o Switch e que ele tem mesmo alguma relevância. Já estava me preparando pra comprar no dia em que saísse, mas o achei dando mole no PKGJ do Vita. Logo que terminou o download, fui testar e resolvi engrenar de vez...

    De cara, eu tenho que dizer que Undertale, apesar de ter elementos similares a outros jogos, principalmente o já citado Earthbound, é uma experiência bem inusitada e original. Eu tinha certeza que jogaria um RPG (que estranhamente duraria apenas 6h, segundo o howlongtobeat.com), mas depois de algum tempo de jogo, eu nem sei qual gênero eu diria que ele é.

    Esse é um jogo curto, fácil e super linear, de certa forma.

    Você anda com a personagem, que foi parar num lugar super esquisito, ao melhor estilo de Alice no País das Maravilhas, pelos cenários com alguma liberdade, mas não tem muito pra onde ir senão o caminho óbvio de sempre.

    Aí está um dos principais diferenciais do jogo! Esqueça a liberdade de ficar indo e voltando por campos, cidades e um mapa grande, farmar XP ou coletáveis, se equipar e tudo mais. Você até pode fazer essas coisas, mas muito pouco. A chave da jogatina é focar na narrativa e nos seus personagens.

    Por conta dessa pouca quantidade de gameplay pelo mapa, o jogo compensa com MUITOS diálogos interessantes, puzzles simples e lógicos que geralmente impedem seu progresso para a próxima parte e batalhas aqui e ali. Existem batalhas aleatórias quando você anda, mas essas não são frequentes, e as batalhas obrigatórias em diversas partes.

    E falando em combate, esse é, pra mim, o ponto mais forte do jogo.

    As lutas são em "primeira pessoa" e só vemos os inimigos. Você sempre está sozinho. Na parte inferior da tela, quatro botões: Fight, Act, Item e Mercy.

    Fight consiste no óbvio: atacar. Uma barra aparece e um ícone corre por cima dela, tipo Mario Golf. Seu objetivo é sempre apertar o mais próximo do centro possível.

    Act é a opção mais legal. Quando você escolhe essa opção, deverá escolher um oponente para que diferentes alternativas apareçam. São MUITAS ações diferentes para cada inimigos e são cosias como: chorar, abraçar, roubar o chapéu, ignorar, flexionar os músculos e mais mil coisas bizarras. Os monstros reagem de formas diferentes com cada ação ou conforme as repetimos e tem as reações mais engraçadas possíveis. Teve um cavaleiro-cachorro que fiquei acariciando a cabeça um tempão e o pescoço dele foi se esticando até sair da tela.

    Item, para usar itens, obviamente. Usei pouquíssimas vezes para usar itens de cura. Seu inventário é super limitado e não tem muitos itens pelo jogo.

    Mercy é o botão com duas opções: a de correr e a de poupar a vida do seu inimigo. Essa opção é super importante para quando você usar o Act nos inimigos a ponto de eles não quererem lutar mais por qualquer motivo que você causou. Chegando a esse ponto, o nome dos inimigos que você já atuou como deveria ficam amarelos e você poderá poupá-los, arrecadando dinheiro e ZERO experiência.

    Cada inimigo requer determinados passos para ser "desarmado" pelo Act e se você reencontrar algum que já lutou pelo caminho, basta repetir as mesmas ações. As vezes em um turno ou outro você já estará pronto para usar o Mercy.

    Mas porque não ganhar experiência e sair na violência pelo jogo? Bom, uma personagem no início aconselha não ser violento no jogo e é simplesmente hilário as reações de cada monstro a cada comando. Além disso, mais tarde descobri que o jogo possui algumas rotas alternativas, que vão desde não matar ninguém, fazer algumas coisas opcionais ou simplesmente aniquilar a tudo e a todos.

    Outra coisa que amei no jogo é que não é só toma lá da cá de dano, mas há inclusive a possibilidade de terminar a campanha sem tomar dano. Isso se dá porque quando um inimigo ataca, um quadrado se abre com um coração vermelho no centro. Você é esse coração e, para evitar danos, deve se mover de acordo com os padrões de cada golpe.

    Cada monstro comum tem cerca de três ataques diferentes, sendo ataques únicos daquele inimigo. Logo você vai ter uma grande gama de padrões para aprender. Quando dois ou três inimigos diferentes se juntam, esses ataques se combinam de uma só vez, dificultando bastante escapar.

    Esse tipo de coisa me lembra bastante a série Mario & Luigi, e isso é demais!

    Mais para frente, cores diferentes são apresentadas para dar mais profundidade ao combate. Imagine que um inimigo jogue várias bolinhas na tela. Se uma delas for verde e você tocá-la, recuperará um pouco de HP. Dano de ataques azuis são evitados ficando parado e os laranjas se movendo.

    Já amando os personagens e seus backgrounds, assim como as batalhas tão únicas, como os cenários e diálogos, logo percebi que Undertale é na verdade um jogo um pouco sem propósito. E foi assim que lá pela metade eu já havia cansado da fórmula.

    Eu explico o porquê: você segue tela atrás de tela, sendo que a aventura costuma tentar se reinventar conceitualmente constantemente. Quase todo o cenário que você passa vai sendo esquecido com a rápida troca de lugar.

    As vezes você faz um puzzle no gelo, enfrenta um inimigo mas logo percebe que nunca mais vai ter nada parecido no resto do jogo. Como ótimas ideias que passam bem rápido. As batalhas muito legais, acabam terminando em dinheiro e sem upar, fiquei sempre preocupado em estar muito fraco, mas acabei passando de tudo com boa facilidade e me perguntando até pra quê batalhar. Acabei fugindo de toda batalha com inimigos que eu já havia "Atuado". Ainda assim, como eu disse anteriormente, as batalhas não aparecem com muita frequência.

    A maior parte do jogo você passa andando por cenários pequenos e vazios e vendo e revendo os personagens secundários (e famosos) se encontrando ou ligando pra você a todo momento. Acabei sentindo que esses personagens estavam aparecendo exageradamente e nem deu tempo de sentir saudades.

    Resumindo: Undertale é um jogo diferente. Bem diferente. E isso é uma coisa meio difícil de absorver. A aventura é uma mistura louca de Earthbound (que já é um jogo maluco) com batalhas estilo Mario & Luigi: Superstar Saga + Shin Megami Tensei (e monstros que reagem de formas diferentes a ofertas) com um visual que é um meio termo entre Atari e Game Boy. O jogo tem pontos muito positivos, mas também tem algumas coisas bem negativas, e a minha expectativa acabou sendo um pouco decepcionante.

    De bom: jogabilidade simples. Personagens cativantes. Sistema de batalha que junta reações de acordo com as opções escolhidas com as habilidades do jogador em se esquivar de ataques, que são sempre bem originais e diferentes de monstro pra monstro. Gostei que o jogo não te empurra batalhas aleatórias a todo momento. Controles responsivos e hit detection perfeitos, o que é importante para as batalhas. Humor bacana.

    De ruim: super linear. Cenários pequenos e rápidos, que mal dão tempo de se acostumar com eles. No Vita, o jogo não toma a tela toda (inclusive, poderia ser maiorzinho) e a resolução é pequena, o que resultou em vista cansada pra mim em todas as sessões. Alguns personagens enchem o saco com conversa fiada a todo momento (de início foi engraçado, mas acabou se tornando um pouco constante). Achei a coisa toda meio sem base, com uma desculpa de enredo e muita viagem. A fórmula é boa, mas não dá certo sempre.

    No geral, eu recomendaria o jogo, até porque é bem fácil e fechei em 5 horinhas. Ainda deixo a dica: termine sem matar absolutamente ninguém ou siga os poucos passos pra fazer a rota True Neutral. Eu acabei na chamada "Family Route", pois cheguei a matar meia dúzia de aleatórios na ignorância, e tive que ver o final de verdade no Youtube. Joguinho bacana e engraçado, mas pouco compensador e meio sem propósito. Não me arrependo nem um pouco de ter jogado, mas também não ficou nem perto de ser um dos melhores jogos já criados hehe.

    Undertale

    Platform: Playstation Vita
    22 Players
    17 Check-ins

    12
  • martnelli Isis Martinelli
    2018-03-17 21:54:25 -0300 Thumb picture
    martnelli checked-in to:
    Post by martnelli: <p>Olha lá, eu continuando com o Genocide Run. Pois
    Undertale

    Platform: PC
    982 Players
    256 Check-ins

    Olha lá, eu continuando com o Genocide Run. Pois bem, assim como da última vez, CUIDADO!

    FOI AVISADO!

    No último check-in eu tinha acabado de sair das Ruins... Hoje eu finalizei Snowdin...

    he actually said that, welp...

    Não vou mentir, a morte do Papyrus foi muito pesada. As últimas falas dele são de esperança com você... isso me quebrou muito por dentro, fck.

    Por ser assim tão pesado eu só consigo jogar uma área por vez, já reparei nisso. Até o próximo check-in, que vai ser o de Waterfall.

    10
    • Micro picture
      nono · almost 2 years ago · 2 pontos

      Acabei de terminar pela primeira vez - sem matar ninguém. o/
      Tão legal :)

      6 replies
  • martnelli Isis Martinelli
    2018-03-10 15:30:13 -0300 Thumb picture
    martnelli checked-in to:
    Post by martnelli: <p>Passando só pra avisar que depois de eras eu res
    Undertale

    Platform: PC
    982 Players
    256 Check-ins

    Passando só pra avisar que depois de eras eu resolvi pegar pra fazer certinho o Genocide. Unico ending que ficou faltando eu fazer.

    Segue algumas prints.
    (AVISO DE SPOILER
    SE NÃO QUISER VER SPOILER
    NÃO CONTINUE LENDO O POST
    VOCÊ FOI AVISADO)

    SPOILER ALERT SPOILER ALERT SPOILER ALERT SPOILER ALERT SPOILER ALERT SPOILER ALERT SPOILER ALERT SPOILER ALERT SPOILER ALERT SPOILER ALERT SPOILER ALERT

    Isso aqui me doeu no coração, mas foi necessário :(

    What did you do?

    15
    • Micro picture
      edknight · almost 2 years ago · 2 pontos

      CAAAAAAARA
      Eu quase desisti de fazer esse final duas vezes, chega uma hora que tu acostuma a lutar com os monstros e matar eles fácil, e dar 1-hit kill nos chefes, mas tem dois que resistem e lutam e meldels é um milhão de vezes mais irritante que qualquer chefe da rota normal.

      2 replies
  • martnelli Isis Martinelli
    2017-12-16 22:13:43 -0200 Thumb picture
  • shadowofheart Rodrigo
    2017-08-24 14:31:31 -0300 Thumb picture

    Análise - Undertale

    Depois de jogar pela primeira vez com a recém-lançada versão de PS4/Vita, posso dizer que Undertale é fantástico!

    Link: http://www.ps3brasil.com/analise/946/

    Undertale

    Platform: Playstation 4
    35 Players
    4 Check-ins

    22
    • Micro picture
      kawens · over 2 years ago · 4 pontos

      Ainda quero jogar no Vita.

    • Micro picture
      willguigo · over 2 years ago · 1 ponto

      To vendo agora gameplay no Eigames

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...