• anduzerandu Anderson Alves
    2020-03-31 23:25:22 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Assassin's Creed Odyssey

    Zerado dia 31/03/20

    Tudo começou há quase duas semanas atrás. Toda a situação da pandemia do COVID-19 já chamava bastante atenção e já tínhamos a noção de ficar em casa e a Ubisoft decidiu liberar um "final de semana de graça" de Assassin's Creed Odyssey (de quinta-feira até meio-dia de segunda-feira).

    Eu já joguei tudo quanto é Assassin's Creed e não podia perder a chance de fechar mais um de graça! Apesar de ter jogado quase todos (o último fora o Syndicate há uns 3 anos e não joguei o Origins), eu não sou fã da série, apenas gosto. Quer dizer, o 1 foi novidade na época, o 2 é sensacional e suas duas sequências cansam um pouco. Enfim, existem jogos muito bons na época, como eu achei o Black Flag, Syndicate e o Rogue, jogos medianos, como eu achei o Unity e existem aqueles completamente passáveis, como o III, Bloodlines e Liberation.

    Por outro lado, nenhum jogo é absoluto em suas qualidades. O III, por exemplo, foi uma boa evolução da engine e visuais na época, além de se conectar bem com o IV. O Unity foi o primeiro da nova geração e deu uma revigorada na série (não joguei na época dos bugs) e os portáteis eram uma alternativa pra quem não tinha as versões "grandes".

    Como em toda série de sucesso, a empresa por trás da série Assassin's Creed começou a publicar jogos frequentemente. 1 jogo por ano. Ninguém se espantava mais com mais um AC, com missões similares, mas em outro lugar. Bom, isso é relativamente verdade. O fato é que podíamos ignorar a existência de alguns deles e até mesclar alguns em um jogo só (eliminando as partes mais "filler") e seria tudo incrível.

    Quando joguei Unity e Syndicate no Xbox One, achei os jogos bem bacanas e mais diferentes, mas senti que precisávamos de mudanças ainda maiores para dar valor à série. Por outro lado eu sabia que continuaria jogando os jogos sem urgência e independente da qualidade.

    Felizmente os jogos ficaram menos frequentes, mas quando saiu Origins, eu realmente esperei uma boa oportunidade para jogá-lo, mas ele nunca baixa de preço! Bom, fica pra depois.

    Já essa sacada do Odyssey de graça muito me surpreendeu. O jogo parece tão recente pra mim! Bom, baixei e sabia que seria mais um jogo ok e que zeraria em 15 horas. Adoro esses trials!

    Começando o jogo, ele me dá umas escolhas curiosas (tenha em mente que não joguei o Origins): dois protagonistas, níveis diferentes de dificuldade e até desabilitar ícones e coisas do HUD para deixar o jogo mais imersivo e voltado pra exploração. Fui de Normal, tudo ativado como em todo jogo e escolhi o homem, Alexios.

    No início da aventura é tudo normal. Você mora numa casinha no meio do nada, rolam uns diálogos com uma menina bem estilo filme. Nada demais.

    Logo você começa a ter uns objetivos pra fazer e ganhar as primeiras quests, que são o clássico tutorial disfarçado (fora os tutoriais que rolam aqui e ali em mini-janelas na tela). Uau, o jogo ficou mais complexo, mas até onde isso deu certo?

    Foi nesse começo, indo pra lá e pra cá, explorando e lutando que percebi o quanto Odyssey se parece com dois super jogos: The Witcher e Breath of the Wild. A movimentação, as escaladas, a posição da câmera. Muita coisa mudou!

    Logo você está cavalgando por aí e combatendo aqui e acolá. Bem legal. O jogo agora conta com um sistema de equipamento similar à Destiny, incluindo a mira que você controla e seleciona os slots para se equipar e diferentes raridades (cinza, azul, roxo e amarelo) e sets que felizmente mudam a sua aparência.

    O combate é bem mais estratégico que nunca e exige reflexo, diferentes tipos de ataque e armas, esquivas que além de evitarem golpes ainda podem diminuir o tempo (estilo Bayonetta) se feitas no tempo certo. Acredito que há um certo mix de Dark Souls com For Honor no meio.

    Com pouco tempo eu já havia notado o quão bonito esse título é. Uau!

    Logo vieram mais personagens e cinemáticas pra dar aquele pontapé inicial à sua campanha e eu finalmente tinha um objetivo que ficava distante da ilha de Cefalonia, na Grécia, que é onde tudo começa.

    Com isso vieram os primeiros tutorias de navegação, pra minha infelicidade. Quer dizer, eu até curtia essa coisa toda, mas uma batalha super difícil usando meu navio abaixo do nível no final do 4 me traumatizou até hoje. Meu medo era ter que me dedicar mais do que eu queria atrás de materiais e missões para fortalecer meu barco.

    Mas vou dizer que nesse quesito Odyssey foi excelente. Eu evolui meu navio naturalmente, os controles ficaram menos duros e a estratégia se manteve, mais divertido do que nunca (como dirigir um carro em GTA IV ficou no V).

    Mais quests e mais exploração. Andando, cavalgando, por cavernas, pulando em poços secretos e o stealth.

    Na primeira missão de stealth, eu tive que ser bem mais cuidadoso pois se me apressasse e fizesse de qualquer jeito, os caras caíam matando. Fora isso, a jogabilidade não mudou muito e ainda incluí ficar em arbustos, assobiar, escalar alguma coisa rapidamente.

    Será que eu posso dizer que senti um certo Metal Gear Solid V nesse quesito?

    Você vai perceber também que todos tem níveis, incluindo você. Completando missões, enfrentando inimigos e descobrindo novas áreas faz com que você ganhe experiência e fique mais forte. Ao ganhar um nível, você recebe aumento de vida, força e até ganha melhorias que podem ser adicionadas aos seus equipamentos.

    É importante saber que nível nesse jogo é algo pra ser respeitado. Um inimigo no seu nível está certo, mas dois níveis acima já complica e 3 ou 4 ou mais chega a ser impossível, e quanto mais baixo seu nível mais isso se aplica (no final cheguei a enfrentar e vencer batalhas contra oponentes 4 níveis mais fortes. 

    O jogo deixa a impressão que o nível máximo é o 50, mas aparentemente não é verdade (zerei no 47).

    Conforme você faz ações mais "criminosas" e chama a atenção, seu nível de procurado aumenta e logo haverão Mercenários por aí em busca de sua cabeça. Esse sistema é bem semelhante ao de Shadow of Mordor.

    Esses mercenários são personagens únicos e dependendo do seu nível de procurado eles podem aparecer em horas super inoportunas (como durante combates contra muitos guardas) ou simplesmente te parar na estrada por aí.

    O legal é que é tudo muito natura e você pode ver a todos que já tenha encontrado pelo mapa da Grécia. Os vermelhos estão atrás de você, os brancos só estão vivendo suas vidas por aí.

    Apertando Start, há um menu que mostra todos esses mercenários e um certo ranking. Você pode opcionalmente caçá-los e subir posições até chegar no topo como o guerreiro mais forte da Grécia!

    Claro que eles tem níveis e vai demorar um bocado até você dominar a parada toda. Os três últimos, pelo menos no meu jogo, eram níveis 46, 49 e 50. Quando você derrota um deles, você automaticamente toma o seu lugar e outros mercenários entram pra lista em algum momento.

    Jogando mais e explorando mais ilhas, eu comecei a amar Odyssey. Tipo, eu estava viciado a ponto de passar o dia INTEIRO jogando, de manhã até a noite! Pelo menos tive a quarentena como desculpa.

    Eu vou ter que repetir o quão lindo esse jogo é. É incrível! E imersivo demaaaais. Chega a ser uma lástima que ele se tenha Assassin's Creed no nome, de verdade, pois é só citar o nome que a galera já vira a cara. Mas esse aqui é bem diferente, é um RPG, embora ainda use um bocado de elementos da série, mas bem mais voltado ao combate e exploração do que tudo. Sair escalando e pulando por aí é bem mais opcional (tipo quando você quer pegar um atalho pra chegar no seu objetivo).

    Explorar a Grécia é uma baita viagem ao passado. Os desenvolvedores fizeram um trabalho sem igual e esse é provavelmente a maior obra da Ubisoft até então e muito provavelmente o melhor da série. A partir daqui ou eles vão tentar copiar a fórmula mil vezes ou irão estragar de alguma forma.

    Cada parte e ilha da Grécia é incrível, mas o jogo não tenta te apresentar com um "olha que incríveeeel" e cutscenes. Ao invés disso, você descobre as belezas por si mesmo. Mais uma vez, bem ao estilo de Breath of the Wild...

    Continuando o jogo, você abre cada vez mais cosias pra fazer. Um exemplo disso é que são 70 missões principais e muito mais do que isso em sidequests. É muita coisa! E cada missão é muito bem trabalhada e expande estórias de personagens ou localidades.

    Há ainda outras tarefas opcionais, como fazer missões específicas de templos (tipo roubar todos os baús, matar o capitão e queimar arquivos), fortes cheios de inimigos e missões, pontos altos pra escalar e reconhecer as áreas ao redor, caça de animais épicos, baús pra se achar, tabletes, guerras para ajudar Atenas ou Esparta, navios pra se afundar, equipamentos para se achar e melhorar, muitas coisas pra melhorar no seu barco.

    Quem me conhece sabe que geralmente não ligo muito para missões extras fora da campanha a menos que o jogo seja muito bom, mas em Odyssey, além das missões serem muito bacanas, ainda garantiam ótimas quantidade de XP para alcançar os níveis recomendados pela campanha (e que as vezes davam saltas grandes de dificuldade).

    Uma parte legal é que depois de um tempo você libera a opção de ir atrás de membros de um culto (inclusive tem que fazer pra chegar no final verdadeiro depois de tudo). Esses membros estão por todas as partes: ilhas que você não visitou, navios, pela campanha e até personagens que você não imagina. O que você deve fazer é ir jogando e indo atrás das pistas que podem estar com pessoas ou lugares específicos pelo mundo e descobrindo de quem se trata e onde se encontra. Cheguei a me surpreender que certos personagens faziam parte do tal culto, mas depois de mais dois dias extras pós zeramento, matei a todos, ganhei muita armadura boa e finalmente terminei o jogo.

    Mal dá pra acreditar que esse é um jogo da Ubisoft.

    Resumindo: Assassin's Creed Odyssey é um excelente jogo. Não se deixe levar pelo nome da série! Ele mistura elementos de vários jogos ótimos e traz uma experiência que é simplesmente uma das melhores third parties da geração. Um baita RPG, super completo e imersivo de um jeito que me fez adicionar a Grécia aos poucos países que quero conhecer na minha vida. O howlongtobeat.com indica que a campanha dura 40 horas, mas no meu caso eu levei 60h e ainda faltou muita coisa pra fazer.

    De bom: visual lindíssimo. Mecânicas funcionais, como as batalhas, a movimentação e até o galope, que é simplesmente o melhor que já experimentei. Jogo muito maduro e pouquíssimo hollywoodiano ou óbvio, sendo sempre "pé no chão" e mais voltado ao realismo, sem apelação (definitivamente um jogo para um público mais maduro). Sistemas de level up, equipamentos, mercenários e cultistas que te deixam viciado em querer continuar jogando e ir além. Muita variedade de equipamentos e mudam a sua aparência. Felizmente o jogo não se rendeu à mitologia estilo God of War. É possível deixar o cavalo galopar sozinho até um ponto marcado e até fazer outra coisa nesse meio tempo. Sempre há motivos pra jogar.

    De ruim: as vezes o personagem não escala muito bem. As vezes você morre e perde um certo progresso (geralmente inimigos fortes que matou logo antes), mas acho que os jogos anteriores me acostumaram mal. Achei que a campanha poderia exigir menos nível em certas partes, pois tive que parar e fazer outras coisas pra ganhar 3, 4 níveis aqui e ali (esse jogo não foi feito pra ser jogado na correria, apenas aproveite). Achei também que inimigos de poucos níveis mais fortes poderiam ser menos difíceis, mas até que faz sentido com base na diferença de equipamento. Não senti muito impacto nas escolhas que fiz. Loadings um pouco demorados.

    No geral, eu realmente estou muito impressionado com os rumos que a série tomou. Joguei o trial e não passei nem perto de zerar, então comprei o jogo nessa promoção de R$45 e não me arrependo nada. Pra dizer a verdade, acredito de verdade que ele valha muito mais que isso. Tava pensando em platinar, mas outro vício veio: Animal Crossing (troquei um vício em AC por um vício em AC, haha). Pra fechar: amigos, se vocês curtem RPG de mundo aberto com muitas coisas bacanas pra se fazer e um jogo muito viciante que vai te deixar querendo ficar mais e mais forte, esse é o jogo. Surpreendentemente um BAITA JOGO!

    Assassin's Creed Odyssey

    Platform: Playstation 4
    200 Players
    161 Check-ins

    25
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 4 days ago · 2 pontos

      Gostou da minha terra? 😎

      Unity é muito lindo...❤️

      Estou em Londres, amo a série e ansioso pra rumar ao EGITO e GRÉCIA 😬😬😬

      1 reply
    • Micro picture
      silvergodines · 4 days ago · 2 pontos

      Estou afim de jogar o Odyssey, gostei muito do Origins. Pena que perdi a promoção da PSN

      3 replies
    • Micro picture
      hyuga · 5 days ago · 1 ponto

      que rushada. odyssei é longo pra caramba e o jogo obriga a fazer umas sides pra prosseguir

      4 replies
  • onai_onai Cristiano Santos
    2020-03-30 20:01:59 -0300 Thumb picture

    Adicione seu comentário...

    Galerinha, vez ou outra está ocorrendo um erro meio doido pra mim e gostaria de saber se está acontecendo com outras pessoas também. As vezes quando vou comentar em alguma postagem, e até as vezes nas minhas também, não abre a opção postar comentário na pasta, fica só o retângulo com a frase que escrevi... Do nada essa função para de aparecer e de repente do nada também volta... Ou será que estou tendo visões?

    My Word Coach

    Platform: Nintendo DS
    5 Players

    34
    • Micro picture
      tiagotrigger · 6 days ago · 2 pontos

      Isso é normal aqui, já aconteceu algumas vezes.
      Também já aconteceu deu estar logado, na hora que vou dar uma vida ou comentar, nada acontece. Dou um F5 e vejo que fui deslogado do nada.

      2 replies
    • Micro picture
      vante · 6 days ago · 2 pontos

      Nope! Você não está tendo visões kkkkk. Quando isso acontece eu tenho que recarregar a página algumas vezes. Agora aconteceu de novo

    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 6 days ago · 2 pontos

      Naturalmente coisas estranhas acontecem por aqui...😂

  • galathar Victor Hugo Vasconcelos
    2020-03-21 17:58:35 -0300 Thumb picture

    Comprado!

    Finalmente consegui comprar o Assassin's Creed Odyssey na promoção da Steam. Vou colocar pra baixar hoje, mas só vou começar a jogar quando terminar de fazer a desgraça do trabalho do Mestrado que preciso entregar até o final do mês.

    Assassin's Creed Odyssey

    Platform: PC
    72 Players
    35 Check-ins

    9
    • Micro picture
      natnitro · 15 days ago · 2 pontos

      Cuide bem do trabalho de mestrado ai já que depois você vai precisar de um caminhão extra de tempo só pro odyssey porque eita jogo enrolado e demorado... xD

      2 replies
  • andre_andricopoulos André Zanetti Andricopoulos
    2020-03-20 00:50:59 -0300 Thumb picture

    AC UNITY x COVID-19

    Assassin's Creed Unity está à venda e se torna um dos jogos mais vendidos em todo o mundo!!!

    Quando lançado em 2014, apesar de ser elogiado por seus recursos visuais e jogabilidade, foi duramente criticadas por seus bugs. 

    Unity foi um dos pontos mais baixos que a série já experimentou e a Ubisoft culpa o título pelas vendas fracas do Syndicate. É muito estranho que um jogo com falhas profundas como o Unity se torne um dos jogos mais vendidos no mundo tantos anos após o lançamento. 

    A razão para isso é que o jogo estava sendo vendido em algumas áreas por menos de um centavo, como na Coréia do Sul e na Indonésia. Unity foi o título mais vendido na Europa, Oriente Médio, África, Austrália e Ásia. 

    Como grande parte do mundo está se auto-isolando agora, muitas pessoas estão jogando videogame para ter algo a fazer. Phil Spencer, chefe do Xbox, afirmou que o uso do Xbox aumentou no mês passado devido às pessoas que ficam em casa em meio a temores de infecção por coronavírus. 🤢🤮

    Com shows, festivais e eventos cancelados em todo o mundo, muitos decidiram ficar em casa por um futuro próximo. Isso pode ter levado a uma quantidade maior de vendas de jogos digitais nos últimos dois meses, o que também poderia ter impactado as vendas de Assassin's Creed Unity. 

    Vale lembrar que UNITY recebeu importantes atualizações e inclusive eu, André Andricopoulos, o joguei posteriormente e não tive nenhum grave problema durante a jogatina. 🎮

    É incrivelmente difícil recusar um videogame triplo A que custa menos de um centavo, mesmo se esse jogo for Assassin's Creed Unity (obs:  eu em particular adorei UNITY ❤️)

    Assassin's Creed Unity

    Platform: Playstation 4
    1031 Players
    354 Check-ins

    31
    • Micro picture
      gennosuke6 · 17 days ago · 3 pontos

      Esse penteado da mulher ae é demais, hein! XDDDDDDD

      3 replies
    • Micro picture
      natnitro · 17 days ago · 3 pontos

      Essa do Unity batendo recorde de vendas foi surpresa mesmo até porque na época do incêndio da Notre Dame ele ficou de graça e muita gente pegou ele na uplay, mas parece que poucos jogaram nessa época... Agora que está todo mundo de férias forçadas, ai o pessoal realmente vai se divertir com o que tem na conta mesmo... :-)

      1 reply
    • Micro picture
      ramzarify · 17 days ago · 3 pontos

      Comprei esse anos após o lançamento a esperança que tivessem corrigido... infelizmente não consegui jogar por 1 hora e o jogo crashava. Syndicate foi um bom jogo.

      3 replies
  • galathar Victor Hugo Vasconcelos
    2020-03-18 20:03:40 -0300 Thumb picture

    Assassin's Creed Odyssey em promoção na Steam...

    R$60 pratas, preço bacana. Sou doido pra jogar ele já faz um tempo. Pego o cartão, vou pro PC, e trocentos erros de pagamento depois...

    "Parece que você tentou realizar compras demais nas últimas horas. Espere um pouco antes de tentar novamente."

    Obviamente fiquei puto da vida. Aparentemente vou ter que esperar até 24 horas, por causa de uma bosta de erro da Steam. A vontade que dá é comprar essa porra na Uplay, onde tá saindo pelo mesmo preço.

    Assassin's Creed Odyssey

    Platform: PC
    72 Players
    35 Check-ins

    8
    • Micro picture
      msvalle · 18 days ago · 2 pontos

      Estou enfrentando um problema semelhante na PS Store. Acusa cartão expirado sendo que a validade é até 2026.

      2 replies
  • anduzerandu Anderson Alves
    2020-02-22 22:55:35 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Tom Clancy's The Division 2

    Zerado dia 22/02/20

    Esse jogo apareceu por apenas R$10 e todo mundo ficou sabendo disso. Um preço incrivelmente barato para um jogo tão recente! Lembro ainda do anúncio dele e tudo.

    Infelizmente eu nunca joguei o primeiro The Division, mas tinha alguma curiosidade (mas nem sabia do que se tratava) e o jeito foi começar pela sequência. O fato é que a série ganhou esse 2 e isso me chamou a atenção na época. "O jogo é relevante o bastante pra valer uma sequência?"

    Convidei uma galera, assinei um mês de PS Plus e lá fomos nós.

    A primeira coisa que você tem que saber sobre TD2 é que ele é um jogo de tiro em terceira pessoa baseado em exploração de mapa, derrotar mil inimigos, ganhar níveis, equipar armas melhores, desbloquear habilidades e repetir as mesmas ações (ou fazer coisas parecidas) com frequências. Basicamente ele é um Destiny com os pés no chão, mais realista.

    A aventura acontece num mundo desolado por uma praga enquanto comunidades tentam sobreviver e lutam contra diversas facções terroristas/rivais. Acho que posso dizer que os cenários são bem The Last of Us.

    Já em termos mais técnicos, você pode pagar os 10 reais e jogar sozinho e nem ter que assinar o serviço da Playstation numa boa. No meu caso a assinatura foi obrigatória para jogar com meus amigos, ajudando uns aos outros e conversando de tudo, como tento fazer com qualquer jogo do tipo. Acredito que esse tipo de jogo tenha muito mais graça com um grupo de conhecidos e chat.

    Ao abrir o jogo pela primeira vez nós temos um menu de criação de personagem. Legal, mas um pouco limitado. eu mesmo tento sempre fazer o personagem mais bizarro e diferente possível, mas o meu cara mau saiu feio, mesmo com um afro roxo e bigode. Nada de olhos protuberantes ou orelhas gigantes por aqui. Enfim, eles tentam ser bem sérios.

    Já na jogatina, tivemos cada um que faze rum tutorial obrigatório para poder nos conectar ao multiplayer. Felizmente essa parte foi bem curta e até útil. No primeiro dia joguei com apenas um amigo.

    O enredo é bem clichê de jogos como Call of Duty, mas sendo um pouco menos cheio de ação e patriotismo. Diria até que há um certo ar de Fallout.

    As primeiras missões resumem bem o que você vai fazer basicamente por todo o jogo: andar pra algum lugar, derrotar uma porção de inimigos, talvez livrar uns reféns ou ajudar alguém a sair do local, coletar itens e voltar.

    Eu quero dar muita ênfase na parte de andar, pois você faz isso em grande parte do jogo. Imagine um GTA sem carros ou se o Destiny mesmo não tivesse as navinhas pra se locomover, é bem isso. Quer dizer, as distâncias não são enormes e conforme você joga, explora e faz missões opcionais, novos locais de Fast Travel são habilitados, mas ainda há bastante trabalho a pé, sobretudo se você focar apenas na campanha (não foi o nosso caso) e nas primeiras horas de jogo, onde nada foi reconhecido ainda.

    Os cenários são chatos. Bem chatos. É tudo realista e tal, bonito (apenas dos personagens serem coisa do início da geração passada), mas é tudo vazio. MUITO VAZIO. Prédios, árvores, carros, é só isso o tempo inteiro! Aqui e ali você vai dar de cara com membros de facções inimigas em grupos, mas o sentimento é que você está perdendo tempo pois já tem tanto tiroteio em qualquer tipo de missão, que aquilo parece algo totalmente sem futuro (e ainda nem dá muita XP ou ainda dá um trabalho e demora pra limpar a área). Meus amigos gostavam de combater quaisquer inimigos que viam, mas é chato você passar por lá depois e eles terem voltado, coisa que não acontece com qualquer tipo de missão, principal, secundária, de ajudar as pessoas etc.

    O combate também não tem nada de novo: atirar, se esconder, jogar uma granada, esperar seu HP se regenerar. Uma coisa bacana é que seu HP regenera, mas não o seu escudo! Isso faz com que você tenha que ser mais cuidadoso e use itens ou habilidades para se curar 100%.

    Os inimigos mesmo também costumam ter bastante escudo, mas ao chegar na vida, eles a perdem muito mais rapidamente (e não regeneram nada).

    Já as habilidades desbloqueiam conforme você faz certos tipos de missões, que te recompensam com um tipo de moeda específica (entre as muitas do jogo) para desbloquear habilidades. Esses poderes se baseiam em armas tecnológicas para o seu auxílio, como um drone que atira ou cura, uma bomba que revela todos os inimigos à sua visão, uma mina que fica te curando, uma esfera que levanta aliados caídos e tal. Essa definitivamente é uma das partes mais legais de TD2, ainda mais sabendo que de 8 tipos de habilidades ativas e suas variações, você só pode equipar duas por vez.

    Já a jogabilidade é meio que mais do mesmo, mas senti um pouco de dificuldade em me acostumar com certas ações comuns, como pular obstáculos (aqui feito com O) e me esconder rente a objetos do cenário (feito com X). Em momentos de muita pressão, ao invés de me esconder eu pulava pra frente das coisas e ficava na frente de todos, recebendo mil tiros, por exemplo.

    Além disso, a rolagem é feita ao apertar X duas vezes consecutivas, mas as vezes o personagem simplesmente se grudava às paredes e não saia e o jeito era aceitar a minha vergonhosa morte, sobretudo quando inventava de avançar à frente dos colegas.

    Nesses casos eu nem pedia ajuda, só esperava alguém vir enquanto me culpava ou esperava morrer pra dar respawn e voltar pra lá.

    Além de toda a andação, combates repetitivos contra soldados e controles que por algum motivo tanto me confundem, o jogo peca em diversas outras áreas, como sua visibilidade de cenários. Acho que eles tentaram fazer algo realista ou sei lá, mas se você estiver no sol e entrar pra dentro de um prédio, a retícula do personagem demora a se acostumar e você não enxerga nada! Já da sombra pro sol eu não tive esse problema.

    A coisa piorou mais ainda em diversas localidades que já eram escuras e sem iluminação e era simplesmente horrível de ver as coisas, inclusive andando na cidade à noite em ruas sem iluminação ou dentro do esgoto. Em certas partes aconteceu também deu não ver nada por ter luz demais.

    Resumindo: Tom Clancy's The Division 2 é um jogo tão básico e clichê que fica difícil falar sobre ele. Fico feliz dos amigos terem se engajado a continuar até o fim e provavelmente até fazer tudo o que há pra se fazer no jogo, mas eu desanimei ainda mais ao terminar a campanha, principalmente depois de um final abrupto, que poderia muito bem ser simplesmente o final da primeira missão. Tenho que mencionar ainda que nunca um jogo multiplayer me deu tanto sono! Aliás, nos deu. Enquanto em outros casos eu vou dormir 4 horas da manhã ou mesmo tenho que me forçar à ir pra cama, nesse aqui a gente jogava duas horinhas e já ficava bem monótono e todas as conversas acabavam. Ontem mesmo eu cheguei a ficar "pescando" de sono constantemente às 22h.

    De bom: os cenários são legais. A trilha sonora é surpreendentemente boa nos combates. Gosto das habilidades ativas, como drones e tal.

    De ruim: personagens feios. Estória clichê e quase inexistente. Cenários vazios e parados. Todas as missões são muito parecidas e só envolvem matar ondas de capangas sala depois de sala. Os chefes são só caras mais resistentes. Pouquíssima variedade. Armas e equipamentos mais fortes, mas muitas vezes você mal costuma perceber que o personagem está evoluindo. Final fraco e provavelmente dependente da DLC para continuar o enredo. Muito monótono, sem personagens carismáticos e não dá nem graça batalhar senão por loot melhor ou XP. Cadê um cenário diferentes? Cadê um chefão épico? Cara, me dá um helicóptero pra destruir em pleno voo pelo menos! Eu não aguento mais atirar nesses caras e me esconder atrás da muretaaaa...

    No geral, esse jogo é super básico e nada imersivo. Talvez eu curtisse mais o 1. Entre todas as opções multiplayer hoje em dia, essa não chega nem perto de ser das melhores. Sério, não há motivos pra jogar esse jogo. Eu paguei R$10 e foi um preço ok pelas risadas que demos e bugs que vimos, mas não acho que as 20 e poucas horas investidas tenham sido necessariamente recompensadas. Passe longe!

    Tom Clancy's The Division 2

    Platform: Playstation 4
    40 Players
    45 Check-ins

    15
    • Micro picture
      ederpezawm · about 1 month ago · 2 pontos

      Se você não jogou o primeiro, te digo que não muda muita coisa deste não. Não joguei este mas o que você disse descreve bem o primeiro.

      1 reply
  • onai_onai Cristiano Santos
    2020-02-07 00:14:00 -0200 Thumb picture

    Imagens aleatórias de jogos aleatórios...

    Faz tempo que não jogo um jogo de tiro em primeira pessoa e até hoje não joguei com essa temática do velho oeste...

    Call of Juarez

    Platform: PC
    282 Players
    2 Check-ins

    17
    • Micro picture
      fredson · about 2 months ago · 2 pontos

      É bem difícil esse jogo, mas é sensacional.

    • Micro picture
      jcelove · about 2 months ago · 1 ponto

      Esse é maneiro pq vc alterna entre o padre matador lokaço e o sobrinho meio indio dele que está sendo perseguido.

      1 reply
    • Micro picture
      le · about 2 months ago · 1 ponto

      Nem Outlaws?

      4 replies
  • lendaryo Solivan Martins
    2020-02-05 16:13:28 -0200 Thumb picture
  • palomaref Paloma Cristini
    2020-01-30 13:20:19 -0200 Thumb picture
    17
  • palomaref Paloma Cristini
    2020-01-18 22:06:54 -0200 Thumb picture

    Minhas memórias - PS4 (Parte 106)

    Continuando com a postagens dos meus screenshots do PS4, relembrando as jogatinas.

    Game: Far Cry 5

    Esses dias comecei a assistir uma gameplay desse game novemente e me veio a saudades de conhecer esse enredo pela primeira vez, que é espetacular ♥

    PS4
    Parte 1 - Parte 2 - Parte 3 - Parte 4 - Parte 5 - Parte 6 - Parte 7 - Parte 8 - Parte 9 - Parte 10 - Parte 11 - Parte 12 - Parte 13 - Parte 14 - Parte 15- Parte 16 - Parte 17 - Parte 18 - Parte 19 - Parte 20 - Parte 21 - Parte 22 - Parte 23 - Parte 24 - Parte 25 - Parte 26 - Parte 27 - Parte 28 - Parte 29 - Parte 30 - Parte 31 - Parte 32 - Parte 33 - Parte 34 - Parte 35 - Parte 36 - Parte 37 - Parte 38 - Parte 39 - Parte 40 - Parte 41 - Parte 42 - Parte 43 - Parte 44 - Parte 45 - Parte 46 - Parte 47 - Parte 48 - Parte 49 - Parte 50 - Parte 51 - Parte 52 - Parte 53 - Parte 54 - Parte 55 - Parte 56 - Parte 57 - Parte 58 - Parte 59 - Parte 60 - Parte 61 - Parte 62 - Parte 63 - Parte 64 - Parte 65 - Parte 66 - Parte 67 -
    Parte 68 - Parte 69 - Parte 70 - Parte 71 - Parte 72 - Parte 73 - Parte 74 - Parte 75 - Parte 76 - Parte 77 - Parte 78 - Parte 79 - Parte 80 - Parte 81 - Parte 82 - Parte 83 - Parte 84 - Parte 85 - Parte 86 - Parte 87 - Parte 88 - Parte 89 - Parte 90 - Parte 91 - Parte 92 - Parte 93 - Parte 94 - Parte 95 - Parte 96 - Parte 97 - Parte 98 - Parte 99 - Parte 100 - Parte 101 - Parte 102 - Parte 103 - Parte 104 - Parte 105

    Steam/PC
    Parte 1 - Parte 2 - Parte 3 - Parte 4 - Parte 5 - Parte 6 -
    Parte 7 - Parte 8 - Parte 9 - Parte 10 - Parte 11 - Parte 12 - Parte 13 - Parte 14Parte 15

    Far Cry 5

    Platform: Playstation 4
    246 Players
    88 Check-ins

    18

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...