• luchta Ewerton Ribeiro
    2019-02-14 10:06:15 -0200 Thumb picture
  • 2016-02-13 00:55:38 -0200 Thumb picture
    14
    • Micro picture
      paul_seasky · over 3 years ago · 0 pontos

      Maria chuteira... checked
      maria gasolina ... checked
      maria breteira... checked
      MARIA BOLEIRA CAÇADORA DE VAMPIROS... checked
      o.0

  • 2016-02-06 22:19:40 -0200 Thumb picture

    Análise dos Jogos Dracula X - Sessão 1 ~ Stages

    Por mais repleto de diversos demônios que o Castelo de Dracula seja, é algo comum na franquia ele possuir um lugar Sagrado desde sempre, para quebrar as controvérsias do Castelo demoníaco, apesar que, já não é de hoje que não só Demônios como também Anjos, sejam eles caídos ou não, estão a servir o Vampirão.
    A nossa sessão de hoje irá explorar um destes lugares, provavelmente o mais "sagrado" entre todos. 

                                                      ~Stage 3: A Capela~   

    Iniciamos logo na parte da baixa da enorme Capela.
    Nesta primeira sessão a nossa espera estão Spear Knights e Bone Pillars que são colocados de forma injusta se o jogador não tomar cuidado com os seus pulos.
    Em Rondo o cenário possui um fundo simples, com algumas pilares e estátuas nos mesmo, um toque bacana porém, em DXC isso foi expandido ainda mais e podemos ver muito mais do fundo do cenário, como era se se esperar da capacidade do PSP em relação ao PC-Engine.
    No Port de Snes no entanto, começamos o jogo num lugar que aparenta ser a Outer Wall do castelo. Precisamos subir uma série de diversas plataformas com escadas, enquanto Bone Pillars e Medusas Heads vindo de ambos os lados tentam atrapalhar, além de plataformas flutuantes com espinhos. A dificuldade padrão da versão de Snes que já sabmos.

                                         ~Cross Your Heart: A Grande Cruz~

    Ao subir a escada da primeira sessão da Stage, entramos finalmente na Capela. Avançando e tomando cuidado com um Spam infinito de Esqueletos se balançando em cipós no teto da área, chegamos no que parece ser um local para os cultos, com uma enorme Cruz.
    Em Rondo, o detalhe das vidraças da janela, como de costume, são sensacionais, Castlevania sempre faz direitinho esse tipo de coisa em Capelas. Porém, a sessão do Culto não é muito detalhada, tendo somente a Cruz como destaque. Já em DXC, podemos ver mais uma sala enorme ao fundo, com direito a grandes cadeiras para mais pessoas.
    Curioso é que, ao acertar a parte central da Cruz, uma Sub Weapon é revelada, o Stop Watch.
    Seria isso uma referência em relação a como "Com o tempo a morte virá" e o fato de que, em tumbas uma Cruz sempre é encontrada na maioria das vezes ? Hm... quem sabe.
    No port de Snes, temos uma sessão bem curta com alguns Spear Knights. Descendo para o andar inferior e acertando o último candelábro da sala, revela um Pot Roast ao jogador, tendo uma decoração bem simples ao fundo. Esse é um local famoso pois, em Dracula X para o Snes, quando há uma escada, você pode sempre usa-la para retornar ao local anterior e assim, fazer com que candelábros reapareçam. Assim, o jogador pode, não só se curar como desejar como também acumular um número exorbitante de pontos visto que, se um Pot Roast é pego quando com HP completo, ele dá 1000 Pontos ao jogador. 

                          ~A Grande Escadaria e o Badalar do Sino~

    Seguindo em frente para a próxima sessão, chegamos em mais uma área da Capela. Logo de início temos de subir uma enorme escadaria onde Flemans nos aguardam descendo no corrimão desta. Ao passar por isto, uma sessão reta da fase com Medusa Heads e plataformas que, quando pisadas giram e fazer o jogador cair forçadamente no caminho alternativo da fase nos aguardam.
    Ao final, um segredo com 3 estátuas espera o jogador, acertam as 3 para o lado direito, revela um saco com $1000.
    Antes de ser dado a permissão de prosseguir para a próxima área, o jogador deve enfrentar um tipo de Sub-Boss, um Paranthropus, que levanta de um altar sob um enorme sino.
    Derrotando este e aguardando a badalada do sino, um Pot Roast cai do mesmo. Acertar o sino novamente fará com que, ou um Fleman ou um saco com $100 caia de dentro.
    Já no port de Snes, temos uma das sessões da qual o jogador deve ter cuidado extremo. Vindo da sessão anterior, nos encontramos no porão do Castelo, do qual não é acessado na Stage 2 como em Rondo e DXC mas sim aqui. Maria no entanto não está em lugar algum.
    Pulando numa minúscula plataforma, é necessário tomar cuidado com Morcegos que vem do lado direito da fase. Chegando ao meio da sessão, além de morcegos, Mermans também irão emergir do abismo aquático para tentar derrubar Richter.
    No port de Snes, esta sessão é muito mais detalhada do que sua contraparte em Rondo. Assim como em DXC podemos ter até uma visão maior da caverna aquática. Aos poucos percebemos que o Port de Snes parece apenas um copia e cola de Rondo, só que de uma forma bem mais brusca.

                               ~A saída da Capela: Em direção as Cavernas~

    Derrotando o Paranthropus nos encontramos num local que não parece em nada uma capela mas sim, uma sessão cavernosa do local. Ghosts que em SOTN viriam a servir Alucard, não dão as boas vindas ao Belmont visto que este é inimigo de seu Mestre e vem a atacar o jovem caçador de vampiros. Spear Knights espreitam as plataformas, apenas aguardando para derrubar o jogador forçadamente no caminho alternativo da Stage.
    Um fundo SENSACIONAL na minha opnião se encontra em Rondo, com enormes Velas cobrindo todo o fundo do cenário. Em Rondo isto foi alterado parcialmente. As velas ainda se encontram mas muito menores, visto que a atenção a detalhes tenta ser muito melhor.
    Ao final da sessão, um Giant Fleaman, também conhecido como Thief irá tentar roubar o Sub Weapon que o jogador estiver carregando se o mesmo não tomar cuidado.
    Próxima a porta que leva a outra sessão se encontra dois elevadores e uma rocha segurando ambos. Se a rocha for acertada um número de vezes e o jogador estiver sobre o elevador do lado esquerdo quando ela cair, ele é levado a mais um caminho alternativo, este levando a Dogether.
    No Port de Snes no entanto, não temos uma sessão tão séria ainda. Uma sala simples que lembra o corredor inicial dessa mesma Stage na versão de Rondo é o que temos aqui. Como dito anteriormente, parece que este port pega várias sessões de Rondo e as modifica de forma que fiquem "originais".
    Bone Pillars e uma Axe Armor aguardam o jogador nesta sessão da fase.

                           ~Alojamento Interno: Em direção a Besta~

    Não tendo pego nenhum dos caminhos alternativos, continuamos a fase normalmente e nesta próxima sessão, temos apenas a área Pré-Boss em Rondo e DXC. Um esqueleto reside sentado em uma das cadeiras mas este não tem mais vida a tempos...
    Passando por ele ou o acertando fazendo com que o mesmo se desmanche completamente, deixando apenas a poeira dos ossos para trás.
    Em Rondo o local é bem simples e sem muitos detalhes. Já em DXC, temos uma completa visão do lado de fora do local, nos revelando as outras paredes do castelo e também torres. É interessante este pequeno detalhe pois, apesar de tantos lugares que andamos durante as fases, isso mostra que tudo ainda, de fato, acontece dentro do Castelo.
    No Port de Snes no entanto, os jogadores encontrarão o verdadeiro desafio da fase e a sessão final dela. O objetivo aqui é pular de pilar em pilar enquanto Medusas Heads vem de um lado e do outro, pilares ENORMES de Bone Pillars aguardam em duas sessões da área e Skeletons ocasionalmente irão pular para ocupar alguns dos pilares.
    Cair no abismo resulta no jogador sendo enviado a primeira das duas e únicas Stages alternativas do port de Snes.
    Chegando ao final, a área Pré-Boss aguarda e em um dos candelábros se encontra uma chave da qual o jogador deve guardar se deseja resgatar Maria na Stage seguinte.

              ~Perante a Estátua: A Besta de Minos e o Cavaleiro sem Cabeça~

    Nosso Chefe em Rondo e DXC é o Minotauro. Aguardando Richter, a besta quebra o portão de onde estava sendo selado e com seu enorme machado se prepara para a luta.
    O Minotauro tem uma das animações de morte mais legal de todos os Chefes do jogo. Ele solta um enorme laser de sua boca e se prepara para avançar em Richter, bufando. Ao chegar próximo, ele finaliza com um enorme Shoryuken, e perece logo em seguida. Em jogos subsequentes isto foi adicionado como um dos golpes no arsenal dele.
    No port de Snes, temos Dullahan nos aguardando no final da Stage, como já é costume termos Bosses diferentes no port de Snes. Ao fundo vemos uma sacada na parte de cima do cenário e uma entrada em meio a cortinas. Provavelmente ao Richter se dirige ao finalizar o Chefe.
    Suas formas de ataque são praticamente a mesma coisa de Rondo, a diferença sendo que ele não é tão agressivo quando a versão original, sendo muito mais lendo também.

                                                  ~Jukebox: Bloody Tears~
                                             from: The Dracula X Chronicles                                    
               

    A faixa da Stages nas 3 versões do jogo é Bloody Tears.
    Tendo sido introduzida em Castlevania II: Simon's Quest, Bloody Tears se tornou uma das mais conhecidas faixas da franquia em conjunto com a já citada Vampire Killer. Também assim como a anterior, há poucos jogos na franquia que não contam com uma versão da música e ela é sempre MUITO boa.
    Dentre Rondo, DXC e Dracula X, a versão de DXC ganha facilmente o pódio dentre as 3 versões na minha opnião pois ela tem muitos mais instumentos sendo usados e consegue se sair muito melhor. Enquanto as outras 2, ficam empatadas.


    Castlevania: Dracula X

    Platform: SNES
    2678 Players
    41 Check-ins

    19
    • Micro picture
      leojiraya · over 3 years ago · 2 pontos

      Depois vc vai fazer um post separado com os caminhos alternativos?

      1 reply
    • Micro picture
      denisshadow · over 3 years ago · 1 ponto

      O sprite do Richter do SNES nas imagens tá diferente do que joguei... É a versão JAP ou EUR que o sprite dele é assim?

      2 replies
  • 2016-01-31 23:20:04 -0200 Thumb picture

    Análise dos Jogos Dracula X - Sessão 1 ~ Stage


                       ~Stage 2 - Hall Principal e a Entrada a Castlevania~

    Bem-vindos de volta a nossa análise sobre os jogos da série Dracula X de Castlevania, amigos.
    Demorou muito mas retornamos agora com mais uma Stage, hoje daremos uma olhada na Stage 2 dos 3 jogos, onde iniciaremos na Entrada do Castelo e veremos mais sobre os clássicos corredores que sempre estão presentes em todos os jogos da franquia.
    Clicando nas Imagens, versões maiores e originais delas serão abertas em Abas separadas para maior conveniência e  entendimento dos detalhes citados durante a análise.
                                                                Stage Start!

    Começamos nos portões de fora de Castlevania em Rondo e Dracula X Chronicles. Numa noite chuvosa com diversas trovejadas, a nossa espera nesse pequeno trecho estão Esqueletos, Corvos e uma Axe Armor ao fim dele. Em Rondo o local é detalhado mas não tanto quanto em DXC obviamente, estatúas adicionam ao ambiente além de ser possível observar mais ao fundo da Stage.
    Já em Dracula X no Snes, temos uma pegada totalmente diferente e mais desafiadora, como já de praxe no port de Snes.
    Mesmo começando ao lado de fora do Castelo, temos já de início cruzar plataformas que caem e mais áfrente, atravessar uma ponte que aos poucos vai caindo enquanto Mermans pulam do lado abaixo para piorar ainda mais a difícil passagem. É notável termos algo assim logo no começo do jogo pois já destaca o quanto é exagerada a dificuldade da versão Snes do jogo visto que tal coisa como a ponte só seria visto nas Stages finais do Rondo original.

                                              ~O Baixar da Ponte~

    Ao final dessa sessão, temos o baixar da ponte e finalmente adentramos Castlevania! É notável um detalhe muito bacana na versão de PC-Engine que, ao entrar no Castelo, por poucos segundos, é possível ver os olhos brilhantes e vermelhos do Behemoth que vem a perseguir Richter mais tarde na Stage! Detalhe bem legal que foi removido em DXC e substituído por uma Cutscene da ponte baixando.
    Ainda prefiro o detalhezinho da versão original!

                                ~Os Corredores do Castelo~

    Finalmente em Castlevania!
    Os Corredores principais são, junto com a Clock Tower, provavelmente uma das áreas mais notáveis e clássicas dentro da franquia. Ainda há de aparecer um jogo nela que não os tenha.
    Com a tempestade furiosa continuando no lado de fora, pequenos morcegos agora podem ser vistos nas janelas do Castelo, mas Richter não tem muito tempo para apreciar a paisagem visto que Zumbis e Peeping Eyes irão tentar de todo jeito atrapalhar a passagem do Belmont, junto com Lustres que caem do teto do Castelo neste sessão.
    Já no port de Snes, apesar de termos entrado no Castelo, não nos encontramos ainda definitivamente nos corredores centrais dele, estando ainda ao lado de fora.
    Essa pequena sessão do jogo tem uma similaridade baixa com a sessão final do Marble Corridor de SOTN, dado as janelas ao fundo e os enormes pilares. Ape Skeletons e Morcegos aguardam Richter nesta sessão da Stage.

                                     ~Persguição nos Corredores~

    Em frente com a próxima sessão da Fase, o lugar aparenta ser só mais uma sessão de corredores e é realmente isso, se não por um GRANDE problema: Behemoth!
    A criatura que perseguia Richter desde a Entrada do Castelo agora dá as caras e resolve avançar com tudo em direção ao Belmont.
    Derrota-lo exige cerca de 15 ou 16 chicotadas executadas e calculadas friamente pois o percurso é complicado, com "abismos" e Zumbis para atrapalhar a passagem.
    Em um dos candelábros se encontra a Chave para resgatar a donzela presa dentro da Stage, se você a encontra, guarde pois irá precisar logo em seguida!
    As " foram usadas pois os abismos nessa sessão não causam morte instantânea mas sim, levam o jogador para uma sessão alternativa da fase, que consecutivamente leva ao Boss também alternativo, Bone Golem.
    Na versão de Snes no entanto, finalmente nos adentramos nos já conhecidos corredores e os Zumbis começam a aparecer. Essa sessão é notavelmente curta, construída somente de 2 sessões antes de sairmos novamente para os arredores de fora do Castelo.

                    ~A Criatura despistada, em direção ao Porão do Castelo~

    Após derrotar ou fugir do Behemoth, o jogador se encontra numa área beeeem familiar para os fãs do primeiro Castlevania.
    Desviando de morcegos e deixando Peeping Eyes como estão (ou os acordando) o jogador pode aqui encontrar um Pot Roast escondido dentro das paredes assim como no passado em Rondo e DXC.
    O detalhe colocado em DXC é obviamente maior no geral. Enquanto o original possui um fundo plano e sem detalhe algum, DXC já faz justamente o contrário.
    A versão de Snes, continua os corredores principais do castelo, desta vez com uma sessão onde a cor central é roxo.
    Skeleton Dogs e Spear Knights aguardam o jogador para dificultar também a passagem nesta sessão, atacando tanto de cima quanto de baixo. Se o jogador for apressado nesta parte, ele irá se dar muito mal.

                         ~O Porão do Castelo: Caverna Aquática~

    Mais uma área familiar aos fãs da série.
    Com as Chaves em mão, o jogador pode seguir em frente, tomando cuidado com os Mermans e para não cair no abismo aquático.
    Enquanto em Rondo temos um detalhe de água bem simples mas bonito para a época, em DXC temos uma olhada completa dos arredores dessa área do Castelo, podendo olhar que até prisões subterrâneas fazem parte do que o Conde possui.
    Um pouco mais em frente, o jogador pode utiliar a chave num portão para poder resgatar Maria.
    Esta sessão é inexistente da versão de Snes. 

                                   ~A Primeira Donzela resgatada~

    Ao abrir o portão Richter se encontra com Shaft segurando Maria num tipo de Magia.
    O mesmo planejava sacrificar a garota ao Conde, visto que ela possuía muito poder num corpo tão jovem. Provavelmente daria muita força ao Conde.
    Ao avistar o Conde no entanto, ele se surpreende e foge.
    Isso dá ao jogador uma pequena Cutscene com a garota.
    Em Rondo, temos uma pequena conversa entre Maria e Richter. A versão de DXC é praticamente a mesma no entanto, mais background é dado ao personagem dela pois a mesma diz que os pais foram assassinados enquanto ela era raptada. Único em DXC também é que para convencer a garota, ela mostra um pouco de seus poderes a Richter que ao ver aquilo, concorda em aceitar a ajuda da pequena.

                                ~Em Direção ao Campo de Batalha~

    Resgatando Maria e seguindo em frente, leva o jogador para MAIS UMA sala bem familiar aos fãs do primeiro Castlevania.
    Os detalhes em tanto DXC quanto Rondo são bem parecidos e com poucas diferenças entre si, a única delas sendo que o local está bem mais destruído em DXC e portanto, é possível ter uma visão maior do lado de fora do Castelo dentro dessa sala.
    Já no port de Snes no entanto, temos uma sessão totalmente diferente e obviamente mais desafiadora.
    Com Skeleton Wars que podem cobrir o cenário inteiro de ossos, Morcegos e mais Apes Skeletons, o cenário lembra bastante as  primeiras sessões da Stage 1 do Rondo original.

                            ~O Lobisomen e o Morcego Gigante~

    Na Arena de batalha, em Rondo e DXC, o que nos aguarda ao fim da Stage 2 é o Werewolf.
    Sendo, logicamente, uma das criaturas mais ágeis na série, ele é um desafio considerável para os mais desavisados mas com padrões fáceis para aqueles mais detalhistas.
    Com uma abertura simples mas muito bacana em Rondo e uma Cutscene ainda melhor em DXC, eu sem dúvidas fico com a versão do Remake pois além de mais detalhada, ela nos dá uma visão dos arredores do local onde ele estava, mostrando que a Konami não poupou detalhes no Remake.
    No Port de Snes no entanto, temos novamente um Boss totalmente diferente.
    O Vampire Bat dá as caras com o mesmo Sprite de Rondo porém, com golpes diferentes que podem atrapalhar e muito a vida do jogador.
    Ele se divide em diversos morceguinhos ao ser acertado, lentamente cobrindo parte do cenário e avançando aos poucos. Se o jogador atacar de forma estabanada, ele pode terminar encurralado pelo Chefe, sem espaço para fugir.

                                            ~Jukebox: Vampire Killer~
                                                 from: Rondo of Blood

    Vampire Killer é o tema da Stage em todas as 3 versões do jogo.
    Conhecida por ser uma das mais notáveis faixas da franquia junto com outras como Bloody Tears e Beginning, em nenhuma das versões que Vampire Killer veio a aparecer ela decepcionou.
    Não tem erro com ela e a Konami sabe disso. Em poucos jogos ela veio a não aparecer e geralmente é estranho quando isso ocorro.
    Dentre as 3 versões, Rondo of Blood leva o troféu de ouro pois ela consegue se destacar entre seu Remake e o port de Snes.


    Castlevania: The Dracula X Chronicles

    Platform: PSP
    1120 Players
    114 Check-ins

    13
    • Micro picture
      vampire_killer · over 3 years ago · 2 pontos

      Uma sessão da Stage teve de ser cortada por conta do limite de Imagens do Alvansita.
      Esta sessão foi o caminho alternativo citado na sessão do Behemoth.
      A partir dessa postagem, caminhos alternativos serão citados em postagens futuras para uma analíse mais detalhada e não limitada.

    • Micro picture
      redbomber · over 3 years ago · 2 pontos

      O_O ta analisando cada jogo e comparando eles mesmo ein? Pqp
      Parabéns!

      1 reply
    • Micro picture
      leojiraya · over 3 years ago · 2 pontos

      Excelente sua análise, comparando cada tela do jogo, muito bom! Da pra ver que a versão do SNES é bem inferior a original, parece até um fan game.

  • 2016-01-28 01:46:55 -0200 Thumb picture

    Maria Renard - The Dracula X Chronicles

    Fazemos uma pequena revelação: Até pouco, eu não gostava deste redesign que a Maria havia recebido em The Dracula X Chronicles. O motivo ? O cabelo curto.
    Porém, mais recentemente, só recente mesmo, eu incrívelmente vim a notar o longo rabo de cavalo que ela possui e portanto, me fez achar o design muito mais bonito.
    Eu não possuo nada contra cabelos curtos é só que, ela com longos e belos cabelos dourados ficou tão fixado desde que joguei SOTN pela primeira vez que ficou difícil aceitar esse novo visual que, apesar de tudo, é muito bonito se formos ver melhor e combina muito com a garota.

    Uma coisa é certa: Ele é 100% muito mais bonito que o Design de Gothic Lolita que foi dado a ela em Judgement. Sem contar a personalidade da mesma que foi estragada neste jogo.
    Mas isso fica como assunto para outro post...

    Castlevania: The Dracula X Chronicles

    Platform: PSP
    1120 Players
    114 Check-ins

    15
    • Micro picture
      vinix · over 3 years ago · 2 pontos

      Mas no Judgement ela parece a Misa Misa, qual a graça? E acho o design dela no Rondo of Blood melhor, vestido longo e cabelo cumprido e solto.

    • Micro picture
      luchta · over 3 years ago · 1 ponto

      Caramba nunca percebeu que Maria tinha cabelo comprido... Em todo caso o design dela em Judgement é tenso demais... primeiro que deixaram infantilizada demais, e depois ela ficou bem diferente do original. O legal desse design é que ele foi feito pelo autor de Death Note, eu curto demais esse mangá/anime, e aliás ela parece bastante com a Misa nessa versão. Eu preciso jogar esse jogo...

    • Micro picture
      leohirano · over 3 years ago · 1 ponto

      fui fazer uma rapida pesquisa no Google.
      E descobri que tem hentai dela

      2 replies
  • luchta Ewerton Ribeiro
    2016-01-22 01:41:35 -0200 Thumb picture
    luchta checked-in to:
    Post by luchta: <p><strong>Check-Out</strong></p><p><a href="http:/
    Castlevania: The Dracula X Chronicles

    Platform: PSP
    1120 Players
    114 Check-ins

    Check-Out

    Finalmente eu consegui completar os 100% de Castlevania: The Dracula X Chronicles, eu passei várias fases explorando o mapa atrás dos discos, mas para pegar os nove restantes isso eu tive que completar o modo Boss Rush.

    Esse modo consiste em enfrentar os chefes do jogo em sequencia, e com um contador de tempo, não da nem para pausar (é claro que o emulador tem a função de pausa na emulação). Achei o modo até fácil, pois entre as fases da para coletar corações e sua vida enche após eliminar um chefe.

    O Castlevania: Lords of Shadow - Mirror of Fate tem um modo desses, mas é preciso enfrentar todos os chefes com uma unica barra de vida... nunca consegui passar...

    A cada vez que eu passava uma sessão desse modo, eu ganhava uma nova musica, e assim avancei até os 100%. Mas para minha surpresa eu destravei um novo jogo também.

    O nome do jogo era Akumajyo Dracula Peke, cara olha o visual do jogo:

    Você anda e pula sobre os inimigos (o pulo responde uns segundos depois de apertar o botão), e logo depois aparece a Maria e fim de jogo. WTF! O que foi isso?

    Logo depois eu resolvi começar um novo save com a Maria apenas para ver as cutsceness ao resgatar as moças com ela.

    Enfim, agora eu terminei tudo que tinha para fazer nesse jogo, só não consegui comprar todos os Boss Demo. Vou ver se passo finalmente para o Castlevania: Symphony of the Night assim que possível!

    9
    • Micro picture
      katsuragi · over 3 years ago · 1 ponto

      O Peke é o resultado do Rondo of Blood ser iniciado num PC-Engine com o hardware desatualizado, algo do tipo, não me recordo bem.
      E o desafio do Bos Rush é finalizar o mais rápido possível, esperar a barra de vida no caso atrapalha. XD
      Mas fora isso ele é fácil mesmo.

  • 2016-01-19 22:39:07 -0200 Thumb picture
    15
    • Micro picture
      seufi · over 3 years ago · 2 pontos

      Comecei hj esse mesmo jogo... que obra-prima!

    • Micro picture
      igor_park · over 3 years ago · 2 pontos

      Pensei que ia ter alguma piada relacionada a funk o final.

      1 reply
  • luchta Ewerton Ribeiro
    2016-01-19 01:51:17 -0200 Thumb picture
    luchta checked-in to:
    Post by luchta: <p><a href="http://i.imgur.com/LgmRp4T.png" target=
    Castlevania: The Dracula X Chronicles

    Platform: PSP
    1120 Players
    114 Check-ins

    Enquanto o Resident Evil Zero HD Remaster não é liberado (se é que vai ser essa madrugada), eu vou tentar completar os 100% de Castlevania: The Dracula X Chronicles.

    Acredito eu que faltem apenas coletar os discos durantes as fases e terminar o Boss Rush Mode (isso pelo menos umas três vezes cada segundo o @katsuragi). Então vamos nessa!

    7
  • 2016-01-19 00:21:02 -0200 Thumb picture
    17
    • Micro picture
      santosmurilo · over 3 years ago · 2 pontos

      Todos esses anos e EU sempre esqueço de colocar pra cima para subir escadas.... -.-'

    • Micro picture
      luchta · over 3 years ago · 1 ponto

      Eu me dou mal naquelas porcarias de escadas, é complicado de se subir, principalmente ao pular em cima delas, o interessante é que no Super Castlevania IV é bem mais fácil de subir... por que não fizeram isso antes?

      3 replies
  • luchta Ewerton Ribeiro
    2016-01-18 11:23:10 -0200 Thumb picture
    luchta checked-in to:
    Post by luchta: <p><strong>Check-Out</strong></p><p><a href="http:/
    Castlevania: The Dracula X Chronicles

    Platform: PSP
    1120 Players
    114 Check-ins

    Check-Out

    Não aguentei e voltei a jogar para terminar o jogo com a Maria, e ela está tão boa de se jogar quanto no Castlevania: Rondo of Blood. Ainda sou muito mais jogar com ela do que com o Richter.

    Aliás ela tem umas melhorias, ao contrario do C: Rondo of Blood a sub-arma da tartaruga funciona direito. No jogo anterior eu achei ela uma verdadeira porcaria... ou eu não soube usar direito... vai saber... Eu ainda prefiro muito mais o Dragão de qualquer jeito.

    E cara não tem sensação melhor do que ver o Drácula sendo humilhado por uma criancinha! Só senti falta de um final próprio da Maria como no C:RoB, em que mostra ela escapando do castelo.

    11

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...