• memoriabit Memória BIT
    2015-07-03 17:36:17 -0300 Thumb picture

    Descobriram o protótipo do SNES Play Station

    VER NO MEMÓRIA BIT →

    A quase-parceria Sony e Nintendo poderia ter dado num híbrido CD + SNES, um "SNES Play Station". O protótipo emergiu e colecionadores estão em polvorosa.

    2
  • molinsky Rodrigo Molinsky
    2015-07-03 10:49:06 -0300 Thumb picture

    Protótipo do Super Nintendo 'PlayStation' descoberto? (com vídeo)

    Medium 3106544 featured image

    Quem cresceu jogando videogame no começo da década de 1990 deve se lembrar dos rumores em torno de um acessório que permitia jogar games em CD no Super Nintendo, o SNES-CD. Mesmo sendo considerado um add-on para competir com o SEGA CD/Mega CD, o desenvolvimento começou antes mesmo do lançamento do console de 16 bits numa união entre a Nintendo e a Sony.

                                     Modelo japonês do famigerado acessório

    O problema começou quando a Sony apresentou um console totalmente autônomo na Consumer Electronics Show em 1991 depois de vários anos de desenvolvimento. O sistema era para ser compatível com os títulos existentes para SNES, bem como títulos a serem lançados para o formato SNES-CD. No entanto, devido às divergências de licenciamento com a Sony, a Nintendo resolveu formar uma aliança com a Philips - rival da Sony - para produzir o SNES-CD. O resultado final, porém, foi a Philips anunciando o CD-I com uma seleção fraca de games licenciados do Mario e Zelda. O acessório para o Super Nintendo, portanto, nunca foi lançado.

    Mas qual era o nome do console que a Sony apresentou CES de 1991? "PlayStation".

                                 PlayStation: seria este o protótipo perdido?

    Até recentemente, as únicas fotos deste protótipo foram publicadas por revistas estrangeiras especializadas da época através de um release da própria Sony. A existência do console virou uma incógnita, pois acreditava-se que o protótipo fora desmontado para não gerar problemas judiciais. Mas um usuário do Reddit diz ter encontrado o protótipo e postou uma galeria de fotos recentes.

                                                 Foto: Divulgação - Sony (1991)

    Como boato em internet se espalha muito facilmente, é de se desconfiar da confiabilidade da fonte. Mas características como o estado amarelado do plástico (típico problema de um Super Nintendo) e a logo antiga do PlayStation brincam com a nossa imaginação: parece ser autêntico. No entanto, não há nenhum outro registro do protótipo, nem mesmo um vídeo mostrando se ele funciona ou não. A história de como esse console chegou nas mãos do atual dono também é bem surreal: o usuário diz que seu pai tinha contatos na Nintendo e com o desenvolvimento do SNES-CD/PlayStation e encontrou o protótipo numa caixa com itens que ele deveria descartar anos atrás. O tópico ainda está sendo atualizado constantemente, então há a possibilidade de haver novas postagens por lá sobre este console.

    É real ou outro boato de internet?

    Apesar da aparentar ser real, há muita desconfiança nos fóruns que estão abordando o assunto. Motivos não faltam: a possibilidade de produzir uma réplica do protótipo hoje em dia é mais real do que nunca. Há arquivos disponíveis com manuais de desenvolvimento do console e impressoras 3D estão cada vez mais acessíveis. A entrada para os controles é idêntica ao do Super Famicom. Para causar as manchas amarelas no plástico, basta adicionar um retardador de chama à composição do plástico e acelerar o processo químico. Um exemplo muito utilizado pelas fábricas é o bromo que, em contato com raios ultravioleta, causa as manchas que tanto conhecemos.

      Bromo, utilizado em plástico para retardar fogo: causa de manchas

    Sabe-se bem o que ocorreu depois do rompimento da Nintendo com a Sony. Sendo o marco que começou a divergência entre as duas empresas, seria interessante ver este pedaço de hardware, tão interessante na história dos games, em pleno funcionamento.

    Para mais fotos, clique nos links abaixo:

    http://imgur.com/a/Ll9kS

    http://imgur.com/r/gaming/rZFpZH6

    ATUALIZAÇÃO: UM VÍDEO FOI POSTADO COM O APARELHO EM QUESTÃO

    O suposto dono do protótipo resolveu postar um vídeo depois de muitos questionamentos sobre a veracidade das fotos. Mas o vídeo em si cria mais dúvidas do que tira.

    O que é muito estranho é ele dizer "não vou colocar um cabo de força nele" para testar com a justificativa de não estragá-lo. Muito conveniente para manter o mito/boato. Se você colocar uma fonte com a mesma voltagem e polaridade (usualmente informados no próprio console), não tem problema se a fonte utilizada provém mais amperes. Também é de estranhar ele dizer "parece ser um controle de Super Nintendo, faz tempo que eu não vejo um". Parece mais forçado do que necessário.

    ATUALIZAÇÃO 2: É FALSO!

    O grupo Vadu Amka, conhecido por suas customizações, é responsável pela "criação" deste console. Eles publicaram no Twitter sobre o assunto.

    Fontes: Assembler GamesRedditRetro Collect

    Super Mario World

    Platform: SNES
    26555 Players
    365 Check-ins

    46
  • memoriabit Memória BIT
    2014-01-28 20:20:05 -0200 Thumb picture

    História dos Videogames: Philips CD-i

    No Memória Bit →

    Muito antes das gerações atuais, um console inovou ao oferecer a possibilidade de games online, navegação na web, downloads, e-mails, e-shop e muito mais.

    Se pensou no Dreamcast, errou, estamos falando do que foi um dos maiores fracassos da história dos videogames, o Philips CD-i, de 1991, usando o formato de discos "interativos" desenvolvido pela empresa holandesa (junto com a Sony) a partir dos anos 80.

    Similar ao CD comum, mas permitindo interação sem uso de kits multimídia como dos computadores, o usuário simplesmente conecta seu aparelho à TV e usando o controle remoto (ou mouse, gamepad, etc), aprecia conteúdos como música, aplicativos e games. Corporações poderiam usá-lo para exibir slides, vídeos e mídias diversas; crianças, aprender com softwares educativos e brincar com os jogos; a família toda, assistir vídeos no formato VCD.

    Lançado em séries direcionadas a diferentes perfis de público, o leitor foi comercializado principalmente como videogame - mais ou menos como o 3DO, que também tinha forte veia multimídia. Acabou não encontrando lugar no disputado mercado dos consoles, que tinha opções mais baratas, populares e melhores. Seus controles esquisitos e péssimos títulos ajudaram o produto a fracassar miseravelmente, causando cerca de 1 bilhão de dólares de prejuízo a Philips.

    No Memória Bit →

    4

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...