• onai_onai Cristiano Santos
    2020-01-18 02:11:52 -0200 Thumb picture

    Claiming a Stake

    Ao que me parece o jogo fica no esquema de ir numa guilda, selecionar uma missão e descer para o planeta para completá-la. Uma coisa que me incomodou é que como as batalhas são em terreno aberto eu espera mais opções de movimentação para a personagem.

    Nem pular a personagem pula! Eu queria que ela pelo menos desse um salto para trás, os rolasse para o lado, algo que ajudasse nas batalhas, mas a jogabilidade é um pouco travada, e por falar em trava não dá pra travar a mira nos inimigos também, o que é bem estranho visto que ela é uma cyborg.

    Mas vou jogando aos poucos. Minha segunda missão era resgatar o pai de um maluco que também se perdeu no mato. Hehe...

    Phantasy Star Online Episode I & II

    Platform: Gamecube
    125 Players
    2 Check-ins

    17
    • Micro picture
      jcelove · about 10 hours ago · 3 pontos

      A estrutura de PSO com certeza foi influencia pra monster hunter. É bem pardcido: cria personagem, fica indo e voltando do hub fazendo quests dadas pela guilda, tem goco em coop...

      1 reply
  • onai_onai Cristiano Santos
    2020-01-17 01:30:52 -0200 Thumb picture

    Battle Training

    Bem, eu só joguei o primeiro Phantasy Star do Master System e um pouquinho do Phantasy Star II do Mega Drive e como sei que essa série, diferente de Final Fantasy, segue uma história sequenciada estou totalmente por fora desse universo.

    Aqui, por algum motivo que desconheço, a humanidade estava a procura de um novo planeta para vier, e o encontrou. Nisso iniciou-se o processo de colonização, sete anos se passaram a uma nova onda de humanos, além de outras raças, chegaram em um grande complexo espacial, mas na hora em que os dois complexos iriam se comunicar uma grande explosão ocorreu e ninguém soube o que aconteceu no planeta.

    A bordo da estação espacial os jogadores assumem o papel de hunters e aqui no começo do jogo minha primeira missão foi resgatar um outro hunter que foi dar uma de bonzão e acabou se perdendo na mata! Hehe...

    Phantasy Star Online Episode I & II

    Platform: Gamecube
    125 Players
    2 Check-ins

    29
    • Micro picture
      mcalor · 1 day ago · 3 pontos

      Eu fui jogar um phantasy star no ps2, achei tão ruim na época que peguei meu CD (pirata) e joguei pela janela do carro do meu pai

      3 replies
    • Micro picture
      mysteron · 1 day ago · 2 pontos

      PS II explica o porquê das naves... e o PS III exemplifica tudo melhor ainda. Vale a pena encarar esses jogos que envelheceram muito bem (tá... o 3 nem tanto...) mas o 4 é uma obra prima!

      1 reply
    • Micro picture
      santz · 1 day ago · 2 pontos

      Os jogos da série podem até seguir uma mesma linha temporal, mas o espaço entre cada jogo é de séculos ou até milênios, então nenhum personagem de um jogo aparece em outro (salvo algumas exceções).

      2 replies
  • onai_onai Cristiano Santos
    2020-01-16 01:46:20 -0200 Thumb picture

    N.I.N.A.

    Como ultimamente ando jogando muitos jogos de guerra, o que pode afetar minha sanidade, resolvi experimentar algum RPG novo e como já fazia um bom tempo que eu não testava nada no Gamecube escolhi esse Phantasy Star pra ver como é, mesmo sabendo de antemão que o esquema é bem diferente do saudoso Phantasy Star do Master System, por sinal um dos meus jogos e RPGs favoritos...

    Aqui você cria seu personagem antes de iniciar o jogo e inicialmente deve escolher uma entre três classes: hunters, os guerreiros; rangers, os que metem bala nos inimigos; e force, pelo que entendi lidam com magia. Resolvi criar uma androide feminina de nome N.I.N.A.. Foi um dos primeiros nomes que me veio a cabeça, a outra opção era usar a placa do meu carro.

    Deu pra escolher algumas coisinhas, o penteado, a cor da roupa, a proporção, o que define altura e peso, e logicamente o nome. Tem também a opção auto, se você tiver preguiça de escolher o Gamecube faz umas paradas aleatórias. É isso aí, que comece a aventura!

    Phantasy Star Online Episode I & II

    Platform: Gamecube
    125 Players
    2 Check-ins

    29
    • Micro picture
      wcleyton · 3 days ago · 2 pontos

      Sabe dizer se a campanha desse aí é completa no modo off line?

      4 replies
    • Micro picture
      fonsaca · 2 days ago · 2 pontos

      Esse jogo é bem da hora. Adoro a trilha sonora, em especial essa da tela de criação de personagens. Esse jogo foi um "pré-mmorpg" do Dreamcast. Esquema de mapa mais fechado e só se joga com uns 4 malucos. Só acho pauleira jogar sozinho. Acho que a versão PC online e mantida por fãs (gratuita) ainda existe. Procure por Phatasy Star Blue Burst.

      5 replies
    • Micro picture
      seufi · 2 days ago · 2 pontos

      Rapaz, baseado na sua postagem, e de recomendações de amigos, fui atrás e consegui o remake traduzido do 1º Phantasy Star... Vou testar hj

      1 reply
  • anduzerandu Anderson Alves
    2020-01-13 21:20:18 -0200 Thumb picture

    Registro de finalizações: Shadow Dancer

    Zerado dia 13/01/20

    Continuando uns passatempos pra sair um pouco dos jogos mais pesados, resolvi continuar a saga do Shinobi logo já sabendo que provavelmente seria um jogo curtinho.

    Shadow Dancer é a sequência de Shinobi, também do Master System e que aparentemente só ganhou o subtítulo The Secret of Shinobi em versões posteriores (já explicando o porquê eu não usei esse subtítulo aqui).

    Pra dizer a verdade, pelo pouco que eu li, eu fiquei meio confuso. Acreditei que esse jogo fosse exclusivo do Master vendo no Wikipedia, mas ele saiu também pro Mega Drive (aparentemente é aí que entra o subtítulo). Pensei então em ir na versão que as pessoas conhecem: a mais moderna, mas depois vi que podiam ser jogos bem diferentes. Buscando imagens pra esse post eu vi que há muitas similaridades. Depois joguei um longplay no Youtube e fui pulando o vídeo e percebi que realmente são similares, mas diferentes.

    Começando a jogatina, já se percebe como os visuais evoluíram. Ainda é um jogo simples, mas bem mais caprichado nesse quesito.

    Dei o "Start" e o jogo mostra um mapa da minha localização. Bem legal.

    Começo andando sem nada na tela. e já fui tentar entender os controles. Um botão pula, o outro joga shuriken. Ok!

    Em seguida entra um inimigo na tela e na velocidade da luz uma faca é lançada na minha direção, que nem tive tempo de reagir! O mais bizarro foi que com isso eu descobri que esse é um daqueles jogos que você morre com apenas um golpe!

    Perdi a vida e fui pra segunda tentativa, morri de novo. E isso aconteceu mais umas vezes até eu entender que eu deveria ficar jogando shurikens e andando a todo tempo, e infelizmente o protagonista não consegue fazer as duas coisas ao mesmo tempo. O carinha morreu depois, mas a faca ainda veio, então se prepare para andar, atacar, andar, atacar, abaixar, atacar, pois é isso que você faz o tempo todo tentando matar qualquer um que se atreva a entrar na tela e já desviar de ataques aleatórios que as vezes vem.

    Alguns inimigos morrem com mais de um ataque: dois, três, quatro shurikens!

    Logo você vai estar pulando fogueiras no chão e rezando pra quando você pousar, a tela já não mostre um inimigo atirando na sua cara. É, esse é um daqueles jogos que você morre mil vezes até decorar tudo e já saber como agir. Não rola de apenas jogar e zerar numa boa.

    Logo os inimigos ficam mais espertos e se abaixam (no caso de você estiver abaixo também) e atacam próximo ao chão, te obrigando a dar pulos bem chatos pra não morrer. O truque é ir numa boa e esperar os caras atacarem e então abaixar e jogar as estrelas ninja bem rápido em suas pernas.

    A maior sacanagem é que seus ataques são bloqueados por itens do cenário, como caixas, mas os tiros inimigos passam numa boa!

    O esquema de trocar de planos entre a parte superior e inferior da tela está de volta, mas de uma forma desinteressante. Você consegue ver o que tem em cima e geralmente é um inimigo ou outro e mesmo se você for lá arriscar sua vida e o matar, no máximo o cara derruba um item que te dá mil pontos.

    CADÊ OS REFÉNS? CADÊ OS POWER-UPS E TODA A VARIEDADE DO JOGO ANTERIOR, SEGA?

    Além de tudo agora você morre com qualquer ataque e não importa onde for, você sempre volta pro início do estágio. Perca suas três vidas e volte ao início do jogo. Cada vida aqui vale ouro. OURO!

    Os bônus entre os cenários voltaram também e servem pra dar vidas, mas continuam sendo difíceis, apesar de mais justos, criativos e divertidos. Acho que uma vez eu ganhei uma vida.

    Apesar da dificuldade bizarra e frustrante, tecnicamente o jogo é curto. As fases ficam tranquilas depois que você pega o jeito de Shadow Dancer, mas os chefes... Ah os chefes!

    Aqui funciona assim: uma fase, um chefe, uma fase, um chefe, e assim por diante. No total são apenas 4 mundos, o que quer dizer 4 fases e 4 chefes com as temáticas: aeroporto, trem/velho oeste, esgoto/cidade e estação espacial.

    De volta aos bosses, os caras são tenso demais! Mesmo o primeiro me custou muitas tentativas e me obrigou a usar savestate (no começo da batalha) para ter vidas o bastante. Geralmente eles requerem que você acerte um ponto específico ou mesmo que você ataque no momento certo enquanto te bombardeiam de ataques de hitbox ruim que te matam a todo momento. Ironicamente o primeiro e segundo chefes foram os mais difíceis, enquanto os outros foram até bem de boa (mas ainda difíceis).

    Resumindo: Shadow Dancer é uma sequência ruim. Na minha opinião, um grande retrocesso em relação ao seu antecessor. Por outro lado, o jogo tem lá seus lados positivos e que sem dúvida funcionaram muito melhor na versão de Mega Drive.

    De bom: os visuais são mais bacanas. Diferentes temáticas por mundo. Tem uns ataques especiais que destroem tudo na tela bem legais, e bem ao estilo Golden Axe, com direito até a voz!

    De ruim: a falta de motivo para explorar as fases o deixa incrivelmente linear. Dificuldade muito chata com mortes de 1 hit, retorno ao começo das fases, Game Overs muito fáceis e chefes quase impossíveis de serem derrotados. Hitbox inimigo bem suspeito. Zeramento bizarro!

    No geral, não vejo mesmo um porquê de jogar Shadow Dancer de Master System, mas quem sabe no Mega Drive? Fica pra depois, assim como todo o restante da série. Motivos pra jogar isso aqui? Zero! Nada divertido, mesmo com savestate.

    Shadow Dancer: The Secret of Shinobi

    Platform: Master System
    97 Players

    22
    • Micro picture
      jcelove · 5 days ago · 2 pontos

      Joga o do mega man. É bem mais bslanceado e muito divertido. É o melhor da serie pra mim junto com shinobi 3

      3 replies
    • Micro picture
      tassio · 5 days ago · 2 pontos

      Esse Shadow Dancer no Master System na época eu achava MUITO FODÃO!! Quando fui ver o de Mega Drive, achei bem zuadinho, mas todo mundo gosta do Shadow Dancer do Mega Drive também!

  • anduzerandu Anderson Alves
    2020-01-11 16:59:00 -0200 Thumb picture

    Registro de finalizações: Shinobi

    Zerado dia 11/01/20

    Eu contei aqui e tenho mais 10 jogos pra fechar a minha lista de pendências urgentes, que basicamente são jogos que eu já comecei em algum momento da minha vida e deixei de lado por qualquer motivo, como aqueles que me desanimaram, pareceram muito difíceis e alguns que eu fui "testar" e acabei jogando um bocadinho. Mesmo sendo apenas 10, a maior parte desses jogos não são nada simples. Alguns envelheceram mal, outros eu dependo de amigos pra jogar e tem casos que não me adaptei bem à jogabilidade ou coisa do tipo, mas quando eu os terminar, tenho certeza que vai ser muito bom!

    Mesmo com essas coisas pra zerar, deu a louca aqui de jogar algo por fora e dar um tempo dessas "obrigações" mais exigentes.

    Liguei meu PSP e percebi que eu não tinha um emulador de Master System. Como não sou muito familiarizado com o antigo console da SEGA, resolvi pesquisar sobre e ver alguns vídeos do tipo "10 Melhores Jogos de Master System". No final das contas eu não vi muito motivo pra ir atrás da plataforma senão os primeiros Shinobi!

    Aparentemente houveram versões de alguns jogos da saga Shinobi pra Master e Mega Drive. Talvez port de um pra outro aqui e ali etc, enfim, resolvi jogar os dois primeiros jogos da série na versão 8-bits mesmo (acho que o segundo tem versão pros dois, se não me engano).

    Ainda nas listas lá, percebi e me interessei por uma versão diferente de Ninja Gaiden. Cara, que climão de ninjas oitentistas!

    Pra não ter que procurar, baixar e passar emulador pro PSP, resolvi jogar no PC e como eu não queria baixar nada, já sabendo que seria uma experiência rápida, joguei mais uma vez essas versões online que alguns sites disponibilizam.

    Bom, o áudio parecia meio esquisito e eu não sabia se era o jogo ou a emulação, mas continuei a jogar. Depois de algum tempo comecei a lembrar porque odeio jogar em teclado. Fiz umas fases, matei um chefe, fiz mais umas fases e perdi todas as minhas vida, o que resultou em um Game Over. Eu esperava uma tela de Continue ou algo assim, mas nada! Procurei uns Cheats e até achei um de escolha de cenário, mas não funcionaram.

    Aaaaah, vamos logo emular isso no PSP. Baixei tudo rapidinho, achei um cabo compatível, passei tudo rapidinho e logo eu já estava de volta à ação, agora deitado confortavelmente na minha cama.

    Configurei o emulador para ficar com a maior tela possível sem esticar, brinquei um pouco com as opções dele e abri novamente Shinobi. Tentei mais uma vez os código, mas nada. Bora na raça!

    O jogo é bem do tipo da época de ouro dos platformers 2D. Uma espécie de Ninja Gaiden mais lento e mais simples. Você anda lento, pula duro e atira shurikens infinitas. Seu personagem ainda usa uma arma de curta distância, como uma espada ou nunchaku, se um inimigo se aproximar demais.

    Uma coisa bacana é que os cenários costumam ter diferentes níveis horizontais (geralmente dois), e você pode alternar de um lugar pro outro segurando aquela direção e depois pressionando o botão de pulo, o que me lembra bastante Mighty Morphin Power Rangers: The Movie de SNES.

    Os primeiros estágios são bem simples, mas tudo funciona tão bem que fica divertido. Você anda, joga estrelas ninja nos caras que vem na sua direção, pula uma caixa e tal. A variedade vem já com diferentes tipos de oponentes: tem o cara de escudo que só pode ser atingido quando ataca e abre a guarda, o soldado que fica agachado, o outro que fica deitado etc.

    Tome sempre cuidado com o que pode aparecer na tela conforme você anda! Felizmente é possível andar agachado e mais lentamente, pois é bem fácil você pular por um obstáculo e cair na frente de um cara que já está atirando e outras armadilhas.

    Conforme você avança na campanha, novos tipos de inimigos são apresentados, mas nada é exageradamente chato como muitas cosias em Ninja Gaiden e você acaba memorizando fácil o que vem em cada parte de cada fase.

    Vale lembrar ainda que não respawn em Shinobi. No final das contas, a maioria das fases chega a ser bem fácil.

    A variedade do título não se limita apenas aos inimigos, mas também em power-ups pra você! Em diversas partes de cada fase há pessoas amarradas em cordas e guardadas por capangas. Encoste numa dessas pessoas e você ganha uma recompensa, como:

    -Aumento do limite do seu HP;

    -Aumento do seu dano;

    -Diferente arma branca;

    -Cura completa;

    -1000 pontos (sendo que pontos te dão vidas extras);

    -Acesso à fase bônus ao terminar aquele estágio;

    -Armas de distância melhores que suas shurikens.

    Todos os upgrades são perdidos caso você perca uma vida, então vai com cuidado!

    Algumas armas eu não sabia diferenciar, como a espada e o nunchaku. Parecia que um era a melhor opção do jogo, mas daí eu ganhava o outro.

    Sobre a fase bônus, eu nem sei o que eu ganho com aquilo, pois é muito difícil! Talvez pontos pra juntar mais vidas. Mas basicamente você joga em primeira pessoa neles e movimenta o personagem pra direita ou esquerda enquanto atira shurikens. Os ninjas inimigos se movem de plataformas distantes e se chegarem à sua, você falha. Eu quase sempre desbloqueava essas fases e cheguei a jogar melhor, mas eu nem animava muito em tentar mais.

    A cada duas ou três estágios completados, você enfrenta o chefe que lhe é apresentado numa espécie de lista de procurados no início de cada nível.

    Os chefes são bacanas e simples e geralmente exigem que você os acerte algumas poucas vezes num pontos específico, como a cabeça. Os efeitos visuais não ajudam muito a saber se você está acertando, mas os sonoros ajudam nessa parte.

    A maioria desses grandões morre rápido e quando você aprende seus simples padrões, fica bem tranquilo. Alguns dos meus maiores problemas incluem:

    -Atirar em qualquer lugar do chefe até entender que deveria ser apenas num ponto específico e fazer uma curta batalha durar minutos;

    -Um chefe que é um helicóptero mas que você tem que atirar nos caras no chão para destruí-lo;

    -Um outro que é meio que várias estátuas empilhadas vindo na sua direção e você deve as destruir super rápido. Mesmo com tudo no máximo, o tempo que você tem é praticamente o tempo que leva para o derrotar.

    O último chefe e suas diferentes formas também me deu trabalho e imagino que não ter a chance de treinar e voltar pro começo do jogo ao chegar lá ou até antes seja muito frustrante. Foi aí que entrou o savestate pra mim. Mais especificamente nas últimas fases bem no finalzinho. Eu juro que tentei não roubar, mesmo usando esses saves e basicamente só me dei vidas infinitas. Deu um trabalhinho com umas coisas meio injustas do jogo e no final das contas nem créditos sobem, apenas uma mensagem "Game Over".

    Resumindo: Shinobi é um jogo de plataforma simples e muito divertido! A campanha deve dura uma hora, mas os últimos níveis são meio chatinhos, então definitivamente não é um daqueles de se zerar várias vezes. Comparado com Ninja Gaiden, ele parece ter um tom quase que infantil e o enredo deixa muito a desejar. Queria que tivessem cutscenes também! Por outro lado, Eu não sei se me divertiria mais jogando NG, enquanto Shinobi o personagem evolui e me parece como uma boa alternativa casual, mesmo se não conseguir zerar.

    De bom: jogabilidade simples e funcional. Grande variedade de cenários, inimigos, armas. O personagem evolui conforme você coleta power-ups e a jogabilidade chega a mudar um pouco, inclusive deixando oponentes mais fáceis.

    De ruim: algumas partes os inimigos aparecem já em cima de você, o que chegou a ser um saco no final, com ninjas pulando pra cá e pra lá. O chefe das muitas estátuas é sem graça e meio injusto. Fácil de dar Game Over e perder todo o seu progresso.

    No geral, recomendo sim o jogo. Eu realmente esperava um jogo meia boca sem graça, mas acabei curtindo demais! Já quero ver como serão os próximo! Se você curte a temática e coisas da época, chegou a hora de dar uma chance pra série, e porque não pelo início! Divertido!

    Shinobi (1988)

    Platform: Master System
    1292 Players
    5 Check-ins

    23
  • lendaryo Solivan Martins
    2019-12-31 18:37:52 -0200 Thumb picture
  • denis_lisboadosreis Denis Lisboa Dos Reis
    2019-12-30 21:11:25 -0200 Thumb picture

    Cultura de games retrô sobrevive com entusiastas e colecionadores

    Medium 3766477 featured image

    Excelente matéria do UOL/START sobre o movimento retrô de games e consoles no Brasil. Quero levar meu Playstation algum dia pra ser ressuscitado numa dessas lojas. 

    https://www.uol.com.br/start/ultimas-noticias/2019/12/29/cultura-de-games-retro-sobrevive-com-entusiastas-e-colecionadores.htm

    Matéria de Emanuel Colombari, do START em 29/12/2019.

    3
  • tassio Tassio Pinheiro
    2019-12-24 15:38:45 -0200 Thumb picture

    SEGA no PC... que maneiro hehe

    *(Euro Truck Simulator 2 e American Truck Simulator a parte) 

    Minhas últimas atividades no steam, tem sido:
    - Super Monkey Ball Banana Blitz HD

    - Shining Resonance Refrain (vou bater DUZENTAS HORAS NISSO o_O )

    - Valkyria Chronicles 4

    - Team Sonic Racing

    SÓ FALTOU A HATSUNE MIKU NÉ SEGA!!! Mas beleza, tem emuladores pra sanar isso...

    Shining Resonance Refrain

    Platform: PC
    10 Players
    7 Check-ins

    14
    • Micro picture
      _gustavo · 25 days ago · 4 pontos

      Sem contar Yakuza que é bom pra porra, tomara que o rumor da Amazon do P5 pra 2020 seja verdade tb

      1 reply
    • Micro picture
      luchta · 25 days ago · 1 ponto

      Da SEGA atualmente só Yakuza presta mesmo e olhe lá...

      4 replies
  • cyberwoo Diogo Batista
    2019-12-12 10:55:57 -0200 Thumb picture

    Shenmue I-II HD remaster | Impressões

    O site está on fire!! Corre lá que tem artigos novos, a começar por Shenmue I-II remaster, em que teci minhas impressões e experiência com esse saudoso titulo da SEGA.

    Confiram!

    https://www.arquivosdowoo.com.br/…/shenmue-hd-remaster-um-c…

    Curtam Arquivos do Woo

    #shenmue #shenmuehdremaster #sega

    Shenmue

    Platform: Dreamcast
    1322 Players
    58 Check-ins

    15
  • luis_carlosblj Luis Carlos Bernardes
    2019-12-09 21:21:33 -0200 Thumb picture
    Post by luis_carlosblj: <p>Demorei muito pra alugar essa fita na locadora,

    Medium 675213 3309110367

    Demorei muito pra alugar essa fita na locadora, sempre estava alugada!

    Quando finalmente consegui, nossa, aproveitei demais, que jogão!
    O pior que era uma outra locadora que alugava para alugar xDTreasure sempre fazendo bonito <3
    Dynamite Headdy

    Platform: Genesis
    160 Players
    3 Check-ins

    18

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...