• lgd Leandro "Tommy"
    2019-06-11 00:19:47 -0300 Thumb picture

    NOSTALGIA, SAUDOSISMO E RETROGAMING

    Medium 3726809 featured image

    Nostalgia

    Podemos definir nostalgia como “a tristeza ou saudade que se sente por algo que se teve e que, atualmente, já não se tem”, alguns pensadores, segundo a fonte, defendem que “a nostalgia surge pelo desejo de o homem superar a finitude e a temporalidade para reviver as instâncias felizes da sua existência e eternizá-las”. Aqui podemos traçar um paralelo ao colecionador de videogames que procura ter os consoles e jogos que teve na infância ou adolescência, podemos relacionar nostalgia com aquele jogador que liga seu videogame procurando relembrar os momentos vividos ou que joga nos emuladores os jogos que fizeram parte de sua infância, visando reviver aqueles tempos “áureos”.

    Lembrando que isso não faz este sentimento diminuir. Uma percepção comum na nostalgia, após jogar algum jogo marcante em nossa infância, pode ser aquele sentimento de “como eu conseguia gostar deste jogo?” ou seja, quele jogo que tínhamos/temos carinho, não era necessariamente bom, mas nossa mente o “pintava” mais belo do realmente era, ou seja: idealizado.


    Temos então que o sentimento de nostalgia é geralmente a “idealização da saudade”.



    Saudosismo



    Refere-se a “viver o que não existe mais”, é a “fidelidade a ideias, usos ou costumes, que não são mais admitidos”, exemplo: roupas e músicas. Um fato curioso do saudosismo é que ele pode também ser a “vivência do não vivido”, desta forma uma pessoa pode “adotá-lo” e decidir reviver outra época, não é incomum nos depararmos com matérias de pessoas que se vestem tal qual nos anos 50 por exemplo e realizam encontros inclusive ou as festas Trash 80’s.



    Retrogaming


    O termo retrogaming está relacionado ao ato de colecionar ou jogar videogames de sistemas antigos, incluindo computadores ou máquinas arcade. Os mais listados (preferidos) são os jogos e consoles lançados na década de 80 e 90, não necessariamente são executados no hardware real, podendo ser emulados no computador, em consoles mais novos ou até em versões remake ou compilações para consoles modernos. Estes jogos também são encontrados pelos termos: Retro Games, Classic Games ou Old-School Games. Hoje em dia alguns desenvolvedores de jogos, principalmente jogos indies, tem utilizado esta abordagem com relativo sucesso.


    Bom, me parece que o retrogaming tem ligação com saudosismo e ambos nada tem a ver com nostalgia, e para você?

    Vídeo recomendado:



    REFERÊNCIAS

    A danada da nostalgia. <http://amigosdofreud.blogspot.com.br/2013/12/a-danada-da-nostalgia.html>

    A Saudade a Nostalgia e o Inefável. <http://filosofiacienciaevida.uol.com.br/ESFI/Edicoes/72/artigo265128-2.asp>

    Conceito de nostalgia. O que é, Definição e Significado. <http://conceito.de/nostalgia#ixzz40wDzjA6Z>

    Retrogaming. <https://pt.wikipedia.org/wiki/Retrogaming>

    Saudosismo e nostalgia. <http://vivalarevolucionn.blogspot.com.br/2012/05/saudosismo-e-nostalgia.html>

    Significado Saudosista. <http://www.dicio.com.br/saudosista/>

    8
  • cyberwoo Diogo Batista
    2019-04-03 13:43:18 -0300 Thumb picture

    Gameplay de Earthworm Jim

    Galera, como devem ter notado em postagens anteriores, venho fazendo lives no Mixer (https://mixer.com/cyberwoo) e apesar de jogar games das plataformas atuais, eu adoro retrogames. Por isso, ontem eu decidi jogar Earthworm Jim e relembrar o quão desafiador o jogo é.

    Em meus canais você encontrará conteúdo das plataformas atuais e de jogos antigos, então sintam-se a vontade para  conhecer o meu canal de lives e o meu canal no YouTube (https://youtube.com/canaldowoo).

    Apesar de adorar escrever no site, estamos em um momento onde o conteúdo em vídeo tem um apelo bem maior. Não irei abandonar o site, mas estou me  adequando ao novo formato. Por isso deixo o convite para seguirem e se inscreverem.

    Abaixo vocês podem conferir como foi a live que realizei:

    Earthworm Jim

    Platform: SNES
    3408 Players
    3 Check-ins

    2
  • cyberwoo Diogo Batista
    2019-03-12 12:38:21 -0300 Thumb picture

    LIVE DE BANJO-KAZOOIE

    Galera, estou entrando em live agora pra jogar Banjo-Kazooie, então deixo o convite a quem estiver interessado em participar ou dar apenas uma passadinha pra deixar um "Oi".


    Vocês podem conferir a live atráves da nossa página no Facebook ou em nosso canal do Mixer:

    Mixer: https://www.mixer.com/cyberwoo
    Facebook: https://www.facebook.com/ArquivosdoWoo

    Banjo-Kazooie

    Platform: XBOX 360
    203 Players
    25 Check-ins

    5
  • danielgfm DoomGuy
    2017-11-21 13:14:55 -0200 Thumb picture

    Sonic 2sday está de volta 25 anos depois


    SÃO FRANCISCO, LONDRES – 21 de novembro de 2017 – No dia 21 de novembro de 1992, Sonic The Hedgehog 2 era lançado no Japão para Mega Drive e dava o pontapé inicial para um lançamento simultâneo sem precedentes que marcaria a terça-feira de seu lançamento global como a Sonic 2sday (a terça-feira de Sonic). Para comemorar os 25 anos desta data, declaramos esta terça-feira, 21 de novembro de 2017, como uma nova edição da célebre Sonic 2sday, disponibilizando Sonic The Hedgehog 2 gratuitamente como parte da coleção SEGA Forever, uma coleção de jogos clássicos e gratuitos da SEGA (com suporte a anúncios) para dispositivos móveis.

    Leia mais:

    http://comunidademegadrive.com.br/artigos/sonic-2sday-esta-de-volta-25-anos-depois/

    Sonic the Hedgehog 2

    Platform: Genesis
    7019 Players
    114 Check-ins

    15
    • Micro picture
      wildwolf · about 2 years ago · 3 pontos

      EU POSSO VOAR COM O TAILS?
      NO SONIC 2?

      YAAAAAAAAAAAAAHOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

  • danielgfm DoomGuy
    2017-11-20 16:39:37 -0200 Thumb picture

    Sonic 3D Blast Director’s Cut Beta foi lançado.

    Um dos jogos mais controversos da série Sonic recebeu hoje (20/11/2017) um patch que permite melhorar o Sonic 3D Blast. Este patch recebe o nome de Director’s Cut e deve ser usado diretamente na rom que tem disponível em sua coleção.

    Este patch foi criado por Jon Burton, foi um dos diretores da Traveller’s Tales, a desenvolvedora principalmente do Sonic 3D Blast.

    O jogo foi lançado a meio de muitas controversas, como, por exemplo, a jogabilidade ser bem estranha e travada se comparado com os outros títulos da franquia, já que o cenário era isométrico e, assim, precisava de uma boa mudança no controle.

    Leia mais em:

    http://comunidademegadrive.com.br/artigos/sonic-3d-blast-directors-cut-foi-lancado/

    Sonic 3D Blast

    Platform: Genesis
    1897 Players
    18 Check-ins

    33
  • 2017-01-27 16:34:37 -0200 Thumb picture

    Caneca Super Metroid

    Medium 392920 3309110367

    Hey Folks! Estamos lançando a caneca temática Super Metroid pra atolar de café e jogar até virar este clássico da Nintendo. Corre no site da Donkey Combo e garanta a sua caneca. Link para o produto aqui.

    Super Metroid

    Platform: SNES
    7285 Players
    222 Check-ins

    2
  • 2017-01-16 09:39:14 -0200 Thumb picture

    Batalha Épica

    Medium 388620 3309110367

    Quem já jogou o original? Lá surgiram dois personagens muito queridos do mundo dos joguinhos: Mario (na época Jumpman) e Donkey Kong. Jogo lançado em 1981 pela Nintendo para Arcade.

    Donkey Kong

    Platform: Arcade
    198 Players
    1 Check-in

    3
  • molinsky Rodrigo Molinsky
    2016-08-08 13:06:56 -0300 Thumb picture

    Se desfazendo da coleção: flashcart bom substituto para cartuchos?

    Olá pessoal! Estou num dilema danado e gostaria muito da opinião de vocês (porque no Facebook é que não vou ter o feedback que quero).

    Estou numa fase de reter gastos (dã, quem não tá?) e tenho planos para ainda este ano que requer um certo investimento. Sem querer entrar muito em detalhes, digo que seria bom levantar uma graninha a mais pra concretizar meus planos e ter uma folga no fim do ano. Vocês podem reparar através das minhas postagens o tanto de games que vendi no começo do ano. Mas a maioria eram jogos que eu tinha a mais ou que não ligava tanto.

    A questão é que reparei que, se eu vender meus games em formato de cartucho a 70% do preço praticado hoje (pra vender rápido), vou ter um retorno financeiro muito bom - o que me permitiria comprar flashcarts como substitutos. O que me prende é o valor sentimental que eu tenho com a maioria desses jogos, pois foram adquiridos há mais tempo em outros contextos.

    Tenho clássicos do Nintendo 64 como "Conker's Bad Fur Day", "Donkey Kong 64", "Zelda Ocarina of Time" (dourada, versão 1.0 NTSC com sangue vermelho, lua no escudo etc), "Zelda Majora's Mask", "Resident Evil 2", "Turok 2", "Killer Instinct Gold" etc, todos com caixa e manual.

    Tenho clássicos do Mega Drive como "Gunstar Heroes", "Battletoads", "Strider", todos os Sonics clássicos, "Super Street Fighter 2", "Toejam & Earl", "Truxton" (na verdade, a versão japonesa "Tatsujin"), games raros do 32X, todos também completos na caixa com manual.

    Fora os games para PC Engine, Master System e Super Nintendo, cuja coleção é menor mas com games significativos. O mercado de games antigos está inflacionado e está muito difícil adicionar games novos pra coleção sem gastar 3 ou até mesmo 4 dígitos de verdinhas. A questão que quero levantar é: vale a pena abrir mão desta coleção já que eu posso ter a mesma experiência com flashcarts? O que vocês fariam no meu lugar? Alguém já passou por isso, vendeu e se arrependeu? Esse caso é específico para consoles de cartucho ou que já possuem alguma opção de utilizar memória flash.

    Agradeço antecipadamente pela atenção.

    Super Mario World

    Platform: SNES
    26563 Players
    365 Check-ins

    17
    • Micro picture
      mastershadow · over 3 years ago · 4 pontos

      Eu sou apegado tanto a video games e jogos, eu também coleciono e tenho muita raridade e coisas que eu tenho carinho, colecionar é algo doido, visto o curto tempo que temos de vida na terra....mas se for pensar desse modo, ninguem estuda, ninguem mobilia casa ninguem faz nada, entao nao da pra levar nesse lado.

      Resumindo, eu não vendo nem sequer uma revista minha de games, eu não venderia o seu caso, ao menos essas raridades.

      1 reply
    • Micro picture
      marcusmatheus · over 3 years ago · 3 pontos

      Brother eu gosto de jogos e não de vídeo-games. Então, se eu jogo Resident Evil 2 no Playstation, no N64 ou no emulador de pc, pra mim não faz diferença. Mas isso é algo muito específico.

      Se você é apegado à vídeo-games, Discos e Cartuchos (o que não é a mesma coisa que ser apegado ao jogo - é muito importante saber diferenciar isso!), não te aconselho a vender nada, por que esses cartuchos que você tem ai são difíceis de conseguir hoje em dia - e valem uma boa grana.

      Os jogos você consegue quando quiser, no mesmo dia da venda e de graça: Instala uma tv no pc, aplica uns filtros de emulador, usa um controle USB velha guarda e pronto: Os jogos estão todos de volta na sua coleção. Mas os cartuchos, você corre até mesmo o risco de não conseguir mais...

      2 replies
    • Micro picture
      fredson · over 3 years ago · 2 pontos

      Como eu não passei por isso não posso opinar, mas eu não tenho intenção de desfazer dos meus jogos. Apenas gostaria que você soubesse que se você optar por vender, me chama pra gente negociar o Conquer. Tenho muito interesse nele.

      1 reply
  • mypandorasbox Samantha Thiesen Bittencourt
    2015-08-16 15:44:11 -0300 Thumb picture
    Post by mypandorasbox: <p>Segundo vídeo da série onde mostro meus vários f

    Segundo vídeo da série onde mostro meus vários filhos e como chegaram aqui :)

    Falei do André Nesman, além de colecionador e amigo, é editor da Game Sênior:

    https://www.facebook.com/pages/Grupo-Game-S%C3%AA...

    O Gilberto Albuquerque tem sua página onde mostra os trabalhos de modificação de consoles:

    [GAMES MODS] ► https://www.facebook.com/pages/GAMES-MODS/2928028...

    Críticas, sugestões e demais comentários são muito bem vindos para a melhoria dos vídeos! :)

    Obrigada pelo apoio de todos, ENJOY! ♥

    0
  • erto Everton Agner
    2015-05-15 18:48:13 -0300 Thumb picture

    Sobre infância e videogames

    Medium 3071566 featured image

    (publicado originalmente no blog Grumpy is the new Charming)

    Não sei vocês, mas eu tenho lembranças esparsas da minha infância. Uma delas, porém, é muito viva, nítida e marcante: Um dia, no alto dos meus 6 ou 7 anos, acordei mais cedo que o normal - antes até dos meus pais -, e fui direto da minha cama para a sala, de pijamas e meia. Na sala, liguei a TV e o nosso Mega Drive, sentei no chão e comecei a jogar Sonic 2 até minha mãe acordar e ir fazer café da manhã.

    Agora, o que isso tem de tão extraordinário? Nada. E isso, meu amigo, é que torna essa memóriaincrível. Aquele era um dia como qualquer outro. Meus dias eram assim e eu era apaixonado por isso.

    Eu era uma criança que não curtia muito socializar. Seja com aqueles priminhos altamente estereotipados ou os vizinhos da rua. Não quer dizer que eu não brincasse com eles de vez em quando, mas que isso não era uma prioridade na minha importanteto-do list. O que eu gostava mesmo era de passar as tardes sozinho montando LEGO, fazendo batalhas épicas com meus monstros de brinquedo e bonecos de super-heróis - e improvisando sem pudor algum, a sonoplastia necessária - e, principalmente, jogando videogames.

    Nós tínhamos dois: um Turbo Game (uma das versões nacionais do Nintendinho) e um Mega Drive. Já as fitas em si não me lembro muito bem, mas creio que só tínhamos uma ou duas. No entanto, isso não era problema algum, pois na época era muito difícil ter os jogos, comum mesmo era alugá-los. Lembro das tardes de sexta-feira quando ia com meu irmão mais velho à pé em uma locadora perto de casa, na ansiedade e esperança de que o jogo que queríamos não estivesse alugado. Chegando lá, falávamos com a dona, uma mulher loira de uns 30 e poucos anos (analisando agora, acho que era bem... simpática ( ͡° ͜ʖ ͡°)), e ela procurava a fita que queríamos em uma gaveta. E aí voltávamos com aqueles itens imaculados pra casa...

    As memórias de momentos jogando videogame nessa primeira fase da infância são várias: Quando finalmente consegui terminar Sonic 2; Quando meu irmão não me deixava ganhar dele no Street Fighter (quem me conhece sabe que até hoje não sou bom em jogos competitivos); No dia que finalmente tínhamos chegado nas últimas fases de Battletoads, mas era Reveillón e a gente não queria pausar pra ir ver os fogos de artifício na sacada com meus pais; Dos jogos engraçados e esquisitos dos Simpsons; Do dia fatídico em que meu irmão ficou tão revoltado com a dificuldade de Ghouls 'n Ghosts que tacou a fita na parede (e tivemos que pagar a quantia imensurável de 50 reais para a locadora)... E ah, tudo isso sempre assoprando a fita pra funcionar direitinho.

    Aí meu mundo acabou, quando o primogênito dos meus pais teve a brilhante ideia de trocar os dois videogames por um incrível Vídeo K7 de ~4 cabeças~.

    A única explicação:

    Anos depois ele se redimiu, mas essa parte da história vai ficar pra outra hora; Vou deixar vocês o odiando por enquanto. ;)

    ~ HOJE ~

    Agora os tempos são outros: Cada dólar custa três reais,temos carros voadores, achamos que assistir um filme com óculos 3D é uma ótima ideia, os videogames são ultra poderosos e os jogos, realistas. UAU! Mas e como explicar o fato de que diversas vezes acho muito mais divertido jogar Battletoads no computador do que jogos como The Last of Us no Playstation 4? Nada contra vocês, Joel e Ellie, mas é difícil competir com a fase Turbo Tunnel.

    Com esse sentimento nostálgico, e depois de ensaiar por anos, finalmente decidi começar a colecionar videogames e jogos antigos, em especial das eras 8-bit e 16-bit; Ou seja: Nintendinho, Master System, Mega Drive e Super Nintendo. O clique foi quando um colega de trabalho me mostrou fotos de seu Super Nintendo e dos jogos que tinha, e ficamos conversando por um longo tempo sobre como era diferente e, principalmente, divertido, jogar videogame naquele tempo. Pensei: por que não?

    Isso fora do horário de trabalho, ok? :P

    Não poderia ter escolhido um momento pior pra isso: Os jogos antigos estão bem mais caros no mercado hoje do que a 5 anos atrás, e está sendo caro importar qualquer coisa. Mas sinceramente, eu não ligo muito; Não tenho grandes ambições com minha coleção e muito menos pressa. E tudo isso é bem insignificante, já que, mesmo agora, já está valendo a pena a sensação indescritível de passar horas pesquisando na Internet as diferenças entre modelos de Mega Drive; Ou sobre quais as versões de Sonic 2 em que as nuvens se mexem.

    E bom, tenho certeza de que, a cada vez que tiver conseguido um novo videogame ou jogo, estarei viajando lá pr'aquela manhãzinha... lá atrás.

    Sentarei ao lado daquele garotinho na sala e ficarei assistindo ele jogar.

    E vai valer a pena, cara. Ô se vai.

    3

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...