• 2020-07-01 20:39:31 -0300 Thumb picture
  • 2020-06-29 01:02:16 -0300 Thumb picture
  • 2020-06-28 19:59:58 -0300 Thumb picture
  • jduartesn Jéssica Duarte
    2020-06-04 14:54:02 -0300 Thumb picture

    5 JOGOS INESQUECÍVEIS DE PLAYSTATION 1

    Oi! Tudo bem? Saiu um vídeo novo no canal, é relacionado aos jogos retrô de Playstation 1. Espero que gostem! Obrigada pelo apoio de sempre, beijos! 🥰😉

    2
  • vaojogar Vão Jogar!
    2019-12-26 16:38:56 -0200 Thumb picture

    Análise de Chrono Cross

    O ano está acabando, mas ainda dá tempo de mais um escrito, uma análise de Chrono Cross fazendo um paralelo entre seus temas com amadurecimento e também com o momento dos JRPGs no final da década de 1990. Boa leitura e boa passagem de ano para todos! [link]

    Nos acompanhe também pelo Telegram, acesse https://t.me/vaojogar e inscreva-se!

    Chrono Cross

    Platform: Playstation
    5345 Players
    155 Check-ins

    10
  • anduzerandu Anderson Alves
    2019-12-14 00:47:53 -0200 Thumb picture

    Registro de finalizações: Street Fighter: The Movie

    Zerado dia 13/12/19

    Estava eu há uma 3 semanas atrás num evento da Big Boy Games daqui de Brasília e como sempre, resolvi jogar alguma coisa e se pá até terminar. Eles tem uma máquina de Arcade daquelas com emulador e zilhões de jogos e eu resolvi dar uma olhada na lista e ver se algo me agradava já que todos estava focados nos Smash Bros da vida de Switch e ninguém ligava pro fliperama.

    Fiquei um tempão descendo na lista de jogos pois nada vinha à minha cabeça. Até uma coisa ou outra que tô devendo, mas jogos que estão disponíveis em outras plataformas também, então foquei em algo exclusivo. Foi aí que eu encontrei Street Fighter: The Movie láááá embaixo. Até aí não sabia que o título também foi disponibilizado pro PS1 e Sega Saturn.

    Comecei a jogar o tosquíssimo e até engraçado jogo, até que uns conhecidos viram e resolveram entrar e jogar Versus. Foi divertido, mas tava difícil fazer os golpes (e nem sou muito habituado à jogar no fliperama), então logo deixei de lado.

    Hoje lembrei do jogo e achei uma boa pra ter algo mais rápido de zerar. Joguei no Google pra achar algum site o hospedando online como venho fazendo com Arcade e veio essa versão de Playstation. Pô, se soubesse teria jogado no PSP!

    De cara, o visual bizarro dos atores do filme digitalizados saltam à cara. É esquisito. Nessa versão de PS1 o downgrade é enorme! No Arcade você vê bem os rostos e detalhes de cada personagem, mas nessa versão a resolução é bem mais baixa e mal dá pra reconhecer os atores. Mas aceitei bem assim.

    Pra quem não sabe, Street Fighter ganhou um filme lá em 1994 estrelado por Jean Claude Van Damme no papel de Guile, além de outros atores relativamente conhecidos. A última vez que eu assisti esse filme foi na minha infância, mas cheguei a ver um review bem engraçado dele no Rental Reviews do canal Cinemassacre, que recomendo demais, junto com o review do filme do Mortal Kombat deles.

    Na época todo mundo já achava o filme bem tosco e nada a ver, e eu pessoalmente odiava o fato do protagonista não ser o Ryu.

    Abrindo o jogo me deparei com cinemáticas que acredito que sejam trechos do filme. É bem coisa da época mesmo e combina mais no Arcade. Já no menu principal, temos algumas opções de modo de jogo, como o Movie Battle (campanha que aparentemente segue o enredo do filme), Street Battle (modo Arcade) e o modo Versus, além de outras coisas menos relevantes.

    Iniciando o modo Movie, mais umas cinemáticas e uma coisa curiosa: escolhas na estória. Pra onde devemos ir? Qual o melhor caminho pra chegar lá? É melhor ir direto ou se encontrar com Fulano e pedir mais informações? Essas escolhas servem como desculpa para variar um pouco a campanha e lutar contra diferentes lutadores. Nas minhas escolhas, por exemplo, eu lutei contra Chun-Li, Zangief, Blanka, Sagat e tal, mas sei que outros personagens estão disponíveis no jogo, mas que não cheguei a ver ou enfrentar, como o Vega, Ryu, E.Honda etc.

    O modo campanha te obriga a jogar com o Guile, e se já sou ruim no jogo com quem eu sei jogar, imagine com ele. Mas tá bom. Na primeira luta, contra o Bison, tomei uma surra daquelas, mas aparentemente era pra ser assim mesmo.

    Já em sua jogabilidade, é Street Fighter 2. Possivelmente o World Warrior em sua dificuldade roubada e frustrante. Mas os comandos são os mesmos até onde eu entendi, mas um pouco menos responsivos. Com o Guile eu tava apanhando pra fazer qualquer coisa, mas na minha experiência com o Ryu ou Ken, tive dificuldade em fazer hadoukens constantes, por exemplo.

    É tudo baseado no filme, obviamente. Cenários, vozes, estória. Mas os sprites dos personagens tem as mesmas poses clássicas e os ataques tem frames iguais ou muito parecidos. É bem bizarro sair da "realidade" do jogo e ver o Blanka dando aquele ataque que é um mortal pra trás ou dando choque ou o Bison usando aquele ataque que voa com uma energia em volta (não manjo dos nomes, haha).

    Percebi também que não haviam músicas nas fases, o que era problema da versão que eu estava jogando.

    A dificuldade foi subindo muito rápido e ficando frustrante! Eu não sou bom com SF II, não sei jogar com o Guile e estava jogando no teclado. Complicado demais! Cheguei a voltar ao menu principal e diminuir a dificuldade par ao mínimo, mas pouco mudou, se é que mudou!

    Comecei a usar apenas dois botões de ataque e repetir uma estratégia barata pra vencer os caras. E funcionou! Quer dizer, funcionou até eu chegar no último boss e ter que manter a paciência e procurar aberturas pra minha tática: voadora, chute forte baixo e joelhada pra frente. O maldito levou um século pra morrer e me venceu um monte de vezes já que meu dano era ridiculamente baixo e o dele, ridiculamente alto.

    Depois de vencer o Bison, a mina da Shadaloo que sempre me põe pra cima numa espécie de codex do Metal Gear quando perco uma batalha mandou eu ter cuidado porque não seria tão fácil assim vencer o nazista vermelho. E assim tive que vencer o safado mais dois rounds.

    De início parecia a mesma coisa, mas não sei se a falta de paciência e fome bateram, mas parecia que ele estava aprendendo meus macetes e eu batia cada vez menos nele de luta pra luta! Ao menos os continues são infinitos. Eu lembro de estar nessa luta e olhar pro relógio e serem 20:00. Quando terminei eram mais de 23:00!

    Resumindo: Street Fighter: The Game é um jogo ok. É quase como se quisessem fazer uma versão mais madura e americanizada ao estilo Mortal Kombat do clássico da Capcom, sabe? Pra você deixar aquelas cores e visual cartunesco de lado e ainda mostrar que curtiu o filme como um cara sério que você é. Ao mundo dos jogos, ele não adiciona nada e só vai fazer você querer estar jogando o original.

    De bom: jogabilidade familiar. Cinemáticas que deviam ser legais na época. Escolhas dividem rotas e oponentes, aumentando um pouco o valor replay.

    De ruim: jogabilidade meio dura. Campanha que te obriga a jogar com o Guile (apesar que faz sentido, pois segue o filme). O visual é esquisito, e pior ainda no PS1. Dificuldade alta e frustrante, sobretudo no último chefe, que vira o jogo quando quiser, te deixa tonto com combos de 2 ataques e te mata facilmente. Há um limite de tempo pra zerar o jogo de 50 minutos (possivelmente também é coisa do filme), mas felizmente o mesmo pausa quando chegamos no chefe final.

    No geral, vale a pena conferir o jogo se você curte muito a série ou mesmo pra rir um pouco numa festinha de jogos com amigos. Pra zerar? Só se curtir muito mesmo Street Fighter e só pela curiosidade, porque o fator diversão é bem baixo, pela falta de originalidade e o sentimento de downgrade de um grande clássico. Passável.

    Street Fighter: The Movie

    Platform: Playstation
    345 Players
    12 Check-ins

    21
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 7 months ago · 3 pontos

      Blanka é o mais bizarro, né?
      E a CAMMY é a Kylie Minogue, procede?
      https://youtu.be/npflSSnOCvs

      5 replies
    • Micro picture
      xch_choram · 7 months ago · 2 pontos

      Lembrando que a versão de arcade tem um jogabilidade mais diferente, a versão de ps1/saturn é considerada a melhor por ter a mesma jogabilidade do SFII

    • Micro picture
      davidchagas123 · 7 months ago · 2 pontos

      o pior é quando vc compara com os Mortal Kombat do Super Nintendo

  • realgex Gilmar Dorigon
    2019-02-21 13:36:34 -0300 Thumb picture

    Comprei um PS One !

    Comprei um PS One, desses redondinhos, bolachinha, sei lá como seria o nome deles. Paguei R$ 30,00 !

    Não veio controle, cabos de vídeo, fonte, nada ! Aí comprei cabos de vídeo, fonte e um memory card e paguei mais R$ 50,00 pila nos Mercado Livre . Eu fiquei usando ele e... eu torrei a fonte kkkk ! Liguei ele num T, com a TV, num outro T, com um ventilador, e tudo num T ligado numa tomada de ventilador de parede... era pra queimar né kkk !

    Mas já comprei outra fonte, e enfim, tá tudo funcionando belezinha. Já tinha comprado ele faz umas 2 semanas, mas como eu fiquei na dúvida se tava realmente funcionando, nem postei nada. Seguem fotinhas:

    Que bagunça kkk ! Mas e o controle ? Pois então, eu tinha um controle do Play2, um dualshock, mas, não sei o porque, ele não funfou no PS1. Mas aí eu tinha um controle desses malucos (o vermelho da foto), genéricão, com entrada USB e adaptador pra PS1/PS2, e tcharam, funfou na boa !

    Pandemonium 2 rodando:

    Que bunitinho !

    Castlevania Chronicles !

    Tudo original, claro !

    Eu preciso dizer que é desbloqueado ?

    Eu preciso dizer que tem uns 80 jogos "originais" já ?

    Eu preciso dizer que #partiu_pegar_tudo ?

    Não né !

    Agora eu vou novamente entrar na fila do tempo, pra jogar ele, 3DS, Steam, Live...

    Pandemonium 2

    Platform: Playstation
    711 Players
    2 Check-ins

    30
    • Micro picture
      _gustavo · over 1 year ago · 3 pontos

      Hahahaha q massa, é foda encontrar essas raridades ainda mais barato assim

      1 reply
    • Micro picture
      le · over 1 year ago · 2 pontos

      PSone que fala. Hehehehehe...

      1 reply
    • Micro picture
      le · over 1 year ago · 2 pontos

      Mas não vale mais a pena pegar logo um PS2 desbloqueado, que roda PS1 também?

      1 reply
  • jessieplay Jessica Gonçalves Dos Santos
    2018-08-15 12:36:35 -0300 Thumb picture

    Aumentando a coleção

    Por esses novos jogos na minha biblioteca pessoal, é imperceptível o meu gosto por FPS, né? hahaha 

    É uma imensa alegria poder ter esses títulos originais em mãos, visto que me trazem boas memórias da infância jogando-os (com exceção do Bioshock que eu nunca joguei nenhum título rs). 

    O Black eu considero o melhor FPS do PS2, além de muito bonito graficamente. Só a movimentação que envelheceu mal, mas ainda é digno de ser zerado em qualquer época, principalmente pelos apaixonados pelo gênero. 

    O Medal of Honor do PS1 eu nunca zerei, mas jogava na casa de um primo, principalmente o modo versus kk a movimentação padrão dele é difícil de acostumar (sempre bom mudar nas configurações kk). Pretendo zerá-lo assim que possível. 

    MoH Vanguard é o meu favorito que, inclusive, representou um salto no estilo de jogo de tiro da franquia, apresentando o sistema de recover da vida e sprint por exemplo... O European Assault tem a melhor trilha sonora e missões bem legais. Só zerei ele definitivamente ano passado num save antigo meu no PS2. Isso porque, quando criança, eu nunca conseguia passar a última missão kk ela é muito difícil, real mesmo. O save ficou guardado até então.

    E claro que o controle do PS4 tinha que ser camuflado kkkk na realidade a camuflagem cinza é bem mais bonita, mas tá difícil achar esse pra vender novo a um preço justo. Vou ter que acabar comprando usado futuramente ç.ç Apesar disso, o verde ainda é muito bonito e por ser do modelo mais recente, possui a light bar no touchpad (deveriam ter feito isso desde o primeiro modelo, gênios da Sony), além de ser de um material melhor. 

    Abaixo as mídias de PS1 e PS2 abertas com seus manuais. O mais conservado, de modo geral, é o Black. 

    E aqui o comparativo dos piratas com os originais. Nem dá pra perceber qual é qual :v ahuahhauhahuaha

    That's all folks! 

    Black

    Platform: Playstation 2
    8109 Players
    67 Check-ins

    54
  • 2018-03-06 20:58:32 -0300 Thumb picture

    Especial Jogos de Formula 1 do PS1

    Confesso que tive um enorme trabalho na produção desse video de quase meia hora, mas tive grandes lembranças ao recordar a minha infância, uma vez que joguei praticamente todos os jogos de Formula 1 no meu Playstation 1. Desde o Formula One que estava no Interactive Disc 3 - e eu acredito que muitos conheceram este game assim - ao Formula 1 97 que conheci na casa do primo do meu primo ao jogar o modo arcade num controle stick (sim, daqueles de arcade usado em games de luta) ao horrendo Formula 1 98 até o último game da categoria no videogame, que foi o Formula One 2001 - jogo que fez terminar a saga no console da Sony de maneira digna ao entregar para o Playstation 2. Espero que você tenha o mesmo prazer de assistir às 2 semanas de produção que tive para este video :) 

    Formula 1

    Platform: Playstation
    78 Players
    1 Check-in

    4
    • Micro picture
      lgd · over 2 years ago · 2 pontos

      Me interesso muito!

  • jefferson_loki Jefferson
    2017-09-09 12:33:47 -0300 Thumb picture
    68

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...