• galathar Victor Hugo Vasconcelos
    2019-11-17 18:12:24 -0200 Thumb picture

    Finalizado!

    Sim, estamos em novembro. E sim, esse foi meu primeiro jogo finalizado do ano. Uma mistura de falta de tempo por causa do Mestrado + 3 meses sem usar o Switch por conta do Joy-Con drift.

    Já havia comprado e jogado um bocado de Mario Odyssey esse ano, quando fui obrigado a ficar de molho por 3 meses porque a autorizada da Nintendo não devolveu meus joy-cons (aliás, até hoje não devolveram, mas comprei um Pro Controller). Voltei a jogar nesse fim de semana, aproveitando que o desbloqueio reconheceu o meu save. E enfim finalizei o jogo hoje.

    Já havia falado antes o quanto curti esse jogo: Coloco facilmente entre os 3 melhores jogos dessa geração e o melhor jogo de Switch que joguei até agora. Também considero o melhor jogo do Mario que tive o prazer de jogar. Ele resgata uma nostalgia e uma qualidade que remetem diretamente ao saudoso Super Mario 64. Todas as fases são gostosas de se explorar, assim como os desafios e puzzles encontrados nelas.

    Jogue Mario Odyssey, se você tiver a oportunidade. Um jogaço! E que ainda vai me render muitas ótimas horas de gameplay, tendo em vista a quantidade absurda de conteúdo liberado após o final da campanha. Agora sim, tenho paz de espírito pra ir pro Pokémon Shield sem ter deixado nada pela metade.

    Super Mario Odyssey

    Platform: Nintendo Switch
    675 Players
    185 Check-ins

    18
    • Micro picture
      lukenakama · 27 days ago · 2 pontos

      Boa, eu acho que to há uns 2 meses sem zerar nada.
      Esse é meu segundo game favorito de todos os tempos.

      1 reply
  • alexandrebastoscr Alexandre Bastos - Colecionador Retrôgamer
    2019-09-01 10:19:17 -0300 Thumb picture

    Entrevista com Alexandre Bastos na Rádio JSV

    Papo muito divertido sobre colecionismo gamer , o projeto VGDB - VIDEO GAME DATA BASE e o grupo RETROGAMERS VALE DO PARAÍBA 

    6
  • galathar Victor Hugo Vasconcelos
    2019-06-20 20:30:00 -0300 Thumb picture

    Comecei o Super Mario Odyssey!

    Peguei ele e o Mario Kart 8 Deluxe na promoção da semana da E3, mas só fui ter tempo de começar a jogar agora. Tô bem no comecinho, mas a vibe do jogo é muito gostosa e lembra demais o Mario 64 (meu Mario preferido). Vou aproveitar o feriadão pra jogar ele, mas sem pressa nenhuma, explorando e curtindo com tranquilidade.

    Super Mario Odyssey

    Platform: Nintendo Switch
    675 Players
    185 Check-ins

    17
  • 2019-01-30 11:44:10 -0200 Thumb picture
    sergiosamsa checked-in to:
    Post by sergiosamsa: <p><strong><em>105 horas - Platinado</em></strong><
    Assassin's Creed Odyssey

    Platform: Playstation 4
    177 Players
    130 Check-ins

    105 horas - Platinado

    Apenas um troféu considerei chatinho de conseguir, o "Lord of the Seas", em que você precisa melhorar completamente a embarcação Adrastea. A quantidade de recursos necessários para isso é absurda, mas nada que umas batalhas navais partindo navios ao meio não resolvesse, assim como desmontar aquele monte de armas e armaduras que eu nunca iria utilizar. 

    14
  • 2019-01-25 13:01:27 -0200 Thumb picture
    sergiosamsa checked-in to:
    Post by sergiosamsa: <p><strong>Campanha principal finalizada com 90 hor
    Assassin's Creed Odyssey

    Platform: Playstation 4
    177 Players
    130 Check-ins

    Campanha principal finalizada com 90 horas. 

    Um excelente e lindo jogo de ação e aventura, indico 9.0/10.0. 

    Em termos narrativos de um jogo AC? Olha, eu nem sou fã da franquia e fiquei com pena de quem é fã das antigas. 

    E que final tosco foi aquele? Desculpa quem gostou, mas com toda a grandiosidade que o Origins me entregou em termos de história, Odyssey é um banho de água fria. Em primeiro lugar, eu nem percebi que o jogo principal tinha terminado. 

    Eu só fui perceber que era o fim quando abri o menu de missões e todas as principais da Odisseia tinham acabado. E eu fiquei "ué......foi isso???....cadê aqueles finais porra loca cheio de conteúdo que provoca mind explosion graças ao teor sci-fi?" 

    Cheguei a ir pela rede procurando críticas para ler e ver se entendi tudo direito porque achei aquele final meio que feito "nas coxas". Li em vários lugares pessoas achando a história ótima e que a experiência de narrativa RPG foi melhor em comparação ao Origins. Duas coisas: uma - ok, foi melhor pois tem mais interatividade em termos de caminhos a serem trilhados. Mas (e aqui a segunda coisa)  isso não faz o jogo melhor necessariamente. Aliás, achei a experiência narrativa extremamente caótica. Sinceramente,  eles não souberam equilibrar mundo aberto com a experiência narrativa. 

    Digo isso pois mesmo sendo mundo aberto, é um problema de narrativo terrível você liberar que certas coisas aconteçam fora de ordem. O final da missão de Atlântida, por exemplo, eu fiz pelo menos umas 15 horas antes de terminar a Odisseia da Kassandra (que é uma das histórias mais insossas e chatas que eu já joguei, diga-se de passagem) e demorei um pouco pra entender que, seguindo a lógica, o final de Atlântida deveria ser o final do jogo todo (pelo menos é o que eu acho). Logo, quando terminei o restante fiquei esperando explicações (cadê a irmandade? cadê a Layla de volta?), mas daí percebi que era só aquilo mesmo.  Maaas...

    Parando um pouco pra pensar (não sobre a relação mundo aberto/história, sobre o lugar desse jogo na franquia mesmo, e na série que começa com o Origins) Odyssey tem cara de ser aquela história que fica no meio do caminho de alguma coisa maior e que só vai fazer sentido depois. Cito como exemplo a trilogia Matrix. O Matrix Reloaded , segundo filme da série, eu tinha achado uma bosta, saí do cinema com dor de cabeça por não ter entendido nada, só ter visto coisas explodindo, gente lutando em câmera lenta e coisas do tipo, e fiquei "tá, mas cadê a história?". Quando veio o terceiro filme, o Matrix Revolutions, tudo fez sentido. Parece-me que Odyssey é o "Reloaded" do AC, ou seja, algo que só vai fazer sentido depois. O fato de não aparecer a irmandade ou algo mais concreto pode ter um motivo além do mesmo dado no Origins, "é o começo de tudo, então não esperem nada explícito". 

    Mas mesmo assim, isso é só um desejo meu, que faça sentido depois, porque na verdade o que eu acho, tendo jogado só a trilogia do Ezio e agora esses dois mais novos, é que essa gente não tem a mínima ideia do que tá fazendo, querem pagar de não-lineares sci-fi de linha do tempo complexa, mas na verdade é só roteiro ruim mesmo, é uma farofada e pelo visto é melhor pegar os games e curtir cada um sozinho, isolado no tempo porque não vale a pena o esforço de ligá-los quando parece que nem seus desenvolvedores estão muito preocupados com isso. Até porque, prestando atenção nos jogos da Ubisoft que eu já joguei, percebo que roteiro não é bem o forte deles na maior parte das vezes, embora vários dos jogos sejam legais. E estou eu aqui, que nem sou fã da franquia, tentando uma explicação pra tudo.

    Só sei que vou ficar aqui apegado ao Origins mesmo, jogar novamente porque gostei muito. Vou atrás da platina do Odyssey porque não me parece ter troféu sádico de fazer e porque apesar dos pesares é um jogo legal, é bom, a aventura de Atlântida foi boa de fazer. E o próximo jogo da franquia não vou ter mais tanto fogo no rabo pra comprar quando for lançado. Deixar baratear beeeem barateado. 

    30
    • Micro picture
      msvalle · 11 months ago · 2 pontos

      Sintetizou tudo o que eu também percebi jogando, parabéns! Pela conclusão e pela análise.

      1 reply
    • Micro picture
      0blivion · 11 months ago · 2 pontos

      Infelizmente depois da trilogia do Ezio eu não me surpeendi mais com a franquia, aquela história dele misturada com a do Desmond era mto viajada e isso era sensacional

    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 11 months ago · 2 pontos

      E essa medusa sinistra?
      Muito foda essas fotos do prrsonagem no topo das estátuas...

      2 replies
  • 2019-01-21 20:20:28 -0200 Thumb picture
    sergiosamsa checked-in to:
    Post by sergiosamsa: <p><strong>Completando 70 horas de gameplay, e segu
    Assassin's Creed Odyssey

    Platform: Playstation 4
    177 Players
    130 Check-ins

    Completando 70 horas de gameplay, e seguindo.

    Já deve estar claro, com as imagens dos check-ins anteriores que o jogo é realmente muito bonito. Tiro tantos screenshots que chega a ser difícil escolher apenas alguns para um único check-in. 

    Como já comentei por aqui e com alguns dos colegas que já jogaram ou ainda estão jogando, o game tem ótimas qualidades técnicas. Os gráficos são bons, os comandos, apesar de um detalhe ou outro, são bacanas, o jogo é em si um game de aventura que consegue segurar minha atenção por um tempo mas...é isso. Em termos de narrativa, comparando com os anteriores que joguei, ele é bem fraco.

    A história principal é meio insossa e só agora, com essas 70 horas de jogo, é que ela começou a ficar um pouco mais interessante, com a introdução de Atlântida na trama. Mas vamos ver o que eles farão com isso. 

    Também não consegui sentir empatia por quase nenhum personagem. E por sorte eu escolhi jogar com a Kassandra, que é divertida e tem boas expressões, pois nos vídeos que vi com o Alexios achei ele bem robótico. 

    Em comparação com o Origins, que tinha missões principais muito interessantes e missões secundárias que me deixavam curioso e com vontade de fazer, Odyssey tem muito mais missões, mas a maioria muito básica, sem grandes novidades, chega uma hora que enjoa, e olha que o jogo é grande, bem maior que o Origins, me parece. 

    (Essa sou eu, maravilhosa) Essa coisa de game open world com uma cacetada de missões pra fazer e horas e mais horas de jogo que dão a sensação de estar compensando o nosso dinheiro gasto é bacana, mas às vezes o tiro sai um pouco pela culatra. The Witcher 3, por exemplo, acho que é o jogo mais longo que eu já joguei, mas ele tinha material narrativo e recursos pra me manter interessado por todo aquele tempo. Chega uma hora que enjoa um pouco, mas ainda assim ficava curioso com algum detalhe da história e meu interesse voltava. 

    Em Odyssey nem tanto, apesar do imenso material mitológico grego disponível, a narrativa não chama muito minha atenção (pode ter um fator de eu já estar um pouco saturado de tanta coisa que usa mitologia grega como mote...) ...Origins é grande mas tem o tempo certo de jogar sem enjoar (acho que já deu pra perceber que eu gosto muito do Origins né? Ok...), e também tem o dado da mitologia egípcia, que simplesmente adoro e não via um jogo explorar isso de um jeito bacana desde "Tomb Raider - The Last Revelation".

    Mas como eu disse, agora que Atlântida entrou na jogada algumas missões ficaram mais interessantes e pode ser que daqui para o fim dê uma sacudida no jogo. Pelo menos vou torcer por isso. E pra não dizer que não tem coisas no Odyssey que estão melhores do que no Origins, eu percebi algumas melhoras sim. 

    Eu gostei de como eles equilibraram mais a nossa possibilidade de avançar o nível do personagem. Por exemplo, no Origins era muito tranquilo para aumentar o nível do personagem e daí, quando íamos para as missões principais tudo ficava bem fácil de resolver. Como atingi o nível máximo do Bayek muito rápido, os inimigos se tornaram logo fracos no geral. No Odyssey eu já senti que subir de um nível para o outro já é um pouco mais demorado, e deixa mais equilibrada a relação nível do personagem com o nível das missões principais, deixando as batalhas mais justas. Sendo assim, Odyssey é um pouco mais difícil que Origins. 

    Também senti que deram uma calibrada no piloto automático da nossa montaria. No Origins eu achava o piloto automático bem tapado, vivia errando caminho, batendo em tudo e todos, escolhendo umas trilhas meio sem noção pra seguir. No Odyssey ainda tem alguns problemas, mas ainda assim estou achando a montaria mais acertada, mais previsível e confiável. 

    16
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 11 months ago · 3 pontos

      Que lindo...pqp!!!

    • Micro picture
      porlock · 11 months ago · 2 pontos

      falou tudo... rsrsrs
      concordo com o q disse...
      ja to com quase 130h e ja to cansado do jogo... mas não sossego enquanto não pegar todas as conquistas... (ou chegar o RE2).

      ps.: ja terminei atlantida. eh bem legal.

      6 replies
  • 2019-01-16 12:48:39 -0200 Thumb picture

    I’m your 1 up girl

    “Jump up, super star!”

    https://www.smule.com/p/1534850137_2731332787

    Ouça com fones de ouvido (volume baixo neh) para apreciar melhor meus dons vocálicos “AMADORES”... kkkkkk...

    Obs.: saindo de uma gripe de leves que peguei do meu filho. Geralmente canto melhor músicas lentas e brasileiras 😜

    Super Mario Odyssey

    Platform: Nintendo Switch
    675 Players
    185 Check-ins

    6
  • 2019-01-14 15:02:38 -0200 Thumb picture
    sergiosamsa checked-in to:
    Post by sergiosamsa: <p><strong>35 horas de gameplay e seguindo.</strong
    Assassin's Creed Odyssey

    Platform: Playstation 4
    177 Players
    130 Check-ins

    35 horas de gameplay e seguindo.

    Os problemas que eu tive nas primeiras 12 horas com o travamento do jogo acabaram, nunca mais aconteceram.

    E apesar de já estar mais acostumado com o combate, ainda continuo xingando quem teve a ideia de retirar o escudo. Tem uma opção de bloqueio chata de fazer, então o jeito é desviar dos golpes, mas dependendo do inimigo nem sempre o desvio é eficaz. 

    Da última vez prestei mais atenção em elementos técnicos, agora prestei mais atenção nos narrativos. Uma coisa que eu sinto falta em Odyssey é que, diferente de alguns AC antigos, nesse não há um arquivo com informações sobre locais e personagens históricos que encontramos pelo caminho. Na trilogia do Ezio, por exemplo, apesar de não ter curtido muito, lembro que uma das coisas mais legais era a abordagem histórica do game, com pastas no animus contendo informações sobre as construções pelas quais passávamos, falando sobre sua origem, donos, usos no passado e no presente. 

    No Odyssey não tem nada disso, você vai passando pelos lugares e, se não tem referências históricas e mitológicas próprias, fica por isso mesmo, o que, pra mim pelo menos, empobrece bastante a experiência do jogo, que tem no elemento histórico um dos seus pontos mais fortes. Se você chega na Tumba de Etéocles, simplesmente chega e explora, mas quem é o tal do Etéocles? Enquanto a trilogia do Ezio traria essa informação, Odyssey deixa você no raso mesmo e o que fica é só um jogo de exploração em lugares antigos como muitos outros, sem diferencial. 

    A minha sorte é que, no primeiro ano da minha graduação, tive que fazer 4 disciplinas de Letras Clássicas, tendo que ler na íntegra a Ilíada, a Odisseia, as tragédias do Sófocles e coisas do tipo, então eu estou pegando as referências e entendendo a razão de ser dos lugares bem de boa, mas eu não lembro de tudo então muita coisa passa, o que eu acho uma pena em se tratando desse jogo especificamente. 

    Claro que, pra quem não liga pra esse tipo de coisa pode falar "tô nem aí, se eu quiser ler coisa eu leio livro, não jogo videogame". Mas uma franquia que, pelo menos na minha experiência, tinha como ponto mais interessante essa complementação e vivência histórica, e agora com Odyssey tem material de leitura quase nulo e acaba se tornando apenas "mais um" jogo de aventura em que só o que importa é a ação, é um cadinho frustrante. E mesmo que tivesse muito material de leitura ninguém é obrigado a ler, se a intenção da pessoa é só sair explorando e batendo em todo mundo. Mas pra quem se propõe a experienciar o jogo de forma mais completa, essas leituras são incríveis, como é o caso do The Witcher 3, que tem muuuita leitura, e apesar de não ser obrigatória, quem lê compreende muito mais o jogo, percebe pistas e situações de maneira muito mais completa. 

    Mas ainda assim, mesmo com essa falta, estou adorando o jogo, é muito incrível, não dá pra sentar e jogar uma horinha, tem que ficar lá pelo menos umas quatro horas. E cada vez mais eu me torno fã dessa série que surge a partir do Origins. Desculpa aí fãs de longa data. 

    Se eu estou falando besteira e existe algum menu no jogo que tenha todos esses mini-históricos dos lugares e personagens que encontramos pelo caminho, por favor, me avisem. 

    (complemento: descobri um jeito de aparecer uma mini explicação sobre algumas localizações históricas no mapa, mas é bem simples...não era o que eu esperava mas, em alguns casos, dá pra situar o cidadão na história melhor...mesmo assim, percebi que não é em todos os lugares...algumas tumbas de personagens históricos/mitológicos, por exemplo, não aparece explicação) 

    P.S. Foi só eu, ou alguém também achou a entrada do  templo dos Isu parecida com a entrada dos caldeirões de Horizon Zero Dawn?

    Esse é o AC

     Agora  do Horizon...

    E ambos com uma base parecida: uma civilização anterior, muito mais evoluída que a atual.

    35
    • Micro picture
      papm22 · 11 months ago · 3 pontos

      Jogo incrível. eu já platinei, e até comprei o season pass de tanto que curti

      4 replies
    • Micro picture
      porlock · 11 months ago · 2 pontos

      eu ja to com quase 120h no odyssey e ainda falta muuuuuuita coisa... ele ta bem maior q o origins... eh uma delicia de jogar, mas a historia não é tão envolvente quanto a do origins.
      quanto a parti historica dos locais, de repente eles incluem depois o discovery tour, q tem o origins.. eh uma experiencia bem interessante tambem...

      pergunta: vc se pendurou na fimose do zeus, no começo do jogo? kkkkk
      se nao, volte la e se pendure... se vc não o fizer, não jogou ac odyssey direito.

      eu:
      https://steamcommunity.com/sharedfiles/filedetails/?id=1598919148

      2 replies
    • Micro picture
      msvalle · 11 months ago · 2 pontos

      Sintetizou tudo o que percebi jogando!
      Se tornou um jogo de ação genérico. Tecnicamente fabuloso, mas perdeu muito da "alma" da saga, infelizmente.

  • 2019-01-09 13:55:54 -0200 Thumb picture
    sergiosamsa checked-in to:
    Post by sergiosamsa: <p>Iniciando com 12 horas de gameplay. Estava muito
    Assassin's Creed Odyssey

    Platform: Playstation 4
    177 Players
    130 Check-ins

    Iniciando com 12 horas de gameplay. Estava muito ansioso para retornar ao universo de AC depois de ter achado a experiência com o Origins simplesmente incrível! Nesse Odyssey escolhi a Kassandra para jogar.

    Em certa medida, parece uma extensão do anterior. 70% do mecanismo é parecido, como a estrutura das missões, o que garante familiaridade com algumas estratégias de furtividade. 

    No entanto, reparei algumas modificações em Odyssey que fizeram com que eu ficasse me questionando qual a necessidade delas terem sido implementadas. Por exemplo, as habilidades e movimentos em combate. Sempre achei os combates da franquia AC  meio ruins e com movimentos travados. No Origins o combate se tornou, pelo menos pra mim, muito bom, ágil, fluido, intuitivo, e mesmo havendo diversos comandos desbloqueados pelos pontos de habilidade, era tudo muito orgânico e prático de se realizar no controle. No Odyssey eles fizeram algumas modificações que, apesar de ainda ser um bom combate, tem uns comandos meio atravessados e aparvalhados. 

    Está me incomodando profundamente, por exemplo, a retirada do escudo, muito útil no Origins, mas que em Odyssey, pelo menos até o ponto em que fui, ainda não tem, mas pode ser que libere mais pra frente. O que temos por enquanto é um comando para bloquear golpes inimigos, mas que não é muito prático de executar. 

    Em termos de gráficos, rodando no PS4 normal, apesar de o Odyssey estar bonito, me parece inferior ao antecessor. O Origins era bem acabado no geral, redondinho, limpo. Já o Odyssey nem tanto, tem muitos probleminhas claramente visíveis, e achei o visual um pouco "sujo" às vezes. No quesito performance no sistema, o Odyssey também fica atrás.  Ao longo das cerca de 70 horas que joguei, o Origins rodou perfeitamente, quase nenhuma tela de carregamento, e tudo carregava rápido, sem problemas nem travamentos. Com 12 horas de Odyssey já precisei fechar e reabrir o jogo pelo menos umas quatro vezes, travamento de imagem é o principal problema. Fora que os carregamentos são demorados, agora tem carregamento pra coisas que não tinham, até quando finalizo uma missão e vou falar com o NPC que solicitou a quest tá lá a tela preta e o sinalzinho de carregamento.

    Essas são as impressões iniciais. Apesar dos "problemas" ainda estou achando o jogo muito bom e com certeza ainda tenho muitas e boas horas para passar com a Kassandra nesse rolê grego.

    20
  • andre_andricopoulos André Zanetti Andricopoulos
    2018-12-18 12:37:18 -0200 Thumb picture

    2018...

    Tá rolando desafio aqui na ALVANISTA dos "TOP GAMES ZERADOS POR VOCÊ EM 2018" não necessariamente sendo lançamentos deste ano. Então segue uma lista IGN referente aos MELHORES DE 2018 (ou seja, lançamentos deste ano):

    Spider-Man

    Platform: Playstation 4
    716 Players
    365 Check-ins

    25
    • Micro picture
      rafaelseiji · 12 months ago · 3 pontos

      Preciso fazer minha lista, mas quero ver se termino o RDR2 ainda em 2018

      1 reply
    • Micro picture
      igor_park · 12 months ago · 2 pontos

      Minha lista só dia 1 de janeiro

      1 reply

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...