• 2020-04-01 17:25:00 -0300 Thumb picture
    14
    • Micro picture
      mastershadow · about 18 hours ago · 3 pontos

      Um dos FF mais "humanos" quando se trata de lidar com os sentimentos dos personagens. Só perde pro FFVI nesse quesito.

      1 reply
  • chronoxplay Santiago
    2020-04-01 15:31:24 -0300 Thumb picture
    chronoxplay checked-in to:
    Post by chronoxplay: <p><a href="https://youtu.be/p2c6uFjZlzU">mario</a>
    Super Mario Odyssey

    Platform: Nintendo Switch
    733 Players
    192 Check-ins

    Comecei a fazer a série de Super Mario Odyssey! Primeiro jogo de Switch que trago para o canal.

    Nesse jogo vamos percorrer vários reinos até conseguir resgatar a princesa Peach. Finalizei o Cap Kingdom e o Cascade Kingdom.

    Acabei esquecendo de possuir o dinossauro que tem no Cascade Kingdom (só descobri ele no próximo vídeo kkk).

    Sou meio noob no jogo porque essa é a minha primeira experiência com algum jogo do Mario.

    9
  • 2020-03-26 02:38:02 -0300 Thumb picture
    jvhazuki checked-in to:
    Post by jvhazuki: <p>Chegando às minhas 30h nas terras de Gaia, camin
    Final Fantasy IX

    Platform: Nintendo Switch
    13 Players
    3 Check-ins

    Chegando às minhas 30h nas terras de Gaia, caminhando ao então embate final. Como não gosto de deixar os níveis do meu time desbalanceados coloquei quase todo mundo no Lv40 (só falta o Quina), grindando como se não houvesse amanhã e utilizando a velocidade aumentada da remasterização pra isso-- se fosse em outra época eu jamais cogitaria usar tal recurso. 

    Com isso juntei uma grana bem legal e vou me dirigir ao leilão de Treno pra garantir todos os itens que puder. Meu time já está bem forte e cheio de habilidades, mas ainda há lacunas que talvez os artefatos do leilão ajudem a preencher. E agora que estou com minha airship vou explorar mais do jogo também antes de partir para os momentos derradeiros; acredito que ainda há muito o que ver e fazer.

    Apesar de estar adorando jogar FFIX na palma da mão eu pretendo comprá-lo no Steam pra rejogar no futuro e usar o mod que deixa o jogo bem mais bonito, principalmente se tratando dos cenários pré-renderizados que poderiam ter recebido um cuidado maior por parte da Square Enix. Este vídeo mostra como o jogo está melhor no PC do que em qualquer outro local (e bastou o uso de inteligência artificial pra isso):

    15
    • Micro picture
      bobramber · 7 days ago · 2 pontos

      Também vou rejogá-lo no PC para conhecer o remaster e instalar o tal do Moguri Mod para os cenários... já tá instalado no PC, mas todas as vezes que tentei baixar o Mod, tava indisponível e não consegui encontrá-lo em outro lugar, se achar avisa aí!!

      2 replies
  • anduzerandu Anderson Alves
    2020-03-25 23:52:37 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Cosmonauta

    Zerado dia 25/03/20

    Joguinho brasileiro, dos mesmos criadores de Aldred knight, que eu já até zerei e fiz um texto sobre há poucos meses. Esse é Cosmonauta!

    Acompanhando o grupo Nintendo Switch Brasil no Facebook, vi uma galera fazendo propaganda do jogo há pouco tempo quando o mesmo foi lançado para a plataforma. Vi umas imagens e tal e nem curti muito (provavelmente pela experiência com Aldred), mas resolvi participar do sorteio que haveria por lá. No final das contas nem ganhei.

    Pouco tempo depois eu vi um tweet da empresa (QUByte) perguntando se alguém tinha conseguido zerar a aventura e pela interação do povo ficou claro que o jogo era difícil. Fiquei meio dividido entre nunca jogá-lo por imaginar uma dificuldade exagerada e querer comprá-lo para provar que eu conseguiria. Mas infelizmente estou tendo experiências ruins com jogos indies baratos e chatos de terminar.

    Mas a compra mesmo de Cosmonauta só veio hoje de manhã quando sugeriram um jogo que estava 1 centavo na Eshop do Switch e filtrando os jogos por preços similares, acabei me deparando com o tal indie brasileiro.

    A certeza se deu pelo fato de que eu nem precisei desembolsar nada por ele, visto que as moedas digitais que você ganha ao comprar jogos no Switch o pagaram (assim como à outros que peguei junto).

    Imaginei que não jogaria tão cedo, mas estava esperando uns amigos logarem no Paladins e resolvi o experimentar para matar tempo.

    Iniciando Cosmonauta pela primeira vez foi agradável ver como o jogo se iniciou tão rapidamente. Quer dizer, dá pra imaginar que ele é bem leve, mas eu apertei o botão A no menu Home e logo já estava na tela título do título e aquela imagem mega indie brasileiro. Errr....ok.

    Dentre as opções da tela título, nada de muito especial. Dei uma olhada no Options e tinham uns ajustes de som, então voltei e fui na opção de iniciar.

    Começando o jogo de verdade, não há enredo nem nada, só um monte de quadradinhos indicando as fases para você escolher, 65 deles, mais precisamente. Como eu não havia jogado nada, só podia escolher a primeira.

    Agora com o controle do personagem, dei uma explorada nos comandos e visuais. Os controles são os mais fáceis possíveis: direcional pra esquerda e direita e B para pular. Só isso. Já os visuais são meio...esquisitos. É como se fosse uma mistura de Dangerous Dave e Commander Keen. Sabe aquelas cores simplórias e pouco apelo para carisma? Bom, o personagem, barreiras e demais elementos que servem para alguma coisa na sua jogatina tem o visual meio 8bit enquanto o cenário lá atrás, é mais SNES.

    Apesar dos apesares, nada chega a ser um defeito. Ficou rapidamente óbvio que era um jogo bem mais divertido que Aldred Knight e a simplicidade e rapidez dos primeiros estágios estavam me viciando ao ponto dos amigos estarem me esperando no Paladins e eu pedindo que começassem sem mim que entraria logo em seguida.

    Fiz um bocado de fases antes de largar pra se juntar a eles. Eu sabia que zeraria bem rápido e que o papo de jogo difícil da galera era pura balela. Quer dizer, há um certo desafio, mas Cosmonauta passava longe de difícil, ainda mais com sua grande quantidade de checkpoints e estágios curtos.

    Depois da jogatina online, voltei pro indie e percebi que já havia jogado cerca de 1/3!

    Conforme eu fui avançando, novos elementos foram sendo adicionados aqui e ali. Foguetes que te seguem, espinhos, botões que abrem portas, uso do jetpack, apinéis que te jogam com força para algum lado, uma espécie de chuva que te deixa pesado, plataformas que se movem e tal. Muito bacana.

    Algumas fases você morre um bocado e a seguinte é super fácil e você passa de primeira. De qualquer forma, o jogo rapidamente recarrega e você já está de volta à ação sem esperar 2 segundos. 

    Os checkpoints que mencionei ajudam bastante também,a pesar de eles serem invisíveis e você nunca ter certeza se pode morrer sem se preocupar ou se vai voltar um bocado, como acontece em certos estágios que você faz mil cosias e tem que repetir se morrer lá na frente.

    Mas no geral a aventura tem uma boa dificuldade moderada. Isso com exceção de duas fases: 62 e 65, a última. A 65 tudo bem, é o final, é mais longa e até conta com um visual diferente, mas a 62...

    Nessa maldita fase, você deve pular numas bolas que te jogam pra cima e calcular o tempo perfeito para passar numa fresta de uma parede mortal. É tenso! Mas o pior nem é isso, o pior é que quando você consegue, logo vai ter que pular em mais bolas e passar de uma segunda parede com fresta, mas você pode fazer o que quiser que o jogo conta como morte, mesmo passando perfeitamente! Depois de mil tentativas, pesquisei no Youtube e um cara morreu 100 mil vezes e só passou porque rolou um glitch aleatório. Até mandei mensagem pros desenvolvedores e continuei tentando até que o jogo foi piedoso e eu teleportei pro outro lado também, graças à algum bug

    Uma coisa é ser difícil, outra é ser forçadamente difícil e pior ainda é ficar impedido de termina rum jogo por causa de bug...

    Resumindo: Cosmonauta é um jogo legal que lembra um pouco Dangerous Dave e até o primeiro Mario. Sua simplicidade gera uma boa jogatina casual e satisfatória e o preço, que deve constantemente girar em torno dos 10 centavos, vale a pena e ainda ajuda um desenvolvedor brasileiro a crescer e trazer mais títulos pra gente. Infelizmente por causa do bug que impossibilita o progresso bem no final do jogo, fica difícil recomendar a compra, sobretudo se você costuma terminar os jogos e vai ficar agoniado com uma aventura parada no fim e dependendo de um bug esporádico e muitas tentativas e mortes para que o jogo decida que você passe.

    De bom: jogabilidade simples. Cada fase tem um desafio original e um level design simples, mas bacana. Assim como Aldred, os caras acertaram em cheio na trilha sonora, que mais uma vez é o ponto alto do jogo. Seja lá quem for o compositor, esse cara merece trabalhos maiores! Felizmente o jogo tem checkpoints justos quase sempre.

    De ruim: um bug praticamente impossibilita que você passe de uma das últimas fases e, com isso, que zere o jogo. Visual não é bonito nem nostálgico, é mais daqueles 8bits forçados genéricos. Controlar o jetpack é horrível, a física é toda zoada. Algumas fases são cruéis com checkpoint. Acho que poderia ter mais capricho em pequenos detalhes, como fazer barulho quando pulamos, o que serve como dica mental até para timing. Alguns desafios são mal feitos, como essas partes que você tem que passar praticamente no frame perfeito entre uma fresta na parede mortal durante um pulo.

    No geral, valeu a jogatina e se não fosse o bug lá, recomendaria pelo preço. Mas se você quiser só dar uma olhada, tá valendo também. Joguinho ok.

    Cosmonauta

    Platform: Nintendo Switch
    1 Players

    20
  • luchta Ewerton Ribeiro
    2020-03-25 23:42:10 -0300 Thumb picture
    Post by luchta: <p>Como eu imagino um Nintendista!</p><p><a href="h

    Como eu imagino um Nintendista!

    Animal Crossing: New Horizons

    Platform: Nintendo Switch
    22 Players
    7 Check-ins

    27
  • luchta Ewerton Ribeiro
    2020-03-23 19:33:39 -0300 Thumb picture
    Post by luchta: <p>A <strong>Nintendo </strong>libera customização,

    A Nintendo libera customização, e os caras logo fazem merda!

    Animal Crossing: New Horizons

    Platform: Nintendo Switch
    22 Players
    7 Check-ins

    6
  • luchta Ewerton Ribeiro
    2020-03-22 21:01:55 -0300 Thumb picture
    Post by luchta: <p>Não costumo falar de franquias da <strong>Ninten

    Não costumo falar de franquias da Nintendo, mas está brotando MUITA coisa bizarra do Animal Crossing: New Horizons na minha timeline do Twitter. Não sei se esse jogo tem um modo de criação ou algo do tipo. Mas parece que tem, e como vocês sabem o pessoal é muito "criativo" quando se da esse tipo de ferramenta nas mãos deles. Estou traumatizado...

    Animal Crossing: New Horizons

    Platform: Nintendo Switch
    22 Players
    7 Check-ins

    8
  • luchta Ewerton Ribeiro
    2020-03-22 03:54:38 -0300 Thumb picture

    Ys VIII -Lacrimosa of DANA- OST - Sunshine Coastline

    Não importa qual seja o título, Ys sempre tem musicas muito boas em seu repertorio, essa do primeiro mapa que exploramos no jogo é muito boa, da aquele tom de aventura ao jogador.

    Ys VIII: Lacrimosa of DANA

    Platform: PC
    24 Players
    13 Check-ins

    17
    • Micro picture
      mastershadow · 11 days ago · 1 ponto

      Lembrei da Banda gótica Lacrimosa, amo ela haaha

  • 2020-03-11 03:52:04 -0300 Thumb picture
    jvhazuki checked-in to:
    Post by jvhazuki: <p>#img#[692780]</p><p>Anteontem finalmente consegu
    Mario Kart 8 Deluxe

    Platform: Nintendo Switch
    514 Players
    60 Check-ins

    Anteontem finalmente consegui completar os campeonatos de 150cc com ranking máximo. Parecia que estava sofrendo uma onda de azar pois toda vez que chegava nas últimas corridas de cada copa eu sofria algum ataque inesperado e perdia uma posição que fosse, argh! Aliás pra conseguir as três estrelas/top rank tem que fazer 60 pontos cravados, ou sempre chegar em primeiro; bem rigoroso, porém nada impossível até então.

    Agora só me faltam as 200cc e a Mirror pra fechar tudo do jeitinho que eu gosto.

    3
    • Micro picture
      lukenakama · 22 days ago · 2 pontos

      Boa 0/
      Não é onda de azar não, Mario Kart é assim mesmo kkkkkkk

  • luchta Ewerton Ribeiro
    2020-03-10 13:29:47 -0300 Thumb picture

    Que especie de Inside é esse?

    Cara... olha o trailer desse Stela, na moral... o jogo é bonito e parece interessante, mas na real está MUITO parecido com o Inside e Limbo, pior que é feito pela 343 Industries que fez Halo Infinite e não uma indie qualquer. LOL!

    15

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...