• luchta Ewerton Ribeiro
    2020-09-03 03:39:54 -0300 Thumb picture

    Alguns jogos da Nintendo no Nintendo DS!

    Hoje resolvi dar uma visitada em jogos do Nintendo DS com o emulador MelonDS 0.83, o primeiro foi o The Legend of Zelda: Phantom Hourglass.

    Um cara fez uma hack para ele que se pode usar os controles e botões para as ações em vez da caneta, esse jogo usa apenas a caneta para jogar, é um saco de se jogar no emulador, essa hack resolve isso.

    The Legend of Zelda: Spirit Tracks é o mesmo caso, e o mesmo cara fez uma hack para se poder jogar com os controles com ele também. Com mais tempo vou explorar o jogo e ver como é isso. Ambos os jogos são a sequencia de The Legend of Zelda: The Wind Waker que estou jogando de novo no CEMU. Assim que eu terminar vejo isso.

    E falando nisso testei também o Super Princess Peach que é até hoje o único jogo focado na personagem. O que é estranho até o Toad e o Yoshi tem jogos próprios e ela só um. É tenso jogar esse plataforma já que precisa dos controles de toque para acessar o poder das emoções, pena que não tem hack para não precisar disso.

    E já que estamos falando do Mario, eu testei o Super Mario 64 DS, e achei que seria um port apenas do jogo original, mas no inicio jogamos com o Yoshi e não com o Mario, o que é estranho. Eu sempre tive curiosidade de ver essa versão, é interessante ver as mudanças.

    The Legend of Zelda: Phantom Hourglass

    Platform: Nintendo DS
    3679 Players
    253 Check-ins

    13
    • Micro picture
      santz · 15 days ago · 1 ponto

      Eu zerei o Phantom Hourglass no emulador de Android usando o dedo e foi uma experiência terrível. Talvez eu pegue essa hack para jogar o Spirits Track.

    • Micro picture
      tecnologgamer · 15 days ago · 0 pontos

      Acho esse Zelda uma bosta só por ter usar a caneta, alias que coisa mais idiota, um vídeo game que tem dez mil recursos e só usar a caneta, como se fosse a coisa mais divertida do mundo. Só deixo claro que isso só era melhor nos jogos de tiro como Call of Duty, que alias recomendo jogar mais o FF XII, FF III, Dementium, Ninja Gaiden (usa a caneta, mas é 100% hardware), Fighting Fantasy the Warlock Firetop Mountain, Kingdom Hearts, Wolverine X Men é massa.

  • 2020-07-29 00:25:39 -0300 Thumb picture

    Planilha de traduções de RPG atualizada (28.7.20)

    Medium 726173 3309110367

    Aventureiros,

    Hoje nossa planilha destaca o terceiro jogo da série Metal Max, que também já foi conhecida como Metal Saga e que, oficialmente falando, só teve um jogo localizado em 2005 pela Atlus. Criada por Hiroshi Miyaoka e seu estúdio Crea-Tech a série aborda um mundo pós-apocalíptico e aberto desde seu primeiro jogo ao Famicom; passando posteriormente ao Super Famicom em 1993 a série só veria o seu terceiro título 17 anos depois no Nintendo DS -- isso, é claro, não contabilizando os demais jogos sob a outra alcunha no meio.

    No portátil Metal Max 3 trouxe de volta elementos tradicionais como a liberdade de exploração e progressão, o que inclui a dita possibilidade de terminar o jogo a qualquer momento e realizar as missões na ordem que desejar. Além disso o grupo que enfrenta esse cenário árido pode ser formado por personagens com profissões como Mecânico, Caçador, Enfermeiro e até mesmo Artista; a personalização dos veículos de combate, como tanques e motos, também é permitida.

    Além de Metal Max 3 a atualização conta com os demais destaques:

    *Chocobo's Dungeon (WonderSwan), Inglês

    *Earth Seeker (Wii), Inglês

    *Harvest Moon: Back to Nature (PS1), Português

    *Lady Sword (TurboGrafx-16), Inglês

    *Last Bible III (SNES), Inglês

    *Marvelous: Another Treasure Island (SNES), Inglês

    *Pokémon Mystery Dungeon - Go For It! Radiant Adventure Squad (Wii), Inglês

    *Rogue Hearts Dungeon (PS2), Inglês

    *Star Ocean (SNES), Inglês

    *Wizardry Gaiden IV: Throb of the Demon's Heart (SNES), Inglês

    Estamos caminhando para a marca de 600 traduções entre projetos finalizados/jogáveis -- maioria --, em andamento e outros gêneros que considero interessantes a nós fãs de RPGs. Link da planilha:

    https://docs.google.com/spreadsheets/d/1WXlPiCOFLO...

    Obs.: as atualizações mais recentes ficam destacadas em verde/negrito, sempre. Se curtir não deixe de compartilhar esse post aqui na Alvanista e em outros locais!

    Join the party!

    [@jvhazuki]

    Metal Max 3

    Platform: Nintendo DS
    17 Players

    23
    • Micro picture
      ikke · about 2 months ago · 2 pontos

      Nice

      1 reply
    • Micro picture
      wcleyton · about 2 months ago · 1 ponto

      Foda, alguma esperança de ver a tradução do tengai makyou apocalipse 4?

      6 replies
  • onai_onai Cristiano Santos
    2020-03-30 20:01:59 -0300 Thumb picture

    Adicione seu comentário...

    Galerinha, vez ou outra está ocorrendo um erro meio doido pra mim e gostaria de saber se está acontecendo com outras pessoas também. As vezes quando vou comentar em alguma postagem, e até as vezes nas minhas também, não abre a opção postar comentário na pasta, fica só o retângulo com a frase que escrevi... Do nada essa função para de aparecer e de repente do nada também volta... Ou será que estou tendo visões?

    My Word Coach

    Platform: Nintendo DS
    5 Players

    34
    • Micro picture
      tiagotrigger · 6 months ago · 2 pontos

      Isso é normal aqui, já aconteceu algumas vezes.
      Também já aconteceu deu estar logado, na hora que vou dar uma vida ou comentar, nada acontece. Dou um F5 e vejo que fui deslogado do nada.

      2 replies
    • Micro picture
      vante · 6 months ago · 2 pontos

      Nope! Você não está tendo visões kkkkk. Quando isso acontece eu tenho que recarregar a página algumas vezes. Agora aconteceu de novo

    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 6 months ago · 2 pontos

      Naturalmente coisas estranhas acontecem por aqui...😂

  • luchta Ewerton Ribeiro
    2020-03-29 08:09:22 -0300 Thumb picture
    luchta checked-in to:
    Post by luchta: <p>Acho engraçada essas posições que eles fazem ao
    Castlevania: Portrait of Ruin

    Platform: Nintendo DS
    1657 Players
    117 Check-ins

    Acho engraçada essas posições que eles fazem ao apertar o direcional para cima por um certo tempo.

    Pelo que vi, acho que isso é uma "motherfucking JoJo reference".

    16
    • Micro picture
      manoelnsn · 6 months ago · 1 ponto

      Provavelmente. Bloodstained tem isso também

  • anikabonny Anika Bonny
    2020-03-04 17:33:04 -0300 Thumb picture

    Pokémon Conquest (Nintendo DS)

    Pokémon Conquest é um jogo tático de rpg, que se passa numa era relativa a época do Japão Feudal.
    O seu objetivo é sair “recrutando” treinadores e ir conquistando reinos.

    A estrutura desse game é muito diferente dos RPGs tradicionais da franquia. Conforme você vai dominando os reinos, você tem acesso a áreas com Pokémon diferentes e treinadores.
    Logo no começo você pode escolher se vai jogar com um cara ou uma moça, eu escolhi a moça.
    Cada treinador pode ter um vínculo (que é medido por três níveis de intensidade) com determinados tipos de Pokémon, e a intensidade desse vínculo é essencial para fazê-lo evoluir. Quanto mais forte o vínculo, mais rápido ele evolui.

    Review completo: https://nerdtrash.com.br/pokemon-conquest-nintendo-ds/

    Pokémon Conquest

    Platform: Nintendo DS
    722 Players
    83 Check-ins

    18
  • anduzerandu Anderson Alves
    2020-02-18 18:50:29 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Flower, Sun and Rain

    Zerado dia 18/02/20

    Aaaah, o Nintendo DS! A plataforma que mais joguei na vida e em menos tempo. Basicamente, eu estava na faculdade e não tinha muitas preocupações na vida, tinha cansado de jogar mil vezes os meus poucos jogos de GBA e dado um tempo de jogos quando tive a oportunidade de conseguir um DS Phat com R4 pra poder piratear jogos a vontade, coisa que eu nem imaginava que existia!

    Tudo começou em 2009. Joguei muito todos os dias até 2011, quando fechei uns 203 jogos e basicamente não tinha mais nada pra fazer com o portátil. Fiquei devendo uns jogos, especialmente os tactics da plataforma, que fui empurrando pra jogar com a barriga e no final das contas, não tive força de vontade. Em seguida entrou o 3DS e tal, então vendi seu antecessor e usei o dinheiro pra comprar meu primeiro jogo da nova plataforma: Mario Kart 7!

    Eu manjava muito de DS. Na época bolei a minha regra de jogar apenas um jogo por vez (senão o R4 me consumia), procurava listas de jogos essenciais, hidden gems, jogava multiplayer com os amigos e primos. Eu aproveitei MUITO!

    Flower, Sun and Rain (FSR) é um dos jogos que eu raramente lembrava que existia. Um daqueles que ninguém falava em lugar nenhum e que eu mesmo comecei a me perguntar se um dia jogaria. Eu nem sabia do que se tratava a aventura!

    Anos depois, comprei um R4 pra usar no 3DS, agora que ele é bem mais tranquilo com o uso de flashcards e pus, sei lá, uma dúzia de jogos que ainda queria jogar, como Mega Man Star Force, Final Fantasy Tactics A2, Fire Emblem, Inazuma Eleven 2, uns jogos que finalmente ganharam tradução para o inglês recentemente e até umas coisas que por algum motivo não joguei, como Pokémon Mystery Dungeon e Conquest (não era muito fã dos spin-offs da franquia na época).

    Felizmente postagens sobre FSR aqui na rede me lembraram de dar uma conferida nesse jogo e eu, mesmo com minha lista de pendências, resolvi começar por pura curiosidade há uns dias atrás!

    Quando eu digo dias, eu tenho que enfatizar que foram muitos dias. Eu não muito de reclamar de jogo a menos que a experiência tenha sido fraca ou mal-feita, mas FSR é um jogo ruim. Quer dizer, ele tem uma ideia boa, uma ambientação legal e tal, mas a execução é ruim e eu nunca senti tanto sono jogando um jogo, e olha que amo jogos de puzzles e afins que a maioria acha chato. Esse aqui foi um caso de abrir o 3DS, jogar 5 minutos e já fechar novamente em algumas ocasiões. Como normalmente jogo na cama quando é videogame portátil em casa, tive que desistir da aventura algumas vezes por começar a "pescar" de sono constantemente e evitar que derrubasse o console no chão!

    Bom, de antemão eu tenho que dizer que esse é um jogo do Suda51 bem viajado. E se você acha que qualquer coisa com dedo dele já tem um clima bizarro, esse daqui vai fazer qualquer outro parecer tão básico como Snake de celular. Além disso, é um título lento, com puzzles sem graça e de duração de 10+ horas.

    Nessa aventura, você controla Mondo (mesmo nome do que viria a ser o protagonista de Killer is Dead), que foi convocado à uma ilha para investigar e tentar impedir um atentado terrorista à um avião ou algo do tipo.

    FSR acontece em cerca de 18 dias. Cada dia é muito parecido um com o outro: você acorda com uma ligação, desce as escadas do hotel (que tem o nome do jogo) até a recepção, anda pra caramba até algum lugar, dá uma explorada na ilha e resolve um ou mais puzzles ara poder avançar na estória.

    Seus dois maiores e mais importantes parceiros são um panfleto da ilha e hotel em que você se encontra e mais uma maleta, que basicamente é o mecanismo que te ajuda a decodificar os puzzles do jogo.

    Resumindo um dia, ele funciona mais ou menos assim:

    -Você acorda;

    -Tenta descer até o lobby do hotel, mas algo te impede (geralmente alguém querendo um favor);

    -Você anda até o local que a pessoa pediu que você fosse e acha, digamos, um rádio que não funciona;

    -Abra o seu panfleto de 90 e poucas páginas e procure por alguma seção que fale sobre rádios. Leia o artigo e tente achar alguma dica.

    -Interaja com o rádio, ligue o fio certo da sua maleta nele (nem sei pra que isso, pois se você colocar o errado, nada acontece, e nem tem como saber o certo senão pondo um por um);

    -Digite um número, como em todos os puzzles do jogo. Se estiver correto, beleza. Se não, interaja novamente com o rádio e tente de novo.

    -Depois um avião passa voando, explode no ar (como num pesadelo), você salva o jogo e próximo dia...

    Eu estava focado na estória no começo do jogo, mas logo a viagem vem com cada vez mais força. Ainda assim eu estava preso pois eu queria que aquele enredo chegasse à uma conclusão lógica, mas FSR começa a ficar mais e mais esquisito e confuso na questão de gameplay.

    Primeiro que a ilha vai se abrindo mais e mais para exploração e logo você não sabe nem mais pra onde ir e a exploração É UM SACO! Ande, ande, ande, ande, ande, ande. Não era aqui, volte andando. Ande, ande, ande, ande.

    Os puzzles variam bastante também de dificuldade, as vezes sendo óbvios, as vezes sendo satisfatoriamente difíceis, as vezes fazendo pouco sentido. Em certos casos eu nem consegui achar a dica no panfleto e tive que olhar na internet para ver se um dia acabava o jogo. Isso valeu também para achar meu próximo destino, pois as vezes você até sabe, mas precisa ativar uma conversinha com alguém aqui ou ali só para poder passar por uma porta depois.

    A parte mais bizarra pra mim nas primeiras horas, ainda me acostumando, é que houveram partes que a pessoa me dava a dica, como "futebol", eu achava e estudava bem o panfleto, mas não sabia onde encontrar o puzzle! Pra completar, cada dia tem 3 (acho) puzzles opcionais por aí, então quando eu estava andando e aparecia que podia interagir com um objeto, eu achava que era lá que a estória iria dar procedência (mas há uma dica no final da apresentação de cada puzzle que cita "lost puzzle", ou seja, sidequest).

    Resumindo: Flower, Sun and Rain é um jogo bem mais ou menos (mais pra menos). A monotonia, interface meio confusa junto ao enredo que não tenta te ajudar muito fizeram com que a experiência fosse um pouco maçante, artificialmente longa e sem graça do que poderia ser um jogo maior e mais reconhecido. Chego a lamentar que o jogo não tenha sido lançado depois, talvez na geração seguinte ou nos consoles HD, pois tanto o DS e PS2, únicas plataformas com o jogo, não fazem jus à ideia de imersão e beleza que FSR tenta passar.

    De bom: a versão do DS não deixa a desejar em relação à versão do PS2 (que só saiu no Japão). A trilha sonora é excelente, incluindo músicas famosas, como o Bolero de Ravel. Alguns puzzles são bem criativos.

    De ruim: visual simplista estilo PS1 que não sei bem se combina com a proposta do jogo. Difícil identificar o público desse jogo, que é bem de nicho. Repetitivo com ações semelhantes todos os dias e puzzles sempre baseados em digitar número em uma tela. O enredo é uma completa viagem, mas não de uma forma intrigante. Jogabilidade esquisita, principalmente em partes que a câmera não ajuda. Tudo muito lento, inclusive abrir um puzzle que gera uma cena com várias falas seguidas que você não pode pular e se errar, tem que ver tudo de novo. Nunca vi um jogo que você tanto tem que andar (inclusive há um contador que te premia a cada tantos passos dados) - eu zerei com mais de 21 mil passos e tem prêmios até 510.000 passos pelo que vi. Andar é tedioso e os gráficos de FSR não o deixam interessante ou imersivo, chega a não fazer sentido nenhum. Navegação meio confusa. Mecânica de plugar cabos só servem pra deixar o jogo ainda mais lento e à prova de experimentação. Achei o final da estória parcialmente insatisfatório.

    No geral, como eu disse, eu não sou de odiar jogos, mas esse daqui foi uma grande e longa decepção, que arrastei por muito tempo. Tentei ver com olhos diferentes, com um olhar artístico e com o relativo gosto que tenho por coisas do Suda51, mas esse jogo é um desperdício de uma boa ideia e do nosso tempo. Ruim com gosto...

    Flower, Sun, and Rain

    Platform: Nintendo DS
    53 Players
    6 Check-ins

    21
  • 2019-12-21 12:23:53 -0200 Thumb picture

    Planilha de traduções de RPGs atualizada (21.12.19)

    Medium 677347 3309110367

    Aventureiros,

    Nosso último update de 2019 está entre nós e com ele o destaque para a tradução ao português de Castlevania: Order of Ecclesia. Lançado em outubro de 2008 o título marcou também o último metroidvania com envolvimento de Koji Igarashi, um dos principais nomes por trás da nova direção da franquia a partir do aclamado Symphony of the Night (PS1).

    Além de trazer uma mulher como protagonista, algo que nunca fora feito antes, o título do Nintendo DS também situa-se em um período onde o clã Belmont não se faz presente. Com isso o grupo conhecido como Ecclesia, o qual nossa personagem principal Shanoa faz parte, encontra em glifos mágicos a arma para contra-atacar a ameaça de Drácula e suas hordas demoníacas. Outro detalhe que me fez apreciá-lo muito é sua estrutura também diferenciada, ou permitir que o jogador explore outros locais além do castelo. 

    Order of Ecclesia também é considerado por muitos um dos mais difíceis da franquia, ou especificamente o metroidvania mais desafiador de se atravessar. Como o último Castlevania do DS ele também destaca-se pelos gráficos, que continuaram mesclando 2D com 3D, além da trilha sonora e arte, essa que recebeu um tratamento consideravelmente mais interessante que ambos Dawn of Sorrow e Portrait of Ruin (também do portátil, igualmente excelentes).

    Complementando a nossa lista de destaques temos, todas em português, as traduções:

    • Star Wars: Knights of the Old Republic (PC)

    • The Legend of Zelda: The Minish Cap (GBA)

    Titan Quest (PC)

    Shaman King: Master of Spirits (GBA)

    Neverwinter Nights (PC)

    Diablo II (PC)

    Heroes of Might and Magic V (PC)

    • Vampire: The Masquerade - Bloodlines (PC)

    • X-Men Legends II: Rise of Apocalypse (PC)

    Fable: The Lost Chapters (PC)

    Link da planilha com todos os 484 jogos, incluindo gêneros/títulos que considero interessantes aos fãs de RPGs:

    ▼ https://docs.google.com/spreadsheets/d/1WXlPiCOFLO...

    Lembrando que as atualizações mais recentes da planilha ficam destacadas em verde/negrito, sempre. Se curtirem não deixem de compartilhar esse post aqui na Alvanista e em outros locais!

    Join the party!

    [@jvhazuki]

    Castlevania: Order of Ecclesia

    Platform: Nintendo DS
    1982 Players
    167 Check-ins

    16
  • luchta Ewerton Ribeiro
    2019-11-19 04:10:17 -0200 Thumb picture

    Girls RPG Cinderellife, o simulador de gueixas da Level-5

    Para crianças claro, coisa mais inocente não é @jcelove? Que curte essas coisas obscuras! Na moral nunca ouvi falar dessa perola, mas incrivelmente esta cadastrado aqui, apesar de nimguém ter feito check-in ou ter sequer falado desse jogo. Mais incrível é um brasileiro ter feito analise disso.

    --

    Comentários do autor do vídeo e não refletem minha opinião abaixo:

    Só pra constar, o Endou nem chega a mencionar que é casado.

    Sabe, eu me sinto meio mal (?) falando desse jogo porque, é sério, eu entendi TÃO pouco dele. Deu pra sacar o geral da história e alguns clientes são tranquilos de compreender, mas outros não são. Joguei com o dicionário do lado e mesmo assim bastante coisa passou batido x_x o que eu quero dizer é que este NÃO É um vídeo super informado sobre esse jogo. Mas eu senti que devia fazê-lo, porque o amo de paixão.

    Existe somente uma cliente mulher (fora a las boss), que é a Fujiko Mine (Lupin III). Infelizmente a conversa não é romântica (se eu não me engano ela está atrás do Lupin e faz perguntas sobre ele somente). O que nem faz sentido porque a Fujiko super paqueraria a Filó.

    Pra promover o jogo, a Level-5 lançou em seu canal uns curtas animados no flash. Não tem muito a se falar deles, tbh. São engraçadinhos, mas são mais "comerciais" do que "anime". Sabe?

    E sim, eu passei por host/ess clubs no Japão. Não, eu não entrei em um. São tipo milhares de reais POR SESSÃO. Sabem quantos brinquedos quebrados de antigos animes toyéticos eu posso comprar com esse dinheiro?

    Girls RPG: Cinderellife

    Platform: Nintendo 3DS
    1 Players

    9
    • Micro picture
      jcelove · 10 months ago · 2 pontos

      Esse eu nunca ouvi falar. Parece legalzinho.
      A level 5 faz muito jogo menor so pra japas e muita coisa pro publico infantil. Como o 3ds tem trava de regiao fica muito dificil explorar isso mesmo com a pirataria, so tendo passado/morando no japao como esse cara ai.

      Pelo que vi é um rpg/VN de hostess, as famosas acompanhantes de luxo, que nao sao gueixas mas tbm nao sao prostitutas, so acompanhantes mesmo, coisa de japa. Os caras pagam uma nota pra ter uma moca bonita ao lado dele publicamente por umas horas. Aserie Yakuza apresenta bem isso ja que o Kyryu adora as acompanhantes.

      4 replies
  • luchta Ewerton Ribeiro
    2019-10-27 02:44:14 -0200 Thumb picture
    Post by luchta: <p>Depois de derrotar o <strong>Drácula</strong>, <

    Depois de derrotar o Drácula, Jonathan e Charlotte tiveram que buscar outras ocupações. E por que não a carreira musical?

    Parece que o Jonathan engordou um pouco....

    Castlevania: Portrait of Ruin

    Platform: Nintendo DS
    1657 Players
    117 Check-ins

    3
  • luchta Ewerton Ribeiro
    2019-10-10 07:50:28 -0300 Thumb picture
    Post by luchta: <p>Pesquisando hacks de <strong>Castlevania</strong

    Pesquisando hacks de Castlevania, vi que tem uma para tirar as falas do "Jonathan/Charlotte" do Portrait of Ruin, na hora de troca de personagens. Imagino que quem joga a horas isso deve ficar de saco cheio de ouvir essas vozes.

    Castlevania: Portrait of Ruin

    Platform: Nintendo DS
    1657 Players
    117 Check-ins

    16

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...