• gamer_reis game_reis
    2020-06-15 21:40:19 -0300 Thumb picture

    Minecraft Dungeons - #08

    Fala galera, tudo certo ? Nosso guerreiro esta cada vez mais próximo de derrotar o vilão. Se increva no canal para dar aquela força: Gamer Reis 

    Minecraft Dungeons

    Platform: Xbox One
    27 Players
    24 Check-ins

    3
  • anduzerandu Anderson Alves
    2020-06-15 16:49:31 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Minecraft - Pocket Edition

    Zerado dia 13/06/20

    Minecraft é um jogo que dispensa comentários. É um fenômeno dos video games há anos tanto com crianças quanto com os mais velhos. Lá pela época de seu lançamento eu tinha o pé atrás com o jogo (e até certo preconceito), mas isso mudou quando, num dia de tédio, um amigo me convenceu a jogar splitscreen com ele no Xbox 360. Passamos a tarde e noite jogando! Ele me ensinou os básicos, as mecânicas e tudo mais e eu fiquei viciado.

    Logo eu baixei no meu celular, que nem era muito bom na época (lá pra 2014) e cheguei a jogar com alunos do curso que trabalhava. Era uma febre! Apesar de eu não curtir tanto jogar sozinho, me divertia no multiplayer online ou local.

    O tempo foi passando e eu meio que esqueci do jogo e fui perdendo a vontade de voltar. A galera meio que foi enjoando, apesar de voltarmos pra longas jogatinas a cada 4 anos aleatoriamente, haha. Eu sempre curioso em ver o zeramento do jogo desde que me falaram que existia.

    Recentemente joguei Minecraft Dungeons, mas voltei pro jogo original totalmente por coincidência pois uns amigos e eu nos juntamos pra jogar outra coisa (que devemos terminar em breve) e como esse outro jogo era pago, a galera enrolou um pouco e fomos jogando Minecraft.

    Aparentemente existem duas versões do gigante da Mojang: uma versão Java (aparentemente é aqui que a galera faz os mods e zoa tudo)  e a versão Windows, que é a versão mais "oficial", com updates, loja de mods e o mais importante: cross-play. Mais importante porque parece que todo mundo pegou a versão Windows numa época que foi dada de graça, mas eu nem sei se fiquei sabendo. Acessando a loja, Minecraft custa cerca de R$100, dinheiro que nem posso gastar atualmente e nem sei se gastaria com ele.

    A solução foi procurar um APK pro celular e os instalar de graça e que, para a minha surpresa, funcionou online direitinho.

    Já tinha jogado muito no celular, então só tive que me acostumar novamente. Fora isso, eu tinha que aprender a mecânica toda de confecção de itens do jogo e, pelo o que eu entendi, o jogo facilita bastante nessa versão do celular.

    Pois bem, criamos um mundo, jogamos umas horas no primeiro dia apenas um amigo e eu, mas no segundo veio mais gente. Tivemos problemas e acabamos tendo que criar um novo mundo, agora no Realms, que é um servidor que independe do host estar online para ser acessado. Esse modo é pago, mas felizmente havia um teste de 30 dias gratuitos para experimentarmos.

    Começando a aventura em si, tenho que dizer que o jogo é lindo no meu celular, um Mi 9. A taxa de quadros é alta e tudo super fluído. Duvido que eu conseguisse um jogo tão belo em qualquer outra versão aqui em casa (talvez no PS4, mas se duvidar o tratamento que a tela do meu celular dá ao jogo seja melhor do que da minha TV).

    Conectei o Pro Controller do Switch pra ficar perfeito, mas infelizmente tinha um delay horrível, então fui touch screen mesmo.

    Os controles são simples: do lado esquerdo da tela tem um d-pad digital para andar. No centro dele tem um botão que se pressionado duas vezes consecutivas faz com que seu personagem abaixe ou levante. Aconteceu de vez em quando de eu ativar esse comando sem querer.

    Já tocar em qualquer outra parte da tela que não sejam esses botões controla a câmera/mira. Importante não só para olhar ao redor quanto para mirar nos minérios que deseja acertar com a picareta ou aplicar suas criações em lugares específicos.

    Há ainda outros botões: um de pulo no lado direito da tela. Um de chat, pro caso de você querer abrir o teclado e mandar mensagens, e um de "Pause", onde você pode acessar acessar as opções do jogo.

    Nessas opções é possível customizar muita coisa, inclusive opções de acessibilidade bem bacanas. Eu aumentei o FOV (Field of View) para poder enxergar mais coisas na tela e deixei os botões de andar maiores, pois por padrão era muito pequenos e eu os errava com frequência.

    De volta a aventura, bom, você fazer o que quiser. Muita gente gosta apenas de sobreviver, construir cidades, explorar os muito segredos de baixo da terra ou se fortalecer. Pra quem é mais casual, pode optar pelo modo Criativo, em que você tem recursos infinitos e menos imersão.

    Eu queria a experiência real, então fomos de modo Sobrevivência. Deixei claro que queria dessa vez chegar até os créditos do jogo.

    Começamos coletando recursos: madeira para fazer ferramentas como machados, pás, espadas, picaretas. Nesse início é tudo na mão. Você dá um  bocado de socos nos troncos pra conseguir um bloco de madeira, mas com o machado é possível coletar muitos em tempo muito menor.

    Com a espada conseguimos causar muito mais dano aos inimigos que nos atacarem e com a picareta, quebrar pedras e explorar o subsolo.

    O problema é que, embora as ferramentas de madeira sejam tranquilas de serem feitas e façam o trabalho mais rapidamente, elas quebrar muito fácil. Então logo fomos cavar e criar cavernas atrás de minérios e fazer ferramentas de pedra, muito mais duráveis e ainda mais rápidas com o trabalho. Mais tarde fomos pras de ferro e assim em diante.

    Os amigos me surpreenderam logo com as criações. Fomo fazer casas para dormir e passar a noite (período que os inimigos aparecem) e enquanto eu faziam verdadeiras caixas pra morar, o povo já tinha janelas de vidro, portas, bancadas de trabalho, forno para tratar comida e derreter ferro, plantações de comida e criadores de animais (ambos para fazer alimento pois se o seu marcador de comida estiver cheio, seu HP se regenera, e se ele se esvaziar, você começa a perder vida).

    Logo haviam mecânicas pela cidade, objetos inteligentes e muitas coisas bacanas. É incrível pensar que o público alvo é dado como crianças pois a coisa toda pode ficar bem complexa.

    O próximo passo foi explorar profundamente os mapas atrás de diamante pras melhores ferramentas, obsidiana para abrir um portal para dar continuidade na campanha e a criação de uma biblioteca para poder encantar nossas armas e armaduras e ficarmos prontos pro chefão.

    Essa parte durou uns dias, pois achar alguns recursos dá trabalho e depende um pouco de sorte. Fora que você acaba sempre que voltar pra superfície para conseguir certas coisas, como tochas e picaretas novas.

    Quando você se dá conta, já existe uma verdadeiro labirinto subterrâneo e coletamos muitos minérios diferentes e com funções bem específicas. As horas voavam e em parte, graças ao trabalho em equipe e as conversas pelo Discord.

    Com as obsidianas em mãos, abrimos o tal portal, que nos leva para outro mapa, o Nether. O Nether é basicamente o inferno e dá até uma cara bem Doom ao jogo. Um lugar cheio de inimigos chatos e formas de morrer, fora ser infinito, como a superfície também é, mas bem mais chato de navegar e sem poder usar de muitos artifícios que podemos usar normalmente, como dormir e bussolas.

    Nosso objetivo era achar um forte, onde haveriam uns recursos para nos ajudar. Nos perdemos muito nesse lugar, As vezes um morria de queda ou na lava e perdia tudo pra sempre e ao voltar pro Nether, não encontrava nem a equipe mais. Depois de horas eu tive a ideia de explorar e criar totens para marcar o caminho que levasse para algum lugar e bizarramente deu certo! Tenho que dizer que essa foi uma das poucas coisas que realmente fiz pelo time por mim mesmo.

    Achamos o forte, coletamos as coisas e partimos para fazer outras coisas. Foi aí que eu percebi que a todo momento a gente achava uma coisa diferente para fazer por horas só para conseguir alguma coisa para então podermos fazer tal coisa. A todo momento havia um desvio e mais preparação. Esse chefe era tão difícil assim?

    O pessoal então em disse que talvez fosse e que haviam outros chefes opcionais e coisas a se fazer, mas depois de tanta enrolação optamos por ao menos ir até o bicho e ver no que dava. Guardei meus equipamentos no baú e fomo. Tivemos que achar um portal na superfície que pode estar em qualquer lugar com a ajuda de um item limitado que meio que servia como bussola e, por sorte, ele estava bem perto da gente! Muita sorte mesmo!

    Fizemos tudo o que era necessário, coletamos os itens necessários para abrir esse portal, construímos armaduras fortes e as encantamos depois de ganhar um níveis matando bichos e coletando certos minérios.

    Chegando finalmente no chefe, foi a parte mais bacana do jogo. Ele tem uma barra de vida, uns ataques chatos e exige uma estratégia para ser derrotado e com algum esforço, o derrotamos, para a minha alegria.

    O zeramento é sem graça, depois vieram os créditos e eu fiquei basicamente meia hora olhando para textos subindo na tela depois de derrotar o chefão enquanto me perguntava como o povo sabe dessas coisas num jogo que não ensina NADA.

    Depois disso o povo quis continuar, ver outros chefes, coletar itens que faziam isso e aquilo, mas eu já estava cansado. O jogo é legal, mas eu tinha perdido o propósito de me fortalecer e achar melhorias muito antes do chefe final. Pra quê eu vou querer um item de planar? Desinstalei o jogo e se eu voltar um dia, vai ser menos preocupado em terminá-lo, como antigamente, ou casualmente no Criativo.

    Resumindo: Minecraft (inclusive o Pocket Edition) é um jogo legal. Um daqueles que te vicia e devora horas do seu dia, ainda mais se jogado com amigos ou com quem saiba o que está fazendo. Um jogo muito mais complexo e completo do que geralmente você pode imaginar vendo imagens ou sabendo que crianças costumam jogar.

    De bom: visual estiloso (bem europeu) e muito fluído, inclusive no celular. Super imersivo. Muitas coisas a serem feitas e a serem aprendidas. Cross--play muito legal e que nos ajudou a jogar em 3 plataformas simultaneamente. Muitas opções de acessibilidade. Português brasileiro é uma das opções de linguagem. Modo criativo para quem quer jogar despreocupadamente.

    De ruim: achei que o jogo poderia informar mais sobre as coisas e ser menos independente da internet para aproveitá-lo bem. Acho bizarro que o mapa seja infinito e genérico, apesar de contar com biomas diferentes, e isso gerou problema numa exploração que fizemos de cavalo e com descuido nos perdíamos uns dos outros. No final das contas eu fiquei sozinho e sem conseguir voltar pra casa até ter que começar uma nova vida numa vila que achei, minerar sozinho até achar determinados minérios, criar uma bussola, morrer no meio do caminho e ter que fazer tudo novamente (seus itens caem onde você morreu). Poxa, sei que o mapa é criado aleatoriamente, mas poderiam ter elementos que ajudassem a nos localizar, como montanhas ou formações. No final das contas, mapa infinito é completamente inútil, pois você pode achar qualquer coisa em qualquer lugar e mesmo se fossemos ficar num raio de 4 quilômetros da nossa casa, levaríamos eras explorando tudo.

    No geral, recomendo o jogo, mesmo que no celular (mas se você já jogou nessa plataforma sabe o quanto pode ser cansativo). Eu jogaria novamente, principalmente se conseguisse a versão de Switch num bom preço, mas infelizmente o jogo nunca fica barato em nenhuma plataforma! Recomendo para se jogar sozinho ou em galera (melhor ainda), para crianças, adultos e para quem curte exploração e dungeon crawling atrás de melhorias, um prato cheio em que cada jogatina é diferente. Dá pra jogar só isso pra sempre!

    Minecraft - Pocket Edition

    Platform: Android
    637 Players
    50 Check-ins

    22
    • Micro picture
      noblenexus · 4 months ago · 2 pontos

      seu celular não fervia de jogar tanto nele? o meu antigo zenfone 2 depois de umas 2 horas começava a ficar muito quente

      1 reply
    • Micro picture
      natnitro · 4 months ago · 2 pontos

      Tenho jogado aqui também com a galera e sempre é divertido pra caramba, ainda mais que do nosso quarteto só tem um veterano e o resto é tudo noobie que nem sabia o que era minecraft (incluindo eu ai xD) e ai tudo vira sempre uma bagunça porque ainda estamos aprendendo os esquemas, mas pelo menos já tem saído até umas casas até minimamente decentes, beeemm melhores do que os montes de terra que empilhávamos antes... kkkkk
      E é uma pena mesmo que o jogo não é lá muito intuitivo e aqui sempre é preciso ficar com o youtube aberto no segundo monitor só pra entender como funciona aquele esquema dos "circuitos" de redstone que é complexo pra caramba... :-)

      3 replies
  • flaviadecarvalho Flávia de Carvalho
    2020-06-15 15:28:53 -0300 Thumb picture
    Post by flaviadecarvalho: <p>Também me meti a fazer skins!</p><p>Este aqui é

    Também me meti a fazer skins!

    Este aqui é o Oswaldo Cruz:

    Menos conhecido, porém meu preferido é o Sérgio Arouca:

    Tem também quem trabalha no Centro Hospitalar Covid-19:

    Minecraft

    Platform: PC
    12010 Players
    679 Check-ins

    8
  • flaviadecarvalho Flávia de Carvalho
    2020-06-15 15:21:34 -0300 Thumb picture

    Construindo a Fiocruz no Minecraft - 2

    Medium 715473 3309110367

    Olha como ficou bonito com shader! A gente quer lançar o endereço do servidor essa semana para todo mundo entrar, mas não vai ser o mapa do campus de verdade, vai ser só uma amostrinha com o Castelo Mourisco e um parque de informações sobre a Covid-19. Vamos continuar construindo até o final do ano. Pena que é só para Minecraft Java Edition de PC...

    Minecraft

    Platform: PC
    12010 Players
    679 Check-ins

    31
    • Micro picture
      le · 4 months ago · 2 pontos

      Acabei de ver uma amiga que fez faculdade comigo postar isso no Facebook. Ela trabalha na Fiocruz. Deve estar trabalhando nesse projeto também.

      3 replies
    • Micro picture
      msvalle · 4 months ago · 1 ponto

      Puxa, está muito legal! Parabéns!

    • Micro picture
      juray · 4 months ago · 1 ponto

      Ficou show!!!

  • gamer_reis game_reis
    2020-06-14 15:04:48 -0300 Thumb picture

    Gameplay de Minecraft Dungeons

    Boa tarde galera,

    Terminamos recentemente a gameplay de Gears Tactics, e agora estamos com Minecraft Dungeons e em breve mais uma gameplay completa no canal, confira.

    Videos novos todos os dias: Se inscreva para dar aquela força:

     Gamer Reis

    Minecraft Dungeons

    Platform: Xbox One
    27 Players
    24 Check-ins

    5
  • luckyg Lucas Martins
    2018-10-06 23:07:30 -0300 Thumb picture
  • andre_andricopoulos André Zanetti Andricopoulos
    2018-09-17 21:41:38 -0300 Thumb picture

    DESAFIO 30 DIAS DE GAMES

    Há um tempo me chamaram para esse desafio (tá certo o nome no título?) e no momento não me recordo quem chamou... BORA COMEÇAR!

    DIA 3 - UM JOGO SUPERESTIMADO (falarei do subestimado também)

    É um pouco vago o sentido da palavra. No sentido de "aclamação do público" menciono...

    MINECRAFT(escroto ao máximo, e compreensível apenas como algo lúdico e divertido para crianças. SUCESSO MUNDIAL... vá entender!)

    GOD OF WAR (porém acho que vou gostar bastante da versão PS4...)

    GTA V (o acho excelente em recursos online mas que peca bastante no single player...)

    SHADOW OF COLOSSUS (tem estilo, é inovador, não é ruim - porém sua jogabilidade é duvidosa - cativa mas... não é isso tudo não)

    OVERWATCH (se não me engano foi GOTY né? Affff...)

    No sentido de "superestimado" antes de seu lançamento, menciono o

    NO MAN'S SKY(sem comentários...)

    LA NOIRE (é inovador no sentido das investigações, foi belo no sentido de captura facial, superestimado assim como WATCH DOGS foi em trazer algo diferente e divertido para os mundos abertos no estilo GTA mas... se provou apenas diferente mesmo e não tão divertido assim... )

    Agora em contrapartida há os SUBESTIMADOS. Aqueles games bons mas que, por algum motivo, receberam pouca divulgação e atenção devida como

    BEYOND GOOD AND EVIL (game que adoro de paixão, joguei no GameCube, belos gráficos e trilhas, muitos ambientes "abertos", personagens cativantes, divertido... mas que apesar de todo seu potencial e bons reviews, não teve muita divulgação tampouco as almejadas vendas)

    ENSLAVED: ODYSSEY TO THE WEST (às vezes me pergunto se o nome do título não é o responsável pelo afastamento dos gamers em conhecer essa aventura espetacular, que também só recebeu boas reviews...)

    KINGDOM HEARTS (muitos acharam que essa combinação DISNEY e SQUARE / FF não daria muito certo... muitos o subestimaram...hoje é uma reconhecida e amada franquia com uma legião de fãs, inclusive eu!)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Tô atrasado e não sei quem chamar, mas fique à vontade para participar também (não esqueça de me chamar). Há cada dia acima, um post.

    Minecraft

    Platform: PC
    12010 Players
    679 Check-ins

    24
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · about 2 years ago · 2 pontos

      Tá...eu sei...era UM game só mas não me contive. Pra piorar nunca sei se o correto aqui é SUBESTIMADO ou SUPERESTIMADO...
      ---
      E mencionei um monte porque acho muita coisa estranha acontecendo no mundo dos games...
      "Coisa boa sendo odiada" e "coisa ruim sendo idolatrada" (lógico...isso aos meus olhos)

    • Micro picture
      chimianopao · about 2 years ago · 2 pontos

      pow, joguei só a campanha do gta v e achei maravilhoso

    • Blank user
      reasel [Account Suspended] · about 2 years ago · 2 pontos

      tava esperando vc colocar the witcher 3

      4 replies
  • 2018-06-21 16:16:28 -0300 Thumb picture

    Minecraft

    ...Cross-play entre XBO, PC e Mobile está disponível.

    The new version of Minecraft is out on Nintendo Switch! Play with friends on Xbox One, Windows 10 or Mobile. Explore community creations with the in-game store. Includes the Super Mario Mash-Up Pack! Visit https://www.nintendo.com/games/detail... for more information.

    @u3marcos

    Minecraft: Nintendo Switch Edition

    Platform: Nintendo Switch
    18 Players
    1 Check-in

    20
    • Micro picture
      hard_waters · over 2 years ago · 3 pontos

      Esses chutinhos na Sony são bacanas... hsuahsuahsuahs

    • Micro picture
      mateusfv · over 2 years ago · 2 pontos

      A bacana dá pra jogar com a galera do PE tbm , já ia estranhar se não desse, já que a glr do mobile pode jogar com Xbox e PC :v

  • rafaschiabel Rafael Augusto Schiabel
    2018-03-30 14:06:13 -0300 Thumb picture
    rafaschiabel checked-in to:
    Post by rafaschiabel: <p>Meu priminho queria muito jogar Minecraft, porqu
    Minecraft

    Platform: PC
    12010 Players
    679 Check-ins

    Meu priminho queria muito jogar Minecraft, porque sempre via na internet, na casa dos amigos, e acabei comprando de presente (está em promo na Nuuvem, para quem quiser). Ele adorou! E ficou encantado quando falei que dava pra jogar junto com outras pessoas. :D

    Também descobri que:

    1) O jogo está bem leve hoje em dia, porque está rodando bem liso num notebook simples

    2) Na versão Android é possível logar com a conta da Xbox Live e jogar junto com PC

    19
    • Micro picture
      santz · over 2 years ago · 2 pontos

      Minecraft roda até em micro ondas.

      1 reply
  • 2018-03-15 20:10:54 -0300 Thumb picture
    Post by brasilmapper: <p>eai galera tudo certo aqui é minha primeira vez

    eai galera tudo certo aqui é minha primeira vez no alvanista!

    Minecraft

    Platform: PC
    12010 Players
    679 Check-ins

    0

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...