• douggycandido 'Douggy' Candido
    2019-09-22 12:55:56 -0300 Thumb picture

    NBA 2K20 - Microtransações até o talo.

    Eu iria comprar o NBA 2k20, mas o que me pesou a não comprar são os microtransações e lootboxes abusivos, isso já desamimei quando tinha o 2k18, no modo Carreira. Não dava para prosseguir se não comprar, fora as missões Online contra players com overall de 95 pra cima (certeza que os gringos pagam para ter habilidades). E você na raça ainda com 76 por exemplo. Aí quebra o ânimo na hora. 

    Infelizmente essa prática vai demorar muito para acabar. 

    E nós consumidores que estamos pagando o pato por isso, porque nós criamos expectativa sobre o game e tem detalhe que nos afasta do game.

    E esse vídeo é a prova disso. 

    NBA 2K19

    Platform: Xbox One
    4 Players

    9
  • 2018-02-11 19:32:40 -0200 Thumb picture

    Ciclo da desgraça, o possível fim de GTA VI e a necessidade inventada

    Medium 3600072 featured image

    Já ocorreu de você dropar aquele jogo por uma série de motivos que o tornaram insuportável; mas depois de um tempo surgirem várias novidades, de forma que você volta freneticamente a jogá-lo para comprar as paradas novas e alcançar a famigerada diversão e satisfação, mas ainda sim no final você perceber que o jogo continua não valendo a pena e que você caiu em mais um bait pesado da empresa?

    Isso já aconteceu várias vezes no mesmo jogo com você, também? 

    Vamos falar sobre isso...

    Primeiramente, trilha sonora adequada para a leitura do artigo:

    Vi bastante dessa discussão, de certa forma, em seções de comentário no youtube em vídeos do GTA online. Particularmente, isso aconteceu comigo novamente no final do ano passado e fiquei pensando sobre a questão quando larguei o jogo de novo, após ter comprado o que eu queria e deu pra comprar com um intenso grind de mais de um mês inteiro:

    Fiz os objetivos diários do jogo por 28 dias com ambos os personagens, gerando (por personagem): nos dias comuns em uma semana 25k, então 600k nos 28 dias; nos dias de bônus semanal o valor do sétimo dia consecutivo nas primeiras 3 semanas de 100k, logo 300k nos 28 dias; finalmente, no 28º dia 500k. Isso se traduz como 1.400.000/1,4kk por personagem, e como fiz com o máximo possível (2), rendi naturalmente o dobro do valor.

    Mas... isso era o suficiente? ... Nope. Tive que fazer exaustivamente os abastecimentos e as vendas do negócio de cocaína do motoclube, além dos roubos e vendas de carros roubados do depósito pelo esquema de chefe de escritório. Isso tudo depois de adquirir os meios para executar essas atividades - sede do motoclube, centro de produção de cocaína com melhorias, escritório e depósito de carros - depois de um grande farm das missões com bônus semanais de dinheiro.

    Ora, quem jogou ou conhece o jogo desde o seu lançamento lembra como as coisas mais caras e desejadas eram o carro Adder de 1.000.000/1kk e o apartamento ''luxuoso'' de 500.000/500k. 

    Eu não preciso falar de como os preços explodiram desde então com os novos updates, certo?

    O interessante a observar é que a empresa começava levemente a implementar, a partir de suas sátiras ao luxo exagerado dos megalomaníacos estúpidos americanos, uma série desses artigos visuais ou novos carros e equipamentos  para destacar seu personagem na multidão. 

    Porém, é claro que seus valores como produtos ''E X C L U S I V O S'' eram bem superiores, mas ainda não incomodariam tanto pela facilidade de fazer algum grind de uma missão simples por pouco tempo e comprar o que quisesse.

    No entanto...

    surgiram os sharkcards... e as paywalls - utilitários como caminhões, bases militares, hangares e afins necessários antes de adquirir certo bem -, o que colocou GTA online no estado deplorável no qual se encontra - entre inúmeros outros problemas, como o vídeo muito bom do Gypsy fala sobre:

    Bem, então por que c*ralh*s a base de jogadores só cresce e o ganho monetário da Rockstar está explodindo com os sharkcards? Ninguém deveria jogar se o jogo é uma m*erd*, certo?

    Errado

    Olha, eu não vou aprofundar na parte seguinte porque acho que seria uma chatice do caralho pra muita gente pra facilitar a nossa discussão. Vamos lá...

    O valor de tudo é inventado e hoje o processo do mercado é tão avançado que você provavelmente é manipulado muito antes do processo de compra, durante, após e usado pela empresa quando o consome até que ele se deteriore e você recomece o ciclo.

    What the fuck you're talking about??!!

    Calma, pacato cidadão. Por partes: eu não nego que algo ou qualquer coisa tenha o seu valor de uso, e que este muitas vezes pode ser categorizado como universal, mas quando a gente começa a falar de trocas ou compras eu fico #perprecto

    É o seguinte e bem simples: é impossível você determinar quantas galinhas valem uma vaca (peso não é atributo suficiente ou absoluto pra a equiparação) HUUAHUSA, e isso vale pra qualquer tipo de troca, mas o nosso sistema já se estabeleceu de forma que está tão institucionalizado e com objetos tão abstratos como crédito ou bitcoin que nós já aceitamos o valor de troca como algo intrínseco ao produto, e não como algo decidido arbitrariamente ou até como um acordo entre as partes, como normalmente era feito.  

    PS: uma compra é normalmente um tipo de troca por papel moeda ou moeda fiduciária, que depende assim da confiança na instituição que emitiu, no caso a Casa da Moeda do Brasil fundada em 1694 por Pedro II de Portugal, não é o nosso último imperador.

    E o resto, mané? De que porra tu tá falando?

    Nada que você não soubesse, na verdade. Talvez não tenha parado pra xingar enquanto grita apontando o punho pro céu ainda. Toda mercadoria é feita para ser mercadoria avá, então a parada é que desde o princípio do planejamento ela é direcionada para ser consumida, porque sem sua razão de ser ela não é nada além de investimento de recursos perdido pro empresário. 

    É claro que o processo hoje é muito mais elaborado do que simplesmente pensar que o seu cliente deve desejar o produto quando encontrá-lo, e isso já foi, de certa forma, tema até de um assunto que eu acho particularmente relevante para o artigo e que já foi tema de redação do ENEM: propaganda direcionada para o público infantil. Algo que pode realmente ser visto de forma bem abusiva, mesmo. Como lançar bombas na mente de um ser frágil em formação para manipulá-lo e inseri-lo no mercado desde já, pois o sujeito existe enquanto consome, e só enquanto.

    Mermão, o que isso tem a ver com o GTA? Para de me enrolar com essa ideologia nojenta, seu comunista safado!

    ...

    Camarada... TUDO!

    Relaxa aí seu capitalista safado

    No inglês, a palavra propaganda é usada para falar de uma tentativa de propagação de um discurso ideológico, enquanto o marketing é para produtos materiais ou serviços.

    Eu acho bem justo você usar a palavra propaganda com ambos os sentidos no que tange classificar os trailers dos updates da Rockstar. O discurso é sempre enfático no mesmo aspecto: seja o mestre do crime, seja o dono da cidade, tenha todo o luxo possível, esbanje o máximo com roupas e todos os veículos, luxo, LUXO, GLÓRIA!! Muito mais que chamar a atenção para as novidades, os trailers invocam um estilo de vida hedonista deliciosamente atrativo, principalmente para os jovens.

    Aceitar e aproveitar o produto dessa forma te torna mais que mero consumidor, mas um voluntário sem benefícios em prol do lucro da empresa e de seu sucesso em convocar mais adeptos do discurso e potenciais interessados em sharkcards. Ao ter implementado um estilo que prende o jogador honesto em um grind interminável, o jogo garante o jogador por mais tempo nele, o que gera uma base consistente de usuários e atrai mais jogadores pela razão de que eles pensam ainda poderem ser inseridos e curtir esse mundo aberto online - atualmente com packs de propriedade para ''facilitar'' o processo -, e o ciclo se retroalimenta infinitamente. Ainda, mesmo se você decidir sair, com uma nova atualização você pode querer inserir-se novamente pelo jogo ainda se manter muito relevante e atrativo, alimentando o ciclo de novo, e de novo, e de novo...

    Algo muito impressionante faz entender como as microtransações podem gerar um negócio rentável - explicando a existência de infinitos free-to-play games -, algo que foi tratado em um artigo que li mostrando que uma quantidade ínfima de usuários (0,15% dos jogadores mensais) de jogos mobile desse tipo sustentam mais de 50% dos lucros do negócio. Pesquisa da Swrve

    0,15% dos jogadores de celular cerca de 50% dos lucros

    So what? Você tava aí todo pimposo falando do teu grind. SHAME!

    De fato, meus belos pecados materiais além das roupas e armas:

    Esse Declasse Mamba (995k) é tão lindo (lembra muito o Lotus do meu check-in de Forza Motorsport 5) e divertido de andar que fiz muitas fotos dele inclusive chamando a acompanhante de luxo pra dar um rolê de elitista.

    O XA-21 Ocelot (2,375kk) é maravilindo, fiquei meia hora contemplando depois de comprá-lo. Fazia bastante tempo que não comprava um carro de luxo poderoso (o último tinha sido o Zentorno) e aproveitei bastante nesse último dia que mexi no GTA online. 

    Enfim, o jogo em si é bom, e com os amigos é melhor ainda. Todavia, pelo que expus e muitos outros já trataram sobre, há um problema gigante a ser resolvido que cerca as microtransações. Sendo tão grave que, com o lucro de 500 milhões de dólares e o sucesso absurdo constante do jogo - que atingiu o pico histórico da playerbase nesse dezembro de 2017 - a possibilidade de GTA VI vai, no mínimo, ser empurrada por muito tempo ainda, como saiu em um artigo da FORBES:

    GTA Online's $500M In Microtransactions Could Mean A Very Different 'GTA 6'

    Eu sou menos otimista... GTA VI já não é mais o que talvez seria e nunca vai voltar a possibilidade de sê-lo. O primeiro negócio de uma empresa grande é fazer dinheiro e depois a sua função especializada. A menos que ocorra uma revolta bizarra e fique bem claro para a Rockstar que é inviável passar esse modelo de negócio para frente, talvez até Red Dead Redemption 2 se torne uma grande decepção...

    Grand Theft Auto V

    Platform: Xbox One
    683 Players
    150 Check-ins

    25
    • Micro picture
      sergiotecnico · almost 2 years ago · 4 pontos

      Sou fã de GTA desde que nem era 3D. Por consequência sempre fui fã da Rockstar.
      GTA V foi (e continua sendo) um dos melhores jogos que joguei na vida.
      Me entristece profundamente ver como a Rockstar se rendeu às microtransações e abandonou completamente o single player do jogo.
      Tenho medo do que vem pela frente...
      Sobre o GTA VI, acho que já devem estar trabalhando nele. É uma oportunidade ainda maior para as microtransações. Imagina se ao invés do mapa relativamente pequeno do GTA V, vier um mapa com mais de um estado, tipo Los Santos, Las Venturas, Liberty City, San Fierro, Vice City, etc... seria uma máquina de dinheiro.
      Mas temo pelo pouco caso que tem dado ao single player, que é o que eu gosto de jogar.

    • Micro picture
      kratos1998 · almost 2 years ago · 2 pontos

      Só é vítima do capitalismo quem quer, por isso odeio grind e farm, jogo meu jogo até onde quero. O capitalismo é uma faca de dois gumes, se souber usufruir, n terá tantos problemas, o negócio é ficar esperto kkkk nunca gostei desse modo online do GTA 5

      2 replies
  • 2018-01-31 11:03:32 -0200 Thumb picture
  • akromvaleth Álvaro Vieira
    2017-12-08 17:06:28 -0200 Thumb picture
    21
  • salvianosilva Salviano Silva
    2017-11-17 11:12:19 -0200 Thumb picture
    38
    • Micro picture
      slashgoodboy · about 2 years ago · 3 pontos

      Tá chegando pra mim, agora jogar no console. hauahauhau

    • Micro picture
      rcukierti · about 2 years ago · 3 pontos

      Nesse daí pra ficar perfeito só faltou um Co-Op

  • marviiu Marvio Leite
    2017-11-13 16:58:10 -0200 Thumb picture

    A narrativa do marketing de jogos AAA

    Tirei este texto de um post no reddit de Battlefront 2, agora que nas próximas semanas provavelmente teremos muitas polêmicas cerceando o jogo eu recomendo a leitura. É textão sim, mas me fez refletir sobre minha relação com certos produtos desta mídia. O autor diz trabalhar em PR de mídia e detalha como será a estratégia da EA com a rejeição do público quanto a progressão dentro do jogo. Tentei traduzir o máximo possível ao pé da letra, mas tomei certas liberdades em determinados pontos, se preferir tem o link do post original no final do texto.

    Farei umas observações pessoais sobre o assunto. Sei que já é comum chamar essa ou aquela empresa de mercenária, mas tenha em mente que TODA empresa visa lucro e NENHUMA do mercado é isenta disto. Que eu saiba não existe ONG produzindo jogos. Certos momentos do texto remetem bastante com comportamentos que já vi aqui na rede, ou até mesmo praticado por mim. Apenas reflitam se das reclamações feitas a respeito da abordagem atual dos jogos, vocês não acabam caindo em alguma dessas armadilhas.

    Eis algumas informações para vocês. Tirem suas próprias conclusões sobre seu conteúdo.

    A EA gasta milhares de horas de trabalho testando e fazendo pesquisas de mercado para encontrar o melhor meio de tirar o dinheiro de sua carteira. Isto significa que um ou dois dias (semanas ou meses) reclamando não os fará mudar a ideia sobre a natureza do sistema de progressão de um jogo. Eles realmente não irão "consertar" este modo porque acreditam que esteja funcionando exatamente como deveria, pois seus contadores e pessoal de marketing validarão esta visão. É previsto que uma certa quantidade de jogadores enjoe e deixem o título de lado. Tudo isto já está no cálculo inicial de desenvolvimento, assim como o Walmart já prevê uma porcentagem de itens furtados de suas lojas.

    Dito isto, eles sabem que possuem um problemão em suas mãos, mas não estão interessados em consertá-lo, ao invés disto usarão de uma técnica chamada de "faça o problema parecer datado". Isto é muito claro ao ver o que eles fizeram no Beta de Battlefront 2, que teve bastante críticas quando foi lançado. Contudo o jogo não foi consertado, apenas foi dito que "haveria mudanças". O efeito dessas modificações foram negligenciadas, mas isto não importou, porque todos os artigos escritos sobre suas falhas e reclamações dos usuários, foram substituídos por outros de que "mudanças serão feitas". Isto permite que eles controlem a narrativa de seu produto sem realmente perder dinheiro ou fazer reais mudanças. O fato que as modificações não ajudaram nem nada e talvez tornaram o jogo pior ainda, não importou.

    A Ubisoft fez isto de uma forma bem mais elegante com Assassin's Creed Origins, impedindo o jogador de comprar loot boxes com dinheiro real, sabendo que haveria rejeição. Em vez disto, ela permite que a pessoa compre a moeda necessária para adquirir loot boxes. A única coisa que ela conseguiu disto, foi poder dizer em entrevistas e pre-releases que não era possível comprá-las com dinheiro de verdade. Fazendo com que pessoas que desejassem mais caixas, dessem dois cliques além do normal. Eles não tiveram que construir a narrativa datada pois tudo foi controlado desde o início.

    A razão disto funcionar, vem em duas etapas:

    1 - Jornalistas que cobrem a primeira "revolta" dos jogadores sentem que possuem a obrigação ética de reportar a resposta da produtora sobre o assunto. Mas provavelmente não se darão o trabalho de pesquisar se as mudanças serão realmente significativas. É notório em muitos artigos de sites de notícias apenas reportarem as mudanças ou problemas quando são identificadas por usuários em fóruns ou em redes sociais

    2 - Fanboys irritados que ainda procuram desesperadamente por uma razão para perdoar a produtora de seu jogo favorito. Para terem a satisfação de estarem jogando algo do qual eles não foram enganados, pegam qualquer migalha que for.

    Eu garanto ao menos uma coisa: Eles irão fazer "mudanças" em um patch Day One. E isto é óbvio, mas as mudanças feitas serão baseadas na redução do preço dos heróis e loot boxes. Parece legal, né? Mais ou menos. A razão para isto é que as maiores reclamações no momento são a respeito da progressão levar muito tempo, mais especificamente 40 horas para liberar cada herói. Eles mudarão isto com certeza, mas será tudo de modo artificial para que a narrativa se torne: "Nós mudamos a necessidade de 40 horas de jogo por herói!". Depois disto você não gastará mais 40 horas, mas sim 37 (este é um número totalmente inventado, mas apenas para mostrar a relevância da informação). Só que isto será irrelevante, pois o novo ciclo de notícias será "fizemos mudanças".

    E claro, inexplicavelmente, fóruns e redes sociais estarão cheios de pessoas que, seja por qual razão for, apontarão que notícias dos defeitos do jogo estão datados. Você diz: "Leva muito tempo para desbloquear um herói" e aparecerão fãs para corrigi-lo "A EA já fez mudanças no jogo". Reclame sobre as porcentagens das loot boxes? Eles fizeram mudanças! E o que mudou? Quem se importa, são mudanças!!!! Qualquer reclamação que você tiver sobre o jogo, haverá alguém para lhe dizer que a razão por você estar irritado já está datada.

    Esta é uma estratégia muito comum em escândalos financeiros. Eles te fodem um pouquinho menos já esperando que você não faça as contas do quanto "menos" isto significa. Enquanto isto eles aproveitaram a vantagem de relações públicas deste "foder menos".

    Apenas para esclarecer, não sinta que a EA está lhe ignorando. Na verdade é pior que isto. Eles possuem vários analistas em fóruns e redes sociais, tentando tirar uma ideia geral do que de negativo as pessoas veem no jogo. Eles quantificarão o sentimento negativo e farão um comparativo com todos os estudos e testes de grupo feitos através dos anos. Todas as horas gastas anteriormente nesses estudos indicaram que a melhor forma do jogo é do jeito que ela foi lançada. Então, somado isto tudo eles terão soluções como "reduzir o custo de microtransações em 1.5%", arredondado para o número que melhor agradou o consumidor nos testes feitos por eles. Eles também podem aumentar a progressão e não diminuir as microtransações, para não alienar aqueles que já gastaram na compra de moeda/loot boxes.

    Divirta-se jogando Star Wars Battlefront 2

    Fonte:

    https://www.reddit.com/r/StarWarsBattlefront/comme...

    Star Wars Battlefront II

    Platform: Playstation 4
    136 Players
    38 Check-ins

    45
    • Micro picture
      pauloaquino · about 2 years ago · 3 pontos

      Daqui a pouco a gente vai ter que pagar pra poder jogar o jogo que a gente já comprou. Da hora que a gente aperta Start pra frente, não adianta, só pagando.
      Se isso for "futuro", o mundo acabou e eu não fiquei sabendo.
      Sinceridade.

    • Micro picture
      msvalle · about 2 years ago · 2 pontos

      Boa reflexão, nos lembrando que são empresas vendendo produtos - por mais paixão que esses produtos nos despertem.

    • Micro picture
      slashgoodboy · about 2 years ago · 2 pontos

      Posso deduzir cruamente que todo o barulho que fizeram sobre o assunto foi e sempre será em vão?

      1 reply
  • 2017-10-18 16:37:41 -0200 Thumb picture
  • 2015-12-01 02:40:50 -0200 Thumb picture

    Microtransações em Killing Floor 2 ~Reboot

    Há alguns dias, mencionei a notícia e comentei minha percepção sobre o assunto. 

    Agora o mesmo texto, só que no formato de áudio! (Quem ficou com preguiça de ler pode escutar x'D).

    ~~~

    Tinha intenção de colocar parte de uma gameplay no vídeo, mas, as gravações que tenho é de quando o jogo estava gratuito para jogar, e eu estava bem perdida nele, ou seja, estragaria o artigo com o vídeo xP

    Killing Floor 2

    Platform: PC
    76 Players
    156 Check-ins

    4
    • Micro picture
      aniger · about 4 years ago · 3 pontos

      Ps: As micros já iniciaram... eu vi a guia separada no mercado da steam

    • Micro picture
      aniger · about 4 years ago · 1 ponto

      @wex @dantedias Melhor assim, ou eu não inventar e só fazer esse tipo de artigo por texto? xP

      17 replies
  • 2015-11-23 16:04:23 -0200 Thumb picture
    14
    • Micro picture
      seta · about 4 years ago · 3 pontos

      No caso de Halo 5, Forza, Destiny, League of Legends, Smite e assim segue uma lista gigante de franquias, não vejo o problema com microtransações.

      Todos esses jogos adicionaram um sistema de venda que não é nem um pouco obrigatório - em Halo 5 você até consegue comprar tudo apenas jogando - e que ao mesmo tempo ajuda a esses jogos onlines a se manterem no mercado, com atualizações e melhorias constantes.

      O problema é que as pessoas lêem uma coisa em algum site, como "MT são a escória do mundo por causa de 'tal jogo'" e tomam aquilo como verdade absoluta, sem nem olhar para o caso individualmente :/

      3 replies
    • Micro picture
      montanaro · about 4 years ago · 2 pontos

      Esse sucesso é terrível pro mercado. Vai virar uma regra e aí...

      2 replies
    • Micro picture
      joanan_van_dort · about 4 years ago · 1 ponto

      Acho as microtransações algo péssimo... sinceramente.

      4 replies
  • 2015-11-23 15:35:57 -0200 Thumb picture
    8
    • Micro picture
      natnitro · about 4 years ago · 2 pontos

      To acompanhando isso de perto e foi uma verdadeira shitstorm pra cima do Almir e da Overkill.. o_O
      E quem nos dera se o unico problema fosse o das microtransações... Tudo começou por um maldito rebalanceamento que ferrou as melhores armas como as escopetas do Gage Shotgun pack, deixando -as com um dano ridiculo de tão fraco, depois veio o overkill pack que sacaneou até quem tinha todas as dlcs pagas (meu caso >-< ), mudando o conteudo delas pra pior e forçando quem não tinha a compra-las se quisesse desbloquear os upgrades que ganharam nos cofres que saem no final das missões...
      E o que acabou de jogar a shitstorm no ventilador foram justamente esses safes e os drills da crimefest que só trazem skins medonhas, itens de dlcs pagas e coisas que ninguem usa nunca, ou que vai ser obrigado a comprar a dlc paga pra liberar o upgrade, que na pratica servem só pra obrigar voce a vende-los no mercado e mandam ainda mais dinheiro seu pra overkill...

      2 replies

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...