• salvianosilva Salviano Silva
    2019-09-10 20:51:38 -0300 Thumb picture
    salvianosilva checked-in to:
    Post by salvianosilva: <p>Iniciando esse. Peguei a versão deluxe logo.</p>
    Blasphemous

    Platform: PC
    23 Players
    11 Check-ins

    Iniciando esse. Peguei a versão deluxe logo.

    Tô sentindo que vou zerar um jogão <3

    19
    • Micro picture
      _gustavo · 10 days ago · 2 pontos

      Boa ! Vou pegar assim que puder tb, gostei demais da demo

    • Micro picture
      wilford_fernandes · 10 days ago · 2 pontos

      esse parece animall!!

    • Micro picture
      llyana · 9 days ago · 2 pontos

      Esse jogo tá muito bonito!!

  • pauloe Paulo Emilio
    2019-06-27 09:06:25 -0300 Thumb picture
    pauloe checked-in to:
    Post by pauloe: <p>Mais um pouco de progresso. Liberei mais duas pa
    Bloodstained: Ritual of the Night

    Platform: PC
    105 Players
    93 Check-ins

    Mais um pouco de progresso. Liberei mais duas partes do castelo, a torre e a biblioteca e lá existem umas referências bem legais de SotN. 

    Ah! Consegui uma habilidade bem útil que foi o pulo duplo, derrotando um outro boss, se não me engano o terceiro. Legal que você não sente falta dessa habilidade até consegui-la. :v

    Um extra bem legal, se encontrarem um piano em um determinado momento da jogatina, podem tocar, você não irá se arrepender.

    12
  • 2019-06-24 19:10:45 -0300 Thumb picture
    1977rider checked-in to:
    Post by 1977rider: <p>#img#[644113]</p><p>Chegou!!!!!!!</p><p>Posso es
    Bloodstained: Ritual of the Night

    Platform: Nintendo Switch
    62 Players
    4 Check-ins

    Chegou!!!!!!!

    Posso estar falando besteira, mas esse jogo não era pra ser lancado amanha (25/06) no Switch?

    24
  • pauloe Paulo Emilio
    2019-06-24 14:14:59 -0300 Thumb picture
    pauloe checked-in to:
    Post by pauloe: <p>Ainda estou bem no inicio do jogo, porém viciado
    Bloodstained: Ritual of the Night

    Platform: PC
    105 Players
    93 Check-ins

    Ainda estou bem no inicio do jogo, porém viciado. Parei de jogar após a parte de derrotar o segundo boss, que libera um poder para movimentar alguns objetos.

    Pena eu não esta com tanto tempo pra jogar, mas já deu para ver que o jogo é excelente, a trilha sonora esta de parabéns e a jogabilidade é bem boa.  Adorei também as referências encontradas em outros jogos da franquia do Castlevania.

    Acho que pelo preço atual dele vale (Steam). Ele deve ter um promissor fator replay e parece ser daqueles jogos que vou querer platinar.

    9
  • carlospenajr Carlos Pena
    2019-05-14 13:39:14 -0300 Thumb picture

    Pre-venda da edição "One-Two Punch"

    Pra aqueles que estão afim de importar ele, segue o link de venda, tanto pro PS4 como pro Switch:

    PS4: https://www.play-asia.com/guacamelee-one-two-punch-collection/13/70cjkz?tagid=1005120

    Switch: https://www.play-asia.com/guacamelee-one-two-punch-collection/13/70cjl1?tagid=1005120

    Não joguei o segundo ainda, mas o primeiro é excelente, quem curte metroidvania e piadas com eastereggs, é um prato cheio (pena que é de guacamole e não de nachos XD)

    Guacamelee! 2

    Platform: Playstation 4
    30 Players
    8 Check-ins

    8
  • anduzerandu Anderson Alves
    2019-05-13 23:43:51 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Castlevania

    Zerado dia 13/05/19

    Eis aí um jogo que dá vergonha de só estar terminando agora: Castlevania, de NES! Eu sou relativamente familiarizado com essa série da Konami no console de 8-bits e inclusive já cheguei a jogar um pouco na infância, mas a dificuldade mais elevada e o movimento super limitado do personagem meio que me afastaram de me interessar em continuar. "Jogo tosco."

    Já na época do GBA e suas emulações, Aria of Sorrow era um hit pela internet afora. Joguei e amei a experiência bem antes de conhecer Symphony of the Night. Além disso, tive o prazer de pegar um Circle of the Moon emprestado mais tarde e jogar até dizer chega no meu próprio GBA SP!

    Bom, continuei jogando a série no Game Boy, DS, 3DS e outros mais recentes, mas meio que ignorando os primeiros, que eu nem sabia exatamente quantos eram. Joguei até uma das versões do Kid Dracula e postei aqui no Alvanista.

    Já aqueles que começaram tudo, ficaram no meu PSP já fazem uns 3 anos, só esperando a hora certa. Acho que eu posso dizer que o meu amor pela série + ter quase tudo que importa fechado no NES + a vergonha de não ter zerado um dos jogos mais importantes de todos os tempos + dois protagonistas serem agora personagens jogáveis no Super Smash Bros. Ultimate meio que me animaram a jogar. Liguei o portátil só pra dar uma olhada e fiz duas fases ontem. Ocupado, só pude voltar hoje,as pelo menos fui até o fim.

    Castlevania é definitivamente um jogo difícil. Eles mistura muita plataforma com um bocado de inimigos chatos com padrões piores ainda. Quase como uma versão da Konami de Mega Man.

    O jogo é linear e conta com o protagonista Simon Belmont (traduzido como Belmondo nos créditos) adentrando o castelo do Dracula e subindo até a torre mais alta para enfrentá-lo. No meio do caminho você visita as mais diversas partes do lugar, desde o salão de entrada, passando pelos esgotos, catacumbas etc.

    Os estágios iniciais são tranquilos e servem mais para conhecer os comandos básicos, usar bastante o seu ataque contra monstros fracos, subir escadas, atacar abaixado, inimigos velozes e tal. Eu já estava achando que eu fecharia o jogo numa boa e esperava uma experiência bem mais frustrante.

    Nas fases seguintes, Castlevania mostra o porquê de sua fama: muitos buracos no chão, plataformas que se movimentam e novos monstros, que atacam e pulam de um lado para outro ou demoram demais pra morrer. Sua vida sempre cai muito rápido mas a maior dificuldade de todas as dá por conta do fato de que quando você é atacado, o personagem é jogado para trás. Isso resulta em muitas mortes injustas por fatores muito difíceis de evitar, como a famosa Medusa Head, que voa na sua direção subindo e descendo constantemente.

    Agora imagine você numa plataforma pequena em movimento, com um inimigo difícil de prever como esse e no final encostar nele e ser jogado pra trás, direto para a sua morte...

    São cerca de 6 fases, apenas. Cada uma culmina num chefe, que nada mais é do que o já esperado: um monstrão com barra de vida e que causa muito dano, como um morcegão ou o próprio Frankenstein!

    Para facilitar na sua jornada, você encontra as mais variadas armas e upgrades derrota do inimigos ou destruindo velas pelo cenário. Tem a cruz-bumerangue que vemos em todos os Castlevanias seguintes, a água benta, machado, faca, relógio e umas coisas que nem tenho certeza, mas parece que aumentam seu dano. Há ainda os corações, que servem como Mana, e a possibilidade de ganhar mais vidas ao alcançar determinadas pontuações.

    Castlevania ainda ajuda em ter continues infinitos, te dando a possibilidade de tentar a vontade, mas sempre voltando para a área inicial antes do chefe, nesse caso. Ou seja, um estágio é formado por cerca de 3 fases e perder uma vida te retorna para o começo da ultra alcançada, mas dar Game Over te volta para a inicial, logo depois do último chefe derrotado.

    Resumindo: Castlevania é um jogo de plataforma acima da média de dificuldade, que requer bastante tentativa e erro e com certeza necessitava de muitas jogatinas para pegar o jeito e conseguir terminá-lo na época. É um jogo bem feito, mas um pouco frustrante em diversos aspectos e por isso, talvez não tenha envelhecido muito bem. 

    De bom: trilha sonora clássica, cheia de músicas boas. Grande variedade de inimigos e power-ups. Continues infinitos deixam a jogatina bem mais interessante. Curto demais a ambientação!

    De ruim: jogabilidade travada e alguns inimigos chatos fazem a combinação perfeita para diversas vidas perdidas de graça e muita frustração. O Simon toma muito dano por qualquer besteirinha. Ser jogado pra trás quando recebe dano em um jogo de tanta plataforma. Alguns inimigos aparecem em lugares que não deveriam ou dão respawn infinito, como as medusa heads (nesse jogo isso faz muita diferença). Sem muito enredo e até o zeramento é muito seco. Dos dois últimos chefes são demasiadamente difíceis/injustos.

    No geral, quando comparado com outros jogos da série posteriores, melhor ficar com o IV ou Rondo of Blood ou ainda aqueles do gênero "metroidvania", mas a rápida experiência foi bem legal, principalmente pra ver como uma excelente série se iniciou. Recomendo demais pra quem curtia essa época ou gosta da série e espero jogar o II e III em breve!

    Castlevania

    Platform: NES
    2001 Players
    109 Check-ins

    23
    • Micro picture
      vinicios_santana · 4 months ago · 4 pontos

      Dos clássicos de Nes, o 3 é o melhor, recomendo demais.

      6 replies
    • Micro picture
      spider · 4 months ago · 2 pontos

      Parabéns por ter voltado às origens para terminar esse belo e difícil jogo! Eu estou indo no sentido normal, falta um do DS pra terminar e depois é ir para os próximos.

      5 replies
  • 2019-04-23 23:32:36 -0300 Thumb picture

    Recomendação pra quem quiser jogar algo bem diferente

    http://alvanista.com/games/pc/redo

    https://store.steampowered.com/app/950300/REDO/

    Redo! é um metroidvania brasileiro que saiu esse ano. É relativamente curto mas faz bastante coisa que o destaca no gênero, como a ausência de mapa e um combate metódico que lembra bastante um survival horror. Merece mais atenção, qualquer fã de metroidvania ou de jogos com um estilo de combate Dark Souls iria gostar.

    0
  • 2019-03-25 14:27:21 -0300 Thumb picture

    STAGE 17 - Escavando a todo vapor // .VID

    Medium 625847 3309110367

    SteamWorld Dig é de fato curto, mas seu jeito compacto é carrega os prazeres que um metroidvania e suas mecânicas trazem! Eis aqui um STAGE dedicado a essa experiência.

    ▼ https://daibokem.blogspot.com/2019/03/escavando-a-...

    [@jvhazuki]

    SteamWorld Dig

    Platform: PC
    246 Players
    41 Check-ins

    4
  • 2019-02-19 20:11:34 -0300 Thumb picture

    Box art linda de Bloodstained

    Medium 618105 3309110367

    Acabou que no conturbado backlog que tenho eu sequer terminei o Curse of the Moon, o "prólogo" retrô criado pela Inti Creates, mas sigo empolgado por Ritual of the Night e todo o saudosismo que ele traz.

    Os belos traços são de Mana Ikeda.

    Bloodstained: Ritual of the Night

    Platform: Nintendo Switch
    62 Players
    4 Check-ins

    15
    • Micro picture
      manoelnsn · 7 months ago · 2 pontos

      Arte lindona mesmo, já é meu wallpaper do celular, hauhaua

  • edfalcao Ed Falcão
    2018-12-28 09:48:15 -0200 Thumb picture
    edfalcao checked-in to:
    Post by edfalcao: <p>Check-Out da zerada!</p><p>É interessante ver es
    Blaster Master Zero

    Platform: Nintendo 3DS
    9 Players
    6 Check-ins

    Check-Out da zerada!

    É interessante ver esse pedaço de história que, na minha opinião, mesmo tendo saído dois anos depois do Metroid original, ajudou a série a alçar caminho pro que é hoje. Backtracking, mapa aberto e chefões únicos me agradaram bastante, e com certeza vou repetir mais um pouco antes de dar a jogatina como encerrada.

    Indicação na certa!

    EDIT: Acabei de descobrir que há um final verdadeiro, e acho que o fator replay acaba de triplicar!

    7

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...