• 2018-10-11 00:15:49 -0300 Thumb picture
    51
    • Micro picture
      jclove · 4 dias atrás · 1 ponto

      haha muito bom!

    • Micro picture
      wilford_fernandes · 4 dias atrás · 1 ponto

      uahuaehuaehaehu

    • Micro picture
      guilhermearrud · 3 dias atrás · 1 ponto

      Nunca joguei nenhum mas só pela referencia a KH já adorei kkk

  • palomaref Paloma Cristini
    2018-10-01 11:27:22 -0300 Thumb picture

    Desafio - Top 20 Músicas de Games

    Decidi fazer por conta própria esse @desafio. Sou fascinada por soundtracks e estava caçando algum desafio relacionado.

    As regras são as seguinte:

    1 - Poste uma música de um jogo por dia por 20 dias (total de 20 jogos);
    2 - Não pode repetir o jogo;
    3 - A música precisa estar no jogo (OF COURSE!);
    4 - Vale versão remix ou música licenciada no jogo;
    5 - Marque um amigo por dia e a persona desafio;
    6 - Não explique nada, só poste.

    Dia 19

    Dia 1 - Dia 2 - Dia 3 - Dia 4 - Dia 5 - Dia 6 - Dia 7 - Dia 8 - Dia 9 - Dia 10- Dia 11 - Dia 12 - Dia 13 - Dia 14 - Dia 15 - Dia 16 - Dia 17Dia 18

    Metal Gear Solid

    Plataforma: Playstation
    6572 Jogadores
    231 Check-ins

    12
  • raiden Raiden
    2018-09-25 00:15:29 -0300 Thumb picture

    Terminator vs Metal Gear

    Mais um excelente vídeo desse canal fantástico!!! Recomendo que vejam inteiro mas o propósito de citar esse vídeo é exatamente a partir dos 28:05 onde é mostrado uma série de referências que a saga Metal Gear pegou de Terminator!!! Algumas eu já sacava faz tempo. Muito foda!!! 

    The Terminator

    Plataforma: Master System
    74 Jogadores
    6 Check-ins

    7
  • santz Santz
    2018-09-11 09:29:54 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 315 - Jogo stealth com inimigos cegos

     Decidi, finalmente, conhecer essa franquia tão aclamada e como gosto de ver a evolução das coisas, fui para o primeiro jogo da franquia, o Metal Gear de MSX, sendo esse, o primeiro jogo de MSX que zerei na vida. Não vou nem passar perto dos jogos de NES, pois já ouvi falar que são uns lixos. Mas então, vamos lá. Controlamos Solid Snake em uma missão de salvar prisioneiros de guerra e destruir a arma Metal Gear. A história do jogo é simples e contada de forma satisfatória. A trilha sonora do jogo é legal e não cansa, apesar de ter poucas opções. Os gráficos são bacanas, pois tudo é meio sombrio e detalhado, ambientando bem jogador.

     O level design do game é muito bom, com armadilhas e itens espalhados por todo cenário. Alguns segredos e partes não tão claras, que me fazia recorrer a um detonado toda vez que empacava. A parte mais esquisita que achei foi a questão do stealth. Sei que é um dos primeiros a ter isso, mas o fato dos soldados enxergarem apenas para frente, em linha reta, causava situações inusitadas, como por exemplo, podia ficar do lado dele de boa socar até derrubar o lazarento sem nem alertar os guardas. Ah sim, quando se alerta o povo, o desespero toma conta e uma série de inimigos vem ao seu encontro. O bom é que tem várias salas que permitem recuperar 100% as munições.

    Metal Gear

    Plataforma: PC
    225 Jogadores
    16 Check-ins

    43
    • Micro picture
      darlanfagundes · 1 mês atrás · 3 pontos

      Cara, fala essa heresia não, os de NES são foda...na realidade a mecânica desse jogo é foda demais... Eu joguei e tive a fita preta vários anos, vendi ano passado, mas pense num jogo que vale é a versão de NES...tem menos segredos que esse eu acho, eu nunca joguei esse aí e ouvir falar muito bem, mas vale a pena sim bro...joga lá...

      1 resposta
    • Micro picture
      venomsnake · 1 mês atrás · 2 pontos

      Foi o primeiro jogo a implementar o stealth dessa forma, nessa época isso foi sensacional.

      1 resposta
    • Micro picture
      volstag · 1 mês atrás · 2 pontos

      Ahh, os de NES são ruins comparados aos de MSX sim, mas eu jogaria nem que fosse só uns 15 minutos, pra ter uma ideia das diferenças, pode ser que você acabe jogando inteiros.

      1 resposta
  • palomaref Paloma Cristini
    2018-09-10 14:47:45 -0300 Thumb picture

    O que esperamos de MGS V: The Phantom Pain

    Medium 3669763 featured image

    Data original da postagem: 24/08/2015
    Site original da postagem: Co-op Geeks


    Após vários pedidos de fãs desesperados para que Kojima os presenteassem com um “verdadeiro” game da série Metal Gear (já que Metal Gear Rising: Revengeance não fora recebido muito bem pelos fãs), o responsável pela série mais aclamada no mundo dos games retorna com seu projeto final, Metal Gear Solid V: The Phantom Pain.


    A história de anos

    Os eventos que formam a trama original de MGSV: The Phantom Pain começou muito cedo já, desde o Metal Gear Solid 3: Snake Eater e se estendeu pelos games Metal Gear Solid: Peace Walker e Metal Gear Solid V: Ground Zeroes. A trama focará no protagonista Venom Snake (vulgo Big Boss), que após o ataque em sua base de operações militar Mother Base (evento presenciado em MGSV: Ground Zeroes), entra em um coma profundo. Nove anos se passam e Venom Snake acorda de tal coma, determinado a encontrar os responsáveis pelo ataque a sua antiga base, e isso irá levá-lo até o Afeganistão, onde encontraremos Master Miller e até o conhecido por muitos Ocelot (sendo aqui chamado por Shalashaska). Teremos, também, a introdução de novos personagens na trama: Quiet e Skull Face.

    O que vimos até agora?
    Graças ao lançamento de Metal Gear Solid V: Ground Zeroes, que serve como prólogo para The Phantom Pain, podemos analisar o que o novo game trará de novidades para a série.

    Para começar, o stealth estará de volta (nada de ciborgues e espadas dessa vez), e a nova engine usada para fazer esse projeto ajuda ainda mais nessa parte. A nomeada Fox Engine promete trazer mais realismo para dentro do game, melhorando a jogabilidade e a imersão no jogo. Exemplo disso é a interação nos cenários, que poderá oferecer ao jogador diversas possibilidades de infiltração e andamento nas missões, como passar despercebido pela mata de alguns cenários, uso dos animais locais para distração e até mesmo uma pequena ajuda de algumas tempestades de areia que aparecerá durante o gameplay; tudo isso para deixar o jogador bem a vontade e poder escolher como seguir para seu objetivo do seu jeito de jogar (sim, amiguinhos, estratégia aqui será sua melhor arma!).

    Além disso, teremos companhias indispensáveis nessa aventura! Em MGSV: The Phantom Pain você aprenderá a trabalhar ainda mais em equipe e, claro, sempre tomar cuidado com seu parceiro de missão. Esses parceiros serão:

    Quiet: uma sniper profissional que irá oferecer um grande suporte em qualquer missão que você pedir a ajuda dela, principalmente em ambientes mais hostis. Um dos mistérios no enredo do novo game se passa através dela, pois o passado dessa soldado é desconhecido.

    Diamond Dog: Ou simplesmente D.D., esse cãozinho/lobo será uma arma de distração e ataques rápidos essencial para uma missão mais rápida e objetiva. Como todo cão é o melhor amigo do homem, não mais justo que colocar esse parceiro para Venom Snake rs. D. Dog será totalmente opcional, ou seja, dependendo das escolhas do jogador pelo game, o cãozinho nem aparecerá.

    D. Horse: Sim... Teremos um cavalo para nos ajudar! Será o melhor meio de transporte no game, caso você queira chegar em seu objetivo rapidamente e sem chamar muita atenção. Também poderá ser usado como escapes rápidos de uma área em alerta máximo.

    D. Walker: Esse robô customizado especialmente para ajudar Venon Snake promete ajudar o jogador em uma missão mais rápida e detalhada, pois será possível obter informações de uma base inimiga, ou algo que deverá ser atacada conforme as missões, diretamente por ele, informações como quantos soldados existem na base, armas equipadas pelos mesmos e até quantos prisioneiros existem no local. Também pode ser usado para derrubar veículos de blindagem pesada.
    Além desses parceiros, cremos que terá ainda mais opções durante o avançar da jogatina, porém isso pode se tornar uma pequena dor de cabeça para os jogadores. Por quê? A morte em The Phantom Pain será irreversível, ou seja, caso um de seus parceiros receba um dano muito alto nas missões, ele poderá acabar morrendo, sem chance de voltar no game. Todo cuidado nessa parte será pouco.
    Confira um gameplay de 40 minutos do game:

    Outra novidade é no mapa em si do novo game. Esse será o primeiro Metal Gear a ter a possibilidade de total liberdade de exploração, ou seja, MUNDO ABERTO! Isso mesmo, em MGSV: The Phantom Pain será possível, além das missões principais, fazer as missões secundárias, que serão mais posse de bases inimigas com o intuito de melhoria em toda a sua Mother Base. Nome soa familiar né? Pois bem, realmente o sistema de gerenciamento da Mother Base irá voltar também, melhor do que antes.

    Assim como visto e jogado em MGS: Peace Walker, a base de operações estará 100% ligada no jogo, ou seja, para você avançar nas missões com sucesso e sem baixas, terá também que trabalhar duro para fazer a Mother Base crescer. Equipes de desenvolvimento de armas e itens, assim como também a equipe de comunicação e informações da Mother Base, serão extremamente importantes para o seu avanço no jogo (já fica a dica!).
    E com toda essa liberdade, é claro que a customização das missões também terá essa liberdade toda. O sistema de mundo aberto implantado no novo game permitirá que o jogador customize TOTALMENTE suas missões antes de iniciá-la, ou seja, será possível escolher o horário da missão (se será de dia ou de noite, já que algumas missões dependem desse detalhe para sucesso), armas que você carregará, se chegará no local a pé ou com algum veículo (e até com que música você fará essa viagem), seu parceiro de missão e até mesmo se jogará com Venon Snake.
    O jogador também terá a liberdade de jogar com alguns dos soldados presentes na equipe militar do Venom Snake, o Diamond Dogs, tudo isso com o objetivo de elevar ainda mais as habilidades do soldado escolhido para melhorar seus serviços prestados na Mother Base.
    A maior novidade não só para o novo game, mas também para toda a franquia Metal Gear, é a volta do multiplayer online. Anunciado no The Game Awards 2014, Metal Gear Online virá em MGSV: The Phantom Pain e trará consigo a experiência de trabalho em equipe com outros jogadores do estilo stealth.

    O único modo que o multiplayer terá, até então, consiste na infiltração de uma determinada área para obtenção de itens e informações, e tudo isso só será possível em trabalho em equipe quase que impecável (entre 4 a 6 jogadores em cada lado do modo). O stealth, itens de distrações, combates, armas e todos os elementos vistos na campanha principal será igualmente acrescentados essencial e perfeitamente acrescentados no multiplayer, que pelas declarações dos próprios diretores e produtores do game, será a melhor experiência já vivenciada nessa geração.
    Nota: o serviço Metal Gear Online já existiu na franquia, com o game Metal Gear Solid 4: Guns of The Patriots, que acabou sendo fechado 4 anos após o lançamento do game.

    O fim da série Metal Gear?
    Esse começo de ano se tornou bem agitado para a comunidade gamer após as notícias e mudanças radicais que a Konami fez em suas produções e sedes.
    Após a internet inteira se comover e se revirar para descobrir o que estava realmente acontecendo, e avalanches de rumores sobre o futuro da empresa, o próprio produtor da franquia Metal Gear, Hideo Kojima, confirmou sua saída da empresa Konami e, junto com o cancelamento de seu outro projeto, Silent Hills, o mesmo confirmou que Metal Gear Solid V: The Phantom Pain será o último da série. Exatamente... Esse será o último Metal Gear criado por Hideo Kojima e toda a sua equipe de produção, mas isso realmente significa o fim da franquia?
    Segundo a própria Konami, eles continuarão a produzir os games da série, mesmo sem Kojima, focando mais em spin-offs.

    Analisando bem a fundo tudo isso, realmente dá pra se perceber que MGSV: The Phantom Pain fechará todo o ciclo da história da franquia, tirando todas as dúvidas restantes. Com todo esse fechamento no enredo de dois personagens principais da série (Venom Snake/Big Boss e Solid Snake/Old Snake - que tivera seu “fim” já em MGS4: Guns of The Patriots), uma oportunidade ainda resta para continuar a franquia, que seria a continuação das história de outros personagem principal, Raiden, na subsérie da franquia, Rising.

    A repercussão de Venom Snake
    Um pouco antes da E3 2015, a Konami convidou alguns colunistas e repórteres de diversos sites e revistas especializados para passarem dois dias jogando o tão esperado MGSV: The Phantom Pain. Após essa experiência, chuvas de reviews e elogios foram vistos por toda a internet.

    Para a Tais Carvalho, do TechTudo, “os poucos 20 minutos que passamos com o Big Boss já provaram que o novo título de Hideo Kojima é um forte candidato ao posto de melhor jogo do ano.”
    Victor Ferreira, do Uol Jogos, diz que “The Phantom Pain promete concluir a saga de Big Boss de forma explosiva, trazendo e expandindo os conceitos e mecânicas apresentadas em “Ground Zeroes”, agora em ambientes maiores e com mais opções de infiltração”.
    José Otero, da IGN Brasil, já é mais especifico em relação a mecânica do game, falando que “o jogo realmente define o que é um título com mecânicas de stealth em um mundo aberto. Há muito o que fazer e muitos gadgets para usar, dando liberdade total ao jogador escolher qual caminho seguir e o que fazer.”

    Curiosidades sobre The Phantom Pain

    David Hayter é mundialmente conhecido por ser responsável pela voz dos “Snakes” na franquia Metal Gear, no entanto, isso mudará dessa vez. Já prestando os seus serviços em MGSV: Ground Zeroes, a voz e toda a movimentação de Venom Snake ficará por conta do ator Kiefer Sutherland, conhecido pelo papel do agente Jack Bauer na série de TV americana 24 Horas.Ocelot também ganhará vida por um profissional bem famoso atualmente. A voz e movimentos do personagem serão responsabilidades de Troy Baker, famoso pelos seus trabalhos nos personagens Joel (The Last of Us), Booker DeWitt (Bioshock Infinite), Pagan Min (Far Cry 4), Delsin Rowe (Infamous: Second Son) e diversos outros pelos games alheios. Além de Ocelot, T. Baker trabalha também para dar vida ao personagem Sam Drake, irmão de Nathan Drake, que aparecerá no game Uncharted 4: A Thief’s End.

    A atriz e modelo responsável por dar vida a sniper Quiet, Stefanie Joosten, foi selecionada para tal trabalho “a dedo”, ou seja, como a franquia tende a colocar sensualidade em suas personagens femininas, ainda mais aquelas que tem habilidades nas armas, a direção decidiu escolher tal modelo e trabalhar totalmente em suas medidas, tornando, assim, a Quiet a personagem mais sensual do game, com toda aquela sua expressão séria no rosto e suas “mini-roupas”. O fato da Quiet ser muda ajudou no desenvolvimento das expressões faciais da personagem.Para aqueles fãs “old school” da franquia, o novo game continuará com seu jogo de referências intacto. Ou seja, em MGSV: The Phantom Pain será possível encontrar diversas referências aos games anteriores para os jogadores caçarem durante o gameplay, mantendo essa essência da diversão na série. Será que teremos fantasmas para serem fotografados novamente?O que mais chamará atenção nesse novo game serão as músicas. Não, não... Não estou falando das soundtracks de fundo de ambiente, e sim MÚSICAS. Como o game se passará em meados dos anos 1980, a direção achou interessante acrescentar umas fitas especiais no game. Algumas fitas cassetes trarão informações principais e essenciais para as missões, mas outras trarão os famosos hits que tocaram nas rádios de todo o mundo nos anos 80. Como serão várias fitas cassetes para você caçar em diversas bases inimigas pelo mundo aberto do game, é bom você se preparar pra dançar, e muito!

    O que esperar de Metal Gear Solid V: The Phantom Pain?

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Uma só frase: fechamento da série com chave de ouro! Mesmo que essa notícia sendo triste para os fãs, o novo e último título da franquia promete total imersão no gênero stealth e, com isso, poderá ser novamente um dos games que revolucionará a atual geração dos consoles e, também, aclamado por muitos como um título realmente forte para ser escolhido como o melhor game de 2015.
    Metal Gear Solid V: The Phantom Pain será mundialmente lançado no dia 1° de Setembro, para PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360, Xbox One e PC. O game já se encontra em pré-venda no Brasil!

    Hypômetro

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Jogabilidade: 10
    Enredo: 10
    Cenários: 9
    Soundtracks: 9
    Gráficos: 9
    Criatividade: 9
    Personagens: 10
    Diversão: 9

    HYPE: 9,5

    Ficha Técnica
    Título: Metal Gear Solid V: The Phantom Pain
    Ano de Lançamento: 2015

    Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

    Plataforma: Playstation 4
    1208 Jogadores
    513 Check-ins

    19
  • edsonrln Edson Rodrigo
    2018-08-29 00:38:56 -0300 Thumb picture
  • palomaref Paloma Cristini
    2018-08-24 08:47:20 -0300 Thumb picture

    Metal Gear - 31st Anniversary

    A série Metal Gear recentemente completou seus 31 anos de existencia. Fora um artigo que postei aqui sobre a evolução da série, eu não consegui postar nada além para demonstrar todo o meu carinho pela série.
    MAS ontem (no Japão), e hoje para nós, dia 24, é aniversário do nosso querido Hideo Kojima, então nenhuma dessas coisas pode passar em branco.
    Sobre Metal Gear, eu tenho uma paixão enorme pela franquia e mesmo com toda a confusão que foi quando lançou Metal Gear Rising: Revengeance, eu não desisti da série e fui jogando. Até hoje eu jogo e cada momento dos meus gameplays eu levo comigo no meu coração ♥ ! E com isso achei esse vídeo que resume perfeitamente todo o meu carinho por ser fã de Metal Gear:

    Já sobre o Kojima God, eu não tenho nada o que falar, só mostrar essa foto aqui que tirei na Brasil Game Show 2017:

    O momento mais marcante foi ele ter passado do meu lado, olhado pra mim e acessar com todo carinho me cumprimentando (travei demais na hora). Esse momento foi um marco na minha vida e também levarei pra sempre em meu coração ♥
    HOJE É DIA DE FESTA !!

    Metal Gear

    Plataforma: NES
    614 Jogadores
    18 Check-ins

    30
  • palomaref Paloma Cristini
    2018-08-02 16:12:22 -0300 Thumb picture

    A Evolução de Metal Gear

    Medium 3657827 featured image

    Data Original do artigo: 30/06/2014
    Site Original de postagem: Co-op Geeks


    Desde os primórdios até a nova geração de consoles, a franquia Metal Gear vem sendo o exemplo chave de um game estilo stealth, conseguindo evoluir junto com os consoles ao passar dos tempos, mas nunca perdendo sua essência: o enredo complexo e muito bem encaixado em cada game lançado. A produtora da franquia, Konami, também é uma das produtoras mais aclamadas nesse mercado, conhecida por seus inúmeros games de sucesso.
    Esse artigo resumirá um pouco sobre tudo da franquia de mais sucesso da empresa, e falar das suas evoluções, seja no enredo, na jogabilidade ou nos armamentos de cada game.

    Metal Gear

    A franquia começa com o game Metal Gear, lançado no ano de 1987 para MSX2. O enredo se baseia na infiltração do agente secreto Solid Snake na fortaleza de Outer Heaven, que carrega uma arma com poder nuclear capaz de mudar as guerras, denominada Metal Gear.

    O que chamava a atenção do game logo de inicio era a jogabilidade diferenciada para alguns games da época. O jogador começava a jogar sem arma alguma e tinha que avançar, pacientemente pelo cenário até conseguir algumas armas como metralhadoras, pistolas automáticas, explosivos e demais apetrechos necessários para alcançar o objetivo principal da missão, tudo isso sem chamar a atenção dos vários guardas espalhados pelo cenário, pois se o agente fosse visto, mais guardas apareceriam para tentar colocar um “game over” na tela.

    Metal Gear 2

    A sua sequencia, Metal Gear 2: Solid Snake, lançado em 1990 para MSX2, não evoluiu tanto quanto os demais games no sentido de armamento e jogabilidade, mas seu enredo, que agora se baseia em se infiltrar em Zanzibar Land, um território em alto conflito, para resgatar o Dr. Kio Marv e destruir uma nova ameaça nuclear, o Metal Gear D, promete um resultado bem promissor na história.

    Metal Gear Solid

    Partindo para a “geração do CD’s”, temos o Metal Gear Solid, lançado em 1998 para Playstation, que é um game reconhecido como o mais influente na história dos consoles por várias e várias listas feitas por diversos sites e revistas do mundo que são símbolo da cultura gamer.

    O enredo se resume, como sempre, na infiltração do agente Solid Snake em Shadow Moses, uma ilha situada no Alasca que está sendo usada por um grupo terrorista para o desenvolvimento e teste da nova ameaça nuclear, o Metal Gear Rex. Ao longo do enredo, descobrimos as verdades por trás da unidade em que Snake trabalhava, a FOX-HOUND, e até sobre seu passado.
    A evolução nesse game fica por conta do novo armamento e itens encontrados ao decorrer do gameplay, pois estão com maior facilidade de manuseio, maiores opções de um mesmo estilo de armas e itens novos que nos ajudam a avançar nos cenários com armadilhas e até a nos esconder e se infiltrar na base sem maiores problemas. A jogabilidade continua a mesma, somente melhorando a movimentação do personagem. Esse é o primeiro game da série a ter um modo de treino, permitindo a prática das novidades disponíveis.

    Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty

    O game Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty, lançado para Playstation 2 no ano de 2001, não traz muitas inovações na jogabilidade e no armamento. Na verdade, se assemelha muito com seu antecessor, mas a grande novidade está no enredo. Depois de três games da série serem protagonizados pelo agente Solid Snake, isso mudo assim que você termina o capítulo Tanker presente no game (conhecido mais como o prólogo da história do MGS2). O protagonista, agora, é o agente Raiden, que se infiltra na base Big Shell, tomada por dois grupos terroristas, os Sons of Liberty e Dead Cell. Enquanto eles ameaçam a vida do presidente dos Estados Unidos, mantido em cativeiro na base, e também em causar uma catástrofe ambiental na petrolífera, uma nova arma nuclear é fabricada em massa, o Metal Gear Ray. No desenrolar da história, nosso novo protagonista se vê cercado em uma grande farsa em sua missão e em todo seu passado.

    Metal Gear Solid 3: Snake Eater

    O game sucessor, Metal Gear Solid 3: Snake Eater, lançado também para Playstation 2, no ano de 2004, evoluiu tanto na jogabilidade e armamento, como no enredo.
    Situado em plena época da Guerra Fria, nosso novo protagonista Naked Snake é mandado para as florestas da União Soviética para resgatar um cientista chamado Sokolov, e tamém para exterminar uma ameaça nuclear, denominada Shagohod (pode ser chamado de Metal Gear também, mas esse foi somente um projeto).
    As mudanças começam a partir do enredo, pois agora estamos controlando mais um novo personagem hiper importante para a franquia, e vemos ao decorrer do jogo em como ele se torna o lendário agente Big Boss. Já as mudanças na jogabilidade e armamento ficaram, no começo, desesperador para muitos, mais ainda para os fãs da série. A mudança foi radical, pois até o modo em que o jogador recuperava a vida era mais realista, precisando caçar animais e até se curar de alguns ferimentos feitos por projéteis e bicadas de animais, tudo para não morrer de fome ou até envenenado. O sistema de armamento, agora, só te deixa disponível até seis tipos de armas e apetrechos no inventário de acesso rápido, pois agora você terá uma mochila que te limitará a levar tudo o que pega. Ou seja, realidade ao extremo para sobreviver em meio a uma floresta, mas ainda com a essência do stealth, pois agora é possível até uma combinação de camuflagem para melhor se esconder de seus inimigos. Um novo sistema de combate também foi acrescentado na série, o famoso CQC (Close Quarters Combat ou o combate corpo-a-corpo, como muitos falam), que facilitou ainda mais a parte da espionagem no jogo e deu uma nova interação dentro do game.

    Metal Gear Solid: Portable Ops

    A continuação de MGS3, o game Metal Gear Solid: Portable Ops, lançado para PSP no ano de 2006, marca a entrada oficial da franquia num portátil e suporte a um multiplayer online. O enredo se foca em Naked Snake, agora já com o codinome Big Boss, na America do Sul, lutando para a realização de algumas de suas próprias missões e projetos, já que o término da unidade em que trabalhava fora decretada, a FOX. O enredo evoluiu, pois faz com que voltemos na história da franquia e nos permite presenciar a criação de alguns elementos chave, como a unidade FOX-HOUND, Patriots e até mesmo a criação da fortaleza Outer Heaven.
    A jogabilidade muda novamente, sendo tomada totalmente pela ação, nos dando pouco momentos de stealth no jogo. Já o armamento continua o mesmo que seus antecessores, sendo apenas um pouco mais limitado em questão a opções para escolha de armas.

    Metal Gear Solid 4: Gun's of The Patriots

    Já na geração do Playstation 3, temos o Metal Gear Solid 4: Guns of The Patriots, lançado no ano de 2008, e mais uma vez, foi um game que revolucionou em todos os aspectos, se tornando o game mais influente da década.
    O enredo, agora, fica por conta do agente Solid Snake em seu estado avançado da idade, sendo assim dado pelo codinome Old Snake. Lutando contra uma doença que avança rapidamente e prejudica todo o seu organismo e estado atual, Snake volta a ativa para sua última missão, em salvar o mundo novamente das mãos de Liquid Snake, que agora toma lugar no corpo de um personagem muito conhecido na série, Revolver Ocelot, sendo assim chamado como Liquid Ocelot (sim, é complicado entender isso... rs ). Conforme o andar da história, voltamos um pouco na história de cada Metal Gear já lançado, afim de explicar a origem e como tudo aconteceu desde então.
    A jogabilidade do game continua a mesma vivenciada em MGS3, com algumas pequenas modificações, como no CQC, que foi remodelado, tornando um pouco mais trabalhoso o uso do mesmo, mas é considerado ainda mais eficaz que no MGS3. Outra modificação foi na camuflagem usada pelo personagem, tornando- a mais rápida e eficaz, ou seja, assim que o jogador encosta na parede ou em qualquer outro lugar, a camuflagem muda para a textura do mesmo (tecnologia chamada Octocamo). Alguns apetrechos usados pelo nosso agente como binóculos e radares fora substituído pelo Solid Eye, um aparelho que faz a função do binóculos, radares e visão noturna tudo num só aparelho.

    O armamento, dessa vez, traz fuzis e explosivos mais pesados, pois os inimigos enfrentados agora são todos robotizados, tornando-os mais resistentes, mas ainda com a disponibilidade de opções de armas para escolha durante o gameplay do jogador.

    Metal Gear Solid: Peace Walker

    Metal Gear Solid: Peace Walker, lançado em 2010 para PSP, foi o segundo da franquia para o portátil. Esse game é considerado, desde a época de seu lançamento, um importante passo para o projeto hoje conhecido como o Metal Gear Solid V, pois o enredo do projeto já começa a partir desse game. Sendo Big Boss o nosso protagonista novamente, o enredo se dá por enfrentar uma força militar na America do Sul que ameaça o mundo com armas nucleares (supostos Metal Gear’s, mas ainda em construção). A jogabilidade é semelhante ao do MGS Portable Ops, com pequenas mudanças para dar mais espaço para uma jogabilidade cooperativa, seja offline ou até mesmo online (melhorado nesse jogo). O armamento também é semelhante ao que fora visto no MGS Portable Ops, com limitações, obtendo mais fuzis e explosivos, por ser um game mais voltado a ação.

    Metal Gear Rising: Revengeance

    Voltando para a geração do Playstation 3, temos o Metal Gear Rising: Revengeance, lançado em 2013 também para Xbox 360 e PC’s. Até então, a franquia era exclusiva para a plataforma Playstation, mas isso muda com o lançamento desse game, trazendo inúmeras criticas do publico, positivas e negativas.
    A sua jogabilidade e enredo foi alvo imediato dos jogadores assim que o game foi lançado, pois a mudança foi muito mais radical do que os games anteriores, algo totalmente diferente do que estávamos acostumados a ver na franquia. O agente Raiden volta como protagonista e com o mesmo objetivo de sempre, exterminar a ameaça nuclear de um grupo terrorista, mas agora num mundo totalmente tomado por uma tecnologia hiper avançada, tornando todos os soldados em ciborgues. A jogabilidade dessa vez sai totalmente do modo stealth e entra para o estilo mais tradicional dos games atuais, o Hack ‘n’ Slash, ou seja, mais ação, brigas e confrontos abertos e menos espionagem. Os fuzis, explosivos, pistolas automáticas e apetrechos dão lugar para espadas, nos dando liberdade total no ataque e avanço nas batalhas como acharmos melhor.

    Metal Gear Solid V: Ground Zeroes

    Nessa nova geração dos consoles, a franquia já obtém seu representante. O game Metal Gear Solid V: Ground Zeroes foi lançado em março desse ano, para Playstation 3, Playstation 4, Xbox 360 e Xbox One e marca a entrada da franquia, com estilo, para os consoles atuais. Esse game já teve uma analise pelo Co-op Geeks e mostrou ser uma continuação bem importante para o projeto de criação do Metal Gear Solid V.
    O game é limitado em questão do armamento, mas satisfatório em questão de jogabilidade, que volta as origens do stealth.


    Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    O projeto maior de toda a franquia, Metal Gear Solid V, pode ter sua conclusão no game Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, que promete ser, mais uma vez, o game mais importante dessa geração. Com o lançamento previsto para 2015, para Playstation 3, Playstation 4, Xbox 360 e Xbox One, o game já mostra que será o mais realista de todos os outros já lançados, graças a nova engine usada pela Konami para seus futuros projetos. O enredo juntará o que foi visto em MGS: Peace Walker e MGS V: Ground Zeroes, e a jogabilidade será a mesma presenciada em Ground Zeroes.
    Ultimamente, várias informações sobre o game, ainda em desenvolvimento, estão sendo reveladas e mostra que o projeto está ficando com uma cara muito boa. Na E3 2014, um novo trailer foi exibido e mostrou uma parte chocante desse titulo. Vemos o protagonista Big Boss (que terá o codinome Venom Snake) com seu braço mecânico, mostrando a transformação de um personagem tão essencial na franquia. E para a surpresa de todos, no trailer aparece também um velho conhecido na série, Revolver Ocelot, que estará envolvido diretamente nos conflitos dentro do game.
    O game promete ser, realmente, um grande passo para se explorar ainda mais a realidade dentro dos videogames da atualidade, e se isso realmente acontecer, o limite entre cinema e games, algo comparado em quase todas as mídias de comunicação, será pouca, bem pouca!

    Spin Offs

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Outros games da franquia foram lançados como complementos ou versões melhoradas de seus jogos, como a série Subsistance, que seria o segundo e o terceiro game da franquia lançados novamente, com adicional nos extras, jogabilidade, armas e itens. Games como Metal Gear Acid, Metal Gear Ghost Babel, Metal Gear: The Twin Snakes, entre outros, também são muito famosos pela franquia.

    Curiosidade

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Uma curiosidade é a tecnologia usada em todos os games da franquia, sem exceção, para a comunicação dos nossos protagonistas com os demais personagens envolvidos na história de cada game, o nosso tão querido CODEC. Ele evolui junto com cada game lançado e é a característica marcante da franquia. Através dela, podemos saber sobre toda a drama contada na franquia, alem de conversas divertidas e, até mesmo, assustadoras, às vezes!

    A franquia Metal Gear realmente engloba muito mais do que fora resumido aqui, mas já podemos perceber o quão complexo esse universo pode ser, e também o quão importante a franquia foi, e é até hoje, para cada console lançado, sendo sempre o exemplo da evolução no que diz respeito a games bem desenvolvidos, bem sucedidos e bem estruturados.

    Metal Gear

    Plataforma: NES
    614 Jogadores
    18 Check-ins

    40
    • Micro picture
      heeroyuy · 2 meses atrás · 2 pontos

      Melhor metal gear 1,3 e 4
      o resto sem graça sem emoção

    • Micro picture
      mattfenrir · 2 meses atrás · 2 pontos

      Tem que virar artigo destaque.

      1 resposta
    • Micro picture
      santz · 2 meses atrás · 2 pontos

      Estou jogando o primeiro, de MSX e de fato é um baita jogo, mas tenho que ficar procurando um guia toda hora.

      1 resposta
  • palomaref Paloma Cristini
    2018-08-02 10:53:28 -0300 Thumb picture

    Desafio: 30 Dias - Minha Vida nos Jogos

    Vou adaptar um pouco esse @desafio para meu cotidiano agitado, pra eu conseguir postar todos os dias hahahaha.

    Falarei um pouco de cada dia dele e tentarei seguir o máximo possível sem repetir os jogos.

    DAY 17 - FAVORITE ANTAGONIST: Liquid Snake ♥ (dá-lhe mais Metal Gear hahahaha).

    Tenho essa action figure a quase 2anos e foi a melhor aquisição que eu consegui ♥

    DAY 1 - DAY 2 - DAY 3 - DAY 4 - DAY 5 - DAY 6 - DAY 7 - DAY 8 - DAY 9- DAY 10 - DAY 11 - DAY 12 - DAY 13 - DAY 14 - DAY 15DAY 16

    Metal Gear Solid

    Plataforma: Playstation
    6572 Jogadores
    231 Check-ins

    17
  • palomaref Paloma Cristini
    2018-08-01 11:04:27 -0300 Thumb picture

    Desafio: 30 Dias - Minha Vida nos Jogos

    Vou adaptar um pouco esse @desafio para meu cotidiano agitado, pra eu conseguir postar todos os dias hahahaha.

    Falarei um pouco de cada dia dele e tentarei seguir o máximo possível sem repetir os jogos.

    DAY 16 - GAME WITH THE BEST CUTSCENES: bom, como eu já coloquei Metal Gear Solid 4: Guns of The Patriots nessa lista, vou pular para outro game que eu mais adoro em questão de cutscenes, o Metal Gear Solid V: The Phantom Pain.
    Cada cena só acrescenta mais perfeição a esse jogo ♥ ! Amo todas as cenas, mas a do Sahelanthropus é de arrepiar !!!!

    DAY 1 - DAY 2 - DAY 3 - DAY 4 - DAY 5 - DAY 6 - DAY 7 - DAY 8 - DAY 9- DAY 10 - DAY 11 - DAY 12 - DAY 13 - DAY 14DAY 15

    Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

    Plataforma: Playstation 4
    1208 Jogadores
    513 Check-ins

    13

Carregar mais postagens

Continuar lendo → Reduzir ←
Carregando...