• _gustavo Luis Gustavo Da Luz
    2019-04-06 18:21:09 -0300 Thumb picture

    SEGA considera lançamento de Judgement também no PC

    Feliz com o sucesso de suas franquias em novas terras, a SEGA revelou planos para lançar a versão americana de Judgement também no PC

    Yakuza Kiwami 2 já foi recém revelado e segundo o produtor Kazuki Hosokawa as barreiras foram quebradas com o enorme sucesso que a saga de Kazuma Kiryu fez na Steam. 

    Recentemente, Pierre Taki o ator principal do game foi preso, fazendo com que a Sega interrompesse as vendas no Japão e o re-escalasse para o lançamento em inglês que continua confirmado para o dia 25 de Junho nos EUA e Europa para PS4. 

    27
  • speedhunter Renan Loiola
    2019-03-14 21:28:04 -0300 Thumb picture
    22
    • Micro picture
      _gustavo · 10 months ago · 2 pontos

      Caramba, tenso, o jogo parece que ta muito bom no mesmo nível dos Yakuza

      1 reply
    • Micro picture
      cristalescuite · 10 months ago · 2 pontos

      Estava vendo trailers desse jogo e me interessei bastante.

      1 reply
    • Micro picture
      fonsaca · 10 months ago · 2 pontos

      Ué, tenho nada a ver com a vida desse ator aí! Hahahaha!

      2 replies
  • anduzerandu Anderson Alves
    2017-09-16 17:30:42 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Castlevania: Judgment

    Zerado dia 15/09/17

    O nome desse jogo está "Judgement" ao invés de "Judgment" aqui no Alvanista. Se alguém quiser corrigir...

    Eis aqui outro jogo nada popular da biblioteca do Wii ou da franquia Castlevania, o tal do Judgment!

    Esse é um jogo que conheci há uns anos atrás na faculdade, antes de ter meu próprio Wii e um amigo o ter em seu HD. Ele amava o jogo.

    O fato é que eu tava bem por fora de qualquer coisa que não fosse NES, SNES, PS1, N64 e Nintendo DS nessa época, e até o Wii parecia um sonho meio distante da minha realidade, principalmente quando o assunto era interesse, e a novidade me pareceu muito legal.

    Primeiro que era um jogo de luta bem "trevoso" e com personagens grandes de uma franquia que eu sempre amei e segundo porque os personagens haviam sido desenhados por Takeshi Obata, o ilustrador de Death Note!

    Na época eu achei o jogo medíocre e resolvi dar uma nova chance uns meses atrás quando esse mesmo amigo passou a tarde comigo. De cara já é perceptível como o jogo não envelheceu muito, como vários jogos do console e da geração passada, sobretudo os mais "3D".

    No menu iniciar há a opção de jogar os seguintes modos:

    -Story: escolha um dos personagens disponíveis e lute por 10 estágios. Ao finalizá-lo, um novo personagem será liberado para a jogatina e o enredo nos incita a terminar esse modo com todos eles, como eu fiz, e assim abrir a verdadeira última luta contra um chefão bizarro.

    -Arcade: zere o mais rápido possível, como em todo jogo de luta.

    -Versus: jogar contra amiguinhos.

    -Castle: você anda por um mapa e cumpre missões, mais ou menos como naqueles desafios dos últimos Super Smash Bros. (Wii U e 3DS).

    Na minha jogatina contra meu amigo, tivemos problemas de sequer mover o cursor na tela principal, até percebermos que, o fato de o controle de Gamecube estar conectado no Wii, o fez ser o player 1, e aparentemente o player 2 não pode fazer nada nesses menus. Tosco demais!

    Durante a luta, outro problema: o personagem do meu amigo não atacava, até que ele lembrou que os ataques com o wiimote são feito com o motion control dele, ou seja, balançando o controle como um bobão aleatoriamente. Esse tipo de coisa eu sempre achei bem forçada no Wii e já me fez desistir de jogar coisas como Bully e Dead Rising nele.

    Além de tudo isso, só há um botão de atacar, enquanto um outro lança sub-armas como a cruz e machados, mas isso custa corações, como na série principal. Esses corações podem ser conseguidos ao quebrar candelabros pelo cenário.

    Outros comandos são, usar o ataque especial, defender, pular, esquivar e claro, se mover, mas alguns desses você mal usa. É tudo bem básico e repetitivo.

    No geral mesmo, o jogo me lembra Soul Calibur e acredito que esse seja mesmo o intuito: uma alternativa pra plataforma que meio que não tinha nada do gênero, como Tekken, e o SC de Wii é meio que um beat'em up até onde eu sei.

    Cada personagem é diferente, tanto em ataques e armas quanto tamanhos, pesos e estratégias em geral, o que é bacana, mesmo sendo apenas uns 10 ou 12 no total, depois de abrir todos.

    No modo Castle, abrimos itens para serem equipados e usados como roupas alternativas. Não joguei muito, mas equipei óculos escuros no Simon Belmont na roupa custom e ficou super tosco hahaha.

    Resumindo: Castlevania Judgment é um jogo simplório, visual e mecanicamente, mas dá pra brincar. O modo single-player é meio chato e repetitivo, mas há a opção de mudar a dificuldade pro Easy e sair zerando sem fazer quase nada e bem rápido, coisa que acabei fazendo depois de tanto perder e me irritar depois de 3 personagens. O mais interessante é mesmo jogar o multiplayer, mas só ser você não tiver nada melhor em casa, porque como jogo mesmo, não há novidades.

    De bom: legal ver tantos personagens que gosto num só jogo e até referências em seus golpes e no pouco de enredo que há entre os combates. Controles bem simples e até estratégicos, apesar de ser possível vencer só usando o mesmo golpe sem parar, coisa que o próprio CPU fez demaaaais. Acho legal que tenha vários modos diferentes e coisas pra abrir, o que deixa o replay bem mais legal. Muito legal que tenha a Shanoa do Order of Ecclesia e o Cornell do Legacy of Darkness (N64).

    De ruim: muito repetitivo. Pra zerar com todos os personagens no modo Story, fica muito cansativo e parte disso é por conta dos controles muito fáceis, que dão pouquíssima variedade pra Judgment. Não gostei muito da releitura de vários personagens, como a Morte, que ficou sem capa e andando como uma pessoa, Simon que ficou parecendo o Light Yagami e outros que ficaram bem afeminados. O Alucard é muito feio! Achei tosquíssimo que vários personagens não estão incluídos, como Julius Belmont e Soma Cruz e ao invés disso, forçaram alguns inimigos a ficarem mais humanóides ou beiraram a loucura a possibilidade de jogar com um maldito Golem.

    No geral, até dá pra jogar, mas realmente se a sua opção for apenas o Wii e você estiver atrás de jogos de luta e sem opções (e principalmente, se tiver dois controles de Gamecube). Após zerar, experimentar com todos os lutadores até o final, dar uma jogada nos outros modos e tudo mais, não achei a experiência muito satisfatória, porém, esse jogo ficaria bem melhor em plataformas mais novas e sendo feito com mais cuidado. Passável.

    Castlevania Judgement

    Platform: Nintendo Wii
    553 Players
    7 Check-ins

    10
    • Micro picture
      juninhowii360 · over 2 years ago · 2 pontos

      Joguei muito pouco esse, lembro que achei legal mas Smash Bros Brawl, Naruto Shippuden Gekitou Ninja Special e DBZ Sparking Meteor reinavam lá em casa no Wii.

      1 reply
  • anduzerandu Anderson Alves
    2017-04-27 14:09:20 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Gears of War: Judgment

    Zerado dia 27/04/17

    Peguei esse jogo vários meses atrás junto com o 3, mas agora que estou quase terminando com meu XONE, me senti obrigado a jogá-lo antes do 4.

    Bom, eu sempre me perguntei o porquê de ninguém falar de Gears of War: Judgment e um tempo atrás eu vi alguma postagem no Facebook de jogadores metendo o pau no jogo, falando que era o pior da série etc.

    Mas o que pode dar errado num GOW pra fazer ele pior (ou até melhor) que os outros? Não é a mesma fórmula sempre? Bom, digamos que Judgment é um pouco diferente mesmo, mas isso não chega a torná-lo um jogo ruim.

    Ao iniciar a aventura, uma coisa já fica óbvia: GOW:J é um jogo muito bonito (não sei se alguma imagem aqui fará jus a ele). O jogo não tem serrilhados nem texturas bizarras de vários jogos daquela geração, como o próprio GOW1. O framerate é bom e estável e os efeitos de iluminação são muito bonitos. Pude constatar isso em muitos pontos da campanha, que pouco deixa a desejar, visualmente, em relação a nova geração (lembrando ainda que acabei de vir de Halo: Reach, que era bem mais tosco).

    Infelizmente, toda a beleza do jogo foi mal aproveitada com cenários pequenos e fechados e limitados. Toda aquela parte épica característica da série praticamente não existe aqui. Na verdade, parece até que eu tô jogando um modo multiplayer do 3.

    As mecânicas do jogo seguem a mesma ideia de sempre: andar, correr, atirar, recarregar (com aquela barra que define a velocidade do reload - uma das características que mais gosto em Gears of War), matar monstros, trocar de arma e afins.

    Porééééém, Judgment ficou APENAS nisso!

    Sabe como funciona cada capítulo? Ele é dividido em 5, 6, 7 seções. Cada partes se resume a:

    -andar, matar uns monstros, chegar em outra parte e matar algumas ondas (waves) de inimigos, e chegar na estrela, onde aquela seção termina.

    Pois é, parece um modo multiplayer arcade. As fases são praticamente um pequeno corredor e seu objetivo é alcançar o final.

    Sabe toda aquela coisa cinemática, controlar armas gigantes, robôs, atirar de naves e tudo mais? Essas coisas foram praticamente extintas e o jogo segue em cima de um enredo beeeem besta, que na verdade gira em torno do passado dos "4 protagonistas" desse jogo.

    Pois então, os 4 membros estão sendo julgados na côrte e cada capítulo é a justificativa de cada um dos eventos que seguiram em ordem no passado! Aliás, cada capítulo é jogado com um personagem diferente do grupo, e eu nem sei o porquê, já que não há diferença de um para outro em relação a armas ou habilidades que poderiam ter sido adicionadas. TODOS SÃO MARCUS FÊNIX!

    Apesar disso, gostei desses personagens e suas características.

    As partes empolgantes ficaram super limitadas, como o uso do robô do 3 em uma parte e ao uso de algumas armas fortes que raramente dão as caras.

    Além do modo Judgment, a campanha libera mais tarde o modo Aftermath, que é uma extensão de GOW 3. Se duvidar, o melhor capítulo da série e mais longo que os outros, com a volta de vários inimigos da série, além dos já presentes em GOW:J. Apenas ao fechar esse modo é que os créditos sobem.

    O jogo é bem superficial, o que acredito que muita gente tenha odiado. Além disso, não ter o Marcus, mas o Baird em seu lugar, com certeza fez muita gente torcer o nariz.

    Pra completar, o jogo começa e acaba quase que do nada. Nem parece que eu joguei! O final, apesar do último chefe ter sido a coisa mais relevante, é bem "meh".

    Resumindo: Gears o War: Judgment é apenas mais um jogo da série, mas com alguns dos maiores atrativos que ela poderia ter para muitos jogadores, como um enredo decente. Ainda assim, o jogo dividido em partes curtas fica mais simples e rápido. Não foi uma experiência que odiei, mas é um jogo que não tem muito motivo para ser jogado a não ser matar uns monstros sem comprometimento. Acredito que jogar a campanha em dupla possa ser mais interessante.

    De bom: jogo bonito e que dificilmente cai framerate. Volta de muitos elementos do passado, além da adição de novos, como armas e inimigos. Sistema de rank que vai até 3 estrela em cada estágio e leva várias coisas em conta, que é legal para um replay e para abrir mais coisas. Acredito que o multiplayer seja legal, como sempre foi na série.

    De ruim: superficial. Um jogo de matar ondas de monstros em estágios curtos. Amigos burros, que ou te socorrem super rápido ou fogem quando você está caído. Faltaram mais chefes e mais partes com jogabilidade e objetivos diferenciados. Não tive aquela noção de estar numa super guerra como nos jogos anteriores. Ainda tem aquele clima de piadas e descontração estilo filmes de Hollywood que não gosto.

    No geral, Judgment é bacana, mas fico com o 3 mesmo. Até jogaria novamente de 2 jogadores pelas desafios rápidos e simples, apesar de ter algum desafio aqui e ali. Fica guardado pro caso de ter visitas que gostem da série e não tenhamos mais o que fazer.

    Gears of War: Judgment

    Platform: XBOX 360
    1891 Players
    223 Check-ins

    4
  • gzferrar Guilherme Zortéa Ferrari
    2014-02-01 12:44:02 -0200 Thumb picture

    Gears of War Judgment - XBOX 360-​Por R$29,99

    Gears of War Judgment - XBOX 360

    Gears of War Judgment conta a história anterior aos fatos ocorridos da série Gears of War, que continua com o mesmo objetivo, que é livrar a terra do ataque alienígena.

    Por R$29,99

    link: http://www.shopb.com.br/ecommerce_site/produto_31655_4488_Gears-of-War-Judgment-XBOX-360

    Gears of War: Judgment

    Platform: XBOX 360
    1891 Players
    223 Check-ins

    2

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...