• palomaref Paloma Cristini
    2019-08-09 13:40:39 -0300 Thumb picture
    Post by palomaref: <p>Segunda parte de um gameplay completo onde jogue

    Segunda parte de um gameplay completo onde joguei a DLC Desperate Escape no Professional Mode com um amigo.

    Resident Evil 5

    Platform: Playstation 4
    152 Players
    16 Check-ins

    9
    • Micro picture
      hyuga · about 1 month ago · 2 pontos

      eu que odeio fases com inimigos infinitos imagina como me senti nessa DLC

      1 reply
  • 2019-07-12 14:31:02 -0300 Thumb picture

    Joystick Terrível Podcast 22 – Resident Evil 1

    Fala Joystickters!!!

    Antes de investigar aquele corpo moribundo no chão dê play nesse episódio mais que especial do nosso podcast. Gustavo Biazoli, Felipe Demolidor e Matheus “O Crítico” compartilham suas experiências com o primeiro – e inesquecível – Resident Evil, de 1996. Neste Episódio: “Conheça as principais influências”, “fuja dos cachorros malditos”, “cuidado antes de aceitar um trabalho na Umbrella” e “enfrente o Tyrant no final (ou não)”.

    Participantes:

    @gustavobiazoli | @demolidorjt | @thecriticgames

    Link: http://joystickterrivel.com.br/joystick-terrivel-podcast-22-resident-evil-1-a-mansao-os-monstros-e-a-umbrella/

    Ouça também pelo Spotify: https://open.spotify.com/episode/1FGt2Oh8qEvFfrkP5...

    ------------------------------------------------------------------------------------

    Edição e Arte: Gustavo Biazoli

    Web Master: Maciel Portugal

    Curtiu nosso podcast? Assine nosso feed www.joystickterrivel.com.br/feed/podcast e compartilhe com a galera, espalhe o Joystick Terrível entre os amigos.

    Criticas, Sugestões, Elogios: mande um e-mail para contato@joystickterrivel.com.br (não esqueça do seu nome completo, profissão e cidade)

    ------------------------------------------------------------------------------------

    Acompanhe nossas rede sociais:

    Facebook - Youtube - Twitter - Instagram - SITE

    Resident Evil

    Platform: Playstation
    8730 Players
    70 Check-ins

    19
  • andre_andricopoulos André Zanetti Andricopoulos
    2019-05-01 20:27:56 -0300 Thumb picture
  • palomaref Paloma Cristini
    2018-07-25 10:07:30 -0300 Thumb picture

    24 de Julho de 1998 - Raccoon Forest

    Dia em que Jill Valentine, Chris Redfield e Barry Burton conheceriam as atrocidades cometidas pela Umbrella Corporation e começariam suas batalhas para erradicar o bioterrorismo. Também conheceriam os verdadeiros planos de seu capitão, Albert Wesker.

    Site ➡ http://www.residentevil.com.br
    Facebook ➡ http://www.facebook.com/revilbr
    Twitter ➡ http://www.twitter.com/revilbr
    YouTube ➡ http://www.youtube.com/revilbr
    Instagram ➡ http://www.instagram.com/revilbr

    Resident Evil

    Platform: Gamecube
    1944 Players
    31 Check-ins

    7
  • palomaref Paloma Cristini
    2018-07-19 15:02:10 -0300 Thumb picture

    Platina N° 7 - Resident Evil Revelations (PS3)

    Mesmo sendo um game da franquia Resident Evil, eu odeio essa platina. Eu sofri demais com ela.
    Consegui jogar tranquilamente a campanha e até na dificuldade Infernal, amo o enredo e personagens do jogo, mas meus problemas começaram no Boss Final, Jack Norman. Quem jogou sabe que ele na dificuldade mais difícil do jogo É REALMENTE INFERNAL (e o Chris não ajuda em porra nenhuma...).
    Depois dessa experiencia terrível eu fui para o modo online, que me deixou ainda mais com raiva desse jogo... 
    Server caia toda hora, não conseguia terminar o stage e completar as tarefas de alguns troféus...
    Eu era praticamente obrigada a jogar essa merda devido a um relacionamento horrível na época, que gerou brigas e discussões...
    Eu só lembro que quando eu platinei esse jogo, eu nunca mais encostei nele e até hoje permanece assim (quero mudar isso, jogando ele novamente sozinha, mas estou pensando na ideia ainda...).

    (Na imagem, tem mais detalhes como quantos dias levei pra platinar, a data da platina e horário, então não preciso escrever aqui).

    Platina 1 - Platina 2 - Platina 3 - Platina 4 - Platina 5Platina 6

    Resident Evil: Revelations

    Platform: Playstation 3
    1102 Players
    252 Check-ins

    15
    • Micro picture
      rshadowss · about 1 year ago · 2 pontos

      Eu já achava o Norman um saco no normal, imagina no Infernal.
      O Modo Raid desse REV é um sofrimento, tem fases muito difíceis, pra minha sorte as vezes eu acabava pegando uns caras que usavam hack, então eu só acompanhava haha depois eu achei um BR que sabia umas coisas, acabou me ajudando bastante, principalmente no Navio Fantasma.

      1 reply
    • Micro picture
      rafaelbarbosa · about 1 year ago · 2 pontos

      Esse eu nem corri atrás de platina, porque joguei a versão 3DS quando saiu, e não curti tanto quanto o público em geral. Achei divertido, mas nada que valesse dezenas de horas.

      1 reply
  • palomaref Paloma Cristini
    2018-07-17 13:09:14 -0300 Thumb picture

    Desafio: 30 Dias - Minha Vida nos Jogos

    Vou adaptar um pouco esse @desafio para meu cotidiano agitado, pra eu conseguir postar todos os dias hahahaha.

    Falarei um pouco de cada dia dele e tentarei seguir o máximo possível sem repetir os jogos.

    DAY 5 - GAME CHARACTER YOU FEEL YOU ARE MOST LIKE (OR WISH YOU WERE):  esse é complicado, porque posso responder com duas opções.
    Eu amo demais a Jill Valentine, e tudo que faço na vida é inspirado nela, então claro que sempre quis parecer com ela, porem muitos me acham parecida com a Helena Harper (Resident Evil 6) e eu acabei meio que aceitando, por ela ser parceira do Leon hahahahaha.
    Eu não vejo objeções entre as duas, então acho que pode ficar assim a resposta ♥

    DAY 1 - DAY 2 - DAY 3DAY 4

    Resident Evil 6

    Platform: Playstation 3
    6399 Players
    437 Check-ins

    18
  • anduzerandu Anderson Alves
    2018-03-13 01:47:09 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Resident Evil: Revelations

    Zerado dia 12/03/18

    Caraca, Anderson! Outro jogo?!

    A verdade é que eu venho jogando esse jogo casualmente há umas semanas, mas desde ontem resolvi eliminar as pendências e fechei logo vários capítulos.

    Por outro lado, Resident Evil: Revelations é um dos jogos que posso dizer que sou mestre. Zerei duas vezes na época do 3DS depois de ganhá-lo num sorteio numa época que meu único jogo do portátil era Mario Kart. Mais tarde (já tinha vendido a versão de 3DS há tempos) joguei e zerei a versão HD no Xbox 360. Meses depois vi alguem vendendo a versão de 3DS bem baratinho, comprei e zerei de novo. Um dia na casa de um amigo comecei o jogo e fui até a metade no Wii U. Aí anunciam RE:R pra Switch, um amigo se empolga e diz que quer jogar o modo Raid online e o título aparece numa promoção.

    Normalmente eu só posto (e jogo) jogos que zerei pela primeira vez, mas como nunca fiz uma postagem sobre Revelations 1, achei válido fazer a análise, já juntando com experiências anteriores em ouras plataformas. Outra coisa que vale ressaltar é que estou próximo dos 1000 jogos zerados, mas não estou considerando diversas versões de um mesmo título na contagem.

    Eu não sei se você viveu isso, mas a época de lançamento desse jogo pro portátil da Nintendo foi mágica! Eu tinha algum interesse no jogo e queria joga rum dia, mas ganhá-lo foi uma grande surpresa e uma ótima alternativa para as longas jogatinas online de Mario Kart 7. Todos estavam ainda descobrindo o 3DS e as suas capacidades, jogando demos dos poucos jogos até então disponíveis, brincando com as funcionalidades e aplicativos. Era tudo tão lindo e novo, um salto e tanto em relação ao DS. Um portátil com um visual meio Gamecube/Wii de forma moderna, mais colorida e com efeito 3D!

    Depois de conhecer um pouco de jogos da eshop, como Dillon's Rolling Western (que ainda nem joguei) e Pushmo, esse Resident Evil chegou com um grande impacto. Um jogo tão robusto e mais sério, com um ENREDO de verdade e ainda a possibilidade de jogar online ou local com amigos.

    O mais incrível ainda era o visual. Que jogo bonito, meu deus! Quem jogar as outras versões vai achar o jogo meio datado ou simples, mas temos que lembrar que ele é um port.

    Revelations tem como proposta trazer a jogabilidade do RE4 e atmosfera claustrofóbica de jogos anteriores a ele.

    A estória gira em torno principalmente da Jill e do Chris, que, junto a outros personagens (Parker e Jessica) estão investigando atividades de um grupo terrorista em um navio de abandonado. E tudo isso antes dos eventos do primeiro jogo do PS1!

    Você gosta de explorar mansões: Pois é, imagine um gigantesco navio, com alas diferentes, muita inda e vinda e exploração. É incrível!

    A parte mais bacana é que o jogo tem um enredo digno de uma série bem feita de TV, tanto que ele é contado assim, dividido em capítulos que sempre se iniciam com "Previously on Resident Evil Revelations" acompanhado de um resumo com as cutscenes mais importantes até ali.

    Essas cinemáticas, além de super caprichadas, te deixam bem intrigados sobre o que diabos está acontecendo ali.

    O enredo fica ainda mais louco a partir do momento que resolve revezando entre passado e presente e diferentes personagens, sendo que chegamos a jogar com personagens secundários em outros lugares fora desse navio algumas vezes. Eu mesmo sempre me perco um pouco sobre alguns eventos, se estão acontecendo naquele momento ou no passado. A complexidade desse plot e a importância de outros personagens deixam a coisa cada vez mais séria e dramática.

    Lembro que na primeira vez que joguei, não entendi muitas coisas e deixei informações cruciais passar batido (não sei como) e terminei o jogo completamente boiando.

    O gameplay é bem parecido com o do 4, inclusive, se você o jogou no Wii, sabe como é roubado (e bom) usar a mira do wiimote. Pois é, é possível usar os controles de movimento dos joycon do Switch para mirar e o resultado é um controle incrivelmente bom e preciso. Só dá headshot!

    A câmera fica por detrás do personagem, em terceira pessoa e você tem uma mira (normal, não à laser como a do Leon). Pra compensar, Revelations inclui monstros oriundos do vírus T-Abyss, sendo que os mais normais andam se balançando, dificultando a mira precisa, outros correm, pulam e assim por diante. Os inimigos são muito legais e espertos, sem a lerdeza dos jogos clássicos e sem zumbis humanos correndo como pessoas normais, tipo do 5 ou 6. 

    Esses monstros tem pontos fracos e padrões que diferem uma espécie de outra (fator característico da série).

    A câmera em terceira pessoa e a mobilidade meio lenta em virar e ambientes fechados dificultam a visualização de inimigos aqui e ali e dificultam sua fuga.

    Puzzles, chaves que poderão abrir salas anteriores, exploração, backtracking e até os inimigos que te matam com um único golpe estão aqui e o jogo te recompensa muito bem por JOGAR.

    Eu digo isso porque você pode seguir seu objetivo e ir direto (se souber ou lembrar como chegar aquele lugar) ou abrir o mapa e pensar no melhor caminho para chegar ao seu destino (quase sempre há mais de um caminho, o navio é bem grande), mas sair um pouco dessas rotas, explorar e voltar naquele lugar por causa da única porta que você não abriu porque só conseguiu a chave agora resulta em itens novos, como armas e upgrades para elas.

    Nesse jogo é possível "editar" o seu arsenal com peças que você encontra. Essas peças melhoram coisas como capacidade de balas por pente, menor recuo, maior dano etc.

    Uma novidade é um equipamento chamado Genesis. Esse item é um scanner que você pode usar para procurar por coisas escondidas pelo cenário. Ao segurar o botão L, o jogo fica em primeira pessoa e se tiver algo por perto, um ícone amarelo fica aceso. Ao achar alguma coisa e escanear, você encontra itens invisíveis, como ervas, munição e partes para armas.

    Escanear inimigos também tem uma finalidade, pois a cada vez que o fazemos, uma porcentagem aumenta e cada vez que se chega a 100%, você ganha uma erva de cura.

    Por fim, existem 30 marcas de mão por todo o jogo que o Genesis são identifica, ou seja, você tem que sair olhando os cenários em busca. Essas marcas servem apenas como colecionáveis, obrigatório para quem curte fazer tudo em um jogo.

    Claro, tudo isso é opcional (na minha primeira vez eu nem usava, mas nesse última eu tava super curtindo achar segredos).

    Resumindo: Resident Evil: Revelations é na minha opinião um dos melhores da série, e ainda o meu preferido dos modernos. Ele inclui tudo que faz e fez a série ser tão amada, desde a jogabilidade, variedade de armas e personagens, ótima ambientação e estória e boa dificuldade. Eu me vejo sem munição e morrendo aqui e acolá. Sinto que ainda o jogarei mais vezes.

    De bom: visuais incríveis (sobretudo no 3DS), jogabilidade fluída mas com boas limitações para dificultar um pouco. Grande variedade de armas e peças para fazê-las únicas. Enredo emocionante. Personagens super carismáticos, assim como o mapa do jogo, que tem um level design de primeira. Jogabilidade aperfeiçoada com joycons. Framerate perfeito na versão do Switch (muito fluído mesmo, talvez 60 FPS). Modo online e local. Roupas alternativas para desbloquear. Sistema de conquistas nessa versão mais nova (console da Nintendo né?). Bastante conteúdo e replay.

    De ruim: acho que o jogo sofre um pouco com o drama estilo japonês (isso se você for pensar como seria na vida real), mas pra quem curte filmes estilo Hollywood, isso não é nada.

    No geral, eu amo esse jogo de coração. De dar vontade de comprar um daqueles 3DS antigos pequenos e jogar nele pela nostalgia (nostalgia de 2012 haha). Embora todas as versões sejam boas, vou recomendar jogar no portátil por fazermos coisas no touchscreen, como desparafusar ou uma parte que "grava" a sua impressão digital, ou que jogue nas versões mais recentes. Apesar do Revelations 2 não ter atendido as expectativas, ainda rezo por um terceiro jogo, talvez com Leon e Ada. Sinceramente, se um jogo desse ganha tantas versões diferentes, é porque merece ser jogado!

    Resident Evil: Revelations

    Platform: Nintendo Switch
    32 Players
    11 Check-ins

    15
    • Micro picture
      vinicios_santana · over 1 year ago · 2 pontos

      Poxa, eu joguei a Demo no 3DS e me encantei, mas não cheguei a comprar, pois pouco tempo depois, comprei o Wiiu e vi que o jogo seria lançado em breve para ele, joguei a Demo do Wiiu e também me encantei, um amigo chegou a me oferecer o jogo de 3ds bem barato, mas eu optei por jogar no Wiiu, mas fui comprando outros jogos e acabei não comprando o Resident, minha mulher engravidou e vendi grande parte de minha coleção e adquirir um jogo novo, estava fora de questão.
      O tempo passou e eu esqueci do jogo, um dia na casa de minha sogra, assistindo a Play TV com meu cunhado, falam sobre o Revelations e meu interesse voltou, mas logo em seguida ele desapareceu, pois meu cunhado, que é fan da franquia e jogou vários jogos dela, disse que não tinha gostado do jogo, que não varia a pena etc.
      Agora lendo seu texto, fiquei com vontade de jogar, mas com o bebê, fica muito difícil jogar e comprar qualquer coisa, então vou esperar sobrar algum dinheiro ou surgir uma troca.
      PS. Meu amigo ainda está tentando vender sua cópia de 3DS, mas infelizmente eu já não possuo um, se você se interessar, posso ser o mediador entre vocês.
      Grande abraço e ótimo texto.

  • gusgeek Gustavo Francescheto
    2017-11-07 08:06:31 -0200 Thumb picture
    42
  • gusgeek Gustavo Francescheto
    2017-09-06 08:35:10 -0300 Thumb picture
  • gusgeek Gustavo Francescheto
    2017-06-30 11:52:59 -0300 Thumb picture

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...