• 2021-02-28 17:04:20 -0300 Thumb picture

    Grindingcast 038 - Shadowrun Returns


    Sejam bem vindos a mais um Grindingcast! E nesse episódio iremos falar de um RPG que traz uma proposta de adaptação de um sistema de RPG de mesa e que só fui possível graças a uma campanha bem sucedida de financiamento coletivo. E graças ao sucesso deste primeiro jogo, conseguiu lançar mais 2 jogos desta franquia! Estamos falando de Shadowrun Returns.

    Escute aqui: https://geekquest.org/2021/02/28/grindingcast-038-shadowrun-returns/


    Gostou do podcast? Tem duvidas e Sugestões?

    Deixe sua opinião aqui nos comentários

    Shadowrun Returns

    Platform: PC
    340 Players
    45 Check-ins

    16
    • Micro picture
      artoriasblack · 7 days ago · 3 pontos

      Gostei de saber que o game tem poucas horas de duração, motiva mais a pessoa pegar o game e termina-lo ,para variar de Jrpgs de 100 horas de jogo

      1 reply
    • Micro picture
      santz · 3 days ago · 1 ponto

      Esse jogo eu nunca joguei, mas pelo nome, achei que seria algo parecido com o Shadowrun do Super Nintendo. Conforme vocês começaram a explicar as mecânicas de classe e combate, percebi que era muito parecido com o jogo que estou jogando atualmente com meu irmão, o Divinity: Original Sin. Caras, como esse tipo de jogo é confuso. As possibilidades para resolver os puzzles num de magia e fantasia já é difícil, nem consigo imaginar como é num jogo futurista com cenário cyberpunk. Mas o cast ficou bem da hora e parabéns por mais um ótimo trabalho. Vocês são foda.

  • 2021-02-14 19:50:18 -0200 Thumb picture

    Grindingcast 037 - 2 anos de RPGs

    Sejam bem vindos a mais um Grindingcast! E nesse episódio iremos comemorar a marca de DOIS ANOS DE VIDA DO GRINDINGCAST! E para comemorar este momento emocionante, vamos apresentar o primeiro PRÊMIO MULETA DE OURO!

    Escutem em nosso site: https://geekquest.org/2021/02/14/grindingcast-037-2-anos-de-rpgs/

    22
    • Micro picture
      manoelnsn · 22 days ago · 3 pontos

      Pior que, agora que estou usando muleta, ela é realmente bem útil, viu... ahuahauhaua

    • Micro picture
      kalini · 22 days ago · 3 pontos

      Preferir Bianca a Celes pra best waifu é muita sacanagem, hahahha

    • Micro picture
      wiegraf_folles_ · 22 days ago · 3 pontos

      Parabéns manos.

      To pra corrigir meu fone pra ouvir vocês.

  • 2021-01-01 00:12:06 -0200 Thumb picture

    Grindingcast 036 - Pokémon Yellow

    Sejam bem vindos a mais um Grindingcast! E nesse episódio iremos tratar o começo de uma das maiores febres do mundo dos jogos! Apresentaremos o nosso jeito de viver, pois ninguém nunca foi igual! Peguem suas pokébolas pois são mais de 150! Estamos falando da primeira geração de Pokémon!

    Escute: https://geekquest.org/2021/01/01/grindingcast-036...
    Gostou do podcast? Tem duvidas e Sugestões? Deixe sua opinião aqui nos comentários ou deixe seu feedback
    Pokemon Yellow Version: Special Pikachu Edition

    Platform: Gameboy Color
    904 Players
    82 Check-ins

    30
    • Micro picture
      rax · 2 months ago · 3 pontos

      Feliz Ano Novo o/

    • Micro picture
      jcelove · 2 months ago · 3 pontos

      Não sou muito fã de pokémon mas acertaram justamente na nostalgia já que o Yellow pra mim era como jogar a história do Ash.

      O jogo realmente não deixava claro o quao porfundo o sistema de batalha e tipos de monstros era profundo, talvez pelo foco ser nas crianças permitia mesmo jogar a campanha com um pokemon só tankando tudo. A primeira vez que terminei foi dugtrio, pikachu e charizard detonando todo mundo até entrar no hall da fama.Da uma boa ilusão de que se esforçando qq pokemon pode ser OP que lembr a pegada do Ash mesmo, ai qdo ia pro competitivo era humilhação XD

      Nunca tive coragem de colocar o Pikachu no PC, a cara triste dele tinha efeito do olhar do gato do Shrek.

      Não entendo a paciência de quem grinda honestamente no jogo, no post game to a anos tentando conseguir o dragonite e ainda faltam 20 niveis. Demora demais pra evoluir depois do 40.hehe

      Eu só zerei mesmo qdo peguei a versão lançada na Eshop do 3ds, que por sinal tinha como maior destaque a possibilidade de trocar pokemons com outros 3ds (mas apenas localmente) e mandar pro Poken Sun/Moon via pokebank. Como não tenho amigos e ninguém com 3ds aqui acabei continuando forever alone do mesmo jeito, mas era um atrativo legal pra desenbolsar os caros 16 reais em um jogo digital de GB.

      Uma coisa chata é que tiraram o glitch do Missigno no veio do começo do jogo, como só fui tentar fazer depois de zerar não tinha mais nenhum treinador pra me abordar e fiquei sem chance de duplicar itens (rara candy era minha esperança pra ter o dragonite U_U)

      Outra coisa que não sei se é exclusiva do port do 3ds é que da pra jogar o minigame do Pikachu surfista mesmo sem ter surf no Pikachu, só entrar na casa perto da praia e iniciar o game. É basicament eum excitebike do Nes na água.

      5 replies
    • Micro picture
      vinicios_santana · about 2 months ago · 3 pontos

      Conheci Pokemon no GBC de um amigo, jogando o Silver, mas nunca fui muito longe, tempos depois, com o advento dos emuladores, joguei praticamente todos, mas novamente, nunca terminei nenhum.
      Anos depois, eu já era um rapaz em idade propícia para o serviço militar obrigatório e fui selecionado junto de outros 99 guerreirinhos nascidos no anos de 1991.
      Foram 10 meses difíceis.
      Perto do fim do período de serviço, um amigo me emprestou um GBA SP e com ele Pokemon Esmerald. Ruby era meu favorito da época dos emuladores e jogar o Esmerald foi como reviver aquela época.
      Eu jogava quase sempre nos meus períodos de ronda, entrava num matinho e ficava fazendo golpes giratórios do Zanguieff enquanto olhava fixamente para a frente, ao entrar numa batalha, A,A,A,A, corre, corre, corre, A,A,A,A.
      Todo item que melhorava atributos eu adicionei no meu Blaziken Jojo e ele atropelou toda a elite dos 4, com Quick attack, Blaze kick e High Jump Kick. Além da mega velocidade e habilidade de ficar com 1 de HP em vez de morrer.
      Blaziken é até hoje meu pokemon favorito, cheguei a comprar o Pokemon Y do 3DS e logicamente usei a galinha lutadora, uooou, o Blaziken é um galo de briga, agora que caiu a ficha. Enfim, reprisei a estratégia que usara anos antes nas frias guaritas do quartel.
      Nunca tive muita paciência pra ficar treinando o pai, depois o filho, pra no futuro ter um pokemon de terceira ou quarta geração com os atributos perfeitos.
      Jogava até acabar o modo história e partia pra outro.
      Voltando um pouco no tempo, nessa mesma época do serviço militar, eu estudava de manhã e trabalhava em meio período numa loja de Magic e Pokemon TCG.
      conheci o jogo de cartas com um amigo da escola e apresentei aos outros amigos em comum e acabei conseguindo esse trabalho.
      Participávamos de torneios, tinha insígnias e tudo mais.
      Nessa época recebi o apelido de Professor Elm, logicamente só por eu usar óculos e ter o cabelo curto no padrão militar.kkkk
      No TCG montei alguns decks e fiz um, adivinhem, deck de Blaziken tunado, que nos pequenos torneios que realizávamos, consegui derrotar um deck de água/lutador de Poliwrath.
      Guardo com carinho meus decks até hoje, mas desisti do competitivo pelo alto investimento que era necessário, em um dia você ganhava de uma pessoa, no outro dia ela estava com um deck novo com as cartas mais raras e poderosas. Isso é legal, mas só para quem tem acesso.
      Curioso é que tenho amigos que jogam até hoje, mas migraram completamente para a versão digital.
      Abaixo mando uma foto de meu deck, além do playmat improvisado que usava na época.
      https://drive.google.com/file/d/0ByPNlLsjOJA-OGZoWEZ6VlpQaFE/view?usp=sharing
      Uma última coisa a se citar, pois esse feedback ficou gigante, escutar o cast me deu muita vontade de reviver esse mundo Pokemon, mas não animo embarcar nessa jornada de 60 horas, então eu comecei a ler os mangás, que aliás não foram citados no cast e são contemporâneos aos jogos, no Japão, e complementam e muito a história.

      3 replies
  • 2020-12-23 01:48:42 -0200 Thumb picture

    Grindingcast 035 - Planescape: Torment


    E aqui estamos com mais um Grindingcast! Desta vez trazendo mais um WRPG, um título bem querido e adorado por muitas pessoas, sendo uma aventura protagonizada por um silencioso protagonista em busca de sua real identidade, enquanto é acompanhado por vários companheiros bem peculiares: Planescape Torment!

    Venha dar uma conferida e não deixe de nos dizer a sua opinião e de contar a sua experiência com o jogo!

    Link:
    https://bit.ly/2WH2kjj

    Planescape: Torment

    Platform: PC
    144 Players
    18 Check-ins

    20
    • Micro picture
      jcelove · 3 months ago · 2 pontos

      A intro foi perfeita, bem na pegada do jogo.hehe
      Manoel pra variar implicando com o gênero CRPG, tsc tsc.

      Eu fui um dos que largaram o jogo no cmeço por não curtir o ritmo. Na real é dificil a estética ocidental isométrica point n click em rpg dificilmente me prende. Fui seco nele pq todos falavam que era a melhor história ever mas não tive paci~encia pra acompanhar. Ainda quero um dia voltar, só sai do mortuario la do começo, frustrado por não conseguir evitar todos os combates. Qeuro fazer um build pra passar o jogo qse todos só na labia.

      Septerra Core, que foi citado de forma embolada nos jogos lançados no memso ano já foi um jogo ocidental que me atraiu mais, principalmente por tentar ser algo na pegada de FF7 com Cgs abundantes e sistema por turnos muito inpirado em FF (só que mais lerdo), mas mesmo assim nunca fui longe nele tbm.

      13 replies
    • Micro picture
      rax · 2 months ago · 2 pontos

      Vou escutar esse episódio...

      1 reply
    • Micro picture
      santz · 2 months ago · 2 pontos

      Mais um ótimo cast falando de um grande clássico de um dos mais respeitados WRPG de todos os tempos. Fiquei bem interessado enquanto ouvia vocês falando do jogo, com personagens interessantes e um toque humorístico que me pareceu bem divertido, mas encarar um jogo que é praticamente só texto e tudo em inglês me afasta um bocado de tentar. Um dia eu ainda pego pra jogar, quem sabe... Jogar não né, ler.

      1 reply
  • 2020-12-05 20:34:50 -0200 Thumb picture

    Grindingcast 034 - Suikoden II

    Sejam bem vindo a mais um grindingcast! Nesse episodio vamos falar de um dos jogos mais queridos do Playstation, Suikoden II, se juntem a nós nessa aventura de guerra, drama, shounen e bacon.

    Download:
    https://bit.ly/33Q8qls

    Padrinho:
    https://padrim.com.br/grindingcast

    Suikoden II

    Platform: Playstation
    742 Players
    42 Check-ins

    22
    • Micro picture
      artoriasblack · 3 months ago · 2 pontos

      Parabens pelo cast, mas acredito que vocês deveriam ter falado mais do enredo, com munu spoilers mesmo. no mais, valeu o cast de 4 horas do jogo

      1 reply
  • 2020-11-01 21:09:42 -0200 Thumb picture
  • 2020-10-29 23:33:13 -0200 Thumb picture

    Grindingcast 033- Diablo II


    Sejam bem-vindos a mais um GeekQuest! E nesse mês, vamos falar dele o jogo de bater no mochila de criança, 7 pele, ardiloso, cão-tinhoso, coisa-ruim! Diablo II!

    Link: https://geekquest.org/2020/10/30/grindingcast-033-diablo-ii/

    Ajude o Grindingcast, se torne um Padrinho: https://www.padrim.com.br/grindingcast

    Gostou do podcast? Tem duvidas e Sugestões?

    Deixe sua opinião aqui nos comentários

    Diablo II

    Platform: PC
    5942 Players
    77 Check-ins

    13
    • Micro picture
      noyluiz · 4 months ago · 3 pontos

      Foi um ótimo episodio negada
      Eu só achei bem idiota esse lance do only multiplayer (sorry não lembro quem falou agora) isso ia só limitar o jogador e o público, ia ser totalmente diferente de um mmo ou um jogo que não funciona sem outros jogadores como CS e fora que ia mais ou menos ser forçar Always online num jogo dos anos 2000 (e ter a opção de Multiplayer é muito melhor como "olha da pra jogar sozinho mas a experiência é muito melhor num Multiplayer caótico com seus amigos"

      1 reply
    • Micro picture
      artoriasblack · 4 months ago · 3 pontos

      finalmente um cast de Diablo 2!!! indo ouvir

    • Micro picture
      santz · 4 months ago · 2 pontos

      Caraca, 3 horas de cast e sem zona de spoilers, como pode? E isso que vocês enfatizaram que o jogo tem um enredo muito fraco, mas ainda sim, conseguiram falar sobre a história de Diablo por mais de 1 hora. Mas o cast ficou bacana, apesar do pessoal mais criticar o jogo que tudo. Bom, eu nunca joguei esse game, mas zerei com meu irmão a versão de PS1 do primeiro e de fato, a experiência multiplayer torna tudo bem mais divertido. Será que apenas KOTOR conseguirá ser o único WRPG que conquistará vocês? Vamos ver os próximos cast. Parabéns pelo trabalho galera, especialmente o editor, que deve ter ficando maluco com um cast desse tamanho.

  • 2020-09-27 19:13:42 -0300 Thumb picture
  • 2020-09-15 21:27:52 -0300 Thumb picture

    Grindingcast 032 - Final Fantasy VI

    Sejam bem-vindos a mais um GeekQuest! E nesse mês, vamos conhecer as consequências da guerra entre humanos e criaturas místicas e o confronto entre tecnologia e a magia real! Entre loucuras de um palhaço niilista e a descoberta do significado das relações humanas, falamos de Final Fantasy VI!

    Ajude o Grindingcast, se torne um Padrinho:

    Gostou do podcast? Tem duvidas e Sugestões? 

    Deixe sua opinião aqui nos comentários

    Final Fantasy III (US)

    Platform: SNES
    2731 Players
    111 Check-ins

    18
    • Micro picture
      santz · 6 months ago · 2 pontos

      4 fucking horas de cast, cês tão maluco. Mas ri demais durante o episódio, especialmente com a zueira em cima de Legaia, Sabin e Umaro (coitado). Eu também acho o Ultros super sem graça, mas FFV também tem um personagem nesses moldes, ou seja, um vilão que aparece toda hora e tenta encaixar uma piada, mas funciona muito melhor.
      A parte mais curiosa do cast foi quando vocês reclamaram que as batalhas do jogo são cansativas, sendo que são encontros aleatórios normal de todo jogo da época. Alguns encontros são pegos de surpresa, que muda toda a dinâmica, ou mesmo tem aqueles a gente encurrala os inimigos, que dá variedade bacana. Em comparação com Dragon Quest V, o jogo é muito superior nesse sentido, pois as animações são top, os sprites são bem expressivos, o design dos inimigo é cheio de detalhes e tal, não entendi porque vocês acharam as batalhas de Dragon Quest V superior.
      Da galera que jogou, o Muriel foi o que teve a melhor experiência, especialmente por ir alternando a party, magias e testando as combinações que o jogo oferece, afinal, essa a graça do jogo, não é montar uma party boladona e fixa e jogar o game inteiro com ela, aí qualquer jogo fica chato.
      E por fim, a parte das notas ainda tá muito extensa. Enquanto eu ouvia, acabei pulando toda a explicação das notas, pois vocês acabam repetindo tudo que já falaram durante o cast e fica cansativo. Meu toque é para tentarem dar uma resumida nessa parte, não precisam detalhar e justificar tanto, a experiência em grupo discutida durante o cast já vale.
      No mais, é isso. Parabéns por mais um programa top de qualidade.

    • Micro picture
      wcleyton · 6 months ago · 1 ponto

      Melhor Final Fantasy, merecia um remake mais do que o FFVII

      7 replies
  • 2020-08-16 14:34:24 -0300 Thumb picture

    Grindingcast Drops 009 - Dragon Quest: Your Story

    Nesse drops vamos falar da tão amanda e tão odiada adaptação de uma das series mais importantes do RPG Japonês, vamos falar de Dragon Quest: Your Story.

    Link do episódio:

    https://geekquest.org/2020/08/16/grindingcast-drops-009-dragon-quest-your-story/


    Gostou do podcast? Tem duvidas e Sugestões?

    Deixe sua opinião aqui nos comentários ou deixe seu feedback no link:

    https://geekquest.org/contato/

    Dragon Quest V

    Platform: SNES
    280 Players
    16 Check-ins

    11
    • Micro picture
      jcelove · 7 months ago · 3 pontos

      Pensei q vcs fissem massacrar o filme ja q curtem o jogo e qse todo mundo aqui na Alva que vi fakando dele tetestou. Eu assisti sem saber muita coisa e achei bem rushado mas é meio o que acontece nesse tipo de animaçao e adorei o plot twist. Realmente tinha jeito de ser menos bobo, como mostrar o jogador tirando o cartucho, mas curti o lance do vr, me pegou de surpresa. No final valeu bastante a experiencia e foi um baita incentivo pra jogar o game.

    • Micro picture
      santz · 7 months ago · 3 pontos

      Olha aí, um cast do filme, massa demais. Eu sou do time que nunca jogou o game, cai de paraquedas e achei o filme super corrido. Até a parte do casamento, estava legal, mas daí contar a história de monte de geração em filme não dá muito certo. Mais para o finalzinho, estava achando mega arrastado. Agora, aquele final, putz, que lixo. Eu pesquei a ideia, mas ficou muito paião. Como que o vírus conseguiu perder a batalha se ele controlava tudo do jogo? Coisas de herói, enfim.

    • Micro picture
      vinicios_santana · 6 months ago · 3 pontos

      Eu sou um terceiro tipo de pessoa não comentado no cast, o que não jogou nenhum Dragon Quest e adorou o filme.
      Ele começar com os sprites foi algo legal pra já me situar num ambiente de video game.
      Consegui me emocionar com a morte do Seu Madruga, mesmo com pouco tempo de tela dava pra ver o quanto ele era um pai carinhoso e o sacrifício dele foi bem feito graficamente.
      O desenrolar do filme foi algo bacana, entendi a passagem do tempo e apesar de não ter jogado nenhum Dragon Quest, já joguei outros RPGs e sei o quanto é complicado comprimir 100 horas de jogo em um filme de 1 hora e meia.
      Até o momento do resgate da mãe, o filme era 10;10 pra mim.
      Assim que o vírus apareceu, foi como um balde de água fria.
      Achei viajado demais.
      Antes o final fosse apenas uma tela de tv de tubo se deligando e a tela abrindo, revelando um Superfamicon com o jogo, enquanto a criança que jogava deita no tapete e faz algum comentário filosófico, que logo é interrompido pelo grito estridente de seu amigo o chamando para brincar.
      O filme me deu muita vontade de jogar esse Dragon Quest em específico e o podcast só ajudou.

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...