• manoelnsn Manoel Nogueira
    2018-12-05 12:20:58 -0200 Thumb picture

    Testando o emulador de PS2...

    Bem, como troquei a GPU e a CPU do meu pc nesse ano, resolvi dar umas testadas no suuper leve emulador de PS2(PCSX2). Não testei coisas frenéticas como GOW(que aliás, nem pretendo jogar), mas vi uns joguinhos aqui e até que ficaram bem no modo open gl hardware do menu de plugins

    Sakura Wars V eu já tinha jogado antes, mas ia variando entre o modo software, pois a minha GPU antiga não aguentava opções muito pesadas. Com a 1060 consegui usar o modo hardware muito bem, inclusive na hora dos especiais dos bosses, que são bem vistosos. A única hora que vi um belo engasgo foi quando uma das garotas te segue na cidades(o modo free time do game), mas aí é só jogar no software e pronto.

    Persona 4 foi assustador, ele rodou super bem, tanto nas dungeons quanto nas batalhas. Só não testei nas cidades porque não tenho save dessa parte, acabei guardando apenas o último save antes de enfrentar aquele true final boss escroto lá. 

    Apesar dos problemas do game, até me bateu vontade de jogar de novo depois que ouvi a música de batalha. Ao menos ela é cativante e não me dá vontade de me dar um tiro na cabeça igual outro jogo por aí... Literalmente, huahauha

    King of Fighters XI rodou bem também. Apesar dele ser 2D, o jogo PRECISA rodar a 60fps cravados por ser um jogo de luta, e não tive problemas.

    Agora só tenho que ter saco pra enfrentar aquele Magaki chato do caralho...

    E depois o queridinho do @mateusfv, Shin megami tensei Nocturne. No modo Open GL hardware vi bugs gráficos cavalares, mas no directx hardware aparentemente rodou tudo ok. Mas como, se não me engano, ele usa a mesma engine do Persona 4, não devo ter futuros problemas.

    Testei o kof 2002 Unlimited Match também, mas... Quem se importa com esse jogo bugado da porra?

    Também quero testar o Tales of Legendia, mas mais tarde baixo a ISO dele. Quanto ao meu PS2, vendi ele pra minha irmã, já que meus sobrinhos não tinham nada pra aproveitar as férias e cheguei à conclusão que ficar colecionando videogame não é pra mim, e talvez ano que vem venda até o 3DS e fique apenas com o PC(como principal) e o Switch(pros exclusivos da Big N, como Fire Emblem e Zelda).

    Shin Megami Tensei: Nocturne

    Platform: Playstation 2
    482 Players
    129 Check-ins

    36
    • Micro picture
      wiegraf_folles_ · 11 months ago · 3 pontos

      2002 >UM< na real é balanceado só não curto como fizeram, parece até RPG e mana um maluco estoura cancelando um ataque fraco e vai teu HP inteiro por causa de meter e isso rola com qualquer char (como eles chegaram ao equilíbrio).

      Não consegui curtir Legendia, quanto a Nocturne eu ouvi dizer que a emulação dele é um tanto problemática mas dá pra jogar e recomendo bastante jogar com o Chronicles patch ou ter a ISO já que ela pode usar save um do outro de boa, caso você invista tempo no Dante ficar sem Pierce com ele é um saco daí trocando pra Raidou do patch ele usa a mesma Passive do Dante pra pegar Pierce e resolve o problema.

      Quanto ao Legendia eu não consegui gostar do jogo, mas testei muito pouco a 4 anos atrás, talvez eu deva dar uma segunda chance.

      8 replies
    • Micro picture
      onai_onai · 11 months ago · 3 pontos

      Que configurações você utilizou?

      1 reply
    • Micro picture
      luis_fajardo · 11 months ago · 2 pontos

      Minha ideia é a mesma de você: ainda quero ter um PC como estação única para emular PS2, Wii, PSP, 3DS e poder jogar todos multiplataformas das duas últimas gerações, tudo com o controle que eu escolher e numa tela satisfatória, desde o PS2 acho os games poligonais bonitos e diversas vezes considero a tela dos portáteis pequena demais!

      2 replies
  • jonomaia João Gabriel Maia
    2018-06-08 02:33:03 -0300 Thumb picture

    Erros e negligências comuns na montagem e utilização do "PC GAMER"

    Medium 3636704 featured image

    ERROS COMUNS AO MONTAR SEU PC

    Este artigo tem a finalidade de informar e alertar os futuros gamers que venham aventurar-se no mundo do PC gaming e os já usuários sobre erros e negligências comuns que podem comprometer sua experiência ou vir a te dar dores de cabeça em um futuro próximo. A partir da experiência e dos erros passados cometidos por este que vos escreve, espero poder ajudar essa parcela dos jogadores que hoje volta a crescer e a ocupar espaço significativo nos olhos da grande indústria, tanto os novatos quanto os velhos de guerra.

    [DISCLAIMER: tenha em mente que algumas das dicas dadas ao longo do artigo devem ser lidas e realizadas com cuidado e sempre atento aos riscos. Consulte sempre os manuais e fóruns em caso de dúvidas e eventualidades. Sinta-se livre para comentar também]

    [D2: recomendação de softwares ao final do artigo]

    1 - Unidades de armazenamento – HDD e SSD.

    Há uns anos atrás e, até hoje para alguns, o HD não parecia ter muita importância quando o assunto é Gaming, afinal, estes apenas tem a finalidade de armazenar dados, não é mesmo?

    Certo e errado. Sim, o HD é essencialmente responsável pelo armazenamento e transferência de dados através dos dispositivos conectados no PC. Porém, um HD de procedência ruim ou lento demais pode sim vir a ser um fator de perda de desempenho em jogos, especialmente quando o assunto é STUTTERING – ou microstuttering – as pequenas travadas que ocorrem durante o jogo em momentos chave.

    O stuttering em si é algo que pode ser causado por outros fatores também, mas no caso do HD, este acontece comumente em jogos que dependem massivamente do carregamento de texturas novas a todo momento – jogos em mundo aberto por exemplo. Estes jogos, para não sobrecarregar a memória física instalada com informações que podem ser manuseadas por outros meios, carregam diretamente do HD algumas das texturas que compõe o cenário ou então são pré-programados para utilizarem o arquivo de paginação do sistema – Memória virtual – para funcões similares e diminuir o uso da RAM.

    Por estes fatores, jogos como PUBG, Forza Horizon e outros Open Worlds podem ter desempenhos muito superiores quando instalados em um SSD, melhorando não só os tempos de carregamento mas também reduzindo drasticamente os stuttering.

    DICA: Caso o SSD não seja uma opção viável pelo seu espaço de armazenamento limitado, busque por um HD com um número maior de rotações – 7200 rpm por exemplo – e uma taxa de transferência maior. Outra alternativa são os “SSHD”, díscos rigidos híbridos que tem uma performance consideravelmente superior.

    2 – Placa-Mãe.

     A placa-mãe, como o nome sugere é o componente que permite a comunicação e funcionamento em sincronia de todos os demais. Ainda que, no caso do PC gaming, a placa de vídeo e o processador sejam os maiores limitadores, a placa mãe pode vir a ter um papel importante no desempenho destes, principalmente ao discutirmos o famoso “Overclocking”.

    No caso do processador, uma placa mãe que esteja a operar muito próximo do limite das suas especificações técnicas – como o TDP máximo informado nesta e no CPU – ou então tenha problemas de superaquecimento pode reduzir consideravelmente a performance do chip para não ultrapassar o limite seguro de operação.

    Quando o assunto é Overclocking, esse é um fator ainda mais problemático, pois os problemas acima podem ser levados ao extremo, até mesmo no caso do “turbo boost” - uma feature de overclock automático oferecido em grande parte dos processadores, pois este apenas poderá chegar limite estabelecido se as margens térmicas do CPU e placa-mãe permitirem.

    DICA: Não é preciso gastar demais, não também não economize demais. Busque por uma placa que mantenha uma margem de TDP segura do TDP máximo exigido pelo processador e que tenha boa reputação em análises e fóruns. Em casos de overclock, busque uma que possua um Power Phase maior – como 8 + 2) por exemplo – pois esse diminui o stress causado por maiores voltagens que terá de suportar.

    3 - Fontes:

    Este é outro fator que pode ser compreendido em conjunto com o anterior, pois, se a placa-mãe é o cérebro, a fonte é o coração. As fontes, de modo geral, possuem uma curva de desempenho. Nesta, é notável que operam melhor num meio termo, ou seja, com uma margem segura do limite anunciado.

    Se tal limite é frequentemente alcançando, isso pode gerar consideravel instabilidade no sistema, pelo fato de que qualquer oscilação comprometerá todo o conjunto. Uma boa fonte, portanto, além da segurança que pode proporcionar ao seu pc – pois muitas possuem proteção contra mudanças bruscas e picos de energia – são fundamentais para o funcionamento ideal do restante dos componentes.

    Placas de vídeo e seus overclocks automáticos também podem ser afetados, pois, essa feature que é implementada em muitos produtos da Nvidia por exemplo, alcançam números maiores dependendo da margem de energia e resfriamento que tem a disposição.

    DICA: Sempre busque uma fonte que ultrapasse com certa margem o consumo total de sua máquina. Os cálculos do quando seu PC utilizará e qual fonte recomendada podem ser feitos aqui:

    http://www.coolermaster.com/power-supply-calculato...

    Os selos de bronze, platinum e etc ajudam a ter uma ideia da qualidade e eficiencia do produto.

    4 - Refrigeração adequada:

    Como dito em alguns dos exemplos desse artigo, o aquecimento excessivo em alguns componentes é um fator limitador quando discutimos a performance máxima destes. A refrigeração do sistema então deve ser feita de forma consciente e planejada para obter maior eficiência. O ideal é que o gabinete possua espaço para as ventoinhas produzirem um fluxo constante de entrada e saída de ar, ou seja, jogar o ar frio para dentro e o ar quente para fora.

    Escolher um bom gabinete também pode contribuir significativamente para tal. Algumas das dicas são: torres que possuem a fonte posicionada na parte de baixo, pois esta não estará recebendo o ar quente a todo momento já que a tendência do ar quente é subir. Entradas de ar frontais ou laterais para instalar as ventoinhas que jogarão o ar frio para dentro e saidas de ar superiores e traseiras para a exalação do ar quente.

    Sobre as ventoinhas, procure sempre se atentar ao “fluxo maximo de ar” anunciado e não necessariamente a velocidade de rotação. Busque também prestar atenção na direção do fluxo indicado no produto na hora da instalação.

    O mesmo vale para placas de vídeo e processadores. Placas em modelos “mini” ou com menos ventoinhas dissiparão menos calor e podem diminuir os limites da mesma. Para processadores, os coolers padrão geralmente possuem eficiência consideravelmente baixa, algo que pode ser compensado por coolers avulsos de maior qualidade – e até tamanho, pois possuem mais área para dissipar o calor.

    5 – Equilíbrio é a chave.

    Este é um tópico que pode ser associado a todo o resto. A ideia do equilíbrio é montar um setup que não possua tamanha disparidade entre seus componente, pois isso diminuirá a chance de ocasionais problemas de performance grandes.

    O desempenho da placa de vídeo deve equiparar-se, de certa forma, ao do processador, a quantidade de memória instalada deve ser suficiente para suportar os jogos aos quais os outros dois estarão a par de jogar e assim por diante, pois, se não, em quase todas as situações haverá algum fator deficitário – o famoso “Bottleneck” (“gargalo”).

    Alguns jogos exigem mais da GPU, jogos online geralmente se utilizam mais dos CPU, jogos de mundo aberto se utilizam de mais memória de vídeo e RAM. É sempre mais eficiente montar um sistema que esteja a par de desempenho que um que apenas terá um bom desempenho em algumas ocasiões.

    DICA: para medir de forma simplificada a quantidade de bottleneck de sua configuração, acesse o link: http://thebottlenecker.com/

    6 – Configurando o Software e o Hardware

    O principal diferenciador da plataforma do PC é a liberdade de poder configurar da melhor forma de acordo com suas preferencias seus programas e hardware para levar ao máximo posivel a performance disponível.

    Mas para isso, é preciso gastar um tempo xeretando em todas as opções que o sistema operacional, os jogos e a BIOS oferece. Então vamos por parte:

    o Windows (seja qual for a versão) é, no final das contas a principal plataforma para gaming pela convencionalidade, compatibilidade e o número de apps e programas disponíveis. Porém, muitas features inseridas no sistema acabam por limitar a experiência se não configurados adequadamente. Um exemplo são os perfis de energia e performance que podem ser encontrados no painel de controle. Nas configurações avançadas de cada perfil podem ser encontradas opções de desligamento automático de portas USB (que pode ocasionalmente dificultar o uso de algumas das entradas), limite de uso do CPU e desligamento automático do HD que é recomendado que seja desativado para evitar a constante mudança de estado do disco.

    Há também um grande conjunto de tarefas que podem ser desabilitados para reduzir o uso de recursos como serviços de telemetria, cortana e outros. Uma ferramenta que auxilia neste passo é o Ultimate Windows Tweaker, disponivel em: http://www.thewindowsclub.com/ultimate-windows-tweaker-4-windows-10

    Com relação direta ao hardware, as mudanças devem ser feitas na BIOS, que é o sistema da placa-mãe acessado ao pressionar a tecla DEL ou DELETE durante o processo de boot do PC. Aos já familiarizados com tal, algumas alterações que podem aprimorar a performance de modo geral é o desligamento de features de economia de energia como C1E state e Cool n’ quiet para o CPU, o ajuste dos timings das memórias de acordo com as especificações de fábrica do seu kit de RAM e assim por diante.

    O último passo são os softwares de gerenciamento da NVIDIA e AMD disponíveis nos drivers. Nestes, é possível escolher as prioridades na renderização do jogo – Qualidade ou Desempenho – economia de energia, forçar o desligamento de opões como sincronização vertical ou o inverso – ativar efeitos como Antialiasing em jogos que não o possuem por padrão – e até mesmo resoluções personalizadas. No caso da NVIDIA, a opção de “shader cache” é um setting que se utiliza diretamente do HD para armazenar momentaneamente shaders e reutiliza-los quando necessário.

    Conclusão:

    Somando todas as dicas e com tempo e dedicação para buscar e pesquisar a mais informações e tutoriais em fóruns e vídeos, é possível melhorar consideravelmente sua máquina ou então montar a ideal diminuindo o máximo as falhas e compromentimentos.

    DICAS DE SOFTWARES:

    DFX Audio Enhancer: aumentar o volume para além do limite que o sistema permite.

    HWMonitor: Monitoramento de temperaturas e clocks do hardware.

    Coretemp: Monitoramento da temperatura do CPU de forma mais compacta.

    CPU-z: Informação completa das especificações do hardware.

    IBT AVX: Stress tester para CPU – ideal para testar estabilidade de overclocks rapidamente.

    NovaBench: app de benchmark para medir desempenho do PC de forma simplificada .

    MSI AfterBurner: monitoramento e overclock de GPU.

    Glary Utilities: limpeza do sistema e uma diversidade de recursos diversos.

    Ultimate Windows Tweaker 4: ideal para modificar e aprimorar o Windows para melhor performance.

    53
  • marquinhos_samurai Marcos Antonio
    2016-06-30 01:22:38 -0300 Thumb picture
    Post by marquinhos_samurai: <p><a href="http://www.pcmanias.com/o-fenomenal-har

    http://www.pcmanias.com/o-fenomenal-hardware-da-pl...

    Um belo artigo que fala sobre a superioridade do PlayStation 2 com relação ao seus sucessores, o PlayStation 3 e 4.

    Link tirado do grupo Open PS2 Loader no facebook.

    13
  • akromvaleth Álvaro Vieira
    2015-06-22 20:01:52 -0300 Thumb picture

    Dúvida sobre GPU

    A quase um mês atrás, pedi ajuda da galera pra ver se conseguia dar um up no meu FPS em geral pra dar uma melhorada nos games sem ter que comprar nada, e o veredito foi unânime: "Tua GPU tá gargalando"

    Eis que mee surgiu uma oportunidade, de pegar uma dessas duas GPUs por um preço bem bacana (leia: amigo viajando pros staites)

    Opção 1: Radeon VAPOR-X R9 280X - 3GB - 384bits

    Opção 2: Radeon NITRO R9 380 - 4GB - 256bits

    Observações:

    Comprar NVIDIA não é uma opção, devido o fator "R$"
    Esperar pra comprar no final do ano também não é uma opção, pois meu amigo viaja mês que vem.

    Agradeço quem puder ajudar, vou marcar quem já me ajudou antes com minhas dúvidas noobs. o/

    @gradash, @porlock, @xualexandre@pc 

    10
    • Micro picture
      porlock · over 4 years ago · 2 pontos

      verdade... a 380 eh melhor. Alem de ganhar em quase todos os benchmarks da 280x, ainda tem o lance do DX12, q acredito q vá fazer diferença num futuro proximo.

    • Micro picture
      porlock · over 4 years ago · 2 pontos

      Maaaasss, se puder ir de Nvadia, recomendo.. rsrs

      2 replies
    • Micro picture
      chiuauadospampas · over 4 years ago · 2 pontos

      380 sem pensar duas vezes. Já que tu não tem a outra 280X, a 380 é mais recente e superior. vai com ela de boa!

  • akromvaleth Álvaro Vieira
    2015-06-21 21:51:48 -0300 Thumb picture
    10
    • Micro picture
      xualexandre · over 4 years ago · 3 pontos

      que parece é mais que um upgrade, é meio que uma nova tecnologia, vamos ver quando sai, pra saber se esse mercado tá virando o mercado de smartphones, de ter que trocar todo ano se quiser o melhor.

    • Micro picture
      alphmatt · over 4 years ago · 1 ponto

      As da AMD também já estão em teste usando o novo modelo de memórias HBM que pode ser até 120x mais rápidas que o atual GDDR5... podendo rodar jogos como Dirt em 12 K

  • sannin Ilkner
    2015-06-18 17:09:45 -0300 Thumb picture

    Review das novas placas AMD.

    Medium 3096882 featured image

    http://www.tomshardware.com/reviews/amd-radeon-r9-...

    Só eu acho que foi mais uma 'requentada' da AMD ?

    Estaria tudo bem se continuasse o mesmo preço da geração anterior aqui no brasil (Como está nos EUA). Mas olha o preço na pré venda :

    http://www.terabyteshop.com.br/amd-radeon/placa-de...

    R$ 400,00 Reais a mais pelo mesmo desempenho da R9 285 que custa R$ 1.046,27.

    http://www.kabum.com.br/produto/57909/placa-de-vid...

    Tava com esperanças nessa nova geração de placas da AMD, mas vou esperar pela Nvidia que lança arquitetura nova de verdade.

    1
  • 2015-03-18 23:34:15 -0300 Thumb picture

    GTX Titan X, custando 1/3 da Titan Z

    Pelo visto a Nvidia resolveu "aliviar" um pouco nos preços de suas GPUs da série TITAN.

    Dessa vez quem chega ao mercado é a Titan X com ao preço de $999, ou seja, nada menos que $2000 de desconto sobre o modelo anterior.

    Vamos às especificações.

    BENCHMARKS

    Mesmo custando 1/3 da Titan Z ela ainda custa quase o dobro dos $550 cobrados pela GTX 980. Resta ao consumidor decidir se vale a pena o investimento pelos 8GB de memória a mais que a nova Titan trás. Muito provavelmente pra quem pretende rodar jogos em 4K essa memória extra fará diferença.

    Além do bom desempenho em jogos, essa nova placa apresenta uma preformance surpreendente para uso em aplicações científicas como redes neurais. Usando o AlexNet como exemplo ela levou menos de três dias para treinar um modelo de rede neural que usa 1,2 milhão de imagens do banco da ImageNet, algo que levaria 40 dias num cluster com 16 processadores centrais x86 dos mais avançados (Intel Core i7).

    Dragon Age: Inquisition

    Platform: PC
    548 Players
    430 Check-ins

    6
  • guimsouza Guilherme Souza
    2013-09-25 17:18:56 -0300 Thumb picture
    Post by guimsouza: <p> NVIDIA garante que novos consoles não baterão

    NVIDIA garante que novos consoles não baterão desempenho gráfico dos PCs. Performance do PS4 seria menos da metade do que o da placa top de linha da marca

    fonte: BaixakiJogos

    37
    • Micro picture
      le · about 6 years ago · 0 pontos

      Tem que levar em consideração que os PCs precisam de recursos muito mais potentes pra criar os mesmos gráficos que uma máquina dedicada.

    • Micro picture
      tassio · about 6 years ago · 0 pontos

      O que precisaria MESMO é de um SISTEMA OPERACIONAL DEDICADO a jogos! Aí sim a porra ia ficar séria!!

    • Micro picture
      tassio · about 6 years ago · 0 pontos

      Porque é que nem o @le disse, não adianta nada criar peças foderosas se o software é nivelado pelos hardware dos consoles -_-

  • asanaparada Allan Andrade
    2013-09-04 16:01:53 -0300 Thumb picture

    Xbox sendo produzida em Grande Quantidade

    A Xbox One já está sendo fabricada em massa em antecipação ao lançamento em novembro, anunciou Yusef Mehdi, o chefe do escritório de marketing da Xbox, no Citi Global Technology Conference (via GeekWire).

    Antes de iniciar a produção em massa do console, a Microsoft conseguiu aumentar o desempenho do CPU, fazendo com que agora ele "corra" a uma frequência de 1.75 GHZ.
    Esta é a segunda melhoria de desempenho, XOne já teve sua GPU aumentada para 853Mhz.

    Xbox One chega nas lojas a partir do dia 22 de novembro (agora confirmado oficialmente pela Microsoft ). Estará disponível em 13 países simultaneamente: Estados Unidos, Canadá, México, BRASIL, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, França, Alemanha, Espanha, Itália, Irlanda e Áustria. A segunda fase do lançamento decorrerá em 2014. Portugal não está incluído em nenhum das fases.

    1

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...