• 2016-12-04 21:02:12 -0200 Thumb picture

    Flashback nº4 - Great Basketball

    Oi pessoal, aqui vai um flashback rapidinho (o tempo está muito corrido), só para o FDS não passar em branco.

    Great Basketball é mais um jogo da série "Great Sports" para o Sega Master System.

    No jogo temos a opção de escolher entre 8 países, são eles: Estados Unidos, Canadá, União Soviética, Japão, Cuba, República Tcheca, Itália e Hungria. Nenhum fazia diferença, não pra mim. Joguei com todos e contra todos diversas vezes, mas sempre era a mesma coisa.

    Eu era terrível nesse jogo.

    Era difícil chegar perto do garrafão, mas mesmo se eu arremessasse colada nele, a bola não caia dentro de jeito nenhum, e incrivelmente o adversário arremessando quase que do meio da quadra a bola caia na cesta.

    Eu sempre tentava de novo e sempre estava lá sofrendo horrores para conseguir um pontinho, conseguir ficar com a posse de bola, impedir que o adversário fizesse pontos, ficava horas em vão.

    Mas sem sombra de dúvidas a coisa que mais dava raiva eram as faltas. Não podia tocar em ninguém que era falta. Era impossível roubar a bola, o juiz marcava falta. Porém a maquina roubava o tempo todo. Claramente mais um entre os milhares casos de roubos relatados por jogadores de videogame mundo afora: você faz a mesma coisa que a máquina, mas pra ela vale e pra você não.

    Great Basketball foi um dos poucos jogos que eu nunca consegui aprender. Não sei se pela pouca idade ou pela dificuldade as vezes absurda dos jogos mais antigos, não sei. Só sei que a minha vitória era conseguir fazer uma cesta. 

    A verdade que esse jogo era insuportável, pela frustração, dificuldade e tudo mais. Mas são lembranças que embora ruins, guardo com carinho.

    Principalmente porque me mostrou que nem sempre vencer um jogo é o que importa, como na hora que o juiz levantava a bola, se eu vencesse a disputa para ficar com ela eu já saia feliz. Como que as coisas mudam...

    Postado por: @marinacalor

    Obrigada!

    Great Basketball

    Platform: Master System
    77 Players

    13
    • Micro picture
      tassio · about 3 years ago · 2 pontos

      Esses joguinhos esportivos de Master System, geralmente nessas telas de escolha de equipe com as bandeiras dos países dá para ouvir um trecho do hino de cada país, sempre gostei disso kkkk

      2 replies
    • Micro picture
      onai_onai · about 3 years ago · 2 pontos

      Há, eu gostava muito desse jogo e jogava de vez em quando contra meu irmão.

    • Micro picture
      volstag · about 3 years ago · 1 ponto

      Esse jogo eu sempre deixei pra depois, acabei não dando a devida atenção... mas vou deixar na minha listinha pra jogar agora.

      4 replies
  • 2016-11-26 08:13:33 -0200 Thumb picture

    Flashback nº3: World Championship Soccer

    Meus amigos, deixa eu lhes contar uma coisa. Nunca tive esse jogo. Nem mesmo o console. Devo ter jogado ele não mais que 10 vezes, no momento me lembro de 4, mas como foi há bastante tempo a chance de eu estar confundido lembranças é grande. E dessas poucas vezes, nasceram momentos que ficarão marcados para o resto da vida.

    Eu sempre gostei muito de futebol, era louca pra ter um videogame pra jogar futebol. Ia nas locadoras com 7, 8 anos pra jogar no Playstation com caras que tinham o dobro da minha idade que tinham prazer em me humilhar, eu pouco me importava. Eu queria era a sensação de estar jogando futebol, não estava jogando pra vencer, estava jogando pra me divertir.

    Mas antes dessa época eu vivia de World Championship Soccer (ou Sega Soccer, ou World Cup Italy 90 – pelo que olhei acredito que todos sejam o mesmo jogo), lançado para o Mega Drive.

    Em casa, eu tinha um Master System e implorava pra meu pai alugar uma fita de futebol, e ele nunca alugou. Falava que não existia futebol pro meu videogame. Penso eu, que a verdade é que não tinha na única locadora da minha cidade. Então eu tinha que ficar mendigando ir na casa dos outros pra poder jogar futebol.

    Eu tinha um primo que tinha um Mega Drive, e eu sempre pedia a minha mãe pra me levar na casa dele para poder jogar esse jogo. E ele só tinha um controle. Então era muito difícil eu de fato conseguir jogar. Mas eu achava aquilo tão maravilhoso. Era futebol no videogame, meus olhos brilhavam, só de olhar já estava ótimo bom.

    Além do problema de ter um primo mais velho e egoísta, tinha o problema desse jogo vir na memória do Mega Drive junto com outros 29 jogos, e um desses jogos ser Sonic the Hedgehog. Que so-fri-men-to que eu passava implorando pra ele largar esse Sonic pra colocar no futebol. Creindeuspai.

    A câmera do jogo era com visão de cima, mas aquilo não tinha o menor problema, novamente repito era FUTEBOL no VIDEOGAME. Tipo, a sensação de que nada pode ser melhor em um jogo, acho que todo mundo já deve ter tido essa sensação com algum jogo, e eu tinha com futebol. Eu pensava, se eu tivesse futebol o que mais eu ia querer jogar, não tem coisa melhor que jogar futebol.

    A tela de escolha de país também achava linda, era um mapa mun-- TÃO LINDO ESSE MAPA MUNDI MEU DEUS NUNCA VAI EXISTIR JOGO MELHOR DO QUE ESSE SOCORRO ME DEIXA JOGAR NÃO QUERO IR EMBORA NÃO POR FAVOR SÓ MAIS UMA PARTIDA EU NEM JOGUEI NADA AINDA

    O QUE? TEM FESTA DE ANIVERSÁRIO NA CASA DO ZÉ? VAMOS VAMOS VAMOS POR FAVOR ME DEIXA MORAR LÁ

    ...

    Todo mundo brincando na festa e eu no quarto jogando videogame

    ...

    Olho agora e vejo essa briga eterna FIFA x PES, Deus do céu que agonia que me dá, principalmente quando olho pra trás e vejo como o que sempre importou foi a diversão, não importa a plataforma, o jogo, nada, jogue pra se divertir e se divirta enquanto jogue, todo o resto virá junto, você fará parte do jogo.

    Tentei jogar no emulador, mas não consegui terminar nem uma partida. Não sentia mais vontade de jogar. O motivo: não estava me divertindo como antes, e pra não estragar a memória que tenho desse jogo preferi parar. Assim é melhor. Tá tudo guardado comigo (e agora compartilhado aqui). 

    Não deixe de compartilhar suas histórias também!

    Um abraço a todos

    postado por: @marinacalor


    World Championship Soccer

    Platform: Genesis
    114 Players
    1 Check-in

    19
    • Micro picture
      le · about 3 years ago · 4 pontos

      Era ruinzinho mesmo. Mas era o que tinha na época e foi um dos primeiros jogos do Mega (que foi lançado com muita coisa curta/sem graça - tipo Altered Beast e Thunder Blade - então, esse era um jogo mais duradouro).

      Lembro que eu sempre achava que o jogador com aquela setinha atrás parecia um passarinho visto de cima.

      Depois saiu o Tecmo World Cup '92 (apesar de não ter tido Copa em 92). Esse aí já foi melhorzinho.

      2 replies
    • Micro picture
      tassio · about 3 years ago · 4 pontos

      Imagina eu quando vi FIFA pra Master System com aquela visão isométrica maravilhosa!?! kkkkkkkkk Até então só jogava esses jogos com essa visão que você descreveu aí nesse jogo...

    • Micro picture
      stanleyrlz · about 3 years ago · 3 pontos

      Aki era conhecido tanto no Master qto no Mega como "Super Futebol" e tinha o II tb...

      Eu tinha um Master e meu tio alugava a fita do futebol por conta propria. Ja chegava com ela enquanto eu tava jogando Alex Kidd na memória e pedia a vez...

      Qdo ganhei o Mega, ja passou a era de fita.

  • 2016-11-20 03:14:31 -0200 Thumb picture

    Flashback Nº2: Wu-Tang: Shaolin Style

    Oi pessoal, tudo bem com vocês? Voltei para falar de mais lembranças de jogatinas que trazem muita nostalgia.

    O jogo de hoje pelo que eu pude observar não é muito conhecido, e parece que é mais um daqueles casos que o jogo é ruim mas você gostava tanto que nem percebia.

    Trata-se de Wu-Tang: Shaolin Style, jogo de luta lançado para o PlayStation.  A história nunca entendi, joguei muito pouco do "story mode", e sempre joguei muito o "versus mode", maaas dando uma pesquisada agora dá pra dar uma breve explicada sobre ela.

    Master Xin, o ultimo mestre Wu-Tang vivo está escondido em algum lugar de Staten Island em Nova York, tendo 9 discípulos, todos aprendizes da arte marcial Wu-Tang (que parece ser uma espécie de Kung Fu misturada com Rap). Eis que mesmo com toda essa proteção, o velhote é sequestrado por um desses vilões que pensam em dominar o mundo, chamado Mong Zhu. Agora, no papel de um desses discípulos, temos que salvar o mestre Xin e junto com ele o mundo, pois os segredos do Wu-Tang caídos nas mãos erradas irá causar o caos.

    Errrr... então, parece uma história de um desses filmes trash, mas não é dela que eu particularmente lembro, aliás fui descobrir isso tudo agora e meio que foi um choque, eu imaginava uma coisa completamente diferente.

    Primeiro, as lutas são dentro de arenas, com 4 personagens se matando e quem ficar por ultimo vence e fim. Isso claro na minha experiência. Então nunca que eu ia imaginar que tinha todo um enredo por trás daquela briga sem motivo aparente.

    Aliás, pra mim tinha um motivo sim: estavam todos bêbados e queriam ver quem era o mais forte. Pode ser engraçado, mas é verdade. O jogo mistura dança no modo de lutar dos personagens, é o tal do estilo Wu-Tang. Porém o que o jogo chamava de estilo e de dança, eu chamava de cachaça, e isso explicava o motivo deles estarem se mexendo daquele jeito no meio da luta.

     

    Nem sempre as lutas seguem o estilo "cada um por si", além deste, existe o modo 2x2 ou 3x1, ou mesmo 1x1 (acho que era só escolher como você queria, e no modo história cada fase era de um jeito).

    Pode ser uma porcaria, não sei (pra mim era maravilhoso), mas era melhor que Mortal Kombat (na minha opinião, por favor). Claro que MK tem história, personagens, jogabilidade, etc que todo mundo sabe que é bom, mas nunca me marcou tanto quanto esse jogo. E por falar em MK, em Wu-Tang também tinha o fatality (e sempre escolhia os mesmos personagens que eu já tinha aprendido como fazer), pobrinhos mas tinha.

    Eu tinha uma amiga, a Renata. Até meus 9 anos eu morava em um sítio, e em todos os finais de semana ela ia pra lá pra passá-los comigo. E a primeira coisa que fazíamos era ligar esse jogo, era um vício sem fim. A tática era: ficar no canto esperando os outros dois se matarem enquanto ficávamos assistindo, mas claro que isso não era divertido e nem dava certo, mas toda santa vez a gente combinava isso.  Ah, lembrando que apesar de jogar isso desde os 6 anos eu nunca bati nem dei fatality em ninguém, só pra tradicional família brasileira ficar ciente.

    Não me interessei pelo modo história, principalmente porque existia uma dificuldade alta, eu não sabia nada de inglês e o jogo te dá o desafio "36 chambers", que você precisa cumprir para chegar ao final boss. Explico, com 35 desafios concluídos em mãos você consegue chegar ao estágio dele, onde conseguindo cumprir sua ultima missão, você finalizará o jogo. Então é preciso ler o que o desafio está pedindo, não é simplesmente passar da fase, você tem que passar da fase fazendo o que o jogo te dá como desafio (claro que eu nem fazia ideia disso na época que joguei, mas escolhi usar este motivo como desculpa).

    Quanto aos personagens, não desbloqueei nenhum, portanto só joguei com os que não estavam trancados, o que parece ser menos da metade dos personagens do jogo.

    Eu tinha dois favoritos, o mais bêbado de todos (ele parecia que ia cair a qualquer momento),Dirty e Wuji, o cara com aquela corrente e bola de prisioneiro.

     Dirty e Wuji <3

    Ah, uma curiosidade. Existe um grupo americano de rap e hip hop na vida real chamado Wu-Tang Clan, que foi a base para muita coisa desse jogo. Muitos dos personagens  são os cantores desse grupo, mas provavelmente ou eles são muito feios ou foi culpa do ps1 e não tinha como ficarem parecidos. Não entendi tanta violência assim ser relacionada com um grupo de rap/hip hop, mas se não tivesse esse jogo eu não ia nem saber da existência dos caras (eu não conheço quem canta rap atualmente, a chance de eu conhecer alguém dos anos 90 é praticamente nula), então acho que valeu o marketing. Mas o que importa mesmo aqui é o jogo, que é um dos meus favoritos do gênero e sempre joguei ele sem compromisso nenhum além de me divertir, o que sempre aconteceu.  

    E ai? Vocês conhecem esse jogo? Tem alguma lembrança dele? Compartilha com a gente!

    Muito obrigada a vocês que leram até aqui. Deem seu feedback pra sabermos se essa sessão está agradando vocês.

    Postado por: @marinacalor

    Wu-Tang: Shaolin Style

    Platform: Playstation
    71 Players
    1 Check-in

    25
    • Micro picture
      mastershadow · about 3 years ago · 3 pontos

      Nossa eu não conhecia a história por trás do game, esse eu sempre via nas locadoras, mas nunca joguei de fato, imaginava outra coisa haha.

      Esse estilo de 4 personagens ao mesmo tempo nestilo free for all ficou famoso mesmo no Smash Bros pra N64. Alias, tem um game muito violento que não foi lançado pro PS1, porque foi cancelado, eu não lembro o nome agora, mas ele é igualzinho esse, com 4 chars em uma arena lutando até a morte, se eu lembrar o nome posto aqui depois!

      E a sua tática era engraçada huuahuahaua ,deixar os caras de matarem enquando vc e sua amiga observavam :p

      Parabéns pelo texto, muito informativo!

      1 reply
    • Micro picture
      jcelove · about 3 years ago · 3 pontos

      Só conheci ele em reviistas na época. Me lembro de ter chamado atenção por ter sido feito n engine do Thrill kill (o jogo proibido do ps1) hehe https://www.youtube.com/watch?v=XzmFL0L6Cqc

      3 replies
    • Micro picture
      colt47 · about 3 years ago · 1 ponto

      Não é famoso ? Wu-Tang era um grupo cambojiano ?

      1 reply
  • sannin Ilkner
    2016-11-14 01:45:04 -0200 Thumb picture

    Saudades

    Minha vida gamer se resume em AS/DS (Antes de Shadow of the Colossus, Depois de Shadow of the Colossus).

    Como esse jogo me trás lembranças boas...

    Lembro depois de ver a cena da ponte, que pausei e fiquei me perguntando se o que aconteceu foi verdade, segurando a vontade de chorar.

    Até hoje ainda fico assimilando a história.

    Por min, nunca vão conseguir fazer um jogo como esse. Mas torço para fazerem.

    Saudades...

    Shadow of the Colossus

    Platform: Playstation 3
    2879 Players
    193 Check-ins

    14
    • Micro picture
      jorgegt · about 3 years ago · 2 pontos

      A minha é ADS/DDS, antes de Dark Souls e depois de Dark Souls. XD

    • Micro picture
      emiliotiago · about 3 years ago · 2 pontos

      E olha que o jogo não foi lançado completo, pelo o que vi tinha mais colossus que estava com alguns bugs e por isso não colocaram e além de um final alternativo que infelizmente também não veio para o jogo , mas mesmo esse jogo meio cru ainda é um dos melhores da história si não o melhor .

      1 reply
  • 2016-11-14 00:00:01 -0200 Thumb picture

    Flashback Nº1: Castle of Illusion Starring Mickey Mouse

    Vamos falar sobre lembranças? Vamos!

    E pra inaugurar nossa nova seção de conteúdo retrogamer, o game escolhido é bem conhecido da galera que jogou 8 e 16 bits:


    CASTLE OF ILUSION STARRING MICKEY MOUSE

    Uma das coisas que dá mais satisfação para um gamer é lembrar dos momentos que passou com aquele jogo, qualquer que seja, bom ou ruim, os desafios, as memórias, as raivas, as curiosidades, a experiência única que viveu enquanto jogava. Este é o objetivo desta seção. Compartilhar lembranças, que sempre serão únicas, e fazer com que vocês compartilhem as suas também. Constantemente falaremos de um jogo, e queremos saber qual sua experiência com este determinado jogo.

    O jogo de hoje é Castle of Illusion Starring Mickey Mouse, que teve versões para o Master System e Mega Drive, e recentemente um reboot para XBOX360 e PS3.

    A minha história com esse jogo é na versão do Master System lá nos anos 90. Foi o meu primeiro videogame. Lembro perfeitamente da intro do jogo, Mickey e Minnie estão passeando serelepes e saltitantes quando de repente a bruxa Mizrabel possuída pela inveja que tinha da ratazana Minnie resolve raptá-la. Logo ai percebemos a loucura da bruxa, tanta mulher por ai e a doida tem inveja de um rato.

    Passado esse detalhe, chegamos ao castelo das ilusões onde cada porta que entramos, caímos em um mundo diferente. São 6 fases no total e todas nos presenteiam com um chefe ao final.A fase que eu mais gostava era a do livro, ficava encantada com cada pedacinho daquele mundo.

    O engraçado é que quando a gente é criança não entende que em muitos jogos os inimigos darão respawn infinito, então eu ficava no inicio da primeira fase (ou primeira porta) indo e vindo e esperando as “arvrinhas” virem atacar pra eu dar bundada sem parar. Nessa mesma fase, morria de medo das aranhas mesmo percebendo a hora exata que elas iam atacar.

    Na fase do doces, eu percebia que era uma fase toda cheia de doces, mas eu mesmo assim teimava que aquela cobertura de chocolate em formato de cocô era o próprio cocô, e nada me tirava da cabeça que aquilo era um pedaço de bosta querendo me atacar.

    Coberturas de chocolate acusadas de serem pedaços de cocô

    Passei anos da minha infância somente jogando esse jogo, pois não tinha nada além para jogar (fora os jogos que já vinham na memória do Master System). Não sei quantas vezes consegui zerar, e sempre lembro dele com muito carinho. Lembro do meu pai jogando comigo, me ajudando a passar das partes difíceis, ou só pra se divertir ao meu lado mesmo.E é esse o efeito que os games em geral devem passar para as pessoas, não importa se o jogo seja ruim, se pra você ele é bom e te remete coisas boas, é isso que importa.

    Lembro ainda das mentiras (sempre tinha a tal da mentira). Meu primo que era o antigo dono do Master System (e desse jogo), me falava que depois que eu conseguisse derrotar Mizrabel aparecia o Pato Donald pra jogar em mais de 10 fases. Aquilo me possuía, eu sedenta por um jogo diferente, um personagem diferente, fases diferentes, coisas diferentes pra fazer, ficava buscando zerar pra finalmente poder jogar com o Donald. Quando eu conseguia ia perguntar: “Pai... cadê o Pato Donald? Ele ainda não apareceu” e ele dizia: “Ih filha, você deu azar, hoje o Pato Donald tinha um encontro com a Margarida. Amanhã você tenta de novo.” E lá ia eu amanhã, jogar tudo de novo...

    E é isso ai, afinal pra que jogar se no final você não vai ter lembranças pra compartilhar, ou pra guardar com você. A verdade é que o jogo vai além daquele momento, daquelas horas que você passa jogando. A sensação, a diversão, as lembranças, as histórias, e a nostalgia, ah isso você guarda pra sempre.

    SUGESTÃO: Hoje o game escolhido foi Castle of Illusion Starring Mickey Mouse. Vocês tem lembranças desse game? Se sim, compartilhem com a gente. Ou, vocês tem lembranças parecidas com essas? Alguém contou uma mentira que te prendeu em um jogo?

    Compartilhem!!!

    Postado por: @marinacalor

    Castle of Illusion Starring Mickey Mouse

    Platform: Master System
    1418 Players
    30 Check-ins

    30
    • Micro picture
      colonel · about 3 years ago · 3 pontos

      Vi meu irmão jogar muito esse jogo. Como eu era pequeno, pouco joguei. Ficava sempre acompanhando ele na torcida. Me lembro de ele chegar no castelo da bruxa, na última vida e no sacrifício. Aí ele errou na parte que tinha três portas e voltou pro começo da tela, morrendo em seguida. Me da minha tristeza por ele chegar tão perto do chefe final.

      Curioso é que olhando hoje, se percebe que é um jogo com dificuldade moderada pros padrões da geração 8 bits.

    • Micro picture
      jeffrey · about 3 years ago · 2 pontos

      Belo texto, parabéns! ^^

      Eu Joguei bastante a versão do Mega Drive...lembro de adorar a trilha sonora (até hj gosto de ouvir as musiquinhas :) e jogo ainda algumas vzs, pois como vc bem descreveu, são boas lembranças de uma época mais descompromissada e bem menos corrida...

    • Micro picture
      volstag · about 3 years ago · 2 pontos

      Joguei muito, tanto a versão do Master System quanto a do Mega Drive, ambas om suas diferenças e semelhanças, mas considero dois jogos distintos.
      A pouco tempo joguei o remake no PS3, e achei muito diferente dos outros dois também, apesar de tudo, da inovação e qualidade que ficou, talvez pela nostalgia, ainda fico com os games clássicos que tanto joguei no passado.

  • doriprata Dori Prata
    2016-06-06 14:36:11 -0300 Thumb picture

    The Way — Review

    Seguindo os passos de clássicos como Flashback e Another World, The Way é um excelente jogo para quem busca um bom desafio e lindos gráficos.
    http://www.vidadegamer.com.br/the-way-review/

    Another World: 15th Anniversary Edition

    Platform: PC
    34 Players

    11
  • volneisoares Volnei Pedro Soares
    2014-12-09 08:50:52 -0200 Thumb picture
    Post by volneisoares: <p><strong></strong><strong>Desafio "A primeira vez

    Desafio "A primeira vez a gente nunca esquece"

    Fui sumonado pelo @montanaro e vou fazer meu relato:

    Tenho dois momentos importantes que podem ser descritos como primeira vez... um aconteceu na minha infância, lá pela década de 80, quando os games estavam se arrastando para entrar em nossas vidas e era muito difícil de encontrar algum console ou jogo em cidades pequenas e o segundo foi já na minha adolescência, na década de 90, quando eu já fazia meus passeios pela minha segunda pátria de coração [O Paraguai]... essa foi a época mais divertida da minha vida com relação a games, eu viajava 1 ou 2 vezes por mês para o país vizinho e não via a hora de chegar em casa para jogar os novos jogos [foi assim durante minha vida com o mega drive, super nintendo, 3DO e até o final da era PS1], mas, chega de papo e vamos aos fatos:

    A Primeira vez com games ...

    - Meu primeiro contato com games, foi com o jogo Pac-man, na casa de um amigo mais provido de fundos do que eu kkkkk .... jogamos a tarde toda o pac e depois river raid, detalhe importante, jogamos no Atari e num televisor preto e branco [sim amigos mais novos, houve um tempo em que as cores não existiam nas telas de TV rsrsrsr] ... foi simplesmente algo marcante e não tenho palavras para descrever o acontecido.

    Primeira vez com o jogo Flashback ...

    - Embora para muitos seja apenas um joguinho qualquer, lembro-me até hoje o dia em que entrei na extinta loja "MARIO GAME" no Paraguai (meu segundo país ^_^).... caramba, eu fui lá totalmente despretensioso pra comprar algum jogo de plataforma pro mega drive , apenas para passar o tempo sem compromisso [sempre fui fã, minha primeira compra no Paraguai foram o Alien 3, Splaterhouse 3 e Streets of Rage 3 ... putz... tudo 3 0.o]... quando eu vi o demo do jogo rolando, aqueles gráficos que eu nunca tinha visto, movimentação impressionante, jogabilidade sem igual para a época e o que me deixou mais embasbacado, cutcenes animadas, sim, não eram apenas telas fixas, as imagens pareciam um desenho animado e aquilo era simplesmente impossível de se ver em um console na época ... resultado, me apaixonei... eu não via a hora de chegar em casa e ligar meu bom e velho Sega Genesis na minha 14" [também paraguaia kkkkkkk], o jogo me fascinou, além de gráficos animais, a história era bem bacana ... joguei todas as versões em todos os consoles q pude [inclusive no PC]... esse é, sem sombra de dúvidas, meu jogo favorito e esse momento da primeira vista eu nunca irei esquecer :-)

    Esses foram meus dois momentos marcantes, agora... Pikachu, eu escolho você... ops... não é assim que funciona rsrsrsrs... seguindo as regras, eu invoco: @soldierlazaro @ramonex @leandrolrl17

    Sobre as regrinhas do desafio:

    1 - Faça o check-in do jogo, destacando aspectos relativos ao tempo (idade que você tinha, acontecimentos gamísticos da época...), os sentimentos que envolveram a experiência, detalhes são bons para esses momentos, e porque essa sua primeira vez foi inesquecível. Lembrando que pode ser qualquer tipo de experiência sendo a sua primeira, desde terminar um jogo pela primeira vez ou o primeiro jogo que jogou... Pense naquela experiência marcante!

    2 - Summonar 3 pessoas aqui do alva, desafiando-os para participar, e marcar a persona @desafio para que possamos republicar a postagem e compartilhá-la com os demais. Não esqueça de seguir a persona para receber todas as postagens do desafio em sua timeline;

    3 - Não é necessário esperar ser desafiado para participar. Faça seu check-in do desafio, marque a persona e desencadeie uma nova onda;

    3 - Se quiser criar um outro tipo de post diferente do check-in, fique a vontade. A proposta original é subverter a ferramenta, mas não é obrigatório e você pode usar postagem do tipo texto, artigo, etc.

    Vamos ver quais jogos teremos por aqui. ;)

    Flashback: The Quest for Identity

    Platform: Genesis
    486 Players
    5 Check-ins

    14
    • Micro picture
      flaviometal · about 5 years ago · 3 pontos

      Flashback <3

    • Micro picture
      onai_onai · about 5 years ago · 3 pontos

      O primeiro jogo que joguei na vida também foi Pac Man!

    • Micro picture
      desafio · about 5 years ago · 2 pontos

      Compartilhado pela persona.

  • 2014-07-18 13:12:04 -0300 Thumb picture

    RETROREVIEW: FINAL FANTASY V

    Post: @setzer_eduardo

    Sugestão: @bluedragon

    Fontes: WikipediaFinal Fantasy Brasil

    Plataformas: Super Famicom (Snes) , Playstation, Game Boy Advance

    Lançamento Japonês: 1992 (6 de Dezembro)

    Lançamento Americano: 1999 (19 de Março, na compilação Final Fantasy Anthology).

    Foi o primeiro Final Fantasy a implantar o uso de Kanjis (escrita japonesa). Antes dele, todos os jogos da série usavam o alfabeto Hiragana por causa da limitação de espaço pros personagens. O jogo está para ser lançado para Game Boy Advance, ainda em 2006. O anime Final Fantasy: Legend of the Crystals serve como uma seqüência dos eventos do jogo.

    O sistema de jobs está mais presente do que nunca em FFV, com diversos jobs, onde você podia trocar a qualquer momento que quisesse para outro job qualquer. No total eram 22 jobs. Conforme a história ia avançando, novos jobs iam sendo habilitados. Uma forma separada de experiência foi adicionada, o ABP foi criado para o desenvolvimento do level de cada job. O sistema de luta usado foi o ATB, agora pela primeira vez com uma barra onde o tempo poderia ser visto.

    O jogador tem a chance de personalizar cada guerreiro com as perícias desejadas. O sistema foi tão apreciado que pedaços dele estão presentes nos episódios VI, VII, IX , X, XI, além de ser reproduzido na íntegra em Final Fantasy Tactics e Tactics Advance.

    Com um elenco pequeno, o quinto jogo apresenta seus protagonistas logo no início do jogo.

    Originalmente, esse jogo estava com lançamento previsto para os EUA na forma de Final Fantasy III, mas a sexta versão estava muito próxima de ser lançada o que dividiria o trabalho dos tradutores.

    Depois a SquareSoft tentou relançar o jogo nos EUA com o título Final Fantasy Extreme em 1995, mas foi cancelado porque a Square não queria atrasar o lançamento de Chrono Trigger e também porque julgavam que o público americano não iria gostar de ver um jogo pior que FFVI. Em 1997 a Eidos se prontificou na produção do jogo para PC caso FFVII vendesse bem, o jogo seria feito pela Top Dog Software e seria vendido a um custo baixo, mas o projeto foi cancelado por motivos desconhecidos. Somente em 1999 ele seria lançado no ocidente para o Playstation.

    Trazendo quatro personagens para as batalhas, o jogo conta a história de Bartz e seu amigo Boko que encontram um meteoro que caiu no planeta. Chegando no local eles conhecem Reina,uma princesa que está atrás de seu pai, e Galuf, um velho que perdeu a memória.

    No decorrer da trama eles conhecem Faris, o líder dos piratas que se torna parte da equipe e desenvolve um papel fundamental durante o jogo. Juntos, eles partem para encontrar o pai de Reina, o rei Tycoon que foi em busca do motivo pelo qual os ventos pararam.

    Este game foi avançado demais para ser lançado no Wonderswan Color. Foi também o primeiro a botar chefes opcionais mais fortes quanto o chefe final, eram eles Omega e Shinryu.

    ENREDO

    As correntes de vento do mundo param. Preocupado, o rei de Tycoon decide viajar para o Santuário do Vento no seu dragão para investigar, deixando preocupada sua filha, Princesa Lenna. Ao chegar no santuário, o rei vê o cristal se destruir diante de seus olhos. Ao mesmo tempo, um viajante chamado Bartz, que descansa na floresta próxima de Tycoon, vê um meteorito cair próximo do castelo. Indo investigar, encontra Lenna inconsciente de um ataque de monstros. Em seguida os dois encontram próximo do meteorito um idoso com amnésia chamado Galuf, que decide acompanhá-los quando Lenna explica que estava indo para o Santuário do Vento. No percurso, todas as rotas por terra estão bloqueadas pelos problemas causados pelo meteorito. Viajando por uma caverna subterrânea, encontram um grupo de piratas liderados pela capitã Faris, que decide ajudar o trio. Lá encontram os estilhaços do cristal, que emitem uma imagem do Rei e os designam como "Guerreiros da Luz", encarregados de proteger os cristais remanescentes.

    PERSONAGENS

    Butz/Bartz Klauser

    Personagem principal. Bartz perdeu sua mãe, Stella, ainda criança, e seu pai, Dorgann, três anos antes dos eventos do jogo. Seguindo um conselho de seu pai - um dos guerreiros que selaram Exdeath em uma caverna - se tornou um aventureiro nômade.

    Lenna Charlotte Tycoon

    Lenna, filha do rei de Tycoon, é a mais nova da equipe. Conhece Bartz após ser atacada por monstros, indo atrás de seu pai que desapareceu indo investigar o que aconteceu com o Cristal do Vento.

    Faris Scherwiz

    Faris é uma capitã pirata, que na verdade é a irmã mais velha de Lenna, Sarissa, que após se perder no mar quando criança foi criada por piratas, crescendo em meio a seus companheiros graças a uma parceria com um monstro marinho, Syldra.

    Galuf Halm Baldesion

    Um guerreiro idoso encontrado com amnésia após a queda de um meteoro. É revelado que vem de outro mundo, onde é rei de Bal, e foi um dos que ajudaram a selar Exdeath no novo mundo.

    Krile Mayer Baldesion:

    É a neta de Galuf. Quando o avô morre em uma luta contra Exdeath, ela o substitui no grupo, possuindo as mesmas habilidades.

    Exdeath:

    O antagonista do jogo. Originalmente uma árvore que ganhou senciência pelo alto número de almas malignas aprisionadas em seu interior, criou uma forma humana e convocou um exército de monstros para destruir seu mundo. Eventualmente quatro guerreiros - que incluíam Galuf e Dorgann - o selaram em outro mundo com a ajuda dos cristais do poder. Eventualmente Exdeath começa a drenar a energia dos cristais para se libertar.


    O SISTEMA DE JOBS

    Final Fantasy já esteve em várias épocas, medieval, algumas coisas mais futuristas como em FFVIII, mas em todos os jogos seus personagens exerciam “profissões”. Em alguns jogos temos claramente a distinção de qual “classe” pertence cada personagem, em outros jogos como FFVII, FFVIII, FFX não são tão explícitos, mas se sub-entende que cada personagem tenha sua “profissão”, os chamados “jobs”.

    Job é a profissão literalmente, que seu personagem exerce, é a classe, como fazendeiro, leiteiro, padeiro, no caso de FF, guerreiro, arqueiro, escudeiro. Os “jobs” são extremamente importantes no jogo, na diversão, e até mesmo na história em alguns casos, como em FFIX onde o personagem principal Zidane exercia um papel de ladrão. Um jogador veterano de Final Fantasy deve estar mais do que acostumado a ouvir falar de jobs e classes. O primeiro Final Fantasy já trazia um grupo de classes para escolher, e que mais tarde “evoluíam”. Classes como Fighter, White Mage, Thief, Monk, Red Mage, Black Mage. O jogo mais marcante, contudo, foi Final Fantasy Tactics, onde os jobs eram em grande variedade e eram partes essenciais para a diversão do jogo.

    Alguns conceitos mudaram com os anos, inúmeras classes foram adicionadas ao longo dos jogos, outras esquecidas pelo tempo. Mas todas lembradas na mente de cada um com grande carinho. Afinal, quem não tem seu “job” favorito?

    Yourself

    Knight

    Monk

    Thief

    Dragoon

    Ninja

    Samurai

    Berserker

    Hunter

    Sorcerer

    White Mage

    Black Mage

    Time Mage

    Summoner

    Blue Mage

    Red Mage

    Trainer

    Chemist

    Geomancer

    Bard

    Dancer

    Mime

    Necromancer

    Lista de Jobs

    AS VERSÕES

    Super NES

    Uma equipe de 45 pessoas liderada pelo criador da série, Hironobu Sakaguchi, desenvolveu o jogo. Antes do lançamento de Final Fantasy IX, Sakaguchi descrevia V como seu favorito da série.2 3 O compositor Nobuo Uematsu criou 56 peças musicais para o jogo.4

    Pouco após o lançamento no Japão começou a tradução para o inglês, mas o projeto, que receberia o nome "Final Fantasy III" na América do Norte, foi cancelado.5 O tradutor Ted Woolsey declarou que o jogo "simplesmente não era acessível para o jogador comum".6 Versões anunciadas e canceladas para Microsoft Windows apenas estimularam fãs a desenvolver uma tradução caseira.5

    Essa versão se tornou disponível em 2011 para download no Virtual Console do Wii no Japão.

    PlayStation

    Em 1998, uma conversão de Final Fantasy V para PlayStation feita pela TOSE foi lançada no Japão. A conversão mantinha os gráficos do SNES, sendo adicionadas Cutscenes em computação gráfica com cenas do enredo do jogo. Um ano depois essa versão era incluída na compilação Final Fantasy Collection, junto com Final Fantasy IV e Final Fantasy VI.7

    Nos EUA, o jogo foi lançado em 1999 junto com Final Fantasy VI na compilação Final Fantasy Anthology.8 Em 2002, uma versão de Anthology com FFIV e FFV foi lançada na Europa e Austrália.9

    Algumas alterações foram a adição de CGs na abertura e no final do jogo e a alteração de alguns nomes, como o da personagem Lenna, que agora chama-se Reina. Foi a primeira versão original em inglês a ser lançada nos EUA. Tais conversões saíram em um tempo em que as pessoas estavam curiosas em saber o que a Square havia feito lá fora, e nesta época muitas pessoas estavam jogando Final Fantasy VII.

    Essa versão foi lançada como jogo baixável na PlayStation Network em 2011.10

    Game Boy Advance

    Em 2006, a Square Enix e a TOSE lançaram uma versão do jogo para Game Boy Advance, Final Fantasy V Advance. Além de melhoras em imagem e som, o jogo teve a adição de bestiário, novos chefes, locais para visitar, e classes para os personagens .

    THE LEGEND OF THE CRYSTALS – O OVA DE CONTINUAÇÃO

    Dirigido por: Jack Fletcher

    Produzido por: Mataichiro Yamamoto

    Escrito por: R.D Makepeace

    Lançado em: 24 de Dezembro de 1998

    A história se passa no mundo de Final Fantasy V, chamado Planeta R, 200 anos no futuro, onde três dos quatro cristais foram roubados. Os heróis de Final Fantasy V agora são lendas do passado, e um novo inimigo, Deathgyunos surge. O fantasma de Mid (filho de Cid) contata um novo herói e uma nova heroína: Prettz e Linaly. Eles conhecem um pirata dos céus Rougue e o comandante Valcus, comandante da Iron Wing.

    Final Fantasy: Legend os The Crystals tem uma história uma história curta e simples, comum nos OVAs de fantasia. Pouco tempo se passa entre o inicio e o fim quando derrotando o “último chefe”. Isso é bastante diferente dos jogos, e também da maioria das séries de animes, como em Dragon Quest: Daí No Daibouken (conhecido aqui como Fly).

    O jogo só mostra uma summon a de Chocobos, como uma magia envocados por Linaly. Chocobos são usados em invocação de Final Fantasy, mas invocação de baixo level. Significa que o poder de Linaly talvez represente um baixo level, mas foi suficiente para causar dano razoável ao “chefe FINAL”.

    Dubladores:

    Rica Matsumoto: Prettz

    Yuko Minaguchi: Linaly

    Shigeru Chiba: Valkus

    Wakana Yamazaki: Rouge

    Etsuko Kozakura: Queen Lenna (ancestral de Lenna/Reina original)

    O ator que fez a voz de Valkus (John De Mita no americano) também fez as vozes de Luzzu, Barthello, Hypello e Graav em Final Fantasy X e Final Fantasy X-2 mais as vozes dos soldados BCR da estação espacial em Final Fantasy The Spirits Within.


    A OPINIÃO PESSOAL DESTE QUE VOS FALA

    FFV é lindo, bonito, divertido e simples!

    O game se foca na típica "jornada do herói", com poucos personagens (se comparado com seu antecessor e sucessor diretos.

    O sistema de Jobs deixa o jogo muito mais dinâmico e divertido, levando o número de estratégias possíveis ao alto!

    Há muitos vilões memoráveis, cenas marcantes e uma trilha sonora cativante e envolvente!

    Final Fantasy V

    Platform: SNES
    1756 Players
    58 Check-ins

    25
    • Micro picture
      edufilhote · over 5 years ago · 0 pontos

      @bluedragon valeu mano!!

    • Micro picture
      rickard_beelzebub · over 5 years ago · 0 pontos

      Pra mim, eles estavam fazendo um remake do jogo e acabaram se desviando tanto q se transformou em Bavely Default

    • Micro picture
      edufilhote · over 5 years ago · 0 pontos

      @rickard_beelzebub hahahahahahaha!!!
      Bravely default é um daqueles games que ainda não joguei pelo simples azar de não ter um 3DS...

  • 2014-07-17 13:11:59 -0300 Thumb picture

    RETROREVIEW DE VOLTA AMANHÃ!!!!

    Post: @setzer_eduardo

    Fala galera!!

    Notaram que dei uma leve sumidinha da persona, né? Faz tempos que não posto uma retroreview, hehehehe!

    Bom, sem delongar muito, passei pos uns perrengues, machucados, falta de PC e mais uma pá de coisas, resultando tudo em um leve desânimo de escrever... o que resultou em deixar vocês, nossos fiéis seguidores, na mão também...

    Peço desculpas a todos os nossos seguidores, à todos os membros da persona, e em epsecial ao BigBoss @bluedragon! E agradeço demais pela compreensão de todos vocês, pelo apoio nessa fase ruim (que já passou!! \o/) e anuncio: estou de volta com o gás todo!!!

    Já falei aqui de Sonic, Alex Kidd, Mario, Yoshi, clássicos como Rock'n Roll Racing, Halloween e outros!

    Mas a gora o mais importante: qual game retro merece um post especial para amanhã?

    Tive algumas idéias legais para mudar o esquema do retroreview, uma coisa um pouco meno técnica (e chata) e um pouco mais dinâmica (e divertida).

    Mandem suas sugestões, suas histórias, suas críticas e qualquer coisa que vier na cabeça!

    E amanhã: RETROREVIEW ESTARÁ DE VOLTA!!!!

    Bejundas a todos!

    o/

    19
    • Micro picture
      edufilhote · over 5 years ago · 0 pontos

      FF VI foi umas primeiras! Nesse caso, rola do V!!

    • Micro picture
      fredson · over 5 years ago · 0 pontos

      Cadillacs and Dinossaurs, heheheh.

    • Micro picture
      edufilhote · over 5 years ago · 0 pontos

      @fredson esse depois que formos no bar jogar e beber! ahuAHUhauhUAHUhua!
      E será uma retroreview conjunta!

  • 2014-06-16 12:02:28 -0300 Thumb picture

    101 CURIOSIDADES SOBRE GAMES!!!!

    POST: @setzer_eduardo

    Bom dia, galera do bem!!!!

    Junho, mês de friozinho gostoso, tempo seco, e aquela vontade de ficar quietinho debaixo das cobertas (ou do lado daquele cobertor de orelha).

    Nada mais gostoso que dar uma lida em algumas curiosidades sobre os games, né não??

    Seguem abaixo 101 curiosidades sobre o mundo dos games!!

    101 CURIOSIDADES SOBRE GAMES

    Por: Vinny

    Fonte: Uhull

    101 – Explorando uma série de bônus, é possível terminar Super Mario 64 com apenas 1 estrela. O normal seria com no mínimo 70 estrelas

    100 – Megaman é azul graças ao NES ter uma limitada ter uma limitada variação de azul para exibir.

    99 – ICO era inicialmente pra PS1. E inicialmente quem iria ter um par de chifres seria a menina Yorda.

    98 – A face de Max Payne é modelada com base na face de Sam Lake, quem escreveu a história do jogo.

    97 – O jogo Mercenaries conta com Han Solo e Indiana Jones como personagem destraváveis.

    96 – Durante a produção de Forza 2, a equipe de Forza 2 teve um total de 41 multas por alta velocidade.

    95 – Metropolis Street Racer foi lançado 3 vezes no Dreamcast, graças a vários erros do jogo.

    94 – The Sims ficou 82 semanas no Top 10 de venda dos EUA

    93 – O jogo mais vendido de Gamecube foi Super Smash Bros Melee com 6 milhões de unidades vendidas

    92 – O “speed-up” dos inimigos de Space Invaders não foi intencionalmente programado para ser assim.

    91 – Antes de trabalhar na Nintendo, o antigo presidente da Nintendo trabalhou numa empresa de táxi e num motel alugando quartos por hora.

    90 – Lembra do Chainsaw Controller de Resident Evil 4? Um katana controller também foi liberado para Onimusha 3, e tinha quase um metro de comprimento.

    89 – Um gibi spin-off de Killzone iria ser lançado, mas acabou não sendo pois quem iria publicar faliu.

    88- o Xbox iria ser chamado inicialmente de DirectX-box.

    87 – Somente 2000 unidades do jogo Steel Battalion, desenvolvido pela Capcom e que vinha com um controle de 40 botões, foram disponibilizadas.

    86- Em Hitman 2, em um dos níveis há uma caixa de pizza que está escrito em dinamarquês: “A pizza real com m3rd@ nela.”

    85 – A soundtrack oficial de Okami tem o conteúdo de 5 cds.

    84 – Em Flatout 2 havia 5000 objetos destrutíveis em cada circuito.

    83 – Inicialmente os binóculos de três olhos de Splinter Cell foi rejeitado por Tom Clany, pois reunia ao mesmo tempo proteção térmica e visão noturna.

    82 – John Romero colocou sua Ferrari na Ebay em 2002, com uma modificação que permitia que o motor fosse modificado por um laptop.

    81 – Os Chain Chomps em Mario foram inspirados em uma cão acorrentado do vizinho na infância de Miyamoto.

    80- No lançamento americano do RPG do Gameboy Final Fantasy Legend II, o procedimento de censura contou o fato do jogo ter bananas com efeitos morais.

    79 – Cada um dos 700 carros de Gran Turismo 4 foram analisados um mês para o designer criá-lo.

    78 – Quase 5000 jogos foram mostrados na E3 2004. 1000 deles eram lacrados, e 16% eram softwares educacionais.

    77- Possuir uma cópia de Manhunt na Nova Zelândia é um crime.

    76- Saints Row tem 130 estações de múscias licenciadas, incluindo 40 de música clássica.

    75- Todos os “carrier pigeons” são nomeadas com base nas mulheres os filmes de James Bond 007.

    74- O jogo Psychonauts vendeu 90000 contando todas as versões(PS2, Xbox e PC).

    73 – “J Allard” é o nome verdadeiro de J Allard. Foi modificado de James Allard.

    72 – Resident Evil Zero é o único spin-off de RE que foi lançado para apenas uma plataforma(Gamecube)

    71-Splinter Cell:Chaos Theory foi banido na Coréia do Sul, graças à parte em que há a destruição de Seoul, sua capital. Entretanto, ele foi liberado no fim de 2006.

    70- Na Inglaterra, Rayman é o jogo mais vendido de PS1.

    69- Embora você os vê raramente, Yoshi tem dentes.

    68- Capcom é a abreviação de “Capsule Computers”

    67 – As letras das canções de Loco Roco fora usados com jargões, de modo que nunca a entendam.

    66 – Em 2005, a Sony contratou pichadores de graffiti para promover o PSP. Na verdade, mtas pessoas acabaram desistindo de comprar por isso.

    65 – Atualmente, 24% dos gamers americanos têm mais de 50 anos.

    64- Alongside Pandemic?s Full Spectrum Warrior, uma versão avançada de Full Spectrum Command, foi desenvolvida para o exército, e nunca foi liberada para o público.

    63 – Terry Butcher, atual dirigente, deu o comentário que inaugurou Pro Evolution Soccer em 2001.

    62- Final Fantasy tem esse nome graças ao criador da série, Hironobu Sakaguchi, e foi criado com o restante do dinheiro de vários projetos mal sucedidos.

    61 – A tradução de Nintendo é “leve sorte aos céus”

    60- A equipe de desenvolvimento responsável por fazer o port de Resident Evil 2 para o N64, atualmente trabalha na Rockstar.

    59-O programador de Doom, John Carmack, é voluntário da Armadillo Aerospace, uma companhia dedicada ao vôo.

    58- É verdade que há um jogo chamado Communist Mutants from Space.
    É um clone de Space Invaders lançado para o Atari em 1982.

    57 – No épico Shadow of Rome, há um bônus chamado “Urine Trouble”, usado para atacar alguém que perde o controle da sua bexiga.

    56- Steve Downer, o dublador de Master Chief, é DJ de uma estação de rádio em Chicago.

    55- No Japão, quatro títulos de Dreamcast foram lançados em 2007.

    54- A arma mais poderosa em Bad Day L.A.? Cortador de unhas.

    53- Um certo soldado em God of War usa o grito de Wilhelm, um efeito usado em filmes há 50 anos. Metal Slug, Lost Planet

    52 – No Japão, o lançamento de Viewtiful Joe foi chamado de “A New Hope”, graças ao Star Wars Episode IV.

    51 – O tamanho “inflado” dos peitos de Lara Croft é resultado do desenhador Toby Gard que ajustou acidentalmente a o volume dos peitos em 150%, depois outros designers viram, gostaram e decidiram colocar como estava.

    50 – Um jogo no Animal Crossing do Gamecube pode durar até 29 anos reais.

    49 – O jogo Pikmin foi nomeado com o nome do cão de Miyamoto.

    48 – Outrun apareceu em 19 diferentes formatos.

    47 – Um total de 57 jogos foram lançados para o N-Gage.

    46 – O sucesso de The Sims fez os desenvolvedores colocarem a língua do jogo até em ucraniano, Navajo e Tagalog.

    45- No nível Metropolis de Halo 2, uma bola de futebol americana pode ser encontrada no alto do prédio.

    44-Na primeira aparição de GTA(E3 1997), foi dito que poderia dar uma volta na cidade em três minutos.

    43 – Quase a metade do conteúdo de Oblivion:IV é de diálogos.

    42 – David Hayter, dublador de Snake em Metal Gear Solid 4, escreveu o screenplay para o filme X-Men

    41- Em 2001, um grupo de estudantes criou uma versão de Pong, que quem perdia, levava um choque elétrico.

    40- No estágio avançado de desenvolvimento de Final Fantasy XII havia planos de co-op de 2 jogadores.

    39-Keita Takahashi, diretor do Katamari de Katamari Damacy, cita Picasso e “Little Shop of Horrors” como inpirações.

    38-O ex-presidente da Nintendo, Hiroshi Yamauchi, possui uma parte majoritária do time de beisebol Seattle Marines, que atualmente també tem como dirigente Howard Lincoln, chefe da Nintendo of America.

    37- De acordo com a Entertainment Software Association, a média de idade dos gamers americanos é de 33 anos.

    36-Gran Turismo 2 teve 650 carros.

    35 – O primeiro jogo de Dinasty Warriors era um beat”em up.

    34 – O nome de desenvolvimento de Half-Life era Quiver.

    33 – O jogo de PS2 Asterix & Oberix XXL tem mais de 100 imitações/trocadilhos de títulos/personagens gamísticos, incuindo Pac-Man, Tetris, Tomb Raider, Street Fighter e Super Mario Sunshine.

    32 – Nintendo nunca deu um sobrenome oficial a Mario, mesmo que “Mario Bros” sugira que seja “Mario Mario” o nome completo.

    31 – Lara Croft inicialmente era pra ser chamada de Laura Cruz.

    30 – Antes de trabalhar em clássicos como Outrun,Shenmue e Virtua Fighter, Yu Suzuki era dentista.

    29 – Inicialmente o personagem principal de Psychonauts era um avestruz.

    28 – O presidente da Nintendo of America, Reggie Fils-Aime, antes era diretor sênior de marketing nacional da rede de pizzarias Pizza Hut.

    27 – Em Animal Crossing 64, nunca lançado fora do Japão, você tem que configurar a hora e a data toda vez que se inicia o jogo.

    26 – ICO é uma gíria que em japonês significa “vamos lá”(let”s go)

    25 – Elder Srolls III tem um caranguejo falante secreto afastado em uma pequena ilha.

    24 – Halo 2 é o jogo mais vendido do Xbox, com 8 milhões de cópias vendidas, logo seguido por Halo:Combat Evolved com 5 milhões de cópias vendidas

    23 – The Guy Game, ,jogo-quiz baseado nas mulheres que piscam seus peitos, que iria ser lançado apenas no Estados Unidos para PS2 e Xbox, foi banido.

    22 – Red Dead Revolver foi feito originalmente pela Capcom, mas a franquia foi vendida para a Rockstar.

    21 – Fable tem um túmulo com o nome de Peter Molyneux.

    20 – Fifa 2001 é o primeiro e único jogo a usar o CD “scratch and sniff”, que teoricamente tinha uma tecnologia que dificultava riscos.

    19 – Everybody Love Katamari tem um nível bônus em que se tem que coletar um milhão de rosas.

    18 – Em 1995, a Nintendo cancelou 100 títulos que estavam sendo desenvolvidos para o Virtual Boy.

    17 – Michael Jackson, em diversas formas, apareceu em Sonic 3, Ready 2 Rumble Round 2, Space Channel 5 1&2, GTA Vice City e obviamente, Moonwalker.

    16 – Há 504 partes de equipamento em Final Fantasy X.

    15 – Guy Cihi, que jogou Silent Hill 2 como James Sunderland, é um grande capitalista que falou para a filha jogar o jogo pois era “diferente”

    14 – Em Doom 3 há uma referência a Brit.

    13 – O primeiro Easter Egg nos videogames foi achado em Adventure para Atari 2600, aonde o jogador pode acessar uma sala em que aparece o criador do jogo.

    12 – Um número de seis dígitos pode ser encontrado no Scorpion em Halo, que é a data de nascimento do diretor de arte do jogo, Marcus Lehto.Suais iniciais também aparecem nos pés de Master Chief.

    11 – No jogo original de arcade Donkey Kong, Mario era chamado de Jumpman e não era um encanador, e sim um carpinteiro.

    10 – No RPG nunca lançado fora do Japão Metal Saga, se poderia acessar as cenas finais da cutscene de introdução.

    9 – A personalidade mais estranha dos videogames? Iria ser Alien Hominid em um episódio de The Sopranos.

    8 – O jogo de ação com robôs Armored Core Nine Breaker tem um modo de treinamento que conta com 150 lições.

    7 – O primeiro produto lançado pela Sony foi uma panela elétrica.

    6 – Sega Space Channel 5 fez a Sega levar um processo porque havia muitas similaridades entre uma senhora chamada Kier, que tinha muitas similaridades com a personagem Ulala. E perdeu.

    5 – Os títulos que não foram lançados da série Oddworld incluem Hand of
    Odd, Squeeks Oddysee e SligStorm.

    4 – A máxima pontuação possível em um jogo é em Pac-man, em que se pode pontuar até 3333360 pontos

    3 – “God Hand´s Chihuahua race” conta com um cachorro chamado Mikami”s Head, fazendo alusão ao criador de Resident Evil, que disse que iria cortar a cabeça se Resident Evil 4 fosse para o PS2.

    2 – O jogo de Megadrive 32x cancelado Ratchet&Bolt tinha 32 screens liberadas, e 32 armas.

    1 – A área jogável de GTA San Andreas é de aproximadamente 27 quilômetros. É cinco vezes o tamanho de GTA:Liberty City e quatro o de GTA: Vice City

    Super Mario 64

    Platform: Nintendo Wii
    530 Players
    53 Check-ins

    37
    • Micro picture
      daniel_stob · over 5 years ago · 0 pontos

      Parabéns pela matéria. Muito maneiro!!

    • Micro picture
      edufilhote · over 5 years ago · 0 pontos

      de fato,. a lista é VÉEEEEEIA mesmo, hahahaha!!
      muitas dessas também saíram no "Did You Known Gaming?" aqui na alva!

    • Micro picture
      edufilhote · over 5 years ago · 0 pontos

      @daniel_stob valeu!!!

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...