• singleplayers Singleplayers
    2018-10-02 18:07:09 -0300 Thumb picture

    Entrevista com o compositor da trilha de Donkey Kong Country

    Medium 3676013 featured image

    Confira mais matérias originais, vídeos e podcasts em: www.singleplayers.com.br

    David Wise é um dos compositores mais geniais do mundo dos jogos e concede pouquíssimas entrevistas. Por sorte, temos este raro registro com o compositor premiado e adorado até por pessoas que não fazem ideia de quem ele seja. Atualmente ele contribuiu para obras como Snake Pass, Yooka-Laylee e Donkey Kong Tropical Freeze. Só que nos tempos antigos ele trabalhou com a Rare em Battletoads e seus jogos favoritos sobre macacos.

    Você era parte da Rare desde 1985, quase no começo da companhia. Como você se tornou um compositor de video games?

    Me tornei compositor de video games quase por acidente. Eu estava trabalhando em uma loja de música, demonstrando um computador musical Yamaha CSX usando alguns dos meus próprios arranjos. Tim e Chris Stamper pediram uma demonstração de vendas, perguntaram quem havia escrito aqueles arranjos, e me ofereceram um trabalho na Rare.

    É o estilo de vida que você imaginou quando era criança?

    Eu queria ser compositor, então eu considero um privilégio compor músicas para video games.

    Em Battletoads a música é puro rock, DKC tem uma sensação ambiente de jazz, a música de DKR é pop e cativante…seu trabalho é bastante variado. Que tipo de música você gosta de ouvir?

    Eu absolutamente escuto montes de diferentes estilos de música, constantemente. Orquestra, ópera, balé, rock, funk,pop, músicas infantis, trilhas de filmes, qualquer coisa que se conecta comigo emocionalmente.

    Você normalmente toca qualquer instrumento?

    Eu toco uma variedade de instrumentos: meu favorito é o saxofone e sou afortunado em ter um grande piano Bluthner no lounge. Toco violão, baixo, bateria e percussão, e no momento estou reapredendo a tocar trompete, que eu costumava tocar quando era criança.

    A música de Donkey Kong Country ainda é aclamada por fãs e críticos, 15 anos depois. Essa série de jogos será inevitavelmente ligada a temas como Jungle Groove, Fear Factory ou Aquatic Ambiance. De onde veio essas melodias?

    Muito da inspiração veio da tentativa de superar as limitações de ter disponível apenas 64K de memória no SNES, e para fazer isso eu tinha que ser um pouco mais criativo na maneira que usava os dados de ondas sonoras disponíveis.

    Em muitos jogos da Rare, era comum ver vários compositores creditados. Você era incluído ao lado de Graeme Norgate em Donkey Kong Land, em DKC com Robin Beanland e Eveline Fischer. Como era distribuído o trabalho entre os compositores?

    Felizmente Graham, Robin e Eveline são compositores talentosos e tecnicamente competentes. Executar as melodias no SNES ou no GameBoy era um processo que consumia um certo tempo, então era mais o caso de quem estava disponível para escrever a próxima melodia requerida.

    Hoje em dia, as músicas dos jogos best sellers são gravadas com orquestra, arranjos orquestrados…são ótimas, mas as vezes os jogadores se lembram mais de um tema em midi gravado vinte anos atrás com menos recursos do que o arranjo sinfônico mais atual. Você acha que isso se deve a nostalgia, ou existe alguma coisa coisa?

    Nós não tínhamos nem mesmo o luxo do midi, tudo era escrito em código Hex até o Nintendo 64.Os chips sonoros eram muito mais limitados do que os recursos disponíveis atualmente, então a música era muito mais proeminente nos jogos.

    Talvez porque a música agora tenha que competir com efeitos sonoros, falas e sons ambientais, não tenha a atenção que merece.

    Stickerbrush Symphony, Aquatic Ambiance, Spaceport Alpha, Forest interlude, Turbo Tunnel Race em Battletoads… todo mundo tem seu tema favorito. Mas qual é a música de que você se orgulha mais? Por quê?

    Eu considero Aquatic Ambience foi o ponto da virada. Era tecnicamente trabalhoso de emular a técnica da “sequência de ondas” do Korg Wavestation para contornar o limite de 64k do SNES. Aquatic Ambience levou 5 semanas de programação, re-programação e para funcionar, mas os resultados defintivamente valeram a experimentação.

    Nos anos noventa, a Nintendo e a Rare pareciam competir para ver quem fazia os melhores jogos no SNES e Nintendo 64, como Mario Kart e Diddy Kong Racing, Banjo Kazooie e Mario 64 ou Donkey Kong Country e Super Mario World. Você sentiu essa rivalidade saudável nas músicas?

    A Nintendo escreveu grandes temas musicais, afinal todos conhecem o tema do Mario, é simplesmente icônica, assim como os temas para Zelda, Star Fox e incontáveis outros video games da Nintendo.

    Então sim, havia definitivamente uma rivalidade saudável. Por exemplo: com a trilha para Diddy Kong Racing eu queria fazer que fosse mais Mario Kart do que o próprio Mario Kart. Os jogos da Nintendo e seus estilos são grandes fontes de inspiração.

    A saída da Rare da Nintendo foi traumática para a companhia japonesa, para os fãs e para a Rare também. Desde então, você está apenas trabalhando em alguns poucos títulos relacionados a franquias ou consoles da Nintendo. Eu não sei o que aconteceu nessa indústria quando um grande compositor como você teve de deixar uma companhia para qual trabalhava tanto tempo. Mas você começou de novo com o David Wise Sound Studio. Você tem projetos para continuar a fazer jogos para video games?

    Me sinto muito sortudo por trabalhar com alguns projetos muito inspiradores de video games no momento, com alguns produtores muito telentosos. Tempos muito excitantes, e estou ancioso para que esses projetos dêem seus frutos.

    Dessa maneira (computador + intrumentos reais) serão suas músicas de seus novos projetos, ou você tem em mente, como Grant Kirkhope fez em Viva Piñata, que escreveu uma trilha orquestrada?

    Caso um projeto suporte uma trilha orquestrada completa, e onde o orçamento estiver disponível, então sou bastante favorável a seguir esse caminho.

    Também acredito que a trilha tenha que ser harmônica em relação ao ambiente do jogo também. Uma trilha que eu trabalhei no ano passado era bastante atmosférica, e eu preferi um uso mais esotérico da instrumentação.

    Eu sempre prefiro a performance e a entrega do uso de instrumentos reais quando for possível, pois nada pode se comparar. Entretanto, as vezes eu faço de outro jeito usando controladores midi para tocar samples ou instrumentos VST, tanto de um kit de bateria midi ou de um controlador de sopro Akai EWI.

    Eu também uso vários microfones ajustados para gravar a colecão de instrumentos que eu tenho em mãos no meu estúdio.

    Confira mais matérias originais, vídeos e podcasts em: www.singleplayers.com.br

    Donkey Kong Country

    Plataforma: SNES
    19860 Jogadores
    195 Check-ins

    28
    • Micro picture
      reasel · 6 meses atrás · 2 pontos

      esse cara é foda!!

    • Micro picture
      deathcorps · 6 meses atrás · 2 pontos

      Tem uma mulher que também fez música de DKC.

      1 resposta
    • Micro picture
      fagnerale · 6 meses atrás · 1 ponto

      David Wise está entre os melhores compositores, é gênio...só de lembrar da fase da água em Donkey Kong já vem a nostalgia

  • 2018-04-28 14:40:41 -0300 Thumb picture
    <p>Agora que terminei todos os estágios especiais d - Alvanista

    Medium 545085 3309110367

    Agora que terminei todos os estágios especiais de 3D Land é hora de voltar pra fechar DKC. Não está fácil. 

    Donkey Kong Country

    Plataforma: SNES
    19860 Jogadores
    195 Check-ins

    4
    • Blank user
      leopar65 · 11 meses atrás · 1 ponto

      eu achei ele bom menos na parte da agua

  • italochianca Italo Chianca
    2018-02-27 23:03:09 -0300 Thumb picture

    Podcast Jogo Véio - Donkey Kong Country

    Medium 529801 3309110367

    Falamos de Donkey Kong Country, clássico do Super Nintendo, nesse episódio do Podcast Jogo Véio. É só acessar o site do Jogo Véio para conferir. 

    Download do episódio

    Donkey Kong Country

    Plataforma: SNES
    19860 Jogadores
    195 Check-ins

    5
    • Micro picture
      santz · 1 ano atrás · 2 pontos

      Olha só. Nem sabia que tinha podcast. Vou passar a ouvir essa parada aí.

      1 resposta
    • Micro picture
      santz · 1 ano atrás · 2 pontos

      Opa, mais um episódio show de bola demais. DK 1 é clássico demais e a forma que conduziram o cast foi muito bom, falando lá dos primeiros jogos de Arcade e percorrendo mundo a mundo do Country, foi muito massa. Aquelas fases da fábrica que a tela escurecia era pauleira e a música é foda. Quando criança, não conseguia passar de uma parte lá da fase do carrinho de jeito nenhum, era um sofrimento louco. Espero os outros casts de DK nesse mesmo estilo. Estão de parabéns. Humor e piadas na medida. Ri demais na briga sobre o chefe do urubu.

      2 respostas
  • darkhold Maurício Marcelo Costa
    2018-02-05 18:46:20 -0200 Thumb picture
  • 2017-05-13 21:06:37 -0300 Thumb picture
  • mardones MardoNES
    2017-03-04 11:16:00 -0300 Thumb picture
    17
    • Micro picture
      dandan_g_rous · 2 anos atrás · 2 pontos

      ooo lindeza! <3

    • Micro picture
      old_gamer · 2 anos atrás · 2 pontos

      Diversão garantida!
      Tb estou jogando com o meu aqui.

  • gamercaduco Gamer Caduco
    2016-12-20 09:19:22 -0200 Thumb picture

    Novo post: Donkey Kong Country (review)

    Último review de 2016 no ar, galera!

    Post fresquinho sobre um dos grandes clássicos da geração 16 Bits, o incrível Donkey Kong Country!

    Macacos me mordam!!

    Ótima leitura pra vocês!


    https://gamercaduco.com/2016/12/20/review-donkey-k...
    Donkey Kong Country

    Plataforma: SNES
    19860 Jogadores
    195 Check-ins

    12
  • santz Santz
    2016-06-04 09:52:11 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº 130 - Revivendo os clássicos

     Não sou muito de zerar o jogo mais de uma vez, principalmente nos dias de hoje, mas esse Donkey Kong Country do GBA tinha algo diferente que chamou muita atenção: ele registrava quantos bônus você encontrou na fase. Como ele era o único DKC que não possuía mundo secreto e nem moedas B, nunca soube todos os macetes que sabia nos outros, então encarei esse desafio.

     Bem, dá pra ver que os gráficos desse jogo sofreram uma queda horrorosa, mas a jogabilidade se manteve e o design dos mapas mudaram. A ideia era finalizar os 3 DKC do GBA, mas foi ficando meio chato e parei na metade dos outros 2.

    Minhas conquistas:

    *Todos os bônus do jogo completados.

    Donkey Kong Country

    Plataforma: Gameboy Advance
    484 Jogadores
    25 Check-ins

    19
    • Micro picture
      roberto_monteiro · quase 3 anos atrás · 3 pontos

      Nem todo jogo da pra portar bem né...

      1 resposta
    • Micro picture
      jack234 · quase 3 anos atrás · 2 pontos

      Bacana cara!
      Sobre zerar novamente, tb não faço isso normalmente, e heheh como vc disse, nos dias de hj, com tanta coisa disponível, acho melhor conhecer o que é novo pra mim. Mas os DK1 e DK3 do SNES irei fazê-lo, pq qdo fiz era mto novo e não me lembro direito. Já o DK2 já estava mais ciente e completei os 102%.

      4 respostas
  • redbomber RedBomber
    2016-03-01 19:07:29 -0300 Thumb picture
  • gamercaduco Gamer Caduco
    2015-10-19 22:50:03 -0200 Thumb picture

    Caduconvida #03: Donkey Kong Country Returns (Wii)

    Olá para todos!

    Está no ar o terceiro episódio do Caduconvida, com o texto da leitora assídua Cherry Pie sobre Donkey Kong Country Returns (Wii)

    http://gamercaduco.com/2015/10/19/caduconvida-03-donkey-kong-country-returns-wii-por-cherry-pie/

    Ótima leitura!

    PS: Mandem os seus textos para o Caduconvida também, estou sem "munição" depois de publicar este texto! Assim o blog continuará com conteúdo semanal! Obrigado a todos!

    Donkey Kong Country Returns

    Plataforma: Nintendo Wii
    3927 Jogadores
    232 Check-ins

    8

Carregar mais postagens

Continuar lendo &rarr; Reduzir &larr;
Carregando...