• anduzerandu Anderson Alves
    2018-02-18 12:14:15 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Maniac Mansion

    Zerado dia 17/02/18

    Não queria jogar Maniac Mansion por agora, pois já é um point & click bem antigo, da época do NES/PC que tem fama de ser meio nonsense, mas eu deixei o Day of the Tentacle no PS Vita justamente por ter o jogo dentro de si e, bom, ele ocupa mais de 1GB de espaço no meu humilde cartão de 8GB.

    Outra coisa que tenho que dizer é que cheguei a usar walkthrough algumas vezes durante a jogatina, coisa que odeio fazer, mas quando faço, já deixo bem claro nas minhas postagens. O fato é que MM é um jogo bizarro e cheio de dead ends, ou seja, partes em que algo acontece como resultado de uma ação sua (ou falta dela) e que impossibilitam a continuidade do jogo, e o pior é que isso quase nunca fica claro.

    A aventura começa sem muita explicação: você escolhe um time de três adolescentes para que possam entrar numa mansão onde uma amiga foi sequestrada. Toda a coisa baseada numa missão noturna numa mansão com antagonistas azuis (?) cria uma atmosfera meio bizarra à narrativa. Uma mistura de terror com o "cool" do Day of the Tentacle, que viria depois.

    Durante o jogo, cutscenes aparecem conforme certos pré-requisitos são alcançados. Eu ficava tentando entender os motivos do vilão ou se eles eram monstros ou pessoas normais ou assassinos cruéis ou o quê, mas fiquei só com a impressão que criei mesmo.

    Vários desses personagens voltaram no DotT depois, mas mais humanos e lógicos.

    Algumas das coisas que você vai perceber de cara e já torcer o nariz são:

    -Os mil comandos na barra abaixo da tela. Qualquer ação com qualquer coisa demanda que você mova o cursos e clique no que deseja fazer, e depois com o que vai interagir, seja um objeto no cenário, uma pessoa ou coisas do seu inventário;

    -A praticamente falta de som e que o jogo está quase sempre no mudo, com exceção de barulhos de campainha, portas e determinadas partes. Senti muita falta de uma música de fundo de de qualquer barulho quando as pessoas falavam;

    -É muita fácil chegar a desfechos negativos, como a mansão ser explodida porque você não fez algo tosco e, principalmente, ser capturado porque um dos residentes do local te viram pela casa.

    Nesse início você se depara com a mansão trancada e felizmente coisa pra interagir. Foi tranquilo descobrir que eu deveria puxar o tapete, pegar a chave embaixo e usá-la para abrir a porta. Mas dentro, o que fazer? Eu nem sabia porque eu tinha três personagens! Inclusive, a gente tem que suar o comando "New kid" para trocar para outro, onde quer que ele esteja.

    A primeira porta que você provavelmente vai, é a logo na entrada da casa. Mas entrar nela resulta num encontro com a enfermeira bizarra (3ª imagem), que te jogará no calabouço. Essa parte, dependendo da sua idade ou gosto por jogos mais esquisitos, é bem esquisita e provavelmente já vai te fazer desistir de Maniac Mansion. Tem até sangue!

    Eu mesmo nem sei se ser capturado tão cedo é uma situação que pode ser revertida. Melhor recomeçar logo.

    Como eu ia dizendo, as possibilidades são muito vastas. Vários andares, portas, elementos para interagir e ações para serem executadas. É definitivamente um jogo para ser jogado por muito tempo, aprendendo com tentativa e erro. Mas de novo, por falta de aviso que o jogo não pode ser mais continuado, o que fazer e as variações dependendo de cada personagem escolhido, jogar esse tipo de coisa hoje em dia é quase impraticável.

    Uma certa vez eu progredi bastante  e usei um removedor de tinta num lugar errado. Ao invés de ser avisado que aquilo não fazia sentido ou usar apenas um pouco da lata, o personagem usou tudo de uma vez e disse "what a waste"! Procurei na internet e descobri que eu tinha chegado num dead end e não havia nada que eu pudesse fazer.

    Por outro lado, o jogo segue ainda alguma lógica e dificilmente viaja como em Grim Fandango, por exemplo, e a insistência com o mesmo time vai chegar em algum lugar alguma hora, pois você começa a aprender a casa e o que fazer para poder interagir com certas coisas.

    A função de save do Day of the Tentacle ajudou muito também, pois eu saía do MM, salvava e caso chegasse a uma conclusão ruim, bastava dar load.

    Pra fechar, um dos comandos permite que você verifique os nome de todas as coisas que pode interagir, evitando que itens pequenos e botões passem despercebidos, mesmo no escuro.

    Resumindo: Maniac mansion é um jogo complicado, mas bacana. Um walkthrough me ajudou a avançar bem mais rápido e a gostar do jogo. É uma experiência diferente e importante para o gênero, e que pode durar semanas ou uma horinha se você já souber o que fazer (eu acabei meio que decorando de tantas vezes que joguei e fracassei em alguma parte).

    De bom: existe alguma lógica e "puzzles" criativos. Muitas variações de acordo com seus personagens e ações.

    De ruim: muitos dead ends. Fator "se vira aí e descubra o que fazer". Cada ação exige tem que ficar arrastando o cursor de uma palavra a outra e a outra e a outra e não há atalhos ou afins para facilitar. Necessidade de recomeçar o jogo com frequência e a constante pergunta: "por que estou jogando isso?"

    No geral, é um jogo legal, mas de um minúsculo nicho e de um gênero que quase não existe hoje em dia. Comparado com outros jogos, esse fica bem atrás, justamente por ser o início de tudo. Se você acha jogos do gênero chatos ou difíceis, passe longe! Um grande clássico, que é melhor deixar no passado mesmo.

    Maniac Mansion

    Platform: PC
    84 Players
    1 Check-in

    13
    • Micro picture
      jclove · about 1 year ago · 2 pontos

      Show, esse é um clássico que queria terminar a muito tbm, mas é muito frustrante com o lance dos dead ends sem aviso, sempre largava quando alguem ia preso.hehe
      To com o Tdott aqui no pc justament epor causa dele. um dia desses pego um guia bacana e termino tbm.

      1 reply
    • Micro picture
      leopoldino · about 1 year ago · 2 pontos

      Lembro que joguei muito isso no 486, cheguei a fazer todos os finais, até o final de decolar com o carro.

      1 reply
  • anduzerandu Anderson Alves
    2017-09-10 20:25:00 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Day of the Tentacle Remastered

    Zerado dia 10/09/17

    Após jogar Grim Fandango, o meu amor por point & clicks/adventures cresceu ainda mais. Eu achei o jogo genial, apesar de alguns puzzles meio sem lógica, a ponto de fazer um papercraft e uma tatuagem do Manny Calavera!

    Interessado pela história por trás da criação do jogo, acabei entrando de vez na sua "cultura", baixando imagens e ouvindo bandas e músicas de gêneros que eu pouco conhecia ou me interessava, como Jazz e Swing (sou meio que aficionado por música, mais do que por jogos).

    Nessas aventuras acabei lendo bastante sobre jogos da Lucasarts e Double Fine e o grande Tim Schafer, a mente por trás das aventuras do Manny, que já prometia trazer outros clássicos de forma remasterizada, como Full Throttle e Day of the Tentacle, que eu terminei hoje depois de cerca de uma semana de jogatina casual fora de casa.

    Esse curto período de tempo, conciliado com a jogatina no XONE rendeu umas boas horas de jogo, ainda mais nesse domingo e isso se deve pelo fato de que DotT é um adventure que foi muito além das minhas expectativas!

    Lembro que as primeiras imagens que vi desse remaster não me animaram tanto assim porque o jogo parecia meio chato como outras experiências que tive com jogos do gênero na época e nada parecido com Grim Fandango, até por ser um título 2D.

    10 minutos de jogo e eu já estava completamente apaixonado.

    O jogo tem um humor incrível, digna das minhas experiências com jogos do Schafer mesmo. [E tudo muito fluído e rápido e os comandos funcionam muito bem, sendo que você aperta X para mover o personagem, quadrado para abrir o menu de opções para as coisas (como abrir, fechar, falar, interagir) em uma roleta e triângulo para abrir seu inventários. O analógico esquerdo move o cursor e o select troca o visual do jogo da versão remaster para a antiga e pixelada. O legal dessa função é que ela ativa instantaneamente a troca visual, mesmo durante cinemáticas.

    A versão original tem textos na parte de baixo que devem ser selecionados com o cursor e depois apontados onde serão usados, enquanto a versão nova deixou esses comandos nos botões e a cena de jogo é fullscreen.

    Falando sobre visuais, DotT parece um desenho animado, é incrível! Um desenho animado praticamente adulto, diga-se de passagem.

    O jogo é mais simples e fácil do que Grim Fandango. 

    Primeiro que ele limita bastante as suas ações e movimentos, até porque os cenários são pequenos. Segundo que uma função interessante foi adicionada: ao apertar pra cima no d-pad, todos os objetos que podem ser interagidos ganham uma "caixa" de destaque visual alaranjada por cima, evitando que você fique tentando usar objetos inúteis do cenário ou passe por algum lugar e não veja alguma coisa importante.

    Vale lembrar que algumas coisas as vezes não são destacadas e podem ser usadas ou interagidas, mas realmente não lembro se elas tinham algum efeito importante sobre o jogo.

    O enredo é fantástico!

    Um cientista maluco resolve enviar 3 adolescentes para o passado para consertar uma cagada que fez, mas uma parte importante de sua máquina do tempo acaba de destruindo durante o processo: o diamante, já que ele usou uma versão falsa.

    Cada um dos personagens jogáveis ficam no mesmo lugar, mas em três tempos diferentes: Hoagie, o gordinho roadie, vai para o passado, no século XVIII; Bernard, o nerd, fica no presente, ou seja, não vai a lugar algum; e Laverne, a doida, vai para algum lugar do futuro, onde a humanidade está sendo escravizada pelos tentáculos.

    O objetivo dessa turma é trazer todos de volta ao seu tempo. Hoagie está no passado, onde não há energia e vai ajudar pessoas famosas da época a descobri-la. Bernard está tentando conseguir um diamante para fazer a máquina voltar a funcionar, mas um diamante custa 2 milhões de dólares. Laverne está tentando ligar a sua cápsula temporal na energia enquanto foge da prisão e lida com uma população gigantesca de tentáculos.

    É um jogo bem maluco, colorido e engraçado.

    Cada um deles acha seus próprios desafios e itens que podem ser combinados ou usados de várias formas e vários lugares e pessoas, o que faz com que as possibilidades sejam bem diversas e o que dificulta o jogo.

    Achei um rato de brinquedo depois de passar uns apuros. Legal, mas o que eu faço com ele? 

    De início você vai procurar lógica nas coisa e onde usar aquele item, mas depois de ir e vir um pouco, vai se ver o usando em todos os lugares e muitas vezes não achando nada, assim como todo o seu inventário.

    Pra ferrar a sua vida, é possível enviar quase qualquer item pelas cápsulas do tempo para um dos outros pegarem e usarem em algum lugar em seus tempos. Agora sim, as possibilidades se multiplicaram e muito!

    Pra dizer a verdade, quase 100% dos casos os itens fazem sentido onde devem ser usados e é mais uma questão de um pouco de raciocínio e/ou memória. Vacilei bastante e deixei várias coisas óbvias passarem até finalmente as fazer e a aventura durou quase 8 horas. Acho que se eu jogar novamente dura umas 2.

    Resumindo: Day of the Tentacle Remastered é um baita jogão com um enredo e puzzles muito divertidos. O jogo vai muito além do que outros jogos do gênero que já experimentei vão, coisa que não me parecia antes de o jogar de verdade. Acho que posso dizer que é uma estória das mais interessantes e cômicas que já vi, e que só poderia ser feita mesmo num video game.

    De bom: controles muito bons e simples. Visual de desenho animado cheio de animações tanto dos personagens como de outros elementos de fundo. Puzzles não muito difíceis e uma hora ou outra você vai fazê-los, diferentemente do Grim Fandango, que usei detonado em uma parte ou outra e há algumas dicas sutis ou mais que isso durante a jogatina, como cinemáticas aleatórias quando você vai de uma cena a outra do jogo. Enredo nota mil, assim como os personagens. O replay é tão bom que já deu vontade de jogar novamente e platinar, agora que já sei de tudo. Há a possibilidade de jogar o jogo anterior, Maniac Mansion, dentro desse jogo! Esse é o motivo pelo qual eu ainda não o deletei. Algumas ações que você faz e não sabe o pra quê acabam sendo úteis uma hora ou outra, mesmo que seja no fim do jogo. Loading ao abrir o jogo e saves rápidos, além de não ter travado nenhuma vez. Possibilidade de jogar a versão nova ou antiga quando bem quiser.

    De ruim: houveram ainda sim partes que eu não fazia o que fazer ou onde fazer. Não é o tipo de jogo pra qualquer um, apesar que eu diria que é um bom começo pra conhecer o gênero.

    No geral, gostei muito mesmo e já entendo todo o alarde em torno dele. Super recomendo! Levei apenas 8 horas e demorei pra caramba pelos vacilos, mas é curtinho e tranquilo, por isso pareceu bem menos que isso.

    Day of The Tentacle Remastered

    Platform: Playstation Vita
    36 Players
    6 Check-ins

    11
    • Micro picture
      waterstill · over 1 year ago · 2 pontos

      Tô pra jogar (e comprar) ele ainda! Amo adventures point & click haha

      1 reply
  • diogo_paixao Diogo Louzada Paixão
    2017-01-31 17:20:12 -0200 Thumb picture

    38° Fucking Platina =D

    MAIS 1 =O Falei que eu tava animado hahahaha

    Agora foi Day of The Tentacle!

    Sempre tive a curiosidade de jogar este joguete simpático, quando a Plus deu eu fiquei animado mas enroooolei pra jogar, até... hoje =P

    Badge myPSt:

      Para Jovens (Prata - Hardcore) - Platine 20 jogos com classificação T.

    @platinadores

    Day of The Tentacle Remastered

    Platform: Playstation Vita
    36 Players
    6 Check-ins

    15
    • Micro picture
      santz · about 2 years ago · 2 pontos

      Eu também tenho grande curiosidade de jogar este game, mas devo ver a versão clássica de DOS.

      2 replies
  • gusgeek Gustavo Francescheto
    2017-01-20 17:30:07 -0200 Thumb picture
  • 2016-12-28 14:58:49 -0200 Thumb picture

    PLAYSTATION PLUS - JANEIRO

    ...ASSINANTES PLUS RECEBERÃO DAY OF THE TENTACLE REMASTERED, THIS WAR OF MINE, TITAN SOULS E MAIS EM JANEIRO

    O texto abaixo foi publicado no PlayStation.Blog brasileiro.

    Um novo ano e um novo grupo de jogos vindo gratuitamente para os membros PlayStation Plus! Esse mes temos os excelentes Days of the Tentacle Remastered e This War of Mine: The Little Ones.

    Em primeiro lugar, temos o super louco Days of the Tentacle Remastered. É um jogo de dar um nó na telha, cheio de aventuras, viagens no tempo e puzzles, onde três amigos improváveis trabalham juntos para prevenir que um tentáculo mutante roxo maligno tome o mundo. Originalmente lançado em 1993, esse jogo remasterizado é um clássico que não pode ser perdido.

    Agora, se você está procurando por algo um pouco mais sério, não precisa ir além de This War of Mine: The Little Ones. Jogue como um grupo de civis tentando sobreviver em uma cidade sitiada enquanto tenta coletar comida e medicamentos. Tome decisões de vida ou morte levadas por sua consciência, enquanto lida com os constantes perigos da guerra.

    LISTA COMPLETA:

    Day of The Tentacle Remastered, PS4 (Cross Buy PS Vita)

    This War of Mine: The Little Ones, PS4

    Blazerush, PS3

    The Swindle, PS3 (Cross Buy PS4 / PS Vita)

    Azkend 2, PS Vita

    Titan Souls, PS Vita (Cross Buy PS4)

    ==========================

    FONTE: PLAYSTATION.BLOG BRASILEIRO I PSXBRASIL

    ==========================

    Day of The Tentacle Remastered

    Platform: Playstation 4
    151 Players
    23 Check-ins

    26
    • Micro picture
      s7ephano · over 2 years ago · 2 pontos

      Mais indies? afff

      3 replies
    • Micro picture
      megaxbr · over 2 years ago · 2 pontos

      mais um mês que ficarei quase totalmente no Xbox One, meu Ps4 já esta ficar empoeirado tem tempo. Até o PS3 ta mais interessante.

    • Micro picture
      marviiu · over 2 years ago · 2 pontos

      Curti, o único porém meu é que já tenho This War of Mine, só que para o Xone.

      3 replies
  • natangaspechak Natan Gaspechak Martins
    2016-04-16 19:14:53 -0300 Thumb picture
  • shadowofheart Rodrigo
    2016-04-01 14:43:14 -0300 Thumb picture

    Análise - Day of the Tentacle Remastered

    Desculpem pelo atraso, mas tive algumas dificuldades com o meu DeLorean para voltar no tempo e entregá-los esta análise de Day of the Tentacle Remastered. Se segurem em seu mouse e teclado porque para onde vamos não é necessário do jogo para saber se vale ou não a pena jogar!

    http://www.ps3brasil.com/analise/676/

    Day of The Tentacle Remastered

    Platform: Playstation 4
    151 Players
    23 Check-ins

    11
  • 2016-03-22 21:17:59 -0300 Thumb picture

    DAY OF THE TENTACLE REMASTERED

    ...JOGO CHEGA HOJE

    O texto abaixo foi publicado no PlayStation.Blog brasileiro.

    Day of the Tentacle chegou às prateleiras pela primeira vez em 1993. Nós estamos muito empolgados por — 23 anos depois — o Tentáculo Roxo Mutante do Dr. Fred estar de volta para dominar o mundo!

    Nós esperamos que nossa versão remasterizada dessa aventura clássica de point and click e puzzles da LucasArts agrade aos fãs novos e antigos; com arte em alta resolução e áudio de alta qualidade complementando os celebrados diálogos e os puzzles inteligentes que fizeram de Day of the Tentacle um clássico instantâneo em sua época.

    Para comemorar o dia do lançamento, nós criamos um pequeno making of que mostra o desenvolvimento do jogo aqui na Double Fine. Você verá tudo o que fizemos para garantir que a versão remasterizada fosse recriada o mais fielmente possível.

    Seja você um fã de longa data ou alguém que nunca jogou o game antes, esperamos que você curta Day of the Tentacle Remastered!

    Launch Party é a nossa celebração anual de jogos digitais (você pode lembrar do nome anterior, Spring Fever). Compre antecipadamente qualquer um (ou todos) desses jogos para economizar 10%. Aproveite!

    ======================

    FONTE: PLAYSTATION.BLOG BRASILEIRO I PSXBRASIL

    ======================

    Day of The Tentacle Remastered

    Platform: Playstation 4
    151 Players
    23 Check-ins

    4
  • tocadaaventura Toca da Aventura
    2015-12-05 21:58:30 -0200 Thumb picture

    "Whenever I smell asphalt, I think of Maureen"

    Full Throttle Remastered confirmado na PlayStation Experience para PS4  e PSVita! E mais, trailer de Day of the Tentacle Remastered:

    Full Throttle

    Platform: PC
    1360 Players
    34 Check-ins

    3
    • Micro picture
      gusgeek · over 3 years ago · 1 ponto

      Monkey Island 1 e 2 já foram Remasterizados, agora Full Throttle e Day of The Tentacle, seria pedir demais pra Remasterizarem o The Curse of Monkey Island?! hehe
      Se bem que ele esta Perfeitamente jogável hoje em dia! :)

      3 replies
  • tocadaaventura Toca da Aventura
    2015-10-24 01:25:46 -0200 Thumb picture

    DOTT: Mais informações e primeiras imagens divulgadas

    Foram liberadas algumas informações sobre a edição remasterizada de Day of the Tentacle, confira abaixo junto com uma imagem comparativa:

    Features da edição: Audio melhorado, comentários dos desenvolvedores (entre eles Tim Schafer, Dave Grossman, Peter Chan e Peter McConnell), transição entre gráficos modernos e clássicos, a inclusão de Maniac Mansion (um jogo dentro do jogo).

    Imagem em alta resolução

    Galeria de imagens

    Fonte: The International House of Mojo

    Day of The Tentacle Remastered

    Platform: PC
    37 Players
    12 Check-ins

    5
    • Micro picture
      gusgeek · over 3 years ago · 2 pontos

      LINDÃO!!!

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...