• 2019-10-29 15:57:45 -0200 Thumb picture

    Lançada a Tradução do Catherine - PC

    Baixe agora mesmo a tradução do Catherine para Português do Brasil.

    Versão: 1.00
    Idioma: Português-BR
    Versão Suportada: 1.0 e 1.3
    Idioma Suportado: Inglês
    Lançamento: 30/08/2019
    Tamanho: 72,13 MB

    Download: Tribo Gamer

    39
  • _gustavo Luis Gustavo Da Luz
    2019-01-10 13:20:10 -0200 Thumb picture

    Disponível pra PC

    https://store.steampowered.com/app/893180/Catherin...

    R$ 36,99

    A versão PC tem 4K Nativo, e opção de Audios Japonês e Inglês

    23
  • lucasbarcelos5 Lucas Barcelos
    2017-12-22 11:55:28 -0200 Thumb picture

    Catherine: Full Body recebe primeiro trailer no PS4.

    A Atlus revelou hoje (22) o primeiro trailer de Catherine: Full Body, remake-remaster do jogo lançado originalmente para sétima geração de consoles em 2011. O vídeo destaca as principais novidades do game (inclusão de uma nova personagem) e alguns quebra-cabeças.

    Fonte: MeuPS4

    Catherine

    Platform: Playstation 3
    1355 Players
    101 Check-ins

    27
  • 2017-12-19 10:59:50 -0200 Thumb picture

    CATHERINE: FULL BODY

    ...JOGO É ANUNCIADO PARA O PS4 E VITA NO JAPÃO; IMAGENS E DETALHES.

    A Atlus anunciou oficialmente Catherine: Full Body para o PS4 e PS Vita. O jogo está sendo desenvolvido pelo Studio Zero, o mesmo do diretor de Persona 5, Katsura Hashino, e que trabalha em um RPG fantasioso com o nome provisório de Project Re Fantasy.

    Catherine é um jogo de puzzle e ação lançado para o PS3 e 360 em 2011. Ele segue a história de Vincent, um homem de 32 anos que trai sua noiva Katherine com uma mulher chamada Catherine e que tenta sobreviver desesperadamente de seus pesadelos que são causados por suas ações.

    Catherine: Full Body incluirá todo o conteúdo do jogo original, assim como com uma "terceira Catherine", cuja personalidade e aura parecem ser diferentes das outras duas garotas. Haverá novas cenas com a Katherine e Catherine também.

    A Famitsu também que revela que a terceira Catherine se chama, na verdade, Rin. Ela é uma pianista no bar que Vincent frequenta e possui uma personalidade honesta e gentil. O envolvimento dela na história introduzirá uma nova perspectiva para as outras duas Catherines.

    Segundo a revista, veremos novos finais, episódios, cenas de anime e eventos sexy em Catherine: Full Body. O sub-título do jogo vem do termo usado em vinhos, e mostra que teremos um Catherine mais rico e erótico. Uma variedade de dificuldades e sistemas estão sendo preparados.

    Por exemplo, haverá uma mecânica nova que permitirá o movimento de blocos quando múltiplos estão conectados. Há também um novo modo não detalhado. Até mesmo batalhas online foram confirmadas, assim como suporte a cross-save entre PS4 e Vita (é improvável que exista com PS3).

    Por fim, a Famitsu também comenta brevemente sobre Project Re Fantasy. A ideia e direção para a qual a Atlus deseja seguir com o projeto ficaram mais claras, mas ainda é preciso obter mais funcionários para a equipe, como programadores e designers.

    Uma transmissão ao vivo será feita pela Atlus no dia 22 de dezembro às 19h30 no Japão sobre Catherine: Full Body e Project Re Fantasy.

    ===========================

    FONTE: GEMATSUPSXBRASIL

    ===========================

    Catherine

    Platform: Playstation 3
    1355 Players
    101 Check-ins

    35
    • Micro picture
      rafaelssn · almost 2 years ago · 3 pontos

      Agora me chamou a atenção ( ͡° ͜ʖ ͡°)

    • Micro picture
      zefie · almost 2 years ago · 3 pontos

      Bem que podia ser cross-buy também, já que tem cross-save. Vou considerar com carinho comprar esse :)

    • Micro picture
      emiliotiago · almost 2 years ago · 2 pontos

      Esse jogo tem uma temática interessante sobre relacionamento e traição , é realmente interessante . Só ouvir falar sobre ele mas pretendo jogar algum dia !

  • 2017-12-18 22:23:05 -0200 Thumb picture

    CATHERINE HD

    ...RUMOR: ATLUS ESTÁ REMASTERIZANDO UM JOGO DE PS3 PARA PS4 COM CONTEÚDO INÉDITO; POSSIVELMENTE CATHERINE.

    O usuário Ryokutya2089, conhecido por vazar conteúdos das edições da Famitsu e da Dengeki PlayStation, disse ter escutado que a Atlus está trabalhando em uma possível remasterização de um jogo de PS3.

    No caso, o jogo é popular e que não tem um número (isso o faz acreditar ser remaster). Além disso, seria uma versão "completa", porém o jogo em questão não possui DLC. O anúncio aconteceria ainda em 2017.

    Considerando esses tópicos, muitos acreditam que seja uma remasterização de Catherine com um conteúdo inédito, ainda mais com o teaser feito pela Atlus em agosto.

    Catherine

    Platform: Playstation 3
    1355 Players
    101 Check-ins

    14
  • 2017-08-31 21:48:29 -0300 Thumb picture

    [RUMOR?!] CATHERINE 2

    ...ATLUS FAZ TEASER PARA POSSÍVEL NOVO CATHERINE; ENTENDA.

    A Atlus fez uma transmissão de 30 minutos hoje chamada de "Golden Employment Special" focada em entrevistas com membros do Studio Zero para atrair novos desenvolvedores ao estúdio recém-formado.

    A transmissão não trouxe nenhuma novidade de Project Re Fantasy, mas houve dicas de uma possível sequência para Catherine.

    A história de Catherine é apresentada através de um programa de TV que se chama "Golden Playhouse" que possui como apresentadora a personagem Rue Ishida (Midnight Venus). Além do Golden no nome, Midnight Venus também apresentou a transmissão com a mesma dubladora do jogo.

    No final da transmissão, a Midnight Venus retorna e oferece um último comentário sobre o Studio Zero e a tela fica preta. Ela diz que está ansiosa pelo RPG fantasioso, mas pergunta se haverá algo que ela poderá fazer. Ela brinca dizendo que será a nova heroína e, depois de uma pausa, diz que "huh, a oferta para meu próximo trabalho está em cima da mesa?", sugerindo Midnight Venus retornará em breve a um jogo da Atlus.

    =================

    FONTE: PSXBRASIL

    =================

    Catherine

    Platform: Playstation 3
    1355 Players
    101 Check-ins

    12
  • 2016-12-26 22:24:27 -0200 Thumb picture

    Happy Holydays

    Feliz Natal atrasado. Feliz ano novo adiantado. Que todos tenham em 2017 um ano melhor do que foi 20chaos16.

    Último vlog do ano, deixando os votos e mostrando as aquisições natalinas. Até a próxima!

    Catherine

    Platform: Playstation 3
    1355 Players
    101 Check-ins

    1
  • shadowofheart Rodrigo
    2016-09-06 03:04:52 -0300 Thumb picture

    Desafio do quit.

    Olá amigos do Alva, o @igor_park me marcou nesse @desafio e vou tentar lembrar de alguma das coisas que eu não terminei esse ano. 

    Os casos a seguir não estão na lista necessariamente por eu não ter curtido a experiencia, mas justamente porque eu tive que parar por algum motivo (faculdade, TCC, análises do site, etc). 

    Então vamos a minha lista da desgraça gamer!

    Fatal Frame III

    As terríveis mãos do fantasma do TCC tentando me pegar enquanto tentava prestar atenção no pesadelo de Rei

    .

    Esse foi um dos games de survival horror que mais me impressionaram na época do PS2, por mesmo assustando com jumpscares, também oferecendo medo pelos momentos calmos onde um fantasma lentamente andava pelo corredor em que você estava. As jogadas de câmera eram sensacionais. 

    A maior parte do game se passa em um sonho, onde Rei Kurosawa vai atrás do seu namorado já falecido em uma mansão conhecida por reunir espíritos de almas perdidas. E estava gostando demais de retornar ao game na versão PS2 Classics, mas infelizmente devido a rotina, era escolher entre entrar no pesadelo de Rei ou tentar ter uma boa noite de sono na vida real.

    Suikoden II

    O problema de um jogo ter quase 100 personagens é eu não conseguir lembrar o nome nem de 2

    .

    Eu sempre quis jogar esse RPG pelo que falavam da história e da dinâmica dos personagens. Mas por perceber que o jogo era mais difícil do que imaginava (apanhei feio no primeiro boss e o pesadelo de ter que farmar mais 10 horas só pra superá-lo já me deixou com calafrios). A coisa que posso dizer bem das horas que passei foi o sistema de combate bem interessante e a qualidade do pixel art unida com os efeitos em 3D. Parece uma ótima aventura, mas só pra quem tem uns anos de folga.

    Catherine

    Bem que eu queria continuar correndo das curvas belas e mortais de Catherine...

    .

    Me dói muito ter que confessar esse. A única coisa que me parou de continuar foi a rotina e um negocinho chamado TCC. Estava AMANDO o jogo; da história inusitada ao gameplay muito inteligente - e a principio simples de jogar e gradualmente ficando bem complexo - sem precisar de upgrades no personagem, mas sim nos desafios que ele enfrenta. Além de diálogos e personagens adultos e interessantes. Estava amando a ambientação e toda aquele sistema de interação com os personagens no bar. E agora que percebi que é outro jogo que trata sobre sonhos...queria ter tido mais tempo com a bela (e mortal) Catherine.

    The Witcher 3: Blood and Wine 

    Geralt aproveitando uns cogumelos alucinógenos enquanto eu fico aqui comendo uns shitakes

    .

    Esse provavelmente é o mais vergonhoso pra mim, que amo absolutamente o jogo e tinha gastado centenas de horas no game principal e no Hearts of Stone. Estava maluco pra jogar quando saiu e pra passar mais horas e em um novo mapa. Joguei por algumas horas mas tive que parar. Veio a vida bater na porta, e lá fui eu enxugando as lágrimas. Mas do que joguei parece realmente excelente e mais uma conquista da CD Projekt Red.

    Pokémon Go! 

    O menino Ash abandonado aos 10 anos...digo Level 10

    .

    Esse é engraçado. Jurava que não iria jogar, mas a febre me pegou na época de lançamento e lá fui eu atrás de Pokémon na Paulista e nas ruas perto de casa. Mas por estar focado em alguns trabalhos, me pegou justamente em uma época em que eu precisava ficar em casa, e por justamente ser meu ultimo semestre da faculdade que eu só tenho um dia de aula, acabei não saindo muito ultimamente. A unica coisa que fazia era ligar o app em casa mesmo pra ver se pegava alguma coisa sem me mexer (e peguei muito Zubat assim). 

    Acabei desistindo de ir atrás ultimamente e após sofrer uma tentativa de assalto nas ultimas semanas, minha vontade de ficar andando com um celular em mãos no meio da cidade sumiu rapidamente. 

    Mais um fenômeno passageiro (como se houvesse algo permanente nesse mundo). Agora só quando sair a segunda geração/lendários que eu vou me motivar a voltar.

    E é isso, houve mais jogos que eu parei pela metade ao longo ano, mas esses são os mais tristes.

    Agora passar o desafio para os amigos @u3marcos@leosouza, @jclove@katsuragi@rodrigomesquita

    As regras são as seguintes: 

    - Cite um ou mais jogos que vc jogou este ano ( não precisa ser obrigatoriamente um jogo que lançou esse ano), e desistiu dele na metade

    - Nos explique por que desistiu do jogo na metade

    -E conte se gostaria de dar uma segunda chance para ele no futuro.

    -E claro cite de 2 a 5 amiguinhos para fazer o desafio 

    E até a próxima!

    @o_pior_dos_games

    The Witcher 3 - Blood and Wine

    Platform: Playstation 4
    192 Players
    19 Check-ins

    32
    • Micro picture
      santosmurilo · about 3 years ago · 2 pontos

      Don't follow the dead!

    • Micro picture
      darlanfagundes · about 3 years ago · 2 pontos

      É, essa coisa de estudos e trabalho atrapalha nossa vida mesmo...uahuahuaha...espero que um dia vc possa jogar confortavelmente...
      Tomei muito susto com os Fatal Frame do Play2 tmbm...uehuehue

      1 reply
    • Micro picture
      manoelnsn · about 3 years ago · 2 pontos

      Suikoden 2 é até fácil, com um pouco de grind tu finaliza tudo nele fácil(DQ sim que precisa de um grind do cão). E pegar todos os personagens é um saco mesmo.

      1 reply
  • shadowofheart Rodrigo
    2016-05-29 17:23:22 -0300 Thumb picture

    A wild 3DS appears!

    Medium 296091 3309110367

    E quando eu menos esperava, meus amigos @calu e @megamiun me emprestam umas belezinhas pra passar o tempo (como se eu não tivesse mais ocupado do que nunca nesse fim de semestre rs)

    Além do Eu Mato Gigantes que eu ouço falar muito bem, finalmente vou poder jogar Catherine! E, é claro, veio junto um 3DS cheinho de coisa boa. Segue a lista, pra quem conhece e puder dar umas recomendações de quais eu devo jogar primeiro!

    Tem TLoZ: ALBW, Theathrythm, SMT IV, Mario e Luigi: Dream Team, Resident Evil Revelations, Thor (sim, o grande "clássico" das adaptações de filmes de super-herói), 

    E ainda tem mais dentro da memória do portátil, só ainda não sei se são apenas demos ou jogos completos(Atualização: Meu amigo falou que são jogos mesmo :D ):  SSB, Stretchmo, Crimson Shroud, Liberation Maiden, Retro City Rampage, Shantae, Attack of the Friday Monsters!, Etrian Odyssey IV e Untold, Azure Strike Gunvonlt, Switch Force! 1 e 2, Wakedas, Ace Attorney Dual Destinies, SMT: Devil Summoner Soul Hackers, Citizens of Earth, Zero Escape, Rhytm Thief, Super SF IV, KAMI e SMT: Devil Survivor Overclocked(sim, meu amigo é viciado na série).

    Enfim, não sei se vou ter tempo de encostar nem na metade desses jogos, mas sei por onde devo pelo menos começar: ZELDA!

    Até mais e espero não perder minha vida nesse buraco sem fundo de diversão tridimensional :) 

    The Legend of Zelda: A Link Between Worlds

    Platform: Nintendo 3DS
    3305 Players
    362 Check-ins

    22
  • anduzerandu Anderson Alves
    2016-05-06 21:54:32 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações - Catherine

    Zerado dia 06/05/16

    Finalmente acabou! Esse jogo faz parte do meu erro de ter começado vários jogos durante feriado e vem sendo jogado a conta gotas, além de estar me segurando a quase uma semana desde que fechei meu último jogo. Felizmente, os próximos serão mais tranquilos e rápidos!

    Bom, sempre tive curiosidade por esse jogo, provavelmente pela capa e quando um conhecido mencionou ser do mesmo time de Persona, eu comecei a ficar de olhos nos preços da PSN e o infeliz só aparecia por R$30, preço que juguei caro, apesar de não saber nada sobre o jogo além do que vi em um trailer (provavelmente também porquê costumo pagar metade disso em grandes jogos nas flash sales da vida).

    Sobre o jogo em si, é bem diferente de tudo o que eu imaginei: você assiste, assise, assiste, faz uma escolha aqui e ali e na parte de jogar, você tem tem um puzzle de empurrar blocos, meio similar ao Pushmo do eshop do 3DS. No caso do jogo da Nintendo, você para e pensa a todo momento, mas em Catherine, todos os blocos são apenas cubos dispostos em posições diferentes e você deve subir e subir enquanto monta uma escada contra o tempo.

    É engraçado que o jogo é quase que um anime com minigames (sempre o mesmo minigame, mas que vai dificultando e variando) só pra justificar ser um jogo. Mas ao mesmo tempo, se fosse apenas um desenho como é mostrado no jogo, não daria muito certo e acaba que as partes que jogamos se tornam necessárias.

    A estória trata de um triângulo amoroso entre Vincent, sua namorada Katherine e sua amante, Catherine. Essa última surge em um tempo de crise de sua vida e, enquanto ajuda o protagonista a deixar seus problemas de lado, cria outros ainda piores. Resumindo, trata do dilema de Vincent entre com qual ficar diante das situações ocorridas e o que resta de sua ética. Isso enquanto ele esconde o seu romance secreto com a sexy Catherine.

    O bizarro (e legal) é que todos os dias a noite, Vincent tem um sonho relacionado com os últimos eventos ocorridos em sua vida. Esses sonhos são as partes em que jogamos os puzzles e geralmente são de 2 a 5 fases + um chefe, que nada mais é que um puzzle comum cm um monstro gigante te perseguindo e com alguns poderes que dificultam e mudam o seu gameplay e estratégia.

    São 9 mundos, 9 chefes e mais um bocado de fases, que duram em cerca de 10 minutos do início ao fim. Cada uma delas é relativamente longa, ainda mais quando você fica preso e pensando e desfazendo ações a todo momento. O jogo permite várias estratégias a serem usadas na hora de empurram, puxar ou escalar blocos, como por exemplo: você só pode subir um bloco (degrau) por vez, você não pode puxar um bloco se tiver um outro atrás de você, você não consegue subir num bloco se estiver pendurado entre dois deles e por aí vai.

    Se uma das extremidades de um cubo estiver tocando outro por baixo, ele "flutua", o que ajuda e atrapalha as vezes.

    A coisa dificulta quando novos blocos são adicionados em cada mundo, como os escorregadios de gelo, os que são acionados e depois explodem ao serem pisados, os que quebram depois que você anda por eles poucas vezes e por aí vai. É bem possível subir muito, fazer um errinho e chegar a um empasse, tento que voltar do último checkpoint pego ou até mesmo d início. Em algumas fases é possível ainda ter o desprazer de derrubar um bloco importante e acabar sem a linha de chegada!

    Fora dos puzzles e cutscenes, muito bonitas por sinal, existe a parte do bar, onde você pode andar, conversar com NPCs e aumentar ou diminuir a sua barra de personalidade para anjo ou demônio, o que tem alguns efeitos no enredo.

    Nesse bar você troca mensagens de celular com as suas amadas (e recebe uns semi-nudes de Catherine), bebe, usa o jukebox e ouve as músicas que tiver e ainda tem um fliperama para jogar uma versão bem interessante dos puzzles do jogo em um outro jogo com visual mais retrô. Adoraria um jogo completo daquilo pra celular ou portátil.

    Essa parte do bar, em especial, e junto com os gráficos muito bonitos de Catherine, dão pra ter uma noção de como o Persona 5 pode ficar incrível!

    Resumindo: Catherine é um jogo mais voltado pra narrativa que tudo e embora tenha muitos puzzles, é quase como se você desse uma pausada no enredo pra fazer outra coisa já que, com exceção do chefe e dos diálogos com os carneiros entre as fases, os estágios e o jogo em si saem completamente da situação que estava acontecendo na vida real. Aliás, a ideia desses misteriosos sonhos é bem legal, mas bem que poderia ter mais variedade com minigames diferentes.

    De bom: visual super bacana com personagens cheios de movimentações e feições faciais bem naturais. Estória curiosa e você sempre fica querendo saber como Vincent vai passar mais um dia sem que uma veja a outra. Sons em geral muito legais, sendo mais cômico em alguma situações e mais sério em outras. Isso inclui a dublagem também, bem legal como se costume da Atlus. Ao responder perguntas importantes, é mostrado o que a maioria das pessoas respondeu online.

    De ruim: malditas partes de blocos. Muito enjoativo e quase desisti do jogo algumas vezes, além de ter me deixado em desinteressado e jogando de pouco em pouco todo dia. Quero mais minigames diferentes, como em Rhythm Thief (talvez). No enredo, sempre acontece algo diferente, mas no jogo em si, você sempre sabe qual é o próximo passo: sair da lanchonete, puxar blocos, voltar pra lanchonete... cansativo. Partes feitas em anime bem toscas, mesmo problema que tive em Persona 4 Golden. Jogo de nicho e que poucas pessoas que conheço realmente jogariam e gostariam pela estória em mil cinemáticas ou puxar blocos.

    No geral, eu não curti muito (gostei mais perto do final) e não recomendo a ninguém. Esperava um jogo bem mais interessante e dinâmico. Mas também não é o pior jogo do mundo.

    Catherine

    Platform: Playstation 3
    1355 Players
    101 Check-ins

    4

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...