• palomaref Paloma Cristini
    2018-12-06 07:57:05 -0200 Thumb picture

    Games - Progresso

    Estou conseguindo somente jogar o Ace Attorney Investigations 2 (época de chuva e raios por aqui não me deixam ligar por muito tempo os consoles).

    Estou feliz por finalmente ir para o terceiro caso no jogo. E para minha surpresa: 

    EU VOU CONSEGUIR JOGAR COM O GREGORY ♥ ! 

    Estou ansiosa para ver esse passado dele e descobrir a verdade sobre o que aconteceu em seu último caso. Quero muito ver o Miles seguir o caminho de seu pai também *-*

    Ace Attorney Investigations: Miles Edgeworth

    Plataforma: Nintendo DS
    430 Jogadores
    38 Check-ins

    11
  • palomaref Paloma Cristini
    2018-12-05 08:17:24 -0200 Thumb picture

    NOVIDADES SOBRE RESIDENT EVIL 2

    Caiu o embargo e podemos falar sobre as novidades de Resident Evil 2 Remake.

    Além de vermos pela primeira vez o Robert Kendo, o site teve acesso a 4 HORAS DE GAMEPLAY, sendo contado tudinho aqui nesse link: https://residentevil.com.br/artigos/ja-podemos-fal...

    Além das novas imagens, a Capcom soltou mais dois trailers resumindo essas 4 horas de gameplay, onde vemos uma missão jogável com Ada Wong e Claire Redfield sendo perseguida pelo Tyrant T-103.

    O que é novo: Ada Wong em seu clássico vestido vermelho e sua nova (um modelo de scanner), encontro com Robert Kendo em sua loja, as ruas de Raccoon City exploráveis, o cenário do orfanato com Sherry Birkin.

    E parece, também, que temos nosso novo Nemesis hahahahaha.
    O game está ficando lindo, limpo e todo detalhado. Estou ansiosa para ver todo o resultado final disso.

    Alguém por aí mais ansioso? hahahaha ♥

    Resident Evil 2 Remake

    Plataforma: Playstation 4
    157 Jogadores
    3 Check-ins

    25
    • Micro picture
      muser · 4 dias atrás · 3 pontos

      Se o Tyrant já aparece de surpresa nesse botando o jogador pra correr, imagina o Nemesis num futuro remake de RE3 *..*

      3 respostas
    • Micro picture
      batatadark · 3 dias atrás · 1 ponto

      eu to quase comprando este jogo na pre venda , tentação ta grande kk

  • onai_onai Cristiano Santos
    2018-11-29 21:43:57 -0200 Thumb picture

    Rebecca Chambers

    Fui baixar aqui algumas ISOs de Playstation e testando pra ver se o Resident Evil Director's Cut rodava legal, só agora, depois de todos esses anos, fui perceber que a Rebecca Chambers é a cara da atriz Camila Pitanga. Hehe...

    Resident Evil (Director's Cut)

    Plataforma: Playstation
    2232 Jogadores
    37 Check-ins

    18
  • 2018-11-24 04:58:44 -0200 Thumb picture

    D&D: Chronicles of Mystara

    Medium 599679 3309110367

    Arte de Kinu Nishimura à coletânea dos beat 'em ups de Dungeons & Dragons relançados pela Capcom às plataformas PS3, Wii U, Xbox 360 e PC em 2013. Originalmente tanto D&D: Tower of Doom como Shadow Over Mystara foram lançados aos Arcades em 1993 e '96, respectivamente.

    Eu ainda prefiro meu The King of Dragons e sua simplicidade, ou mesmo Dragon's Crown da Vanillaware, mas acho que já que a Capcom anda revivendo nomes clássicos ela poderia abraçar a pancadaria fantasiosa de jogos como esses de novo. 

    [@jvhazuki]

    Dungeons & Dragons: Chronicles of Mystara

    Plataforma: PC
    191 Jogadores
    10 Check-ins

    15
    • Micro picture
      xch_choram · 15 dias atrás · 2 pontos

      Serie bem legal um novo Beat'n Up da Capcom nesse estilo, pelo menos a gente tem o Street of Rage 4.
      Esses dias eu joguei o The King of Dragons, achei ele bem simples comparado aos D&Ds mas achei surpreendente bom, ainda prefiro os D&Ds mas é bem mais legal do que eu pensava.
      Agora o Dragon's Crow eu peguei o emulador de ps3 mas eu ainda vou da uma olhada.

      1 resposta
  • 2018-11-12 05:41:48 -0200 Thumb picture
  • andre_andricopoulos André Zanetti Andricopoulos
    2018-11-09 22:19:40 -0200 Thumb picture

    DESAFIO 30 DIAS DE GAMES.

    Caramba...com a vida corrida (e a idade avançando) eu me esqueci de continuar esse desafio. Bora fazer dois dias hoje...

    DIA 13 - UM JOGO QUE VOCÊ  TERMINOU MAIS DE 5 VEZES...

    Há outros jogos na lista, mas lembro me como fiquei maravilhado tanto com o clássico RESIDENT EVIL quanto seu belíssimo REMAKE. Perdi as contas de quantos zeramentos já fiz...

    DIA 14 - PAPEL DE PAREDE ATUAL

    É o TEMA DINÂMICO mais lindo que coloquei no PS4 (do belíssimo e emocionante game, RIME). Se tu o liga de dia, ambiente também estará de dia e com a raposinha acordada. Se estiver ligado à noite, cenário à noite com a raposinha dormindo... Nota 10!

    Todos lendo estão convidados para também fazer o desafio acima... há cada dia, um post (mas se atrasar como eu pode fazer mais).

    Resident Evil HD Remaster

    Plataforma: Playstation 3
    407 Jogadores
    165 Check-ins

    32
    • Micro picture
      onai_onai · 30 dias atrás · 2 pontos

      Ainda tenho que jogar esse remake. Resident Evil foi o segundo jogo que vi em um Playstation e fiquei muito impressionado com o jogo, até então eu não havia visto nada igual. O primeiro jogo que vi foi o Tekken II, mas apesar de gostar de jogos de luta nunca fui muito fã de Tekken...

      3 respostas
    • Micro picture
      lucas_okita · 29 dias atrás · 2 pontos

      Resident Evil Remaster ou Remake é uma das coisas mais deliciosas que joguei e fechei mais de 5 vezes também kkkk

      2 respostas
  • palomaref Paloma Cristini
    2018-11-07 07:53:35 -0200 Thumb picture

    Recomendações

    Ainda não tive tempo de começar a fazer os minis diários da Brasil Game Show, então vou postar outra coisa aqui que estou devendo a muito tempo.

    Quem puder e tiver interesse, assistem os animes de Persona 5 e do universo de Ace Attorney, porque são sensacionais!

    Aqui são as openings do anime de Gyakuten Saiban - Ace Attorney, que no momento está numa nova temporada:

    E aqui estão as openings do anime do Persona 5, que já foi finalizado e em breve terá um especial de 1 hora (só achei uma opening, mas tem mais rs):

    Esses vídeos mostram só um pouquinho do quão gostoso e lindo é assistir esses episódios ♥

    Phoenix Wright: Ace Attorney Trials and Tribulations

    Plataforma: Nintendo DS
    600 Jogadores
    69 Check-ins

    17
    • Micro picture
      jclove · 1 mês atrás · 2 pontos

      O pessoal criticou bastante esses dois, o do AA por ser rushado e o do P5 pro alguma coisa que não lembro, só vi a galera reclamando.hehe

      2 respostas
    • Micro picture
      mattfenrir · 1 mês atrás · 2 pontos

      O OVA de Persona será em dezembro!

      2 respostas
  • palomaref Paloma Cristini
    2018-11-06 07:52:44 -0200 Thumb picture

    Diário - Brasil Game Show 2018

    Como estou voltando pra rede agora, quero começar um mini diário contanto tudo o que aconteceu comigo nesse evento maravilhoso.

    Só deixo uma breve foto pra vocês pra mostrar o quanto foi foda essa edição do evento:

    Fotinha linda com Hirabayashi-san, produtor de Resident Evil 2 Remake ♥

    Resident Evil 2 Remake

    Plataforma: Playstation 4
    157 Jogadores
    3 Check-ins

    15
  • anduzerandu Anderson Alves
    2018-11-05 21:31:47 -0200 Thumb picture

    Registro de finalizações: Ultimate Ghosts 'N Goblins

    Zerado dia 05/11/18

    Tá, agora eu acho que zerei tudo quanto é coisa relacionada a essa série ao fechar Ultimate Ghosts 'N Goblins. Amei o jogo no NES e no SNES, curti muito o de Mega Drive ontem e cheguei no ultimo título, lançado para PSP em 2006 com um visual 3D, apesar de manter o sidescrolling 2D.

    Ao contrário do que eu cogitei, UGnG é um jogo novo, e não um remake ou coisa do tipo de qualquer outra coisa da série. Ele conta com fases, inimigos, armas e muitas mecânicas completamente originais (provavelmente o jogo que mais destoa dos outros).

    A aventura do PSP manteve bastante do espírito clássico dos jogos do Arthur e ainda adicionou umas coisinhas opcionais para quem for iniciante, até porque é PSP né?

    Ao abrir o jogo, já rola uma CG bem bacana contando a estória da vez e logo UGnG mostra o seu verdadeiro visual, mega serrilhado e esquisito, como se tivessem feitos modelos grandes e bacanas que foram diminuídos para que o portátil conseguisse processar. E com certeza foi isso mesmo.

    O clássico mapa que mostra sua localização em relação as fases, é horrível e quase não dá pra entender nada.

    A primeira fase é o cemitério clássico, com fantasmas, mãos te puxando e mais um monte de coisa acontecendo dentro do pequeno campo de visão que o jogo proporciona. É uma baita confusão pra saber o que é cenário ou inimigo em muitas partes. Essas mão que te puxam mesmo, geralmente aparecem completamente do nada e os modelos 3D são meio toscos, mas o que esperar de um sidescroller 3D portátil de 2006?

    Tenso, mas a primeira fase deixa uma péssima impressão de uma experiência confusa e genérica, mal executada.

    Fui testando os comandos e botões pra ver se tinha algo novo e fiquei ainda mais confuso: ao apertar L ou R, se abre um menu de inventário, com algumas abas diferentes, sendo uma de colecionáveis, outra de escudos, habilidades etc. Fui aprendendo jogando e nem tudo isso ficou claro.

    O menu de escudos mesmo, serve para equipar os escudos que encontramos pelas fases. Por quê diabos você equiparia um escudo mais fraco eu não sei, então acredito que deveria ser algo automático e poderia até descartar os mais toscos. Por outro lado, existe um escudo ou outro que te dá a habilidade de voar por um breve momento, coisa obrigatória em determinadas partes.

    Há uma aba de habilidade que mostra coisas conseguidas, como as botas que te dão o poder do pulo duplo e outras coisas do tipo. Parece simples, mas de início essas cosias me deixaram meio confuso e preocupado, ainda mais de chegar no final da primeira fase e não ter mudado nada nesses menus.

    Jogando mesmo pelo primeira cenário, reparei ainda que há dois ícones na parte inferior da tela, um representando sua arma atual e outro uma habilidade ativa que usamos ao apertar O. Terminei o jogo  basicamente com a mesma que comecei e nem sei exatamente o que ela faz (dá uma rápida explosão que achei que aumentava a sua força, mas acho que serve para destruir projéteis e inimigos fracos que estejam próximos). Fui meio que jogando como joguei os jogos anteriores.

    UGnG conta com um sistema de vidas, que você vai ganhando conforme ganha pontos e passa de fases. Agora, ao invés de voltar para o último checkpoint com a morte, você volta para o mesmo lugar que morreu (ou o mais próximo possível) contando que ainda tenha vidas. Ao perder todas, aí sim você retorna ao ultimo checkpoint.

    Arthur agora é mais forte também. A armadura normal te dá dois pontos de vida ao invés de apenas 1 como no passado e outras armadura dão ainda mais ou aumentam sua velocidade etc. Sem armadura você ainda morre com apenas um golpe.

    Para os mais tradicionalistas, é possível jogar num modo mais difícil e mais parecido com os títulos mais antigos, mas vou dizer uma coisa: não faça isso, ao menos não de cara! UGnG foi, na minha opinião, mais difícil que seus antecessores.

    Isso se dá pelo level design ruim e gameplay frustrante, cheio de mortes idiotas. No meu review de Ghosts 'N Goblins de NES eu disse que uma das coisas mais bacanas dele era que, apesar da dificuldade, a experiência sempre foi justa. Este daqui é diferente, com respawn constante de inimigos, armadilhas frustrantes e um gameplay cheio de injustiças e sacanagens. Parece puro amadorismo.

    Achei a aventura meio longa demais também. As fases são compridas e há uma necessidade de explorar os cenários, que agora são menos lineares e possuem rotas a serem exploradas e segredos, maaaaais ou menos como nos primeiros jogos do Sonic.

    Existem itens que quando coletados te permitem ir e vir de fase em fase, basta achá-los que você poderá voltar para aquele lugar quando quiser. A importância deles é que existem anéis escondidos pelos cenários e são necessários 22 para acessar a câmara do último chefe, coisa que só saberemos quando chegarmos lá, no final do jogo e caso não tenha, rola o clássico "volte ao começo e procure os que faltam". Você dificilmente vai querer fazer isso.

    Além disso, são necessários 33 para acessar o verdadeiro último chefe.

    Resumindo: Ultimate Ghosts 'N Goblins é uma grande decepção, nem parece que faz parte da mesma família que seus antecessores. A ideia é espetacular, mas a execução é das piores. Não chega a ser o pior jogo do mundo e eu recomendaria para fãs do Arthur que já terminaram os outros e que tenham paciência. Meu maior erro foi não jogar no nível mais fácil, que aparentemente deixa o jogo como deveria ser.

    De bom: armas e armaduras diferentes, com efeitos e ataques diferentes e completamente novos. Gosto muito da ideia de poder ir e vir nas fases, apesar de precisar achar itens chatos de serem coletados para isso. A dificuldade menor por conta do HP maior do personagem e voltar de  onde morreu deixou a experiência mais tragável. Continues infinitos.

    De ruim: o visual 3D. Se o cenário fosse 3D e os personagens sprites 2D, o jogo pareceria muito mais bonito e profissional e menos tosco. Muita injustiça e frustramento com o péssimo level design e constante respawn de inimigos que parecem sair do seu umbigo. Muitas coisas escondidas ou de uso confuso, incluindo itens obrigatórios para acessar qualquer chefe final, o que é ridículo depois de toda a dor de cabeça para sequer terminar uma fase. Replay obrigatório odiável, clássico da série. Trilha sonora fraca. Faltou instruções no jogo de como funcionam as coisas novas e mesmo as básicas (morri várias vezes numa parte porque deveria correr e pular, e eu não sabia que apertando duas vezes para uma direção o fazia correr).

    No geral, não acho que UGnG mantenha o feeling clássico da série, apesar de tentar manter o espírito dos jogos anteriores e falhar com o básico muitas vezes. Não recomendo essa experiência a ninguém senão um fervoroso fã.

    Ultimate Ghosts 'N Goblins

    Plataforma: PSP
    284 Jogadores
    16 Check-ins

    13
    • Micro picture
      jclove · 1 mês atrás · 2 pontos

      Vish rapidão. Só achei meio rigoroso demais com os gráficos. Eles eram bons pra época, melhores que qq coisa parecida no DS e até de alguns de 3ds . Veio do mega e reclamando do visual dos modelos do PSP, isso que é retrogamer raiz.hehe

      Que pena que não curtiu. Tenta Maximo no PS2 depois, ele é sucessor espiritual da série. Muda o gmeplay pra plataforma 3d https://www.youtube.com/watch?v=t-PvoWe1cTg

      4 respostas
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 1 mês atrás · 1 ponto

      Carai...tá bonitão!

  • anduzerandu Anderson Alves
    2018-11-05 10:55:33 -0200 Thumb picture

    Registro de finalizações: Ghouls 'N Ghosts

    Zerado dia 04/11/18

    Domingão a tarde, ninguém em casa pra me acompanhar no Fortnite e eu meio desanimado em continuar um RPG aí (principal motivo de eu estar zerando coisas com menos frequência), tava assistindo uns canais que sigo no Youtube e fiquei animado em passar alguns jogos que sempre baixo pra lembrar de por no PSP.

    O jogo do momento foi Ghouls 'N Ghosts do Mega Drive. A série do cavaleiro Arthur me conquistou desde que animei e joguei numa boa recentemente e fiquei com vontade de jogar tudo. Fechei os de NES e SNES a nas minhas buscas descobri (ou lembrei) desse daqui. Eu sempre esqueço que o Mega Drive existe e que continuações ou contrapartes de títulos foram lançados pra ele.

    Esse aqui é um port do segundo jogo da série, lançado para Arcade e que vem antes do grande Super Ghouls 'N Ghosts de SNES (são jogos diferentes).

    Ghouls 'N Ghosts (GnG) segue a mesma lógica dos outros jogos, sendo um sidescroller acima da dificuldade média de outros títulos do mesmo gênero. Há um arsenal de armas para escolher pelos estágios, muitos inimigos aparecendo, armadilhas e o fato de você morrer com apenas dois hits.

    As fases continuam com as temáticas parecidas do primeiro jogo, começando com o cemitério e terminando com o castelo. Mas percebe-se grande diferença no level design, monstros, armas e chefes novos.

    GnG se diferencia ainda por:

    -ser mais curto e fácil que os outros;

    -qualidade sonora inferior, típico do console em relação ao SNES, mas que chega a ser meio esquisito;

    -não há armadura verde que deixa seus ataques melhores, mas há a dourada e tanto ela quanto a cinza, que recupera sua vida quando você já tomou dano, são bem mais comuns;

    -possibilidade de atacar verticalmente (pra cima  e baixo);

    -não há pulo duplo;

    -fases rápidas e a sensação de checkpoints frequentes.

    Esse jogo me pareceu super rápido, mas não acredito que seja o já costume com a série. Os inimigos são mais previsíveis, não tem fase com auto-scrolling e tudo parece morrer bem rápido (até os firebrands ficaram mais tranquilos). Além disso, com exceção do machado, que é atirado diagonalmente, eu achei todas as armas muito boas.

    A parte platforming é sempre muito simples e só uma parte de pular em umas línguas de estátuas me fez morrer algumas vezes lá pela segunda ou terceira fase.

    Ainda há um sistema de vidas que quando acabam, te leva para uma tela de 'Continue?', mas basta apertar start que você estará de volta ao último checkpoint, ou seja, nada de continues contados ou voltar à tela título.

    A sacanagem de ter que terminar o jogo duas vezes continua também: ao chegar no final e derrotar o último chefe, GnG dá uma desculpa esfarrapada que você não conseguiria derrotar o mal real e te manda de volta ao começo, para que consiga um poder específico e retorne ao castelo. 

    Eu também mantive a minha sacanagem de usar código para ir direto pra ele, porque ninguém merece rever tudo o que você acabou de fazer e possivelmente numa versão mais difícil. 

    Loki, o último chefe secreto, é possivelmente mais fácil que o primeiro do jogo e com certeza a última fase, antes dele, é bem mais complicada.

    Resumindo: Ghouls 'N Ghosts é mais uma ótima entrada da série do Arthur em busca da princesa. Um pouco mais fácil e rápido que os outros, pode ser o jogo ideal para conhecer esses jogos. Fiquei com uma ótima impressão com a experiência e se tivesse um Mega Drive, sem dúvidas iria atrás dele.

    De bom: visual carismático. 3 diferentes níveis de dificuldade, caso você não ache o normal fácil o bastante ou fácil demais em relação aos outros. Jogabilidade simples e funcional. Não vi partes sacanas ou injustas nesse jogo. Novas armas e habilidades dão uma renovada na coisa toda. Firebrands são de boas!

    De ruim: parte sonora meio tosca quando se joga depois dos outros jogos (o de SNES mesmo é incrível nesse quesito). Achei meio curto.

    No geral, o jogo é muito bom dentro do que oferece e por mais que sua sequência seja no geral melhor, GnG é mais interessante para uma jogatina mais rápida e casual, sem nenhuma parte maçante como a da jangada na água do Super, que além de lenta e longa, se você morrer por qualquer motivo, tem que esperar ser levado de volta pela fase até lá para tentar novamente. Recomendo o jogo!

    Ghouls'N Ghosts

    Plataforma: Genesis
    103 Jogadores
    1 Check-in

    14
    • Micro picture
      jclove · 1 mês atrás · 2 pontos

      Parabéns. Jogou o ultimate do PSP? Foi um remake bacaninha

      2 respostas

Carregar mais postagens

Continuar lendo → Reduzir ←
Carregando...