• _gustavo Luis Gustavo Da Luz
    2019-01-10 19:28:26 -0200 Thumb picture

    Bungie quebra parceria com Activison

    Empresa adquire os direitos sobre Destiny e passará a publicar seus próprios jogos

    A Bungie anunciou que terminou sua parceria com a Activision, que vinha publicando seus games, principalmente a série Destiny. A Bungie agora adquiriu todos os direitos sobre a marca de Destiny e passará também a publicar os games

    O motivo não foi revelado  e a Activision disse que focará em publicar suas próprias IPs como a série Call of Duty 

    Destiny 2

    Platform: PC
    88 Players
    66 Check-ins

    27
    • Micro picture
      brunothebigboss · 3 months ago · 2 pontos

      A Bungie definitivamente não sabe escolher publishers decentes. Primeiro foi a Microsoft, que a própria Bungie renegou mais tarde, e depois foi justo para a Activision!
      Espero que na terceira vez tenha sorte...

    • Micro picture
      salvianosilva · 3 months ago · 2 pontos

      Bem capaz de agora Destiny dar as caras na Steam :)

      2 replies
    • Micro picture
      llipefarias · 3 months ago · 1 ponto

      Será que finalmente a Bungie vai fazer um Destiny sem o dedo da Activision e lançar ele sem pressa e na mais perfeita calma e perfeição?!

  • 2018-08-09 12:40:12 -0300 Thumb picture
    7
    • Micro picture
      juray · 9 months ago · 1 ponto

      Nem liguei.... uahuah!

      Eu acho Destiny uma droga. ò.ó

  • 2018-07-29 11:16:27 -0300 Thumb picture
  • 2018-06-12 12:46:31 -0300 Thumb picture
  • 2018-04-26 10:38:40 -0300 Thumb picture
  • 2018-04-12 10:43:22 -0300 Thumb picture
  • 2018-02-13 12:46:44 -0200 Thumb picture
  • 2018-02-02 12:54:34 -0200 Thumb picture
  • 2018-01-12 12:37:09 -0200 Thumb picture
  • anduzerandu Anderson Alves
    2018-01-10 00:38:34 -0200 Thumb picture

    Registro de finalizações: Destiny 2

    Zerado dia 08/01/18

    Primeiro jogo terminado no meu próprio PS4!

    Sempre tive curiosidade em jogar Destiny, desde a época do primeiro. Ser um jogo da Bungie é definitivamente algo que pesa muito pra mim.

    Lembro que via muitas notícias sobre ele, o quanto investiram na franquia e como muita gente torceu o nariz, mas as imagens e gameplays me deixavam sem saber o que pensar. Parecia tão bom!

    Lá pro final de 2014 ou sei lá eu encarei o jogo que felizmente ganhou versão pro PS3 e tenho que dizer que adorei! Visualmente agradável, mapas bem bolados e a mistura de FPS com elementos de RPG, como sistema de equipamentos, níveis, farm, ult e exploração. Infelizmente joguei o título sozinho e sem expansões, mas a experiência me deixou querendo mais, coisa que só pude alcançar agora!

    2017 e Destiny 2 é lançado. As expectativas depois de uma onda de raiva e decepção contra o jogo mais caro já feito se mantém contra a sua sequência, e com reviews semelhantes e gente falando que estava até melhor e ainda numa época que todos os meus amigos tem PS4, as possibilidades cresceram e o hype disparou!

    Comprei o jogo, convenci um amigo mais próximo a jogar comigo e fizemos a campanha e outros desafios juntos em sessões que chegavam a  durar 12 horas ou mais por dia! 12 HORAS! Não foram poucas as vezes que fomos das 17h as 05h da manhã e eu sem sono, me obrigando a dormir pra não ficar mal no outro dia. Em outras situações, eu acordava meio dia por conta da jogatina, comia alguma coisa e já entrávamos, até de madrugada de novo! Eu nem sei se algum outro jogo já fez isso comigo. Esquecia de almoçar, ficava bastante tempo sem ir ao banheiro e os dias passaram numa velocidade sem igual. Bizarro!

    Em Destiny 2, você escolhe uma das três classes disponíveis:

    -Titã: o mais básico, tank. Ele basicamente é o personagem de FPS genérico.

    -Caçador: mais furtivo e rápido como um ladino. Fica invisível etc.

    -Arcano: o mais balanceado, um ótimo support com cura e aumento de dano para a party.

    Tendo escolhido, você parte em uma jornada que pode seguir por vários caminhos, sendo a campanha, PVP, missões secundárias, missões em grupos para derrotar chefes grandões e mesmo eventos públicos em determinados locais de cada planeta, que qualquer pessoa que estiver por perto pode participar.

    O legal é que a maioria dessas coisas está disponível pelo planeta que você está e basta andar até o local e ativar a quest quando quiser, e isso já te põe nela, sem enrolações nem nada (a Campanha tem cutscenes).

    As missões da estória são mais lineares e servem mais como um tutorial interessante que te preparam para entrar na parte mais séria do jogo. Para efeitos de comparação, vou dizer que me lembra um pouco do que era Diablo 2. Zerar o jogo era razoavelmente desafiador e durava umas horas, mas para quem quisesse ir além, o jogo ia bem mais fundo e a jogatina não parava tão cedo. Aqui é exatamente assim, um modo estória não muito longo e, mesmo tendo partes bem legais por diversos pontos importantes de cada planeta e cenários colossais e bonitos e com chefes bacanas, poderá ser decepcionante pra quem quiser um plot mais profundo e um desfecho original e mind-blowing.

    É comum ouvir as pessoas dizerem que Destiny 2 começa assim que você o zera.

    Eu e meu amigo percebemos que estávamos fazendo bastante coisa secundária antes de passar pro próximo planeta. E mesmo as completando, novas missões apareciam com o andamento do jogo. É tanto vai e volta e os mapas não são muito grandes, o que resulta em você decorando tudo de cabo a rabo, incluindo nomes de cada parte e onde achar inimigos.

    O meu modo favorito do jogo anterior, Assalto, consiste em um grupo de 3 pessoas, podendo ser aleatórios da internet, amigos ou um meio termo, devem cumprir uma missão que resulta no enfrentamento de um chefe no final. é bem legal porquê eu amo derrotar inimigos grandes, fortes e demorados, e que de quebra derrubam itens valiosos como equipamentos e armas. No primeiro jogo eu achava esses chefes mais interessantes e originais, já que no 2 ao invés de ir direto a batalha, há uma missão com vários inimigos no caminho e tempos depois de atirar e andar, um chefe nem sempre muito bacana.

    Isso e outras coisas só mostram como D2 caiu um pouco pro lado genérico, misturando elementos que amei no 1 com um lado menos fantasioso dos FPS de hoje em dia.

    O PVP deixou de ser 6 contra 6 para 4vs4 e embora o nível máximo no momento seja o 25 para não desbalancear muito as partidas, o matchmaking junta quaisquer pessoas e as vezes a diferença de equipamentos e níveis faz uma notável diferença, deixando o jogo meio frustrante.

    Os planetas são basicamente grandes rotas circulares divididas em partes. Você pode seguir o caminho principal até dar uma volta na área toda, mas tempos caminhos alternativos e partições secretas em várias partes, o que faz com que cada mapa seja grande o bastante para quando você precisar coletar itens ou procurar inimigos por eles.

    Grande parte da graça está em algo que já citei: participar de missões que estão pelo caminho e se desviar um pouco para matar ou pegar algo de algum objetivo que você já tem. Nós paramos muitas das nossas jogatinas para participar de Eventos Públicos, que envolviam várias pessoas com um objetivo em comum pelo mapa. O legal também é que essas missões ficam marcadas e mostram quanto tempo tem até se iniciarem ou acabaram, te dando a chance de participar, dirigindo a sua "motinha voadora" (Sparrow/Pardal) até lá ou usando fast travel se achar que o local está longe.

    Destiny 2 entrou também na onda de loot box. Quests e monstros podem derrubá-las a qualquer momento e cada cor simboliza a sua raridade, sendo azul os raros, roxos os lendários e amarelos os exóticos, além de outros tipos de engramas especiais, recompensas de missões.

    Esses engramas devem ser levados a cidade do jogo, onde personagens o abrirão pra você e revelarão o que você tirou, incluindo armaduras, armas, tonalizantes pra colorir o que você quiser como quiser, Sparrows, naves pra tela de loading entre planetas e outras coisinhas.

    O jogo costuma te dar itens de mesmo poder que você já tem pra cima e você não fica juntando cacareco, e ainda pode ficar escolhendo só pelo visual ou habilidades passivas desses equipamentos ou ainda os desmontar em troca de dinheiro e partes (para conseguir mais engramas).

    Vale lembrar que itens exóticos são únicos e das três armas que carrega, só uma delas pode ser da categoria amarela, O mesmo se aplica para as armaduras.

    Resumindo: Destiny 2 é um FPS/RPG muito bacana e definitivamente uma ótima experiência para se curtir junto aos amigos. O jogo é tão viciante que me fez parar todo o resto e focar apenas nele e ainda ter coisas para fazer, mas que dependo de mais gente e esperar que amigos me alcancem agora, infelizmente.

    De bom: jogo muito bonito e com uma dublagem nota dez. Ótimo sistema online que você se esbarra com jogadores por toda parte, podendo inclusive se juntar a eles para fazer missões e você nunca estará sozinho. Três classes com 3 subclasses cada, te ajudando a ser diferente. Cutscenes de tirar o fôlego! Jogo muito maleável e rápido, te permitindo ir de um lugar a outra sem problema, seja andando, usando jetpack, dirigindo seu Sparrow ou usando fast travel. Viciante! Vai fazer você querer mais e mais e completar todas as quests possíveis e bum! Lá se foram 10 horas de jogo hoje. Muito legal de se explorar e se familiarizar com tudo. Vários modos de jogo, incluindo a Campanha, Aventuras, Raid, Crisol (PVP) e outros.

    De ruim: a estória principal poderia ser mais elaborada, assim como a da DLC. Chefes desse modo muito fáceis e mais baseados em maneiras diferentes de derrotá-los do que necessariamente em suas habilidades. Odiei algumas quests opcionais diárias, como as de coleta de itens mais difíceis de se ver pelo mapa. Achei o PVP meio desbalanceado, mesmo com os esforços do jogo em evitar isso, incluindo aparentemente um glitch que facilita a vida do caçador. A capa de D2 é horrível e não faz o menor sentido, mai suma vez reforçando outro lado ruim: como o jogo tenta ser mais Call of Duty, de certa forma, ou seja, mais popular para o público que gosta de algo mais "realista" do que espacial.

    No geral, gostei muito do jogo, mas acredito que não jogar sozinho seja a chave para dar certo (estou ogando com mais 5 agora, ajudando alguns a alcançar nível alto). Como Single Player, ele fica devendo um pouco no enredo e deve ser meio entediante de sair explorando as coisas e como a própria DLC também parece se basear mais em manter o jogo funcionando no multi e no farm, pode parecer que o jogo é meio superficial, mas eu posso dizer que esse é um dos melhores comedores de vida (com um fim) dos últimos tempos. Já no aguardo da próxima expansão!

    Destiny 2

    Platform: Playstation 4
    241 Players
    137 Check-ins

    10
    • Micro picture
      lipherus · over 1 year ago · 2 pontos

      Parabéns pelo registro e pelo marco no PS \q/

      1 reply

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...