• vicente_gabriel gabriel pelegrini
    2019-08-22 20:54:19 -0300 Thumb picture

    Meu pedido de desculpas à Nintendo

    Por ter pirateado o Zeldinha kkkk

    Na verdade é porque eu adorei o jogo mesmo. Mesmo jogando a 20 frames em 720p, e depois de umas 40 horas meu analógico direito ter começado a dar problemas kkkkkk

    Ainda não zerei, mas decidi que queria esse livro porque o jogo é lindo demais, eu adoro a estética dele e queria ver mais disso, além da história que eu diria ser mais interessante que o que é explicado no hyrule história (ainda não tenho esse mas li o PDF rsrsrs). O lance de ele meio que conectar todos os jogos da série (altas teorias) e a própria história dele são bem interessantes mesmo. 

    E o livro em si é um tijolo gigantesco. Não vou postar o interior porque tem muuuuita coisa e eu não saberia o que mostrar, mas quem quiser saber dessas coisas procura no Google ué vai achar tudo XD 

    A comparação de tamanho com algumas hqs e outros livros que tenho aqui.

    Sobre preços: paguei R$126 na Amazon BR, o que é a média pra esses livros de arte, mas eu diria que nesse caso o custo benefício vale muito a pena. São mais de 400 páginas, capa dura, gramatura show, impressão e acabamento realmente muito bons (diferente dessas HQs de witcher da foto acima, mesmo sendo ambos da dark horse.

    Enfim, é isso. Não queria fazer um review nem nada do tipo, só dizer que o livro é lindo e agora tenho que terminar a champions ballad, mesmo morrendo a cada 2 minutos kkkkk

    The Legend of Zelda: Breath of The Wild

    Platform: Wii U
    762 Players
    517 Check-ins

    6
  • galathar Victor Hugo Vasconcelos
    2019-05-12 01:46:37 -0300 Thumb picture

    Presentão!

    Ganhei hoje de presente de aniversário essa coleção MARAVILHOSA! Vem com um Blue-Ray com a apresentação da orquestra, além de CDs com as faixas musicais.

    The Legend of Zelda: Breath of the Wild

    Platform: Nintendo Switch
    780 Players
    336 Check-ins

    21
    • Micro picture
      jorgegt · 6 months ago · 2 pontos

      Belo presente. Parabéns!

    • Micro picture
      mutux · 6 months ago · 2 pontos

      Que lindo! Nem sabia que existia

    • Micro picture
      fonsaca · 6 months ago · 2 pontos

      Da hora, parabéns! Isso sim é edição de luxo/colecionador. Pq tem umas sem graça, rsrs!

  • manoelnsn Manoel Nogueira
    2018-12-27 16:10:09 -0200 Thumb picture

    Os 5 melhores games de 2018... Por eu mesmo! #1

    Finalmente, depois de ser indicado pelo @thecriticgames e pelo @bmark eu terminei meu TOP5 de jogos zerados nesse ano de 2018. Coincidentemente meu jogo preferido foi justamente o primeiro que zerei no ano, assim que comprei meu Switch, no começo de janeiro.

    Acho que não tem muito mistério pra quem já me segue há algum tempo aqui na rede. É o jogo que me fez pagar uma nota preta num tablet com dois controlinhos frágeis e games extremamente caros: The Legend of Zelda Breath of the Wild!

    O jogo tem sim, seus problemas(e não são poucos), que são inclusive ignorados por muitos. Ele também não é o melhor jogo da franquia já feito(pódio esse que duvido que saia de A Link to the Past tão cedo), mas o jogo me fisgou perfeitamente em vários sentidos. Primeiro na história, colocada na medida certa que não atrapalhasse o gameplay. Segundo por ter instigado meu senso de aventura e exploração como eu não via há tempos na franquia, me deixando curioso a ponto de verificar tudo quanto é canto do mapa. E a minha escolha de rabisco não podia ser outra senão aquela que dá nome ao game, e que teve uma enorme humanização nesse jogo, a própria Zelda!


    O destaque dela foi tanto que ela roubou a cena até dos Campeões, na DLC que levava o nome deles, ahuahuaha

    E finalmente, este é meu Top 5 de 2018:

    5 - Sakura Wars So Long My love

    4 - Xenoblade Chronicles

    3 - Persona 2 Eternal Punishment

    2 - Octopath Traveler

    1 - The Legend of Zelda Breath of the Wild

    @andre_andricopoulos, @bakujirou, @bmark, @danielpuia, @darlanfagundes,@douglascruz19, @ermeson, @filp, @fragucci, @ghostsnakin, @gus_sander, @hilquias, @igor_park, @inksketch, @jokenpo, @jugemu, @katsuragi, @laumiramos, @mastermune, @manhundead @nono, @ralphdro, @raygoulart, @rodrigomesquita, @seufi, @srdeath, @vinicios_santana_3, @volstag, @wildwolf, @yukiiookumura

    Quem quiser ser marcado/desmarcado nesses rabiscos é só me avisar!

    The Legend of Zelda: Breath of the Wild

    Platform: Nintendo Switch
    780 Players
    336 Check-ins

    46
    • Micro picture
      katsuragi · 11 months ago · 2 pontos

      The thicckest Zelda ever
      Mas a minha favorita continua a de Skyward Sword. XD
      Queria participar mas honestamente eu não joguei quase nada de novo esse ano fora provavelmente Megaman 11.

      2 replies
    • Micro picture
      wildwolf · 11 months ago · 2 pontos

      *balbuciando em tom similar ao tema principal de "a lenda de zelda: o respirar da natureza"

      É triste não ter um Switch, sinto que estou perdendo um monte de jogos bons ;w;

      3 replies
    • Micro picture
      douglascruz19 · 11 months ago · 2 pontos

      Jogos da Nintendo geralmente não são muito o meu estilo, mas esse é uma exceção, parece ser excelente, além de que todos os Zelda's que eu joguei, curti bastante!

      1 reply
  • galathar Victor Hugo Vasconcelos
    2018-12-25 19:23:04 -0200 Thumb picture

    Jornada finalizada!

    "Breath of the Wild", enfim, terminado! Optei por focar na história principal, fazendo as Shrines, torres e locais que foram aparecendo pelo caminho da main quest, sem explorar muito. Mas pretendo joga-lo novamente mais pra frente, dessa vez com a calma e toda atenção que ele merece, pois gostei bastante do jogo. Ao todo, foram 50 horas de jogatina.

    De forma geral, achei a história bem melancólica. Principalmente no que se refere ao destino dos Champions. Fica um sentimento de vazio no final. Mas ainda sim, é uma jornada que vale a pena ser percorrida. Agora são o Wind Waker HD e o Breath of the Wild na galeria de jogos finalizados da série. Em 2019, tentarei finalizar o Ocarina e o Majoras no 3DS. 

    The Legend of Zelda: Breath of the Wild

    Platform: Nintendo Switch
    780 Players
    336 Check-ins

    12
  • galathar Victor Hugo Vasconcelos
    2018-11-27 00:16:54 -0200 Thumb picture

    Ele chegou!

    Medium 600093 3309110367

    Ainda sem jogos, mas peguei emprestado com um amigo o Zelda pra jogar nesse fim de ano. Cansado pra cacete, nem joguei ainda, deixei atualizando e vou tentar jogar um pouco daqui a pouco.

    The Legend of Zelda: Breath of the Wild

    Platform: Nintendo Switch
    780 Players
    336 Check-ins

    22
    • Micro picture
      mattfenrir · 12 months ago · 2 pontos

      Melhor aquisição ever.

  • kahmundongo Karla Pinheiro
    2018-04-01 03:20:14 -0300 Thumb picture
    kahmundongo checked-in to:
    Post by kahmundongo: <p>As Crônicas do Bafão #4 (SPOILERS ABAIXO!!!)</p>
    The Legend of Zelda: Breath of the Wild

    Platform: Nintendo Switch
    780 Players
    336 Check-ins

    As Crônicas do Bafão #4 (SPOILERS ABAIXO!!!)

    "Agora eu vooooooou, para Veeeeeriiiidiaaaannnn" Oh wait!

       Partindo finalmente para o castelo!!! Eeeee... bem, eu achei a parte do castelo bem marromeno rs Eu sei, quebra de expectativa né (calma, fica comigo, vai melhorar). Eu já tinha passeado por toda a parte de fora do castelo antes, matando Guardians para fazer escudo e flecha contra eles em Akalah. Também a essa altura já tinha em mãos o Hylian Shield que eu achei meio sem querer. Mas castelo, castelo mesmo eu não tinha entrado (se não contarmos o subsolo onde peguei o escudo). Talvez por eu já ter uma perspectiva do lugar de fora, talvez por eu já ter o escudo que poderia ser uma grande descoberta desbravando ele, o negócio é que o lugar foi bem ok pra mim. Primeiro pq matar Guardian depois que eu fiz o escudo próprio deles se tornou sem graça, pois o escudo é bem roubado. Ouso dizer que nem devia ter ele no jogo, deixava só as flechas que pelo menos vc tem que mirar (não que isso seja uma grande coisa tb massss). Segundo, pq eu, sem entender muito bem a estrutura daquele castelo, fui subindo meio de qualquer jeito, subindo umas cachoeiras, escalando uns muros.. e já cai onde tinha que cair de cara com Calamity Ganon de modo tão fácil, que eu fiquei um tempo sem entender que já estava nele rs. Terceiro pq, Calamitinho 1 é muito fácil e novamente, tendo o escudo anti-guardians vc mata ele brincando (e o jogo ainda não deixa você pegar as armas da hora lá que ele usa contra você! E eu estava tão mal acostumada, que isso era tudo que eu pensava enquanto lutava “acabar aqui, não esquecer de catar essas armas dele” rs). Quarto, Se Calamitinho 1 já é fácil, Calamitinho 2 então é passeio no campo, literalmente. Te dão até um cavalo rs Mas falando sério, o bicho não faz nada! Fica parado cuspindo fogo e, convenhamos, já teve mini game de arco e flecha em Zelda mais difícil que aquilo.. Final boss de TP com Ganondorf dá um banho nesse. Tem Zelda possuída, Ganon despirocado, arco e flecha com espíritos e lutinha de espada.. rs Talvez eu estivesse esperando demais (nem tava ‘3’), mas também, me põe no campo aberto (check!), me dão cavalo e arco (check!), me põe aquele monstrão (check!), aí começa a luta e é só meio méh rs Dito isto, o jogo inteiro é incrível! Mas os bosses em um geral não são o forte dele não. Isso, não o diminui porém, o elevaria com certeza. 

        Nem tudo é só choro, teve coisas bem legais no final e mesmo Calamitinho 2 apesar de não ser lá grande desafio, tenho que dizer... ô bichão bonito hein! Outra coisa legal é poder ver os aposentos do castelo (ótimo para pegar algumas armas) (er..tem até demais na verdade..), biblioteca, sala de jantar.. Ver finalmente os quatro campeões chutarem a bunda (uma banda pra ser mais exata rs) do Calamitinho 1 foi muito legal (Urbosa tava toda toda xD) mas, o mais legal foi chegar no quarto da Zelda, que dá em uma espécie de sala de estudo dela e ter lá esperando, propositalmente, uma Silent Princess (foi a Nintendo dizendo “quem não pegou, não pega mais!” rs). Você não entende o significado dessa flor no jogo até pegar certas memórias. Eu ficava me perguntando o que tinha de especial nessa flor afinal, ela estava presente na logo do game mas, dentro do próprio, não era lá de grande valor ou utilidade. Mas o verso que ela faz com a Zelda é muito delicado e nos faz perceber (ao menos eu senti assim) o quanto esse jogo é sobre a Zelda. Sobre a história dela! E que o selvagem do título pode não só fazer alusão a selvageria daquele mundo como também a selvageria que grita no peito de cada aventureiro, de um desbravador ou mesmo, uma menina que por vezes, suprimia toda uma selvageria em forma de curiosidade e de deslumbramento por cada nova descoberta, por conta do peso da realeza e expectativas postas nela desde muito cedo. Todos os medos e inseguranças não ditos que ela possuía… A Silent Princess.

    A Zelda de início, pode ser uma incógnita, você vai descobrindo ela aos poucos e de começo, você pode não gostar muito dela mas, no final acredito que a maioria se vê arrebatado por ela, mesmo com o pouco que nos é mostrado. Acho que nunca tive tanta empatia por uma Zelda como essa. E a memória que você pega perto do quarto dela é de cortar o coração. Acho que esse conjunto foi a parte que eu mais gostei do castelo inteiro!

    Apesar de tudo, a história do game é bem pouca. No geralzão tudo que você descobre ou relembra, são coisas que ou você já deduz ou já foi dita a você em algum momento. É mais sobre como aconteceu do que sobre o que aconteceu. Sem surpresas, sem reviravoltas. É uma história grandiosa ao mesmo tempo em que é simples para garantir a liberdade do jogador. É uma história centenária ao mesmo tempo que curta pois, você acaba querendo ver um pouco mais daqueles personagens, tanto os do passado, quanto os do presente.

    No final, Breath of the Wild para mim é um jogo de experiências. Experiências estas que, serão diferentes para cada jogador dando a eles história para contar entre si e por isso e mais diversos motivos, ele agora está entre os meus Zeldas favoritos! As coisas que mais vou me lembrar dele serão as sensações que ele me proporcionou a cada aventura nova que ele me dava. Das pequenas coisas, se tornarem grandiosas e valiosas! Da imersão que ele proporciona e na retribuição de em cada tentativa em me aventurar, me recompensar seja por um simples Korok escondido em uma pedra ou uma Shrine, oculta no meio de uma montanha. É como se dissessem de um jeito meigo, "obrigada por jogar cada pedacinho do nosso game".

    Como diria a Mipha, "It was my pleasure!'

    OBS 1: E com esse jogo aprendemos que Princesa Zelda = Princesa Jujuba. Sem mais! #ILoveScience xD

    OBS 2: Depois de "acabar o jogo" eu fiz a parte do castelo de novo seguindo os caminhinho tudo, vasculhando cada cantinho, matando cada coisa que aparecia no meu caminho e ele me pareceu bem mais legal \o/ 

    9
    • Micro picture
      manoelnsn · over 1 year ago · 2 pontos

      Ae, parabéns!

      Realmente, O Calamity Ganon nesse game é quase uma peça decorativa... Ele só está lá pra dizer que tem um boss pra tu enfrentar, além de dar mais destaque pra quem? Pra Zelda, claro!

      É como tu disse: deram um destaque incrível pra ela nesse jogo, é o "Legend of Zelda" mais "Zelda" que já teve, ela tem realmente todo o destaque do plot, dava até pra pensar que tu ia jogar com ela em algum momento...

      Liberdade de exploração é inversamente proporcional à profundidade de plot. Se o jogo tivesse uma trama mais densa e detalhada a liberdade de exploração de BOTW precisaria ser nerfada, e muito. Você não poderia ir pra montanha X ou Y até que o jogo te desse motivos para tal. O que achei incrível nesse game é que ele resgata esse feeling de exploração e descoberta que eram a proposta da franquia desde o início, tornando-se o meu Zelda 3D preferido. Claro que ele tem seus problemas(como repetição de inimigos, poucos bosses, armas quebrando) mas como é o primeiro de uma nova era pra franquia, dá pra relevar XD.

      2 replies
  • galathar Victor Hugo Vasconcelos
    2017-12-28 10:19:45 -0200 Thumb picture

    Galera do RJ

    Tô pensando seriamente em pegar o Nintendo Switch essa semana (provavelmente ainda hoje). Pesquisando preços, o que eu achei mais em conta foi R$1715 (Gray) / R$1730 (Neon), no Boadica. Alguém sabe dizer se há alguma loja física no RJ praticando preços melhores que esses?

    Além disso, quero comprar 1 jogo junto com o console, que será o Zelda Breath of the Wild. Mas me assustei bastante com os preços, o mais em conta que encontrei tá saindo por R$340. É isso mesmo? Alguém sabe se no RJ posso encontrar esse jogo por um valor melhor?

    The Legend of Zelda: Breath of the Wild

    Platform: Nintendo Switch
    780 Players
    336 Check-ins

    27
    • Micro picture
      jorgegt · almost 2 years ago · 3 pontos

      Aqui no RJ só conheço o Boa Dica mesmo. Se não achou barato por lá, acho difícil encontrar em outro lugar.

      3 replies
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · almost 2 years ago · 3 pontos

      Queria ter grana sobrando pra ter um SWITCH também...

      2 replies
    • Micro picture
      kabutojuh · almost 2 years ago · 3 pontos

      nossa man como o zelda é caro :/

  • aleleeh Alê Vicência
    2017-05-16 20:15:26 -0300 Thumb picture
    aleleeh checked-in to:
    Post by aleleeh: <p>Ter zerado esse jogo foi uma das coisas mais mar
    The Legend of Zelda: Breath of the Wild

    Platform: Nintendo Switch
    780 Players
    336 Check-ins

    Ter zerado esse jogo foi uma das coisas mais maravilhosas que já fiz na vida. Zerei no final de abril (falei que eu estava atrasada nos check-ins, né) junto do meu companheiro @tanukistein e tivemos tantos momentos legais no jogo que é difícil deixar um relato dos pontos positivos e que mais me atraíram.

    Cada caminhada revelava novos lugares. Todas as montanhas e picos eram diferentes das outras. As estradas, os npcs correndo para toldos e pequenos acampamentos para se esconderem das chuvas, as variações climáticas que alteram o modo que você enxerga e vivencia o ambiente... cada novo npc encontrado, cada nova arma, baús, monstros, missões... não existe nada nesse jogo que não mereça ser mencionado.

    Podemos ver vulnerabilidade nas personagens, presenciar seus embates, suas dificuldades com grandes e pequenos assuntos. É possível presenciar um nível de vivência mais orgânico, onde existem níveis relacionais entre tantas coisas feitas nesse universo. Esse jogo também se move muito no silêncio das coisas: Link está solitário na maioria dos lugares, cruzando ambientes inóspitos e perigosos, encontrando Oásis nos desertos ou cabanas nas mais remotas montanhas geladas. Quando encontramos npcs, todos eles tem uma história, um objetivo, uma roupagem. Vemos aventureiros, crianças, velhos, homens e mulheres disfarçados, vendedores...
    Apesar de toda a fantasia que permeia o universo de TLOZ, podemos ver um Link tentando construir uma vida normal: aprendendo a cozinhar, comprando uma casa e seus móveis, caçando, se relacionando, tirando fotos, tentando se lembrar de coisas que parecem ser de outra vida, há muito esquecidas e deixadas em hibernação.
    A trilha sonora e os momentos em que apenas se ouve os passos e o vento são incríveis. Tanto o silêncio quanto os sons são respeitados e tudo isso forma um registro musical muito pontual e encaixado, natural.

    Não cheguei a zerar 100%, embora tenha me esforçado em pegar o máximo que conseguisse. Porém, ainda faltam mais de 500 Koroks para serem coletados.   
    Antes que eu me empolgue e solte spoilers, só quero dizer que esse jogo vale mais a pena do que eu posso deixar explícito nesse pequeno relato.

    No meu twitter eu fui postando alguns screenshots do jogo:(Aparentemente a Alvanista não quer que eu poste todas as imagens)



    Para não dar spoiler, deixei essa última screenshot só por link, então se você quiser conferir está aí (e fica registrado aqui nesse texto essa emoçãozinha maravilhosa quando ocorreu essa cena. QUE CENA, MEUS AMIGOS!). 

    Enfim,
     esse foi meu breve relato sobre esse jogo incrível, com tantas camadas que ainda tenho para descobrir. Eu tirei mais de 200 screenshots, mas postei pouquíssimas, as mais icônicas e menos reveladoras.
    Espero que eu tenha deixado você com vontade de jogar pelo menos um pouquinho desse jogo. Para mim, foi um presente, aquilo que eu sempre imaginei que seria o universo de Zelda e espero pelos próximos jogos com ansiedade e ânimo.

    8
    • Micro picture
      jaquearan · over 2 years ago · 2 pontos

      Tenho essa mesma sensação que você, que espetáculo de jogo! Não quero zerar, vou sentir falta, um vazio, kkkkkkkk fazem dois meses que estou jogando e estou com 80 shrine e 106 koroks... Ah, essas missões de shrine achei uma delícia fazer, sensacional! Falta bem pouco pra zerar e vou bem devagar, quero aproveitar cada minuto desse jogo e tudo o que ele tem pra me oferecer!

      2 replies
  • kahmundongo Karla Pinheiro
    2017-03-10 20:19:45 -0300 Thumb picture
    Post by kahmundongo: <p>When <em>he</em>&nbsp;was just a boy, <em>h</em>

    When he was just a boy, he expected the world

    But it flew away from him reach, so he ran away in him sleep

    And dreamed of

    Para-para-PARAGLIDER!

    para-para-PARAGLIDER!

    para-para-PARAGLIDER!

    Every time he close his eyes.. rs

    Enquanto o meu não chega, vou inventando moda na espera de jogar o meu Zeldinha : )

    The Legend of Zelda: Breath of The Wild

    Platform: Wii U
    762 Players
    517 Check-ins

    1
  • kahmundongo Karla Pinheiro
    2017-03-03 11:15:03 -0300 Thumb picture
    Post by kahmundongo: <p>Finish! :3 Minha versão chibi da princesa Zelda

    Finish! :3 Minha versão chibi da princesa Zelda de Breath of the Wild. Quem vai poder começar ele hoje, bom jogo! :D (Ficou parecendo um azulejinho rs)

    Link, he come to town come to save the princess zelda. Ganon took her away, now the children dont play but they will when link saves the day, Hallelujah!~

    The Legend of Zelda: Breath of The Wild

    Platform: Wii U
    762 Players
    517 Check-ins

    5

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...