• 2019-04-18 18:50:43 -0300 Thumb picture

    Backlog e jogos zerados

    Oi, gente! Esse semestre tem sido bem cansativo e eu mal tenho tempo para dormir, mas consigo ir encaixando algumas horas toda semana para jogar, ler ou assistir alguma coisa.

    Em dezembro me deram a ideia de organizar uma lista de jogos para zerar até o final do ano e está indo tudo bem, acho que vou conseguir e ainda com folga. Os jogos que já zerei foram:

    Resident Evil 1 (Remake) , 2, 3, 4 e 5

    Na verdade o primeiro RE não fazia parte do meu backlog, mas eu consegui platinar em janeiro e queria contar :P Queria ter incluído o Code Verônica na lista, mas o que eu tenho não roda no ps3 e meu ps2 ficou com o meu irmão, e também o Remake do 2, mas meu pc é péssimo e não roda.

    Foi a primeira vez que zerei o 3 e acho que ele seja o meu preferido da franquia, empatado com o 4, Code Veronica e o 2 vindo em segundo lugar. Também mudei minha opinião sobre o 5, pois a primeira vez que joguei não havia gostado. Ainda acho que não poder pausar para organizar o inventário e nem aumentar ele um baita tapa na cara do jogador, ainda mais perto do fim quando tem armas que usam munições diferentes e cada tipo de bala precisa ter um espaço só pra ela (eu sei que nos jogos antigos também era assim, mas trocar de munição no meio de uma luta de boss é um saco).

    Hollow Knight

    Esse jogo é simplesmente maravilhoso! Os gráficos são lindos, a trilha sonora é linda, os inimigos são lindos, é tudo lindo nesse jogo! Admito que passei algumas horas perdido no mapa e não fazia a menor ideia de onde ir - sei que é comum em metroidvanias, mas sempre foi uma coisa que me incomodou um pouco, principalmente porque alguns jogos do gênero te dão uma ideia vaga de onde ir. De toda forma, é um jogo que vou jogar de novo assim que possível e mal posso esperar pelo novo jogo, o Silksong!

    Celeste

    Celeste me fez lembrar de Super Meat Boy e They Bleed Pixels e do porque eu só jogo games de plataforma uma vez por ano. Gente, sou péssimo em jogos de plataforma, principalmente nesses que são ultra difíceis, mas no fim sempre fico com vontade de jogar. É bem frustrante morrer incontáveis vezes no mesmo lugar, mas é um alívio ENORME conseguir passar aquela fase em que eu fiquei agarrado!

    Sem contar que o gameplay de Celeste é muito divertido, cada cenário tem seu diferencial nos obstáculos e a história me deixou surpreso, não era o que eu esperava.

    Quest for Glory

    Me julguem, mas Quest for Glory é (na minha opinião) a melhor série da Sierra. Os elementos de RPG combinaram muito bem com os elementos de aventura e, diferente dos outros jogos da Sierra, é muito menos punitivo (eu morri apenas 3 ou 4 vezes) e bastante divertido, a história é hilária. É uma pena que o segundo jogo não ganhou o remake em VGA.

    Tangledeep

    Eu acho que Tangledeep é o meu roguelike preferido. Os cenários e monstros bonitinhos, as classes e a liberdade de ter skills de qualquer uma delas, poder capturar e cruzar monstros pra tê-los como pets, não tinha como eu não amar! A única coisa que eu reclamaria seria a variedade pequena de inimigos e o final ser um pouco abrupto, mas de resto o jogo se sai muito bem. Tô contando os dias pra sair a nova campanha!

    Into the Breach

    Esse jogo não faz bem pro coração (kkkkk), uma hora você tá com toda a vantagem do mundo e já pensa "Pronto, é dessa vez que zero esse jogo", aí faz uma escolha errada ou deixa passar alguma coisa e os monstros destroem metade da sua grid, um dos seus robôs gigantes e aí você já sabe que vai perder essa timeline na próxima luta.

    Eye of the Beholder

    Esse é um daqueles jogos que são muito bons e são viciantes mas você precisa ter muita paciência com certos aspectos. Os puzzles e os designs dos inimigos são muito bem feitos (na maior parte) e o sistema de luta é viciante, mesmo sendo por turnos, você precisa ser rápido porque os inimigos não precisam esperar o seu turno acabar pra te atacar (tipo Final Fantasy 7, com a diferença que só é necessário esperar 2 ou 3 segundos para cada turno).

    Minha maior reclamação é o jogo ter vários feitiços inúteis (tem vários pergaminhos de hold person, por exemplo... mas não tem nenhum inimigo humanoide para poder usar o feitiço e que não seja imune kkkk), não ter mapa (é preciso ter o manual na mão pra poder acompanhar o mapa - ainda bem que a GOG disponibiliza) e da história do jogo só começar a tomar forma nos últimos andares (são 12, mas o enredo só começa mesmo no quinto andar). Enfim, o jogo é divertido apesar dos seus problemas.

    Bem, esses foram os jogos que zerei no meu tempo livre. Os que pretendo zerar a partir de agora são:

    - Uncharted 2

    - Metal Gear Solid V: Phantom Pain

    - Eye of the Beholder II e III

    - King's Quest I, II, III

    - Quest for Glory  II e III

    - Higurashi when they cry (tô na metade)

    - Avernum: Escape from the pit

    - Heroes of Might and Magic III (tô quase zerando)

    - Book of Demons (tô na metade)

    - Distrust

    - Dream Daddy

    - Balrum

    - Westerado: Double Barreled

    - Odallus: The Dark Call

    - Darkwood

    - Subterrain

    - Recettear

    - Castlevania: Symphony of the Night (adicionado depois das indicações de algumas pessoas!)

    Ainda têm jogos que eu não coloquei na backlog ou já zerei e vou jogando de vez em quando, como Battle Chef Brigade, Monster Prom, The Flame in the Flood, Don't Starve e Mount and Blade: Warband, outros que não coloquei porque não sei se vou poder sentar pra zerá-los (TES: Oblivion, Caves of Cud e Tales of Maj'Eyal), mas vamo que vamo!

    22
  • 2019-01-03 15:21:05 -0200 Thumb picture

    ​Por um 2019 ecleticamente organizado

    Medium 608160 3309110367

    Refletindo sobre atitudes com a minha biblioteca, um temido backlog e como posso melhorar a relação com os jogos esse ano. 

    ▼ https://daibokem.blogspot.com/2019/01/por-um-2019-...

    [@jvhazuki]

    EarthBound

    Platform: SNES
    1449 Players
    224 Check-ins

    11
  • gus_sander Gabriel Macêdo
    2018-10-07 21:51:53 -0300 Thumb picture
    gus_sander checked-in to:
    Post by gus_sander: <p><strong>Check-in & Check-out</strong></p><p><em>
    Just Shapes & Beats

    Platform: PC
    4 Players
    2 Check-ins

    Check-in & Check-out

    Hoje eu e um amigo meu tiramos o Domingo praticamente inteiro pra jogatina. Guitar Hero, Brawlhalla e uns outros mais na mesma pegada de luta e ritmo. Foi de longe uma das melhores jogatinas que já tive. Entre uma jogatina e outra renderam uns bons vídeos, bem como ótimas risadas, uma tensa competição pra ver quem se saia melhor e até um jogo finalizado no mais puro hype. O jogo em questão é o Just Shapes & Beats.

    Não consigo quantificar o quanto esse jogo mexe com sua percepção de fofura seja com bons ou maus momentos.

    O jogo não tem a história como grande foco principal, focando mais nas músicas e como os shapes vão agir de acordo com elas. É de longe um dos melhores jogos de ritmo que já joguei! Os shapes obedecem muito bem ao ritmo musical e tudo na tela vai depender da intensidade melódica e rapidez da mesma. Seu objetivo é tentar sobreviver a todas as fases em prol de objetivos dispostos na história do jogo.

    Com relação ao história, como já disse mais acima, o jogo não tem grande foco na mesma, mas ainda assim, ela faz bem o seu trabalho, instigando o jogador a sempre seguir em frente.

    Um aspecto que acho interessante salientar é o quão interativo esse jogo é, já que você não só controla seu "personagem" dentro das fases, como há interações na escolha dos mapas. Inclusive, o jogo acontece ao mesmo tempo que você vai em busca do próximo mapa em diversas ocasiões, é simplesmente incrível.

    Acho que levamos em torno de 4 horas pra concluir o modo história e posso dizer que foi muuito satisfatório terminá-lo. A dificuldade dele varia muito nos níveis, e as músicas sempre te dão uma indicação de como o nível vai ser, tenso, calmo ou... os dois.

    O jogo é cativante e o rumo que a história leva é muito boa. Alguns fatos do enredo chegaram a me arrepiar por completo!

    Por fim, com relação as músicas, devo antes lembrar que há uns 4 ou 5 anos não escuto tantas eletrônicas frequentemente por falta de algumas atuais que me agradassem, e isso me fez ter um certo preconceito com o jogo, pensando que não ia gostar muito por isso, mas eis que a situação foi bem inversa ao esperado hehe. A cada nova fase e extra fase, as músicas só tendiam a me impressionar, em foco algumas que permanecem na minha cabeça até o dado momento que escrevo este check-out.

    Particularmente, considero como spoilers algumas músicas presente em jogos (sim, sou estranho), mas ainda assim, para aqueles que não se importam, deixo aqui as que mais me fizeram querer repetir a fase só pra ouvir novamente xD:

    Não coloquei o vídeo desse porque era uma das boss fight.

    Essa de baixo é uma das minhas fases favoritas pela formação  dos detalhes:

    Aqui uma das fases que exemplifica um pouco a dificuldade do jogo:

    Por fim, outra fase e música excelentes, de longe meus preferidos, mas esse contém muito spoiler. Se você tiver certeza mesmo que não vai jogar ou já jogou, pode ver:

    No mais, foi um baita jogo! Esse inclusive me deu uma grande vontade de escrever uma análise sobre, de tão incrível que o achei!! Depois que organizar meu backlog, jogos e contas por completo, talvez apareça com uma análise desse jogo por ai pelo Alva. =D

    33
    • Micro picture
      jcelove · about 1 year ago · 2 pontos

      Puxa, esse eu não conhecia, parece realmente bacana. manda essa analise ai.

      1 reply
    • Micro picture
      filipessoa · about 1 year ago · 2 pontos

      Fiquei especulando sobre qual era o jogo que você e o outro rapaz iriam jogar mas nunca teria imagino esse. A experiência deve ter sido super bacana pelo jogo, as músicas e a companhia que rendeu até vídeos (mande links aqui kk). No mais, parabéns pela finalização e que venha uma análise (-;

      1 reply
    • Micro picture
      giovanavoig · about 1 year ago · 2 pontos

      Nossa, bem diferente esse jogo e parece bem divertido jogar tb! ^^

      1 reply
  • gus_sander Gabriel Macêdo
    2018-10-07 02:28:29 -0300 Thumb picture

    Sobre backlog e organização de bibliotecas

    Passei o dia inteiro de hoje dando uma organizada no backlog e nas contas que uso pra jogar, como o Steam, GOG, etc, aproveitando que o tempo começou a folgar.

    Apesar de ter dado uma boa explanada nesses, ainda pretendo terminar de analisar e excluir das minhas bibliotecas, games dos quais perdi completamente a vontade de jogar, ou aquelas que não despertam tanto interesse.

    O Backlog também está passando por uma fase de mudanças, já que passei tanto tempo sem vê-lo. Posso dizer que está extremamente mais detalhado agora, como ansiava fazer desde o início hehe, dá gosto de ver toda vez que abro ele. xD

    Apesar de ser bom e até gostar (apesar de ser bem cansativo) de fazer essas tarefas, pretendo terminar logo, já que a lista de jogos tá imensa e não vou dispor de tempo livre para sempre. hehe

    Voltando às atividades nas contas, posso dizer que 50% já foi analisado com ótima cautela e boa divisão do que pretendo fazer com alguns games (aquelas categorias do Steam estão sofrendo nas minhas mãos huashuahs). O restante será analisado amanhã e/ou no decorrer dessa semana que se segue. Já o backlog, vai demorar mais tempo pra conseguir finalizá-lo, mas imagino que vá valer a pena no final!

    No mais, amanhã/hoje, um amigo meu vem aqui aqui em casa pra passarmos boa parte do Domingão jogando. Isso vai atrasar um pouco o processo, mas vai valer muito a pena \o/. Já tô tentando lembrar uns bons combos aqui em alguns games do PS2 pra jogatina de amanhã hahaha

    Se o Alva não estiver muito bugado pela mudança de server, talvez ainda apareça com algum check-in por aqui!! ^^

    Dragon Ball Z: Budokai Tenkaichi 3

    Platform: Playstation 2
    5547 Players
    37 Check-ins

    37
    • Micro picture
      lendaryo · about 1 year ago · 2 pontos

      Eu tô com uma lista de games enorme parada e tudo isso por causa de um vicio eterno, agora que tô tentando dá um foco melhor nela pra dá espaço pra alguns jogos que foram lançados esse ano kkkk..

      5 replies
    • Micro picture
      filipessoa · about 1 year ago · 2 pontos

      Que massa! Aliás, onde você decidiu organizar o backlog no fim das contas? Boa jogatina aê com o parça e boas folgas, você merece!

      1 reply
  • gus_sander Gabriel Macêdo
    2018-09-25 17:28:45 -0300 Thumb picture

    The Backloggery

    Então pessoal, depois de uns meses sem tocar no meu backlog, no excel, finalmente voltei a ativa com ele. Estava precisando fazer umas atualizações bem necessárias, já que quase nem lembrava mais de alguns games que tinha jogado nesse tempo de raiva de backlog. haha

    Nesse meio tempo, apesar de gostar de editar no excel, fiquei curioso pra ir em busca de alguns sites voltados para backlogs de jogos, mesmo que com certo receio de só encontrar sites gringos, ao menos para conhecer a interface de algum e ver se me empolgava a usar.

    Assim, acabei me interessando por dois sites, em específico: BackloggeryDarkadia. Desses comecei a tentar conhecer um pouco das mecânicas que cada um disponibilizava, e ambos me chamaram a atenção, mas ainda fiquei na dúvida sobre qual seguir em frente com o projeto.

    Nisso, fiz algumas pesquisas e descobri que o Backloggery é bem mais conhecido do que imaginava (lembro até de ter visto um post há um tempo de alguém aqui falando dele), o Darkadia nem tanto. Foi assim, em um momento mega aleatório que descobri um terceiro concorrente, o Grouvee. Esse me interessou um bocado, mas não tanto quanto os anteriores, em foco o Backloggery, que me apresentou uma forma demorada, mas muito linda de organizar meus jogos e meu perfil. 

    Passei mais um tempo pesquisando sobre eles e depois de quase uma semana pensando onde hospedaria meu backlog, eis que o Backloggery ganhou a da vez.

    Minha conta lá ainda está em sua primeira versão, com estéticas e jogos sem versão definitiva ainda, já que ainda pretendo colocar mais jogos.

    Alguém aqui usa/conhece esse site também? Se sim, e caso queiram, me add lá ^^: https://backloggery.com/gus_sander

    Pretendo atualizá-lo sempre que possível, já que, ao que aparenta, ele não sincroniza com contas do Steam ou etc.

    Enfim, só quero dizer que estou gostando bastante do site. O fato de podermos e termos que fazer tudo, ao invés dele apenas sincronizar com outras contas me renderam um bom tempo absorto no mesmo. Não digo que foi bom passar umas horas sentado passando infos de um backlog para outro, mas até que gostei dessa liberdade.

    100,000 Games

    Platform: PC
    Players

    35
    • Micro picture
      eisfeld_l3al · about 1 year ago · 3 pontos

      Eu tentei usar esses sites, mas me encontrei melhor usando apps. Hoje eu uso o My Game Collection, que permite fazer listas tipo "zerados em 2017, zerados em 2018, à jogar, nunca vou jogar" e importa as capas. Gosto de ter o efeito visual das capas, não só dos nomes.

      4 replies
    • Micro picture
      sergiotecnico · about 1 year ago · 3 pontos

      Eu usei o Backloggery por um tempo, mas desisti. O que mais me desmotivou em usar ele foi o histórico limitado a 700 entradas... depois disso, ele começa a apagar os históricos antigos. Se vc quiser, por exemplo, saber quais jogos vc finalizou 5 anos atrás, muito provavelmente não vai conseguir ver pelo Backloggery.
      Eu acabei optando por planilha mesmo, hospedada no OneDrive e editada pelo Excel Online mesmo, assim posso mexer nela de qualquer lugar.
      Com a planilha eu consigo ver qualquer estatística que eu quiser.

      9 replies
    • Micro picture
      kawens · about 1 year ago · 2 pontos

      Qualquer lista que eu fazer vai me deixar deprimido de ter tanta coisa pra jogar e não ter tempo suficiente *rs

      1 reply
  • xch_choram Gustavo Rocha de Oliveira
    2018-06-19 03:31:51 -0300 Thumb picture

    Projeto: Backlog nas ferias

    Essa semana a partir da sexta feira eu entro de feiras da faculdade e essa é uma ótima hora pra tentar organizar as minhas jogatinas, eu sempre jogo um pouco de cada coisa até ir completando, então eu sempre tenho uns 30 jogos no meio do caminho kkkk.

    E então vou fazer uma lista dos jogos que eu estou no meio do cominho e que quero terminar nessas ferias (terminando a maioria deles já tá bom kkk):

    Doki Doki Literature Club
    Headlander
    Hollow Knight
    Momodora I
    Momodora III
    Odallus: The Dark Call
    Oniken
    Resident Evil 4
    Shelter 1
    Terraria (platinar)
    Trine 3
    Undertale
    Dishonored
    Dark Souls II
    Tales of Berseria
    Street Fighter II (30th Anniversary Collection)
    Street Fighter Alpha (30th Anniversary Collection)
    Street Fighter III (30th Anniversary Collection)
    Horizon Chase (Completar tudo)
    Sonic Before the Sequel
    MegaMan 8
    Action Mogura
    Ni no Kuni II Revenant Kingdom
    Shaq Fu a Legend Reborn
    Secret of Mana (Remake)
    Mr Shifty(Faltou a ultima luta)
    Final Fantasy XIII
    Pokemon Crystal (Batalha contra o Red)
    Pokemon Emerald
    Pokemon Platinum
    MegaMan ZX
    Makai Toushi SaGa
    Super Smash Bros Brawl
    Kingdom Hearts
    ICO
    Mario 64
    Divinity Original Sin Enchanted Edition

    37 eita... Meta das Férias é não começar coisas novas e terminar ou desistir metade desses.. tentar...

    Restam: 28

    Legenda:
    Negrito = Terminado
    Riscado = Dropado

    37
  • zandryx Elisandro Vianna
    2018-06-18 16:57:45 -0300 Thumb picture

    Vcs tem Backlog?

    Algum de vcs anota os jogos que possui, q estão pendentes, q estão na fila, uma questão de prioridades ou coisas assim do tipo?

    Eu tenho uma lista onde anoto todos os jogos q tenho/ compro/ ganho pra depois não me perder e acabar esquecendo que comprei/tenho, assim eu consigo ter um controle melhor do q jogar em seguida (apesar q eu sou super descontrolado com relação a compras e novidades).

    Principalmente pq assino o PS4Club (um sistema de aluguel de jogos AAA) e esses jogos não se encontram na minha lista, mas sempre estou jogando algo de lá, o q acaba embananando tudo q eu tento ter controle rs.

    Abaixo minha backlog/ lista de jogos (aqui inclui só consoles Sony, pq ultimamente é só o q tenho jogado)

    Chaos Control

    Platform: PC
    1 Players

    18
    • Micro picture
      slashgoodboy · over 1 year ago · 2 pontos

      Caraca, puta organização pra alguém desorganizado.

      1 reply
    • Micro picture
      jailsonbraga · over 1 year ago · 2 pontos

      Eu tenho uma planilha que montei no drive ...

      Atualmente estou com 698 jogos (sendo 398 da plus) e joguei apenas 189 (finalizando 117 deles)

      Ou seja... um backlog consideravel

      4 replies
    • Micro picture
      marlonildo · over 1 year ago · 2 pontos

      Eu faço um controle mental, ou seja, não tenho controle nenhum..

      1 reply
  • xualexandre Alexandre Schwarzenegger
    2018-05-09 11:56:28 -0300 Thumb picture
    xualexandre checked-in to:
    Post by xualexandre: <p>Fim do jogo e fim do modo Hard, agora tem um nov
    Bayonetta

    Platform: PC
    141 Players
    46 Check-ins

    Fim do jogo e fim do modo Hard, agora tem um novo modo, mas vou partir pra outro jogo da Platinum no momento. Que jogo gostoso, e que gameplay bom de porradaria franca e cheia de movimentos impossíveis.

    Só uma dica do próximo jogo que estou jogando da Platinum.

    O jogo do @raiden

    17
    • Micro picture
      _gustavo · over 1 year ago · 2 pontos

      O Infinite Climax é bem fácil quando vc desbloqueia a Pillow Talk, da pra passar o jogo todo num combo só kkkkkk, mas exige farmar os 1 milhão de Halos no Temperantia

      3 replies
  • mbc07 Mateus B. Cassiano
    2018-03-05 05:40:01 -0300 Thumb picture
    mbc07 checked-in to:
    Post by mbc07: <p>Check-out. Demorei "apenas" 5 meses, mas finalme
    Dark Souls: Prepare to Die Edition

    Platform: PC
    1933 Players
    796 Check-ins

    Check-out. Demorei "apenas" 5 meses, mas finalmente terminei o desafio do backlog, onde o @folha havia me indicado o Dark Souls. Confesso que grande parte dessa enrolação foi por ter ficado numa corda bamba entre largar ou não largar o jogo, tive meus momentos de rage quit mas passava um tempo e eu acabava voltando, até eventualmente zerá-lo na madrugada do último sábado. E bom, ficou a sensação de "será que valeu a pena mesmo?"

    Vamos começar pelo que o jogo tem de bom, a trilha sonora é ótima, embora seja escassa já que basicamente só toca nas batalhas contra os chefes; o level design tem seus pontos fortes, o jogo não é exatamente um mundo aberto tradicional, mas cada área tem sua diversidade e seus respectivos atalhos (quando existem), entradas e saídas foram cuidadosamente interligadas de maneira que a sensação seja essa, de estar dentro de uma grande sandbox; aspectos básicos do RPG também estão presentes mas com suas próprias características, com destaque para diferentes tipos de magia que ao invés de ficarem atrelados a uma reserva de mana necessitam de um item específico para conjurá-las, um sistema de upgrades de equipamento/armaduras simples mas ao mesmo tempo cheio de possibilidades (atributos elementais, desgaste de uso, etc) e um sistema de progressão aberto, já que você só sobe de nível quando optar por gastar suas souls para tal fim em qualquer bonfire do jogo ao invés de ficar atrelado a uma barra com pontos de experiência, muito comum em outros jogos do mesmo gênero.

    Outro destaque fica para a funcionalidade online, é possível deixar marcas no chão com mensagens pré-definidas e até mesmo marcas de summon, permitindo que outros jogadores invoquem o seu personagem como um NPC controlado pela CPU para que o auxiliem em seus mundos. Também existem diversos covenants que servem como clãs e que podem refletir diretamente no PvP (é possível invadir o mundo de outros jogadores ou ser invadido, assumindo que seu personagem não esteja "hollow") e até na progressão e disponibilidade de algumas side-quests, tudo integrado de maneira transparente ao modo de jogo principal.

    Maaaaaas nem tudo são flores. O jogo também apresenta inconsistências, a começar por sua dificuldade. Seus checkpoints são as bonfires, que por sua vez são escassas. A média é que você encontre de uma a duas bonfires por "área" do jogo, se morrer você volta pra última bonfire que utilizou e a maioria dos inimigos dão respawn. Ok, entendido, mas como diferenciar um inimigo que vai sempre renascer de um que uma vez morto, não volta mais? Um exemplo, após algumas horas de jogo (e diversas mortes), acabei encontrando e matando o meu primeiro Titanite Demon, que ao morrer, desapareceu com uma animação e efeitos sonoros diferentes (muito similares à animação de morte dos chefes) e não renasceu mais. Assumi que inimigos que morrem com essa animação diferente não renascem, mas ao avançar mais no jogo você perceberá que não é o caso. Outro exemplo, inimigos com armas grandes e vários bosses possuem ataques específicos que costumam atravessar obstáculos e partes do cenário, no entanto, alguns desses ataques vão causar dano e outros não (acho que é daqui que vem a reclamação da hitbox zoada, mas na verdade ela só é inconsistente).

    Será que é realmente necessário dar respawn em todos os inimigos após descansar em uma nova bonfire (visto que somente acendê-la ainda te mandará pra bonfire antiga caso você morra) ou após utilizar um Homeward Bone? No geral, a maioria dos inimigos e todos os chefes contém ataques que tiram em um só acerto quantidades significativas da sua vida, mesmo estando em níveis mais elevados. Será mesmo necessário uma escala de dano tão alta? São detalhes assim que podem tornar o jogo extremamente repetitivo, parecem que foram inseridos ali com o único propósito de fazer que você morra rápido e faça tudo de novo, especialmente no início. Nesse quesito, penso que talvez uma nerfada geral no dano causado por todos os inimigos, chefes e personagens (incluindo também o equipamento que você utiliza), o que obviamente faria que não só o seu personagem, como também os inimigos e chefes demorassem mais pra morrer, seria mais efetivo que essa repetição forçada. Em outras palavras, a punição é maior do que a recompensa.

    E por fim, temos o enredo. Preste muita atenção na cutscene inicial, logo ao começar um novo jogo, pois ela vai ser  toda a informação que você terá sobre o mundo do jogo por um bom tempo. Você também costuma ter mais de uma maneira de chegar aos objetivos necessários para prosseguir com desenrolar da história, o que pode te deixar empacado e perdido. Assim, não tenho nada contra jogos que optam por revelar poucos detalhes para o jogador ou deixar aspectos da história e do universo do jogo subentendidos, mas Dark Souls leva isso ao extremo, a ponto de que mesmo com as linhas de diálogos dos NPCs e personagens importantes ligados à sidequests, pouco se sabe do que está acontecendo.

    Um exemplo, durante grande parte do jogo tudo que eu consegui absorver foi de que acordo com uma profecia eu era "O escolhido", por ter conseguido fugir do Undead Asylum, e que agora eu tinha que provar isso tocando os dois sinos de duas igrejas (aliás, você só percebe que algo importante aconteceu porque conquistas pularam na tela após fugir do Undead Asylum ou após tocar cada sino -- o jogo inteiro segue nesse ritmo). A partir daí, abrem as portas para a Sen's Fortress e de lá você eventualmente chega em Anor Londo. Um dos meus vários rage quits foi nesse ponto. Tocar o sino de cada igreja não foi nada fácil, muito menos passar por Sen's Fortress. A chegada a Anor Londo é acompanhada de uma bela cutscene, logo pensei que pelo menos algo mais seria revelado a respeito do enredo, mas não, o que o jogador recebe é um salto considerável na dificuldade (como se já não estivesse difícil com a repetição forçada imposta pelo jogo) uma NPC que te dá mais informações vagas (vai atrás do Lordvessel!) e é isso, se fode aí.

    Recuperando o Lordvessel, começa o arco final do jogo, uma serpente brota em Firelink Shrine e te manda atrás de almas poderosas pra alimentar o Lordvessel (que por acaso são as almas do povo que aparece na cutscene inicial do jogo, que deram inicio à "Age of Fire") e permitir que você chegue em Kiln of the First Flame e consiga um dos dois finais. Depois de matar o Gwyn e linkar o fogo ou então  deixar ele se extinguir, vem os créditos e te jogam no New Game+, sem mais nenhum detalhe sobre o enredo. Reeeeally Nigga? Você acompanha o jogo inteiro sabendo pouquíssimo ou quase nada do que tá acontecendo e não te dão nem uma justificativa no final? Mesmo após eu ter gasto 57 horas de jogatina me fodendo com grinding e muita repetição pra dar conta de terminar o jogo?  

    Até isso deixaram subentendido, nem mesmo as consequências da sua escolha no final você fica sabendo (talvez nos outros jogos da franquia, mas depois da experiência que tive com esse, tenho interesse ZERO nos outros). Ah, como eu fui parar automaticamente no New Game+, também não tive chance de voltar em áreas que só depois descobri que passei batido, como Painted World of Ariamis, The Great Hollow, Ash Lake e o conteúdo da DLC do Artorias of the Abyss. Se quiser fazer isso agora, terei que jogar novamente no New Game+ (HAHAHAHAHA). Repetindo a pergunta do início do post, será que valeu a pena mesmo? Concluí que não.

    Enfim, Dark Souls tem suas qualidades e seus pontos positivos, mas infelizmente os pontos negativos acabaram pesando mais do que os positivos, na minha opinião. O enredo não deixa de ser interessante (principalmente agora que dei uma lida rápida sobre a timeline em alguns sites dedicados à franquia), mas isso também é mais uma prova de que ele é solto de qualquer jeito ao longo do jogo, a ponto de eu só ter finalmente entendido que diabos estava acontecendo e as consequências da minha escolha final (eu linkei o fogo, pra quem estiver se perguntando) com uma busca rápida na internet do que durante as 57 horas que eu investi no jogo.

    30
    • Micro picture
      folha · over 1 year ago · 5 pontos

      jogou errado. joga de novo

      2 replies
    • Micro picture
      gan0nd0rf · over 1 year ago · 4 pontos

      É pior do que eu imaginei...

    • Micro picture
      jorgegt · over 1 year ago · 3 pontos

      GG NOOB CASUL!!! BAN!!! REEEEEEEEE!!!

  • lagranzotto Lucas Alexandre Granzotto
    2017-12-31 21:36:00 -0200 Thumb picture

    E que venha 2018!

    Iniciando o cronograma, a lista dos 3 primeiros jogos que serão jogados em 2018 é formada por:

    - Hellblade: Senua's Sacrifice (PC)

    - Metal Gear Solid IV: Guns of the Patriots (PS3)

    - Zone of the Enders (X360)

    LET THE GAMES BEGIN!

    Hellblade: Senua's Sacrifice

    Platform: PC
    132 Players
    82 Check-ins

    2

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...