• zandryx Elisandro Vianna
    2017-01-05 18:58:28 -0200 Thumb picture

    JOGOS QUE TERMINEI EM 2016

    Mais um ano termina e como eu já estou querendo transformar em tradição, hora de fazer a listagem do que foi jogado esse ano. Com a aquisição de um Playstation 3 e um celular novo, potente o suficiente para poder jogar algumas coisinhas, incluindo na lista os meus Playstation 2 e o meu Nintendo DS e o 3DS, esse foi um ano de se espalhar pra plataformas e, se não bastasse essas, a quantidade de emulações de outros consoles foi bem grande também, ou seja, tem muita coisa boa esse ano, muito desejo realizado, muita descoberta feita, muito preconceito quebrado, muita raiva passada e também a inclusão de um novo vício: A PLATINA!!!

    Então simbora q esse ano também vou fazer algo novo, pretendo fazer um top 10 dos jogos q eu joguei esse ano, não importando data, plataforma, gênero, nada, entre todos q rolaram esse ano irei escolher o meus 10 melhores :D

    JOGOS TERMINADOS:

    1-Professor Layton and the Unwound Future (2008) (Nintendo DS) 

    Começado no ano passado e terminado bem no comecinho desse ano, nem preciso de muito pra dizer o quanto a franquia inteira é sensacional e esse aqui fecha a primeira trilogia de uma forma muito fofa.

    2 – Final Fantasy VII: Dirge of Cerberus (2006) (Playstation 2)

    Eu nunca liguei muito pra esse jogo na época em que eu frequentava locadoras, dava tanta importância a ele como eu dava pro próprio Final Fantasy VII, mas a curiosidade me bateu a porta e eu resolvi experimentar algo diferente e pra minha surpresa eu até q curti o jogo, muitos falam mal, mas tenho certeza q é pelo fato de ser tão diferente do jogo ao qual ele foi derivado, mas pela sua proposta ele até q é bem legal, ta certo q não tem a melhor jogabilidade de um jogo de tiro em 3ª pessoa, mas dá pra se divertir muito bem.

    No final acabei com um gostinho de quero mais, bem q ele poderia ter sido upgradado e ter uma continuação, a historia deixou um gancho bem legal pra isso, mas a square, pelo visto, resolveu deixar quieto.

    3 – Bonanza Bros (1991) (Master System emulado no Playstation 2)

    Eu sempre fui frustrado por ter uma caralhada de jogos que nunca consegui terminar na época em q eu era muito jovem e tinha o Master System em casa, alugava cartuchos o tempo todo, mas devido a minha noobisse de criança poucos eu realmente conseguir finalizar e Bonanza Bros era um deles.

    Passando então a lista de jogos do emulador do PS2 dei cara com ele e disse “é hoje!” e quase que num foi naquele dia, tive q rejogar ainda umas 3 vezes até conseguir botar final nesse game, sorte q ele é curto e refazer o progresso nas fases não é algo demorado.

    Pelo menos matei um dos demônios q me atormentavam, ainda tem alguns outros q pretendo matar.

    4 – Mega Man 1 (1987/2004) (Jogado pelo Mega Man Anniversary Collection do Playstation 2)

    Sim, eu inventei de querer jogar os mega men antigos e... meu amigo, que raiva q eu passei, a dificuldade exagerada, muito maior do q qualquer mega man q eu já estava mais acostumado a jogar (e q eu achava alta, mas sempre achei q fosse algo normal de mega men, por isso nunca liguei, pelo contrário isso q me atraia mais), mas esse aqui eu sofri tanto com a jogabilidade mais travada q o normal (não julgando um jogo antigo, claro) q eu não poderia descansar enquanto não pusesse um final desse jogo e depois de muita cabeça quente (a ponto do meu namorar nem querer chegar perto), muito xingamento, palavrão, desespero e agonia, eu terminei.

    Fiquei de jogar o segundo, mas acabei empurrando com a barriga até agora, mas pretendo ainda jogá-lo, provavelmente na versão Legacy do 3DS :3

    5 – Phoenix Wright: Ace Attorney - Trials and Tribulations (2004/2007) (Nintendo DS)

    Logo não demorei a pegar os casos de Phoenix Wright, como sempre quanto mais eu vou me aprofundando no jogo, mas eu me empolgo e com esse não foi diferente, inclusive, esse aqui também fecha uma trilogia de história de forma sensacional, é como se todos os outros 2 jogos foram uma grande preparação para o que esse aqui tinha pra oferecer em seu último caso.

    Sem contar claro, no Godot ♥ um antagonista sensacional que torna todo caso uma história empolgante e divertida e cada tribunal um desafio e uma gargalhada com suas canecas de café quente voadoras.

    6 - The Legend of Zelda: The Phantom Hourglass (2007) (Nintendo DS)

    Apesar de ser LoZ, e eu amar demais a franquia inteira, ainda não tinha me aventurado em nenhum do DS, então comecei por esse aqui, quase não termino... A jogabilidade com a caneta é um lance muuuuito esquisito e vc demora muito pra poder enfim de acostumar jogar normalmente como se aquele controle sempre tivesse feito parte do jogo, algumas partes realmente foram bem chatas de jogar com a stylus, principalmente quando vc precisa ser ágil, mas de todo jeito foi legal terminar esse aqui e explorar mares (já q eu ainda não tive como ter acesse ao Wind Waker).

    Pretendo esse ano jogar o Spirit Tracks e estou torcendo q eles tenham arranjado um jeito de melhorar mais a jogabilidade com a Stylus (quer dizer, eu acho q eles ainda mantiveram essa jogabilidade).

    7 – The Last of Us (2013) (Playstation 3)

    Então eu adquiri um PS3, depois da geração praticamente morrer, depois de quase 7 anos de geração... mas eu consegui e eu vou fazer o máximo pra tirar o atraso dos jogos q eu deveria ter jogado e não joguei e The Last of Us estava na lista com toda certeza e descobri o porque de ser tão premiado e merece, merece mesmo todos os prêmios.

    Incrível como um jogo com uma temática dessa consegue ser tão humano, tão sensível, tão tocante, infelizmente a platina ainda não veio pra esse, joguei ele no começo do ano sem pretensão e joguei novamente agora no final pra pegar todo os colecionáveis e consegui, mas preciso ainda joga pelo menos umas 2 vezes pra poder platinar :/

    Um dia sai, espero q em 2017

    8 – The Last of Us: Left Behind (2014) (Playstation 3)

    E logo em seguida veio a DLC, uma das mais lindas q já vi, com seu foco na história da Ellie, e durante um certo evento no meio do jogo principal e isso foi genial, com conteúdo tão ou até mais sensível qa história original, passar pelos perrengues de Ellie foi uma ótima sacada da Naughty Dog, pretendo voltar pra ele também pra fazer seu 100%, é curtinho, negócio de umas poucas horas e tá terminado, mas vale muito a pena, mas uma dica: só o jogue depois de jogar o game principal, ele ter saído stand alone não quer dizer q seja uma boa idéia jogar ele sem ter jogado o principal u.u

    9 – Guacamelee! (2013) (Playstation 3)

    Eu sabia! Sabia desde o início que eu deveria jogar esse indie, do jeito q eu curto metroidvanias esse aqui é um prato cheio, com um enredo super engraçado, envolvente, desafios cabeças e muito quebra-crânio p poder prosseguir sua jornada. Esse também ainda não platinado, pois só joguei despretensiosamente, mas preciso ainda terminar no hard, logo logo estarei de volta


    10 – Game of Thrones: A Telltale Game Series (2014) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Não é o primeiro jogo da Telltale que eu joguei, mas foi o primeiro que eu senti uma imersão maior por estar em PT-BR e... pqp mano q jogo tenso do caramba, souberam fazer um enredo lindo q não perde em absolutamente em nada pra história original, uma história q se entrelaça com a série (muitas vezes de formas bem duvidosas, admito) e q te faz pensar e muuuuito em cada resposta q vc vai dar, pq aqui, quem faz a merda é vc mesmo, mesmo q a merda aconteça de toda forma, vc se sente mais e mais culpado pelo q vai acontecer.

    Não foi minha primeira platina do ano pq fiz a belezura de comprar os episódios separados e demorei pra caramba com esse jogo.


    11 – Apollo Justice: Ace Attorney (2008) (Nintendo DS)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Esse eu comecei logo em seguida do Trial and Tribulations porque não conseguia me aguentar de empolgação, queria saber como era a nova história, quem era esse personagem novo, como era os novos gráficos... Enfim, acabou sendo um dos últimos jogos que terminei no ano rs, mas tem um motivo e ele se chama Miles Edgeworth, por conta dele eu não terminei esse aqui antes.

    De toda forma, esse aqui não perde em nada pra seus antecessores, um jogo fantástico, sempre com casos intrigantes que te fazem ficar arrepiado, junto com a trilha sonora q também não perde em nada pros anteriores, principalmente na hora do tribunal.

    Só o Klavier Gavin q não foi lá um dos meus prosecutors preferido, ainda prefiro o Godot.

    12 – Beyond Two Souls (2013) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Indicaçãodo namorado, uma experiência muito significativa, um filme interativo com uma história sensacional! Muito gostoso de jogar, tomar suas decisões, seguir esse enredo e o melhor de tudo, completamente em PT-BR e com uma dublagem ótima! Pretendo platinar algum dia, mas preciso de um segundo controle :/

    13 – Hotline Miami (2013) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Eu tinha que ver o q havia surgido de um game feito no Game Maker e que estava tendo tanto alvoroço em cima e o resultado foi um vicio enorme, com uma mistura de raiva, desespero, alegria, insanidade, diversão e empolgação com esse jogo frenético.Acredite, quando eu digo q esse é um jogo de ação rápida, é pq ele é MESMO! Vc tem que aprender a jogar muito rápido ou vai se dar mal infinitamente. Sem contar na história bizarra q envolve máscaras, muitas mortes, atrocidades, gente sendo manipulada e muitos códigos secretos q até o final do jogo eu ainda tava querendo saber o q tava acontecendo, apesar da matança toda o jogo possui uma história profunda e enigmática, bem abstrata, afinal indie é indie rs

    14 – AssassinsCreed: Altair’s Chronicles (2008) (Nintendo DS)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    O primeiro assassins creed que joguei foi o primeirão mesmo no pc, no começo achei umas mil maravilhas, mas logo o jogo se mostrou entediante ao extremo e depois som eh... mas eu como sou arriscador, resolvi testar como seria esse jogo no ds e, apesar do choque de como os gráficos eram bizarramente feios eu percebi q o jogo sim é beeeem divertido, o estilo um pouco diferente do original o tornou mais prince of persia e me lembrou bastante a trilogia do ps2 e eu adorei isso, joguei com gosto, finalmente estava curtindo um AC.

    15 – Saints Row IV (2013) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Aew, a tempos eu queria muito jogar isso aqui e apenas um pequeno motivo me fez ter essa vontade toda: UMA FUCKING DUBSTEP GUN!!!! Mas ai eu vi q o jogo tinha muito mais coisa pra oferecer, acabei esquecendo a dubstep gun e curti mais ainda esse game zoeiro bizarrão, minha primeira platina do ano e foi em um jogo de mundo aberto, quem diria! Eu q tenho tanto medo de jogos de mundo aberto (trauma de Fallout 3, passei séculos explorando o mapa e nunca teminei a história principal).

    16 – Shantae and The Pirate’s Curse (2014) (Nintendo 3DS)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Eu quase abandonei meu 3ds esse ano, até q saiu o humble Nintendo bundle e eu consegui uma leva grandinha de jogos e no meio descobri essa coisa linda desse jogo, super fofo e com uma jogabilidade muuuuuuuuito gostosa, deu vontade de ficar jogando eternamente e, sem mentira, fiquei triste quando acabou, fui correr atrás do mais antigos, mas ainda não os obtive (já q o mais novo só no ps4 e isso ainda não está no meu alcance) quero muito jogar mais Shantae.

    17 – Ni no Kuni: Wrath of the Withe Witch (2011) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Sabe aquela lista de jogos q eu disse q tinha pra poder tirar o atraso do ps3? Então, Ni No Kuni era um dos principais, sempre fui louco por esse game, principalmente depois de saber sobre o envolvimento do studio ghibli em suas animações (o q já são bem a cara do studio) e descobri um universo mágico, um RPG bem diferente e com um carisma muito bom! Ainda pretendo voltar para platiná-lo, assim q eu conseguir minha cópia, esse aqui faço questão, é um belo jogo!

    18 – Kirby: Squeak Squad (2006) (Nintendo DS)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Despretenciosamente eu começo a jogar esse game e viciado eu termino, em poucas horas eu diria e com 100% de completo rs, é um jogo viciante e curto, deixa vc querendo mais depois q acaba pois parece q vc não conseguiu desfrutar de tudo q ele tinha a oferecer.

    19 – Chrono Trigger (1995/2008) (Nintendo DS)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Ai então eu resolvi criar vergonha na cara e fui tapar esse buraco na minha vida de nunca ter jogado esse game (mas joguei o cross, em minha defesa) e percebi o pq de tanto alvoroço sobre esse jogo, até hoje creio q não exista um RPG com essa pegada especial q Chrono Trigger tem, seu vários meios de prosseguir com a história, suas escolhas, seu jeito de jogar e querer ver. A liberdade dada ao jogador é absurda e digo isso pensando em um jogo de super Nintendo, hoje em dia temos muito jogos q lidam com escolhas o tempo todo, mas Chrono Trigger lhe deu essa opção de forma até diferente de como é hoje dia, não está nas opções e sim nas suas ações, as suas escolhas do q fazer e onde ir e isso é muito massa!

    20 – WarioWare: Touched! (2005) (Nintendo DS jogado no 3DS)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Joguinho só pra zoar e passar o tempo, bom pra jogar num tempo livre e estiver fazer algo entediante, tipo fila de banco, ele começa bem ofensivo e confuso q vc não entende nada do q está na tela, principalmente o q tem q fazer, mas depois q vc entende do q esse jogo louco se trata, é só risada e diversão.

    21 – Ace Attorney: Investigations Miles Edgeworth (2010) (Nintendo DS)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Ai eu fui começar o spin off de Ace Attorney meio que sem vontade, pois o nome já dizia tudo: investigations, ou seja, ele iria focar mais na parte q eu menos gosto dos jogos Ace Attorney (eu particularmente vibro no tribunal, mas nas investigações eu murcho quase sempre), mas ao me aprofundar mais no jogo vi q na verdade essas investigações são um total misto de tudo nos jogos anteriores e mais a lógica q foi uma feature q eu adorei, ou seja, me surpreendi, com jogabilidade e história e todo o resto, o segunda já está no gatilho e começado (agradecendo demais pelas traduções de fãs, são muitos anjos nesse planeta ♥)

    22- Castlevania: Order of Ecclesia (2008) (Nintendo DS)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Esse era o castlevania que falta para eu ter terminado todos do DS, eu já o avia começado uma vez na época em q jogava no emulador mas desisti por causa da dificuldade de jogar no teclado, esse aqui exigia uma ginga e uma precisão muito maior na hora da ação, então achei melhor tentar quando tivesse o DS em mãos. E foi o q eu fiz!

    Aproveitei cada segundo, a história não é lá das mais interessantes, mas o jogo em si é um puta metroidvania de respeito e agora, depois de temriná-lo, posso dizer com toda certeza, os castlevanias de DS são todos bons e castlevania NUNCA deveria ter saído do 2D.

    23 – Nano Assalt EX (2011/2013) (Nintendo 3DS)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Esse foi, durante algumas noites, meu joguinho de cabeceira, toda noite antes de dormir eu jogava uma missão ou duas, até q no fim da semana eu acabei ‘-‘, sério é um jogo até bem divertidinho, mas super curto em sua proposta e de certa forma um tanto quanto fácil, mas é um bom jogo pra portátil, quando vc quer jogar algo bem rapidinho, apenas pra passar o tempo, ou antes de vc cochilar em cima do seu 3ds por conta do sono tremendo rs

    24– Journey (2012) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Uma coisa que eu gosto de fazer é experimentar indies e, uma vez que eu tive a oportunidade de jogar esse aqui, eu não perdi tempo, tinha que saber o porque desse jogo ser tão bem falado e descobri! Ele é lindíssimo, uma experiência bem curta mas que vale super a pena de experimentar, uma viagem muito bonita, com uma trilha sonora fantástica e se vc estiver jogando com a internet ligado, ainda tem o bônus de jogar com alguém aleatório do mundo, uma feature q eu achei fantástica, a delicadeza da comunicação entre esse viajantes q nunca se viram, não fazem ideia de onde são e só apenas pouco recursos para comunicação, lindo demais.

    Meu primeiro 100% na minha continha e com todo orgulho :3

    25 – Red Dead Redemption (2010) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Um dos jogos mais incríveis q eu já joguei na vida, com relação a tudo, história, gameplay, side-quests, cenários, ambientação. É tudo muito vivo, tudo muito convidativo, eu jurava q não iria dar nada por esse jogo, já q western nunca foi muito um gênero q eu gostasse muito, mas a experiência sempre é valida e me surpreendeu como eu gostei desse jogo, pena q a platina não saiu ainda por motivos de online, depender dos outros p fazer alguns troféus é tenso e minha vontade de jogar online é quase nula...

    25 – Red Dead Redemption: Undead Nightmare (2010) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Sério, isso aqui é genial, a DLC mais genial do planeta! Acha que o clima rural do velho oeste, com seus tiroteios e cafajestes não combinariam com um apocalipse zumbi? Pois essa aqui é a prova de que pode ser feito sim e pode ficar foda e se vc achar pouco, além do apocalipse zumbi vc ainda se depara com um mundo de terror gigantesco com direito a cavalos do apocalipse montáveis, sasquats entre outras aberrações e uma surpresinha q é... bem spoiler pra quem nunca terminou o jogo principal, então vou ficar quieto.

    Só digo um coisa: Unicórnio é a melhor montaria ever.

    26 – Dragon Ball Advanced Adventures (2004) (Gameboy Advance emulado num Celular Android)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    E assim q eu consegui um celular mais potente (já q meu último foi roubado) eu pude aproveitar melhor e jogar umas emulações de muitas coisa q eu sempre quis jogar e o melhor: MOBILEMENTE!

    Já comecei estreando um bom e velho myboy e resolvi testar minhas habilidades de jogar sem botões, o toque na tela sempre foi um terror pra mim na hora de jogar, mas eu me sai muito bem mesmo, tanto q eu terminei esse joguinho de beat em up e jogabilidade bem frenética, foi uma experiência muito divertida, a ponto do q deveria ser casual acabou virando hardcore e eu terminei em uns dois dias acho rs

    27 – Final Fantasy Adventures (1994) (Gameboy emulado num Celular Android)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    E eu fui beeem longe mesmo, taquei a jogar alguns joguinhos de game boy, mas um q me prendeu de verdade foi esse aqui, o primeiro jogo da série mana q ainda se chamava Final Fantasy e, q por muita coincidência, saiu um remake esse ano.Esse jogo foi um tanto quanto desafiador, sua jogabilidade é bem legal, mas seu storytelling fica super confuso com rela

    ção aos mapas e tive q por muitas vezes tentar adivinhar pra onde ir ou o q fazer, o q usar e, apesar de jogá-lo apenas em filas de paradas de ônibus, ele foi um joguinho q me empolgou bastante enquanto jogava, e é até bem grandinho, apesar de q vc sofre muito durante o jogo todo, no final o boss é super fácil e morre antes q vc pensa q ele vai morrer rs

    28 – Megaman Battle Network (2001) (Gameboy Advance emulado num Celular Android)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Na lista dos joguinhos q eu deveria ter jogado faz tempo está esse aqui, apesar da preguiça imensa de começar uma franquia super grande como essa (E eu tenho esse tok de q não consigo começar um jogo por uma numeração muito alta, PRECISO jogar o primeiro da franquia), me rendi e comecei e quando percebi já estava bem envolvido com jogo e bem longe na história, termina-lo foi muito bom, a ponto de querer assistir até o anime (se bem que não durou mais do q 3 episodios pra mim :S) e não quis parar, me empolguei e quero continuar essa franquia até o fim o/

    29 – Mass Effect (2007/ 2012) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Sim estou preparado para essa trilogia, e vamos começar do começo (mas não pretendo continuar enquanto não tiver a platina), até agora eu não consegui me apegar bem ao jogo, a história ou aos personagens, apesar de q realmente existe algumas coisa interessantes nesse meio, a jogabilidade meio repetitiva e cansativa me derrubou e quase não termino (além do lindo bug no final do jogo q mal consegui ver o ending game), mas eu tenho fé nas sequencias, quero levar minhas escolhas comigo em breve e ver como continua.

    30 – Cat Evolution: Alpaca Zombie! (2014?) (Android)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Esse aqui é um jogo bizarro onde vc alimenta um gato alienígena ou algo assim (nada de zumbi nem de alpacas) e ele vai evoluindo pra formas bem bizarras, e bizarras, e bizarras até um ponto q a bizarrice fica extrema demais pra compreensão humana, joguei mais na pura curiosidade de saber até onde ia e acabei chegando ao seu fim, aliás aos dois finais, apesar de tudo ele possui uma historinha e é até interessante ler o curto diário da “dona” desse gato.


    31 – Prince of Persia: The Forgotten Sands (2010) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    A versão de PS3 pelo menos não me deu dor de cabeça como a de DS q ainda irei falar beeeem mais lá em baixo. Joguinho q assinei a PS Plus só pra poder jogar e matar a vontade de enfim poder jogar mais um Prince of Persia da forma como eu fiquei tão fã, q é igual aquelas versões do PS2. Peguei e platinei no mesmo dia, do começo ao fim sem parar, foi um dia de dor de cabeça, mas valeu a pena, o jogo não chega a ser tão empolgante como os anteriores (ou será q era eu q já não me empolgo tanto assim com prince of persia) mas foi de bom grado q eu o coloquei em minha coleção de jogos terminados, jogar Prince of Persia é sempre bom :D

    32 – Strider (2014) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Um dos joguinhos que veio junto com o pacotão do humble Bumdle q peguei da Capcom, nem imaginava q iria jogar strider, mas como ele já estava ali e minha nostalgia com minha época de máster system sempre bate, lá vou eu e sim, adorei o jogo, ele é bem strider, sua jogabilidade frenética, seus movimentos rápidos, basicamente um strider excelentemente modernizado e também platinado XD

    33 – Datura (2012) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Esse estava no pacote de jogos grátis do mês q peguei Plus, resolvi fazer o teste... e acabei fazendo 100% em pouquíssimo tempo, não lembro, mas acho q não demorou nem 1 hora, jogo curto e q eu não consegui entender porra nenhuma do q tava acontecendo, sério, o jogo terminou e a única coisa q eu entendi é q as coisas estão interligadas, mas nada de sentido...

    34 – Megaman Battle Network 2 (2002) (Gameboy Advance emulado num Celular Android)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Eu comecei esse logo em seguida q terminei o primeiro, estava bem empolgado, não quis ir adiante pois eu meio q tenho essa regra de não jogar sequencias uma atrás da outra, principalmente de rpgs, mas quando eu vi as melhorias q esse jogo recebeu com relação ao primeiro, me encantei tanto q novamente, quando eu menos espero, estava beeem afundo no jogo, na história, no gameplay e talz.

    O primeiro pode ser um ótimo jogo, mas esse aqui é melhor ainda! E isso me fez criar uma empolgação monstra por essa franquia, quero terminar todos os jogos, creio q 2017 eu termine pelo menos mais 2 dele!

    35 – Remember Me (2013) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Joguinho q veio com o Humble bumdle da Capcom e q provavelmente eu nunca iria me interessar em jogar se não estivesse no pacote... e estaria perdendo um jogaço! Injustiçado pela mídia pelo q tenho notado, não muito conhecido ou falado, mas possui uma mecânicas bem bacanas e a feature de remix de memórias q eu achei simplesmente genial! Que bom q descobri esse jogo.

    36 – Retro City Rampage DX (2014) (Nintendo 3DS)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    O campeão das referências do ano, disputadíssimo com Guacamelee, mas na minha concepção esse ganha, um GTA em pixels, com uma jogabilidade muito gostosa, uma história maluca, side quests bem a cara de Saints Row e junto com um bom humor sem limites, fazem desse jogo um must play pra qualquer fã de jogos estilo old school mas com uma jogabilidade moderna, divertidíssimo!

    37 – Legend of SkyFish (2016) (Android)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Se você procura um game com aquela pegada de Legend of Zelda pra celular, mas q não seja só mais um jogo de ação RPG, onde vc deve brandir uma espada, matar bichinhos e resolver puzzles, esse aqui é perfeito, primeiro de tudo sua arma é uma vara de pescar(!) e isso já te garante uma jogabilidade bem diferenciada, com alguns puzzles de cenário onde vc deve usar o anzol pra muita coisa rs Eu adorei o jogo e quanto mais eu jogava e via q ia chegando perto do fim, mais triste eu ficava por saber q já estava acabando.

    Eu recomendo demais esse game.

    38 – Metal Slug Advance (2004) (Gameboy Advance emulado num Celular Android)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Eu tava afim de jogar algo rápido e divertido e Metal Slug SEMPRE é a primeira opção q me vem a cabeça, diversão sempre é garantida por mais pequeno q os jogos sempre sejam, esse aqui não é diferente, metal slug como sempre, a diferença desse pros outros é q ele tem um sistema de cartas colecionáveis q servem de equipamento para seus personagens e lhe dão uns boosts nas fases, sempre bem escondidos e de difícil acesso, eu só vim descobrir q essas cartas poderiam ser usadas depois q terminei o jogo rs Joguei ele inteiro da forma mais tradicional possível de se jogar um metal slug.

    39 – Monument Valley (2014) (Android)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Um jogo q sempre tive a curiosidade de conhecer por ser tão bem falado e esse ano tive o prazer de enfim pôr as mãos nele e me aventurar por cada um dos desafios q eu poderia conseguir com esse jogo magnífico, com suas perspectivas loucas, sua história indie like (confusa q faz pouco e muito sentido ao mesmo tempo) e q me trouxe bastante alegria e sorrisos no rosto sempre q vc rodava aquele objeto e via aquele encaixe impossível na nossa perspectiva, mas q ali virava um caminho, simplesmente lindo.

    40 – Summon Night: Swordcraft Story (2003) (Gameboy Advance emulado num Celular Android)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Esse foi eu tentando descobrir mais uma franquia de JRPG, Atlus sempre amorzinho rs Mas na vdd eu estava buscando jogar um game diferente, RPG de ação e esse, com sua batalha no estilo da série Tales me deixou até empolgadinho, mas demorei demais pra terminar sendo esse o último jogo de GBA q terminei esse ano, pretendo sim conhecer os outros, agora tem p tudo q é plataforma, mas ainda bem q tenho boa parte delas :D

    41 – South Park: The Stick of Truth (2014) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Sempre soube q iria gostar desse jogo assim q eu encostasse nele e foi justamente o q aconteceu, esse gráficos fantásticos q são idênticos da série, a trilha sonora, a dublagem, tudo faz uma imersão muito foda nesse jogo, é south park versão extendida pra fãs, não só da série, mas de um bom RPG. Ele só peca em algumas pequenas coisas, tipo level, acho q o nível máximo é baixíssimo e vc mal consegue aproveitar as batalhas, quando menos percebe já não importa mais os XPs, além de q o jogo é curto, vc passa mais tempo andando pela cidade atrás de colecionáveis ou missões secundárias do q de fato fazendo a história, espero q o próximo mude um pouco disso, mas mesmo assim, não deixa de ser um jogo foda do caralho!

    42 – God of War (2005/2010) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Falando em quebrar preconceitos, aqui foi um, sempre detestei o Kratos pelo tipo de personagem q ele é, mas resolvi dar uma chance e jogar a saga principal completa pelo menos.

    Foi tipo 11 anos de atraso, mas enfim joguei e curti bastante, descobri então o pq desse jogo ser tão querido entre os jogadores (principalmente um certo tipo estereotipado de crianças) q não estão nem ai pra história, pessoal quer mesmo é matar de ver sangue, contanto q tenha uma boa quantidade de sangue na tela e uma jogabilidade fluida q o faça executar essa ação sem demora ou perrengue tá ótimo, mas ele vai além disso claro, são poucos os q enxergam isso em GoW, eu enxerguei, mas continuo odiando o Kratos do mesmo jeito... o jogo não, comprei até livro.

    43 – God of War II (2007/2010) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    E terminado o primeiro parti para o segundo, esse é o bom de estar alguns anos atrasados com certas franquias, apesar da minha política pessoal de não jogar um jogo da mesma franquia em seguida por isso poder causar enjoo com relação a jogabilidade, a GoW não se aplica pois o jogo é relativamente curto (não tanto, mas tbm não é tão longo quanto um RPG por exemplo) e isso não atrapalha, na vdd é até bom pq vc ainda está com os comandos e seus reflexos intactos da ultima jogada, só um pouco mais fraco como de costume rs

    Então aqui eu já passei a ter mais um pouco de empatia com a história e entender toda a raiva de Kratos, mas uma coisa é certa: como tem gente escrota na Grécia viu!

    44 – God of War III (2010) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    E pra finalizar a história temos esse aqui q me deu um susto com relação aos gráficos, eu estava tão acostumado com os gráficos remasterizados do PS2 q quando vi o potencial do gráfico do PS3 novamente e o belíssimo trabalho q foi feito nesse game eu me assustei mesmo, isso me deu um gosto tão grande de jogar e terminar essa trilogia q eu mal via a hora de jogar e eu NUNCA achei q me sentiria assim com GoW e por conta disso agora quero o restante da franquia, quero saber o q acontece nos spin offs T__T

    45 – Sara is Missing (2016) (Android)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Um experimento interessante para seu celular, a imersão extrema q esse “jogo” (na vdd não sei se devo mesmo chamar de jogo) causa em você é fantástica, vc achou um celular de alguém e está investigando o q aconteceu com a dona desse celular e então o seu celular se torna esse da garota perdida e tudo q é função está lá pra vc mexer e ir descobrindo as pistas.

    A experiência é curta, mas super válida, creio q não poderia ser maior... não sei, acho q eu não teria criatividade o suficiente para continuar a história, tanto q pessoal reclama daquele final, mas eu acho ele bem aceitável p ser sincero.


    46 –Batman: The Telltale Series (2016) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Mais um jogo da Telltale q tenho o prazer de jogar e dessa vez, caramba, eu sou o Batman! Ou pelo menos quase isso, já q o intuito do jogo mesmo é vc ser o Bruce Wayne e viver uma vida complicada entre as trevas e... bem, as trevas.

    Tive grandes problemas com esse jogo, principalmente com relação as legendas, a história é boa, digna de uma história do Batman, as escolhas tbm são interessantes e estar na pele do Bruce Wayne e ficar se mordendo em decidir o q dizer em certas situações é bem interessante, ser o batman tbm claro rs

    Mas espero de coração q a Telltale ainda faça algum patch p corrigir esses erros feios pra esse jogo poder ser uma boa recepção, a q ele realmente merece.


    47 – Uncharted: Drake’s Fortune (2007) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Eu tô me repetindo aqui, falando “mais uma franquia iniciada” acho q esse ano foi o ano das franquias novas entrando na minha vida rs Mas essa aqui era um desejo de tempos, sempre quis conhecer as aventures do Nathan.

    De começo eu estava achando tudo normal, o jogo é bacana e a história tbm, mas com o decorrer do jogo vc percebe q ele é só mais um jogo de correr, escalar coisas estranhas, pular por abismos, esconder e atirar, basicamente, pois até os puzzles q são algo q não pode faltar em uma história aventuresca com arqueologia envolvida são muuuuuuuuuuuuito fracos, espero q os outros sejam melhores com relação a isso, mas creio q sim, esse jogo não teria sobrevivido muito tempo se fosse todos como o primeiro (creio eu).


    48 – Limbo (2015) (Android)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    O jogo q inciou uma saga de clones espalhados por toda a parte por conta de sua arte simples mas linda pacarai e q diz mais do q palavras poderiam descrever, mínimos detalhes espalhados naquela escuridão, mas q mostra tanto q apenas poucos conseguem ver, eu empurrei esse jogo com a barriga durante muuuuuuito tempo, sem motivo específico, pude jogar no PC e muitas pessoas me indicaram, inclusive quase fui agredido por não ter jogado ainda (exagerando claro), mas acabei jogando ele no celular mesmo e digo q não foi ruim, um ótimo jogo q tem seus controles até bem precisos pra um jogo q vc precisa ser em muitas vezes rápido demais.

    49 – Severed (2016) (Nintendo 3DS)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Depois de um tempo sem jogar nada no 3DS (e mais algum já q agora meu namorado está com ele sequestrado jogando Pokemon Sun) eu voltei pra jogar algo, mas aproveitando apenas alguns pequenos espaços de tempo (estes em q o 3DS não estava sendo usado) e joguei esse do mesmo estúdio de Guacamelee (não tem como negar, basta olhar os gráficos rs), na certa eu estava meio receoso com o jogo por conta de seus estilo em primeira pessoa e o lance de usar a tela de toque pra fazer os slashs, mas pelo contrário, é um metroidvânia (ou, no caso, um metroidprimevânia) excelente, como nenhum outro, pena q curto demais, 7 horas e pouca de jogatina e terminei com 100% do jogo.

    Quanto aos slashs na tela de toquebem, eu consegui dessa vez uma caneta de pnta mais macia e pude arrastar a ela com gosto na tela de baixa e não cometer o mesmo erro q cometi com o The World Ends With You ‘-‘

    50 – That Level Again (2015) (Android)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Recomendação de amigos do Alvanista, um ótimo jogo pra vc passar seu tempoe quebrar a cabeça como nunca, pois esse jogo exige q vc pense fora da caixa, de formas completamente absurdas, eu demorei eternidades pra poder conseguir pensar em alguns níveis e outros eu tive de pedir ajuda (Até pq eu não sei código morse). Enfim, ele vai de fato te surpreender e é bem básico, em todo level vc está na mesma sala, tem uma porta e um botão, vc tem q passar pela porta rs tentem ai


    51 – That Level Again 2 (2015) (Android)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    E a saga continua, dessa vez vc tem uma chave e uma portinha extra onde vc pode entrar, mas o esquema é o mesmo do anterior, passar pela porta.

    Esse aqui pode parecer q possui o mesmo nível de quebra cabeças do anterior, algumas vezes bem exagerado eu diria, mas por algum motivo, eu o achei mais fraquinho q o anterior, deve ter sido o fato de eu ter jogado logo em seguida e fui me cansando um pouco pela quantidade de levels.

    Mas enfim, esse aqui ainda abriu espaço pro 3º jogo com um final cliffhanger ‘-‘


    52 – That Level Again 3 (2016) (Android)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Esse aqui sim é o mais esquisito dos 3, foge completamente da formula dos dois primeiros quando resolveram incluir dessa vez um modo história e não mais vários leveis com o mesmo objetivo, ele virou um jogo de puzzle em plataforma e demora bastaaaaaante pro título do jogo fazer sentido e se vc não se tocar a tempo vc vai ficar num loop infinito aqui.

    Foi incluso também um segundo personagem, uma garota q vc também podecontrolar pra resolver alguns dos puzzles do caminho.

    No final do story mode vc pode passar por alguns leveis q são parecidos com os anteriores, mas mesmo assim nada igual o q era antes, aqui tudo realmente foi modificado e pior, possui um final extremamente esquisito, os dois...


    53 – Saw (2009) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Não importa o q digam eu TINHA q jogar esse jogo, eu, como amante de jogos underrated e de jogos mortais principalmente, fazia anos q eu tenho a vontade de jogar isso aqui, até q por destino eu consegui (e beeem baratinho até) esse jogo pro PS3 e posso dizer q adorei, apesar nas falhas chatas de jogabilidade, animação dos personagens e gráficos bem meh, gostei muito de poder entrar no universo de Jogos Mortais e poder ver mais uma história sendo contada (sinto falta dos filmes, mesmo sabendo q está vindo um novo por ai).

    Mas uma coisa me deixou realmente me irritou no final do jogo: A MALDITA MÚSICA DE REVELAÇÃO NÃO TOCA QUANDO ESTÁ SENDO REVELADO OS SEGREDOS!!!!!!!!

    Isso me irritou mais do q deveria e me chateou de verdade, espero q o 2 tenho isso no mínimo u.u

    54/55 – Final Fight: Double Impact (FF 1989/ MS 1992 – 2010) (Playstation 3)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Esse foi mais um que veio no pacote da Humble Bumdle da Capcom e q eu fiz questão de jogar, ele na verdade é um pack q contém o primeiro Final Fight (q ainda tenho q jogar mais pra liberar mais alguns troféus) e o Magic Sword (esse já está 100%) por isso considero esse como dois jogos, até pq são dois jogos ‘-‘ Pretendo aproveitar também o segundo controle aqui em casa pra jogar um coop com o mozao :3


    MAIS JOGOS DE 2016

    Existiram muitos jogos esse ano q comecei e não terminei (isso q não irei nem mencionar os q ficaram pendentes do ano passado ainda), muitos eu apenas fiz o test drive, outros foram apenas casuais e outros foi culpa do desleixo mesmo rs, Enfim, sim tem muito jogo ainda pra ser falado nessa lista, eles não estão na ordem jogada e pode ser q algum tenha ficado de fora por motivos de esquecimento, mas prometo fazer meu melhor o/

    1 – Lemmings (1992) (Master System emulado no Playstation 2)

    Status: Nunda dedistirei!!!!

    Esse é uma das minhas frustrações de infância, q eu nunca consegui terminar esse jogo, comecei ele novamente e fui até longinho, mas esqueci de voltar, provavelmente depois de me distrair com outro jogo.


    2 – Yakuza (2006) (Playstation 2)

    Status: Pausado

    Comecei esse jogo depois de ver o quão grande era sua franquia e quis me meter a conhece-la desde o início, o jogo é até legal. Tem algumas interações bem interessantes, mas eu o pausei e está pausado até agora, o motivo maior foi a compra do PS3.

    3 – Marvel vs. Capcom 2: New Age of Heroes (2000) (Playstation 2)

    Status: Ocasionalmente esquecido

    Quando enfim consegui fazer o meu PS2 pegar jogos de CD, esse foi um dos primeiro q gravei para jogar e matar a vontade, a experiência foi super curta e um tanto enfadonha, a jogabilidade já não é a mesma coisa depois q vc joga outros jogos de luta mais evoluídos...

    4 – Crazy Taxi (2001) (Playstation 2)

    Status: Falecido

    Mesmo caso acima, esse foi o segundo jogo q testei em CD e foi apenas isso, relembrar um pouco o lançamento do PS2 q eu adorava jogar esse game, casualmente, na locadora, foram algumas poucas horas de nostalgia depois... cabou ‘-‘

    5 – Citizens of Earth (2015) (Nintendo 3DS)

    Status: Falecido, Dropado involuntariamente

    Esse foi a maior decepção do ano pra mim, eu esperei esse jogo desde seu lançamento pois sua proposta era fantástica, até q eu o consegui no Humble Bundle da Nintendo e fui jogar com todo gosto... O jogo de inicio estava super divertido, eu ria p caramba, mas com o passar das horas de jogo ele ia ficando cada vez mais chato, repetitivo e irritante.

    As telas de loading excessivas, as batalhas muito constantes, a falta de mapa para localização, tudo isso me irritou a ponto de dropar e nem sei se estava perto do fim, meses depois voltei p ver se continuava o save e terminava ele pelo menos... dropei de novo, até q perdi o save e deixei pra lá, vai ficar no limbo eterno.

    6 – Kirby Mass Attack (2011) (Nintendo DS)

    Status: Pausado

    Esse ainda pretendo voltar, ele é um jogo divertido e q te deixa de cabeça pesada com tantos Kirbys pra poder controlar ao mesmo tempo, eu pausei provavelmente por ter começado algum jogo da série Ace Attorney, não lembro bem...

    7 – Prince of Persia: The Forgotten Sands (2010) (Nintendo DS)

    Status: Dropado Involuntariamente

    A versão de DS desse jogo infelizmente não pode ser terminada, creio q ele seja pesado demais pro meu DS Lite, talvez num DSi desse certo, mas no meu ele fica travando durante algumas partes mais frenéticas, consegui seguir até o primeiro boss, mas ele ficou impassável por conta das travadas :/

    8 – Rhythm Heaven (2009) (Nintendo DS)

    Status: Sei lá

    Acho q todo ano eu tenho q voltar a esse jogo nem q seja por um pouquinho, e sempre me lasco no mini game do tênis de mesa... nunca vou aprender isso.

    9 – Okamiden (2010) (Nintendo DS)

    Status: Chorando até agora

    Eu estava muuuuuuuuuito empolgado pra jogar esse game, uma continuação do tão lindo Okami do PS2 q eu havia jogado ano passado, estava tudo ótimo, o jogo estava ótimo assim como o primeiro, mas ai, aconteceu a desgraça de q meu save corrompeu e eu perdi tudo e não, não tive paciência pra começar de novo, ele é um jogo de início lento e eu já estava bem avançado na história, quem sabe agora em 2017 eu não erga a cabeça e tente novamente.

    10 – Final Fantasy: Brave Exvius (2015) (Android)

    Status: Meio q Dropado

    Mais um FF pra celulares, daqueles infinitos rs, esse aqui é até legal, possui história e a boa e velha interação com personagens de outros jogos da franquia, a única coisa q me desagradou nesse jogo foi o fato de q andar pela cidade ou pelas dungeons me deixava louco, o jogo ficava muito lento e irritante, até q deixei de lado, mas tô pensando em voltar p ver se pego a Ariana Grande pro time XD

    11 – Final Fantasy I & II: Dawn of Souls (2004) (Gameboy Advance emulado no celular Android)

    Status: Possivelmente dropado

    Por mais vontade q eu tenha de jogar todos os FF, existe uma coisa q me impede de fazer isso: cabeça q se fechou pra jogabilidades maaaaais antigas, tenho q admitir, eu tentei jogar o primeiro FF dessa versão, joguei até um tempinho nele, mas a confusão q ficou a missão principal, de eu nem saber mais o q eu estava fazendo me fez desistir, tenho q arranjar força de vontade p fazer essa tarefa. TENHO!

    12 – Neko Atsume (2014) (Android)

    Status: Dropado

    Não q esse jogo tivesse um fim, afinal seu intuito mesmo é só o de colecionar gatos q vão aparecendo no seu quintal e pra isso vc tem q fazer várias coisinhas para q eles apareçam, é fofo, isso é verdade, mas não me sustentou muito tempo.

    13 – Mônica no Castelo do Dragão (1991) (Master System emulado no celular Android)

    Status: NUNCA DESISTIREI!!!

    Outra frustração de infância e essa é ainda maior, não consigo terminar esse jogo por nada nesse mundo, eu retentei jogar ele no celular, mas mesmo assim ainda não foi o suficiente pra terminar o jogo, cheguei mais longe do q jamais havia chegado antes, mas ainda não é o final e não irei desistir, esse jogo VAI SER FINALIZADO POR MIM!!!

    14 – Food Evolution (2016) (Android)

    Status: Dropado

    Peguei esse jogo a partir de um site q sigo q dá um app de android grátis por dia, não q faça diferença já q o jogo é gratuito e o dinheiro vem com o tempo já q ele é um daqueles clickers malditos, joguei até chegar razoavelmente longe, mas percebi q nunca acabaria de fazer fusões então começou a encher o saco e parei.

    15 – Plants vs. Zombies Heroes (2016) (Android)

    Status: Ta me esperando ainda

    Esse foi um jogo q me amarrou bonito, nunca pensei q fosse cair nas garras de um desses joguinhos de carta online q tem rolado por ai aos montes, mas esse aqui, além de engraçado pra caramba é muito bom de se jogar, por alguns dias ele tomou conta da minha vida, até q eu esfriei e dei uma pausa, continua instalado no meu celular, mas acho q ele precisa evoluir ainda um pouco p ficar menos monótono, como no caso, adicionar mais cartas para mais opções de montagens de deck e talz.

    16 – PewDiePie Tuber Simulator (2016) (Android)

    Status: Me coçando pra não baixar novamente

    Sim, eu cai na besteira de testar esse jogo e acabei me viciando em drogas pesadas, pense num jogo viciante, eu tive de me forçar pra poder parar de jogar isso ou ele iria tomar minha vida por inteiro, e olha q minha sala estava ficando muito foda, mas... quanto mais vc tem, mais vc quer e isso destrói qqr um, larguei antes q fosse tarde e eu estivesse dando mais dinheiro pro PewDiePie do q ele já ganha.

    17 – BS Zelda no Densetsu: Inishie no Sekiban/ The Legend of Zelda: Ancient Stone Tablets (1997) (Super Nintendo/ Satelaview emulado no celular Android)

    Status: Ainda irei jogar

    Graças a corações lindos existentes nesse planeta hoje é possível q joguemos muitos títulos q por muito tempo ficaram perdidos apenas no Japão e na sua língua estranha (pra maioria dos ocidentais) esse era um dos casos q estava nesse estado, mas graças a tradutores pude jogá-lo, assim q soube da tradução, corri e fui jogar, instalei um emulador no celular e #partiu Zelda novo, mas ele possui um tempo limitado de jogo e eu ainda não intendi muito bem como funciona as partes em si, o save e tudo, irei voltar p ele depois com mais paciência, se fosse só pegar e jogar eu já o teria terminado rs.

    18 – SolatoRobo: Red the Hunter (2010) (Nintendo DS)

    Status: Pausado

    Um joguinho de jogabilidade ótima e que peguei por acaso, nunca tinha ouvido falar dele e acabei gostando bastante. Terminei a primeira história, mas ele é como se fosse um jogo de dois discos em um cartucho só, então dei uma pausa no começo da segunda história e pretendo voltar em breve.

    19 – Hyrule Warriors Legends (2016) (Nintendo 3DS)

    Status: Pausado

    Iniciei o jogo apenas por curiosidade, a empolgação foi maior do q o próprio Pokemon moon q eu queria tanto jogar, mas apenas comecei mesmo, pretendo voltar a jogá-lo muito em breve, tenho q aprender a jogar Musou @-@

    20 – Layton Brothers: Mystery Room (2013) (Android)

    Status: Pensando ainda

    Na onda de empolgação de mais Professor Layton, segui a recomendação de um amigo para jogar esse spin-off da série para Android e aproveitar q o primeiro episódio do jogo é gratuito, mas infelizmente não curti o estilo de investigação do jogo, achei bobo e meio nada a ver, viagem demais tem limites e no final das contas eu tava entendo era nada, meio desnecessário, enfim... quem sabe eu um dia tente o segundo caso...

    21 – Braid (2009) (Playstation 3)

    Status: Pausado

    Pausado até conseguir o jogo novamente, pois parei e acabei perdendo a chance de termina-lo logo, mas vai dar certo, eu terminei esse jogo uma vez e irei retornar pra ele pelo 100%.

    22 – Shin Megami Tensei: Persona (2010) (PSP emulado no Android)

    Status: Queria muito

    Esse apenas fiz o teste, mas a configuração do PPSSPP não me deixa jogar esse jogo, assim q saio nos corredores tudo cai pra ½ fps rs Queria muito jogar persona, mas minha entrada nessa franquia ainda não foi esse ano.

    23 – Batman: Arkham Asylum (2009) (Playstation 3)

    Status: Comecei 2017 jogando ele

    Eu iniciei pra fazer o test drive e ver como era, mas ainda estava no meio de outro jogo (q agora não lembro qual era), e percebi q seus comando são bem diferentes e eu iria me enrolar se parasse pra voltar depois, então pare por ali mesmo, mais ou menos uma hora de jogo, mas já o estou jogando novamente, mini review mesmo só na lista do ano q vem rs

    24 – Savant: Ascent (2013) (Android)

    Status: Esquece...

    Ano passado joguei esse game no PC e esse ano ganhei um apk dele e resolvi jogar no android e testar p ver se dessa vez terminada e só descobri q, se já era ruim jogar no PC, por ser frenético e preciso demais, no android é pior ainda, não passei meia hora jogando

    25 – Life is Strange (2015) (Playstation 3)

    Status: Aguardando uma boa promo

    Aproveitei q o primeiro episódio ficou gratuito e fui testar esse jogo, gostei bastante da proposta, um drama adolescente com o poder de voltar no tempo! Curti o primeiro epi e fiquei curioso pelo resto, mas vou esperar uma boa promoção pra poder pegar o seasson pass. De 2017 não passa.

    26 – Kingdom Hearts Unchained X (2015) (Android emulado por Bluestacks)

    Status: Queria...

    Eu sou uma pessoa q ama Kingdom Hearts e quando esse jogo saiu pra Android, a minha primeira preocupação foi em saber como vou fazer pra jogar isso? Ai eu tive de jogar pelo bluestacks, fui bem longe no jogo e já estrava até bem forte, mas infelizmente o bluestacks pesava demais no pc e não estava muito agradável de se jogar e foda q nem mesmo no meu celular novo esse jogo roda, então pelo menos por tempo indeterminado não o poderei jogar, mas na primeira oportunidade q tiver, eu quero muito voltar a jogá-lo.

    27 – Boxxle (1989) (Game Boy emulado por Browser)

    Status: Quase não lembro dele

    Em momentos em q eu estava sem meu novo celular eu procurava um jeito de passar o tempo aqui no trabalho e queria muito jogar algo, então entrei num desses sites q vc pode jogar por emulador direto no browser e puxei esse pra jogar.

    Um básico joguinho de empurrar caixas p sair da sala, um puzzle até bem gostosinho, cheguei até um nível bem a frente, mas ai resolvi fechar pra continuar depois e descobrir q o save state do site era apenas uma ilusão e eu fiquei puto e desisti u.u

    28 – The Wolf Among Us (2013) (Playstation 3)

    Status: Aguardando uma boa promo

    Um caso parecido com o de Life is Strange, aproveitei o primeiro epi gratuito e fui conhecer o jogo, estava até empolgado pois conheço um pouco das HQs Fábulas e curti o episódio, pretendo jogar a temporada inteira em breve.

    29 – Pac-Man Championship Edition DX+ (2010) (Playsation 3)

    Status: Em Andamento

    Um ótimo jogo para se passar o tempo em pequenas jogadas, mas viciante a ponto de vc querer continuar jogando durante horas. Ainda falta muita coisa pra poder fazer o 100%, tenho muito o q liberar, ainda pretendo parar p jogar ele e me dedicar.

    30 – 999: 9 Hours, 9 Persons, 9 Doors (2009) (Nintendo DS)

    Status: No aguardo

    Esse eu apenas comecei na curiosidade, mas como eu estou um pouco lotado de outros Visual Novels decidi esperar um pouco mais antes de começar esse pra valer.

    31 – Five Nights at Freddy’s (2014) (Android)

    Status: Ta aqui instalado ainda

    Eu resolvi me render a fama desse jogo e jogar pra saber do q se trata, queria ver esse joguinho de terror tão simplório q estava dando medo em todo mundo e entrando pro mundo pop. O resultado foi q eu até curti o joguinho, ele te dá mesmo uns bons sustos e te deixa super tenso, mas achei ruim o fato da tensão causada ser por causa de sua desonestidade com relação ao jogador, não tem como vc saber nada sobre o comportamento dos bonecos, sendo q alguns deles atravessam as portas mesmo fechadas, não á nada no jogo q possa lhe dar alguma dica de como se comportar (não há nada além dos bichos e a sala mesmo...) e isso eu acho um tanto desonesto, vc vai morrer até pensar matematicamente sobre tudo q acontece ali e pegar os padrões q não são nem um pouco óbvios.

    Enfim, cheguei até a 4ª noite e de lá não passei mais, apesar dos apelas do namorado ficar pedindo q eu jogue antes de deitar eu nunca mais abri o app, mas tbm não desinstalei, o q significa algo...

    32 – The Last Guy (2008) (Playstation 3)

    Status: No limbo

    Tai um joguinho q pode ser hardcore já na primeira fase, eu não cheguei tão longe nele, joguei mesmo mais na época q tinha poucos jogos no PS3 e depois não cheguei a jogar mais, até q o perdi e agora não o jogarei mais, pelo menos não tão cedo.

    33 – Infamous (2009) (Playstation 3)

    Status: No limbo

    Mesmo caso acima, joguei pra testar e não pude jogar mais, estou esperando uma oportunidade de poder adiquirir o jogo e poder continuar minha jornada, o pouco q joguei eu curti bastante.

    34 – Injustice: Gods Among Us (2013) (Playstation 3)

    Status: Em Andamento

    Ele não entrou na lista por muito pouco, pois nos primeiros minutos de 2017 ele foi terminado, ainda o estou jogando por pretendo conseguir a platina, de toda forma, ainda tenho muuuuuuuito q futricar nesse jogo, mas ultimamente, depois de ter terminado o modo história, estou jogando meio casual.

    35 – Metal Gear Rising: Revengeance (2013) (Playstation 3)

    Status: Aguardando

    Outro q eu comecei pra testar o jogo e deixei no backlog, pelo menos esse eu tenho o jogo, peguei muuuuito baratinho nas americanas e, apesar do estilo diferentão de Metal Gear, prevejo q vou gostar bastante desse jogo, a ação dele é bem frenética.

    36 – Badland: Game of The Year Edition (2015) (Playstation 3)

    Status: Bem longe de mim

    Esse aqui veio no pacote do mês q peguei Plus na PSN e quero ele bem longe de mim, jogo do capeta, só de pensar nele me deu dor de cabeça.

    37 – Demon’s Souls (2009) (Playstation 3)

    Status: Aguardando

    Mais um q testei e ficou na backlog, tbm estou com o jogo aqui guardado, mas como ainda tenho muitos outros jogos na frente, prevejo jogá-lo apenas lá pro meio do ano talvez, mas estou muito curioso pelo seu gameplay, muito curioso pelo q todo mundo fala.

    38 – Fat Princess (2009) (Playstation 3)

    Status: Desconhecido

    Esse aqui é um jogo bacana, mas quem gostou de vdd mesmo foi o namorado, inclusive ele está louco pra conseguir a versão full, pq o q jogamos até agora foi a Demo com apenas um estágio, jogamos na marra até aprender alguns esquemas e saber do q se tratava o jogo rs

    39 – Unfinished Swan (2012) (Playstation 3)

    Status: Desconhecido

    Um dos primeiros jogos q joguei quando adquirimos o PS3, mas ainda tem futuro incerto, tbm foi a versão demo q jogamos e eu gostei bastante do estilo e pretendo em um futuro breve conseguir a versão full e jogar p valer.

    40 – Flower (2009) (Playstation 3)

    Status: Desconhecido

    Mesmo caso dos dois acima, eu curti a vibe do jogo, mas joguei apenas a Demo com o primeiro cenário, quero muito ver até onde esse jogo vai.

    41 – Evoland (2015) (Android)

    Status: Em Andamento

    Um joguinho muito divertido, sua evolução faz com q o jogo se torne sempre diferenciado e não caia na mesmice de sempre, isso é ótimo, pois no mesmo jogo vc parece estar jogando vários, ainda estou no caminho para por final no jogo, pretendo fazer em breve.

    42 – Pokemon Mystery Dungeon: Red Rescue Team (2006) (Gameboy Advance emulado no celular Android)

    Status: Pausado

    Esse eu estou começando pela 3ª vez e não sei explicar o q exatamente tem nesse jogo q me faz nunca seguir muito adiante... Pensei q dessa vez eu iria de vez, mas eu sempre paro, sempre aparece outra coisa e o jogo não é ruim... Veremos até onde eu irei, vou deixar o save guardado por precaução rs

    43 – Mother 1+2 (1989/ 1994 - 2003) (Gameboy Advance emulado no celular Android)

    Status: Pausado

    Sempre tive curiosidade em conhecer a franquia Mother q todo mundo idolatra e como eu não sei começar por uma numeração alta, fui atrás das origens q pudessem estar a meu alcance, joguei então primeiro q originalmente é do NES e como de praxe achei super esquisito e logo me perco no jogo feito barata tonta, pretendo votar a ele em breve pois não quero desistir, mas tenho q acumular paciência pra isso.

    44 – Lego Star Wars: The Complete Saga (2007) (Nintendo DS)

    Status: Pausado

    Outro q comecei pra testar e ficou no limbo, mas q pretendo voltar em breve, eu joguei até bastante pra quem apenas testou, apesar da jogabilidade um tanto dura é um joguinho divertido.

    45 – Star Wars: Episode III - Revenge of the Sith (2005) (Nintendo DS)

    Status: Pausado

    Esse é um jogo de Beat em Up muito bonito e q eu estava jogando casualmente mesmo, tipo quando tenho um pequenino tempo livre com o DS, ai eu ia lá e jogava rs mas com o passar do tempo eu acabei me distraindo com outros jogos e meio q o abandonei, mas quero termina-lo, ele é bem divertido

    46 – Pokemon Go (2016) (Android)

    Status: no aguardo de um milagre

    Eu não poderia ter ficado de fora da maior febre de 2016, ainda mais sendo Pokémon ne? Eu tava té curtindo o jogo, o q me irritou nem não foi nem o jogo e sim minha peradora de celular (maldita Oi) e sua distribuição porca de internet móvel, me fez parar de jogar pq... bem, pq eu não conseguia jogar de toda forma fora de casa... o q não faz sentido jogar dentro de casa... Então esse é um caso q eu creio nem tão cedo irei poder apreciar o jogo.

    47 – Gyakuten Kenji 2 / Ace Attorney: Investigations Miles Edgeworth 2 – Prosecutors Path (2011) (Nintendo DS)

    Status: Em Andamento

    Mais um jogo q posso jogar graças aos anjos tradutores da internet, comecei no último dia de 2016 e está sendo encaminhado, estou gostando dele, mantem o mesmo gameplay do primeiro, como se fosse mesmo um disco 2. Simbora q depois desse ainda tenho mais vários Ace Attorneys pra jogar

    48 – Megaman Battle Network 3: White (2003) (Gameboy Advance emulado no celular Android)

    Status: Em Andamento

    Comecei o terceiro jogo assim q terminei o Summon Night mas ainda não tive tempo para poder termina-lo, está no caminho e está tão bom quanto os anteriores, inclusive a trilha sonora q foi um pouco modificada.

    49 – Angry Video Game Nerd Adventures (2015) (Nintendo 3DS)

    Status: Pausado

    Mais um caso de jogo q eu comecei pra testar e está pausado, mas pretendo jogar assim q tiver mais tempo com 3DS, ele me aprece um jogo plataforma old school bem hardcore então é bom q eu esteja bem preparado pro q possa vir.

    50 – Bravely Second Demo (2016) (Nintendo 3DS)

    Status: Pausado

    A minha empolgação com esse jogo é enorme, estou louco p poder jogá-lo desde q terminei o Default, mas mesmo quando a demo saiu eu não consegui jogar, apenas desfrutei alguns poucos minutos e só, pretendo voltar ainda esse ano, antes de jogar a versão full.

    E por esse ano foi isso, ano bem mais movimentado q ano passado embora esse ano eu tenha tido vários fatores q me impediram de aumentar mais a lista, como o fato da tv ter pifado e eu ter passado 2 longos meses sem poder jogar no console de mesa, mas em compensação o fator do celular novo me ajudou muito com vários títulos.

    Foi o ano de conhecer novas franquias e só me lascar em 2017 com as inúmeras sequencias q tenho q seguir XD e achando pouco estou me adentrando de cabeça em outras como Demon/ Dark Souls e Batman Arkhan, sem contar q 2017 tbm será o ano do 3DS, muita coisa tenho pra jogar nele, podem esperar.

    PLATINAS DE 2016:

    1 – Saints Row IV

    2 – Game of Thrones: A Telltale Game Series

    3 – Prince of Persia: The Forgotten Sands

    4 – Strider

    5 – Remember Me

    6 –South Park: The Stick of Truth

    7 – God of War

    8 – God of War II

    9 – God of War III

    10 – Uncharted: Drake’s Fortune

    11 – Batman: The Telltale Series

    12 – Saw


    100% PSN

    1 - Journey

    2 – Datura 


    TOP 10 JOGOS TERMINADOS EM 2016:

    É chegada a hora em q escolho os melhores q joguei esse ano, independente de plataforma, gênero ou ano de lançamento, a lista é toda baseada no fator diversão/ empolgação/ arrepios q eu estava durante a jogatina, o q deixa mais claro q ele é beeeeeem pessoal.

    Estes foram os meus destaques das jogatinas:


    10 – Megaman Battle Network 2 (GBA)

    9 – Monument Valley (Android)

    8 – Ni No Kuni (PS3)

    7 – South Park: The Stick of Truth (PS3)

    6 – Shantae and the PIrate’s Curse (3DS)

    5 –Game of Thrones: A Telltale Game Series (PS3)

    4 – Severed (3DS)

    3 – Chrono Trigger (DS)

    2 – The Last of Us (PS3)

    1 - Red Dead Redemption: Undead Nightmare (PS3)

    E isso é tudo de 2016, até o próximo 2018 com a lista de 2017!

    Red Dead Redemption: Undead Nightmare Pack

    Platform: Playstation 3
    777 Players
    38 Check-ins

    6
    • Micro picture
      santz · over 2 years ago · 1 ponto

      O foda de você montar um texto tão gigante é que leio muita coisa e acabo sem ter o que comentar.
      A trilogia That Level Again é realmente impressionante e o terceiro jogo eu também fiquei em loop para enfim entender o que fazer, tive que fazer a volta umas 3 vezes.
      O Wario Ware Touched é muito bacana, aconselho você a jogar também o Wario Ware Twisted, que utiliza o giroscópio do celular para jogar, é muito engraçado também.

  • scarthnite Roberto Paggi
    2017-01-03 18:21:26 -0200 Thumb picture

    Jogos zerados em 2016 - Parte 1

    Provavelmente ninguém lerá minha lista mas ainda assim farei ela pra deixar registrado tudo o que zerei esse ano :v

    Ia postar minhas Screenshots mas perdi todas elas :(

    1-The Elder Scrolls V: Skyrim

    Nunca tive tanto interesse por Skyrim, mas como estava barato na Sale, decidi comprar e jogar. Apesar de eu ter tecido críticas pra dar e vender, o jogo consegue divertir, tanto que fiz todas as questlines principais mais uma penca de opcionais, mas parei em 150h de jogo.7/10

    2-Final Fantasy I

    Em tempos de Final Fantasy XV, decidi jogar a trilogia original do NES, que por sinal é um jogo incrível, pois na memória nossa sempre deixamos aquela imagem de jogo de NES, um jogo incrivelmente curto mas difícil, em que as horas de jogatina se passassem principalmente na tentativa e erro, e não em avanço real do jogo. O que não acontece em FFI. Além de sim ser desafiante, o jogo é muito extenso, com um enredo muito mais criativo e de quebrar a cabeça(Demorei pra entender o Time Loop), muito além do padrão da época.Realmente memorável, 9/10

    3-Bastion

    Este eu zerei várias vezes, jogabilidade ótima, variedade de armas perfeita, cenários lindos, enredo muito legal, mas nada excepcional, e a trilha sonora de ficar ouvindo por horas. 9/10

    4-Odallus: The Dark Call

    Um belo indie(e brasileiro) que eu notei por aí ano passado, e decidi jogar junto com seu "irmão" Oniken(Não me agradou tanto porém). Já Odallus é ótimo, mistura classicvania com muita exploração, habilidade e nostalgia, lembra muito os próprios Castlevanias e até Demon's Crest. Recomendo, 8/10

    5-Bioshock

    Simplesmente uma obra-prima, Bioshock é incrível em tudo que faz, a ambientação é perfeita, a mistura de FPS com alguns elementos de RPG ou mesmo de horror é formidável, e o enredo é incrível, na minha opinião o melhor jogo da 2K. 9/10

    6-Borderlands

    Borderlands foi muito mais do que eu esperava, achei estar somente jogando um FPS genérico mas ele me provou ir bem além disso. Muito bom, passei a madrugar várias vezes só fazendo as quests opcionais dele, que também eram divertidas por si só. Ainda não joguei o 2 pois pretendo terminar todas as DLCs do 1, só fiz a dos zumbis ainda. 8,5/10

    7-Chrono Trigger

    Apesar de já tê-lo zerado outras vezes, esse ano decidi não só zerar como pegar todos os finais e grindar os levels até o máximo. Já fiz os finais, e só faltam cerca de 5 levels pra eu chegar ao máximo da party, mas a preguiça não deixa eu terminar. Esse é um dos poucos(Há mais 2) jogos que eu considero melhores de todos os tempos e dou nota máxima. 10/10

    8-IMSCARED

    Fugindo um pouco do padrão dos famosinhos, este é um baita jogo de meta horror que tá na Steam, recomendadíssimo(Jogue a noite e sozinho, não estrague a experiência)e apesar dos gráficos datados que dão a impressão que o jogo não vá cumprir sua missão de dar medo, ele consegue. A jogabilidade misteriosa e os puzzles também contribuem pra caramba no desenrolar do jogo, e o jogo insere coisas(dentro e fora do jogo) que tu só para e pensa o quão bem-bolado foi a cena.8,5/10

    9-Franquia Metroid

    Uma das minhas franquias favoritas, Metroid é simplesmente foda. Todo mundo aqui já deve saber de cor e salteado quais as características que o consagraram então me limitarei a citar quais Metroids zerei este ano:
    -Metroid(Novamente)
    -Metroid 2
    -Super Metroid
    -Metroid Zero Mission
    -AM2R(Fangame incrível, escrevi um review sobre ele, cheque no meu perfil)
    Não zerei o Metroid Fusion por pura preguiça mas admito que foi o que mais me deixou "CARAMBA ISSO NÃO TÁ ACONTECENDO" por conseguir misturar vários elementos dos jogos passados nesse e deixar o roteiro de dar água na boca.Franquia: 9,5/10

    10-Franquia Castlevania

    Definitivamente, A minha franquia favorita, que vai sempre estar no meu coração. Eu já me apaixonei pelo jogo já no primeiro, de NES(Ou Phantom System e PolyStation, que era como jogávamos por aqui) onde todo mundo não conseguia passar da "Fase da Medusa" foi mesmo sem eu perceber, um dos jogos q mais me marcou, com lendas sobre as últimas fases permeando a vizinhança, muita intriga e nervosismo quando toda a turma se juntava pra tentar mais uma vez matar as múmias. No entanto essa paixão adormeceu e só acordou novamente quando joguei o belo Symphony Of The Night no PS1, que meus irmãos reprovaram pois ele era um "Joguinho de lado, isso é porcaria do PolyStation, queremos jogos em 3D". Já eu me apaixonei pelo jogo assim que vi, pois ao invés de usarem a tecnologia nova pra criarem aqueles "belos" polígonos do console, exploraram ao máximo o gênero antigo com uma arte estonteante e sem dúvidas a melhor trilha sonora do videogame(tanto em composição quanto em qualidade) Desde então já joguei praticamente tudo que existe na franquia(Alguns jogos mais de 5 ou 7 vezes, enquanto o SoTn eu já zerei mais de 30), e esse ano listei mais alguns jogos da franquia que rejoguei(Já havia zerado todos em anos anteriores)
    Castlevania 2
    Castlevania 3
    Aria Of Sorrow
    Harmony Of Dissonance
    The Adventure
    Castlevania Bloodlines
    Fangame Lecarde Chronicles
    Franquia 10/10

    The Elder Scrolls V: Skyrim

    Platform: PC
    16820 Players
    901 Check-ins

    15
    • Micro picture
      santz · over 2 years ago · 2 pontos

      Só jogão hein, parabéns. Chrono Trigger é muito foda mesmo, entra fácil no meu top 3. Metroid e Castlevania são uma das séries que mais gosto também, são jogos extremamente lindo e bem feitos, principalmente os Metroidvanias, que já suguei tudo.

      5 replies
    • Micro picture
      spacecat · over 2 years ago · 1 ponto

      Com Chrono Trigger na lista meu coração fica feliz.

  • aryel Aryel Meireles
    2017-01-03 16:13:05 -0200 Thumb picture

    Eaí pessoal, o que vocês fizeram de bom em 2016?

    Esse ano eu me desliguei totalmente da rede e tô voltando aos poucos, isso não é uma corrente, só tô pedindo pra você escrever aí nos comentários o que tu fez de bom dentro e fora do mundo dos games.

    É que eu não papeio muito com a galera daqui, mas queria saber das alegrias de cada um ;)

    2016 foi um ano bem punk, mas é bom a gente lembrar dos pontos positivos, certeza que cês jogaram jogos bem maneiros esse ano.

    Em Março ganhei de presente de aniversário meu Nintendo 3DS onde pude finalmente jogar a sexta geração de Pokémon, e Zelda A Link Between Worlds.

    Em Julho fiz uma viagem espetacular pra Fortaleza e perdi a oportunidade de conhecer o @rodrigomesquita.

    Em Setembro comprei meu PS3 e até hoje não abri diversos jogos que vieram com ele (Metal Gear V por exemplo, acreditem).

    Joguei Undertale e me apaixonei pelo jogo, ele é tão simples e tão complexo ao mesmo tempo(igual mas diferente).

    Joguei Journey! Eu ainda não sei reagir com esse jogo, ele é lindo e ao mesmo tempo falta coisa.

    Na ultima semana do ano comprei um pacote com 3 jogos de Sanique: Sonic Generations, Sonic Unleashed e Sonic Genesis Collection.

    Assisti Hunter x Hunter que se tornou meu anime favorito rapidamente.

    Tiveram diversos outros momentos legais, mas esses foram os que primeiro vieram a mente e gostaria de compartilhar. 

    É ISSO! CONTO COM VOCÊS! Se flopar finjam que esse post não existiu

    9
    • Micro picture
      sulivan · over 2 years ago · 2 pontos

      Eu finalmente terminei de montar meu PC!!!!

      1 reply
    • Micro picture
      rodrigomesquita · over 2 years ago · 2 pontos

      Poxa, a gente podia ter se metido em altas aventuras quando tu veio pra cá mas não deu certo ahusuhashusauhsa.

  • usoppbr João Carlos
    2017-01-02 19:55:46 -0200 Thumb picture

    MeMe Gamer: O Que Você Jogou em 2016?

    2016 passou e vamos seguindo para a 6ª Edição do MeMe Gamer! Esse é o momento que eu aproveito e falo sobre os principais jogos que eu terminei no ano que passou e o que eu espero continuar jogando em 2017. Quem quiser participar, as inscrições e publicações vão até 09/01 no seguinte link. Agora sem enrolar mais, vamos aos jogos!

    -

    The Walking Dead: Michonne (PC, 2016)

    Presente de aniversário que recebi da minha esposa, eu já havia jogado as 2 temporadas anteriores e fiquei cético pra jogar essa mini-série de 3 capítulos porque as coisas já não andam muito boas na série principal, porém eles conseguiram tomar certas liberdades interessantes já que nenhum personagem conhecido aparece aqui. A liberdade de escolha aqui é igual à Primeira Temporada, que muda o curso do jogo de uma maneira drástica dependendo da cena, porém eu ainda acho que as histórias estão ficando sem graça porque eles focam demais nos humanos como o problema e não os monstros. Vou aguardar mais um pouco pra jogar o The New Frontier.

    -

    Technobabylon (PC, 2015)

    Jogo que me fez conhecer a engine produtora de adventures da Wadjet Eye games, a história do jogo é realmente o ponto alto aqui. A dublagem é bem convincente e todos os diálogos são dublados, não há uma única fala que não esteja de fora e isso é impressionante para um título independente. História excelente, dublagem ótima e só peca mesmo pela engine rodar em uma resolução de 640x480 que estoura os pixels até mesmo em uma tela de 14 polegadas de Notebook. Nem queria fazer propaganda, mas fiz uma gameplay completa do jogo para o meu canal. 

    -

    Hexen II + Mission Pack: Portal to Praevus (PC, 1997-1998)

    Tentei terminar esse jogo no passado, mas ele não me agradou muito de primeira. Quando finalmente decidir jogar até o fim independente da minha opinião, o jogo me surpreendeu de uma maneira muito positiva. Os cenários são bem variados, os personagens são bem diferentes e mudam completamente o método de jogar como no primeiro jogo e a trilha sonora também é muito boa. O Mission Pack fecha a série de uma maneira convincente, porém é bem curto e não pode ser encontrado à venda na internet - o que é uma pena porque ele é quase tão bom quanto o jogo original. Foram as 16 horas mais recompensadoras que tive em 2016.

    -

    Descent I + Descent II (PC, 1995-1996)

    Era pra eu estar falando da trilogia, porém tive vários contratempos pra conseguir rodar Descent 3 aqui e ele vai ficar pro ano que vem. O primeiro Descent foi um jogo lançado em 1994 que trouxe como novidade a movimentação em "Six Degrees of Freedom", ou seja se movimentar livremente em 360 graus em um ambiente com gravidade zero. O primeiro jogo tem músicas muito bem feitas e um ritmo um pouco mais lento de exploração, porém em Descent II eles trocaram isso em favor de um jogo de ação ao invés de exploração propriamente dita. Eu curti mais o primeiro, mas o segundo é muito bom também. E em 2017 virão Overload (dos criadores de Descent I e II) e Descent Underground (dos criadores de Descent 3) para nossa alegria.

    -

    Chromagun (PC, 2016)

    Esse foi um jogo que chegou ao meu conhecimento "do nada" através de um e-mail enviado para o canal de YouTube que participo e me surpreendi bastante por descobrir que um jogo independente consegue se basear em outro famoso mas mostrar como não é preciso de muito para diferenciar dos outros. Em Portal, tinha a arma de teletransporte, aqui temos a Chromagun que atira balas de 3 cores diferentes e ajudam na superação dos desafios. Só achei que a física do jogo não é muito boa, mas também seria pedir muito de uma empresa tão pequena que fez o jogo em um motor gráfico tão bom. Foram 5 horas e 20 minutos muito bem divertidos, na minha opinião.

    -

    The Wolf Among Us (Xbox One, 2014)

    Adição de última hora na minha lista, porque quando terminei de escrever e estava pensando em postar eu ainda não tinha noção de que iria ganhar um Xbox One na minha lista de casamento. Era um dos jogos que minha esposa adquiriu ao longo dos anos por mantermos uma assinatura da Xbox Live Gold mesmo sem ter o console só pra termos uma boa quantidade de jogos quando finalmente comprássemos um. O jogo em si me surpreendeu bastante, porque diferente dos The Walking Dead mais atuais ele ainda passa aquela sensação real de escolha quando se está jogando. A história muda de uma maneira bem convincente dependendo das suas escolhas e você vira escravo delas até o final do jogo se fizer algo que não queria. O melhor da Telltale que eu joguei até hoje.

    -

    Jogos no Windows 10 Mobile.

    Com a perda do meu PSP ainda no início do ano, eu decidi dar uma chance ao cursor virtual e me aventurei por alguns jogos. Nem todos me satisfizeram tanto, então não vou perder tempo reclamando e vou direto aos que mais gostei. No caso do Final Fantasy, é uma adaptação que infelizmente está muito datada no sistema e não contém bestiário, mas consegui aproveitar a experiência mesmo assim. Gostei bastante e infelizmente no sistema não tem o II e o III eu achei ruim de jogar na tela Touch. Já os outros 3 jogos, funcionaram muito bem no Touch: Mirror's Edge, uma bela adaptação da versão PC de uma maneira mais simples e direta que a original; Monument Valley, um dos jogos mobile mais originais, bonitos e desafiadores que eu já vi; Lost Echo, um adventure 3D com clima de jogo antigo mas com elementos mais atuais. Infelizmente, foram poucos jogos que valem a pena ser mencionados porque alguns não consigo jogar bem tocando na tela.

    Outros jogos que terminei e valem a pena ser mencionados: 8-Bit Commando, bOllO, Garou: Mark of the Wolves, Lyne, Monkey Island 2: Special Edition, Pro evolution Soccer 2017, Tcheco in the Castle of Sarney, todos para PC.

    Super Mario World

    Platform: SNES
    26269 Players
    356 Check-ins

    7
    • Micro picture
      santz · over 2 years ago · 1 ponto

      Do nada o cara marca Super Mario World, não entendi.
      Monument Valley é muito foda mesmo, eu gosto de dizer que é uma poesia em forma de jogo.

  • vaojogar Vão Jogar!
    2017-01-02 14:41:17 -0200 Thumb picture
  • laumiramos Laumir Ramos
    2017-01-02 14:08:03 -0200 Thumb picture

    [OFF] RETROSPECTIVA O QUE EU ASSISTI EM 2016

    Então, como não pude jogar o quanto queria, eu pude assistir mais coisas também o que é ótimo por que amo assistir filmes, séries, animes, documentários . . . enfim, vamos lá que a lista é grande ^^

    ---~~~FILMES & DOCUMENTÁRIOS~~~---

    1 - American Ultra, ação/comédia

    2 - Always Watching, terror

    3 - Howl, comédia/terror/fantasia

    4 - Battle of Haditha, guerra/história/drama

    5 - The Ridiculous 6, comédia/faroeste

    6 - Selfless, ação/mistério 

    7 - En el último trago, comédia/drama

    8 -  Star Wars VII: O Despertar da Força, ação/aventura/ficção   

    9 - The Cobbler, comédia/drama/fantasia 

    10 - Four Christmases, comédia romântica/drama

    11 - Field of Amapolas, drama/guerra

    12 - What We Did On Our Holiday, comédia/drama

    13 - Sin Nombre, aventura/crime/drama

    14 - John Doe: Vigilante, crime/suspense

    15 - Southpaw, boxe/drama

    16 - St. Vincent, comédia/drama

    17 -  O Mordomo da Casa Branca, drama/biografia 

    18 -  No Escape, ação/drama 

    19 - Álbum em Família, drama

    20 - A Vingança dos Dragões Verdes, ação/crime/drama 

    21 - Jiro Dreams of Sushi, documentário 

    22 - Goosebumps, aventura/comédia/fantasia 

    23 - The Deep, ação/drama/biografia 

    24 - Virunga, documentário/guerra

    25 - Voces Inocentes, drama/guerra

    26 - Headhunters, crime/drama/suspense

    27 - The Vatican Tapes, terror/suspense

    28 - Aloha, comédia romântica/drama 

    29 - Betrayed, crime/drama/mistério

    30 - Our Brand is Crisis, comédia/drama

    31 -  Black Mass,  biografia/crime/drama

    32 - 007 Spectre, ação/aventura/suspense

    33 - The Last Witch Hunter, ação/aventura/fantasia 

    34 -  The Visit, terror/suspense

    35 - Como Sobreviver a Um Ataque Zumbi, ação/comédia 

    36 - Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma, terror

    37 A Travessia, biografia/drama/aventura

    38 - As Sufragistas, biografia/drama/história

    39 - Um Senhor Estagiário, comédia/drama

    40 - Sem Perdão, crime/drama/ação 

    41 - Force Majeure, drama

    42 -  Regression, drama/suspense/crime

    43 -  90 Minutos no Paraíso, drama

    44 - Max, aventura/drama

    45 - Goodbye World, drama

    46 - Sicario, acão/crime/drama

    47 - StarLeaf, drogas/drugs/uhull

    48 - Skammerens datter, aventura/fantasia

    49 - Macbeth, drama/guerra

    50 - The 33, biografia/drama/história

    51 - Jessabelle, terror/suspense

    52 -  Spotlight, biografia/crime/drama

    53- Krigen, crime/drama/guerra

    54 - O Melhor de Mim, drama/romance 

    55 -  Histórias Cruzadas, drama

    56 - Extraction, ação/suspense

    57 - A Colina Escarlate, drama/fantasia/suspense

    58 - The Lobster, comédia/drama/romance

    59 -  Olhos da Justiça, crime/drama/suspense  

    60 - A Série Divergente: Insurgente, aventura/ficção 

    61 - O Sequestro do Ônibus 657

    62 - The Midnight After

    63 - American Hero

    64 - The Revenant, ficção/comédia 

    65 - The Gift

    66 - LILA & EVE

    67 - Interestelar

    68 - Creed

    69 - Transcendence 

    70 - Freaks of Nature

    71 - The Martian

    72 - A Marcado Medo

    73 - In The Heart of The Sea

    74 - Crouching Tiger, Hidden Dragon: Sword of Destiny

    75 - The Boy, drama/suspense

    76 - Southbound

    77 - Straight Outta Compton

    78 - AMY

    79 - Over Your Dead Body

    80 - Absolutely Anything

    81 - What Happened, Miss Simone?

    82 - Vitor Franskenstain

    83 - The Fist Grader

    84 - Deep Web

    85 - Beltracchi - Die Kunst der Fälschung, documentário/biografia/crime

    86 - Los Jefes

    87 - ALL WORK ALL PLAY

    88 - Notorious

    89 - Tricked: The Documentary

    90 -  Gored

    100 - The Spectacular Now

    101 - Super

    102 - Tyke Elephant Outlaw, documentário

    103 - Return to Sender

    104  -  Kung Fury

    105 - Advantageous

    106 - Se Eu Ficar

    107 - The Babadook

    108 - My Beautiful Broken Brain, documentário/biografia 

    109 - Girl Rising

    110 - Scarface

    111 - Jobs - Get Inspired

    112 - Let Them Talk - Hugh Laurie

    113 -  O Regresso

    114 - The Witch

    115 - Deadpool

    116 - Hyena Road

    117 -  Deuses do Egito

    118 -  A Quinta Onda

    119 - Jogos Vorazes: A Esperança 

    120 - The Boy, terror

    121 - Jane Got A Gun

    122 - Rua Cloverfield, 10

    123 - Birdman

    124 - Sacrifice

    125 - The Finest Hours

    126 - High-Rise

    127 - Man Up

    128 - Os Oito Odiados

    129 - 13 Hours: The Secets Soldiers of Benghazi

    130 - 50 tons de cinza

    131 - Exposed

    132 - Orgulho e Preconceito e Zumbis

    133 - Battle for Sevastopol

    134 - London Has Fallen

    135 - Missão Impossível - Nação Secreta 

    136 - Get A Job

    137 - The Survivalist

    138 - Concussion

    139 - A Walk In The Woods

    140 - EL CLUB

    141 - Ip Man 3

    142 - Kill Command

    143 - Harcore Henry

    144 - Fields of The Dead

    145 - Baahubali

    146 - Batman V Superman Dawn of Justice 2016 Extended Cut Ultimate Edition

    147 - The Fundamentals of Caring

    148 - Convergente - Parte 1

    149 - Fittest of Earth

    150 - Ghesse-ha

    151 - Brahman Naman

    152 - Um Estranho no Ninho

    153 - Holidays

    154 - Approaching The Unknown

    155 - Burnt

    156 - A Convocação

    157 - 13 Assassinos, ação 

    158 - Admiral Yamamoto - The Untold Story of the Pacific War

    159 - O Guerreiro Genghis Kan

    160 - O Fabuloso Destino de Amèlie Poulain

    161 - As Crianças de Huang Chi

    162 - Makkhi

    163 - INTO THE WILD

    164 - Hotel Ruanda

    165 - Carta de Iwo Jima

    166 - Operação Sombra: Jack Ryan

    167 - Winter in Wartime

    168 - Top Spin

    169 - Champs

    170 - I Am Ali

    171 - Facing Ali

    172 - Maravilla, la película

    173 - All Apologies of Kurt Cobain

    174 - Maradona by Kusturica

    175 - The Birth of Sake

    176 - Tomorrowland

    177 - Steve Aoki, i’ll sleep when i’m dead”

    178 - She's Beautiful When She's Angry

    179 - Nascido para Matar

    180 - Paratodos

    181 - Captain America: Civil ͏War

    182 - Elvis & Nixon

    183 - Antibirth

    184 - War Craft

    185 - The Shallows

    186 - Quarteto Fantasístico

    187 - Starred Up

    188 - 31

    189 - Froning: The Fittest Man n History

    190 -  MAN VS SNAKE - The Long and Twisted Tale of Nibbler

    191 - The Siege of Jadotville 

    192 - Sky Ladder: The Art of Cai Guo-Qiang

    193 - The 100 Years Show

    194 - Korengal

    195 - Lights Out

    196 - Independence Day: Resurgence

    197 - Into The Forest

    198 - Star Trek Beyond

    199 - The Liability

    200 -  The Place Beyond the Pines

    201 - Now You See Me 2

    202 - The Purge: Election Year

    203 - Race

    204 - The Evil Dead

    205 - Criminal

    206 - The BFG

    207 - Alice Através do Espelho

    208 - Evil Dead 2

    209 - Jason Bourne

    210 - O Leitor

    211 - Hope

    212 - Um Álibi Perfeito

    213 - Grandes Olhos

    214 - The Stanford Prison Experiment

    215 - The African Doctor

    216 - Suicide Squad

    217 - Anthropoid

    218 - Don't Breathe

    219 - War Dogs (2016)

    220 - The Wailing

    221 - East Side Sushi

    222 - Rebelião 

    223 - The Ivory Game, documentário

    224 - Skiptrace

    225 - Ludo

    226 - Hands of Stone

    227 - Meu nome é Jeeg Robot

    228 - Teo-neol

    229 - Snowden

    230 - Morgan

    231 - Janis: Little Girl Blue

    232 - Under the Sun (V paprscích slunce)

    233 - The Propaganda Game

    234 - O Lar das Crianças Peculiares 

    235 - The Magnificent Seven

    236 - Nerve

    237 - I Am Not A Serial Killer

    238 - Spectral

    239 - THX 1138

    240 - Wildflower

    241 - Mais Forte Que O Mundo - A História de José Aldo

    242 - Cidade de Deus - 10 anos Depois

    243 - O Contador

    244 - Train To Busan

    245 - Deepwater Horizon

    246 - Barry

    ---~~~ANIMAÇÕES, ANIMES & MOVIES~~~---  

    247 - Batman vs. Robin, animação/ação/aventura

    248 - Batman:Bad Blood , animação/ação/aventura

    249 - Hotel Transilvânia, animação/ ação/comédia

    250 -O Reino dos Gatos,  animação/ação/aventura

    251 - A Origem dos Guardiões, animação/ação/aventura

    252 - Appleeseed Alpha, animação /ação /ficção 

    253 - Space Pirate Captain Harlock,  animação/ficção 

    254 - Hotel Transilvânia 2, animação/ ação/comédia

    255 - Meu Amigo Totoro,  animação/fantasia /ghibli

    256 - Grave of The Fireflies,  animação/drama/guerra

    257 - Perfect Blue, animação/terro psicológico/musica 

    258 - Ghost in The Shell Arise: Aternative Architecture, animação/drama/série

    259 - The Garden of Worlds, animação/drama/romance

    260 - O Bom Dinossauro, animação/aventura/comédia

    261 - Harvie Krumpet, animação/curta-metragem

    262 - Caroline, animação/fantasia 

    263 - A Turtle's Tale: Sammy's Adventures, animação/aventura

    264 - Bakemono no ko, animação/ação/aventura

    265 - Little Norse Prince,animação/ação/aventura/romance/pré-ghibli

    266 - PANDA GO! PANDA, animação/comédia/aventura/pré-ghibli

    267 - Lupin III: O Castelo de Cagliostro,animação/ação/aventura/romance/oré-ghibli

    268 - Jarinko Chie, animação/comédia/pré-ghibli

    269 - Sausage Party

    270 - Procurando Dory

    271 - Nausica of the Valley of the Wind, aventura/fantasia/animação/ghibli

    272 - Kubo and the Two Strings,  animação/drama/aventura/stop motion

    273 - Pets - A vida Secreta dos Bichos, animação/comédia/aventura

    274 - Laputa: O Castelo no Céu, animação/drama/aventura/ghibli

    275 - Tsumiki no ie, animação/drama/curta-metragem

    276 - Como treinar o seu dragão 2, aventura/fantasia/animação/comédia

    277 - La tortue rouge/The Red Turtle, aventura/fantasia/animação/drama/sem diálogos/co-produção ghibli 

    278 -  Cegonhas, aventura/animação/comédia

    279 - O Serviço de Entregas da Kiki, aventura/fantasia/animação/comédia/ghibli

    280 - Only Yesterday/Omohide Poro Poro,  animação/drama/romance/ghili

    281 -Angry Birds

    282 - Trolls

    283 - Ocean Waves, animação/drama/romance/ghibli

    284 - 5 Centimeters Per Seconds

    285 - Terror in Resonance

    286 - Knights of Sidonia

    287 - Ajin- Demon Human

    ---~~~SÉRIES~~~---

    288 - Demolidor, duas temporadas.

    289 - Jessica Jones, primeira temporada.

    290 - Vikings, três temporadas.

    291 - Darknet, primeira temporada.

    292 - Chosen, primeira temporada.

    293 - House, a oitava temporada.

    294 - The Following, três temporadas.

    295 - Outcast, primeira temporada.

    296 - Marco Polo, duas temporadas.

    297 - Stranger Things, primeira temporada.

    298 - Grey's Anatomy, doze temporadas.

    299 - Narcos, duas temporadas.

    300 - Luke Cage, primeira temporada.

    301 - Black Mirror, três temporadas.

    302 - Criminal Minds, decima temporada.

    303 - The Exorcist, em andamento.

    304 - WestWorld, em andamento

    305 - Pode me chamar de Francisco , primeira temporada.

    Acho que foi mais ou menos isso, por que tenho quase certeza que faltou mais alguns, mas, como esqueci de anotar (\(--__--)/)

    Usufrui legal da netflix e dos torrents (claro sempre semeando, não seja um sanguessuga)

    Já assisti alguns filmes esse ano e já estou baixando alguns também :D

    Bons filmes, séries, animes e tudo nesse ano que se inciou para todos ^^

    @offilmes

    The Sims 4: Noite de Cinema

    Platform: PC
    16 Players

    16
    • Micro picture
      rafaschiabel · over 2 years ago · 2 pontos

      Caramba! Quase 1 filme por dia + séries :O

      1 reply
    • Micro picture
      jorgegt · over 2 years ago · 2 pontos

      Eita! Muita coisa... Nem na minha melhor época eu consegui fazer algo assim.

      1 reply
    • Micro picture
      felipezu · over 2 years ago · 1 ponto

      carai lau aloprou! huaehuaheuea

      1 reply
  • 2017-01-01 12:31:21 -0200 Thumb picture
  • volstag Guilherme De Assis Pinto
    2017-01-01 00:16:10 -0200 Thumb picture

    2016 passou e eu não morri!!

    Então sai ganhando em alguma coisa hahahaha
    Porque... né? puta ano filho de uma puta!

    Medal of Honor

    Platform: PC
    1626 Players
    23 Check-ins

    20
  • fredson Fredson Ricelli
    2016-12-31 21:27:13 -0200 Thumb picture

    Fredson's Gaming Retrospective 2016

    ► 2015

    ► 2014

    --

    Estou vendo dessa vez a comunidade em massa fazendo essas retrospectivas, admito que nem deu pra ler tudo, mas gostei das que li por ae. Agora vai a minha de 2016, porém vou fazer mais simplista dessa vez, começando inspirado pelo @msvalle, com uma montagem mostrando só os jogos que eu platinei e/ou fiz 100% esse ano:

    .

    O resto dos jogos está mais pra baixo. Dá para perceber que eu não variei muito de plataforma em 2016, fiquei a maior parte do ano nos consoles Sony. Vários meses sem platinar nada por que de janeiro até setembro eu estive constantemente jogando dois jogos:

    1 - Ultimate Marvel vs Capcom 3 me consumiu muito tempo, jogando online, e fazendo todas as missions para platinar. Felizmente esse jogo me diverte muito até hoje. XD

    2 - Xenoblade Chronicles X no Wii U. O jogo é enorme, e joguei praticamente todos os meses e ainda não terminei, mas admito que não fiquei nenhum dos meses com foco total nele. Por que ao contrário do incrível Xenoblade Chronicles do Wii, este não é muito cativante, e o sitema de batalha embora seja parecido, tem coisas demaaaaaaaais pra ficar se preocupando, e as missões paralelas são praticamente infinitas. Nem os skells (robozões) estão salvando muito o jogo. Mas não é que o jogo seja ruim, só não é melhor do que muitos outros, hehehe. Espero que em 2017 eu acabe com isso.

    --

    O que mais joguei esse ano que não platinei, ou que já estava platinado:

    .

    ► Mortal Kombat XL (PS4)

    ► Mortal Kombat X (Android)

    ► The King of Fighters XIV (PS4)

    ► Tekken Tag Tournament 2 (PS3)

    ► Ultra Street Fighter IV (PS3)

    Dead or Alive 5 - Last Round (PS4)

    ► Super Smash Bross for Wii U (Wii U)

    Killer Instinct Gold (N64)

    ► Picross DS (NDS)

    ► Bit.Trip Runner (PC)

    ► Overwatch (PC)

    Paladins (PC)

    ► Legendary Wings (NES)

    Miitomo (Android)

    ► Demon's Crest (SNES)

    ► Space Channel 5 - Part 2 (PS3)

    .

    Extras :

    .

    ► Assassin's Creed Brotherhood (PS3) --- Esse foi só pra ajudar a @barbarabai nos troféus online, lol.

    ► Resident Evil 5 - Gold Edition (PS3) --- Esse foi só pra emprestar um golden egg pra @foxwire96, lol.

    .

    Agora estou ocupado preparando umas comidas e bebidas pra passar a virada com a @barbarabai então não vou citar ninguém agora, porém vou editar o post depois. Por hora...

    .

    FELIZ ANO NOVO pra todos meus amigos do Alvanista. E que em 2017 a gente continue por aqui e jogando muito.

    --

    Edit: Aqui estava reservado para marcar a galera, mas fiz uns testes aqui e marcar pessoas em edição de postagem não manda notificação. Então deixa pra lá. Todos sintam-se marcados. Desejo um ótimo 2017 a todos. XD

    --

    38
    • Micro picture
      pedrotriforce · over 2 years ago · 2 pontos

      Nem vou fazer lista, fechei 54 jogos, platinei 31 jogos, tirando os 100% como ReCode: Veronica X e Limbo hehe

    • Micro picture
      andre_andricopoulos · over 2 years ago · 1 ponto

      Kct...vcs jogam hein.
      Carai...

    • Micro picture
      foxwire96 · over 2 years ago · 1 ponto

      Golden Egg! Uhuuu! lol
      Feliz ano novo pra vcs! ^^

  • mbc07 Mateus B. Cassiano
    2016-12-31 20:56:30 -0200 Thumb picture

    Jogos Finalizados em 2016

    Vi a galera postando mas fiquei com preguiça de relacionar os jogos que eu tinha finalizado esse ano, até me dar conta de que uso o How Long to Beat e que ele também armazena a data de quando marquei os jogos como finalizados. Sendo assim, com alguns cliques, eis o resultado:

    De platina só teve o Castle of Illusion Starring Mickey Mouse, Her Story e o Type:Rider, fora esses também finalizei American McGee's Alice e Alice Madness Returns em algum momento do ano (mas não sei exatamente quando foi, esqueci de cadastrar no site esses dois).

    Inside quase entrou nessa lista, aparentemente estou bem perto do fim mas não deu tempo, esse provavelmente vai ser o primeiro que vou finalizar em 2017 xD

    4

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...