• 2017-09-13 10:02:43 -0300 Thumb picture

    Atari VCS: Trazendo a experiência dos Arcades para a sua casa

    Medium 3538454 featured image

      Os principais engenheiros da Atari começaram a trabalhar em um novo console de cartuchos visando concorrer com o novo mercado proposto pelo Channel F. O projeto era chamado de Stella, o mesmo nome das bicicletas dos engenheiros. A ideia era que o console lançasse antes que o mercado se inundasse com videogames baseado em cartuchos, como estava acontecendo com os clones do Home Pong. O projeto ficou tão caro e custoso que Nolan Bushnell vendeu a Atari para a Warner Communication por 28 milhões de dólares. Com a contratação de Jay Miner para desenvolver um chip poderoso e de baixo custo, o console finalmente é lançado, em setembro de 1977, o incrível Atari Video Computer System, ou, Atari VCS.

     Assim como o Channel F, o console era baseado em cartuchos, ou seja, o jogo ficava gravado em uma memória ROM dentro desse cartucho e o console ficaria responsável por ler e interpretar esse jogo, utilizando uma CPU. O processador de 8-bit MOS Technology 6507 era capaz de renderizar vários objetos simultâneos na tela da televisão, e o jogador teria um controle destacável para interagir com o jogo. O console era revestido em madeira e plástico, muito bonito e simples. Havia seletores no console com diferentes funções. Ligar o videogame, opção de preto e branco ou colorido, resetar o jogo e selecionar os diferentes modos que alguns jogos possuíam. O console chegou ao mercado custando US$ 200,00.

     Em seu lançamento, o console vinha com dois tipos de controles destacáveis e com fio. Um deles é um manche de borracha preso a uma caixa, com 8 eixos de rotação. Havia também um botão de ação no canto superior esquerdo do controle, que já dava uma liberdade e uma experiência de gameplay muito melhor do que oferecido no Channel F. O outro controle era o tradicional paddle já conhecido nos consoles Pong, com uma peça giratória e um botão de ação na lateral. Os cartuchos vinham em molde de plástico, com o nome estampado na frente e no rótulo, que ficava na parte superior. A frente acompanhava uma arte do jogo, sem numerais,  e na traseira, os diferentes modos que jogo permitia.

     Apesar de não vir com jogos na memória, o Atari VCS foi lançado com 9 títulos em cartucho. Dentre eles estão: Basic Math (jogo de contas simples de matemática), Blackjack (jogo de cartas, conhecido no Brasil como 21), Star Ship (versão caseira do jogo Starship 1) e outros 6 jogos, que serão mais detalhados futuramente aqui na persona. A grande maioria dos jogos eram de ação e possuíam cores vivas. Os gráficos, apesar de simples, era um dos mais avançados na época, superando muitos jogos de Arcade. Alguns cartuchos vinham com vários modos de jogo, que tornava a experiência completa. Com isso, a Atari consegue mais uma vez se destaca no universo dos games e cria o videogame mais popular e poderoso dos anos 70.

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @augusto_sander, @mardones [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    52
    • Micro picture
      artigos · about 2 years ago · 5 pontos

      Parabéns! Seu artigo virou destaque!

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · about 2 years ago · 4 pontos

      STELLA? PQP...kkkkkkkkkk
      ---
      Nunca vi na minha vida aquele "paddle".
      ---
      ATARI... o início de tudo (no sentido de popularizar...).
      ---
      Assim começou minha jornada gamer...

      1 reply
    • Micro picture
      old_gamer · about 2 years ago · 3 pontos

      Ahhh esse eu tenho!

      4 replies
  • 2017-08-30 09:10:11 -0300 Thumb picture

    Fairchild Channel F: O primeiro console com cartuchos intercambiáveis

    Medium 3533133 featured image

    A empresa Fairchild Semiconductor foi uma das pioneiras na criação de tecnologias de chips de circuitos integrado. Eram transistores muito mais eficientes do que as gigantescas válvulas presente nos primeiros mainframes. Vendo o sucesso de Pong, ela começa a desenvolver um aparelho com um conceito muito diferente dos atuais consoles existentes no mercado. Ao invés dos jogos estarem programados no próprio videogame, eles estariam em uma memória ROM dentro de um cartucho separado e o console ficaria responsável pela leitura desses cartuchos. Com esse novo conceito, em 1976, tem-se início a Segunda Geração dos Videogames com o novo console de cartuchos intercambiáveis da história, o Fairchild Channel F.

     O console era repleto de funções novas quando se comparado a seus concorrentes. Ele havia 5 botões, sendo um para ligar o videogame e os outros 4 para funções que alteram os jogos, como determinar um tempo de jogo, iniciar um novo jogo ou outras ações específicas. Era possível também escolher um dos 2 jogos que já vinha na memória do aparelho. Na parte direita do console estava o seu grande trunfo, uma entrada para cartuchos e um botão de ejetar logo abaixo dele. O cartucho entra de lado, como nos aparelhos de VHS. O console era todo preto com partes de madeira em sua lateral. Dentro dele, havia uma CPU Fairchild Semiconductor F8, que rodava a 1.79 MHz e 64 Bytes de memória RAM.

     Os controles era outro ponto que chamava bastante atenção. Eles eram destacáveis, assim como no Odyssey, e possuíam um formato lembrava um microfone. Na ponta, havia um manche que podia ser girado em 8 eixos e também ser girado como um paddle, para quem está acostumado a jogar Pong e outros jogos que eram operados dessa forma. Além disso, essa ponta podia ser pressionado ou puxado, para executar comandos de ação nos jogos. O controle foi projetado para que o jogador tenha liberdade de movimentação, sem precisar fixá-lo numa base. Os cartuchos eram cobertos com uma carcaça de plástico amarelo. Eram numeradas e haviam pequenos desenhos que dava uma noção dos jogos.

     Ele vinha com 2 jogos na memória já bem tradicionais para os jogadores, Tennis e Hockey, mas com leves diferenças na forma de jogar, onde podemos mover a palheta livremente pelo cenário e também gira-la. No final desse mesmo ano, foram lançados 3 cartuchos com jogos completamente diferentes entre si. O nº 1 foi o Tic-Tac-Toe & Shooting Gallery, o nº 2 foi o Desert Fox e o nº 3, Blackjack. Todos eles com cores bem definidas e vivas, um avanço incrível se comparado com os outros jogos já visto. A resolução dos jogos eram de 128x64 pixel com até 8 cores simultâneas. Alguns deles possuíam uma inteligência artificial para controlar o segundo player, algo inédito para consoles caseiros. Tanta inovação tinha um preço, aproximadamente US$ 170,00.

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @augusto_sander [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    56

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...