2018-10-02 15:23:18 -0300 2018-10-02 15:23:18 -0300
singleplayers Singleplayers

A história de Syphon Filter

Single 3675958 featured image

Confira mais matérias originais, vídeos e podcasts em: www.singleplayers.com.br

A trilogia principal Syphon Filter é sucesso entre um bom número de pessoas da era Playstation. O game foi desenvolvido pela Eidetic Studios, hoje renomeada para Bend Studio, desenvolvedora de jogos como Uncharted para o PS Vita. O game começou com o primeiro PlayStation e se estendeu para o Playstation 2 e PSP mas foi no PS1 que ele realmente esteve em seu melhor momento.

O diferencial do jogo era de levar uma pegada mais stealth para os consoles, em 3D, a partir de 1999, um ano depois de Metal Gear Solid. A proposta é de dar um tom de ação maior ao jogo com ambição de roteiro que pode ser comparada à obra de Hideo Kojima, pelo menos a tentativa, que pessoalmente acho extremamente frustrada. Minhas sessões com o jogo eram de inteiro interesse na gameplay e não no roteiro, totalmente o oposto exato da proposta de Metal Gear Solid. Apesar disso tudo, inicialmente o game teve forte inspiração inicial em Goldeneye do Nintendo 64, já que o foco inicial não seria no roteiro, mas em espionagem, gadgets e coisas do tipo.

Fazer jogos não é apenas algo que um grupo de pessoas com conhecimento aparecem e só realizam o projeto. De fato, o jogo foi inúmeras vezes cancelado por causa de dificuldades técnicas e inexperiência em programação do time, que cujo o primeiro e único jogo que fizeram adivinhem – foi Bubsy 3D, um jogo considerado uma abominação que serve a uma figura que ninguém credita até hoje.

O primeiro jogo trata de uma história sobre uma arma biológica chamada Syphon Filter, operada por terroristas alemães. O game se passa na pele de dois agentes secretos, Gabe e Lian e pode alternar entre fases embora a sensação é de que a predominância seja na gameplay com o Gabe.

Para mim os controles ainda eram novidade naquela época e a quantidade de botões era intimidadora, então, nesse jogo que utiliza bem absolutamente todos os botões do controle da Sony pode proporcionar alguns momentos de trapalhada, pois também não apresentava um esquema padronizado que estamos acostumados hoje em dia. É como aprender a jogar um novo game 3D de Zelda toda vez que um é lançado.

Syphon Filter 2 agora torna a ação mais prolongada…bastante. O jogo está com dois discos e ambição ainda maior no roteiro. Porém a gameplay, engine, gráficos e tudo mais são os mesmos soando plenamente como uma continuação literal do primeiro jogo, e isso se repete no terceiro jogo da série.

Syphon Filter 2 de 2000 é considerado o melhor da série, seguido do primeiro jogo no ranking. As fases possuem um teor maior de espionagem e agora é muito mais fácil de falhar as missões caso você não faça algo que seja ordenado pelo jogo de forma muito específica. Herdado do primeiro jogo continua a sensação de navegação às cegas, já que o mapa não contém no geral indicação de onde fazer o que o menu de pausa diz para fazer nas missões.

Syphon Filter 3 de 2001 fecha a era de ouro da série voltando para apenas um disco. Ele é o de menor duração e uma coisa que me chamou a atenção na época foi a arma que deixa o jogador enxergar e atirar através das paredes. Fora isso, a fórmula continua a mesmíssima. Mesmos controles, engine, gráficos e disciplina requerida por parte do sistema.

Depois, a série recebeu mais três jogos de menor destaque para plataformas da geração seguinte: Omega Strain para PS2, Logan’s Shadow e Dark Mirror para PSP e PS2.

A trilogia inicial de PSOne de Syphon Filter está disponível hoje em dia na seção PSOne Classics na PSN para PS3, Vita e PSP.

Confira mais matérias originais, vídeos e podcasts em: www.singleplayers.com.br

Syphon Filter 2

Platform: Playstation
2067 Players
1 Check-in

25
  • Micro picture
    mastershadow · 10 months ago · 3 pontos

    A trilogia do PS1 é perfeita e jogo até hoje. Depois...meu deus, cagaram com a série,foi triste,ficou um TPS genérico...

    2 replies
Keep reading → Collapse ←
Loading...