seufi

"Waste of time. That was a waste of time." Dias Flac

You aren't following seufi.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2019-06-09 23:34:15 -0300 Thumb picture

    E3 Bethesda...

    Impressão: Mista

    mobile games - o que não curto

    fallout 76 - new features - que não me importo (mas lançar 4 árvores de diálogo como "feature" achei meio sinistro, mas enfim...)

    Elder Scrolls - online ok, CG Muito legal

    ES:VI - não citado

    Wolfestein - Legal

    Doom Eternal - muito legal

    Ghostwire Tokyo - muito legal

    Deathloop - Excelente - gostei da premissa...

    18
    • Micro picture
      santosmurilo · 4 months ago · 2 pontos

      Bethesda é irrelevante para mim...

      1 reply
    • Micro picture
      xch_choram · 4 months ago · 2 pontos

      Ou citaram ES:VI, eles falaram que tavam trabalhando nele, num momento lá.

      1 reply
    • Micro picture
      tecnologgamer · 4 months ago · 2 pontos

      Levaria mais em conta Doom Eternal se ele fosse feito visando os PCs.

  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2019-05-13 18:40:20 -0300 Thumb picture
    Post by seufi: Segue a crítica que fiz de um jogo relativamente po

    Segue a crítica que fiz de um jogo relativamente pouco conhecido que merece uma visita dos amantes de RPGs táticos.

    A jornada pode ser mais importante que o destino

    Review by: @seufi

    Ao terminar a trilogia Vandal Hearts, na ordem dos acontecimentos, sendo Flames of Judgement mediano, Vandal Hearts, que acho e...

    Keep Reading →
    11
    • Micro picture
      mastershadow · 5 months ago · 2 pontos

      Caraaaa esse game eu joguei muito em 2003/2004, eu tava praticamente na metade do game e depois meu PS1 nao lia mais o Cd, na época nao tinha como baixar ISOS e nem Gravar Cds de PS1, o Cd tava muito riscado e travava em certa batalha,ai abandonei.

      Mas pretendo retomar esse game ainda, embora nao tenha o Save mais,melhor ir do começo mesmo. Mas o jogo é muito bom!

      1 reply
  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2019-05-07 00:32:51 -0300 Thumb picture

    Por que não jogamos alguns jogos?

    Há algumas semanas, escrevi um artigo "Por que voltamos a jogar os jogos?" Vamos tentar, neste próximo texto, entender por que deixamos de jogar, tendo sempre, todos nós, uma enorme "Lista da vergonha"...

    1 - Preguiça

    Sim, nós temos preguiça de começar. Temos de continuar. E temos, quase sempre, de terminar algum jogo que começamos. Pode ser por algum fator inerente ao próprio jogo, tipo a quantidade de diálogos (Xenogears, tô olhando pra você), ou o tamanho do jogo para baixar, ou uma história muito extensa, ou por padrão que seja muito difícil; ou por algum fator nosso, pessoal, como fases da vida mais depressivas, períodos de curto mais tempos ao longo dia/noite, questões familiares e afins; o fato é que nem sempre temos a motivação de começar, ou o tempo, e aí deixamos de lado os jogos.

    2 - Indicações

    Às vezes pedimos indicações do que jogar, e somos agraciados com esta informação por amigos pessoais, ou pelo Alva, mas às vezes, as indicações funcionam de maneira negativa. Nos boardgames, temos uma gíria e às vezes dizemos: "o jogo flopou", o que equivale a dizer que "a lei não pegou", ou que o jogo não "deslanchou". E aí entra a indicação negativa. Aquele amigo que jogou e não gostou. Aquele review que apresentou as críticas do jogo; o vídeo de youtube  que tirou toda a vontade de começar. Note que aqui não estamos falando de preguiça, mas de não querer sequer experimentar algum jogo com base nas informações negativas que recebemos dele. Pessoalmente, os vários relatos de bugs dos primeiros Assassin's Creed me desestimularam a sequer conhecer a série, que tem crescido muito.

    3 - Insegurança

    Nem sempre queremos algo novo. Às vezes queremos mais do mesmo, já que começar algo novo implica humildade de aprender, reaprender, experimentar, sair da zona de conforto. Principalmente quando se vai experimentar uma nova franquia. Mais ainda quando você vai jogar algo diferente de seu gênero comum, tipo esportes se você é o cara do RPG, ou FPS quando plataformas são sua praia. Às vezes nos desestimulamos pela ideia de algo diferente de nossa zona de conforto.

    4 - Grana

    Ainda no mundo de hoje, apesar dos caminhos "alternativos" (cough, pirataria, cough), a falta de grana se torna um dos desestímulos para jogar. De minha parte, estou nas duas pontas: tenho consoles bloqueados e desbloqueados, e tenho preferido jogar nos consoles bloqueados, adquirindo dentro de minhas posses... E um dos aspectos disso é que às vezes, por falta de grana pra jogar o que se quer, ou pelo hype, ou pelo preço dos lançamentos (que tem atingido patamares estratosféricos), você acaba desistindo de jogar. Nem sempre quando não podemos jogar o que queremos, temos disposição para jogar o que temos à mão. E a falta de grana, no mundo capitalista em que vivemos, limita o acesso aos jogos, de uma maneira ou outra.

    5 - Família/amigos

    Bem, nem só de games viverá o hom... Enfim, temos família, relacionamentos e questões familiares. Filhos nascem, casamentos aparecem, se desfazem, e exigem adaptações. Considerando que pra muitos os jogos são formas de fugir da realidade, o paradoxal disso é que a gente precisa justamente ajustar nossa realidade para conseguir fugir dela, o que nem sempre é possível pelas questões pessoais. E como nossas fugas da realidade se dão no tempo que sobra, se não sobra tempo...

    6 - Outras mídias/

    Bom, o mundo hoje é muito rico pra quem quer fugir da realidade, e os jogos são apenas uma alternativa mais nerd/geek às biritas, mas não são a única coisa que nerd que pode nos ocupar. Temos outros hobbies. Ainda no mundo nerd, temos quadrinhos, animes, mangás, livros. Temos Magic, boardgames chegando com tudo, RPGs de mesa, eventos de cosplay, o próprio cinema, e como somos criaturas de fases, costuma acontecer de nos embrenharmos em mundos diferentes, e vamos deixando em paralelo aquele backlog imenso de jogos.

    E no fim, o mais importante não é o tempo que ficamos longe dos jogos, mas manter a motivação para continuar com eles, já que muitos de nós nem consideramos jogos mais como hobby - são um estilo de vida. E estilo de vida, a gente não muda assim fácil.  

    Peço a todos que conseguiram ler isto tudo, que deixem nos comentários os maiores obstáculos que enfrentamos, cada um, para conseguirmos jogar.

    "Your time is short, monster!" - Arngrim

    Come See Me Tonight

    Platform: PC
    0 Players

    29
    • Micro picture
      fernandovst · 5 months ago · 3 pontos

      Preguiça pra mim é meio que o principal. Por mais que eu goste de RPGs, eu já desisti de alguns por causa disso, mas depois de um tempo eu me arrependo e começo o jogo de novo, e aí vou até o fim hauehhauea.

      1 reply
    • Micro picture
      spieluhr · 5 months ago · 2 pontos

      A minha preguiça é tanta que quase tive preguiça demais pra escrever isso.... Hoje em dia eu tento priorizar bem o que quero jogar mas 1- console me dá mais preguiça que jogo no pc, 2- jogo comprido da preguiça D: 3- enjoo das coisas do nada as vezes, por tudo isso parei Assassins Creed no 4, me recuso a ir jogar os novos antes de terminar o 4. E recentemente parei os rpgs que estava jogando pra jogar coisas totalmente diferentes porque enjoei. Outra coisa que vale mencionar é que gosto de ir numa série desde o começo, nunca joguei Metal Gear nenhum, não sei a história do jogo, por isso não jogaria um moderno. Assim como me recuso a jogar os outros Dragon Ages porque nunca consegui terminar o primeiro... mesmo adorando ele. E por que nunca terminei? Ahhh a parte de pegar loot e ver o que usar / vender o resto nos rpgs e ter que decidir qual personagem usar SEMPRE me faz empacar. Mesma coisa vale pra Skyrim e Fallout New Vegas e 4... aff

      3 replies
  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2019-04-03 22:49:52 -0300 Thumb picture

    Por que voltamos a jogar os jogos?

    Medium 3713869 featured image

    Estes dias me peguei rejogando jogos que tinha terminado em épocas da remota adolescência. Comecei e terminei Vandal Hearts - Flames of Judgement (PS3) e descobri que ele é uma prequel do  Vandal Hearts (PSX), e como não tinha terminado o Vandal Hearts II, recomecei o Vandal Hearts. E comecei a pensar: Por que eu deveria rejogar este jogo, tendo Siralim no PS4 pra terminar, tendo Rogue Galaxy para começar (PS4 tb), Wasteland 2 a recomeçar (porque fiz besteira) precisando terminar os "Tofus" e "Sobreviventes" de RE2, fechar a platina de RE7, começar a campanha de Call of Duty MW2R, entre tantas opções de PS4, PS3, PC?

    Peguei-me pensando nas razões, e vou citar algumas para discutirmos, juntos,  por quê ainda rejogamos jogos antigos.

    1 - Segurança

    Segurança, aqui, se refere a rejogar algo que você sabe jogar muito bem. É aquela hora que, depois de jogar Sekiro, você pega o Dark Souls: Prepare to Die Edition, e diz: deixa eu me desestressar... e aí você trucida os inimigos... se refere à capacidade de rejogar algo que você joga tão bem que você faz aquilo automaticamente, sem pensar muito.  É a sensação de estar "seguro" em algum lugar no mundo dos games. Particularmente, fazia isso no Dance Dance Revolution 5th Mix, com um tapete mágico comprado com os primeiros salários...Voltava a ele nos momentos de estresse, cansaço mental, e afogava as angústias numa Afronova Primeval... E como saía melhor..

    2 - Nostalgia

    A ideia de se transportar de novo, não ao jogo, mas ao que você era, à fase da vida que você estava enquanto jogava. Ao jogar, ainda hoje, meu save de Star Ocean 2, começado lá nos idos de 2000, me lembro, perfeitamente do que eu era: um jovem, finalizando o FG, sem namorada, emprego ou preocupações, e diariamente, descia as escadas de casa, andava uns 20 passos, comprava 2 pães de sal, voltava pra casa, meu irmão estava acabando de fazer o café, tomávamos o café, ligávamos o PS2, jogávamos uns 20 minutos enfrentando inimigos comuns no 1 nível da Cave of Trials, colocávamos a mochila nas costas e íamos estudar.. Simples... Mas uma fuga de realidade necessária às vezes.

    3 - Cooperativos

    Quem tem a oportunidade de reunir a galera, no mesmo sofá, e tem mais de 30 anos,  eventualmente vai acabar jogando Super Bomberman 2 (SNES), Street Fighter Alpha 3 (PSX) ou Ultimate Mortal Kombat 3 (SNES). Nesse caso, em geral, acabamos em jogos mais antigos, pelo potencial de competição e cooperação que eles implicam. Mas os jogos mais novos não tem isso? Sim, mas os jogos mais atuais, em geral, privilegiam mais os jogos cooperativos online, o que era uma impossibilidade da era SNES, e na PSX/PS2 aqui no Brasil. Fora a simplicidade e os recursos. Voltamos a eles pra fazer aquele torneio de luta, e os jogos precisam ser os mais antigos justamente porque sempre tem aquele amigo que quando pega o Rugal ninguém ganha... e a gente ainda tenta enfrentar pelo prazer de dizer que finalmente venceu - o que normalmente não acontece, mas enfim...

    4 - Qualidade

    Você até pode achar Cosmic Star Heroine um jogo bom (e é - recomendo, inclusive), mas você sabe que ele bebeu de algum lugar. E dá pra ver de onde... então, eventualmente, a gente sente a necessidade de jogar algo de excelência. De vez em quando, volto ao Chrono Trigger, pra sempre me lembrar de que gráficos - por si só, não fazem um jogo de excelência, ainda que eles precisem aparecer pra destacar os pontos importantes do jogo. A gente volta pros RPGs antigos pra se lembrar das histórias inesquecíveis, da tentativa de suicídio de Celes, do "one among you shall perish soon", o sacrifício do Zero... A gente volta pelas trilhas sonoras, pela jogabilidade... enfim, a gente volta por que os jogos eram muito bons. E quando um jovem de hoje que gosta de RPGs pega um Chrono Trigger, ele percebe que é diferenciado... quando ele pega um Secret of Mana, ele vai entender como é um RPG de ação, e como é gostoso jogá-lo... Quando você um Megaman, um Castlevania SOTN, você sabe que pode achar parecido - até igual, mas é muito improvável que ache um jogo no gênero melhor que aquele. E por mais que tenhamos jogos excelentes de RPG, RPG/AÇÃO - e temos, às vezes não queremos trocar o certo pelo duvidoso.

    5 - Trilha Sonora

       Muito do que eu escuto, atualmente, vem dos jogos mais antigos que joguei. Silent Hill: The Room, Street Fighter II, Megaman X, e às vezes você apenas liga e quer escutar aquelas vozes de Valkyrie Profile... Bom, você tem o Fallen Legion... mas a voz de Leneth dizendo "Your sins lay heavy upon you, defiler of souls" faz toda a diferença... Correr no Top Gear ouvindo aquela trilha maravilhosa faz muuuiiiita diferença. E como nossa memória nunca é multifacetada, ao ouvir uma música, você vai se lembrar de uma visão, um cheiro, um gosto, ou seja, ela tem, ainda o efeito da nostalgia. Posso estar jogando poucos jogos recentes, mas me lembro de poucas trilhas sonoras marcantes como um todo - uma faixa ou outra sempre aparece, mas como um todo são poucos os jogos recentes que se destacam neste sentido..

    Enfim, essas eram algumas questões que queria trazer pra discussão, e estão longe de representar a totalidade do que nos leva a voltar aos jogos mais antigos, mas serve pra ponderar o que têm os jogos mais antigos que nos fazem voltar, tanto quanto o que faltam aos jogos mais recentes, que acabam, às vezes, preteridos em detrimento dos antigos...

    Back to the Future III

    Platform: Genesis
    166 Players
    2 Check-ins

    42
    • Micro picture
      fabiorsodre · 6 months ago · 4 pontos

      No meu caso é devido a nostalgia, som e algumas vezes superar algum que não consegui fechar em sua época. Esses são os principais motivos. Pretendo retornar ao Super Mônaco GP do Mega (superação) e Metal Gear Solid 4 (nostalgia pura e eterna) rsrs

      2 replies
    • Micro picture
      lordsearj · 6 months ago · 4 pontos

      Falou tudo. No momento estoi jogando mais no celular do qie em casa (PC, Consoles) por falts de tempo. Mas e altamente gratificante jogar essas pérolas do passado (retrogames). Prefiro a Emulação do que os jogos oara Android.

    • Micro picture
      kratos1998 · 6 months ago · 3 pontos

      Excelente texto! A questão da segurança é muito fundamental mesmo. Rever filmes é fácil, de jogar jogos inteiros, sendo q vc ainda precisa zerar outros pela primeira vez, é difícil. Por isso q eu só rejogo os mais especiais para mim

  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2019-03-21 21:11:38 -0300 Thumb picture
    seufi checked-in to:
    Post by seufi: <p>Comecei há alguns dias pra ver... e achei mt bac
    Vandal Hearts: Flames of Judgment

    Platform: Playstation 3
    54 Players
    4 Check-ins

    Comecei há alguns dias pra ver... e achei mt bacana o sistema de melhoria sem level... o que você usa, você desenvolve, os vários tipos de armas, contra-ataques, reações, magias, etc. Vamos ver como se desenrola...

    12
    • Micro picture
      le · 7 months ago · 2 pontos

      Esse estilo gráfico acho que é um dos piores que eu já vi.

      2 replies
  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2019-01-29 18:22:34 -0200 Thumb picture

    E para os amantes de jogos de PS4, bundle novo!

    HumbleBundle colocou um bundle de jogos de ps4 à venda, e seguem as opções:

    Tier 1

    Tier 2

    Tier 3

    E ainda vem com algumas OSTs, disponíveis pra baixar no próprio site.

    Quem se interessar...

    https://www.humblebundle.com/games/indie-playstati...

    ou clique em alguma das imagens.

    Particularmente, peguei o Tier2. Tenho muita curiosidade em conhecer o Layers of fear, e sobretudo o Wasteland 2. E confesso que do Tier 1 me interessei pelo Grim Fandango, que muitos falam bem, e pelo Bard's Tale.

    Bom, por menos de 40 messias tá de bom tamanho...

    Wasteland 2: Director's Cut

    Platform: Playstation 4
    16 Players
    2 Check-ins

    23
    • Micro picture
      kipocalia · 9 months ago · 4 pontos

      Como assim? Não sabia que a Humble vendia jogos de ps4 O__O

      7 replies
    • Micro picture
      blinkn · 9 months ago · 1 ponto

      meh

  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2019-01-12 17:16:31 -0200 Thumb picture

    OPEN BOR - Final Fight LNS 3.0

    Caríssimo(a)s, há alguns anos, quando tava no hype de Mugen, conheci uma outra plataforma semelhante, o OPENBOR. Na verdade, o openbor está para jogos beat them up, assim como Mugen está para jogos de luta, e da mesma maneira como mugen tem uma porrada de jogos merda, inicialmente achei uma porrada de open bor merda. Até que recentemente estava de bobeira no youtube, e tava rolando uma live de um canal que nem sabia que eu tava inscrito. E na live tava rolando isso:

    Cara, eu sou apaixonado por beath them ups, e era de longe o gênero que eu mais jogava na adolescência (fora dos RPGs). BAixei, e olha o que encontrei: 

    Gráficos Pixelados - era 16 bits, o auge dos BTUs, com cenários de vários jogos do gênero como FF, punisher, Cadillacs & Dinossaurs e outros.

    Abundância de personagens - inicialmente todos os personagens da série Final Fight e todos os personagens de Super Street Fighter 2, e à medida que você vai terminando o modo arcade, vai abrindo outros chars.

    Vários modos de jogo - Além do arcade, temos training, Capcom All Stars, Volley, Lista de comandos, versus,boss rush, etc

    Jogabilidade fantástica - Personagens tem uma barra de energia também, o que permite utilizar golpes especiais, supers, parry, entre outros.

    Som remixado - vários músicas dos jogos que listei, incluindo remix, synts, etc, que dão um tom foda ao jogo

    Hit box correta - Sinceramente o calcanhar de aquiles do OPEN BOR é a hit box zoada. Neste não tem. 

    Esquema de Level - ao juntar determinada quantidade de pontos, você sobe um level, que aumenta muito discretamente sua barra de vida, sua barra de energia e recupera seu HP/energia. Muito útil

    Dificuldade - a curva de aprendizado é bem justa. Parece brutal no começo, mas à medida que você aprende os golpes e combos, vai ficando mais fácil. E os modos além do easy não tem créditos.  Temos o easy (que é o recomendado para desbloquear as coisas), normal, hard, ultra-hard e musou, um mais difícil que o outro...

    Disponível pra PC, e pra até 4 jogadores em forma local - e tem uma possibilidade de jogar online que não testei.

    Em resumo: To jogando isso tem uns três dias... e cada personagem que jogo fica mais interessante.

    Segue o link da página oficial (em espanhol) para quem se interessar.

    Marcando @beat_em_up_and_fight, porque certamente ele vai se amarrar. Aos amantes de BTUs, não posso recomendar mais.

    http://fflns.com/

    Final Fight

    Platform: Arcade
    699 Players
    20 Check-ins

    21
    • Micro picture
      tassio · 9 months ago · 2 pontos

      Baixando aqui pra ver... valeu!

      Openbor não é a engine usada no Streets of Rage Remake? Dá pra se criar vários jogos com aquela engine mesmo, inclusive dentro do próprio SoR Remake há algumas histórias paralelas criadas pelos jogadores, algumas bem ruins, outras ok...

      1 reply
    • Micro picture
      beat_em_up_and_fight · 9 months ago · 1 ponto

      Compartilhei. :)

  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2018-12-16 21:26:51 -0200 Thumb picture
    29
    • Micro picture
      le · 10 months ago · 2 pontos

      Se não vencer um high ou top tier, eu já fico feliz (ou seja, Menat, Ibuki e Abigail).

      2 replies
    • Micro picture
      tiagotrigger · 10 months ago · 2 pontos

      RASHIIIIDOOOOO (gachikun) na final

    • Micro picture
      tiagotrigger · 10 months ago · 2 pontos

      Impressionante como eles se adaptam. Itabashi começou destruindo por 3x0. Gachikun, na final reset, mudou a forma de jogar e mandou 2x0. E depois o Itabashi ainda consegue voltar pro jogo ganhando uma, mas o Gachikun mantém a calma e finalmente vence.
      E isso não é só nessa final, isso acontece muito nas finais dos torneios. Por isso que gosto das chaves dos perdedores e vencedores, todos tem uma chance a mais de se recuperar.

      1 reply
  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2018-11-15 23:16:54 -0200 Thumb picture

    Utilidade Pública - IdleMaster - O retorno

    Estava rodando na net de bobeira, e me lembrei do IDLE Master, que não estava funcionando...

    Aì me lembrei do @le, nesta postagem, 

    Em resumo:

    1 - você apaga a appdata do seu usuário, relativo ao IdleMaster, só pra garantir ( C:\Users\"USER NAME"\AppData\Local\IdleMaster)...

    2 - baixa um editor de scripts (eu baixei um plugin do chrome, cujo link está na foto abaixo ou no tutorial linkado acima)

    3 - Baixe a ultima versão do Idlemaster (https://github.com/JonasNilson/idle_master_extende...

    Abre as settings do Idlemaster e clique no cadeadinho abaixo, como na imagem

    vai aparecer isso:

    4 - Ainda com as configurações do IdleMaster abertas, abra a página da steam, logue-se e clique no biscoitinho (a extensão). Lá, vão aparecer várias opções. 

    ">

    5 - Escolha a primeira belamente grifada (sessionid). Clicando nela, vai aparecer um código, que seria de autenticação. CTRL+C nele. Volte para as opções do IdleMaster e CTRL+V na opção "sessionid". Repita o processo com o segundo grifo da foto acima: copia do biscoito e cola nas configs do IdleMaster. Se você tiver controle parental ativado na steam, faça o mesmo.

    6  - Prontinho. Só idlear! Pelo menos comigo funcionou. Sinceramente não sei se precisa fazer isso sempre que tentar ligá-lo... mas... fica a dica!

    Marcando quem comentou nos post original do @le:

    @xch_choram /   @rcukierti/  @zefie 

    Espero que ajude

    Edit: já apareceram 4 cartinhas em 10 minutos, ou seja, funciona de fato!

    .hack//MUTATION (Part 2)

    Platform: Playstation 2
    207 Players
    9 Check-ins

    11
    • Micro picture
      le · 11 months ago · 2 pontos

      Pô, eu acabei baixando o tal do ASF e usei ele mesmo. Mesmo sendo meio chatinho de configurar, é mais fácil do que esse procedimento doido todo aí. Hehehehehe...

      4 replies
  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2018-11-08 22:23:02 -0200 Thumb picture

    Lembrando aqui...

    https://worldofwarcraft.com/en-us/character/gallyw...

    Tava me lembrando do meu troll druid de World of Warcraft

    E fui olhar meus pontos de achiev, que colecionava quando jogava...

    E ainda estou no top 20... Mesmo tendo meses que sequer logo no jogo... Nada mal... nada mal mesmo!

    World of Warcraft: Legion

    Platform: PC
    94 Players
    29 Check-ins

    15
    • Micro picture
      realgex · 11 months ago · 2 pontos

      Melhor jogo ever !

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...