seufi

"Waste of time. That was a waste of time." Dias Flac

You aren't following seufi.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2021-02-22 16:22:57 -0300 Thumb picture

    Finalmente, a platina

    Não sou um caçador de platinas, mas há jogos que merecem um sacrifício maior pra conseguir a platina, tamanho o respeito que se tem pelo jogo.

    Há 1 mês atrás, apenas 4 troféus me separavam da platina:

    1 - Obter todos os itens da biblioteca;

    2 - comer todas as frutas-estrela;

    3 - Terminar de fazer todas as melhorias escolhendo a Joja Cola;

    4- Terminar o Rei da pradaria sem morrer...

    Com o advento do último patch (1.5), juntei uns amigos pra testar o coop offline. E com mais 2 amigos conseguimos avançar bastante e em 3, 4 dias de jogo fechamos as melhorias da Joja, ou seja, menos um troféu.

    Aliás, sobre o coop, que tá muito bom, só não aconselho jogar com 4 pessoas. Chegava ao ponto de crashar todo dia no jogo. Com 2 não aconteceu nenhum crash, e com 3, algumas raras vezes. Parece que é algo recorrente, na versão de PC e na de Switch também. Tomara que melhorem!!!

    Faltava agora lutar com a RNG pra conseguir escavar o último item da biblioteca: uma mão de esqueleto. Tentei matar o monstro que dropava, mas não tive sucesso. Então, fui pra ilha nova, no local de escavação e comecei a tentar até que, finalmente, depois de achar todas as outras partes de novo (algumas delas 3, 4 vezes), finalmente entreguei a ultima peça... e com ela vieram os dois troféus: doado o último item, como recompensa você ganha 1 fruta-estrela, a última que faltava pra mim.

    Agora restava o Rei da Pradaria.

    Rei da Pradaria é este jogo infernal, um Twin-stick shooter, que além de depender de muita habilidade, é necessário igualmente sorte, já que sem ela, os monstros eliminados dropam pouco dinheiro, e com pouco dinheiro você não compra os upgrades necessários pra prosseguir no jogo.

    Depois de tentar trapacear, roubar, tentar na moral, tinha praticamente desistido. Com o novo patch, e a possibilidade de resumir e continuar o jogo depois, achei que bastaria eu perceber a hora que ia morrer, sair do jogo e retomar... Mas acabou que minha habilidade de reconhecer a hora de morrer também não era das melhores.

    Aí fui caçar uma maneira humanamente possível de obter este troféu. Depois de muito procurar, achei uma dica que valia a pena tentar, de um usuário do Reddit - e compartilho esta dica aqui para quem tiver o mesmo problema., porque sem ela eu não teria platinado este jogo.

    A dica consiste em terminar o jogo, mesmo morrendo. Como recompensa, você vai ganhar uma máquina de arcade do minigame pra colocar na sua casa (pro padrão, ela fica no bar da cidade). Uma vez lá, bastava passar de uma fase por dia sem morrer, sair do jogo, e terminar o dia. No dia seguinte, bastava retomar o progresso. Em caso de você morrer, bastava recarregar o jogo, que voltava do início do dia, portanto antes de você morrer, e tentar de novo até passar.

    E assim eu fiz.  Demorei um pouco na primeira fase até conseguir passar com bastante dinheiro. E dali pra frente, foi uma fase por dia, sai do jogo, termina o dia e salva, e retoma no dia seguinte...


    Claro que ainda ficou coisa pra fazer no jogo: chocar o ovo de avestruz, colher bananas, explorar o que falta da ilha nova, cozinhas as últimas receitas incluídas no patch e concluir algumas quests... Mas finalmente a justiça foi feita...

    E por falar em troféus pendentes, depois que eu terminar o Yakuza 0, vou partir pras expansões de Darkest Dungeon, pagar outra dívida de troféus e expansões não jogadas...

    Stardew Valley

    Platform: Playstation 4
    57 Players
    21 Check-ins

    31
    • Micro picture
      kleber7777 · 11 days ago · 2 pontos

      Legal essa dica do Rei da Pradaria. Assim eu até arrisco tentar pegar esse troféu.

      1 reply
    • Micro picture
      jcelove · 11 days ago · 2 pontos

      Esse é pra guerrero. Parabains.hehe

    • Micro picture
      lukenakama · 11 days ago · 2 pontos

      Parabéns

  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2021-02-16 11:55:59 -0200 Thumb picture
    Post by seufi: Puta jogo excelente! Sem dúvida, um dos que mais jo

    Puta jogo excelente! Sem dúvida, um dos que mais joguei e curti na vida na época de ouro de SNES, junto com top gear. Posso me gabar de ter jogado no Very Hard e ficado em primeiro lugar com o Limburguer, usando seu dash direto, em todas as corridas. E ver que você é um "Super player", vale cada minuto do jogo, que não é nenhum sacrifício jogar. Se pudesse adicionar qualquer coisa, seria: jogue em cooperativo!!!!

    Excelente Jogo Que Passou Despercebido Por Muitos!

    Review by: @juninhonash

    Biker Mice From Mars (ou Ratos Motoqueiros de Marte) é um incrível jogo que por algum motivo passou despercebido por uma grand...

    Keep Reading →
    19
    • Micro picture
      douggycandido · 17 days ago · 3 pontos

      Eu lembro que o meu primo tinha o cartucho sem ter a carcaça, esse jogo de longe é que me marcou muito na minha infância. Ainda mais do desenho que passava no extinta TV Colosso.

      2 replies
    • Micro picture
      xxespigaxx · 17 days ago · 3 pontos

      Joguei muito é gostoso demais de jogar e coop então é da hora.
      Ele e Rock Roll Racing não tem comparação são unicos.

      2 replies
    • Micro picture
      juninhonash · 17 days ago · 2 pontos

      E pensar que fiz tudo e sozinho kkkkkkkkk

      Sim todas as dificuldades e no Normal e Hard zerei com todos, no Very Hard só com Modo.

  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2021-02-09 19:39:41 -0200 Thumb picture
    seufi checked-in to:
    Post by seufi: <p>#img#[760661]</p><p>Jogando no ps4, cuja versão
    Out of Space: Couch Edition

    Platform: Nintendo Switch
    1 Players
    1 Check-in

    Jogando no ps4, cuja versão não está cadastrada.

    Tenho há meses, mas hoje meu garoto, 9 anos teve uma ideia absurda, fizemos, e como recompensa destrancamos um novo personagem.

    Recomendo muito!

    10
  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2021-02-08 13:01:31 -0200 Thumb picture

    Nuzlocke Challenge

    "O trabalho espanta do homem 3 grandes males: o tédio, o vício e a necessidade." Voltaire

    Art I. Essa lei não se aplica a quem está de férias.

    Art II. Revogam-se as disposições em contrário.

    Um amigo me mandou esta foto há alguns dias atrás:

    Não coube no print, mas adicionalmente, como regra, todo pokemon precisa ter um nome, como forma de estreitar os laços entre pokemon e treinador, e também defini aleatoriamente o principal, de acordo com o ID do personagem. E saiu Squirtle (que esqueci de nomear, porque nunca dou nomes a pokemon nos jogos da franquia). E se o primeiro pokemon for repetido, a gente luta até achar outro não repetido pra capturar...

    Ele tentou fazer o desafio no Pokemon Black e tomou um sacode.

    E como pokemon nunca é demais, como eu estou de férias e ele desempregado, começamos.

    1º dia:

    O primeiro pokemon a aparecer, depois que se pega as pokebolas, foi um pidgey, apelidado de Piu, capturado na Rota 1.

    O segundo...

    a Rattata fêmea, de nome Mônica, obtido na Rota 2. 

    E a gente, borrado de medo, conseguiu passar do Brock de primeira, com o famigerado Water Gun do Squirtle. So far, so good...

    Na floresta de Viridian, veio a weedle, que esqueçamos de dar nome e virou Beedril. Será Zuzu, quando o Name rater for localizado

    Rota 3 - Spearow fêmea, a Pica.

    Depois, compramos aquele pokemon especial por 500g, aquela Magikarp diferenciada, fêmea, que se chamou Nishiki.

    Na 1ª caverna, (Monte Lua) Banguela, a zubat, veio reforçar as fileiras, ainda que todos nós preferíssemos um Geodude...

    Rota 4 - Pegamos um Sandshrew, o Fuleco, que foi pro banco, porque não teria a menor utilidade conta a Misty.

    Em Cerulean, conseguimos vencer a Misty facilmente, com Bite e um pouco de overlevel. 

    Rota 24 - Nos animamos... era nossa chance de conseguir um bellsprout, já que o próximo líder era o Surge... e mesmo grass não sendo lá muito efetivo, usar o Wartortle não parecia uma boa opção. Aí me lembrei que ali aparecia Abra e eu disse: -Pior se aparecer um abra e escapar... aí perdemos um pokemon nesta rota... E o abra apareceu...

    E o ABRA apareceu... Mandamos a pokebola. E quem joga de emulador sabe que, mesmo com savestate, demora pra capturar o lazarento, porque ele tá com o HP recuperado, e ele normalmente escapa das pokebolas...

    E, pasmem, ele foi capturado. Aquela pokebola atirada sem a menor expectativa, capturou abra. Ia se chamar "Fecha", aí virou Félix.  E o teleporte dele ajudaria muito a agilizar o jogo, e diminuir o gasto com potions e antidotes...


    Na rota 25, finalmente conseguimos um Bellsprout, o Perninha. Agora é outro jogo. Começamos a upar o Perninha, colocando ele na frente nas lutas.

    Paramos aqui o dia 1. Sem baixas... Uma run excelente - até agora.

    2º dia:

    Rota 5 - Pratinha, a Meowth, foi capturada. E ela vinha com a habilidade de pegar itens, algo excelente. Entrou e ficou no grupo. 

    Rota 6 - Não achamos nenhum polemon novo aqui. Mas enquanto lutávamos pra upar, apareceu um Pidgey Shine, dourado, o Canarim. Pegamos porque sim! E Guardamos. Também deixamos a Nishiki no Day Care, pra dar uma upada e deixar mais próximo do 20.

    Chegando em Vermilion, uma menina queria trocar o Farfetch dela por um Spearow. Pica estava encostado, e como Farfetch já vinha, pelo que me lembrava, equipado com um stick, que aumentava sua chance de crítica, era forma única, sem evoluções, e com a troca ganharia XP aumentado, não tínhamos razões pra não trocar... E Ch'ding entrou no time!!!!

    Demos uma boa upada nele, já que eu sabia que o Gary, no S.S. Anne já vinha mostrando as garras com o Ivysaur dele. E pra não dar chance ao azar, Ch'ding era a solução.

    E assim veio Gary. Tinha sofrido alguns ataques com alguns pokemon, e topei com ele meio sem querer, então trememos bem na base. O Pidgey dele foi solado com o Bite da Tortuguita (Wartortle). Raticate teve o mesmo destino, bem como o kadabra dele. Ivysaur foir Peck(ado) até a morte por Ch'ding. Apesar do susto de topar com ele, ficou tudo sussa.

    A estas alturas, era hora de se preparar pra batalha com Surge. Pegamos Nishiki, que não seria útil, mas como a gente não lembrava que pokemons, além de Raicju, o Surge tinha, pegamos a Magikarp, que tava no level 16 pra transformar em Gyarados. 

    Aí resolvemos que um bom lugar para upar era a Diglett cave. Pokemons ground, fracos contra o Wartortle, praticamente só usavam dig, e com o Ch'ding, que voava, era só trocar pra ele e escapar do ataque.

    Enquanto upava, com HP cheio, Perninha toma um Magnitude 7, Crítico, e estica suas canelas... A caixa "mortos" recebe seu primeiro pokémon.

    Voltei pra rota 6, pra pegar outro Bellsprout, já que não tinha pegado nenhum pokemon lá, e não tinha diferente, mas acabado matando ele...

    Resolvemos colocar a Nishiki, no level 17, pra abrir as lutas, trocar pra outro pokemon e finalizar com ele.  Umas 4 lutas depois, um Diglett lazarento, com arena trap, apareceu. E não dava pra trocar. E o diglett usou dig, eu usei um xdefend, pra tentar salvar a Nishiki. E ela tomou um crítico, mas ficou viva, aí pensei em usar um potion, mas já vinha outro dig... aí sem ter mais o que fazer, deixei ir.

    Na Digletts cave, pegamos um macho, o Bozo, que iria ajudar na luta contra surge.

    Numa das andanças, entre, durante idas e vindas, enfrentamos um Spearow. Mônica estava no mesmo level, mas era mais rápida... e o Peck não devia tirar muito. E o Hyper Fang dava críticos com frequencia. Abri a luta com outro pokemon na frente, pra upar. Troquei pra ela, que tinha 40 de vida. Tomou um peck, ficou com 32. Tranquilo. Dei um Hyper Fang, que não matou por pouco. Aí Spearow usou Fury Attack do qual eu tinha me esquecido. 1º ataque tirou sete... e depois mais sete... e mais sete... e mais sete... E ainda outros sete. Caixão!!!! Mônica foi pro saco...

    Depois dos sepultamentos, e de algum grind, era hora de enfrentar Surge. Começamos com Fuleco, que já tinha evoluído a esta altura, e seu dig, ensinado via TM, porque ele não aprende um golpe ground que presta. Um dig, e o pikachu de Surge foi pra vala. Como herança, deixou Fuleco paralizado. Era melhor trocar. Bozo foi então. Usou dig, mas o Raichu usou Quick attack, que saiu primeiro. Crítico. E Bozo entrou na terra pela última vez. e de lá não saiu mais. Fuleco teve que voltar , aguentou um quick attack, e usou dig. Nessa hora, o Raichu entou numa sequencia de uns 5, 6  double team até que finalmente o dig acertou e matou o maldito raichu.

    Resultado do 2º dia: 4 baixas!!!

    Vamos ver o que nos reservam os próximos capítulos...

    Pokemon LeafGreen Version

    Platform: Gameboy Advance
    3897 Players
    115 Check-ins

    17
    • Micro picture
      manoelnsn · 25 days ago · 2 pontos

      Recentemente acompanhei a epopeia do @the_muriel fazendo nuzlocke de Pokemon Crystal... Mas continuo achando programa de índio, prefiro ir jogar algo diferente ou zerar o jogo normal mesmo, huahua

      8 replies
    • Micro picture
      vante · 24 days ago · 2 pontos

      Eu só fiz Nuzzlocke uma vez, talvez um dia eu faça outro de Soul Silver ou algo assim kkkkkkkkk

  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2021-02-02 16:01:39 -0200 Thumb picture

    Minha Retrospectiva 2020-PS4

    Motivado pelo post de @zefie resolvi ver como que foi...

    Fiquei surpreso de ter jogado tanto The Division 2. Um pouquinho cada dia, e deu nisso... E joguei muito títulos também... Mais do que supus que jogaria inicialmente...

    Outro dado que me assustou: 1315 horas dá quase 55 dias jogando... Quase 55 dias de 2020 passei jogando... Isso me assusta... mas me conforta saber que nestes 55 dias, não falei da vida dos outros, não julguei as decisões alheias, não causei prejuízo a ninguém e pratiquei minha paciência... muito produtivo, no fim das contas...

    Bom, em apenas 88 dias do ano passado não joguei ps4... Dá pra ver como o investimento deu retorno... Também achei curioso como ao longo da semana a quantidade de horas vai subindo... A sexta, especialmente a noite, é o dia de juntar a galera, comer uma pizza e mais conversar do que jogar... Costuma rolar uns boardgames também...

    E por fim...

    A quantidade de troféus está bem acima do esperado... Considerando o tempo que joguei o The Division 2, achei que peguei troféus de mais... Em média mais que 1 platina por mês... E se descontar os quase 3 meses que não joguei nada, daria mais de 1,5 platina por mês..

    Ps. @zefie, tomei a liberdade de te adicionar na PSN.

    Tom Clancy's The Division 2

    Platform: Playstation 4
    89 Players
    47 Check-ins

    20
    • Micro picture
      seufi · about 1 month ago · 2 pontos

      @andre_andricopoulos
      @raiden
      @carlospenajr
      @hyuga

      já fizeram a retrospectiva no https://www.wrapup.playstation.com/ ?

      Quando/se fizerem, posta pra gente ver!!!

      4 replies
    • Micro picture
      zefie · about 1 month ago · 2 pontos

      Caramba, 2020 foi produtivo mesmo pra você em questão de jogos ahauhuhaua. Ironicamente, no meu caso o dia mais jogado foi a segunda (e eu nem sequer lembro como isso foi possível, já que eu não folgo de segunda). xD
      Ah e pode deixar que quando eu logar na PSN te aceito lá! o/

  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2021-01-21 21:53:42 -0200 Thumb picture

    Check-in Duplo - Check-out simples

    Deixando um pouco de lado o Galaxy of Pen and Paper meio decepcionado com 2 troféus, acabei começando esta belezura

    E uma das primeiras coisas que me chamou a atenção foi a trilha sonora... IMPRESSIONANTE!!!! SOBERBA!!!!TREMENDA!!! To ouvindo isto há semanas, no jogo e no spotify... É viciante, leve, delicada e vibrante ao mesmo tempo.

    Sobre o jogo, já terminei a primeira rota, e a 2ª, e estou atualmente no que acredito ser o meio da 3ª. E realmente, o jogo "começa" a partir do fim da 2ª rota com as revelações de 9S.

    E as definições de mulherão da porra foram atualizadas!!!

    Até agora, não tenho muito o que reclamar: de certa maneira, jogar o jogo de novo com 9S é repetitivo, mas ainda assim compensa por sua habilidade de abrir os danados dos baús trancados.

    Neste meio tempo, aproveitei uma promoção na PSN e peguei este joguinho aqui:

    Reverie é um RPG de ação muitíssimo simplório. Você começa com um taco de críquete como arma, e depois de algum tempo agrega um yo-yo (que deixa os inimigos tontos), uma pistola de dardos e uma pedra... E ainda conta com um óculos de mergulho para áreas costeiras. 

    Estes gráficos ao melhor estilo Eartbound, apesar de simples, são bem detalhados. A história do jogo aborda elementos, aparentemente, da cultura da Oceania, e se não me engano com foco na Austrália. Conta a história de um garotinho que chega pra passar férias na casa do avô, e acaba por se aventurar numa busca para acalmar espíritos furiosos. O jogo envolve ainda exploração pelo seu mapa, relativamente pequeno, em busca de penas de aves nativas, que também são simples de se achar. Além da exploração pelo mapa, o jogo apresenta 5 dungeons - 4 no jogo principal e uma bônus ao término da história. Em cada dungeon, há um subchefe, um mapa, chaves prateadas, uma chave dourada que destranca a sala do boss e o próprio chefe, com combates ao estilo Zelda: A link to the past. Apresenta alguns puzzles também, e poucos vão fazer você pensar mais a fundo.

    Platina bem fácil e tranquila, e um jogo leve. Paguei cerca de 20 reais e recomendo.

    Mas voltando ao Nier, estou querendo platinar. Vai ser necessário um pequeno grind por materiais, mas até agora faltam poucas armas, e apenas um pod pra finalizar. Depois é correr atrás dos troféus faltantes. Aliás, deixa eu voltar a ele...

    NieR: Automata

    Platform: Playstation 4
    646 Players
    171 Check-ins

    12
  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2021-01-03 21:44:19 -0200 Thumb picture
    13
    • Micro picture
      jcelove · 2 months ago · 3 pontos

      Pior que eu nunca entendi o fascinio da galera pelo Geno.hehe

    • Micro picture
      mateusfv · 2 months ago · 3 pontos

      Faço das palavras do mano JC as minhas, tirando o buff dele que te salva legal, n vejo nada demais nele kk

      É um personagem legal mas n entendo o fascínio, se ainda fosse o filho de um pescador que tem medo de peixe eu até entenderia :v

      2 replies
    • Micro picture
      seufi · about 2 months ago · 2 pontos

      Na verdade só acho ele legal... E falei por conta do hype que se criou também. Curioso que ele e o Mallow são exclusivos deste jogo, e apenas o Geno tem esse hype...

  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2021-01-03 12:27:51 -0200 Thumb picture

    Check-in, Platina, Check-Out

    Imagem pra chamar a atenção pro post

    Há algumas semanas, já que estava sem o que jogar e revirando minha biblioteca da PSN, quando vi este jogo que peguei há meses atrás via PS Plus. Aí comecei pra "ver de qual que é", como diz uma amigo meu. E cara, a história começa bobinha, despretensiosa... e quando você vê, você quer progredir a história, mas tem tanta coisa pra fazer em Kamurocho que você fica perdido. 

    Sem spoilers, o jogo conta a história de Kiryu-chan, o "Dragão de Dojima", um cara extremamente respeitado na "família", que foi criado num orfanato com mais dois amigos: Nishikyama e Yumi, o primeiro sendo seu melhor amigo e a última  a mulher de que ele gosta. 

    O jogo tem muitos elementos de RPG, como equipamentos, armas e progressão de habilidades num grid (em 4 grids, pra ser mais exato), e nas batalhas ele é um "beat them up" dos mais competentes, permitindo usar especiais (chamados heat actions) que variam conforme as armas ou itens que você pega no meio da rua (que vão de cones de trânsito a motocicletas pra socar na cabeça dos inimigos). As heat actions variam também conforme o local de rua que você está: se está perto de um carro, Kiryu usa o carro pra causar dano, ou a parede, ou outras partes do mapa. Heat é uma espécie de barra de mp, que cresce à medida que você causa dano nos inimigos, e que você vai perdendo ao ser atingido. Kiryu ainda tem 4 estilos de luta:

    Os ícones no canto superior direito mostram que estilos se beneficiam da habilidade adquirida

    Brawler - o típico estilo de rua;

    Rush - uma espécie de boxe, como socos rápidos e chutes;

    Beast - Estilo lento, mas muito forte pra ataques de área e que permite pegar itens mais pesados;

    Dragon - o estilo característico do personagem.

    A cidade de Kamurocho é muito viva, e como eu disse você se perde de tanto que há pra fazer: Mahjong, karaokê, shogi, cassino com roleta, pôker, 21 e baccarat, torneio de lutas em rings, isso pra citar alguns dos minigames. Aliás, um interessante é o Mesuking, uma espécie de Jo-ken-po de cartas com lutadoras seminuas, e também o circuit racing, que é baseado em customizar seu carrinho  de acordo com o circuito pra que ele vença a corrida. E a quantidade de sidequest é enorme.

    A platina tem coisas bem difíceis desafiadoras. Terminar todas as sidequests, terminar as completions lists, espécie de list de coisas a completar no jogo, como comprar x armas diferentes, ou comer todas as comidas de todos os restaurantes, etc. 

    Outro ponto interessante é o Majima:

    Depois de um certo ponto do jogo este cara vai te perseguir, e você vai ter que enfrentá-lo em vários momentos diferentes, mesmo durante seus minigames. Então, esteja preparado. E ele também tem vários estilos, como dançarino, com faca e com taco de baseball.

    Merece destaque ainda esta coisa linda aqui:

    Haruka

    Puta personagem forte. Parece só uma menina bonitinha que serve pra ser raptada, mas ela tem uma personalidade forte e se impõe na trama.

    Em resumo: personagens cativantes, histórias belíssimas se entrecruzando, um ou outro plot twist, quests curiosas, muita porradaria e gore, vilões com motivações plausíveis e um última luta muito legal e diálogos bem interessantes com aquela pitada de humor. Recomendo muitíssimo pra quem pegou via plus. E pra quem quer platinar, como eu, vai ter algum trabalho. Tem missões, ao fim do jogo, de aumentar a fidelidade com a Haruka, mas esta usei um bug do jogo pra passar, porque conseguir 950 pontos na música mais difícil do karaokê não é pra humanos normais.

    Ps.Depois desse jogo, vou ter que comprar o 0, o Kiwami 2, 3, 4, 5 e 6, pra ver como acaba a jornada de Kiryu...

    Yakuza Kiwami

    Platform: Playstation 4
    244 Players
    53 Check-ins

    18
    • Micro picture
      igor_park · 2 months ago · 2 pontos

      Zerei esse em 2019 curti bastante.
      Beat Up legal com uma história competente

      1 reply
    • Micro picture
      mcalor · 2 months ago · 2 pontos

      depois q joguei esse tb tive q comprar todos os outros, se vc gostou é impossível n sentir essa vontade.

  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2020-12-27 15:18:19 -0200 Thumb picture

    Fim de ano reflexivo - Desafio

    Em resposta ao @desafio do @thecriticgames, segue sugestão de filme para refletir... E se posso sugerir, é aquele filme que todo mundo deveria ver 1 vez POR ANO.

    Felicidade não se compra (It's a Wonderful Life, no original) é um filme de 1946, em preto e branco, que conta a história de George Bailey, um homem que sempre desistiu de seus sonhos em prol dos outros, e que acaba, às véspera do Natal, decidindo cometer suicídio. Esta intenção acaba tocando Deus, que resolve enviar um anjo para demovê-lo dessa intenção. O anjo, então, pra tentar dissuadi-lo, começa a mostrar o quanto a vida e as ações de George interferiram na vidas das pessoas ao redor.

    A premissa do filme, num primeiro momento, é besta. Soa até cômica, ou cristã demais, aparentemente sem muitas pretensões. Mas na verdade, o componente cristão simplesmente é a figura do anjo, que serve apenas de catalisador pra mostrar o passado de George. Pra quem sabe ler as camadas, os exempl9o de renúncia, caridade, amor ao próximo, o conceito de sucesso, falha, miséria e riqueza, todos eles são questionados. Recomendo muitíssimo. E a título de curiosidade, a obra foi eleita o filme americano mais inspirador de todos os tempos, em votação realizada em 2006. É baseado na obra The Greatest Gift escrita por Philip Van Doren Stern e publicada, de forma particular, 3 anos antes do filme.

    Marcando @volstag @aniger @onai_onai

    Happy Words

    Platform: Nintendo Switch
    Players

    21
    • Micro picture
      volstag · 2 months ago · 2 pontos

      Poxa cara, obrigado pela indicação, vou pensar aqui e já posto também.

    • Micro picture
      onai_onai · 2 months ago · 2 pontos

      Gostei da premissa do filme e farei o desafio! Hoho...

    • Micro picture
      aniger · about 2 months ago · 2 pontos

      A indicação de filme não podia ser melhor e mais bem vinda!
      Acho q já vi uns trechos desse filme inspirando outras obras, tipo, não lembro de ter o visto, mas a sinopse me soa tão familiar que devo ter visto reflexos dele (especialmente nos desenhos antigos, anos 90, rs)

      Essa deve ser a segunda vez q vc me indica pra um desafio bacana que vejo apenas bem depois e não vou fazer... >.>
      Ainda sim agradeço a lembrança ^^'

  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2020-12-21 20:28:02 -0200 Thumb picture

    Top 10 Best PS4 JRPGs So Far (Ports & Remakes)

    Todos sabemos que este ano não foi fácil, mas olhar uma lista destas é de dar uma tristeza...

    These are my picks for the best JRPG ports, remakes or remasters on the PlayStation 4. Some really amazing games here. Landon, Erick.

    Olha a lista do cara...
    1 - Dragon's Crown Pro - Não consigo enxergar nesse jogo um RPG. Ele tem elementos de RPG, é verdade, cidades, equipamentos. Mas o que predomina nele é a ação, e eu o enquadraria como Beat them up, já que ele é claramente inspirado em Dungeons e Dragons Shadows over Mystara. Até poderia qualificá-lo como um dungeon crawler, já que o jogo, até onde joguei, é baseado me missões que você faz em locais tipo dungeons (em cenários abertos, florestas, cavernas), volta par a cidade, entrega a quest, pega dinheiro e xp, compra equips, evolui bonecos, pega quests, etc...
    2 - Trials of Mana - bem, jogo bem mediano. É um Rpg, sim, mas achei bem superficial pela demo que joguei, não caberia, nunca, numa lista de top 10 JRPGS so far em posts/remakes...

    3 - Ys - Memories of Celceta - Um respeitado JRPG de ação. Uma tacada dentro, pelo menos. Não joguei, então não posso opinar muito, mas parece que RPG e ação caminham ali meio a meio, mas ok.

    4 - Langreisser 1& 2 - RPG Tático... ok...

    5 - Tales of Vesperia - Pra mim, a primeira tacada dentro. JRPG, bons diálogos, eu poderia considerá-lo um dos melhores.

    6 - Final Fantasy VII Remake - É o Remake de 1/3 de jogo. Gráficos excelentes. Tifa. Aprecio os dois últimos, e só. Teria que esperar sair as outras x partes para avaliar. Mas pra mim, a julgar pela demo que joguei e terminei, é ação demais pra RPG de menos. Não constaria nesta lista porque se trata de parte de jogo - não jogo todo.

    7 - Trails of Cold Steel - 2º nome justo, e o 1º de turnos até agora nos padrões mais antigos que não é tático.,

    8 - Valkyrie Chronicles - Remastered - Tático, e bem conhecido e aclamado. 

    9 - Odin Sphere Leifthrasir Remaster - Bom, já vi meu irmão jogando, e tem muita ação e craft. É um RPG bem fora dos padrões comuns. Você ganha levels comendo, é baseado em cenários, com um boss ao final e ranking. 

    10 - .hack//G.U. Last Recode - Remaster com 3 jogos da série mais epílogo

    Aí me pergunto: não caberia aí, Planescape:Torment? Neverwinter Nights? Baldur's Gate? Skyrim Especial Edition? Divinity : Original Sin Enhanced? Ni no Kuni Remastered? Shen Mue 1 e 2? FF XII Zodiac Age? Darkest Dungeon? Cosmic Star Heroine? Star Ocean First Departure? Dragon Age: Inquisition?????

    Bom, só por aí já dá pra fazer uma lista melhor, lembrando que o objetivo do video era marcar o top 10 de ports e remakes...

    Mas o mais triste, mesmo, é ver a quantidade de RPGs com turno não táticos na lista... Parece que RPG e Ação se casaram mesmo, e é difícil ver um cenário em que novos lançamentos não indies vão engressar a lista de JRPGS de turno. Felizmente, temos o Yakuza like a dragon como exceção neste ano... Vejamos o que o próximo ano nos reserva...

    Dragon's Crown Pro

    Platform: Playstation 4
    44 Players
    2 Check-ins

    18
    • Micro picture
      _gustavo · 2 months ago · 2 pontos

      O Eric Landon só fala de JRPG roots kkk, os Western tipo Planetscape, Neverwinter, Divinity, são ótimos jogos mas não são Japa então ele nem fala mesmo

      4 replies
    • Micro picture
      reasel · 2 months ago · 2 pontos

      isso pq dificilmente algum jrpg tem o roleplay liberado, o termo ja foi usado em varios jogos assim e não há o que fazer

      2 replies
    • Micro picture
      jcelove · 2 months ago · 2 pontos

      Infelizmente tem cada vez menos jrpgs por turno pq a geração atual não tem paciência pra jogar jogo por turno.

      Fazer combates em tempo real aumenta bastante a chance de um não iniciado e propor a jogar, mas apesar de ficarem meio ofuscadosainda sai coisa legal por ai como o P5, DQ 11, VC 4, world of FF, CSH, Yakuza Like a Dragon...

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...