2017-12-30 11:23:31 -0200 2017-12-30 11:23:31 -0200
caco02 Marcio Garcia Seufitele Pinto Featured

Games, libido e a arte de ganhar em cima.

Single 3582509 featured image

Ontem eu tomei coragem e resolvi ler o famigerado artigo que mexeu tanto com o @gradash e @juninhonash e ao abrir o artigo já vi que o(a) escritor(a) quis levantar seus pontos mas estava mais desesperado(a) para gerar polêmica do que transmitir sua ideia, tanto pelo nome do autor(a) que já incita uma divisão, não que a ideia do artigo seja ruim, mas é muito mal executada. O começo traz uma introdução forte falando sobre a dinâmica de criação de um(a) personagem.

Antes de trazer a tona seu primeiro exemplo de um character design ruim, ela fala sobre o Hate que uma personagem que foge aos padrões comuns e realistas vai gerar com quem acha aquilo errado. Porém é um backlash mais feminino do que masculino. ( Nunca vi ninguém reclamando do Zangief ou do Sephiroth)

Em seu primeiro exemplo temos a volta de um fantasma do passado em forma de Quiet. A sniper dos Diamond Dogs que gerou tanta controvérsia, realmente o design de Quiet é realmente chamativo e a história do respirar pela pele foi algo bem fraco mesmo, mas em relação ao seu comportamento temos algo funcional. Quiet é uma assassina altamente treinada, sua função é eliminar o seu alvo sem remorso, as vezes agindo com um instinto quase que animalesco. Algo que remete bem a temática de Quiet seria Conan, Mad Max, personagens que contam com a barbárie e selvageria, um instinto primitivo que reflete em sua roupa e caso esteja realmente importunando o Player você pode sempre colocar a roupa de combate. #CrisisAdverted

O assunto de no caso a Quiet ser a unica mulher entre os membros dos Diamond Dogs se vestindo assim também foge um pouco do que realmente acontece, nos é mostrado que mesmo com roupas totalmente descabidas Quiet não precisa temer nada, na Mother Base facilmente vemos ela derrubando 4 soldados treinados como se fossem vassouras e na cena aonde ela é capturada e tentam abusar dela em uma cena tangível com a realidade da guerra ela simplesmente destruiu o acampamento todo sozinha enquanto algemada. 

Pois se o caso de Hideo fosse a erotização banal da atiradora de elite em roupas disfuncionais, teríamos Sniper Wolf de maiô no frio da Antártida, a Boss lutando de Lingerie no campo florido, Naomi Hunter de Tiazinha, Para-Medic como enfermeira de filme pornô, Meryl tirando a roupa quando controlada por Psycho Mantis.

O contrapeso usado é Widowmaker de Overwatch, nas palavras do artigo é dito que a personagem é sexualizada, porém não hipersexualizada, a diferença entre Widowmaker e Quiet é o quanto de roupa esta cobrindo a personagem, levando 2 personagens femininas de alta qualidade tanto em personalidade quanto em desenvolvimento rebaixando elas a um concurso de quem mostra mais o que.

São duas personagens com psique e motivações diferentes, a semelhança está no armamento e acaba ai, Widowmaker é a famosa Femme Fatale, uma mulher linda, misteriosa e cativante que irá atrair sua presa para a teia e irá mata-lá sem o minimo esforço, seus movimentos são suaves, sua pose enquanto no rapel é graciosa e é silenciosa como as sombras que a envolve. Quiet segue a mesma premissa, porém ela não tem medo de se lançar ao perigo em uma investida selvagem e destrutiva, sem medo de levantar a atenção, ela é brusca e indomável seguindo seu instinto mesmo sobre ordens.

As próximas acusadas são Ying, Katana, Laura e 2B, sendo que não conheço as duas primeiras irei me focar em Laura e 2B nessa parte do texto. Laura a nossa linda carioca judoca que senta a manjeba sem dó, a polêmica da personagem rolou muito em relação a sua roupa alternativa que consiste em um top e um shortinho ao melhor naipe baile funk. A roupa dela foi baseada em uma roupa comum para o povo e mulheres brasileiras que possuem um gosto igual ao de Laura, é algo baseado no costume brasileiro, na própria cultura do funk. Porque é errado quando é uma personagem de um jogo de luta mas não quando a TV mostra a Annita no programa de TV e no clipe com a polpa da bunda a mostra? E porque nunca se vê ninguém reclamando do Zangief só de sunga expondo todo seu corpo e na proporção irrealista de seu corpo com uma caixa torácica maor que um engradado de cerveja?

No caso da 2B o problema é algo mais ocidental do que tudo, pelo fato da nossa sociedade ter uma base católica-romana associamos muitas vezes a erotização ao pecado da Luxuria e sempre houve a repressão durante a infância do próprio sexo e sexualidade, enquanto no oriente é explorado mais a evolução do ser, então a sexualidade e libido estão lá, mas não como um objetivo ou pecado, ele só existe e as pessoas estão OK com isso.  Mesmo que muitas vezes a 2B se mostre um pouco desnuda e o jogador possa usar a câmera para ver aqui e ali, a jornada é muito mais importante que o corpo da Ciborgue. A incrível história da ciborgue que começa como uma maquina apenas seguindo sua diretriz, porém ao observar o mundo ao seu redor e a "vida" sendo criada entre o orgânico e o mecânico acaba criando uma consciência sobre o que é a vida e o que está a sua volta.

As vezes em busca de um motivo para desavença acabam diminuindo a personagem ao que ela veste e suas curvas, um grande nome vem a mente quando penso nisso: Bayonetta!

A bruxa de Umbra, uma mulher tão poderosa, empoderada quanto sexy. Alem da sua personalidade forte a ponto de ser mais interessante que Dante, temos uma mulher inteligente, extremamente poderosa, uma hábil guerreira capaz de usar diversas armas e que bater de frente tanto com deuses quanto com demônios, um dos poucos títulos a levar 40/40 da Famitsu. Todos esses motivos são ótimos para exaltarmos Bayonetta como uma personagem incrível, porém sempre apontam a falha de como seu cabelo se comporta durante seus Summons. Porque uma mulher tão independente, poderosa, segura de si e confiante na vida real teria vergonha de usar seu poder máximo? O problema está no personagem ou em quem está jogando?

Outro grande problema é diminuir as personagens que tem poder para algo minusculo apenas por que seu papel parece inferior. Por exemplo temos a Princesa Peach, todos amamos ela, ela é engraçada, é uma personagem carismática e extremamente poderosa, porém é sempre capturada pelo vilão Bowser e para resgata-lá controlamos o oposto de qualquer herói, ele não é alto, não é forte e não é charmoso nem mesmo é um príncipe, ele é o Super Mario um encanador, baixinho, gordo. Reduzir a Peach a simples donzela em perigo é algo que a mídia vive fazendo. Porém a mesma é alvo exatamente por ser tão poderosa, e porque nunca mais se falou da Pauline nessa mesma mídia, a antiga captiva de Donkey Kong hoje prefeita da "Nova York" de Mario Odissey. A Nintendo sempre foi campeã em trazer ótimas personagens. Zelda, Samus, Peach, Rosalina, Sheika, as mulheres Gerudo. Porém todas são deixadas de lado pois não geram polêmica.

Algo que me deixa muito triste é ver como esse pessoal que clama por uma heroína incrível segue e clama apenas o Mainstream, Remember Me floppou de tal maneira que parecia um tijolo caindo do ultimo andar de um prédio, Alien Isolation é o que? é de comer?

O que mais me deixa triste é o caso de Hellblade: Senua's Sacrifice. O jogo é lindo, a trilha sonora é um prazer aos ouvidos, a história é cativante, emocionante e uma luz no fim do túnel para pessoas com dificuldades psicológicas e emocionais. Agora porque um jogo com uma personagem tão complexa e bem desenvolvida, com um ótimo crescimento dentro da história floppou tanto? Você sabe que algo está errado quando os troféus de capitulo apresentam a classificação de Muito Raro.

O que me deixa tanto puto quando triste com isso é porquê não importa, no final do dia a personagem mais incrível pode surgir porém o que ira gritar mais alto na boca e na mente daqueles que não querem se sujeitar a procurar conhecer o personagem será o tamanho da roupa da personagem e o tamanho de sua pretensão e ego em busca de motivos para gerar discórdia. Não porque o que é apresentado é ruim, mas sim porquê muitas vezes não aceitam que algo bonito e bem feito pode ser feito fora do que você acha certo.

O que importa é a briga e a divisão do publico, é necessário que haja sempre polêmica e briga, existem personagens sim que são criadas com intuito disso. Porém as que realmente importam sempre serão descartadas e deixadas de lado pelo simples fato de não gerarem polêmica.

Hellblade: Senua’s Sacrifice

Platform: Playstation 4
367 Players
108 Check-ins

69
  • Micro picture
    seufi · almost 2 years ago · 6 pontos

    Sexualizar o personagem chamando atenção para peito, bunda, é fácil, difícil é evoluir a personalidade dele/dela. E quando isso acontece, como disse o artigo, o personagem se resume a sua design físico, sendo que o mais importante está fora da superficialidade. História, desenvolvimento, diálogo... Isso constrói um personagem de verdade, torna ele maior do que o jogo. Infelizmente, muito se atém à superficialidade gráfica, em detrimento da "alma" do personagem...

    1 reply
  • Micro picture
    jacaregames · almost 2 years ago · 6 pontos

    Realmente gostei do seu artigo, vou apenas fazer algumas observações: Existe diferenças culturais que dão outro significado ao um zangief ou conan semi nus e a personagens femininas, no caso de homens , as coisas estão ligadas a masculinidade, ao macho alfa, ao poder e não submissão, no caso feminino(não nos que vc citou, deixo claro isso ) esta mais relacionado ao corpo como objeto, como algo apenas de desejo, um exemplo claro disso foi no filme , que sou muito fã, de star trek darkness, onde a doutora aparece semi nua por nenhum motivo a não ser aparecer. No caso particular que citastes tem o porem que todas essas mulheres são extremamente poderosas fisicamente, o que infelizmente não se emula na realidade.
    ps: Remeber me e senua são jogões.

  • Micro picture
    gradash · almost 2 years ago · 6 pontos

    Artigo foda pra cacete manolo! Segura este like!

    Sobre porque ignoram as personagens fodas e focam sempre na mesma coisa? A resposta é absurdamente simples. Feminazis NÃO JOGAM, não CONSOMEM, não PARTICIPAM DE NADA, são pessoas completamente fechadas em seu mundinho de Medium, Tumblr e Facebook em bolhas absurdas (afinal estas plataformas fecham você em bolhas). Por que elas reclama sempre da mesma coisa? Por que só veem a mesma coisa.

    Normalmente estes grandes games mainstream são tão grandes que vazam da mídia gamer e é por isto que estas pessoas veem. Eu sempre digo, se você pegar um jogo de PC foda pra caralho e sexualizar pra caralho as personagens femininas e ele vender pra caralho, você não vai ver feminazi enchendo o saco, mas basta um jogo de console fazer o mesmo que elas piram. O motivo? Jogos de console chegam mais facilmente a elas que não consomem enquanto PC consegue se manter away do universo fechado delas.

    Existem feminazis que jogam? Sim, mas pode ver que reclamam mas sempre jogam a MESMA COISA. Procurar outros jogos, gêneros e estilos? Nem fudendo pois é mais fácil reclamar de algo que procurar o que é feito pra você.

  • Micro picture
    harpuia · almost 2 years ago · 2 pontos

    Algo que resume bem isso tudo é o fato de ficarem criticando no caso de várias personagens femininas nas multimidias (jogos, filmes, séries, etc.) mas não abrirem a merda da boca pra falar um "a" do clipe novo da Anitta, inclusive a mulherada tá comprando biquíni de fita isolante agora por influência desse lixo, pois só tem chorume na cabeça. E nego ainda não sabe porquê o Brasil não vai pra frente.

  • Micro picture
    sannin · almost 2 years ago · 2 pontos

    Gostei do que você disse sobre o Ocidente/Oriente.
    Como você disse, aqui no Brasil tem essa cultura podre, de um lado os católicos/religiosos demonizando a sexualidade, do outro a cultura funk fazendo totalmente o contrário.
    Ou seja, uma vez que existe tal proibição, existe uma força contrária e equivalente.
    Dois lados extremos e desnecessários.
    Enquanto isso no Oriente, Japão e etc, consideram sexualidade como algo bonito e normal.
    Fazem até festa celebrando o orgão sexual.
    Nada comparado ao extremismo visto aqui no Brasil.

  • Micro picture
    kratos1998 · almost 2 years ago · 3 pontos

    É mais fácil criticar do que elogiar, é por isso que as pessoas só querem ver os problemas. Poxa, a Boss é uma das personagens femininas mais fortes que já vi em qualquer mídia, assim como tantas outras que vc citou. A verdade é que as pessoas só querem achar um motivo pra polemizar, é triste. Passam mais tempo querendo dar uma de intelectual que critica erotização que nem pára pra analisar o jogo em si, refletir, tanta coisa boa pra ver e a galera fica nessa de erotização.

    1 reply
  • Micro picture
    tassio · almost 2 years ago · 3 pontos

    [femminazi genérica #2655677]

    Hurr Durr vai estudar e para de escrever bosta.

    1 reply
  • Micro picture
    artigos · almost 2 years ago · 1 ponto

    Parabéns! Seu artigo virou destaque!

  • Micro picture
    igor_park · almost 2 years ago · 1 ponto

    Muito bem escrito seu artigo, seria interessante ver a opinião da pessoa que escreveu o artigo lá no medium sobre esse texto

    2 replies
  • Micro picture
    diogoskark · almost 2 years ago · 1 ponto

    Alguém poderia mandar o link do tal artigo?

    2 replies
  • Micro picture
    darlanfagundes · almost 2 years ago · 1 ponto

    Estou gostando de ver a galera lendo! Rsrsrs!

  • Micro picture
    zefie · almost 2 years ago · 1 ponto

    Eu achei que o autor/autora foi bastante infeliz em ter usado a Laura e 2B como exemplo, mas na questão Quiet x Widowmaker eu até vejo sentido (embora, como eu não joguei o The Phantom Pain, não sei o quão bullshit é o background da Quiet).
    Teria valido mais à pena se ele tivesse usado a Jessica de Resident Evil Revelations como exemplo http://vignette2.wikia.nocookie.net/residentevil/images/5/55/Jessica_unused_renders.jpg o design dela não faz sentido nenhum para o ambiente em que ela está.

    11 replies
  • Micro picture
    manoelnsn · almost 2 years ago · 1 ponto

    Essas pessoas que reclamam de character desing não condizente com a realidade se esquecem(ou simplesmente ignoram) o character development dos mesmos. O próprio overwatch usou desse tipo de gente como propaganda a seu favor, já que diminuíram a bunda da Tracey para aquela coisa chapada por puro marketing gerado pela polêmica(tanto que as outras personagens não foram afetadas, pelo que eu saiba).

    Até mesmo a autora do artigo em questão usa Lara Croft como exemplo a ser seguido... Mas espera, não é essa a personagem que só fez sucesso na época(e só é lembrada hoje em dia) pelos peitões quadrados não condizentes com a realidade? Essa galera devia parar de escrever esse tipo de coisa pífia e se focar em jogar, que é o que importa

    2 replies
Keep reading → Collapse ←
Loading...