sentinelas_azuis

Persona para discutir Lores da Série Dark Souls

You aren't following sentinelas_azuis.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • _gustavo Luis Gustavo Da Luz
    2018-04-03 12:32:35 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Dark Souls Remaster recebe novidades

    Diversos novos anuncios para o Remaster de Dark Souls que sai em Maio foram feitos hoje, em conjunto com a disponibilidade de um gameplay do game rodando no PS4

    Na parte gráfica Dark Souls Remaster rodará em 4K Nativo no PC, e 4K Upscale no PS4 Pro e One X, todos em 60fps . No Switch o jogo rodará em 1080p no Dock e 720p no modo portátil, com 30fps em ambos os casos

    No Online, o número de jogadores foi elevado de 4 para 6, para isso os jogadores precisarão do item Dried Finger, que antes era disponível em Painted World of Ariamis, agora poderá ser encontrado com o mercador em Undead Burg. O sistema de Matchmaking de Dark Souls 3 também será utilizado, além disso o sistema de coop será facilitado, caso o jogador invoque um amigo com level mais alto, o level do companheiro será ajustado ao seu

    No PVP apenas o Estus Flask será permitido. Quando um jogador derrota um fantasma invasor os Estus serão restaurados, similar ao de descansar em um bonfire

    Na parte de gameplay, um Bonfire foi adicionado ao lado do Blacksmith Vamos. Covenants poderão ser alterados ao descansar no Bonfire

    E o online deixará de ser P2P e rodará em server dedicado

    O jogo chega dia 25 de Maio

    Dark Souls Remastered

    Platform: PC
    100 Players
    48 Check-ins

    41
    • Micro picture
      gradash · over 2 years ago · 3 pontos

      O que notei é que virou Dark Souls not so Dark.

    • Micro picture
      guilherme_gondin · over 2 years ago · 2 pontos

      "No PVP apenas o Estus Flask será permitido. Quando um jogador derrota um fantasma invasor os Estus serão restaurados, similar ao de descansar em um bonfire" interessante.

    • Micro picture
      diegolvf · over 2 years ago · 2 pontos

      E começou o xororô. Hoje no facebook já tinha gente criticando porque foi feito o remaster do DS, mas não o Demon Souls, pessoas dizendo que o DSfix é melhor que o jogo resmasterizado...
      Eu sabia que isso ia acontecer. O pessoal não fica contente com nada...

      2 replies
  • 2018-03-23 20:38:18 -0300 Thumb picture

    Boas Vindas a Olaphis?

    Medium 3613091 featured image

    Bom dia, boa tarde ou boa noite galera! Hoje apresentamos a vocês a nossa mais nova lore! Nós iremos abordar dessa vez, sobre uma terra muito antiga e esquecida que um dia esteve no mesmo lugar em que Drangleic está situada. Não falaremos apenas disso, também iremos contar a vocês a respeito de um dos mais poderosos e inteligentes feiticeiros de Dark Souls ll. Iremos falar sobre a sua jornada pela terra esquecida, sobre suas criações e também a sua ascensão e ruína.

    Olaphis o reino ancestral de Drangleic, desde de sua queda, muitas eras se passaram, muitos reinos emergiram e sucumbiram até que Drangleic veio a surgir. O Reino de Olaphis era, na época uma terra de feiticeiros e piromantes. Grande parte de sua população se dedicava aos estudos de magias e piromancias avançadas.

                                                    (Imagem meramente ilustrativa)

    Olaphis assim como os reinos que vieram antes e os futuros reinos que estavam por vir, também estava presente no ciclo da maldição. Quando a maldição dos mortos-vivos enfim começou a se propagar pelo reino, o Rei Elvis (de acordo com Straid em um dos diálogos excluídos da versão final do jogo) então soberano de Olaphis, começou a ter diversos lapsos nervosos onde o levou tomar alguma medidas nada ortodoxas, como exílio e apreensão de boa parte de sua própria população.

    Acredita-se que com base nos diálogos de Straid, a Bastilha Perdida é uma antiga construção remanescente do antigo Reino de Olaphis, construída para conter o surto da maldição exilando os mortos-vivos para longe da segurança do reino.

    “Os amaldiçoados foram presos dentro desta terra. Claro, você veio por sua própria vontade. Heh heh… 

    As pessoas temiam os amaldiçoados como uma praga. Algumas pessoas preferem manter coisas terríveis fora da vista, fora da mente. No final, eles os varreram e os encurralaram aqui.

    Tão típico de mentes fracas, você não acha? Uma vez que as pessoas se conscientizassem de sua própria fragilidade… Eles capturavam qualquer um que eles achassem indesejável, amaldiçoado ou não, e os confinavam aqui. 

    Quem quer que representasse a menor ameaça, era removido. Tudo para que pudessem dormir melhor à noite. Eles até transformaram o grande Straid em uma pedra! Hah hah!”

                                                 (Diálogo de Straid de Olaphis)

    O lendário feiticeiro Straid foi convidado ao antigo Reino de Olaphis por causa do seu vasto conhecimento sobre o desenvolvimento de feitiços e piromancias, ele era um feiticeiro extremamente talentoso e bem versátil. Durante sua estadia, o Arcano desenvolveu seus próprios feitiços e piromancias, bem como a (Heavy Homing Soul Arrow, Homing Soul Arrow, Soul Bolt) e (Flame Swathe, Lingering Flame). Por ter uma personalidade muito curiosa, ele nunca se acomodava por muito tempo em um único lugar, vivia quase como um nômade transitando entre os reinos em busca de conhecimento. Porém a cidade acabou por ser a sua última e trágica moradia, por ser alguém obstinado e muito influente, as pessoas começaram a teme-lo, até mesmo seu atual suserano tinhas sentimentos negativos por sua pessoa, mesmo tento servido a casa real . Mas claro que o modo como Straid se portava contribuía a essas suspeitas, arrogância e orgulho haviam subido a sua cabeça, nada mais do que compreensível aqueles que detém tanto poder e sabedoria. Mas tudo tem um final e para o arcano não fora diferente, o rei criou uma armadilha onde levou o arcano ao estado petrificado por eras, sendo muito tempo depois curado pelo Bearer of the Curse

                                                                      Black Hood

         “Straid foi convidado para o antigo reino de Olaphis por sua sabedoria, 

                     mas sua profundidade era tal que as pessoas logo o temiam, 

                         e no final, Straid foi levado a uma armadilha terrível.”

    E chegamos ao final de mais uma história, um reino que mesmo usufruindo dos recursos mágicos daqueles que os serviram, preferiram submeter ao medo e desconfiança, seguindo o caminho da traição e vergonha. 

    Autor: @namelesspinto

    Revisão: @hizaki.

    Dark Souls

    Platform: Playstation 3
    3182 Players
    639 Check-ins

    23
  • 2018-03-16 01:40:29 -0300 Thumb picture

    As Musas das Chamas

    Medium 3610924 featured image

    Eaeeee pessoal beleza? Mais um dia, mais uma lore desbravando a delícia do universo Dark Souls e para isso estamos aqui. Queridos sentinelas, hoje iremos falar com ênfase em nossas mais graciosas musas, as amadas e misteriosas Firekeepers, pois mesmo sendo um dos elementos principais da série, existem poucos materiais que as descrevem. Bem...sem mais delongas, bora para lore.

    Firekeepers ou Guardiãs do Fogo, jovens mulheres que dedicam suas vidas para manter acesas as fogueiras ao redor do mundo, sendo uma manifestação da fogueira que a representa. No início da era do fogo, havia uma firekeeper para cada fogueira, porém com desvanecimento da chama primordial, seus números foram periodicamente diminuindo até restar um número bem parco.

    Seus poderes são vastos, podendo canalizar as almas e redistribuir ao seu bel prazer, sua essência imortal, mesmo sendo levadas a óbito, uma vez que suas almas especiais forem devolvidas a seus devidos corpos, seu renascimento é garantido. Também são criadoras dos Estus Flask, um licor capaz de recuperar a saúde dos undeads e seres vivos.

    Mas ser uma firekeeper não é somente flores, o processo envolvido requer muito poder das jovens candidatas e o mais importante, como parte do ritual para ligá-las a suas respectivas fogueiras, o sentido da visão é totalmente privado, tendo seus olhos arrancados. Mas mesmo com essas adversidades seus status como guardiã não estão assegurados. Abaixo falaremos das principais Firekeepers que apareceram na saga souls…

    Ao chegarmos em Firelink encontramos a nossa primeira musa, Anastacia de Astora, uma jovem encarcerada em uma prisão de pedra e ligada a fogueira do local, inicialmente a guardiã é muda e provavelmente suas pernas foram mutiladas para que não fugisse. Ao decorrer do jogo, sua vida é tomada por Lautrec de Carim, que cuja ao primeiro contato alega que possui uma missão a ser cumprida.

    Quando sua alma é recuperada e sua vida restituída, assim como a fogueira que a mesma protege, volta a ser ligada, percebemos que na verdade Anastacia havia perdido o dom da fala graças a sua língua cortada. Ela nos revela que seria melhor não ter recuperado esse dom, cuja língua é impura.

    Obr, obrigada…

    Eu sou Anastacia de Astora

    Agora vou continuar os meus deveres como uma guardiã

    Mas…

    Eu só espero que minha língua impura não faça ofensa

    Já o NPC Crestfallen menciona que a vila natal da firekeeper, a mutilaram para que nunca menciona-se o nome dos deuses em vão. O que nos leva a crer que a missão que Lautrec foi imcubido, tenha sido dada por Fina a Deusa, conhecida por sua “beleza fatal”. Lautrec era seu fiel seguidor e faria de tudo pelo amor de sua divindade.

    Elmo do Favor

    Elmo de Lautrec, o Abraçado,

    Representando o amor da Deusa Fina.

    Durante sua solidão, ele largou tudo,

    Pois acreditava no amor que a deusa tinha por ele

    Fair Lady é a nossa próxima musa, encontrada abaixo dos domínios da Bruxa do Chaos Quelaag em Blighttown, a firekeeper possui a metade inferior de seu corpo transformado em uma aranha deformada, enquanto a superior de uma linda garota. Sua origem remetem a Lost Izalith, sendo filha da antiga senhora das chamas a Bruxa de Izalith, porém após a tragédia a sua cidade natal e sua família, se refugiou junto de sua irmã próximo a cidade pestilenta.

    A moça mostra sinais de incapacidade de locomoção e problemas psicológicos, pois seu idioma é incompreensível sem o uso do Old Wicht’s Ring e mesmo assim, Fair Lady nos confunde com sua irmã. É provável que seu atual estado, tenha sido fruto da massiva quantidade de pus que havia ingerido da população que residia em Blighttown.

    Fair Lady lidera a convernante do Servos do Caos, pacto basicamente constituído pelos moradores salvos pela donzela e tem como missão entregar continuamente humanidades para que alivie sua dor.

    Darkmoon Knightness, a única firekeeper em toda a saga souls, com habilidades físicas capaz de chutar o traseiro do Chousen Undead, usa uma armadura completa e duas armas. Antes de alcançar seus status, ela foi uma undead errante que vagou por Lordran até chegar em Anor London, lá seu destino fora totalmente mudado. Encontrou na bondade de Gwyndolin, uma nova razão para viver, tornando-se uma das lâminas da lua, a guarda real que protege o anonimato do deus Dark Sun, que sustenta através de seu poder a ilusão da capital dos deuses sendo banhada pela luz do Sol. E não menos importante, como guardiã da fogueira da capital.

    Elas instrui o jogador a procurar nos aposentos da princesa a divina revelação, mas sua gentileza acaba ao menor sinal de traição e uma triste batalha é desbravada.

    E chegamos ao final da primeira parte dessa lore pessoal, abordamos todas as firekeepers de DS1, a próxima parte iremos focar nas divas dos dois restantes. Esperamos que tenham gostado e que aguardem a segunda parte, os Sentinelas Azuis agradecem o constante apoio.

    Autor: Equipe@sentinelas_azuis

    Dark Souls

    Platform: Playstation 3
    3182 Players
    639 Check-ins

    38
    • Micro picture
      mbizonsp · over 2 years ago · 2 pontos

      Por favor seria possível me marcar na próxima postagem??

      1 reply
  • salvianosilva Salviano Silva
    2018-03-12 11:35:53 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Rumor: Remake de Demon's Souls pode estar em produção

    Hoje, revelou-se que, após o recente lançamento do impressionante remake de Shadows of the Colossus para PlayStation 4, o desenvolvedor da Bluepoint Games continuará a trabalhar com outro remake.

    A notícia vem do presidente e co-proprietário do Bluepoint, Marco Thrush (via Eurogamer), que quando perguntado se a equipe de arte trazida para Shadow of the Colossus seria usada para um jogo original, respondeu: "Bem, nós podemos, mas estamos fazendo outro remake ".

    Thrush continua:

    "Este projeto [Shadow of the Colossus] nos serviu como um ótimo ponto de crescimento da equipe de arte até o ponto em que podemos assumir um jogo Triplo-A de grande conteúdo artístico. Então, agora nosso próximo passo é, vamos melhorar a direção de arte, vamos melhorar o motor gráfico, vamos melhorar o fluxo de trabalho para os artistas, vamos crescer no lado da arte mais para lidar com o nosso próximo projeto, porque é um pouco maior. E nosso próximo foco é: tudo bem, vamos trabalhar no design e adicionar novos itens para chegar ao próximo remake, porque agora esse é o nosso único foco para garantir que é aí que colocamos nosso tempo e todos os outros, eles já estão em um nível suficiente para que possam fazer".

    Além disso, enquanto falava com o Eurogamer, Peter Dalton, diretor técnico da Bluepoint, notou que não só o estúdio cresceu em equipe, cresceu em habilidade, algo que será importante, pois ele busca desenvolvimento original e se posiciona para que quem venha com um projeto, o estúdio seja capaz de lidar com isso.

    Quando pressionado sobre o que eles poderiam estar trabalhando, Thrush obviamente permaneceu tímido, mas ele disse que a equipe está "realmente animada", e que ele pensa que os jogadores também estarão quando descobrirem o que é.

    Tudo dito, a questão é: em que remake a Bluepoint Games esta trabalhando? Bem, dado que são os últimos três remakes/remasters, todos foram propriedades da Sony - Uncharted: The Nathan Drake Collection, Gravity Rush Remastered e Shadow of the Colossus - não poderia ter chance melhor do que a Bluepoint volte a trabalhar em algo do passado do PlayStation. Um dos jogos mais comumente jogados na Internet, uma vez que as notícias acima se referem a um clássico de culto, Demon's Souls.

    Curiosamente, o Bluepoint revelando que está trabalhando em outro remake justo depois da Sony recentemente ter encerrando os servidores de Demon's Souls, pouco depois do aniversário de nove anos. No momento, nenhuma razão definitiva foi fornecida, embora ter mais de nove anos não é uma ruim. No entanto, na ausência de um motivo, muitos fãs começaram a especular e sussurrar as palavras de um remake do PlayStaton 4, especialmente depois do recente anúncio do remaster de Dark Souls.

    Então, no início desta semana, a Atlus USA (a editora do jogo na América do Norte), renovou a marca registrada com a ESRB para Demon's Souls no PlayStation 3. Agora, isso poderia ter algo a ver com o fato de que depois que os servidores do jogo estavam fechados, vários jogadores aceitaram criar servidores privados para o jogo, algo que a Sony talvez não tenha gostado muito. Ou, é possível que a marca registrada tenha algo a ver com um remake do PlayStation 4 (disse enquanto sussurra).

    No passado, o criador de Demon's Souls, Hidetaka Miyazaki, observou que um remaster/remake poderia acontecer, no entanto, não seria do desenvolvedor original do jogo, FromSoftware. Miyazaki, muitas vezes incomodado com perguntas de um remake de Demon's Souls, também apontou que tal decisão só pode vir da Sony, que possui os direitos sobre a propriedade(Demon's Souls).

    Por fim, como você pode ver a partir da citação de Thrush acima, o que quer que o Bluepoint esteja trabalhando, é maior do que Shadow of the Colossus, algo que Demon's Souls se encaixa.

    Tudo isso deve ser 100% digerido como um rumor, com os servidores do jogo original encerrados recentemente, a marca registrada renovada, a Bluepoint revelando que seu próximo projeto é um remake, tudo parece estar direcionado para um remake de Demon's Souls para PS4. Além disso, quando você faz parte do público do culto do jogo, que estaria gritando pelo remake, o sucesso que a Sony encontrou com o Bloodborne, o recente anúncio do remaster de Dark Souls, o histórico da Bluepoints com a Sony e a crescente demanda do mercado por esse tipo de jogo, parece óbvio que o Bluepoint está trabalhando em Demon's Souls. Mas, novamente, leve tudo isso como rumor.

    Se Bluepoint estiver realmente trabalhando no Remake de Demon's Souls, então talvez espere um anúncio na E3 mais tarde deste ano, dado que é onde o Shadow of the Colossus Remake foi revelado pela primeira vez.

    FonteComicbook

    Demon's Souls

    Platform: Playstation 3
    3002 Players
    582 Check-ins

    42
    • Micro picture
      roberto_tio · over 2 years ago · 2 pontos

      Espero que sim, esse eu ainda não joguei, não tive PS3

    • Micro picture
      jorgegt · over 2 years ago · 2 pontos

      Amém!

    • Micro picture
      raiden · over 2 years ago · 2 pontos

      Tomara mas só acredito vendo. Remake? Se for será no máximo mais um remaster. Mas se for mesmo remake a comunidade irá a loucura inclusive eu! XD

      4 replies
  • 2018-03-08 21:48:15 -0300 Thumb picture

    A Verdade sobre a Traição

    Medium 3608669 featured image

    Praise the Sun meus caros Sentinelas Azuis…

    Estamos mais uma vez deixando sua jornada em paz, eis que uma vez adere ao Pacto Caminho Azul, nós Sentinelas Azuis vamos garantir sua jornada até que o Dark Spirit caia…

    Bom galera, depois de um tempo que terminei Dark Souls II e Dark Souls II Scholar of the First Sin, tomar aquela surra federal do Fume Knight na Torre das Brumas, algo me deixou totalmente com dúvidas em relação a um NPC…”Licia of the Lindelt”.

    Um fator mais ainda que me deixou mais curioso, é que ela acaba sendo uma “Traidora”, quando você está munido em seu inventário o com o Orbe do Olho Destruído, ele começa a se agitar quando chega perto dessa bela moça que está a empregar seus milagres.

    Um fator mais curioso, quando me deparo com ela na primeira vez na Torre de Chamas de Heide, após derrotar o Cavaleiro Dragão, você sobe as escadas e ao acender a fogueira, você encontra ela pela primeira vez, ajoelhada em momento de prece.

    Ao iniciar um diálogo, até esgotar todas as suas falas, se você não compra nada com ela de início, ela sarcasticamente te solta o diálogo:

    “...os Deuses desaprovam aqueles que são mesquinhos com Almas”

    Até então, vamos seguir a jornada, pois muito se espera durante o caminho que me levará aos 4 grandes Anciões.

    Durante a sua jornada, se segue um roteiro, você passará pela Floresta dos Gigantes Caídos, irá enfrentar o Perseguidor e o Último Gigante Caído, seguindo de volta para Majula, indo para Torre de Chamas de Heide, derrotando o Cavaleiro Dragão, passará por ela, trocará umas ideias, se não comprar nada, ela soltará seu sarcasmo, mas saberá que se seguir para milagres, ela é a pessoa certa para adquirir alguns ao subir sua Fé.

    Seu caminho segue pelo Cais de Ninguém e uma batalha contra Sentinela Flexível, velejar as águas de Drangleic, chegar na Bastilha Perdida, uma batalha épica contra as Sentinelas das Ruínas. Ah, não esquecendo de passar no Campanário Lunar e visitar as Gárgulas do Sino, ir para Elevação da Pecadora, acender sua primeira fogueira primordial. E vou-a-lá, estamos em Majula novamente.

    Ao partir novamente de Majula, seu segundo ponto é, Souto do Caçador, onde na passagem que seguimos para Heide, ao descer as escadas, nos deparamos novamente com ela, Licia de Lindelt, chegou ali naquele local, e ela passa a informar que aquele local tem duas passagens, e como de bom grado para ganhar “sua confiança” e mais 2000 almas, ela fica disposta a mostrar como efetuar a mudança de caminho, a fim de “ajudar” sua jornada.

    Com o caminho descoberto, porque Licia nos mostrou que podemos contar com sua ajuda para algo durante sua jornada, vamos seguir o caminho, já que uma vez, ele prossegue para nosso Segundo Ancião, uma alma poderosa que está em Iron Keep, Old Iron King.

    Ao retornar em Majula, pois a Segunda Fogueira Primordial está acesa, Shanalotte acaba informando que você consegue uma segunda alma poderosa, e com isso você se torna mais forte.

    Durante toda a sua jornada, ao derrotar Amada Duke de Freja e The Rotten, alguns NPC’s lhe oferecem ajuda, e você acaba encontrando seu sinal de ajuda. Porém, ela é a única que se dispõe no início de sua jornada ajuda, porém não o ajuda, até mesmo Pate e Creighton que não são lá confiáveis, acabam dando aquela ajudinha (O Último Gigante Caído e Senhor dos Esqueletos).

    O curioso depois de passar por uma grande jornada, e ao chegar no Castelo de Drangleic, antes mesmo de você conseguir conversar com Nashandra, a rainha daquele reino. após passar por uma sala que literalmente cospem dardos de veneno e outra sala com 3 guardas de Syan, você acaba sofrendo uma invasão...sem se identificar, vem com o nome “Usurpadora Desconhecida”.

    Opa, quem é este invasor???

    Sim galera, é Licia de Lindelt, ela vem com este nome, apenas para poder te matar e se apoderar de algo que você conquistou. Algo que só ela percebeu, mas durante sua jornada por este reino acaba despercebido por você.

    Quando você vai em busca da verdade sobre o que aconteceu com o Reino, e em busca do Anel do Rei, para abrir novas áreas, ao chegar na Cripta dos Mortos, ela novamente aparece, com uma obstinação em matá-lo e conseguir o que tanto quer.

    Mas, seus planos falham...ao ser derrotada novamente, ela acaba não fazendo nada…

    Até quando você aparece com o Orbe do Olho Quebrado, e ele se agita ao chegar perto dela…

    Quando utilizar o item, ele acaba por invadir o mundo de Lícia, que a mesma acaba por proferir palavras:

    “Maldição...Você me confundiu?

    Pelo menos agora posso acabar com você, sem culpa! Hah hah!”

    Isso acaba por acontecer quando você a invade e ela percebe que você a descobriu, até então não sem perceber o diálogo anterior.Ela é um pouco chatinha, pois tem Milagres de muita potência e pode acabar contigo, ao matá-la, você consegue o sino e a chave para mover o caminho entre Souto do Caçador e Torre de Heide.

    É galera, o que ela acaba percebendo é em sua fala:

    “Você teve uma boa viagem, eu posso ver…Você deve ter um número glorioso de almas até agora…Que maravilhoso sentimento que deve ser… Heh heh…”

    Está fala ocorre após você conseguir matar os 4 Grandes Anciões, e seguir em rumo ao Castelo de Drangleic. O motivo dela o invadir, e por conta que ela quer essas poderosas almas para si própria, por isso que o Orbe de Olho Quebrado se agita, revelando que ela é uma traidora.

    O que acharam galera?

    Comentem...especulem, teorizem…

    @armkng

    Revisão: @hizaki

    Dark Souls II

    Platform: Playstation 3
    946 Players
    404 Check-ins

    26
    • Micro picture
      hizaki · over 2 years ago · 1 ponto

      Sem contar que a história contada por ela, sobre estar em peregrinação pelo mundo, não passa de uma grande mentira. A verdade é que Licia roubou de Lindelt dois milagres da era dos Deuses, um é dropado em sua batalha, a outra se encontra em mãos de Targray O Líder dos Sentinelas Azuis

  • 2018-02-21 00:10:02 -0300 Thumb picture

    Coração Flamejante...Alma Congelante

    Medium 3603301 featured image

    Eaeeee pessoal, tudo bem com vocês? Como de praxe, trazemos mais uma lore sobre o universo Dark Souls, mas antes de tudo, gostaríamos de agradecer o constante apoio de vocês, comentando, compartilhando e seguindo nossos trabalhos ^^. Mas sem mais delongas, bora começar essa lore.

    Há muitas e muitas eras atrás, uma força avassaladora fora criada com intuito de prolongar a era abençoada, substituindo o alicerce primordial do mundo, a quase extinta Primeira Chama. Porém a criadora dessa força que também era ligada diretamente a primeira chama, perdeu o controle desse poder, resultando na origem uma raça abominável, Os Demônios. Lost Izalith fora palco desse ato cataclísmico, tomado pelo poder das Chamas do Caos e sua prole amaldiçoada, mas isso fora a muito tempo, ninguém mais se lembra ao certo dessa época, sobrando somente fragmentos de uma história quase esquecida, porém o poder do Caos permanece vivido, consumindo tudo a sua volta.

                                                               Que frio é esse?

    Eleum Loyce, uma província gélida, envolta por diversas cadeias de montanhas do mais puro marfim, localizada bem ao norte do continente. Não se sabe por quem, mas as gigantescas muralhas feita de alvenaria, foram construídas como uma linha de defesa contra um poder ancestral e das coisas que de lá nasciam, Old Chaos como nós atualmente conhecemos se encontra exatamente no subterrâneo dessa região, mas cada dia que se passava, a fúria das chamas aumentava, sendo demais para aqueles que viviam na região poderes confrontar. Foi nessa época que um certo homem vindo de uma cidade chamada Forossa, lar dos maiores cavaleiros que se tem mencionado em DS II, utilizou o poder de sua própria alma para conter o Chaos. Tempos depois viera se tornar rei daquelas terras, proclamando o título de Ivory King.

    O monarca de Eleum Loyce, construiu uma belíssima cidade dentro dos limites das muralhas e no centro dessa arquitetura a Grande Catedral, local estrategicamente escolhida para vigiar e apaziguar seu maior inimigo. Junto dessa empreitada, Ivory King contava com poder de suas fiéis sacerdotisas do reino e não menos importante, Alsanna Oráculo Silencioso.

                                                     Eitaaa maluko fodaaaaaaaa.

    Do seu trono, Rei de Marfim mantinha a prosperidade de seu povo, enquanto alimentava constantemente as chamas com a força de sua alma. Mas ao passar dos anos seu incrível vigor acabou por ser drenado, colocando mais uma vez sua terra a um perigo iminente, só havia uma coisa a se fazer, um ato nobre que poucos em sua posição ousaria pensar. O Rei traçou um plano extremamente meticuloso, primeiro deixou a tutela de seu reino em nome de Alsanna, sua pequena protegida, com o Tigre branco Aava fazendo guarda. Depois usando ao seu favor a fidelidade e o amor que sua tropa nutria pelo mesmo, marchou com seu exército de Loyce para as profundezas do Chaos.

    Seus corpos e suas vidas foram usadas como catalisadores para conter a fome devastadora das chamas diabólicas, com suas essências prezas eternamente em um inferno inebriante. Mas no fundo, aguardavam que um ser pode-se lhes conceder um descanso merecido.

                                                           A dor do Oráculo

    Alsanna se via sozinha na Grande Catedral, rezando constantemente pelas almas dos corajosos heróis e por seu senhor. A delicada donzela, uma criatura formada pelo medo de seu antigo pai Manus, encontrou na gentileza de Marfim, seu próprio lugar no mundo e a proteção de tanto ansiava. Algo bem diferente de suas irmãs, o Oráculo teve seu coração mudado por causa do rei e em seu diálogo dá a entender que havia despertado um certo amor ou respeito pelo monarca das geleiras.

    Meu querido senhor, um rei muito verdadeiro.

    Foi com sua alma magnífica

    que ele construiu Eleum Loyce ...

    ... e continha a propagação do Caos.

    Mas o Caos não seria saciado,

    e o Rei deu sua própria alma.

    Mas um fio de esperança surgiu quando Bearer derrotou Aava e adentrou em seus aposentos, Alsanna confiou ao forasteiro a tarefa de dar o devido descanso ao seu antigo senhor. Junto com os 4 Loyce Knight que permaneceram na guarda do reino, uma incrível batalha foi travada, resultando na recuperação da Coroa perdida e das almas atormentadas pelo fogo.

                                   Diferente das suas irmãs, essa parece um anjo.

                                                                     A Origem 

    Ivory King é originado do reino de Forossa, uma nação conhecida pelos antigos Lion Knight, com suas armaduras abençoadas pela proteção do deus da guerra Faraan. Quando a nação se desfez por completo, alguns viajaram por planícies buscando desafios, outros viraram adepto a atos mercenários, já o marfim buscou o poder da coroa em companhia do sábio Azal, também de Forossa.

    Como é descrito nas coroas dos antigos reis, seus nomes foram esquecidos ao passar das eras, porém o rei das terras gélidas, pode fugir a regra. Na descrição da espada “Ivory Straight Sword”, a mesma alega ter pertencido a Sir Fabbian, um cavaleiro que liderou o exército de Loyce até as profundezas do Chaos. O mais interessante é que ela só pode ser forjada com base na alma de Aava, o próprio mascote do rei, então é possível dizer que esse tal cavaleiro foi ou faz uma referência a identidade do antigo monarca, mas claro não passa de uma teoria.

    Bem pessoal, chegamos ao final de mais uma lore, esperamos que tenham gostado dessa Chronica nas terras congelantes de Eleum Loyce, os Sentinelas Azuis agradecem o vosso apoio, até a próxima.

    Autor: @hizaki

    Revisão: Equipe@sentinelas_azuis

    Dark Souls II: Scholar of the First Sin

    Platform: Playstation 4
    447 Players
    205 Check-ins

    40
    • Micro picture
      jhonatasantos · over 2 years ago · 2 pontos

      Com certeza adorei a história. Meus parabéns e obrigado pela postagem.

      1 reply
    • Micro picture
      hizaki · over 2 years ago · 1 ponto

      Melhor que a gente brisa umas 500 vezes antes de começar a escrever ksksksksksksksksks

  • 2018-02-11 16:02:58 -0200 Thumb picture

    Old Wolf of Farron

    Medium 3600305 featured image

    Praise the Sun!!! Caros Ashes One e que seguem o Caminho Azul, nós Sentinelas Azuis, vamos fazer nosso trabalho para auxiliar sua jornada e impedir Dark Spirit atrapalhe seu caminho. Trago para vocês uma Lore que terão gosto de ler, pois foi um trabalho difícil e pesquisas e mais pesquisas para conseguir passar tudo nesta Lore, e que é de nosso mais carismático NPC/Boss em Dark Souls.Em resumo, esta Lore busca a junção pelos dois games da série: Dark Souls Prepare To Die e Dark Souls III.Apreciem a leitura...

    O Lobo de Farron é o Sif. Os Abyss Watchers trabalham sob o comando de Sif, fazendo aquilo que o Sif sempre fez em Dark Souls : impedir que o Abismo volte ao mundo.

    Em Dark Souls, nós encontramos a Covenant chamada de Forest Hunters, liderada pela gata Alvina. Em um certo momento a Alvina mente para o Chosen dizendo que "não existe nenhum túmulo do Artórias na floresta e que isso aí é tudo lenda". Com esta mentira a Alvina estava na verdade tentando proteger o Sif, que certamente era um protegido da covenant, a qual era especializada em proteger a natureza daquela região, o que incluía o lobo. Porém mesmo assim nós matamos o Sif em Dark Souls.

    Darkroot Garden é o mesmo lugar que Oolacile, isto é revelado na DLC do Artorias. Oolacile foi um lugar tomado pelo Abismo e em um certo momento Artorias entrou lá com seu lobo Sif para tentar lutar contra o Abismo. Neste processo Artorias acabou sendo derrotado e o pobre Sif continuou sozinho até o dia em que nós o matamos. Proteger o avanço do abismo era a missão da dupla, porém com seu dono morto, Sif se viu sozinho como encarregado deste dever, então por isto ele vigia dia e noite o túmulo do Artorias para impedir que qualquer um pegue o anel do seu antigo dono que dá a quem usa a habilidade de andar no abismo. Na cabeça do lobo, impedir que alguém entre lá na escuridão do abismo é a melhor forma de não deixar com que a escuridão volte para a terra assim como foi no passado em Oolacile.

    O Chosen mata o Sif e no fim não sobra ninguém para vigiar o Abismo. Porém o lobo tinha aliados, estes aliados eram os membros da Forest Hunters. Alvina e seus amigos conseguiram de alguma forma manter o sangue do Sif circulando em seu corpo. O lobo em essência estava morto, pois sua alma foi tomada pelo Chosen, porém seu corpo continuou em uma espécie de sobrevida hollow.

    Anos se passaram e o Sif, agora um lobo fisicamente morto passou a usar o poder do seu sangue para formar um exército de undeads para vigiar o abismo, os Abyss Watchers. Tanto tempo passou que as pessoas até esqueceram seu nome e passaram apenas a chamá-lo de "O Lobo de Farron", da mesma forma que esqueceram o nome do Artorias e a sua armadura é chamada apenas de "Armadura do Guerreiro lupino" (lupino de lobo).

    Este exército tinha uma única ordem: encontrar qualquer foco de abismo e exterminar ele. O lobo não tinha mais alma, porém seu sangue vivia uma vida própria graças à magia feita pelos Forest Hunters e esta vontade própria do seu sangue era capaz de comandar todo o exército, então segundo as ordens do lobo, foi construída a Fortaleza de Farrom no mesmo local onde o Abismo apareceu pela primeira vez, em Oolacile, e de lá os Abyss Watchers passaram a fazer incursões em todos os locais do mundo, procurando focos do Abismo e matando todos que tivessem no caminho a fim de destruir esse foco. Todos os soldados do exército dividiam uma única alma, comandada pelo lobo. Cidades caíram nas mãos dos Abyss Watchers, várias vidas foram ceifadas e várias almas foram capturadas pelos undeads, fortalecendo cada vez mais a alma compartilhada deles. Foram tantas almas que ficaram fortes ao ponto de a sua alma única ter força suficiente para linkar a primeira chama e se tornarem um lorde das cinzas.

    Em um certo período Lorde Wolnir, um rei ganancioso se interessou em usar o poder do Abismo para ganhar mais poder, este rei então foi subjugado pelos Abyss Watchers e foi preso na taça em formato de crânio e mais uma vez o abismo foi selado.

    Porém o pior aconteceu. Os próprios Abyss Watchers foram tocados pelo abismo.Então temendo o pior, o lobo comandou que todo o exército se trancasse numa sala e foi então que começou a auto-matança. Cada soldado olhava o outro e via a marca do Abismo, e isso já era o suficiente para um atacar o outro (por isso que os Abyss Watchers ficam um matando o outro). Porém eles são undeads e assim que morrem, eles voltam, e quando voltam, continuam lutando em um eterno ciclo de luta, morte e ressurreição. Como todos eles tem uma única alma, logo essas mortes entre eles não tem efeito, porém sempre vai ter um corpo de Abyss Watcher vivo na sala, ou seja, o último que matou alguém. Esse último vai manter a alma viva e assim os outros vão conseguir voltar. Tudo isso acaba quando o Ashen One entra na sala e mata todos eles e absorve alma para ele mesmo, não permitindo ela voltar para um dos corpos.

    [Alguns prints mostram que Farron Keep é Oolacile *que não tem pernas para andar). Da para achar a roupa da princesa de OOlacile e a cogumelo Elizabeth em Farron Keep...e os Ghrus de Farron Keep são os Oolacile Residents em uma versão "evoluída"...eles evoluem, tanto é que existem aqueles Ghrus gigantes lá]

    Este é uma grande pesquisa colocando os dois jogos, Dark Souls e Dark Souls III.Com certeza ao jogar o Dark Souls III, me atiçou a grande curiosidade, e eis um material para vossa leitura galera.

    E segue abaixo o link do vídeo da batalha do Lord das Cinzas: Abyss Watchers. Que é uma das Boss Fight que coloco em primeiro lugar no Dark Souls III

    Autor: Naelson Douglas (Facebook)

    @armkng

    Revisão: @hizaki

    Dark Souls III

    Platform: Playstation 4
    705 Players
    371 Check-ins

    29
  • 2018-02-09 13:53:39 -0200 Thumb picture
  • 2018-02-03 21:23:18 -0200 Thumb picture

    Transcendendo a Imortalidade

    Medium 3597789 featured image

    Eaeee pessoal beleza? A lore que trazemos a vocês hoje, foi um desafio que um de nossos membros recebeu e claro não poderíamos recusar tal oferta, pois pouco é falado dessa região no jogo e isso incitou nossa curiosidade. Mas o que não imaginávamos, era que os mistérios nos aguardava eram tão surpreendentes, a ponto de criar uma ligação de Dark Souls 2 com o primeiro título da série. Curiosos com o que vão se deparar? Sksksksksks então vamos para a lore.

    Vista bonita essa.

    Pedra Reluzente de Tseldora, um sítio de exploração localizado na parte Sudeste de Drangleic, uma região montanhosa com diversos minérios pré escavado. Uma legião de nômades chamados de Gyrm, foram usados pelos humanos como ferramentas de exploração, sua estrutura física lembra muitos os anões de RPGs e livros clássicos. Os Gyrm abriram uma rota pela montanha do Bosque Sombrio, criando a cidadela subterrânea que dava acesso ao topo do sítio. Mas após de concluir sua função, os membros do clã foram exilados pelos humanos e fadados a viver em Porta de Pharros.

    O Duke de Tseldora já tendo em mãos o acesso às ruínas, iniciou as atividades para extração de Brighstone, um minério que trouxe riquezas abundantes a sua pessoa, com os recursos necessário, criou a própria cidade. Porém a mineração despertou uma entidade guardiã daquele local, um ser que viveu a incontáveis eras, uma época onde surgiu o fogo e os grandes seres se ergueram para superfície.

    Dialogo de Doce Shalquoir

    Homens desenvolvem as fascinações mais peculiares.

    Às vezes, suas fascinações parecem assumir o controle.

    Até que haja muito pouquinho. Hee hee hee ...

    Oh, é como esse terrível traidor há muito tempo.

    Ele cobiçava o que não tinha, e isso o deixava louco.

    Que curioso enigma. Hee hee hee ...

    O Writhing Ruin continua procurando enquanto falamos.

    Procurando pelo desejo do coração.


    Aos poucos o velho Duke começou a desenvolver uma certa apreciação por aracnídeos, para ser mais exato por aranhas, em sua biblioteca pessoal há uma gaiola arrebentada, tal objeto guardava Freja sua adorada pet. Porém um certo dia, Freja escapou de seu cárcere privado, agravando ainda mais os devaneios do Lord.

    O tempo passou e Freja tomada pela entidade que vagava por Tseldora, passou por uma metamorfose inesperada, desenvolvendo uma segunda cabeça e aumentando seu tamanho consideravelmente. No tempo em que passou reclusa, a criatura deu a luz a várias aranhas que invadiram toda Tseldora, espalhando destruição por onde passava, muitos humanos morreram naquelas terras, outros foram controlados por parasitas e vagam sem rumo. O mais estranho foi a reação do Duke, de acordo com a lore contida em Brighstone Key, o lorde simplesmente ria enquanto seu reino era devastado pelas criaturas aracnídeas.

    As vezes o ser humano tá louco


    Agora iremos ao que importa, quem diabos foi essa entidade que permanecia oculta naquelas ruínas e ao despertar, iniciou uma onda de terror por aquelas bandas? Bem, a resposta dessa pergunta, está contida no diálogo de mais dois NPCs, o primeiro provém do Escorpião Tark, onde ele explica a origem de sua criação e de sua noiva.

    Primeiro Encontro.

    Nós tínhamos um mestre antes,

    Ele nos criou há muito, muito tempo.

    Mas ele nasceu com um defeito fatal.

    Ele se ressentia com aqueles que tinham o que lhe faltava e foi totalmente consumido por essa raiva.

    Foi no auge dessa loucura que ele nos conjurou, nós criaturas estranhas.

    Nosso mestre era uma alma tragicamente solitária.

    Eventualmente, sua solidão corroeu até mesmo sua razão.

    No final, ele nunca entendeu...

    ...o que era que realmente lhe faltava.

    Ninguém sabe quando foi que nascemos.

    Ou para onde nosso mestre foi.

    Os únicos que ao menos falam a língua

    dos homens, somos eu e minha alma gêmea.

    Após Derrotar a Freja

    Qual habilidade, você derrotou meu mestre?

    Mas nosso mestre nunca morre, apenas muda de forma,

    para que ele possa assinalá-lo por toda eternidade.


    Levando em consideração os diálogo de Tark, da Shalquoir e a alma do Sem Escamas, dropada após o NG+ contra Freja,podemos ter uma boa ideia de quem nos referimos, mas não era o bastante, precisávamos de mais uma evidência para comprovar nossa teoria. O último diálogo que conseguimos extrair vem da Ornifex, onde ela alega que seu ofício foi passado pelo um ser albino, uma criatura que fugia de seu conhecimento.

    Diz-se que nossa técnica se origina de um ser estranho que habita essa terra.

    Uma besta pálida que viveu há muito, há muito tempo.

    Nós nem sabemos o que exatamente era.

    Sim nossos queridos sentinelas, Seath foi o ser que causou toda a bagunça em Tseldora, pelo menos sua essência imortal, seja até possível que o antigo Duke de Anor London e pai da magia, vem se apossando de outros corpos a eras imemoriais. Poder e conhecimento ele tinha em tamanha proporção, não seria de estranhar que sua alma manteve reencarnando, mesmo perdendo seu corpo draconiano na batalha contra Chousen Undead.

    Mais um fato curioso que contribui em todos esse desenrolar, foi que naquela batalha em Dark Souls, Seath apenas dropa sua alma de Lord, um fragmento concedido pelo Senhor das Cinzas, Gwyn como parte do acordo estabelecido na era do fogo. Sendo assim, sua verdadeira alma de dragão, nunca fora vista nas terras de Lordran.

    Bem, chegamos ao fim de mais uma lore, esperamos que tenham gostado dessa teoria e que mais maluquices como essa surjam em nossos próximos trabalhos. Sentinelas Azuis agradecem o vosso apoio, até a próxima. 

    Autor: @hizaki

    Revisão: @maninhodmj e @namelesspinto.

    Dark Souls

    Platform: Playstation 3
    3182 Players
    639 Check-ins

    38
  • 2018-02-03 19:19:39 -0200 Thumb picture

    Licia of Lindelt

    Medium 522618 3309110367

    Vocês sabiam que a NPC Licia é uma traidora e no decorrer do jogo te invade algumas vezes como um espírito vermelho de nome Usurpador Sem Nome para tentar te matar? Você consegue identificar que ela é a traidora com o item Orbe de Olho Destruido e você pega ele lá em Cripta dos Mortos-vivos. Ao chegar perto do traidor, este item começa a “piscar” e você consegue invadir o traidor, que no caso é a Licia of Lindeldt. Assim que você invade ela diz o seguinte:

    “Maldição! Você me descobriu então, hein?”

    Ao matá-la você consegue o milagre Luz Solar Aliviante, que inclusive, faz parte do troféu Mestre dos Milagres que conta para platina.

    Só um adendo: muitos dizem que o fantasma vermelho Usurpador Sem Nome não seja a Licia. Os motivos que eles dão são:

    1- Mesmo depois de matá-la como humana, o mesmo fantasma volta a nos invadir.

    2- O fantasma tem um estilo de luta diferente de Licia

    3- O rosto e corpo são diferentes (mesmo usando o mesmo set)

    Bom, o que não faltam no DS são teorias. Hehehe.

    Se você tem sua própria teoria, diga nos comentários.

    @armkng

    Dark Souls

    Platform: Playstation 3
    3182 Players
    639 Check-ins

    22
    • Micro picture
      hizaki · over 2 years ago · 3 pontos

      Mano...lembro de um bagulho tremendo na tela do game e nem me sakei, depois de ler sobre aquele item que cagueta ela, fui na igreja de Majula....ai tava a traidora sem vergonha.

Keep reading → Collapse ←
Loading...