santz

Fazendo do Alva meu registro histórico de jogos zerados. Personas: @top10 @historia_dos_games @goty

Você não está seguindo santz.

Siga-o para acompanhar suas atualizações.

Seguir

  • santz Santz
    2017-07-31 10:28:11 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 285 - Um dos melhores jogos casuais do Android

     Android é tido como uma plataforma lotada de jogos casuais, assim como Nintendo Wii em sua época. Isso pode ser um ponto ruim, mas o casual aqui faz muito mais sentido, pois você esta com o celular o tempo todo e qualquer minutinho de bobeira, dá para sacar o smartphone e dar uma jogadinha. 2048 é um jogo muito simples e viciante, dá para jogar com uma única mão, onde temos que unir e somar 2 números de mesmo valor para chegar ao grande objetivo, de 2048.

     No início, jogava esse game jogando os quadradinhos para qualquer lado, dependendo da sorte de onde os número iriam aparecer e tentar unir. Mas depois, meu colega me passou a estratégia que me permitiu vencer o jogo. O truque é tentar deixar o maior ponto sempre em alguma extremidade, no canto,  e conforme for gerando pontos maiores, fica mole de unir aos outros. O jogo tem um fator de sorte bem alto, mas é extremamente divertido, tenso e rápido. Recomendo demais a todos.

    2048

    Plataforma: Android
    232 Jogadores
    47 Check-ins

    20
    • Micro picture
      taironecass · 1 ano atrás · 3 pontos

      Tem conquistas do Google Play Games? Tenho essa paranóia com games Android, kkkkk.

      1 resposta
  • santz Santz
    2017-07-28 10:51:37 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 284 - Se preparando para assistir a série

    Dando continuidade a minha missão de zerar todos os Castlevania, a Netflix me obrigou a zerar este jogo o quanto antes, pois eles estavam preparando uma série baseado nele, então para pescar todas as referências, fui logo pra ele. Depois da meleca que foi o Simon's Quest, a série voltou a mecânica original, mas com avanço em todos os aspectos, exceto a maldita jogabilidade travada do personagem. Os gráficos receberam um belíssimo upgrade, assim como a trilha sonora, pontos de extrema relevância para o jogo.

     Para dar mais dinâmica ao jogo, podemos agora escolher qual caminho seguir, que podem te levar ao outro grande ponto de inovação do jogo, novos personagens jogáveis. Temos o ladrão Grant, que pode escalar e é muito bom, mas o ataque é super curto e fraco. Sylpha, a maga, que possui magias bem apelonas e úteis, mas o ataque fraco. E por fim, o filho de Dracula, Alucard, que era o que estava mais ancioso e me decepcionei, pois seu ataque de bolas de fogo é um lixo e o voo é útil só em algumas partes específicas. O jogo é foda e bem desafiador, como sempre. A Netflix esta de parabéns, pois a série ficou foda demais.

    Castlevania III: Dracula's Curse

    Plataforma: NES
    815 Jogadores
    46 Check-ins

    37
  • santz Santz
    2017-07-27 09:52:24 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 283 - Brigando por causa de brinquedos

     Continuando minha saga de jogos do Mario, parti para o segundo jogo da série que Mario tem como inimigo o famoso Kongão. Diferente do primeiro jogo, aqui temos o verdadeiro Donkey Kong, o mesmo do Country, que vê um comercial na TV a respeito dos bonecos do Mario e fica encantando (quem não ficaria). Como banana não serve como dinheiro , ele vai lá rouba os bonecos todos, sem pagar, daí o vigilante Mario vai atrás dele.

     As mecânicas do jogo são a mesma do Donkey Kong de GameBoy, mas com algumas leves melhorias. O jogo é bem grande, pois são 12 mundos no total, contando os extras, que tornou o jogo meio longo demais e com uma dificuldade bem elevada por causa desses extras, pois você tem passar das fases comum com a maior pontuação possível e muito rápido. Apesar dos gráficos terem ficados bem mais bonitos, a trilha sonora não superou a versão de GameBoy. É um jogo muito bom, mas longo demais.

    Minhas conquistas:

    *Todos os presentes de todas as fases;
    *Todas as estrelas de High Score conquistadas.

    Mario vs. Donkey Kong

    Plataforma: Gameboy Advance
    738 Jogadores
    33 Check-ins

    29
  • santz Santz
    2017-07-26 09:47:41 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 282 - Curtindo um violão e caindo nos buracos

     Esse jogo é muito especial para mim, pois ele foi me dado de presente lá na Steam pelo meu chapa @l_perugia e isso foi foda demais. Eu nunca tinha recebido um presente antes e do nada o cara me mandou esse belezura de jogo, muito obrigado pelo game. Este jogo é lindo demais, dá para ver o quão bem feito são os traços e riqueza de detalhes no cenário, me lembrou um pouco a série Trine. A trilha sonora é outro aspecto foda do jogo, apesar de muitas não combinarem com a fase em questão, são melodias excelentes para curtir e cantar junto.

     No jogo você controla um garoto que vive com um velho em uma ilha flutuante no meio de um mundo que está um caos desgramado, não dá para entender nada. Tudo esta destruindo e em pedaços e a história do jogo é narrada por esse velho, mas na real, fiquei boiando. O jogo é de ação com alguns poucos elementos de RPG, que é até bacana. Coletar e evoluir as armas é uma tarefa bem legal até. Mas o que me deixou puto no jogo é quantidade de buraco que as fases possui. Na verdade, você sempre joga em ilhas flutuantes e sempre pode cair, que é um saco, pois você perde HP. Mas no geral, é um jogo foda demais, recomendo.

    Minhas conquistas:

    *Upgrade LV3 de todas as armas;
    *Todos os speciais.

    Bastion

    Plataforma: PC
    4357 Jogadores
    271 Check-ins

    29
  • santz Santz
    2017-07-25 10:48:57 -0300 Thumb picture

    Desafio - O meu melhor jogo por estilo do Atari 2600

    Fala galera, vou participar desse desafio, e para dar uma pitada de desafio de verdade, vou me limitar a escolher apenas jogos do saudoso Atari 2600. Alguns jogos eu joguei bastante no console, outros apenas um pouco em emulador. Lembrando que é a minha preferência e alguns clássicos podem ficar de fora.

    Regras:
    - Liste os 10 jogos cada um em sua categoria.
    - Não pode repetir o jogo.
    - Marque pelo menos 2 pessoas.
    - Não esqueça de marcar a persona @desafio
    - Não esqueça de dizer o por que acha que o jogo merece estar na sua lista.

    .

    .
    1 - Melhor jogo de Ação em Primeira Pessoa
    Qualquer jogo de Ação que permita você joga-lo inteiro em primeira pessoa, ele pode permitir a troca de câmera mas deve permitir você joga-lo inteiro sem mudar a câmera nunca.

    --Escape from the Mindmaster

     Esse aqui foi um que apenas testei no emulador. O jogo é incrível e temos que colecionar objetos para colocar em determinadas paredes em meio a um labirinto. Joguinho massa, recomendo que testem.

    .

    .
    2 - Melhor jogo de Ação em Terceira pessoa
    Qualquer jogo de ação que permita você joga-lo inteiro em terceira pessoa, ele pode permitir a troca de câmera mas deve permitir você joga-lo inteiro sem mudar a câmera nunca.
    --H.E.R.O.

     Outro jogo que testei em emulador e curti bastante. Um dos jogos mais lindos da plataforma e possui uma gameplay simples, mas viciante. O jogo bem desafiador e te faz decorar os buracos certos que deve cair.

    .

    .
    3 - Melhor Música em Jogo
    Aquele jogo que você abre só para curtir a trilha sonora espetacular, o jogo pode ser bom em muitas outras coisas, mas normalmente a trilha sonora é algo que te marca.
    --Pitfall II: Lost Caverns

     Depois do sucesso do primeiro Pitfall, o segundo jogo veio com mecânicas novas que melhoram bastante a experiência. Aqui temos uma música de gameplay fantástica que não enjoa, apesar de ser única.

    .

    .
    4 - Melhor jogo com Decisões
    Qualquer jogo no qual você você toma as decisões e elas acontecem, que te faz se sentir controlando aquela história mesmo que seja uma decisão falsa, o importante que ele precisa te engalar pelo menos.
    --Keystone Kappers

     O meu jogo favorito do Atari 2600, um verdadeiro clássico. A decisão aqui fica por conta de escolher pegar as escadas rolantes ou o elevador, e isso pode fazer toda a diferença no sucesso ou fracasso da perseguição.

    .

    .
    5 - Melhor jogo em Turnos
    Qualquer jogo no qual você tem todo o tempo do mundo sem precisar se preocupar em pensar rápido, jogo não precisa ser necessariamente de estratégia ou RPG, está aberto a sua decisão.
    --Video Checkers

     Poderia ter escolhido o de xadrez, mas damas é muito mais simples e divertido. Joguinho básico de damas que funciona muito bem, tanto contra a máquina contra um colega seu.

    .

    .
    6 - Melhor jogo Casual
    Qualquer jogo que você joga alguns minutos e larga fora só para passar o tempo.
    --Tennis

     Outro jogo que curti demais no meu Atarizão. Joguinho super simples e funcional de tennis, que tranquilamente dá para ser competitivo com um colega mas também bastante relaxante pela simplicidade.

    .

    .
    7 - Melhor jogo Online
    Qualquer jogo que seja exclusivamente online.
    --Combat

     Aqui tive que dar um robadinha, afinal, o Atari 2600 não tinha internet. Então escolhi um jogo que você só pode jogar de 2, que acho que tá de boa. Escolha entre combates de tanque, aviões ou helicópteros, foda.

    .

    .
    8 - Melhor jogo de Luta.
    Qualquer jogo que seja 2 caras (ou mais) descendo a porrada até um desmaiar!
    --Boxing

     De longe um dos mais engraçados e divertidos jogos do Atarizão da massa. Você racha de rir com as porradas no meio do nariz do seu oponente. Joguem que não vão se arrepender.

    .

    .
    9 - Melhor jogo de corrida.
    Qualquer jogo que tenha pistas, muitos oponentes e ganha quem chega ao final primeiro!
    --Enduro

     O jogo de corrida mais clássico de todos os tempos. Um joguinho simples que temos alteração de clima durante o jogo, mudando a dificuldade do percurso. Névoa maldita.

    .

    .
    10 - Melhor jogo de Narrativa.
    Qualquer jogo que tenha foco em narrativa e história.
    --E.T. The Extra-Terrestrial

     E claro que não podia ser diferente. O jogo não só ficou com a fama de causar o Crash dos Videogames de 1983, mas também por ter criado a maior lenda da história dos games, com seus cartuchos enterrados.

    .

    .

     E é isso ai galera. Curti esse desafio. Não vou marcar ninguém pois todo mundo já deve ter feito. Valew galera.

    37
    • Micro picture
      mastermune · 1 ano atrás · 4 pontos

      Legal a sua lista cara! Gostei de ver o Lado atari da força xD
      O jogo casual que eu mais jogava de Atari era Pac-man

      4 respostas
    • Micro picture
      jorgegt · 1 ano atrás · 4 pontos

      Nossa! Se pra mim já foi difícil com todas as gerações, imagina com só um console.

      1 resposta
    • Micro picture
      mateusmassa · 1 ano atrás · 3 pontos

      Agora faz com o Zeebo!

      3 respostas
  • santz Santz
    2017-07-19 09:41:55 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 281 - O primeiro RPG em português

     Nunca tive nenhum videogame da Sega, então, toda a sua biblioteca passou reto na minha vida. Resolvi então conhecer a série de RPG mais conceituada da empresa, então fui para o primeiro jogo da franquia, no Master System. O jogo possui gráficos simples, mas muito bonito e muito rico. A trilha sonora do jogo é foda, mesmo curtas, são viciantes e muito bem executadas. A história do jogo é muito massa, mas contada de forma simplória, sem muitos detalhes. Alias, a primeira protagonista da história dos RPGs, é bastante vazia no fim das contas, nada marcante.

     Sei que esse foi o primeiro RPG de muita gente e era incrível ele ser totalmente em português, mas vocês conseguiram finalizar um jogo sem manual? Sem detonado? Sem mapa? Cara que jogo mais confuso. Nenhum item possui descrição, nem mesmo dá para saber se trata de um equipamento, veículo ou item de uso. Os calabouços são desesperador, um labirinto cheio de paredes iguais, bem fácil de se perder. As batalhas são outro ponto fraco no jogo, pois você nem pode escolher o inimigo que vai atacar, eliminando qualquer estratégia de combate. Tem outras coisas, mas no geral, é um jogo bem massa, dado a sua época. Gostei.

    Phantasy Star

    Plataforma: Master System
    685 Jogadores
    72 Check-ins

    40
    • Micro picture
      manoelnsn · 1 ano atrás · 3 pontos

      Tem o remake dele pra PS2, vou ver se jogo um dia

      2 respostas
    • Micro picture
      zandryx · 1 ano atrás · 3 pontos

      Eu joguei tanto isso quando era mais novo, mas nunca entendi direito o q fazer logo no começo e dali nunca sai rs

      1 resposta
    • Micro picture
      marlonfonseca · 1 ano atrás · 3 pontos

      Eu ainda tenho que acertar minhas contas com esse jogo.

      2 respostas
  • santz Santz
    2017-07-18 09:40:31 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 280 - Bullet hell com plataforma

     Joguinho estava de graça na Steam, vi o trailer e peguei rapidamente. O game mistura plataforma com bullet hell. Ok, não chega a ser tão hell assim, mas conta com um certo nível de desafio. Inicialmente, seu personagem pode pular e dar wall-jump, mas com o decorrer do jogo, você adquire novas habilidades, ou seja, metroidvania na veia. Além disso, podemos atacar com um espada e fazer altos combos. Em um certo momento do jogo, você pega a habilidade principal do personagem, a energia escura e a da luz, traduzindo, vermelho e azul.

     Essa mecânica lembra o clássico Ikaruga, onde temos que alterar a energia do personagem para defender os tiros da mesma cor e conseguir atacar os inimigos da cor oposta, dando uma dinâmica bem interessante para todo o jogo. A ambientação do jogo é algo extraordinária, onde tudo se passa nas sombras e uma pegada tribal nos cenários e música. O jogo é bem desafiador, mas dá para jogar sem passar raiva. Os chefes são épicos, geralmente gigantes e proporciona um combate muito massa. Level design awesome, afinal, estamos falando da Ubisoft.

    Minhas conquistas:

    *HP no máximo;
    *MP no máximo;
    *Todas as Mark of Gods coletadas;
    *Todos os vasos de dinheiro destruídos.

    Outland

    Plataforma: PC
    128 Jogadores
    26 Check-ins

    26
  • santz Santz
    2017-07-17 13:03:19 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 279 - Colocando a série nos moldes dos clássicos

     Dando continuidade a maratona de Final Fantasy, assim que finalizei o VIII, dei um tempinho e comecei o IX, traduzido. Mas para a minha tristeza, o jogo deu pau na parte do furacão, então deixei o jogo de lado por anos. Com o Android em mãos, vi que tinha saído a versão mobile do jogo e já logo baixei. Mesmo estando em inglês, os gráficos estavam muito mais bonito que a versão de PS1. Demorei mais de 2 anos enfim zerar o jogo, pois ele é lento demais, longo e dispunha pouco tempo para ele, pois ficava bastante cansativo.

     O jogo tem uma das histórias mais ricas e profundas até então, com reviravoltas e partes bastante emocionante, mas o excesso de diálogo acaba atrapalhando o andar natural do jogo. É rara as partes que você fica mais de 3 telas sem ter cenas de diálogo. A jogabilidade é mix dos outros jogos da série, nada muito novo. O Trance é um dos piores especiais de toda a série e os caminhos que você é obrigado a seguir devido a história, tirando e colocando personagens toda a hora, atrapalha demais na estratégia. A trilha sonora do game é fantástica, épica demais, assim como as CGs, as mais linda até então. Pronto, agora já zerei OS Final Fantasy do I até o XII (tirando o XI), falta mais 3.

    Final Fantasy IX

    Plataforma: Android
    11 Jogadores
    1 Check-in

    31
  • santz Santz
    2017-07-14 08:46:19 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 278 - Run'n'gun + Shoot'em'up

     Esse jogo aqui eu fiquei sabendo no canal Nostagia dos Games, um canal bem mais ou menos, mas ok. Ele falava de jogos desconhecidos do Super Nintendo e da lista, esse aqui foi o que mais me chamou atenção. Como eu estava um tempão sem zerar nada de SNES, peguei ele para ver de qualé. Ele utiliza técnicas de renderização como Donkey Kong Country, mas bem menos nítido. Os gráficos vão te impressionar mais na última fase, pois é no meio da cidade e tem uns efeitos bem massa.

     O grande charme desse jogo é que ele tem partes de plataforma run'n'gun e partes de navinha shoot'em up, que torna o jogo bem flexível. O jogo é tranquilo no começo, mas com o passar das fases, vai ficando bem difícil de acompanhar, principalmente as partes da nave. A última fase passei um sufoco desgramado, mas deu para zerar. O joguinho é bacana e bem feito, e deveria mesmo, pois foi lançado em 1995.

    Rendering Ranger

    Plataforma: SNES
    22 Jogadores
    11 Check-ins

    28
    • Micro picture
      old_gamer · mais de 1 ano atrás · 7 pontos

      Esse é um dos jogos mais raros para o snes, lançado apenas no Japão, somente pra sfc, teve uma tiragem de apenas 5000 cópias. Hoje ele completo no eBay é negociado entre 5000 a 6000 reais.

      12 respostas
    • Micro picture
      lgd · mais de 1 ano atrás · 2 pontos

      É um belo jogo, muito desafiador. Se quiser ver uma gameplay caprichada, dá uma olhada no canal Cosmic Effect (@cosmiceffect)

      1 resposta
  • santz Santz
    2017-07-10 10:33:58 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 277 - I Gotta Bellieve

     Esse jogo eu conheci também no Top10 e dando uma pesquisada, descobri que ele foi um dos primeiros musicais que existiram nos consoles. O jogo é bem bacana, possui um estilo de arte curioso, com personagens finos igual papel e bastante engraçados. A trama é super simples, onde Parappa tenta conquistar Sunny e através da música aprende várias coisas, como lutar, dirigir, fazer um bolo e ganhar dinheiro. Você ri sozinho igual um bobo de uma trama tão besta.

     Claro que parte musical do jogo é fantástica. Mesmo havendo poucas fases e músicas, cada fase é um ritmo bacana e envolvente, você fica viciado nelas e cantando sozinho. Mas o que peca no jogo é a jogabilidade, pois não se trata de repetir o ritmo de seu oponente e sim fazer várias vezes o ritmo proposto no tempo permitido, estragando a parte sonora no seu turno e ficando bem tosco e fácil. Para um dos primeiros jogos musicais com trilhas cantadas, é muito bacana.

    Parappa The Rapper

    Plataforma: Playstation
    621 Jogadores
    4 Check-ins

    30
    • Micro picture
      bakujirou · mais de 1 ano atrás · 3 pontos

      haiahiahiha

      1 resposta
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · mais de 1 ano atrás · 3 pontos

      KKKKKKK...fiquei com uma dó dele quando "bateu a caganeira"...

      2 respostas
    • Micro picture
      jclove · mais de 1 ano atrás · 2 pontos

      A idéia na verdade é bancar o rapper e fazer sua própria versão da musica, mas ficar misturando loucamente funciona tbm. Adoro esse game até hj, apesar de achar bemdificil.hehe

      2 respostas
Continuar lendo → Reduzir ←
Carregando...