santz

Fazendo do Alva meu registro histórico de jogos zerados. Personas: @historia_dos_games @goty @top10

You aren't following santz.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • santz Santz
    2018-12-26 10:56:56 -0200 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 322 - Vai e volta insano no indie revolucionário

     Outro jogo que conheci no Indie: Video Game Movie foi esse Braid, que era sempre retratado como fonte de inspiração para os novos desenvolvedores. Foi o primeiro Indie a realmente explodir e apresentar esse novo paradigma que tanto amamos. Os gráficos do jogo são lindíssimos, com cenários de fundo e animações extremamente fluídas. A trilha sonora é clássica, com violino e piano. Mais legal ainda é ouvir ela ao contrário quando estamos voltando no tempo. A história e vários elementos do jogo fazem referência ao grande clássico Super Mario Bros., mas na verdade, a trama de salvar a princesa, na verdade, conta a história do sonho americano em busca de uma arma de destruição em massa, a bomba atômica, que trouxe tanto sofrimento e medo ao mundo.

     Confesso que a mecânica de voltar no tempo a qualquer momento e quantas vezes quisesse não me prendeu logo de cara, achei que o jogo ficaria muito fácil. Mas quando joguei, entendi que não se tratava de um jogo de plataforma tradicional, e sim, de puzzle. Voltar no tempo infinitamente era apenas uma mecânica para resolver os enigmas de cada fase. O jogo é dividido em mundos e cada um possui uma mecânica diferente. Os mais lembrados são do anel que retarda o tempo a sua volta e as fases que avançam e retrocedem conforme nosso personagem se move para frente e para trás (que por sinal, é a minha mecânica favorita). O jogo possui alguns enigmas difíceis, porém, consegui passar por todos em 3 dias, sem olhar guia nem nada. O ponto que mais me desapontou no jogo é sua curta duração e a forma que a história é contada, cheio de poemas e metáforas que me deixou perdidinho.

    Braid

    Platform: PC
    3099 Players
    142 Check-ins

    36
    • Micro picture
      filipessoa · 11 months ago · 3 pontos

      Parabéns! Mas pôxa vida eu também conheci o Braid assistindo o Indie: Video Game Movie! Tanto ele quanto o FEZ, na verdade. Curti tanto a proposta quando a jogabilidade da viagem no tempo que, baseado no 10 que você classificou esta categoria, não deixou a desejar nenhum pouquinho, perfeito! Finalizar jogo de puzzle sem guia dá uma satisfação né não? :v

      1 reply
    • Micro picture
      kipocalia · 11 months ago · 2 pontos

      Também tem o final de que na verdade a princesa tava fugindo dele. Esse das armas nucleares era um final especial bem dificil de fazer. Você só conseguia pegando as estrelas das fases, e muitas vezes demorava horas para aparecer a plataforma que te levava até ela. Esse jogo desconstruiu nos 2 finais a histórinha do Mario, de uma forma TOP, curti pakas o sistema.

      1 reply
    • Micro picture
      taironecass · 11 months ago · 2 pontos

      Também conheci o jogo pelo filme dos indie games e até hoje não zerei.

      1 reply
  • santz Santz
    2018-12-20 09:40:35 -0200 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 321 - GTA 3D num portátil, PSP é foda!

     Depois de zerar o GTA Advance do GBA, fui para o segundo da série de portáteis e dou de cara com um inacreditável GTA 3D! É inacreditável que um jogo daquele estilo estivesse rodando em um console de bolso. Ele se assemelha bastante ao GTA Vice City do PS2 na questão da jogabilidade, ou seja, com mira automática e um pulo avacalhado, além disso, sem a possibilidade de nadar. A história do jogo é aquele básico de GTA. Fazendo missões de assassinar pessoas, destruir veículos, etc.. Não teve muita missão marcante ou momentos chocantes, exceto pela missão que destruímos o metrô e uma parte da cidade fica em ruínas, modificando o mapa para sempre.

     Dirigir neste jogo, como em todos os GTAs, é muito gostoso, especialmente pela forma que o mundo foi desenhado, com bastante morro e trânsito fluído. O mapa é dividido em 3 cidades com tamanho considerável, o que deixa o jogo ainda mais incrível. Para explorar cada centímetro desse jogo, fui coletar os pacotes secretos espalhados pelo mapa. A cada 10 objetos coletados, ganhamos uma arma que fica perto da nossa casa para sempre. Isso é um baita incentivo para ir coletando essas coisas. Estou ansioso para ver como ficou o próximo da série de portáteis, o Vice City Stories, mas vou dar um tempinho de GTA, para sentir saudade.

    Minhas conquistas:

    *Todos os pocotes secretos coletados

    Grand Theft Auto: Liberty City Stories

    Platform: PSP
    562 Players
    38 Check-ins

    36
    • Micro picture
      manoelnsn · 11 months ago · 2 pontos

      Nem sabia que tinha gta 3d pro psp

      2 replies
    • Micro picture
      lukenakama · 11 months ago · 2 pontos

      esses jogos da saga stories deviam lançar pro pc, queria muito jogar eles.

      2 replies
    • Micro picture
      filipessoa · 11 months ago · 2 pontos

      Parabéns! Nossa você conseguiu coletar todos os pacotes secretos? Se for igual ao sistema do Vice City eu admiro sua perseverança rsrs

      2 replies
  • santz Santz
    2018-12-18 09:17:06 -0200 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 320 - Puzzle inteligente da Blizzard

     Um pouco antes de entrar de férias, pensei em jogar algo simples de Super Nintendo, então me lembrei deste fantástico jogo da Blizzard em um de seus primeiros trabalhos. A história conta a história de 3 vikings que são abduzidos e levados uma nave espacial. Lá, eles irão encontrar portais que o levaram para outras áreas na intenção de voltar para a casa. A mecânica do jogo é que cada um dos personagem possui 2 habilidades e devem ser usadas em conjunto para resolver os diversos quebra-cabeças nas fases. O ruivo pode correr para dar uma cabeçada e pular, o guerreiro pode golpear com a espada e atirar flechas, e gordinho pode colocar seu escudo pra frente para se defender ou para cima, servindo de plataforma ou como um paraquedas.

     A mecânica de usar cada personagem para desempenhar uma função é muito massa. Usamos todos os personagens com equilíbrio e é preciso que todos cheguem vivos ao final de cada fase. Alguns quebra-cabeças são cascudos, mas nada um pouco de prática e raciocínio dê conta. A trilha sonora do jogo é muito massa. É tipo um hip-hop muito gostoso de se ouvir. Os diálogos no jogo são geniais e em vários momentos eles quebram a quarta parede ou falam de algum aspecto da fase, como plataformas flutuando e coisas do tipo. Óbvio que recomendo o jogo para todos que querem se divertir e quebrar a cuca um pouco.

    The Lost Vikings

    Platform: SNES
    1120 Players
    11 Check-ins

    39
    • Micro picture
      topogigio999 · 11 months ago · 2 pontos

      Este eu nunca joguei, mas lembro de um jogo que possui 3 personagens e tem a mesma pegada, onde cada um possui uma característica que devemos usar, o jogo é Aaahh!!! Real Monsters também de SNES.

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 11 months ago · 2 pontos

      THE LOST VIKINGS é (apesar de difícil) simplesmente sensacional.
      Cada personagem com suas habilidades próprias onde, para prosseguir, além do seu cérebro, é necessário a cooperação entre eles. Genial e divertido...

      2 replies
    • Micro picture
      msvalle · 11 months ago · 2 pontos

      Joguei muito no PC, bem divertido e inteligente.

      2 replies
  • santz Santz
    2018-10-30 17:51:06 -0200 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 319 - O jogo com level design perfeito

     Eu sempre tive um Super Nintendo em casa, nunca tive nenhum console da Sega quando criança, mas eu tinha um vizinho que tinha um Mega Drive. Eu ia lá só para jogar o Sonic 2, pois ele basicamente só tinha este jogo e era o mais divertido. Peguei várias macetes e vidas secretas nas fases, mas nunca consegui zerar lá. Depois de adulto e anos mais tarde, resolvi percorrer por todos os jogos do ouriço e finalmente cheguei no meu jogo favorito do Sonic. Sem sombra de dúvidas, esse é o melhor jogo do Sonic, pelo menos dos que joguei. Os gráficos do jogo estão em outro nível, cheio de detalhes, cores e efeitos. A trilha sonora sonora é muito marcante. A música da segunda fase, a da imagem, é a minha favorita, mas todas elas são excelentes.

     Neste segundo título, a Sega aposta muito mais na velocidade do que nos outros jogos e tudo isso é graças a um level design impecável. Cada estágio tem uma parte que você pode disparar e correr livremente, sem medo de ser feliz, sem armadilhas pelo caminho, como tinha muito no primeiro jogo. Há várias caminhos para você chegar ao final e por mais embolado que esteja, você nunca se perde. Basta continuar seguindo que uma hora você passa. A minha fase preferida, claro, é a do cassino. Que coisa maravilhosa. Cheio de cores e coisas piscando, além de uma música massa e dinâmicas de pinball bem diferente. Sempre gostei de ver o Tails te seguindo e se ferrando nas armadilhas. Enfim, é um jogaço e obrigatório para qualquer jogador.

    Minhas conquistas:

    *Todas as Esmeraldas do Caos coletadas.

    Sonic the Hedgehog 2

    Platform: Genesis
    7005 Players
    113 Check-ins

    49
    • Micro picture
      jcelove · about 1 year ago · 3 pontos

      Sonic 2 é o meu favorito na série. É um jogo irrepreensível mesmo e excelente evolução do original.Joguei muito no meguinha.

      1 reply
    • Micro picture
      porlock · about 1 year ago · 3 pontos

      19-65-9-17
      412619921124
      entendedores entenderão.

      6 replies
    • Micro picture
      lukenakama · about 1 year ago · 2 pontos

      Esse é o que menos joguei até hoje, peguei o sonic 1 e rejoguei pra review, o 3 eu zerei 2 vezes também, esse foi só uma vez e acabou.

      4 replies
  • santz Santz
    2018-10-23 16:30:13 -0200 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 318 - Atirando para tudo quantélado

     Estava a fim de jogar um game rápido e simples, então me lembrei de Metal Slug e peguei a versão de GBA, que ainda não havia zerado. Acho que é o único da série que ainda não zerei, enfim. O jogo no portátil da Nintendo ficou perfeito, pois a tela é pequena e com isso a arte fica ainda mais bela. As animações do jogo também continuam impecáveis. A dificuldade do jogo é alta no começo, mas há uma barra de HP, então você pode levar alguns tiros antes de dar falha total na missão.

     A grande novidade do jogo está nos coletáveis, que obtemos coletando cartas ou libertando os prisioneiros. Algumas cartas garantem mais munições para as armas que coletamos. Pode também te dar mais granadas no início ou mesmo habilidades extras, como esfaquear veículos. Algumas cartas não servem pra nada. A falha do jogo está na quantidade de fases. Apenas 5 missões e mais uma área extra secreta. Em pouco tempo, dá para terminar o jogo. Mas no final das contas, me diverti fazendo os 100% dos coletáveis.

    Minhas conquistas:

    *Todos os prisioneiros libertados;
    *Todas as cartas coletadas.

    Metal Slug Advance

    Platform: Gameboy Advance
    482 Players
    26 Check-ins

    38
  • santz Santz
    2018-10-09 15:28:18 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 317 - Conheçendo o trabalho da Arc System

     Quando vi o trailer do Dragon Ball Fighters Z fiquei espantado. Aquilo sim é perfeição dos jogos de anime. Foi então que descobri a desenvolvedora por trás do jogo e busquei outros jogos da Arc System Works. De cara, a série de jogos de luta Guilty Gear me chamou muito a atenção e fui então atrás do primeiro jogo. A primeira que logo notei foram os gráficos. Eram sprites 2D lindíssimos repleta de animações bem feitas e que tornava o combate um show visual. A trilha sonora também é bem massa, com um rock 'n roll pesado, mas você mal a ouve, pois os barulhos durante as lutas são constantes e frenéticos.

     O jogo lembra um pouco a série Marvel vs. Capcom, com lutas cheias de ação, super saltos e combos gigantescos. O combate é muito rápido e frenético, com poderes, combos e especiais saindo alopradamente. Todos os personagens possuem pulo duplo, podem dar dash para frente, para trás e até no ar e isso é perfeito para pegar distância rapidamente. Quase todos os personagens são gostosos de jogar. Eu zerei com 5 deles: Potemkin (o fortão), May (a menina com uma âncora), Kliff (o velho com um espadão apelão) Ky (Loirinho do trovão) e Sol ( protagonista do fogo). Não tive paciência para zerar com todos, pois o chefe final é um apelão desgramento que fica disparando raios toda hora e é rápido pra porra.

    Guilty Gear

    Platform: Playstation
    679 Players
    10 Check-ins

    36
    • Micro picture
      topogigio999 · about 1 year ago · 2 pontos

      Acho essa série boa, mas os últimos chefes são desnecessariamente apelões...

      1 reply
    • Micro picture
      filipessoa · about 1 year ago · 2 pontos

      Boss que solta raios sempre é chatão kkk parabéns!

      1 reply
    • Micro picture
      marlonfonseca · about 1 year ago · 2 pontos

      A arc é muito boa produtora Guilty Gar é sua melhor franquia.

      1 reply
  • santz Santz
    2018-10-03 16:04:44 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 316 - Kirby, Hamtaro e seus amigos

     O terceiro jogo da série e o segundo para GameBoy conta mais uma nova mecânica. Além de sugar os inimigos e adquirir suas habilidades, Kirby conta com a ajuda 3 bichinhos para lhe ajudar. Um hamster bem rápido e perfeito para áreas com plataformas, um peixe, ideal para ambientes aquáticos mas um lixo na terra e uma coruja, que apesar de ser mais lenta, pode voar. Cada um possui pós e contras e vai ser o ideal dependendo do tipo de fase que você está. Além de suas habilidades naturais, eles adquirem uma habilidade do inimigo que Kirby sugar e isso deixa as coisas ainda mais dinâmicas.

     Os gráficos estão mais caprichados com animações ainda mais ricas e fofas. A trilha sonora se manteve divertida e viciante, mas a música do primeiro jogo ainda é a minha favorita. A dificuldade do jogo continua branda, exceto quando se busca coletar os doces especiais de cada mundo. geralmente eles estão escondidos e Kirby deve usar uma ordem muito específica de poderes e animais para conseguir pegar. O jogo é divertido e tem um chefe final que rende um bom desafio. Ansioso para jogar o próximo da lista, que é Super Star do SNES.

    Minhas conquistas:

    *Todas as Rainbow Pieces coletadas.

    Kirby's Dream Land 2

    Platform: Gameboy
    325 Players
    19 Check-ins

    39
  • santz Santz
    2018-09-11 09:29:54 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 315 - Jogo stealth com inimigos cegos

     Decidi, finalmente, conhecer essa franquia tão aclamada e como gosto de ver a evolução das coisas, fui para o primeiro jogo da franquia, o Metal Gear de MSX, sendo esse, o primeiro jogo de MSX que zerei na vida. Não vou nem passar perto dos jogos de NES, pois já ouvi falar que são uns lixos. Mas então, vamos lá. Controlamos Solid Snake em uma missão de salvar prisioneiros de guerra e destruir a arma Metal Gear. A história do jogo é simples e contada de forma satisfatória. A trilha sonora do jogo é legal e não cansa, apesar de ter poucas opções. Os gráficos são bacanas, pois tudo é meio sombrio e detalhado, ambientando bem jogador.

     O level design do game é muito bom, com armadilhas e itens espalhados por todo cenário. Alguns segredos e partes não tão claras, que me fazia recorrer a um detonado toda vez que empacava. A parte mais esquisita que achei foi a questão do stealth. Sei que é um dos primeiros a ter isso, mas o fato dos soldados enxergarem apenas para frente, em linha reta, causava situações inusitadas, como por exemplo, podia ficar do lado dele de boa socar até derrubar o lazarento sem nem alertar os guardas. Ah sim, quando se alerta o povo, o desespero toma conta e uma série de inimigos vem ao seu encontro. O bom é que tem várias salas que permitem recuperar 100% as munições.

    Metal Gear

    Platform: PC
    234 Players
    16 Check-ins

    44
    • Micro picture
      darlanfagundes · about 1 year ago · 3 pontos

      Cara, fala essa heresia não, os de NES são foda...na realidade a mecânica desse jogo é foda demais... Eu joguei e tive a fita preta vários anos, vendi ano passado, mas pense num jogo que vale é a versão de NES...tem menos segredos que esse eu acho, eu nunca joguei esse aí e ouvir falar muito bem, mas vale a pena sim bro...joga lá...

      1 reply
    • Micro picture
      venomsnake · about 1 year ago · 2 pontos

      Foi o primeiro jogo a implementar o stealth dessa forma, nessa época isso foi sensacional.

      1 reply
    • Micro picture
      volstag · about 1 year ago · 2 pontos

      Ahh, os de NES são ruins comparados aos de MSX sim, mas eu jogaria nem que fosse só uns 15 minutos, pra ter uma ideia das diferenças, pode ser que você acabe jogando inteiros.

      1 reply
  • santz Santz
    2018-07-20 16:12:31 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 314 - Traumatizador de crianças

     Super Mario Bros. era um grande sucesso, então a Sega tentou criar um jogo e mascote a altura. O personagem até é carismático e o conceito do game é excelente, mas o jogo em si não ficou muito bom. O visual do jogo é fantástico, com cores simples e objetos bem detalhados. A trilha sonora, apesar de poucas, são todas memoráveis e clássicas. O que acaba pecando no jogo mesmo é a sua jogabilidade. Alex é muito rápido e um controle de pulo péssimo, apesar de bem alto. Socar inimigos é tenso, pois se você esbarrar nele, já era. Socar blocos também ruim, não temos apenas que encostar o soco no lobo, tem que pressionar pra frete e daí socar. Isso atrapalha bastante para blocos altos.

     A tela do jogo é limpa, não tem nenhuma informação, nem vida, nem dinheiro, nada. Ah sim, o dinheiro. Temos que coletar o máximo de sacos de dinheiro que conseguir, pois na hora que chegamos a loja, temos a opção de comprar algum veículo, power-up ou vida. O problema é que esses itens podem ser inúteis em pouco tempo. É capaz de você perder uma vida por causa do veículo. Vencer inimigos no Joquempô é legal, mas basta decorar a ordem correta e pronto. O jogo é cheio de pegadinhas e algumas partes são extremamente difíceis. Minha esposa joga este game e perde todas as vidas na fase da floresta, de tão desgramenta que ela é. Sei que o jogo fez parte da infância de muita gente, mas na real, ele não é tão bom quanto eu pensava.

    Alex Kidd in Miracle World

    Platform: Master System
    3204 Players
    55 Check-ins

    44
    • Micro picture
      onai_onai · over 1 year ago · 4 pontos

      Quando criança eu finalizava esse jogo brincando isso sim!

      1 reply
    • Micro picture
      kipocalia · over 1 year ago · 2 pontos

      Sempre quis jogar esse jogo té o fim; mas acho-o muito difícil por ele ser escorregadio O__o acho o Alex Kidd fofo.

      1 reply
    • Micro picture
      marlonfonseca · over 1 year ago · 2 pontos

      Muito amor por esse jogo. Uma das trilhas mais viciantes e foi o responsável pela minha paixão por platformers. Jogue os demais, Cada um é diferenciado do outro em tema e jogabilidade.

      1 reply
  • santz Santz
    2018-07-18 15:30:32 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 313 - Shoot 'em up frenético

     Estava buscando os jogos mais importantes e melhores do PC Engine e me veio esse aí. Foi uma boa, pois estava um tempão sem jogar games de nave. É um shoot 'em up tradicional, como qualquer outro, mas o diferencial esta na mecânica de seus poderes. Há diferentes tipos de tiros, que podem ser melhorados e ficarem super apelões, mas se levar um tiro do inimigo, perde um nível. Temos o azul, que sai umas argolas bem apelonas, o verde, que dispara raios contínuos, o laranja, que é a arma de fogo e a vermelho, que é o tiro normal, mas para direções diferentes. Este último é o mais paia, mas também é o que mais aparece.

     Há também poderes instantâneos, que destrói todos os inimigos da tela e alguns power-ups que podemos "congelar" eles dando tiro, seja para mudar sua natureza, ou transforma-lo na bomba. Os gráficos do jogo são ok, bem colorido e tals. A trilha sonora é legal também, tem umas musiquinhas bacanas. A dificuldade do jogo é um parto, mas isso é normal para shoot 'em up desse nível. Ou vai ver, eu é que estou mega enferrujado para este tipo de jogo. Enfim, achei o jogo normal, não entendi o que tinha de tão especial nele, mas beleza.

    Super Star Soldier

    Platform: TurboGrafx-16
    18 Players
    1 Check-in

    31
    • Micro picture
      le · over 1 year ago · 3 pontos

      Joga isso aí direito porque sua arma não volta pro nível 1 quando troca, não.

      1 reply
    • Micro picture
      le · over 1 year ago · 3 pontos

      E tenho a ligeira impressão de que o @leandro vai concordar comigo quando digo que isso aí é jogo pra, pelo menos, uma nota 8. Se sustenta bem demais até hoje e se destaca num sistema lotado de bons shmups.

      9 replies
    • Micro picture
      marlonfonseca · over 1 year ago · 2 pontos

      Uma das especialidades do pc engine são os shooters. Esse ainda não joguei,

      8 replies
Keep reading → Collapse ←
Loading...