santz

Fazendo do Alva meu registro histórico de jogos zerados. Personas: @historia_dos_games @goty @top10

You aren't following santz.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • santz Santz
    2019-10-24 12:27:08 -0200 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 351 - Um grandia aventura

      Grandia traz as aventuras do jovem Justin em busca de respostas para sua enigmática pedra espiritual. O jogo saiu no mesmo ano que o Final Fantasy VII, no Sega Saturn e dá um banho nos gráficos contra o jogo da Squaresoft. Traz um RPG 3D onde é possível rotacionar a câmera e jogo foca bastante nesse quesito, que realmente impressiona. Outra coisa que fiquei maravilhado é a quantidade de objetos e detalhes nos cenários, especialmente nas vilas. A trilha sonora também é fantástica, dá um clima de aventura, tensão e emoção nos momentos certos. A história é muito massa, mas se prolonga demais no segundo CD. Eu não achei ela muito elaborada, pois apenas na segunda parte que temos a noção de quem realmente é o vilão da porra toda.

     A jogabilidade é outro ponto positivo do jogo. A mecânica de combate lembra Chrono Trigger, com lutas não aleatórios e a posição dos personagens na arena de combate determina o eficiência dos ataques e magias. O ruim é que ela não é ATB e sempre ocorre de pausar a luta para escolher as opções no exato momento que você acertar o último golpe no último inimigo. O sistema de upgrade é legal, com evolução de cada elemento para liberar magias novas. Mais para o final do jogo, eu já estava rushando, pois não fazia mais sentido evoluir magia de personagens que acabaram de entrar e meus equipamentos estavam fodões. Não perdi para nenhum inimigo do jogo e só usei item na luta final. Por fim, é um baita RPG com uma história massa e que transmite muito bem a sensação de aventura. Sue é a melhor personagem!

    Minhas conquistas:

    *Todas as magias de Justin.

    Grandia

    Platform: Playstation
    1066 Players
    46 Check-ins

    44
    • Micro picture
      manoelnsn · 19 days ago · 4 pontos

      Sim, Sue é a melhor personagem... E olha no que deu

      2 replies
    • Micro picture
      wcleyton · 19 days ago · 3 pontos

      agora joga o remaster que saiu

      2 replies
    • Micro picture
      jcelove · 19 days ago · 2 pontos

      Boa! Grandia é sensacional, dificil alguém não gostar da Sue.hehe

      1 reply
  • santz Santz
    2019-10-23 16:19:42 -0200 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 350 - Só o cume interessa

     Mais um joguinho de graça da querida Epic Store e meus amigos, que jogo do caralho. Um jogo indie que concorreu a jogo do ano traz a história de Madaline na escalada de uma montanha até a chegada no topo. A história do jogo é filosófica (coisa que odeio), mas aqui é contada de uma forma bem clara e intuitiva. O jogador facilmente pode espelhar os objetivos da menina para a própria vida e no decorrer da aventura, os diálogos sensacionais contam melhor a trama, que é bem massa e cheia de reviravoltas. Os gráficos apresentam pixel art belíssimos com cenários de fundo riquíssimo em detalhes, mas prefiro ver as artes das fotinhas, que são muito mais expressivas e fofas. As músicas também são de alta qualidade, com temas que combinam com cada fase e nunca cansa.

     A jogabilidade, pra mim, é onde o jogo brilha. A mecânica é bem simples, com uso de dash para as 8 direções e a habilidade de pendurar e escalar paredes. A cada nova fase, o jogo apresenta uma nova mecânica que torna a experiência ainda melhor. A curva de aprendizado é bem suave e o verdadeiro desafio está nos coletáveis. Como gosto de ficar caçando esse tipo de coisa pelo cenário, geralmente eu terminava a fase e ficava faltando 2 ou 3 morangos para pegar, logo, peguei tudo sem precisar consultar um guia. Nos corações de cada fase eu tive que olhar um detonado. Depois completei o lado B de todas as fases, numa sequência de desafios satisfatórios e ainda tinha o lado C depois, mas aí ficou apelão demais. Peguei quase todos, exceto os dois últimos. A DLC do jogo começa muito boa, mas tem uma parte lá ultra difícil e deixei pra lá. Enfim, o jogo é perfeito em tudo e valeu muito a pena a experiência.

    Minhas conquistas:

    *Todos os morangos coletados;
    *Todos os corações azuis coletados;
    *Todos os lados B concluídos.

    Celeste

    Platform: PC
    146 Players
    43 Check-ins

    32
    • Micro picture
      hilquias · 20 days ago · 2 pontos

      to jogando esse no momento, vou começar o capitulo 6 hj, achei teu etxto bem coerente com minha experiencia, tenho uma visão bem semelhante, belo jogo

      3 replies
    • Micro picture
      topogigio999 · 20 days ago · 2 pontos

      Já to no finalzinho desse jogo também, acho que mais uma sentada no sofá eu termino =)

      1 reply
    • Micro picture
      subzero_amarelo · 20 days ago · 2 pontos

      Celeste é um daqueles jogos que ainda nem joguei, mas já considero pacas. Tá na lista.

      1 reply
  • santz Santz
    2019-10-22 16:25:27 -0200 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 349 - Nada melhor que destruir carros nas corridas

     Depois de zerar os dois primeiros jogos da série, pulei o 3 Takedown e fui para a versão de PSP do jogo. Mano do céu, como é gostoso jogar Burnout. Essa versão do portátil traz gráficos perfeitos, dignos de PS2, com cenários bem diversificados, mas geralmente focado nas cidades. No modo carreira, vamos completando as missões para abrir os novos campeonatos e destravando novos carros.  Tem um modo extra de desastre e acidentes de trânsitos que é meio chato. Fiz só umas 20. O jogo agora trás músicas de verdade, que dá aquele toque final que a série estava precisando. 

    Dentre as missões, temos a corrida comum ou contra um único oponente, o eliminador, a perseguição policial, que ficou uma droga se comparado com o Burnout 2, já que o jogo não deixa ultrapassar o carro, o modo de destruir uma quantidade X de carros, que de longe é o modo mais divertido e o modo de corrida contra o tempo, geralmente pilotando um carro mega rápido, como um carro de Formula 1, difícil pra cacete. No geral, é um jogo excelente! Não dá para acreditar que ele roda lisinho no PSP. Para quem curte um jogo de corrida bem frenético, ele é essencial.

    Minhas conquistas:

    *Medalha de ouro em todas as missões;
    *Todos os carros liberados.

    Burnout Legends

    Platform: PSP
    224 Players
    12 Check-ins

    35
  • santz Santz
    2019-10-03 16:18:58 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 348 - Meu primeiro jogo de Saturn

     Emular Saturn, até hoje, é difícil, mas utilizando o Yabause, escolhi este jogo das Guerreiras Mágicas para iniciar minha aventura no console. Nunca vi o anime, apesar de conhecer sua importância, escolhi ele por ser um dos primeiros jogos do Saturn. O jogo conta com gráficos lindíssimos e de altíssima qualidade, seja nos cenários variados e coloridos ou mesmo nos sprites das personagens e dos inimigos. O gráfico é tão bonito que a trilha sonora não conseguiu acompanhar. Uma das coisas mais legais do jogo são as cutscenes em anime. A qualidade é meio ruim, mas é massa ver as cenas e a história no jogo seguindo as mesmas aventuras.

     O estilo do jogo é uma aventura estilo Zelda, onde podemos alternar entre as 3 guerreiras. Cada uma carrega um tipo de magia e uma arma diferente. A menina de óculos é de longe a melhor personagem, além de ter a magia de cura, sua arma é um arco mágico e seu poder carregado dispara várias flechas teleguiadas. Eu utilizava ela sempre que perdia muita vida com as outras. A dificuldade do jogo é bem baixa, o que na verdade, não é ruim. Uma das coisas que mais impressionou no jogo foi a batalha final, eu não esperava por aquilo. No geral, foi uma experiência fantástica e indico para qualquer pessoa que curta jogos de anime.

    Magic Knight Rayearth

    Platform: Sega Saturn
    123 Players
    28 Check-ins

    51
  • santz Santz
    2019-09-13 09:47:04 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 347 - Sozinho numa ilha cheio de painéis

     Mais um joguinho grátis da Epic. Combinei de jogar esse game junto com meu colega de serviço, que tem PS4 e pegou o jogo na Plus. Sabia que o jogo era de puzzles e a ideia era que quando um travasse num puzzle, o outro mostrava a solução. Foi graças a isso que consegui terminar o jogo sem olhar nenhum guia, exceto pelo painel do alto da montanha que tem as estátuas em cima. O jogo em si é bem simples, você está sozinho em uma ilha relativamente grande onde possui dezenas de painéis espalhados por ela e o objetivo é completar uma série deles em locais distintos para ativar o canhão da caixa amarela e liberar a passagem na montanha. A jogabilidade é em primeira pessoa e para completar um painel, basta começar num ponto O, percorrer o caminho até chegar no fim. O que vai mudar são as regras de cada painel.

     Há diversos tipos de painéis, como separar peças brancas das pretas, passar por pontos específicos ou até mesmo contornar uma peça de Tetris, de longe, o pior e mais frustrante tipo de painel do jogo. Há também painéis que devem ser resolvidos levando em conta o ambiente, como evitar sombras das árvores, contornar objetos do cenários ou seguir a o tom de barulhos, um dos mais chatos. Há também os puzzles de cenário, onde usamos um poder mágico para percorrer o caminho desenhado no ambiente, como num rio, numa parede ou em espaços específicos que só vão se completar se você estiver olhando de uma perspectiva específicas. Estes são bem divertidos de encontrar, porém, estão em abundância em são opcionais, então não fui atrás de todos. O que mais decepcionou do jogo foi a história. É contada por meio de metáforas e é um vai num vai que não dá em lugar nenhum. De resto, o jogo é uma obra prima.

    The Witness

    Platform: PC
    101 Players
    25 Check-ins

    38
    • Micro picture
      kleber7777 · 2 months ago · 2 pontos

      Só fiquei curioso com uma coisa: por que vc acha que esse jogo o som é 2/10?

      2 replies
  • santz Santz
    2019-09-11 15:56:21 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 346 - Uma PUTA homenagem à Metroid

     Mais um excelente presente da Epic Game (melhor loja virtual XD) de um dos jogos que estava na minha lista de desejos. O jogo é claramente uma homenagem ao Super Metroid clássico e traz a história de um cientista que é transportado para um universo paralelo e procura um meio de sair. Algumas inteligências artificiais vão guiar o herói durante a jornada e a história vai tomando uns rumos bem cabulosos. A história do jogo até que me surpreendeu bastante, já que o estilo do jogo não costuma oferecer grandes enredos. As músicas e os gráficos são bem na pegada do Super Metroid, mas com uma explosão que distorce o espaço com efeito massa demais.

     A jogabilidade do game é perfeita. Há dezenas de armas que podem ser usadas e power-ups bem diferentes do que achei que encontraria. A exploração é muito gostosa graças a adição do clássico mapinha, que tem um tamanho ideal, nem muito grande nem muito pequeno. Os combates contra chefes são memoráveis, muito porque eles tem algo a ver com a trama, que é muito doida. Como não fui anotando onde peguei os itens, não animei completar 100% do jogo, mesmo vendo um mapa completo, mas ainda sim, explorei muita coisa e peguei quase tudo. Acho que coletei mais 90% das paradas. No geral, a experiência foi fantástica e superou bastante minhas expectativas, jogaço!!!

    Axiom Verge

    Platform: PC
    111 Players
    16 Check-ins

    49
  • santz Santz
    2019-09-04 16:20:03 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 345 - Primeiro KoF bão demais

     Com a missão quase impossível de zerar todos os jogos da série KoF, parti para o primeiro. Estava tentando zerar usando o controle de Arcade que tenho em casa, mas não consegui. Travei na quarta luta. Eita jogo difícil do cacete. Coloquei no normal e apanhei feito um condenado. O último chefe, meu Jesus, vai ser apelão lá longe. Aquele golpe do chute tira sangue pra cacete e ele dá toda hora. Depois de muito custo e fichas infinitas, consegui derrotar o desgramado. Botei no Easy para zerar com mais duas equipes.

     O jogo traz um inovador sistema de 3 lutadores, tornando cada combate bem mais extenso e divertido. Como jogo com a Mai desde sempre, zerei com o time das meninas, mas na segunda vez, peguei o time clássico do Fatal Fury e por fim o time do Kyo. A ideia era zerar com pelo menos metade do time, mas aquele chefe é muito FDP, mesmo no fácil. O que mais me agradou no jogo, além dos gráficos fantásticos, foram os golpes especiais, que sempre são bem simples de fazer, geralmente, girando o direcional e apertando um comando. Ano que vem eu zero o KoF '95, por enquanto, vou dar uma acalmada.

    The King of Fighters '94

    Platform: Neo Geo
    1101 Players
    6 Check-ins

    42
    • Micro picture
      zsquall · 2 months ago · 2 pontos

      Jogão!!

      2 replies
    • Micro picture
      onai_onai · 2 months ago · 2 pontos

      Esse é o The King of Fighters mais difícil de todos, mas gosto dele também.

      1 reply
    • Micro picture
      le · 2 months ago · 2 pontos

      Pô, só é demorado de zerar se você quiser zerar com todos os grupos. Se for só zerar, você zera todos em coisa de algumas horas.

      5 replies
  • santz Santz
    2019-08-20 14:48:24 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 344 - O jogo que fez minha esposa viciada

     Epic Games dando jogos de graça direto e enfim chegou esse que era um dos que mais estava ansioso para jogar e ainda não tinha comprado. Para quem não conhece, é um jogo de culinária com foco em estratégia, gerenciamento de tempo e trabalho em equipe. Até 4 cozinheiros devem preparar os pedidos que vem dentro de um limite de tempo. O preparo geralmente envolve picar o alimento, colocar na panela, esperar o cozimento e colocar no prato. Daí, tem que levar a comida ao local de entrega e quando o prato voltar, ainda tem que ser lavado. O jogo começa com pratos simples, como sopa de tomate ou cebola e logo evolui para hambúrguer variados e frituras.

     O que torna o jogo divertido é a fase. Tem desde no meio da rua, como na imagem, como em caminhões em movimento, espaço nave, vulcão e por aí vai. Joguei com minha esposa e ela curtiu na mesma hora. O trabalho em equipe é primordial e decidir as tarefas de cada um leva ao sucesso. Eu chegava do servilo e ela já queria jogar. Em 1 semana, já tínhamos feito 3 estrelas em todas as fases, inclusive nas extras. Quando o segundo jogo entrar em promoção, vou comprar com certeza. Aida não tive a oportunidade de jogar com 4 pessoas, mas deve ser uma zona top demais. Enfim, é o jogo mais divertido que joguei em anos, recomendado para todos, mas que seja para jogar em grupo.

    Minhas conquistas:

    *3 estrelas em todas as fases;
    *3 estrelas em todas as fases da DLC.

    Overcooked!

    Platform: PC
    92 Players
    21 Check-ins

    46
    • Micro picture
      ryou · 3 months ago · 4 pontos

      Acho que é o jogo mais moderno que já vi num post seu.

      1 reply
    • Micro picture
      kipocalia · 3 months ago · 2 pontos

      Muito top esse jogo, e olha que eu não ia com a cara dele, também vou esperar promoção e ver se o segundo tem no ps4 pra jogar com meu marido :)

      1 reply
    • Micro picture
      lgd · 3 months ago · 2 pontos

      Me lembrou aquele jogo da cozinha que tinha no Orkut rs

      1 reply
  • santz Santz
    2019-08-06 16:52:13 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 343 - As aventuras de Bilbo Bolseiro

     Pesquisando sobre os jogos de GBA e tals, me deparei com este aqui e ele me conquistou logo de cara. Se trata de um jogo de ação e aventura, narrando as aventuras de Bilbo Bolseiro do livro O Hobbit, muito antes da trilogia de filmes. Começamos a aventura na pacata e confortável vila dos hobbits, o Condado, e logo o jogo apresenta as mecânicas de uso de itens e andar sorrateiro. Gandalf e uma caralhada de anões aparecem e começamos nossa aventura. Os gráficos são bem legais, num estilo mais ocidental. A música é divertida no começo, mas logo você percebe que são só um punhado que vai se repetir durante todo o jogo.

     O jogo, no geral, se prova uma experiência bem repetitiva e sem graça. Os combates são bobos com inimigos aleatórios por tela. Temos que coletar moedas para ganhar vida, isso mesmo, um jogo nesse estilo com vida contada. Uma imbecilidade. Os itens que vamos adquirindo no decorrer do jogo são sempre mais do mesmo e são raras as vezes que vamos precisar usar. Na verdade, essa parte do jogo é que mais me decepciona. Por exemplo, o andar sorrateiro mal é usado no decorrer do jogo e depois que pegamos o Anel, que nos torna invisível, o uso dessa habilidade deveria ser dispensável, afinal, nada mais stealth que ser invisível, mas não, os caras te pegam. Devo ter usado cada item só umas 2 vezes no jogo todo e a maioria nunca usei. A história é contada mega simples e não tem nenhum grande momento. Enfim, jogo paião.

    The Hobbit

    Platform: Gameboy Advance
    53 Players
    5 Check-ins

    41
    • Micro picture
      tiagotrigger · 3 months ago · 2 pontos

      Joguei um pouquinho desse uma vez e deixei de lado. Preferi a versão de PC.

      2 replies
    • Micro picture
      onai_onai · 3 months ago · 2 pontos

      Finalizei ele a alguns anos atrás e achei bem ruim também.

      3 replies
    • Micro picture
      mateusfv · 3 months ago · 2 pontos

      Todas as versões desse jogo são ruins, nenhuma se safa kkkk

      1 reply
  • santz Santz
    2019-07-24 11:13:39 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 342 - Metroidvania magnético

     Metroidvania RPG é meu estilo favorito ever, mas também curto um jogo mais Metroidvania básico com mapinha (amo explorar o mapinha). Nem me lembro a quanto tempo eu comprei este jogo, mas do nada, resolvi jogar. De cara, fui surpreendido pelos gráficos na cidade, efeitos de luz e sombra e especialmente o parallax no fundo dentro da fábrica. O jogo todo praticamente se passa numa fábrica de robôs abandonada, com algumas máquinas funcionando. A ambientação é muito foda. A história do jogo é contada através de cenas de teatro sobre um rei lá que busca a imortalidade, ou algo assim. A música, infelizmente, é uma droga. Praticamente não tem. Dá um clima de solidão, beleza, mas uma musiquinha da hora ia ficar legal.

     A mecânica do jogo é baseado no magnetismo. Cores opostas se repelem e semelhantes se atraem. A cada nova área do jogo, vai explorar uma nova mecânica usando esses elementos e principalmente explorando o novo equipamento que o personagem pegou. São poucos, mas são bem versáteis. O jogo não tem combate, o foco é mesmo nos quebra-cabeças. A maioria te exige raciocínio lógico, mas alguns vão te pedir reflexos. Nessa questão, o jogo é bem equilibrado e gostoso de explorar. Há coletáveis no jogo, que libera umas cartinhas que contam melhor a história, mas não tenho saco para ficar decifrando os desenhos. Por fim, o jogo é muito massa e curti demais, só a questão da música mesmo que ficou de fora, uma pena.

    Minhas conquistas:

    *Todos os pergaminhos coletados

    Teslagrad

    Platform: PC
    118 Players
    17 Check-ins

    46
    • Micro picture
      marlonfonseca · 4 months ago · 2 pontos

      Bana esse ai hein?

      1 reply
    • Micro picture
      topogigio999 · 4 months ago · 2 pontos

      Estava jogando a versão de PS4 a um tempo atrás, mas dropei... não sei porque, mas não me deu animo de continuar.

      1 reply
    • Micro picture
      gus_sander · 4 months ago · 2 pontos

      Comprei nessa summer sale, muito ansioso pra começar!

      3 replies
Keep reading → Collapse ←
Loading...