2021-03-03 15:57:54 -0300 2021-03-03 15:57:54 -0300

Qual Série da Square Enix Pode Ganhar um Remake?

Single 3854804 featured image

Por bem ou por mau, Remakes/Remasters vieram para ficar. Depois que as empresas perceberam que existem fãs dispostos a pagar o mesmo preço - ou até mais - pelo relançamento de um jogo antigo, elas pisaram no acelerador com tudo. Diacho, eu sou um desses fãs loucos. Eu tenho seis Final Fantasies no meu PlayStation. Comprei o VII, VIII e IX para PS3 e depois comprei as versões remasterizadas para PS4. (Troféus é vida!)

Square Enix, muito esperta, sabe que existem pessoas como eu e apostou todas as fichas em remasterizações e/ou remakes de jogos. Não é algo inédito para empresa, que já havia lançado inúmeras versões dos primeiros Final Fantasy para diversos consoles, como Wonderswan Color, GBA, PSP, Nintendo DS, Steam e também de Final Fantasy mais atuais, como a versão remaster de FFX/FFX-2. Ainda estou no aguardo de Final Fantasy XIII. (Eu gosto, ok? Me deixa.)

Mas nem só de Final Fantasy vive Square Enix. Apesar de ter sobrevivido por conta deles. Last Remnant, um JRPG exclusivo de Xbox 360 e Windows chegou para alegrar a vida dos Sonystas com um remaster. O Star Ocean: First Departure, que já era um remake do primeiro jogo, recebeu um remaster para Switch e PS4 em 2019. Till the End of Time e The Last Hope, Star Oceans respectivamente de PS2 e PS3, também chegaram ao PS4 com um remaster.

Recentemente, da série mais arborizada, tivemos Secret of Mana, Trials of Mana e o anunciado Legend of Mana. SaGa Frontier é um outro jogo da Square Enix que vai receber o tratamento HD (e caso seja bem sucedido, muito possivelmente SaGa Frontier 2). Sem contar Final Fantasy VII Remake que foi um sucesso de vendas, críticas e tem um horizonte iluminado pela frente. Final Fantasy VII Remake Intergrade para PS5 foi anunciado e vai nos entregar um episódio com a ninja mais querida da série, Yuffie Kisaragi.

Provavelmente devem ter outras remasterizações perdidas por aí, mas acho que você entendeu o meu ponto. Não é de hoje que a Square Enix porta seus jogos para gerações modernas, e tudo indica que ela não pensa em parar. Com o recente anúncio da Forever Entertainment, a empresa polonesa entrou em um acordo com a Square Enix Japan (preste atenção na nacionalidade) para fazer o vários remakes de uma propriedade intelectual pertencente à desenvolvedora de JRPGs maravilhosos.

Depois do anúncio começaram a brotar inúmeras especulações de quais jogos mereciam receber um remake. Dentre eles, certamente o icônico Chrono Trigger apareceu com maior frequência. Xenogears, Valkyrie Profile, Vagrant Story e até Legend of Dragoon (que nem é da Square, mas sim da Sony) foram um dos jogos especulados.

Portanto, venho aqui, como fã, especulador amador e apostador fracassado nas horas vagas, dar os meus dois centavos em qual franquia eu considero possível receber o tratamento de remake ou ao menos, qual eu gostaria que recebesse.

Antes de começar, vamos analisar e desmembrar minuciosamente o anúncio da Forever Entertainment:

Create several remakes (criar vários remakes) - não sei em português, mas em inglês, a palavra several significa mais de 2, ou seja, no mínimo 3. Vou considerar que seja uma franquia que tenha no mínimo 3 jogos no catálogo.IP owned by Square Enix Japan (propriedade intelectual pertencente à Square Enix Japão) - isso, automaticamente, excluiria Square Enix Europe e todos os jogos da Eidos, como Tomb Raider, Legacy of Kain e Fear Effect.

Meu acúmen de negócios e meu polonês não estão muito afiados, então não sei se essa leitura minuciosa é válida ou se eles descreveram Japão, mas na verdade estão considerando o catálogo da Square holding como um todo. Enfim, vamos partir para os jogos!

Jogos Com Alta Probabilidade de Remake

Front Mission

Front Mission é um RPG tático maravilhoso da Square. O primeiro que joguei foi Front Mission 3 no PS1 e mesmo não sendo fã de temas sci-fi ou mechas, o jogo me fisgou rapidinho. A batalha em um grid isométrico é semelhante aos outros jogos de estratégia da época, mas o sistema onde nossos mechas - chamados de wanzers no universo Front Mission - tinham partes diferentes e quebráveis, nossa, era incrível! Arriscar se aproximar do inimigo, mas desferir um ataque corpo-a-corpo tinha suas vantagens. Ainda mais quando uma habilidade era aleatoriamente ativada. Mas ficar numa distância gigante dando tiros de snipers ou soltando mísseis era tão prazeroso quanto… menos quando um inimigo se aproximava de você tão rápido quanto um Gundam.

A série brilhou até Front Mission 2089: Border of Madness, mas cagou feio em Front Mission Evolved e nem vou comentar de Left Alive, jogo stealth que se passa no universo da série e as semelhanças acabam aí. O primeiro Front Mission, lançado em 1995, recebeu um port para Nintendo DS em 2007. Já faz um bom tempo desde que essa série munida de intrigas políticas deu as caras e creio que seria uma ótima candidata para os remakes da Forever.

Parasite Eve

Para ser sincero, nem sei se eu gostaria de um remake desta série. O primeiro jogo foi lançado em 1998 e eu devo ter jogado um ou dois anos depois do lançamento. Eu só tinha 10 anos e assistir a cena inicial da ópera, onde todo mundo entra em combustão espontânea, me deixou traumatizado por um bom tempo.

Mas brincadeiras à parte, o jogo é um RPG de ação com elementos macabros de survival horror. Jogar com Aya Brea, a policial mais casca grossa do universo, e caçar Eve era estar constantemente em alerta com a mão na boca para evitar o coração pulando pra fora. A antagonista conseguia transformar os bichos mais fofos nas criaturas mais bizarrolentas que eu já tinha visto. Os cenários sempre hostis, com uma música de fundo digna de uma formatura satânica e os passos da Aya ecoando pelo ambiente, ajudaram a me traumatizar ainda mais. Atualmente, os polígonos antiquados não assustam muita gente, e é exatamente um dos motivos pelo qual a série merece um remake.

Porém, ao mesmo tempo que existe esperança para Parasite Eve, também existem impedimentos. No quesito esperança, Parasite Eve teve sua marca registrada pela Square Enix no Reino Unido em Fevereiro de 2019. Na época, muito se falava sobre um remaster ou port do jogo para gerações atuais, mas só o silêncio perdurou. Por outro lado, temos impedimentos. Parasite Eve é um romance sci-fi escrito por Hideaki Sena, uma doutora em farmacologia (por isso mitocôndria é o elemento mágico da série). Yoshinori Kitase e Tetsuya Nomura conversaram sobre um relançamento da série, mas informações não confirmadas (boatos) dizem que o relançamento atrasou devido aos direitos da série serem co-proprietários com Hideaki Sena.

Enfim, existem altas chances de Parasite Eve ser uma das séries cotadas para o remake, sendo que ela possui três jogos, foi desenvolvida pela Square e mesmo abandonada, até hoje não foi esquecida.

Jogos Com Baixa Probabilidade de Remake

Drakengard

A série que é um híbrido entre Dynasty Warriors e Ace Combat têm três jogos no seu catálogo e seria até irônico um remake pela Forever, pois fãs constantemente compararam a gameplay alada de Drakengard com Panzer Dragoon, um dos jogos que recebeu o remake pela Forever Entertainment.

Para quem não sabe, Drakengard se passa no mesmo universo de NieR. Um dia tentei me aventurar e ler toda a lore, mas quase tive um derrame. Como você deve saber, o primeiro jogo da série NieR está passando por um remaster e sua data de lançamento está próxima, 23 de Abril. Intitulado NieR Replicant ver.1.22474487139…, o jogo da Square está sendo remasterizado em parceria com a Toylogic e monitoramento do diretor Yoko Taro.

A baixa probabilidade que menciono aqui é dos jogos serem refeitos pela Forever. Se o remaster de NieR já está nas mãos de uma empresa, por que a Square colocaria outra na equação? Se NieR Replicant v.122 for tão bem sucedido como Automata, existem enormes chances de Drakengard receber o mesmo tratamento VIP, mas também com a Toylogic. Eu particularmente adoraria! Me diverti muito montando nos meus parceiros dragões e fazendo churrasco de trocentos inimigos. Mesmo que isso tenha me custado um rim.

Dragon Quest

No acordo entre a Forever e Square, foi dito que a empresa polonesa ficaria com mais de 50% do faturamento dos remakes. Pense comigo, você aceitaria um termo desses com uma das suas franquias carro-chefe?

Dragon Quest é um dos JRPGs mais icônicos do mundo e imensamente famoso nas terras nipônicas. Sua antiga rivalidade com Final Fantasy deixava até Coca-Cola e Pepsi no chinelo. Os primeiros jogos da série receberam diversos remasters e ports para outros consoles, assim como os primeiros Final Fantasy. O primeiro Dragon Quest recebeu o seu mais recente port em 2019 para Switch, adaptando a versão mobile do jogo.

Eu joguei do I ao IV no celular e se colocarmos lado a lado a versão de NES, os aprimoramentos são ótimos! Tem espaço para melhorias, receber um design mais moderno enquanto mantém a gameplay intacta? Claro. Mas vai? Como eu disse, não é impossível, mas bem improvável.

Final Fantasy Crystal Chronicles

Eu pensei em falar sobre os primeiros Final Fantasy. Mas se quiser saber minha opinião, é só copiar e colar as informações sobre Dragon Quest.

Mas Crystal Chronicles não é um filho querido. Como um spin-off, ele é aquele primo distante que nós gostamos, mas não fazemos questão de encontrar sempre. A série tem seis jogos ao todo e foram lançados para os consoles da Nintendo. Dois deles com gêneros atípicos: My Life As a King é um jogo de simulação e construção de cidade (muito fofo, diga-se de passagem) e My Life as a Darklord é um tower defense.

O primeiro jogo da série foi remasterizado e lançado em 2020 para os consoles e recebeu avaliações medianas da crítica especializada, mas abaixo da média do público geral. Infelizmente não consegui encontrar informações completas referente ao faturamento até então, mas de acordo com a Famitsu, na semana de lançamento foram vendidas quase 80,000 unidades no Japão.

Com mais cinco jogos disponíveis para um remaster, pelo menos dois desses sendo do mesmo estilo que Crystal Chronicles, a Square pode ter tido um resultado bom, mas não o suficiente para dedicar seu time a outro remaster. Nessa ocasião, surge uma empresa terceira e oferece dar continuidade aos remasters, com uma divisão - quase nada justa - dos lucros. Será? Um grande devaneio de minha parte, mas como diria Justin Bieber, never say never.

Jogos que Não São da Square Enix Japan, Mas Podem Receber Um Remake

Na hipótese de que o anúncio da Forever Entertainment tenha mencionado Square Enix Japan apenas como um erro de digitação ou configurando a companhia como um todo, o papo muda completamente. Existem alguns jogos pertencentes à Square Enix Europe e os fãs acreditam ferrenhamente que podem ser remasterizados: Legacy of Kain, Fear Effect e Gex.

Legacy of Kain e Gex eram ambos da Crystal Dynamics, que foi adquirida pela Eidos, que foi adquirida pela Square Enix e se tornou a Square Enix Europe. (É difícil acompanhar todas essas aquisições capitalistas). Fear Effect foi desenvolvido pela Kronos Digital Entertainment e publicado pela Eidos, que detém os direitos da série e consequentemente agora pertence à Square Enix.

Legacy of Kain tem ao todo cinco jogos e um spin-off multiplayer. É um jogo de ação/aventura e os dois primeiros jogos empregavam a mecânica de mundo aberto como a série Zelda, e os três últimos foram mais lineares separados em capítulos. Confesso que joguei pouco em minha época, mas entendo o apelo dos fãs por um remaster e concordo que seria uma ótima opção.

Gex era o mascote da Crystal Dynamics, um geco com roupagem inspirada em James Bond e Austin Powers. O réptil foi criado para competir diretamente com Mario e Sonic e sua jogabilidade era o tradicional jogo de plataforma em 3D. Não é difícil navegar pelo reddit e ver fãs clamando por esse remaster.

Fear Effect tem uma procedência interessante com a Forever. Um estúdio francês, Sushee, jogou a ideia na Square sobre reviver o clássico e a empresa aceitou. Desenvolvida por Sushee, mas publicado pela Forever Entertainment, muitos acreditam que essa relação seja o suficiente para especular um remaster dos primeiros jogos. Que aliás, tecnicamente já existe. Fear Effect Reinvented é um remake do primeiro jogo e está sendo produzido pela própria Forever! Anunciado em Agosto de 2017, o jogo teve uma breve apresentação de gameplay, mas está sem notícias desde Outubro de 2019 quando a Forever disse estar reinventando o jogo. Faria sentido todo esse burburinho em um jogo que já está nas mãos da Forever?

Concluindo, essas foram minhas hipóteses fundadas em pesquisas, muito empirismo como jogador e um toque de Nostradamus. Se eu fosse obrigado a apostar minhas economias, com certeza colocaria metade das minhas fichas em Parasite Eve e a outra em Front Mission, mas nunca se sabe, né? O legal é que caso eu acerte, é só eu linkar de volta para essa matéria e aproveitar meus cinco minutos de glória. Se eu errar, serei só mais um na multidão.

27
  • Micro picture
    artigos · about 2 months ago · 2 pontos

    Parabéns! Seu artigo virou destaque!

    1 reply
  • Micro picture
    noyluiz · about 1 month ago · 2 pontos

    Não acho que vai ser da Eidos (minha aposta é Valkirye Profile ou Chrono)

    1 reply
  • Micro picture
    thiagoreis · about 1 month ago · 2 pontos

    Parasite Eve 🙏🏻🙏🏻🙏🏻

    1 reply
  • Micro picture
    _gustavo · about 1 month ago · 2 pontos

    Forever é um time pequeno, não apostaria tanto em série grande e famosa da SE pra não se decepcionar depois kkkk

    1 reply
  • Micro picture
    kess · about 1 month ago · 2 pontos

    Valkyrie Profile necessita muito um re-tratamento, e mais ainda, que a história seja amplamente expandida. Silmeria, Covenant e até o fraco Anatomia deveriam ser refeitos, e ainda tão devendo um jogo focado na Hrist. Outro que precisa, e muito, não só o remake, mas como bato na tecla, ser expandido, é Parasite Eve. E que tem se mantido num imbróglio sobre os direitos desde sempre.

    2 replies
  • Micro picture
    pathicakes · about 1 month ago · 2 pontos

    A square enix tem mais rpgs bons do que eu pensava...acho que eu subestimo demais esses caras...engraçado considerando que pretendo adquirir ff7 remake

    1 reply
  • Micro picture
    speedhunter · 13 days ago · 1 ponto

    Eu já me contentaria com um remaster de Vagrant Story com adições de troféus. Mas a Square parece fingir que o jogo nunca existiu.

Keep reading → Collapse ←
Loading...