You aren't following ralyson.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • ralyson Ralyson Rayala
    2018-03-06 23:20:49 -0300 Thumb picture
    Post by ralyson: <p>Agora,&nbsp;Powered by PS4! e de volta ao alva!<

    Agora, Powered by PS4! e de volta ao alva!

    2
  • ralyson Ralyson Rayala
    2018-02-14 00:38:12 -0200 Thumb picture
  • gusgeek Gustavo Francescheto
    2017-10-16 15:02:04 -0200 Thumb picture
    Thumb picture
    Post by gusgeek: <p><a href="https://i.imgur.com/S59lltk.jpg">#img#[

    Castlevania

    Platform: NES
    1960 Players
    104 Check-ins

    58
  • ralyson Ralyson Rayala
    2017-10-15 15:01:36 -0200 Thumb picture
    ralyson checked-in to:
    Post by ralyson: <p>Beat'Up pra movimentar o fds :D</p>
    Sacred Citadel

    Platform: Playstation 3
    39 Players
    23 Check-ins

    Beat'Up pra movimentar o fds :D

    4
  • turraogames Turrão Games
    2017-09-27 21:25:29 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Primeiro Console no Brasil

    Medium 3544774 featured image

    Para quem se acostumou a lidar com grandes lançamentos com adaptações para o português brasileiro (com legenda e dublagem perfeita), é difícil voltar ao passado e se recordar do período em que o país ainda era um estranho para o mercado de video games. Em meio ao período de regime militar, a combinação entre taxas de inflação crescentes e a política de reserva de mercado impediam que pudéssemos participar ativamente do nascimento dessa indústria.

    Mas tudo isso não impediu que, com um pouco de improviso, as lojas locais recebessem nossas próprias versões do que era conhecido na época como “telejogo”. Entre diversas opções, a mais conhecida e lembrada pelos jogadores da época era o Telejogo, lançado no Brasil graças à Ford.

    Lançada em 1977 por 1,6 mil Cruzeiros (aproximadamente R$ 1.150 em valores atuais), a primeira versão do Telejogo era bastante simples para os padrões atuais da indústria. Inspirado nas máquinas de Pong fabricadas pela Atari, o aparelho oferecia três jogos (Paredão, Tênis e Futebol) que, na prática, se tratavam da variação de um único conceito de jogabilidade.

    O dispositivo apresentava dois controles fixados a seu corpo (cada um exclusivo a um dos times), o que obrigava os jogadores a deixá-lo sobre uma mesa caso quisessem realizar partidas multiplayer. Ele também apresentava botões que permitiam escolher entre sessões de “treino” e de “jogo” e um pequeno mecanismo que permitia associá-lo ao canal 3 ou 4 da televisão (Famoso Canal 3 jogar quem se lembra) — algo bastante comum na época, mas que hoje é impensável para quem cresceu com consoles que dependem de cabos HDMI para funcionar. Hoje em dia e tudo fácil liga tudo e pronto pode jogar. Alem de ter que sintonizar o canal 3, para jogar tinha que ouvir de alguém mais velho que o vídeo game estragava o aparelho de televisão.

    Telejogo teve sua sequência 

    Diante do sucesso obtido com o Telejogo, a Ford-Philco lançou em 1979 o sucessor do dispositivo, devidamente batizado como Telejogo II. O aparelho também apostava em um acabamento que misturava madeira e metal, mas se diferenciava por apostar em controles individuais destacados do corpo do console que, além de um manche analógico, apresentam um botão cada.

    O sucesso da Ford-Philco serviu como inspiração para outras empresas que decidiram apostar em ideias semelhantes. O exemplo mais lembrado é o da Superkit, que trouxe ao mercado nacional aparelhos como TV-Jogo 3, TV-Jogo 4, TV-Jogo Fórmula 1 e o TV-Jogo Motocross — todos eles tendo como elemento em comum oferecer uma quantidade de jogos que não podia ser aumentada a não ser comprando outro modelo de console.

    A era dos vídeo games que não usavam cartuchos foi bastante curta, mas serviu para criar várias memórias entre aqueles que tiveram a oportunidade de jogar. Além disso, eles atuaram como desbravadores que ajudaram a provar que, mesmo distante dos grandes centros mundiais, os brasileiros sempre achariam um “jeitinho Brasileiro” de acompanhar de perto o mundo dos games.

    FONTE: https://goo.gl/JeHSNa


    40
    • Micro picture
      santz · over 1 year ago · 3 pontos

      Que artigo sensacional. Sou apaixonado pela história dos videogames, inclusive estou aquele livro do 1983+1984 sobre os videogames no Brasil, que deu uma passada rápida nesses dois Telejogos. Tem uma cara que estuda comigo que, segundo ele, jogava este console na época. Não duvido, pois o cara é meio endinheirado. É massa ver que o Brasil também teve a sua própria versão de Home Pong.

      5 replies
    • Micro picture
      sladerangel · over 1 year ago · 1 ponto

      Nossa meu pai comprou esse lá final doas anos 70! Depois nos deu o Odissey!

    • Micro picture
      harpuia · over 1 year ago · 1 ponto

      Acho muito legal esse Telejogo por causa desse acabamento show dele em madeira, ainda hoje é bem fácil achar ele no Brasil na faixa de 250-400 R$. Se procurar BEM ainda acha ele com caixa, apesar de ela não ter nada muito atrativo.

  • 2017-09-09 18:54:43 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Conhecendo os brigões - KITANA

    Kitana é a princesa de Edenia, filha da rainha Sindelcom o rei Jerrod. Ela tem mais de 10.000 anos, embora aparente ter por volta dos vinte. Através dos anos ganhou grande importância, primeiramente como leal assassina de Shao Kahn e depois sua inimiga, salvando Edenia das mãos do "imperador" e, em seguida, liderando um exército em Outworld para evitar qualquer possibilidade de Shao Kahn voltar a oferecer perigo à Edenia.

    Impulsionada pela justiça, redenção e paz, Kitana é uma forte combinação de disciplina, inteligência, amor e perseverança. Ela desenvolveu um discreto interesse amoroso por Liu Kang, campeão de Earthrealm, até que ele foi assassinado pela Aliança Mortal - apesar de terem se encontrado brevemente antes de sua ressurreição. Aliou-se ao lado bom, ignorando um dia ter jurado lealdade à Shao Kahn até descobrir a verdade sobre seu passado e família. Kitana tem um clone, Mileena, que é sua arqui-inimiga.

    Kitana foi melhor amiga de infância de Rain, edeniano filho de Argus, quando mais velhos, começaram a ter um caso e Kitana ficou grávida de Rain, mas ela perde a criança em um aborto acidental causado pelo próprio Rain, que estava com Jade. Ele a traiu, a capturando e entregando como prisioneira a Shao Kahn. Após Jade salvá-la, as duas preparam uma armadilha e mataram Rain.

    Kitana fez sua primeira aparição em Mortal Kombat II, como filha e assassina pessoal de Shao Kahn, trabalhando ao lado de sua "irmã gêmea" Mileena e sua melhor amiga, Jade. Após descobrir a verdade sobre seu passado, as mentiras de Shao Kahn e a origem de sua "gêmea" Mileena, se inscreveu no torneio Mortal Kombat, onde conheceu Liu Kang e pediu sua ajuda para derrotar Kahn. Seu plano foi descoberto por Mileena, que a atacou, forçando Kitana a se defender. Ela derrotou e matou Mileena, revelando abertamente que ela não era mais leal à Shao Kahn.

    Durante os eventos de Mortal Kombat 3 (onde ela aparece no final de Liu Kang) e Ultimate Mortal Kombat 3 (em que foi adicionada como personagem jogável), Kitana é levada à julgamento por traição e pelo assassinato de Mileena. Após a ressurreição de sua mãe e a subsequente invasão de Shao Kahn à Earthrealm, Kitana planejou sua fuga para unir-se novamente à seus amigos. Seu único objetivo era encontrar Sindel e remover o mal de sua alma. Jade e Reptile são mandados por Kahn para capturá-la, mas ela convence Jade à ajudá-la em sua missão. Elas se livram de Reptile e conseguem livrar a alma de Sindel do controle de Kahn, que tem seus exércitos derrotados. Liu Kang derrota Shao Kahn e, depois disso, ela resolve voltar com sua mãe para Edenia. Antes de partir de Earthrealm, Kitana agradece Liu Kang pela enorme ajuda que este lhe deu.

    Shinnok e Quan Chi, vindos de Netherealm, invadem Edenia e aprisionam Kitana e Sindel, dentre muitos outros membros do reino. Conseguindo escapar com a ajuda de Mileena, que fora ressuscitada por Shinnok e desejava uma revanche, Kitana derrota novamente sua "irmã" e a prende em uma cela localizada abaixo da sala do trono de Edenia. Os exércitos de Shinnok são derrotados por Raiden e seus aliados, libertando Edenia novamente. Depois desses eventos, Kitana propõe à Liu Kang que governe Edenia ao seu lado, como Rei e Rainha. Ele relutantemente recusa a proposta, alegando que seu lugar é o de campeão em Earthrealm.

    Após a derrota de Shinnok, Kitana descobre que Shao Kahn sobreviveu à luta em Earthrealm e estava recompondo forças em Outworld. Decorrente à isso ela forma uma aliança com os Shokans, uma poderosa raça que caiu em desgraça por causa do enfraquecido imperador. Liderando exércitos ao lado de Goro, Kitana marchou contra os exércitos de Outworld pouco tempo depois, tendo sucesso no início. Depois, quando Goro é mortalmente ferido por Noob Saibot, os shokans abandonam a batalha, enfraquecendo o poder de Kitana.

    Em Mortal Kombat: Deadly Alliance, Kitana descobre que Shao Kahn foi morto por assassinos desconhecidos. Pensando que finalmente havia terminado sua luta, começou sua jornada de volta à Edenia, acreditando que poderia viver em paz. É quando encontra seu velho aliado Kung Lao, que a informa sobre a Aliança Mortal entre Quan Chi e Shang Tsung, seus planos de reviver o exército de mortos-vivos do lendário rei-dragão Onaga e a responsabilidade pelas mortes de Shao Kahn e Liu Kang.

    Arrasada ao saber da morte de Liu Kang, Kitana resolve se aliar aos seus velhos companheiros de Earthrealm e buscar vingança da Aliança Mortal, porém acaba sendo derrotada juntamente com seus amigos. Porém, a vitória foi curta. Pouco tempo depois, Onaga adentrou o palácio de Shang Tsung e Raiden viu como única saída explodir todo o local, o que culminou nas mortes de Quan Chi e Shang Tsung. Mas a explosão não causou nenhum dano a Onaga, que ressuscitou Kitana e seus amigos, fazendo deles seus seguidores fiéis. Devido ao controle de Onaga sobre si, ela acaba invadindo o próprio reino, Edenia.

    Em Mortal Kombat: Deception, Onaga usa Kitana para capturar a rainha Sindel, sabendo que ela não agiria contra a própria filha. Felizmente Sindel foi libertada por Jade, e juntas elas fogem para Outworld para planejar a derrota de Onaga e o resgate de Kitana. Desconhecido por Kitana, o espírito de Liu Kang, que era capaz de transitar entre os vivos devido ao forte vínculo que tinha com ela, encontra um aliado e amigo no ninja Ermac. Os dois embarcam numa missão para salvar Kitana e o resto de seus amigos.

    Ermac e Liu Kang tem total sucesso em libertar Kitana e os outros heróis da Terra do controle de Onaga. Depois, quando ela retorna à Edenia, ela encontra Blaze, que adverte um perigo que tornará a ameaçar todos os reinos. Kitana está desmotivada e cansada de constantes batalhas, mas Blaze avisa que as guerras tendem à aumentar. Após esse alerta, Kitana retorna em Mortal Kombat: Armageddon, lutando por Edenia. Durante os eventos, ela foi acompanhada pelo espírito de Liu Kang, pretendendo mantê-lo inteiro até que encontrasse uma maneira de reuni-lo ao seu corpo novamente. Mais tarde eles encontram Nightwolf, que assume a responsabilidade de cuidar de Kang. Contra a vontade de ambos, Kitana e Liu Kang se separam novamente. No seu final em Armaggedon, Kitana derrota Blaze e se torna a campeã dos Elder Gods. Ela cria uma força de luta feminina constituída por si mesma, Sindel, Jade, Sonya Blade e Li Mei. Elas partem para derrotar as forças do mal e prendê-las no Netherealm eternamente.

    Em Mortal Kombat 2011 (Mortal Kombat 9), Sonya Blade encontra Liu Kang e, a mando de Shao Kahn, lutam contra Smoke. Posteriormente, informada por Raiden, Kitana descobre as experiências de Shang Tsung e a existência de Mileena e, após vencer a ambos, vai até Shao Kahn para relatar-lhe a "traição" de Shang Tsung. Para sua surpresa e desgosto, as experiências eram da vontade do próprio Shao Kahn, que manda que ela seja presa na Torre, para, posteriormente, ser executada no Coliseum. Jade, porém, ouve e testemunha tudo isso e tenta libertar Kitana, lutando contra Baraka e Sheeva e, finalmente, obtendo acesso à princesa. Kitana, porém, pede-lhe que localize Raiden e peça a sua ajuda, o que Jade faz prontamente. Ela é atacada por Mileena, mas consegue vencê-la e, a seguir, é obrigada a lutar contra Smoke para se defender e provar que estava a favor da princesa, não do imperador. Então, ela conta a Raiden e Liu Kang sobre o plano de Shao Kahn de matar Kung Lao e eles partem rumo à Torre para salvá-la. Lutando contra Noob Saibot, Sheeva e Goro, eles descobrem que Kitana fora levada ao Coliseum e estava para ser assassinada. Chegando lá, Liu Kang luta contra os Tarkatan e consegue chegar até Kitana para soltá-la das algemas, enquanto Kung Lao é designado por Raiden para o combate. Ele enfrenta Quan Chi e Shang Tsung simultaneamente, e os vence; logo após, ele luta contra Kintaro e também o derrota. Baixando a guarda para comemorar, Kung Lao é covardemente morto por Shao Kahn pelas costas e Liu Kang vence e mata o imperador, para vingar Kung Lao. Shao Kahn, mais tarde, é restaurado por Quan Chi e o mesmo propõe ao imperador invadir Earthrealm. Shao Kahn objeta, mas Quan Chi diz que ressuscitará Sindel, desta vez como sua aliada, e o feitiço criado pelo sacrifício dela para proteger Earthrealm será desfeito. Ele assim faz e Sindel retorna à vida, desta vez como aliada de Outworld. Recebendo os poderes de Shang Tsung, ela vai até Earthrealm e mata vários dos guerreiros aliados a Raiden, como Kabal, Stryker, Sub-Zero, Jax, Smoke, Kitana e Jade. Antes de conseguir seu intento, Nightwolf luta arduamente contra ela, conjura um feitiço e sacrifica a si mesmo para matar Sindel, o que ele, de fato, consegue.

    Kitana retorna no jogo Mortal Kombat X. Mesmo tendo morrido em Mortal Kombat 9, Kitana tem suas habilidades reconhecidas por Quan Chi e ressuscitada pelo mesmo, mas controlada pelo feiticeiro para que o ajude no retorno de Shinnok

    As variações de estilo de luta de Kitana:

    Tempestade Real: Kitana luta em um estilo místico, uma vez que seus leques são capazes de criar tornados e a impulsionar no ar;

    Assassina: Adotando o título de assassina, que uma vez lhe fora concedido, Kitana desfere golpes rápidos e fatais utilizando seus leques, além de poder afiá-los em pleno combate;

    Lúgubre: Kitana utiliza o Bastão e Bumerangue de sua agora falecida amiga, Jade. Utiliza golpes aéreos e de médio alcance.

    Talisa Soto interpretou a personagem no filme Mortal Kombat em 1995 e na sequência Mortal Kombat: Annihilation, em 1997. Apesar de ser um dos personagens principais da série, Kitana serviu como elenco de apoio. Ela apareceu como companheira (contra vontade) de Shang Tsung no primeiro filme, e passou a maior parte da continuação tentando capturar Kahn, antes de enfrentar Sindel na batalha final. Os seus leques de guerra resumidamente apareceram como a sua arma primária na continuação.

    Kitana fez três aparições na série de televisão Mortal Kombat: Conquest, com o papel compartilhado por Dara Tomanovich e Audie England. Ela é totalmente consciente do seu passado em Edenia e as mortes dos seus pais pelas mãos de Kahn, e trabalha nas sombras para impedir o Imperador de conquistar reinos fingindo-lhe lealdade. Na série a princesa pede ajuda Kung Lao a resgatar a essência do lindo reino de Edenia, o jovem a ajuda e se encanta por ela confirmando as palavras do próprio Raiden que diz que Kitana é uma mulher notável.

    Kitana dividiu dois episódios com a personagem Mileena no curto seriado Mortal Kombat: Legacy. Este explicava todo o passado da mesma, assim como a criação de seu clone, os treinamentos aplicados por Shao Kahn e a revolta da personagem contra o imperador. Foi interpretada pela atriz Sam Tjhia.

    Em 2011 Kitana, Mileena e Sonya foram representantes oficiais do console Ps Vita em três vídeos lançados para demonstração do novo console. Em seu vídeo solo de apresentação, uma atriz aparece usando a roupa ninja de Kitana sobre o parapeito de um edifício. A atriz faz coreografias usando os Stell Fans de Kitana e no fim diz: "Lute no Mortal Kombat em qualquer lugar com o Ps Vita." Ao término do vídeo, a imagem da modelo de Kitana é substituída pela de uma moça jogando o Mortal Kombat com o console.

    Mortal Kombat X

    Platform: Xbox One
    424 Players
    82 Check-ins

    30
  • ralyson Ralyson Rayala
    2017-08-31 23:53:17 -0300 Thumb picture

    PS3 Super Slim aquecendo e desligando!

    Pessoal, alguém sabe dizer se tem como arrumar? Quanto custa em média? Com aproximadamente 5 min com ele ligado o bixo dá um bip, manda um aviso e desliga. =(

    4
    • Micro picture
      darlanfagundes · over 1 year ago · 1 ponto

      Putz. Eu tive um que morreu assim... O preço do conserto não valia...tive que vender ele no estado.

      2 replies
  • ralyson Ralyson Rayala
    2017-08-19 21:39:04 -0300 Thumb picture
    ralyson checked-in to:
    Post by ralyson: <p>#img#[464833]</p><p>Temporada finalizada com suc
    Diablo III: Reaper of Souls

    Platform: PC
    688 Players
    778 Check-ins

    Temporada finalizada com sucesso! #Necromante

    4
  • ralyson Ralyson Rayala
    2017-08-15 18:21:51 -0300 Thumb picture
    ralyson checked-in to:
    Post by ralyson: <p>:O<br>Muito bonito o jogo!</p>
    StarCraft: Remastered

    Platform: PC
    13 Players
    11 Check-ins

    :O
    Muito bonito o jogo!

    4
  • 2017-07-28 11:43:43 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    20 anos..

    Feliz aniversário King of Fighters 97!!

    Há exatamente 20 anos (28 de Julho de 1997), The King of Fighters 97 era lançado..

    História

    O ano passou voando. Embora o último torneio tenha tido um fim trágico, os patrocinadores estavam satisfeitos pelo sucesso do torneio, juntando milhões de espectadores ao redor do mundo. Assim, muitos dos homens mais ricos do mundo começaram a patrocinar o que seria o quarto torneio The King of Fighters com a participação do Time Heróis, que aconteceria em 1997. Desta vez, entretanto, haveria partidas preliminares antes das partidas definitivas. A excitação existia até mesmo antes do torneio começar e mais pessoas veriam as batalhas mundialmente.

    Nesse ano, a maioria dos times que participaram dos últimos torneios ganharam o direito de competir novamente. Chizuru, a anfitriã do torneio passado, se aliou a Mai e King, que não encontraram Kasumi. Iori e o discípulo de Kyo, Shingo Yabuki, entraram sem times no torneio. No entanto, dois times novos foram introduzidos. Um deles era um time enviado por Geese Howard, que teve de sair do torneio assim como Krauser e Mr.Big. Nele estavam Billy Kane, o guarda-costas de Geese, com ordens diretas de observar Iori e investigar o Poder de Orochi, apesar do ódio de Billy por Iori. Ao lado dele estava Ryuji Yamazaki, um louco que mataria a própria mãe por alguns centavos. Yamazaki tinha a promessa de que ganharia o dobro do prêmio do torneio se ele o ganhasse. O terceiro membro era Blue Mary, uma agente que estava investigando secretamente Yamazaki e Billy.

    O outro time era desconhecido. Eles entraram na competição no ultimo minuto. Os três membros deste time foram convidados para tocar uma faixa de uma música, mas de repente surgiram como o mais novo time do The King of Fighters. O time era formado por Yashiro Nanakase, Shermie e uma pequena criança chamada Chris. Os três pareciam ser lutadores inocentes, mas eram letais.

    Assim, começou o torneio novamente. Agora as partidas finais aconteceriam em seis países diferentes ao redor do globo, sempre recebendo uma enorme propaganda, principalmente televisiva. As partidas eram mais intensas que nunca, mas o perigo de Orochi estava rondando a competição como uma tímida sombra. O que aconteceria com Iori e Leona? O Time Novas Faces realmente alcançaria o seu objetivo? Ninguém ousou fazer essas perguntas, sendo que talvez as respostas fossem catastróficas. As lutas ainda assim continuaram, e as pessoas estavam satisfeitas com a enorme competitividade, principalmente porque todos os lutadores voltaram com suas técnicas melhoradas. Era impossível prever quem venceria e os lutadores deram tudo de si. Isso até os últimos dias do torneio.

    Durante os dias finais, foi informado que Iori e Leona desapareceram. Uma frenética procura pelos dois possuidores de sangue Orochi começou. O Time New Face começou a agir de modo muito mais estranho nesses últimos dias. Era como se eles soubessem de algo.

    Finalmente os dois foram encontrados. Porém, eles não eram mais os mesmos. A "Revolta do Sangue" tinha ganho controle total de suas mentes, e eles não podiam controlar o poder. Se tornaram quase como monstros sanguinários, procurando matar tantas pessoas quanto pudessem. Kyo e o resto de seu amigos tiveram dificuldades para parar Iori e Leona enfurecidos. Ralf e Clark, os dois aliados de Leona, prometeram que parariam a agitação dela e pediram para Kyo fazer o mesmo com Iori. Assim, a luta começou novamente. Mas, se eles estavam frenéticos, era sinal de que Orochi estava próximo? Eles tentaram esquecer esse fato, mas como eles se encontravam lutando contra os enlouquecidos Iori e Leona, isso ficou mais evidente. Kyo e seus amigos conseguiram parar Iori aproveitando-se dos erros dele e Ralf e Clark terminaram sua missão, parando Leona.

    Isto era apenas o começo. Três figuras estavam atrás deles. As figuras eram mais que familiares. Era o Time Novas Faces! Eles tinham mudado certamente. Suas roupas tinham cores diferentes, mas a maior mudança estava em suas auras. Elas estavam repletas do poder maligno de Orochi. Isso só poderia significar que o Time Novas Faces também possuía o Sangue de Orochi! Yashiro dá um passo a frente. Ele diz que eles são três dos Quatro Reis Divinos de Orochi. O quarto ser era Goenitz. Yashiro também fala aos competidores surpresos que eles estão prestes a terminar a Missão de Goenitz. Embora derrotado, Goenitz teve êxito, conseguindo energia suficiente dos lutadores e, dessa vez, mais energia foi obtida e Orochi estava perto de ser ressuscitado! Foi revelado que até mesmo Yamazaki tinha Sangue de Orochi! Kyo e seus aliados juraram ao Time Orochi Novas Faces que os parariam antes que conseguissem realizar sua ambição. Yashiro sorri e aperta o punho dele, provocando-o arrogantemente:

    "Você não precisa rezar... até mesmo se você vencer, o inferno estará esperando por você!"

    Kyo, Benimaru, Terry, Ryo, Daimon, Athena, Kim e outros fizeram o seu melhor, lutando contra o imensamente poderoso Time Orochi Novas Faces. Os poderes deles eram soberbos e ultrapassavam em muito os poderes de Goenitz. Suas técnicas, no entanto, eram muito semelhantes as do Time Heróis. Eles haviam copiado as técnicas que foram usadas no torneio passado! No entanto a face do mau não triunfou. Com muito sacrifício, numa batalha entre todos, a velha guerra entre o bem e o mau acontece mais uma vez. Todos os lutadores se esforçaram ao máximo para parar os Três Reis Divinos, embora a maioria deles não tivesse poder suficiente, mas o espírito humano e a necessidade de defender seu mundo prevaleceram. Assim, o Time Orochi Novas Faces foi finalmente derrotado depois de uma batalha longa e difícil. Poucos lutadores estavam de pé, mas todos estavam contentes por poder proteger seu mundo.

    A pior parte da batalha estava por vir. Yashiro e Shermie riem e felicitam os lutadores. Kyo exigiu uma explicação. Ele queria saber o que eles realmente pretendiam. Eles só haviam lutado para juntar energia e despertar Orochi! Nesse instante, Chris, a criança inocente, começou a flutuar entre os outros dois reis de Orochi. De repente, Yashiro mata Shermie bem a frente dos olhos de Chris! Antes de morrer Shermie pergunta o por que de Yashiro ter feito isso, e ele diz que era necessário para que Orochi seja despertado por completo. Yashiro promete á Shermie que também a seguiria. Yashiro diz que não precisariam sacrificar a jovem Kushinada para despertar seu "Deus", pois eles já haviam juntado energia suficiente pra isso e que seus sacrifícios eram a únicas coisas que restavam neste momento. Yashiro se mata também e Kyo fica perplexo com suas palavras. Os lutadores estavam confusos. Chris começou a juntar uma enorme quantidade de energia. Ele abre os olhos e começa a falar com uma voz onipotente. Diz que toda a humanidade morrerá em suas mãos e que agora terminaria o que começou a 1800 anos atrás. Chris então se transforma de uma criança inocente para um jovem sério com enorme sentimento divino. O cabelo dele era branco, o tórax tatuado e os olhos vislumbrados com o cheiro da morte. É chegado o momento! Chega a hora de lutar contra Orochi!

    Chizuru, apavorada, não acredita no que vê diante de seus olhos. Ela pede para Kyo e Iori deter aquele jovem antes que seja tarde demais. Não levou muito tempo para Orochi mostrar seu verdadeiro poder. Sem esforço, ele derrubou os lutadores restantes. Este era o verdadeiro Poder de Orochi! Até mesmo Kyo caiu ao chão derrotado. Ele começou a perder a consciência, e tudo ficou escuro ao seu redor. Entre a escuridão, Kyo podia ouvir vozes. Vozes mortas, semelhantes a espíritos. Elas contaram para Kyo que eram os espíritos dos Yagami, antepassados mortos de Iori. Os Yagami pediram a Kyo para acabar com a maldição que lhes foi imposta desde o pacto de sangue com Orochi, à 660 anos atrás.

    Parece que o poder de Orochi era a causa da vida curta para os Yagami! Kyo então ouve as vozes dos amigos e da sua namorada Yuki. Yuki era uma das oito meninas de Kushinada, destinadas a ser sacrificadas para despertar Orochi. Yuki diz que ela seria a única Kushinada a não ser sacrificada. Ela vai ajudá-lo. Kyo se levanta lentamente. Ele vê Iori que se levanta próximo a ele. Ele parecia ter voltado ao normal e sorriu a Kyo.

    "Parece que nós morreremos juntos, não é Kusanagi? Como é irônico. Você não morrerá nas minhas mãos".

    Kyo sorri e conta a Iori que eles têm um último trabalho a fazer. Chizuru chama ambos e lhes fala que ela levará Orochi mais uma vez aos cuidados do selo, mas que para isso ele deve ser derrotado.

    Kyo e Iori voltam à batalha. Uma batalha mortal que ninguém presenciaria. Alguém iria morrer naquele dia e o sobrevivente levaria o mundo. Kyo e Iori lutaram com as últimas quantias de poder que haviam dentro de seus corpos cansados, mas conseguiram derrotar Orochi. Eles lutaram sem pesares ou preocupações. Eles morreriam de qualquer maneira, assim era melhor fazer o que devia ser feito! Até mesmo Chizuru colaborou um pouco na luta contra Orochi. A cena de 1800 anos atrás se repetia. Kusanagi e Yagami lutando juntos e Kagura cuidando do selo.

    Ao término da batalha, Orochi se cansou e usou todo seu poder para liberar a "Revolta do Sangue" uma vez mais em Iori. Iori começou a ficar insano novamente, mas Kyo se empenhou para que ele recuperasse os sentidos. Já era tarde demais. Iori tinha se tornado frenético novamente. Orochi ordenou que Iori atacasse Kyo e Chizuru, matando ambos. Porém, Orochi que foi atacado por Iori! Iori agarra Orochi pelo pescoço e Chizuru pede a Kyo que dê um fim à batalha. Kyo se nega, dizendo que acabaria matando Iori também. Chizuru diz que ele não tem mais tempo. Iori não seguraria Orochi por muito tempo, sendo que este estava tirando o poder que havia dado a Iori. Kyo junta todas as forças dadas por Yuki e os amigos e libera tudo em um único golpe. Orochi é finalmente derrotado.

    As nuvens que cobriam o céu desapareceram. O sol brilha novamente. O mundo está seguro mais uma vez. Todo o mundo ainda se lembra das ações heróicas dos lutadores do torneio. Orochi e sua alma dormem uma vez mais. Mais uma vez pelo quarto ano definitivo o Time Heróis são aclamados como os Reis dos Lutadores.

    The King of Fighters 97

    Platform: Arcade
    831 Players
    14 Check-ins

    56
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...