2017-04-11 00:59:28 -0300 2017-04-11 00:59:28 -0300
papm22 Galard Malvic Featured

Galard Opina: 2017 será um ano decisivo para a 8ªgeração?

Single 3479744 featured image

E ae galera! Aqui é Galard voltando ao bom hábito de artigar por aqui depois de algum tempo. Passei por uns problemas bem sérios por aqui, mas como quase tudo na vida, a maior parte foi solucionada, o que me fez atrasar o artigo em um mês =/ . Peço desculpas pelo atraso por conta disto. E sem mais, vamos lá.

Lembrando que não sou dono da verdade e é apenas uma humilde opinião. A intenção é meramente para criar e desenvolver o diálogo sobre o assunto que mais gosto, videogames!

2017 está sendo, logo em seu início, um excelente ano para a indústria dos games. Arrisco a dizer que desde já ele já tem uma gama de jogos que facilmente bateriam a maior parte dos lançamentos dos demais anos da 8ª geração, sendo 2015 como a única possível exceção.

Ainda estamos em abril (!) e já tivemos algumas pérolas de crítica como Horizon Zero Dawn; The Legend of Zelda: Breath of the Wild salvando o WiiU e se consagrando como o jogo de lançamento de um console com a maior média no metacritic - 97 (O.O); Nioh; Nier: Automata; Persona 5 entre outros que não foram tão badalados, mas que são de excelência como Gravity Rush 2 ou mesmo o Resident Evil 7 (apesar de não ter gostado muito deste, reconheço a sua importância). Que início de ano excelente!

Arrisco a dizer que será um ano em que as empresas já estarão mais familiarizadas com os hardwares já consagrados (Ps4, Xbone e pc) e também pelo fato de menos dúvidas acerca dos novos consoles lançados já que o Switch chegou com tudo, sobrando apenas o Scorpio. Espero que essa lamúria de lançar um "console" novo a cada ano acabe logo. É terrível para as thirds partys se adaptarem todo ano a um kit de desenvolvimento novo. Felizmente, aos hardwares já estabelecidos pode-se dizer que não há mais este problema.

Outro ponto em questão é uma visão pessoal minha sobre o 4º ano de uma geração ser supostamente o melhor, em média, pois é o momento que eu creio que as empresas demorem para se acostumar e manterem um desenvolvimento de qualidade para os seus jogos nas plataformas estabelecidas até então.

Eis um comparativo a 5ª geração até a 8ª:

5ª Geração: 1998:

The Legend of Zelda: Ocarina of Time (N64)

Tekken 3 (PS)

Half-Life (PC)

Gran Turismo (PS)

Metal Gear Solid (PS)

Grim Fandango (PC)

Banjo-Kazooie (N64)

Crash Bandicoot 3: Warped (PS)

Resident Evil 2 (PS)

Starcraft (PC)

Oddworld: Abe's Exoddus (PS)

6ª Geração: 2004/2005

OBS: aqui tenho uma pequena exceção pq 2004 foi incrível e não sei dizer qual ao certo seria o 4º ano.
2005

Resident Evil 4 (GC)

God of War (PS2)

Shadow of the Colossus (PS2)

Battlefield 2 (PC)

Burnout Revenge (PS2)

Dragon Quest VIII: Journey of the Cursed King (PS2)

Gran Turismo 4 (PS2)

The Legend of Zelda: The Minish Cap (GBA)

F.E.A.R. (PC)

Grand Theft Auto: Liberty City Stories (PSP)

Call of Duty 2 (PC)

SoulCalibur III (PS2)

Psychonauts (PS2)

The Warriors (XBOX)

Devil May Cry 3: Dante's Awakening (PS2)

Sid Meier's Civilization IV (PC)

Age of Empires III (PC)

Need for Speed: Most Wanted (PC)

2004

Half-Life 2 (PC)

Grand Theft Auto: San Andreas (PS2)

Halo 2 (XBOX)

Burnout 3: Takedown (PS2)

Tom Clancy's Splinter Cell Pandora Tomorrow (XBOX)

Metal Gear Solid 3: Snake Eater (PS2)

Metroid Prime 2: Echoes (GC)

Rome: Total War (PC)

Unreal Tournament 2004 (PC)

The Sims 2 (PC)

The Chronicles of Riddick: Escape From Butcher Bay (XBOX)

Ninja Gaiden (XBOX)

Doom 3 (PC)

Rallisport Challenge 2 (XBOX)

The Legend of Zelda: Four Swords Adventures (GC)

Viewtiful Joe 2 (GC)

Katamari Damacy (PS2)

Onimusha 3: Demon Siege (PS2)

Champions of Norrath (PS2)

Metal Gear Solid: The Twin Snakes (GC)

Thief: Deadly Shadows (PC)

Fable (XBOX)

James Bond 007: Everything or Nothing (GC)

Def Jam: Fight for NY (XBOX)

Psi-Ops: The Mindgate Conspiracy (PS2)

Jak 3 (PS2)

Spider-Man 2 (Consoles apenas)

Need for Speed: Underground 2 (PC)

Cacete ....


7ª Geração: 2010

Castlevania: Lords of Shadow (X360)

Vanquish (PS3)

Just Cause 2 (PS3)

Alan Wake (X360)

Blur (X360)

Fallout: New Vegas (PS3)

Enslaved: Odyssey to the West (X360)

Call of Duty: Black Ops (PC)

Super Mario Galaxy 2 (WII)

Mass Effect 2 (X360)

Red Dead Redemption (X360)

Red Dead Redemption: Undead Nightmare Pack (PS3)

Starcraft II: Wings of Liberty (PC)

Rock Band 3 (X360)

God of War III (PS3)

Halo: Reach (X360)

Bayonetta (X360)

LIMBO (X360)

Super Meat Boy (X360)

Sid Meier's Civilization V (PC)

Metal Gear Solid: Peace Walker (PSP)

BioShock 2 (X360)

Battlefield: Bad Company 2 (PS3)

Pokemon SoulSilver e HeartGold (DS)


8ª Geração: 2017 (até então ...)

Alem dos já citados no início do artigo, ainda temos algumas promessas bem interessantes como Red Dead Redemption 2, o novo God of War, Middle Earth Shadow of War entre outros.

O que quero dizer é que pelas experiências passadas, creio que este ano será excelente para a indústria, com bastante variedade e jogos de qualidade. E é algo que eu espero muito em uma geração com 3 anos de idade só ter lançado um único jogo memorável para mim, que foi o The Witcher 3. De resto, tudo o que vi foram promessas não cumpridas, hype não alcançado e alguns poucos jogos de excelência. Claro que a minha visão não é 100% pessimista, já que amei alguns jogos dos anos anteriores, como o Uncharted 4, The Witness, Inside, Doom, MGS V: TPP, Fallout 4; MK X; Dragon Age Inquisition são alguns exemplos ... Mas ainda me passa o sentimento de catar agulha no palheiro, o que felizmente está passando com 2017 e seus excelentes lançamentos! E com sinceridade, isto é ótimo! Finalmente estou sentindo um pouco mais de confiança na indústria, algo obrigatório para quem pretende adquirir um aparelho de última geração cujo investimento irá facilmente ser bem alto, oscilando numa média entre R$ 2.000,00, no mínimo (console ou upgrade no pc + alguns jogos). E com franqueza: ninguém investe essa grana toda sem saber se a geração irá durar por pelo menos alguns anos. E por isso que creio que 2017 será decisivo: é o melhor momento para uma geração, que tanto oscila, se fixar de vez e garantir a confiança do consumidor. Videogame é uma indústria, que assim como todas as outras, precisa passar a confiança ao consumidor de que vale o investimento nela. Me despeço por hoje e um abraço galera!

13
  • Micro picture
    kratos1998 · over 2 years ago · 3 pontos

    Apesar de não ter consoles da atual geração eu venho acompanhando os lançamentos, e sinceramente tenho visto pouquíssimos jogos de meu interesse, a maior parte de bons jogos só é ano que vem mesmo, ano q espero compra um PS4. Excelente artigo!

    1 reply
  • Micro picture
    marcusmatheus · over 2 years ago · 3 pontos

    Ótima reflexão brother. Sem contar que sua análise mostrando os principais lançamentos dos anos das gerações fortaleceu bastante seus argumentos.

    Eu nunca tinha parado pra pensar sobre isso, mas é algo que realmente faz sentido: Quando o hardware já foi bem explorado, softwares de atualização já estão balanceados (sendo lançados com menos frequência) e alguns truques de desenvolvimento já foram revelados e explorados, pode facilitar o desenvolvimento e/ou criação de novas experiências (ou experiencias mais aprofundadas.)

    Se você estiver certo, ano que vêm então virá com surpresas bem significativas (já que esse ano, Zelda conseguiu me impactar de uma maneira incrivelmente positiva - acho até que seja difícil outro game conseguir isso ainda em 2017).

    Que 2018 seja um super ano de lançamentos (para que eu, em 2020, possa finalmente compra-los à preços descentes, kkkkk).

    1 reply
  • Micro picture
    msvalle · over 2 years ago · 2 pontos

    Reflexão interessante, não tinha feito essa correlação da idade da geração com a maturidade dos desenvolvedores e da qualidade dos jogos. 2017 começou promissor, que continue assim!

    1 reply
  • Micro picture
    artigos · over 2 years ago · 2 pontos

    Parabéns! Seu artigo virou destaque!

    1 reply
Keep reading → Collapse ←
Loading...