netstryker

Um veterano que ama games, filmes e rock pesado.

Você não está seguindo netstryker.

Siga-o para acompanhar suas atualizações.

Seguir

  • netstryker Andrey Capella Feijó
    2016-07-22 14:43:39 -0300 Thumb picture

    Retrogamers, não dá para ficar de fora dessa!

    Se você é das antigas como eu, certamente sente saudade dos clássicos dos anos 70, 80 e 90. Esta nova onda de consoles arcade multiplataforma é muito bem-vinda. O vídeo acima fala do Arcade Jr., da empresa brasileira L&R Arcades, porém, já temos também outras ótimas opções da Hercules Games.

    Alguns modelos possuem 7.000 jogos de várias plataformas como SNES, Mega Drive, Master System, etc. É claro que vários jogos são repetidos, porém, por serem versões diferentes, o que era muito comum na época e isso acontecia por razões regionais. A variação de versões eram muito comuns principalmente entre EUA, Europa e Japão, porém, é claro que haviam outras em outras regiões e países.

    O responsável por tornar isso possível é o Raspberry Pi, que permite emuladores de várias plataformas rodarem seus jogos em um mesmo dispositivo. Na realidade, é como se você tivesse vários emuladores de diferentes plataformas instalados no seu computador, a grande vantagem é que o Raspberry Pi tornou a possível a portabilidade, permitindo assim a criação de consoles arcade portáteis e é claro, usufruindo de tecnologias atuais como as conexões USB e HDMI.

    Os consoles arcade retrô multiplataforma podem ser um ótima opção para os mais jovens conhecerem e jogarem os excelentes jogos que marcaram a época dos mais, digamos, "contemporâneos" como eu e muitos outros sessentões, setentões e oitentões.

    Para mais informações vocês podem visitar os sites:
    http://www.lrarcades.com/
    http://www.herculesgames.com.br/

    2
  • netstryker Andrey Capella Feijó
    2016-05-27 15:21:27 -0300 Thumb picture

    Overwatch. Será que é realmente bom?

    Overwatch é a nova empreitada da poderosa Blizzard, empresa popularmente conhecida por produzir games de RPG e estratégia. A aposta no popular gênero FPS deu certo, trazendo um título simples de se jogar e eficiente nos quesitos técnicos para o PC, PS4 e Xbox One. Confira o review completo do game:

    A nova empreitada que deu certo

    Quando foi anunciado, Overwatch dividiu fãs da empresa e outros jogadores. De um lado a desconfiança de quem estava acostumado a títulos fantasiosos e que sempre carregam uma pegada de RPG ou estratégia. Do outro, aqueles que apostavam suas fichas na qualidade do trabalho da produtora.

    A verdade é que até os mais confiantes tinham seus receios. Afinal, estamos falando de um gênero que consagrou franquias como Counter-Strike, Battlefield e Call of Duty, que inclusive é um dos produtos mais vendidos da história no ramo de entretenimento.

    Quando a versão beta finalmente foi liberada, todos puderam conferir o incrível trabalho aplicado em Overwatch. O resultado veio com o expressivo número de mais de 9,7 milhões de jogadores ao redor do mundo, um recorde para a empresa e um respiro aliviado de quem mais uma vez colocará um título entre os grandes nomes da história.

    Partidas dinâmicas que agradam novatos e veteranos

    Overwatch traz partidas multiplayers de dois times com seis personagens cada. Os objetivos em cada partida variam desde proteger uma carga até o seu ponto de destino, até tomar e defender determinados pontos do cenário, como o famoso modo Capture a Bandeira - tradicional entre os FPS.

    Esses objetivos claros e simples fazem com que o jogo seja atraente até mesmo para aqueles que não estão acostumados com o gênero. Primeiro por não seguir o tradicional mata-mata onde vence quem abater mais oponentes, depois por criar uma dinâmica onde é preciso decidir - sozinho ou com o seu time - qual tarefa requer maior relevância dentro do combate.

    E para completar o pacote, jogadores brasileiros contam com servidores dedicados. Ou seja, um dos grande problemas em jogos do gênero, o lag, não está presente em Overwatch. Portanto, peça para aquele seu amigo que sempre põe a culpa de seu rendimento no tempo de resposta do jogo arrumar uma outra desculpa.

    Personagens e suas particularidades

    Outro grande atrativo de Overwatch é a particularidade de cada um dos 21 personagens divididos em quatro categorias. São elas:

    Ofensivo - Personagens com um maior potencial para fazer a linha de frente de seu grupo. Boa parte de suas habilidades são voltadas para o confronto direto, e geralmente são mais rápidos que os outros.

    Defensivo - São personagens adequados para defender um determinado perímetro. Suas habilidades geralmente causam grande dano e tem uma área de ação maior.

    Tanque - Personagens maiores e mais resistentes cuja função é devastar tudo ao redor. Alguns também possuem habilidades de defesa. Devido ao seu tamanho, são os mais lentos entre o elenco.

    Suporte - São os personagens cujo objetivo é garantir a vida de seus aliados no combate. Suas habilidades envolvem a recuperação de energia, ressuscitação e até mesmo melhorias provisórias.

    Mesmo dentro de cada uma dessas classes, a particularidade se mantém. É difícil encontrar um personagem que tenha habilidades e características similares a outro. Isso faz com que o jogo tenha uma dinâmica única, em que você precisa conhecer boa parte do elenco para descobrir qual deles se encaixará melhor dentro da estratégia do seu time.

    Habilidades balanceadas

    A grande diferença de Overwatch para os tradicionais FPS é a sua mecânica de habilidades. Graças a ela, é possível criar infinitas estratégias dentro de uma partida. Tudo isso de uma forma balanceada em que dificilmente um personagem leva vantagem em cima de outro.

    Esse balanceamento merece destaque, já que em boa parte dos jogos isso acaba favorecendo um ou outro personagem. Overwatch consegue fazer com que cada um dos 21 personagens tenha vantagens e desvantagens que equilibrem as partidas, fazendo com que a habilidade do jogador seja a grande arma para conquistar os objetivos.

    É interessante ver como personagens de suporte, por exemplo, conseguem ser tão atrativos e eficientes quanto os ofensivos. Mesmo que suas habilidades sejam em boa parte dependentes da participação de seus aliados, não é uma tarefa árdua e monótona controlá-los e ter que conviver com isso.

    Os golpes especiais também contribuem muito para isso. Junkrat, por exemplo, conta com uma roda mortal que pode ser guiada até um grupo de inimigos e detonada em seguida. Entretanto, durante a execução da habilidade o personagem torna-se vulnerável, e seu óbito cancela o efeito do golpe. Isso faz com que esse movimento seja efetivo e ao mesmo tempo comprometedor ao time.

    Visual agradável no lugar do realismo extremo

    Na parte visual do game, assim como em boa parte de seus jogos, a Blizzard opta por criar um ambiente agradável e que se encaixa com a proposta do jogo, e não opta por uma busca incansável pelo realismo. Em outras palavras, em vez de cenários e personagens bem similares ao que vemos em nosso dia a dia, há heróis e vilões com uma pegada cartunesca e ambientes que seguem o mesmo caminho.

    Mesmo assim há referências ao mundo real a todo momento. Seja em fases que se passam em Hollywood, México, Grécia e Japão, até personagens que se parecem com figuras reais, como Soldado 76, Tracer e Hanzo. Claro que tudo isso vem com uma boa dose de humor, como costuma acontecer nas animações de cinema.

    Dessa forma, Overwatch encanta mostrando que a parte visual não agrada apenas quando ela busca ser realista. Ainda é possível ambientar um game em cenários onde a textura se mistura com o real sem perder a sua essência: a fantasia.

    Referência em dublagem

    Em uma época em que 90% dos jogos chegam localizados ao Brasil, ainda convivemos com problemas em relação a dublagem dos games. Há jogos que ao invés de agradar com diálogos em nossa língua, acabam afastando o jogador por conta de um processo mal feito ou com a presença de profissionais que não estão acostumados com este tipo de trabalho.

    Overwatch consegue ser eficiente no que diz respeito a esse problema constante. Embora o jogo não conte com longos diálogos, as poucas falas foram produzidas em cima dos principais nomes da dublagem no país. O resultado disso é um trabalho que encanta e dá orgulho.

    Nessa falas há referências a músicas de Roberto Carlos, gírias populares e do mundo dos games, e até mesmo alguns palavrões. Embora pareça algo grosseiro, a forma com que eles são incluídos no jogo fazem com seja natural e normal e apenas um complemento à diversão

    Conclusão

    Overwatch surpreende e chega para fazer história. Com uma jogabilidade viciante, um visual que encanta e mecânicas que tornam o jogo único, o título não só chega para fazer frente com games consagrados no gênero, mas para se tornar uma referência entre os FPS. Obrigatório para todos que ainda associam games com diversão. 

    Artigo original:
    http://www.techtudo.com.br/review/overwatch.html

    5
  • netstryker Andrey Capella Feijó
    2016-04-03 16:14:05 -0300 Thumb picture

    Lista de consoles antigos mais populares tem Nintendo 64 e Mega Drive

    Videogames antigos que marcaram época há décadas voltaram com força e têm movimentado o mercado. Desde os mais conservados e raros até os portáteis e mais recentes, há todo tipo de dispositivos. Em estudo feito pelo site Mercado Livre, a procura por consoles nos últimos meses de 2015 cresceu em 30%. No entanto, para a surpresa dos usuários, as buscas por videogames antigos estiveram bem acima da média geral.

    Títulos de fliperama tiveram quase 47% a mais de vendas em 2015, e o PlayStation One teve alta de 32% na procura. E essa tendência não é de hoje: no primeiro semestre do ano passado, o Game Gear teve aumento de 61,5% nas buscas, enquanto o Odyssey foi procurado 36,7% vezes a mais do que no mesmo período de 2014. Seja por nostalgia ou para economizar, comprar aparelhos antigos pode ser uma saída divertida. Confira a lista para descobrir quais são os consoles clássicos mais populares atualmente:

    Nintendo 64 é um dos consoles antigos mais populares atualmente (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)

    Nintendo 64

    Com quase 20 anos de idade, o Nintendo 64 é um dos consoles mais consagrados de todos os tempos. Com preço médio de R$ 300, o aparelho pode ser encontrado por até R$ 15 mil no site de compra e venda OLX. Há mais de 350 jogos disponíveis, várias edições especiais, como Donkey Kong e Pikachu, e, além disso, o sucesso do videogame rendeu diversos emuladores para PC. Entre os títulos de maior destaque estão The Legend of Zelda: Ocarina of Time e Super Mario 64.

    Super Nintendo

    Quadrado e com botões roxos, o Super Nintendo é um símbolo importante para jogadores e mais um console famoso da fabricante japonesa. Grande parte do sucesso do videogame vem dos jogos exclusivos, que conquistaram fãs graças aos heróis carismáticos, enredos criativos e jogabilidade interessante, como Super Mario, Metroid e The Legend of Zelda. O aparelho pode ser encontrado por R$ 300, em média. Sem os cartuchos, é possível achar preços ainda mais baixos.

    Super Nintendo faz sucesso até hoje (Foto: TechTudo/Filipe Garrett)

    Odyssey

    Lançado no início dos anos 80, o Odyssey foi o primeiro console de muitos brasileiros. O aparelho não tinha tantos títulos como os concorrentes, mas deu fama a muitos games, como o genérico de Pac-Man, "Come-Come!", além de "Abelhas Assassinas!" e "Didi na Mina Encantada!", com participação do personagem famoso de Renato Aragão. Por ser raro, o videogame não é facilmente encontrado, e as unidades mais conservadas são vendidas por até R$ 10 mil. O dispositivo é tão antigo que há discussões sobre até que ponto era digital ou analógico.

    Magnavox Odyssey marcou a primeira geração de consoles (Foto: Reprodução/Wikipedia)

    PlayStation One

    Um clássico instantâneo, o PlayStation 1 revolucionou o mundo dos consoles desde os anos 90 até 2006, quando teve a produção descontinuada. O videogame rodou títulos populares como Resident Evil, Tomb Raider, Final Fantasy VII, Gran Turismo e Crash Bandicoot, e vendeu mais de 100 milhões de unidades pelo mundo. Para completar, o PS1 serviu para popularizar os saves, a partir dos memory cards. Até hoje é possível encontrá-lo pelo preço médio de R$ 300 em diversos endereços de comércio online, assim como muitos games. Quem não quer gastar dinheiro pode procurar emuladores na Internet, jogar os títulos pelo PC e reviver bons momentos.

    PlayStation One é um dos videogames antigos de sucesso (Foto: Divulgação/Sony)

    Atari 2600

    Pac-Man, BreakOut, Donkey Kong, Centipede e Pong... Você, provavelmente, já ouviu falar de algum desses games, assim como a plataforma que deu fama a cada um: o Atari 2600. Lendário, o console marcou a vida dos jogadores nos anos 70 (e 80, no Brasil) com jogabilidade inovadora, cores incríveis e títulos que sobreviveram ao tempo. Dos cartuchos ao controle com manete, tudo no videogame contribuiu para torná-lo icônico.

    Atari 2600 atingiu 30 milhões de unidades vendidas em todo o mundo (Foto: Reprodução/Wikipedia)

    Mega Drive

    O Mega Drive competia diretamente com o Super Nintendo, não só pelo desempenho da máquina, mas também pela briga entre as principais franquias de cada console: Sonic the Hedgehog x Super Mario. É fácil de encontrar o aparelho usado em lojas online pelo preço médio de R$ 250, e a maioria já vem com cartuchos. Um clássico dos 16-bits, o Mega Drive marcou uma geração de fãs brasileiros, com jogos como Ayrton Senna's Super Monaco GP II, Fifa Soccer 97' Gold e Mortal Kombat 2 e 3.

    Mega Drive, também conhecido como Sega Genesis, fez sucesso nos anos 1990 (Foto: Reprodução/Wikipédia)

    Artigo original:
    http://www.techtudo.com.br/listas/noticia/2016/04/lista-de-consoles-antigos-mais-populares-tem-nintendo-64-e-mega-drive.html
     

    1
  • netstryker Andrey Capella Feijó
    2016-04-01 22:13:56 -0300 Thumb picture
    netstryker fez um check-in em:
    <p>Retomando o boost depois de quase 2 anos.</p> - Alvanista
    Gears of War 2

    Plataforma: XBOX 360
    6115 Jogadores
    184 Check-ins

    Retomando o boost depois de quase 2 anos.

    8
  • netstryker Andrey Capella Feijó
    2016-04-01 02:34:57 -0300 Thumb picture
    netstryker fez um check-in em:
    <p>Progredindo mais um pouco...</p> - Alvanista
    Tomb Raider Definitive Edition

    Plataforma: Xbox One
    688 Jogadores
    95 Check-ins

    Progredindo mais um pouco...

    4
  • netstryker Andrey Capella Feijó
    2016-03-27 23:46:04 -0300 Thumb picture
    netstryker fez um check-in em:
    <p>Tentando consertar as coisas...</p> - Alvanista
    The Deer God

    Plataforma: Xbox One
    115 Jogadores
    4 Check-ins

    Tentando consertar as coisas...

    2
  • netstryker Andrey Capella Feijó
    2016-03-27 13:11:31 -0300 Thumb picture
  • netstryker Andrey Capella Feijó
    2016-03-27 00:22:21 -0300 Thumb picture
    netstryker fez um check-in em:
    <p>Iniciando o segundo playthrough...</p> - Alvanista
    The Deer God

    Plataforma: Xbox One
    115 Jogadores
    4 Check-ins

    Iniciando o segundo playthrough...

    3
  • netstryker Andrey Capella Feijó
    2016-03-25 13:01:09 -0300 Thumb picture
    netstryker fez um check-in em:
    <p>Muito interessante &nbsp;do ponto de vista espir - Alvanista
    The Deer God

    Plataforma: Xbox One
    115 Jogadores
    4 Check-ins

    Muito interessante  do ponto de vista espiritual, sobretudo para aqueles como eu que repudiam a caça esportiva.

    1
  • netstryker Andrey Capella Feijó
    2016-03-16 01:28:56 -0300 Thumb picture
Continuar lendo &rarr; Reduzir &larr;
Carregando...