2015-12-14 18:44:38 -0200 2015-12-14 18:44:38 -0200
netobtu João Paulo Bonome Neto
Post by netobtu: <p>É, amigos, o XOne não vai ter como alavancar. É

É, amigos, o XOne não vai ter como alavancar. É tipo acreditar no Atlético MG quando o Corinthians estava já com mais de 6 pontos na frente e faltavam nem 5 rodadas pro final. Não que o Atlético estava ruim, mas sim que o Corinthians estava muito a frente, há tanto tempo, e também com os ventos do campeonato propiciando seu barco. É o mesmo com Playstation 4, que é o Corinthians do brasileirão de 2015, e o Xbox One, que é o Atlético Mineiro do brasileiro de 2015.

Apesar de eu gostar muito do console (falando especificamente da interface e dos jogos exclusivos, o XOne é o meu favorito da geração, excluindo Wii U, pq nem comparo), a mutação que ele sofreu desde o lançamento foi um tiro no pé, mas também sua redenção. Digo isso porque se não tivessem mudado, o console seria um natimorto e teria ainda menos aceitação, essa foi a redenção; o tiro no pé é porque o console claramente não foi pensado para não ter essas features anticonsumidor, e então o sistema sofreu, e ainda sofre, muitos problemas, desde o hardware até à interface.

Don Mattrick matou o XOne em 2013, quando o anunciou ao mundo. Vcs se lembram da apresentação? NBA Fantasy, NFL Fantasy, TV, ver TV, ver suas séries favoritas, online 24h... era um console voltado ao norteamericano que não quer jogar videogame.

Essa mania de vender as coisas como ALL IN ONE matou o produto ali, naquela apresentação. O PS4 também é uma "central de entretenimento", mas é e sempre foi muito melhor resolvido: antes de um lugar para você ver Netflix ou ouvir suas músicas, ele é um player de games. E isso beneficiou o console, ao passo em que o Xbox One, que veio com um anúncio todo confuso e que AFASTAVA o consumidor gamer (always online e etc), se ferrou. Ser mais ou menos poderoso nunca influenciou para um console dominar a geração, mas do jeito que o XOne foi anunciado, o PS4 ainda tinha o plus de ter o maior poderio tecnológico para games. Multitarefa, possibilidade de ver TV direto pelo console, rede online supostamente mais estável (uma inverdade, a Live anda tendo tantos problemas de conexão quanto a PSN, o que, na verdade, é NORMAL, não existe NENHUM serviço no mundo online 24h/365 dias por ano, uma hora a coisa vai precisar de uma manutenção e coisa do tipo)... nada disso interessa no frigir dos ovos, e a Microsoft investiu MUITO MAL nesse projeto.

Felizmente o Phil Spencer veio para salvar, e conseguiu em certo ponto. Não se ouve mais sobre jogos da NBA e da NFL no Xbox One. Não se ouve mais sobre como é legal você abrir o menu do lado para ver a novela enquanto você joga... o negócio agora é focar em jogos, em melhorar a plataforma, na sua interface.

Mas nada disso será suficiente. O PS4 nem precisou se esforçar, e nem precisará. Reparem que, apesar de só ter dois anos, já começamos a ouvir sobre o próximo Xbox. A Microsoft vai encurtar a geração, justamente porque a adesão é fraca, e mesmo com uma lineup muito boa esse ano, nem no mês de Black Friday conseguiu superar o PS4 em vendas.

Não digo que tudo isso é uma pena, mas é uma lição que a Microsoft, agora com Phil Spencer mandando na divisão do Xbox, aprendeu, ao que tudo indica. O investimento deve ser focado em jogos, o Xbox é um aparelho de jogos, a Microsoft tem que vender é o seu WINDOWS como plataforma de rodar tudo o que você quiser, INCLUSIVE jogos. O Xbox deve ser vendido como uma plataforma para rodar jogos, mas TAMBÉM poder assistir suas séries favoritas.

Faço essa análise sem querer gerar flame nem nada. Vejo vocês com problemas de update e fico puto da vida, se fosse comigo eu ia estar querendo morrer. Comigo nunca aconteceu, mas é um problema gravíssimo e que, pelo visto, a Microsoft não conseguiu resolver com simples updates até agora, e, com o passar do tempo, acho que não vai conseguir e se bobear fará um recall dos aparelhos, como foi com os 3RL das antigas placas do Xbox 360.

Torço para o próximo Xbox, porque para o One, de nada adianta torcer... ele já cavou sua cova, e agora vai tentar correr atrás lançando jogos e comprando exclusividades temporárias, nem que seja de DLCs.

O Xbox One nasceu e morreu. E depois de morrer, ele tentou continuar na luta. É como um zumbi cibernético, que tenta, com remendos, consertar um erro irreparável chamado Don Mattrick.

Halo 5: Guardians

Platform: Xbox One
820 Players
164 Check-ins

84
  • Micro picture
    lica · almost 4 years ago · 10 pontos

    Concordo plenamente com você e acho louvável a sua postura de fazer uma análise sensata, diferente de muita coisa que vemos por aí. Ser fã é diferente de não se permitir análises mais profundas que admitam o óbvio. Aprendi isso muito cedo com a Sega, minha empresa do coração: por mais que gostemos de algo, precisamos reconhecer os erros e acertos. A própria MS já percebeu isso.
    Eu entendi que o One era bem legal quando adquiri um, mas ele foi o último que peguei dos três, justamente por esse foco em central multimídia, que sempre foi algo que nunca acreditei ou gostei. Sei que muitos fãs levantaram isso como ponto forte do lançamento, só ver os posts sobre o assunto no lançamento, mas não me convenceu.
    Comprei o console quando ele apresentou a possibilidade de escolha da opção com ou sem Kinect. Já tinha tido a experiência do Kinect no 360 e percebi que ele também não é para mim. Em um mês parei de usar e sei que o Kinect e suas funcionalidades no One, como comando de voz, não fazem sentido para mim. Isso foi outro ponto bom que podemos destacar.
    Outra coisa que me lembro ter pegado muito mal para mim foi a fala do Mattrick, quando questionado sobre a necessidade de conexão contínua, e ele respondeu que quem quiser jogar desconectado pode usar um produto MS também, o Xbox 360. Meu, isso pegou muito mal! Foi de extremo mal gosto e deselegante.
    Phil Spencer foi a literalmente a salvação do One. Focou em jogos, é um fofo lindo XD, tem muito cuidado nas relações com a imprensa (vide no evento pré-BGS aqui no Brasil que ele foi além da conta) e busca ouvir os consumidores.
    É um excelente console com excelentes serviços e jogos que estão chamando bastante a atenção, diferente do perfil Shooter que a empresa tinha, por isso me interessam muito mais agora.
    Bom, sorte que a MS tem grana para subsidiar jogos (é nítido isso pelo valor que eles chegam em pouco tempo), negociar exclusividades e buscar alternativas, mas de fato seu tempo se foi.
    Isso não é só uma lição para a MS, mas uma lição para todas as empresas de games. Espero que elas aprendam! ;)

    4 replies
  • Micro picture
    zir0 · almost 4 years ago · 3 pontos

    pra min o microssoft sempre foi uma oferta + barata de entretenimento multplataforma com online + apurado, mas pro meu caso necessito de jogos japoneses ( e não adianta falar de ff e KH 3, pq pra min jogo japoneses e muito mais que isso) então o one tem um desfalque ai, mas comparado o que era em 2013 ta muito mais vivo que parece, e pode ser mais que isso sim , mas pra eles ta tudo bem tem tudo que o mercado americano quer e sempre foi isso q procurou desde o primeiro

    2 replies
  • Micro picture
    juninhonash · almost 4 years ago · 3 pontos

    É por essas e outras que eu NUNCA compro console antes de pelo menos uns 4 anos, o One começou realmente muito bem, me identifico atualmente muito mais com ele do que com o PS4 mas a verdade é que pouco a pouco ele ta perdendo o impacto na indústria e mesmo a Sony com MUITA coisa que me incomoda pra caralho (remasterizar jogo de menos de 1 ano, emular jogo de PS2 a preço absurdo, conexão muito da ruim ao menos por aqui na região onde moro, interface péssima e por aí vai), ela acabou se dando praticamente 100% melhor por causa do câncer absurdo que foi o Don Mettrick.

    Quando eu vi os dois naquela conferência (PS4 e One), eu fiquei puto, vi muito caixista que antes tinha argumento sobrando idolatrar a ideia do online obrigatório (e principalmente dos jogos físicos não serem possíveis de venda) e muitos nem jogavam tanto online assim, é totalmente absurdo, quando consertaram isso, minha visão do One mudou e eu passei a ter um respeito muito grande por ele por causa da Microsoft e a política limpa dela ao lado do Phill Spencer ainda mais agora liberando retrocompatibilidade.

    Mas pelo jeito a coisa ainda não vingou e nem vai pelo visto, os números batem forte, a venda dele não ta crescendo como deveria, Phill Spencer pode ajudar mas não faz milagre, enquanto a Sony continua boa das pernas única e exclusivamente por conta do Don, que parece mais ter sido funcionário dela que da própria Microsoft.

    Honestamente, fui de PC na geração, não acho válido comprar console por conta de poucos jogos exclusivos (no momento só me interesso por Gears 4 e Sunset Overdrive do One e Bloodborne e Horizon do PS4) então quando o número de um deles aumentar e o preço colaborar, talvez eu cogite a compra de um deles, mas no momento não. Mas é triste ver todo o esforço da Microsoft provavelmente ser revertido somente numa lição e não em números de vendas e jogos, etc.

  • Micro picture
    thiiixd · almost 4 years ago · 2 pontos

    Cara, tem que desencanar que o xonão vai passar o ps4. Resta apenas curtir os jogos que ele vem recebendo. Passando o 360 em números de vendas, creio que já é uma vitória para ele.

    1 reply
  • Micro picture
    cchacal · almost 4 years ago · 2 pontos

    Parabéns pela crítica. precisamos de mais pontos de vista sérios e inteligentes e não a choradeira de fans boys, que transformam o mundo dos games em uma dicotomia empresarial desnecessária. Não sei se concordo totalmente com seu ponto de vista, porém acho muito coerente, a questão que tenho a levantar é simples, estamos nos atendo a venda do console como ponto de partida para a qualidade do produto, certo que em qualquer nicho de mercado os números do produto vendido é o fator preponderante para analisarmos um cenário especifico de um mercado especifico, mas eu acredito que temos que enxergar além. O Xbox one é um console que realmente começou com sérios problemas, e você já os comentou muito bem, porém ele conseguiu neste ano derramar no mercado excelentes jogos exclusivos e/ou parcialmente exclusivos, e isso para quem joga é o que realmente importa. Eu jogo desda época do Atari, naqueles tempos não havia essa guerra, o que se queria eram bons jogos (com todo seu limite gráfico), mas quando a primeira rivalidade dos games veio a tona (Nintendo x Sega), o mundo dos games se transformou, em parte para melhor em parte para uma baboseira comercial, que os verdadeiros gamers estão pouco ligando. Eu quero que o aparelho da Microsoft melhore sim, eu quero que o da Sony melhore, também, mas o que eu quero mesmo é que seja mais fácil para os desenvolvedores fazerem seus games, que afinal é a verdadeira alegria que enxarca nosso olhos.

    1 reply
  • Micro picture
    frajola · almost 4 years ago · 2 pontos

    Não querendo fugir do teu propósito, mas pra mim, Vídeo Game é para se jogar, no MÁXIMO ver a Netflix, o resto é dispensável, e não há o por que de ter foco.

    1 reply
  • Micro picture
    israel_arraes · almost 4 years ago · 2 pontos

    Concordo com quase tudo, mas acho o texto um pouco exagerado, o ONE não está "morto" e longe de ser um zumbi. Caramba, é o console que está vendendo MAIS em menos tempo da história da Microsoft!
    Assim também discordo que o tempo de vida do ONE será curto, as empresas sempre pensam no próximo console com antecedência, isso é normal. Acredito que isso possa até influenciar no próximo XBOX saindo primeiro que o próximo Playstation, mas tipo, isso não quer dizer que vá ser logo. Se eu pudesse chutar diria que o próximo XBOX deve sair em 2018/2019, e o próximo playstation um ano depois.

    1 reply
  • Micro picture
    gogobrasil8 · almost 4 years ago · 2 pontos

    Só pela retrocompatibilidade o XONE já me ganhou, mesmo com a minha má experiencia com o Windows (o atendimento deles comparado com o da apple é tipo falar com bebuns)

  • Micro picture
    stockgame13 · almost 4 years ago · 2 pontos

    Eu vejo que há muito preconceito com o One, até o momento ele é bem superior ao PS4, estou falando de jogos(até em exclusivos a Microsoft ganha em quantidade e qualidade).Acha que estou exagerando, veja as campanhas publicitárias da Sony, o PS4 sempre aparece ao lado de Star Wars Battlefront, Fallout 4, Destiny, quem não acompanha as notícias vai achar que os mesmos são exclusivos da Sony(aliás pratica feita pela mesma desde o saudoso PS1). Enquanto isso no Xone vc encontra esses jogos e mais Forza 6, Halo 5. Rise of the Tomb Raider entre outros. A Microsoft sim, está correndo atrás do prejuízo, e nessa parte concordo plenamente com vc, acho que é irreversível, ela não tem o poder da marca Playstation. Prepotência a Sony tb teve com o PS3, lembra da declaração do Kaz Hirai quando anunciou o preço do console em 2006, ele disse que quem quisesse ter um PS3 teria que arrumar dois empregos(bem parecido com a merd@ que o Mattrick expeliu na E3 2013)mas todos nós sabemos que o console deu a volta por cima, então daria pro One chegar perto do PS4, daria mas, repito ele não tem o poder da marca Playstation. E se formos comparar o que está sendo entregue, aí sim a Microsoft pode perder as esperanças, pq enquanto ela se esforça pra entregar algo novo, como os jogos que já mencionei, trás a retrocompatibilidade, tem o EA Acess, experiência on line melhor(a comunidade xbox é bem mais interativa e participativa) e ela mal consegue diminuir a diferença no número de vendas, enquanto a concorrência só precisa anunciar um jogo, que sabe lá Deus quando vai ser lançado, para as vendas do Ps4 aumentarem, aí meu amigo, não tem Phill Spencer que dê jeito. Perambulando internet afora fica nítido que a visão que muitos tem sobre o xbox é que ele é o mesmo de dois anos atrás e por mais que vc diga, explique o quanto é bacana e prazeroso ter um One, só basta um desconhecido que geralmente nunca usou a plataforma dizer que o Xone não presta, pra isso virar verdade, triste, muito triste isso. Parabéns pelo texto, como já mencionado antes pelos nobres colegas, texto ponderado e de muito bom gosto, apesar de que ainda acho que o atual número de vendas não condiz com os produtos entregues, vlw e até mais.

    1 reply
  • Micro picture
    juninhowii360 · almost 4 years ago · 2 pontos

    Belo texto concordo com vc o Xbox one não passa mais o ps4 nessa geração. Resta a Microsoft continuar com o belo trabalho que ela vem fazendo e aumentando cada vez mais a line-up do console com ip's novas pra dar uma "cara" pra marca Xbox e na próxima geração, sim sair de igual pra igual com o Playstation.

    1 reply
  • Micro picture
    netobtu · almost 4 years ago · 2 pontos

    Minha análise INDEPENDE de eu gostar ou não do Xbox One, e independe de você gostar ou não. Ela é global, é feita pensando no todo, na situação universal do console. Ele dá lucros, mas não consegue nem um pouco meter medo no PS4, o que é uma pena.

  • Micro picture
    zefie · almost 4 years ago · 2 pontos

    O problema que vejo com isso é que, por não ter mais uma concorrência de peso para disputar o mercado, a Sony vai relaxar fortemente no tratamento ao público (já está relaxando, pra falar a verdade).
    Enquanto a M$ vai tratar a galera a pão de ló pra fidelizar sua fatia do mercado, a Sony vai cagar e andar pra gente porque sabe que continuará ganhando mesmo sem fazer muito esforço.

    2 replies
  • Micro picture
    sergiotecnico · almost 4 years ago · 3 pontos

    Não concordo. Desde a última E3 eu tenho visto cada vez mais pontos positivos para a plataforma da Microsoft.

    9 replies
  • Micro picture
    lcirilo · almost 4 years ago · 2 pontos

    Achei.o texto.mais ponderado que li nos últimos meses aqui na alva. Não tenho acompanhado muito bem as vendas dos consoles, e o x1 é o único console que realmente me instiga a comprar. Mas há de se levar em conta exatamente o que você disse: pra central multimídia já tenho meu.pc.
    Parabéns pelo texto cara, muito bom mesmo

    2 replies
  • Micro picture
    julio777 · almost 4 years ago · 1 ponto

    Especialistas já diziam que se o Xone fracassasse seria o último console da Microsoft, vamos ver o que o futuro reserva.

    1 reply
  • Micro picture
    netobtu · almost 4 years ago · 1 ponto

    Quem curte, compartilha.

  • Micro picture
    lanzitto · almost 4 years ago · 1 ponto

    Eu estive para pegar um One agora em setembro, mas por conta de algumas coisas terminei não adquirindo. O que posso dizer é que mesmo tendo uma preferência pela Sony esse console chamou minha atenção, mas com a elevação do preço me fez andar para trás por hora. Vejo que tanto o One e PS4 já tem sua data de validade pré-estabelecida, tanto que já existem rumores de uma nova next gen já para 2018 em ambas plataformas. Vejo que vai durar cada vez menos a vida dos consoles, então me levo ao questionamento se realmente existe necessidade de buscarem novos videogames em curto espaço de tempo como está sendo desenhado, não seria melhor ao invés disso de fato utilizarem o máximo de cada um e o que podem oferecer? Pq nem um ou outro ainda atingiu o ápice, mas questões mercadológicas necessitam disso, sucatear uma tecnologia ainda pouco explorada para bens comerciais.

    1 reply
  • Micro picture
    natnitro · almost 4 years ago · 1 ponto

    Esses problemas que voce comentou muito bem ai acabam sendo mesmo a realidade do xone hoje... Pode ser que a MS ainda tente uma ultima cartada pra salvar o xone com o lançamento de versões slim que venham com mais recursos no hardware e melhorias de software, etc. mas, pelo que temos visto em algumas materias por ai, parece que a grande aposta pro futuro é na tecnologia de streaming de jogos, que alguns dizem ser cross plataform no estilo all-in-one juntando desktop, mobiles e consoles, enquanto outros dizem que isso pode matar os consoles de vez, já que a tendência é focarem mais nas plataformas mobile pra voce levar pra onde quiser, etc.
    So resta mesmo esperar pra ver o que o Phill e o futuro nos trarão de surpresa daqui pra frente... :-)

    5 replies
  • Micro picture
    sergiotecnico · almost 4 years ago · 1 ponto

    Me perdi quando entraram as referências com futebol...

    2 replies
  • Micro picture
    seufi · almost 4 years ago · 1 ponto

    Com base no que você falou @netobtu, é possível inferir que a "sobrevida" do XOne se deve a dois aspectos: a capacidade negociativa do Phil e as passadas lentas da sony no sentido de crescer neste sentido. E há de se destacar que, considerando seu texto, a retrocompatibilidade foi também uma cartada para aumentar a gordura para queimar, além de tentar angariar mais consumidores o 360 para a nova geração!

    1 reply
  • Micro picture
    albertoferruchi · almost 4 years ago · 1 ponto

    as coisas nao sao absolutas assim,o Ps3 começou semi morto,tinha um ano a menos q o 360,era bem mais caro,e só jogos horriveis,ai do nada deu uma reviravolta,quem sabe o One nao consegue?apesar q prefiro o PS ainda

    1 reply
  • Micro picture
    albertoferruchi · almost 4 years ago · 1 ponto

    as vezes acho q a microsoft sofre de um mal parecido com a Nintendo
    o de querer agradar publico local,a Microsoft parece q faz tudo pra atrair o americano,como a nintendo faz para agradar os Japoneses,ja a Sony parece bem mais ampla

    4 replies
  • Micro picture
    vine · almost 4 years ago · 1 ponto

    @netobtu, depois do anúncio dessa parceria do estúdio do Kojima com a Sony pro primeiro jogo deles, tu acha que isso vai ter algum efeito nas vendas do XOne em relação ao PS4?

    Meu chute é que mercado vai responder de acordo com o peso do nome do Kojima, mesmo muito provavelmente se tratando só de uma exclusividade temporária. E esse peso é tipo 6 milhões de unidades de MGS4 vendidas num único console, depois que a própria Konami der um parecer sobre as vendas do TPP (tava em coisa de 3 milhões nos 5 primeiros dias), acho que dá pra gente dar um chute mais acertado sobre esse acordo.

    1 reply
  • Micro picture
    hume42 · almost 4 years ago · 0 pontos

    O primeiro Xbox, lançado em 2001, teve 24 milhões de unidades vendidas. O PS2, lançado em 2000, teve 155 milhões de unidades vendidas. Isso impediu da MS lançar um novo console ( que igualaria o número de vendas em relação ao próximo console do rival ) ? Isso impediu a MS de ter lucro ? Isso impediu os consumidores terem um bom produto em mãos ? É claro que as empresas são concorrentes e querem superar uma as outras, é claro que número de vendas são essenciais para o lucro, é claro que os fanboys gostariam que o Xbox vendesse mais para tirarem onda com os sonystas, MAS é só olhar para o passado, presente e futuro para ver que seu post é um tremendo exagero. Passado pelo que eu disse sobre o primeiro xbox vs ps2, presente para ver que os caixistas tem um bom video games em mãos e que estão, em geral, satisfeitos pelo serviço, e o futuro pois a marca xbox vai continuar a existir depois do Xone, como garantiu Phil Spancer e Major Nelson. A MS pode tentar tirar dinheiro com as baixas vendas através de porcentagem dos jogos e pela assinatura da Live ( nisso a MS já afirmou que está satisfeita, obrigado ), e mesmo que ela tenha prejuízo ou lucros magros a empresa americana sabe que hoje a industria dos video games é um mina de ouro, gera mais renda que a industria do cinema. Não serão números vermelhos ou lucros irrisórios que farão ela desistir do Xbox One ou do próximo Xbox, tão pouco pela grama do vizinho ser mais verde. Por enquanto Rise of Tomb Raider e Halo 5 foram aquém do esperado, contudo as promessas da microsoft para os próximos anos são dignas de atenção. Tem excelente serviço do EA acess que igualmente já atraiu consumidores para o console da MS. Outro fator importante é citar as thirds, apesar de elas não serem o foco no console wars no fim das contas são as thirds que fazem o grosso do catalogo de qualquer console. Sem contar que existe um público que pode migrar para o xbox one por uma série de motivos: aqueles que já ganharam jogos gold no one, aqueles que não querem deixar para trás as conquistas e aqueles que ainda querem jogar seus jogos de 360 no Xone pela retrocompatibilidade. Sem contar que muitas pessoas podem comprar um Xbox por que seus amigos tem ( apesar de isso ser mais provável pelo ps4, lógico ). Enfim, se tirarmos de jogo a invejinha de " a sony vende mais, que terrível " não existe motivo nenhum para dizer que o Xbox One nasceu morto e continua na cova. A Steam tem 100 milhões de usuários ativos e nem por isso dizem que o PS4 está morto morto por terem vendido 30 milhões. Post infeliz, e mais lamentável ainda que tenha 80 curtidas.

    35 replies
  • Micro picture
    mbizonsp · almost 4 years ago · -1 pontos

    Com todo o respeito, afinal vivemos uma democracia onde todos tem o direito de opinião, por isso faço uso do meu direito de cidadão ao afirmar que esse post foi a maior baboseira que li ultimamente no Alvanista. Um monte de idéias desconexas de alguém que acredito sequer ter o console. As idéias não concatenam..... Me esforcei para entender o rreal significado do post e só pude concluir que foi para chamar atenção. Mas pouco importa espero que continue a se divertir como um gamer que é, jogando e rejogando suas dezenas de lançamentos e poucos remasters.

    18 replies
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...