2020-05-12 07:45:19 -0300 2020-05-12 07:45:19 -0300
majimbuu Paulo Victor checked-in to:
Post by majimbuu: <p>Na geração 32/64 bits, meu console foi um N64. E
Crash Bandicoot N. Sane Trilogy

Platform: Nintendo Switch
76 Players
20 Check-ins

Na geração 32/64 bits, meu console foi um N64. Eu amava o Mario 64, mas tinham alguns jogos de PS1 que me davam uma certa invejinha. Um deles era o Crash Bandicoot, por ser de um gênero que eu adoro (plataforma). Infelizmente, nunca tive oportunidade de jogar por mais do que algumas horas em locadoras. Eis que surge esse remake da trilogia inteira pra o Switão, e é claro que eu tive de pegar pra matar essa vontade juvenil. Vamos lá.

Comecei agora o primeiro Crash. A primeira impressão que eu tenho é que o jogo envelheceu um pouco mal em vários aspectos. Em primeiro lugar, controlar o Crash não é tão gostoso assim. Ás vezes, sinto que errei um pulo por causa disso. Outro ponto que também demonstra a idade do jogo é a curva de aprendizagem. O jogo tem picos de altíssima dificuldade logo muito cedo e às vezes parece que a curva não é ascendente, mas em zig-zag.

Porém, tirando esses pontos, uma coisa que eu gostei e sinto falta dos jogos antigos é a importância das vidas. Nos jogos atuais que usam um sistema de vidas, você meio que liga o foda-se porque a punição ao perder todas é bem baixa. Nesse aqui, em algumas fases gigantes você tem que economizar vidas para os momentos mais difíceis. Já deu gameover várias vezes enquanto eu jogo e não considero isso um defeito.

Outro ponto muito positivo é a quantidade de colecionáveis que o jogo põe pra te incentivar a repetir as fases. Muito legal

Por fim, o visual está incrível e é um remake aparentemente competentíssimo. 

0
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...