2020-12-16 11:21:16 -0200 2020-12-16 11:21:16 -0200

As revistas de videogames dos anos 90

Single 3842661 featured image

 Lançada através de uma edição especial de uma revista esportiva, a Ação Games foi uma das revistas de videogame mais importantes do Brasil e tudo começou em 1991, no mesmo que ano que outra revista de peso surgiu em terras tupiniquins, a VideoGame. Já nos Estados Unidos, temos o início de uma das maiores publicações de games da história, a Game Informer, que está em circulação até hoje e é publicada pela GameStop, uma das maiores lojas de games atualmente. Ainda no mesmo ano, no Reino Unido, a revista PC Format focava em jogos para computadores e a Sega Pro, focava em aparelhos da Sega. Em 1992, a GameFan surgiu nos EUA e rapidamente se destacou pela alta qualidade das screenshots.

 Em 1993, no Reino Unido, surgiu a revista mais importante para o mercado britânico de videogames, a Edge, que está na ativa até hoje e parte de suas edições foi publicada nos EUA com o nome de Next Generation a partir de 1995. Outra revista especializada muito forte que surgiu em 1993 foi a GameMaster, que chegava a superar as vendas da Edge. Mas o público britânico sempre foi mais voltado para computadores e no mesmo ano, estreou duas grandes revistas, a PC Gamer e a PC Zone. Em 1994, surgiu uma série de revistas bem interessante nos EUA, a Game Developer, voltado para entrevistas e matérias criadas por desenvolvedores e aspirantes que discutia técnicas de programação, game design, som e imagem.

Em 1995, entrou em circulação uma das revistas mais amadas pelos brasileiros, a Gamers, que trazia conteúdo de qualidade nas plataformas. Mas nessa época, o mundo estava vivendo a nova geração e a Sega Saturn Magazine surgiu para divulgar jogos do novo videogame da Sega. No mesmo ano, a PlayStation Official Magazine estreou no Reino Unido, trazendo as novidades do console da Sony. A publicação oficial chegou aos EUA em 1997. Um conteúdo curioso surgiu no mesmo ano, a PlayStation Underground, que trazia CDs informativos que podiam ser executados no próprio console. Também em 1997, tivemos a estreia da saudosa CD Expert no Brasil, que trazia CDs de jogos com conteúdo traduzido e até mesmo dublado. Ainda no Brasil, a Nintendo World chegou em 1998 e foi mais um sucesso.

@andre_andricopoulos, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @volstag, @manoelnsn, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @fredson, @hyuga, @wcleyton, @bobramber, @carlosneto, @thiagobrugnolo, @rensan, @eduardo_wrzecionek [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

76
  • Micro picture
    gigahertz · 2 months ago · 5 pontos

    Pra quem queira conhecer mais sobre a história das revistas brasileiras de games da década de 1990, a UOL produziu uma série de documentários sobre algumas delas, que estão disponíveis na internet:

    Revista Ação Games:
    https://www.youtube.com/watch?v=zkodO_O_iEI

    Revista Videogame:
    https://www.youtube.com/watch?v=uyZPD3M8kWA

    Revista SuperGamePower:
    https://tvuol.uol.com.br/video/super-gamepower-0402CD1B366CC0993326

    Revista Gamers:
    https://www.youtube.com/watch?v=bFzq8jtHDQE

    3 replies
  • Micro picture
    artigos · 2 months ago · 3 pontos

    Parabéns! Seu artigo virou destaque!

  • Micro picture
    andre_andricopoulos · 2 months ago · 2 pontos

    Que nostalgia gostosa.
    Tô sentindo até o cheiro da revista fresquinha... tendo em vista que não tínhamos informação numa época sem internet...

    5 replies
  • Micro picture
    darth_gama · 2 months ago · 2 pontos

    Muito bacana mesmo! Os detonados da Gamers e da Supergamepower eram fantásticos! Já a Edge foi a pior revista de games que eu já li na vida. Assinei na pré venda quando lançou no Brasil, cancelei após a quinta ou sexta edição.

    2 replies
  • Micro picture
    mastershadow · 2 months ago · 2 pontos

    Tenho 170 revistas por a, parei de comprar em 2005,mas ainda mantenho as coleções das antigas, as vezes pego pra ler..nostalgia imensa!

    2 replies
  • Micro picture
    leandro · 2 months ago · 2 pontos

    Eu tinha kilos dessas revistas nos anos 90 e ai foi sumindo, emprestando algumas ali, outras acola e quando fui ver ninguém devolveu. Eu tive uma Super Gamepower muito bacana, que vinha com cards dos personagens do SF e as características de cada lutador. Essa levaram tb

    1 reply
  • Micro picture
    spider · 2 months ago · 2 pontos

    Um soco de Nostalgia esse post hein !? Eu tinha várias também, mas acabei me desfazendo. Sinto falta de ler de vez em quando....

    1 reply
  • Micro picture
    old_gamer · 2 months ago · 2 pontos

    Eu mesmo era um dos compradores assíduos destas revistas, principalmente a ação games e a super game power.

    2 replies
  • Micro picture
    thecriticgames · 2 months ago · 2 pontos

    Que nostalgia maravilhosa, a CD Expert me deu Silver e Sou Reaver em portugues para PCs. A Super Game Power era uma das minhas favoritas, eu não colecionava mas adorava as que lia esporadicamente, peguei inclusive recentemente o PDF de uma antiga onde na epoca ainda saia jogos para o N64 e O PLaystation e la tinha o anuncio de Resident Evil 0 para N64.

    1 reply
  • Micro picture
    fagnerale · 2 months ago · 2 pontos

    Tenho muitas revistas guardadas aqui: Ação Games, Gamers, GameX, Super Game Power, Playstation, PowerStation, Nintendo World, agora é só procurar na internet, mesmo com algumas dificuldades era muito bom aquela época

    2 replies
  • Micro picture
    thiagobrugnolo · 2 months ago · 2 pontos

    Bons tempos esses, onde eu esperava todo mês a nova edição da SGP, Ação Games e Gamers, esta ultima possuía os detonados mais completos.

    2 replies
  • Micro picture
    kess · 2 months ago · 2 pontos

    Tenho coleção de várias dessas. Claro, através de scans pernas de pau que encontro por aí nesses mares da internet...

    1 reply
  • Micro picture
    luis_f · about 1 month ago · 2 pontos

    A que considero mais importante nessa aurora do jornalismo gamer, é a EGM. Acho que foi a mais popular dos anos 90!

    1 reply
Keep reading → Collapse ←
Loading...