You aren't following kleber7777.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • anduzerandu Anderson Alves
    2019-07-17 16:11:43 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Especial 10 dos 1000 (parte 2): Os 10 Prediletos

    Depois de zerar 1000 jogos, comecei a pensar em várias listinhas e outras coisinhas para se fazer aqui no Alvanista, mas acabo sem tempo de fazer ou mesmo esquecendo.

    Pensei comigo "quais são os jogos que mais curti? Quais jogos fazem valer a pena jogar videogame? Quais eu amo tudo o que é relacionado e quero ter colecionáveis, tatuagens etc?"

    De cabeça lembrei de um bocado, sendo eles novos e velhos. Alguns bem clichês, outros mais incomuns. Cheguei a olhar a lista aqui no site de tudo que terminei pra ver se não faltavam alguns e depois de muito trabalho, cheguei a conclusão que amo muitos títulos. Depois dei uma peneirada e tirei jogos que não se zera (como Fortnite) e outros que dependem de galera pra ser melhor ou que são apenas versões mais atualizadas de séries consagradas (como Mario Karts). No final ficaram 19 jogos, que penei pra eliminar 9 e deixar as coisas o mais breve possível (mas que serão mencionados no final da postagem.

    Vale lembrar que não há uma ordem lógica aqui e que são jogos do MEU gosto!

    -10: Mario 3 e World

    Comecei roubando e já com dois clichês: Super Mario Bros 3 (Nes) e Super Mario World (Snes). O 3 foi o primeiro jogo que joguei, e muito, na vida e já colocou os meus "standards" lá em cima. O único jogo que me divertiu de maneira  igual foi o World, quando ganhei meu primeiro console: o Snes. Há muita discussão na internet até hoje sobre qual é o melhor, e geralmente concluímos que a resposta se baseia em qual você cresceu jogando. Pessoalmente, fico um pouco puxado pro lado do 3 por toda a temática e inimigos (o World tem muito elemento esquisito que nunca mais apareceu, como aqueles Rex, Galoomba e muitos outros). Felizmente ambos os estilos estão sempre voltando nos Mario Makers da vida e muitas de suas características destroem jogos como New Super Mario Bros. U.

    |

    -09: The Legend of Zelda: Breath of the Wild

    Falei sobre esse jogo na crítica que fiz assim que o terminei, mas resumindo: foi um jogo que eu achei que seria overrrated, que comecei e deixei de lado antes de sair da área inicial e que acreditei que não seria mais Zelda. Quando comecei pra valer e fui explorando e curtindo o jogo com calma, BotW foi se abrindo e mostrando sua verdadeira face. Um enredo simples, um mundo vivo e cheio de detalhes, que dá graça de explorar e conhecer. Ótimo pra quem só quer terminá-lo e para quem quer ir além (que com certeza vai curtir ainda mais). Referências pra todo lado, coletáveis, equipamentos de todos os tipos, puzzles, cores. Esse jogo é um amor que até hoje me seguro para não comprar novamente. Na minha opinião, o Zelda definitivo e daqueles jogos que dá pra recomendar pra todo tipo de jogador (apesar que sua dificuldade as vezes é meio alta).

    |

    -08: Star Fox 64

    A época do N64 foi épica! Não tinha lá muitos jogos, olhando agora, mas a qualidade das experiências era excepcional. Jogos como Mario 64, Donkey Kong 64, Ocarina of Time e outros tinham um carisma e um fator replay louco, assim como Star Fox 64. Nesse jogo, a primeira impressão era de que você voava e destruía os inimigos na tela e era isso. Mas na verdade o jogo tem uma estória muito bacana, caminhos alternativos, segredos e muitos motivos para explorar coisas que parecem apenas cenário. Depois de ganhar o jogo e fazer sempre a mesa rota, lutei bastante para descobrir como seguir pelos outros planetas daquela galáxia. Depois de MUITAS horas e finalmente conseguir, voltei meu foco a conseguir medalha em cada planeta e isso exigiu conhecer o jogo a fundo e extrair tudo dele. Muito divertido!

    |

    -07: Shenmue

    ESSE JOGO! Nada se compara a ele, nem mesmo Shenmue 2.

    Em Shenmue seu pai é assassinado e você vai atrás de vingança, buscando pistas de como achar os criminosos por trás do incidente. É como um filme de artes marciais, mas com um encanto da cultura japonesa e dos jogos da época.

    O fato é que a aventura simula a vida real, com você acordando de manhã, resolvendo as coisas pelo dia, que vai passando continuamente, marcando compromissos em determinados horários e dias, indo trabalhar etc. Na cidade onde você mora tem vida. Você vê as pessoas indo pra escola, pro trabalho, abrindo e fechando o comércio na hora certa. Elas sempre tem coisas diferentes para dizer e puts, é tudo muito lindo. No Shenmue 2 mesmo, o cenário deixar de ser o japão pra ser na China, muito mais feia e com pessoas ignorantes. Shenmue 1 ainda conta com outras coisas pra fazer além da campanha, sistema de estações e festividades conforme o dia e muita ação nas lutas cheias de artas marciais!

    |

    -06: Pokémon Crystal

    Aaaaah eu tô sempre falando desse jogo. Eu AMO a segunda geração do Pokémon. O visual do jogo é incrível, colorido e consagrou os Pokémons como conhecemos hoje (mais tarde voltei pro Pokémon Yellow e os monstrengos são bem feios). PC tem as duas primeiras gerações de Pokémon, 2 continentes com um total de 16 ginásios, uma trilha sonora fantásticas, um sistema de dia e noite, eventos que acontecem em dias específicos da semana e muita coisa pra você fazer e explorar. Eu adoro cada sprite desse jogos!

    Até curti as gerações seguintes e jogo até hoje, mas curto os designs dessa época, além de que ainda era uma coisa original e que todos os meus amigos próximos jogavam e amavam.

    |

    05: Fallout 3

    Todo mundo sempre falava de Fallout e eu curtia toda a estética. Resolvi começar dos princípios e achei meh. A galera daqui do site me recomendou começar pelos mais modernos mesmo, especificamente o 3. Comprei o jogo, levei mais um ano pra começar (já tinha o 4) e quando resolvi experimentar, apesar de esperar algo datado, eu AMEI F3. Cara, a estória é bem contada, o jogo é simples e complexo ao mesmo tempo, decisões tem efeitos, muitos monstros, equipamentos, personagens, habilidades para desbloquear, muita imersão, uma trilha sonora de primeira e, claro, um sistema de RPG original e muito bem feito.

    Uns amigos amam o New Vegas mas quando joguei, fui com tanta hype e nem achei muito bom e preferi o 4 a ele, mas 3 ainda é o meu favorito da série, sendo mais simples e menos enrolado (basicamente esses mais recentes meio que só repetem a fórmula mesmo). Graça a esse jogo eu virei fã da série, comprei o board game (que adoro também) e fiquei com muito mais vontade de jogar títulos mais antigos da Bethesda.

    |

    -04: Ace Attorney

    2009 e eu peguei meu primeiro Nintendo DS e fui atrás de séries que eu já queria muito jogar: Zelda e Metroid. Mais tarde, fui em busca de jogos que os donos do portátil amavam e sempre via Ace Attorney nas listas. Mas não me parecia apetitoso e nem fazia muito sentido pra mim. Baixei e comecei pelo 2 e não fui muito longe, mas algo me fez perceber que eu estava começando pelo errado e que deveria recomeçar e foi aí que eu entendi o jogo e amei. O enredo, PQP, é muito bom. A trilha sonora é uma das melhores e os casos são incrivelmente bem montados e inteligente. Nenhum jogo similar chega aos pés desa série, de verdade. 

    Mais tarde você percebe que casos do passado dentro do mesmo jogo ou dos jogos anteriores influenciam acontecimentos de casos do futuro e de uma forma brilhante. Hoje em dia existem 11 jogos, sendo 5 Phoenix Wrights, 1 Apollo Justice, 2 Miles Edgeworths, 1 com o Professor Layton e mais dois que acontecem no século 19 que não foram trazidos pro ocidente. Recomendo a  trilogia original ou pelo menos o primeirão, sem dúvidas!

    |

    -03: Diablo 2: Lord of Destruction

    Joguei esse jogo ao acaso em uma lan house com mais 3 amigos num dia a noite quando eu tinha uns 12 anos e adoramos a experiência co-op local. Anos depois eu comprei o jogo e fui atrás de terminá-lo e cara, esse jogo é excepcional, um marco da indústria de jogos. Ele faz como Pokémon Crystal fez com Yellow e aprimora a fórmula original, mas muito mais. Você cria um personagem baseado em classe, explora os incrivelmente imersivos cenários, se equipa, enfrenta monstros comuns, monstros únicos, chefes, abre mais atos com temas diferentes, curte uma estória muito boa e cheia de misticismo, aloca pontos com o level up e desbloqueia skills, faz personagens únicos, joga sozinho ou em lan ou online. Na minha opinião, Diablo 2 é como Dark Souls, sobretudo na temática e ambientação, mas de um gênero diferente.

    Entretanto, há muito mais motivos para um replay aqui, seja em dificuldades maiores depois de ter zerado, seja explorando por sets únicos super raros. O jogo está longe do conceito de pay-to-win de jogos similares recentes e longe do besteirol que é Diablo 3.

    |

    -02: Katamari Damacy

    Você conhece Katamari? Se não, tá vacilando! Na época do PS2 uns amigos falavam de jogar ele mas eu nem ligava e quando finalmente tive a oportunidade, há poucos anos atrás, fui atrás de Katamari Damacy, o primeiro de alguns jogos que saíram inclusive pra PS3, PSP e PS Vita. 

    Nesse jogo você é um rola-bosta que deve criar uma esfera com todo tipo de coisa que achar pelo chão até cegar a um tamanho mínimo por fase. A questão é que você só pode pegar coisas do tamanho ou menores que sua bola e as maiores só servem de obstáculo até que você tenha o tamanho mínimo.

    Em resumo, KD é um jogo com muita cara de Nintendo, com visuais sensacionais, cores vivas, um humor japonês muito divertido, gameplay diferente e uma trilha sonora de primeira. Hoje em dia há a versão Reroll no Switch! Recomendadíssimo!

    |

    -01: Xenoblade Chronicles

    Na época do Wii U,a Nintendo soltou num Direct o jogo "X", que fiquei muito interessado e que mais tarde seria revelado ter o nome "Xenoblade Chronicles X". Fiquei super interessado e surpreso que Xenoblade não era apenas um jogo que um amigo recomendava, mas algo relevante o bastante pra ganhar sequência e com tanto espaço num Direct. Comprei um Wii e fui atrás do primeiro jogo, que começa meio lento, mas logo se abre e se abre e se abre.

    Esse é um RPG focado em exploração que se assemelha um pouco com Final Fantasy XII, mas com cenários GRANDES e bonitos e muito mais carisma. O enredo é excelente, a trilha sonora é excelente, ambientação é sem igual. Não existe outro jogo como esse, embora seu visual seja bem "Wii" e ele já tenha duas ótimas "sequências". Se há um jogo que merece um remaster HD é esse, pois as pessoas merecem conhecê-lo!

    ============================================

    Curtiram a lista? Esses são os meus jogos favoritos, embora a lista vá além disso. Nada muito diferente nem nada, mas prometo que nas próximas a coisa será mais interessante (tipo Piores Jogos). Alguém aí também ama algum desses jogos?

    Termino o post com outros jogos que tem muita importância na minha vida:

    -Hotel Dusk

    -Professor Layton (a trilogia original, sobretudo)

    -Metal Gear V (amo a série toda, mas o 5 pra mim é o jogo que mais vale a pena, apesar de estar devendo o final da saga)

    -Banjo Kazooie

    -Warioware Touched (um dos jogos mais originais e divertidamente casuais possíveis)

    -Castlevania de GBA e DS e possivelmente o Symphony of the Night

    -Dragon Quest IV, V e talvez o IX

    -Donkey Kong Country 2 e 3 (mas amo todos eles)

    -Project Justice e Marvel vs Capcom 2 no quesito luta.

    26
    • Micro picture
      vante · about 8 hours ago · 3 pontos

      Só jogaço ein! Tá que tem uns que eu não joguei, mas pelo que ouço falar são muito bons!

      5 replies
    • Micro picture
      manoelnsn · about 11 hours ago · 2 pontos

      Assino embaixo do Xenoblade e Pokemon Crystal, são jogaços! Mario 3 e os Phoeniw Wright também não ficam atrás!

      1 reply
    • Micro picture
      rax · about 11 hours ago · 2 pontos

      Realmente só jogão mesmo

  • anduzerandu Anderson Alves
    2019-07-12 17:48:48 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Keys da Steam Gratuitas

    Galere, olhando aqui na Nuuvem, achei umas keys que não pretendo usar. Sei que não são jogos muitos chamativos, mas tente pegar só o que REALMENTE te interessar. E avise sobre o que pegar pra não fazer os outros de bobo hehe:

    |

    -Stock Car Extreme: V6E0L-PHBX0-HWKJN

    |

    -Adventurezator: When Pigs Fly: 9I0RK-VPYJM-J5KT5

    |

    -Phoenix Force: WTNT7-XF5QJ-ZCW3W

    |

    -Porcunipine: 834NK-X7FK5-6ZQ65

    |

    -Pesadelo: Regressão: XX5PF-Y3DQ9-BWGE9

    |

    -Painters Guild: 064L9-LNGBP-5AN7J

    |

    -Holodrive: Beginner's Pack: IZBAP-XYW4E-54K84

    |

    -Damned: 39709-49800-15054-24869-90841

    |

    -Dreaming Sarah: LIKA7-XCRIP-DWJ3F

    |

    -Qasir al-Wasat: F3E52-8RKJC-QMZXH

    29
    • Micro picture
      anduzerandu · 5 days ago · 3 pontos

      Valeu pelo feedback, galera. Da próxima ofereço o jogo antes de sair dando as keys

    • Micro picture
      mcalor · 5 days ago · 2 pontos

      Tentei pegar o phoenix force e o painters guild, mas ambos constaram duplicados

    • Micro picture
      xch_choram · 5 days ago · 2 pontos

      Já pegaram todas.

  • kleber7777 Kleber Anderson
    2019-07-10 17:20:26 -0300 Thumb picture
    21
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 7 days ago · 4 pontos

      Pokerôla?

      Que porra é essa?

      Ah tá, li errado...🤗🙃

    • Micro picture
      vante · 6 days ago · 1 ponto

      Haja criatividade kkkkkkkkkk

  • 2019-07-06 13:34:36 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Os problemas gerais de jogos de cartas colecionáveis

    Medium 3732136 featured image

    Jogos de cartas são um passatempo que existe desde de 1829 quando as pessoas já jogavam poker em bares, hospitais, qualquer lugar em que tivesse uma mesa, cadeiras e baralhos as pessoas estavam lá, jogando e se divertindo com os amigos. nessa época um joguinho simples como poker era apenas um passa tempo leve com conhecidos e nada mais, mas com o tempo, ele foi evoluindo e se tornou hoje um dos meios mais lucrativos e de certa forma “sujos” que um ser humano pode optar para ser rico em pouco tempo.

    “Mas não só de pão vive o homem, não é mesmo?” outros cardgames com o tempo surgiram, tais como o Uno em 2006, Magic the gathering em 1993 e Pokemon TCG em 1999, para nós, o poker e suas variantes não era o suficiente e precisávamos de mais mecânicas “complexas” que fizessem uma partida ser mais interessante, e para isso surgiu os cardgames acima citados, talvez não com esse propósito mas definitivamente eles nutrem essa necessidade de “inventar a roda não é o suficiente!”

    “Mas, o que é um cardgame se não for distribuído para todos e financiando?” e ai que começam a nascer os problemas mais comuns que todo cardgame sofre, não importa o país, eles sempre irão ter esses obstáculos e é nisso que irei aborda neste artigo, listando os pontos mais críticos onde ponto final ira ser o mais polêmico de todos, então vamos começar:

    Preço

    Black lotus, uma carta de magic, é conhecida por ser uma das mais caras do mercado.

    Sejamos francos, cardgames custam caro tanto digitalmente quanto na vida real, comprar boosters esperando que venham “aquela carta” é uma dor de cabeça enorme, se você tiver sorte ela ira vir no primeiro booster que abrir, se tu for azarado, ela ira vir no décimo, vigésimo ou trigésimo, agora, se to for muito azarado, a tal carta só ira vir no quinquagésimo pacote, e até lá, toda a sua grana vai pro ralo como água por gasta tanto nessas coisas, mesmo que os pacotes sejam baratos, abrir-los um por um esperando algo bom é um teste para cardíaco, “a mas você pode comprar a carta que quer separadamente sem necessitar de um pacote!”, é mesmo? Mas, e se ela for uma amostra rara como a black lotus aqui em cima? Vale a pena você torrar mais de 100 reais numa única cartinha como ela? Mesmo que seja boa? Creio que a reposta seja óbvia demais então vamos para o próximo tópico.

    Formatos e Restrições

    Eu gosto tanto da carta [inserir o nome da carta que você gosta] mas é uma pena que eu não poça usa-la nesse formato

    Eu sei, a finalidade desses formatos é de regular o jogo para novos jogadores e para o publico antigo não sair, mas, é um porre saber que sua carta favorita é proibida em tal formato, sem contar que, você fez um deck mó legal e não quer mais comprar a cartas da nova coleção, você vai la todo feliz para começar uma partida e quando olha... seu deck não é mais permitido naquele jogo porque uma ou mais cartas estão restringidas, ou, no pior dos casos, o seu deck inteiro, é frustrante, é chato mas é assim que as coisas são, pior é quando você gosta mais de um formato por achar as partidas mais suaves/tranquilas/equilibradas e sabe que no formato onde tudo é permitido e o seu deck é mais forte você só vai achar gente com deck apelão/chato de lidar que só vai te estressar partida por partida sem dó!

    Powercreep (curva de poder)

    Ambos são cartas do mewtwo, mas, o da esquerda é mais forte, logo, qual você escolheria?

    Esse problema praticamente todos sofrem e não é algo exclusivo dos cardgames, ele sempre ira existir independete do quanto você o negue, a questão é, para vc que o desconhece, powercreep é quando um conjunto de cartas novas atuais ou recentes é muito mais forte do que as cartas antigas que saíram antes, mais precisamente, suas “equivalentes” antigas em nível ou poder, por exemplo, acima, as duas cartas representam o pokemon mewtwo, mas, a da esquerda que saiu depois é muito mais forte em hp e ataques, fazendo o da direita ser meio “obsoleto” nos jogos hoje em dia, o problema principal disso é fazer as cartas antigas serem classificadas como "fracas" ou inúteis e se tornarem inutilizáveis com o tempo, mas isso não é a cereja do bolo, o powercreep pode acabar meio que tornando as novas cartas “desnecessariamente fortes demais” e meio que desbalancear o jogo quase que (ou) completamente, afinal, porque alguém se daria ao luxo de usar uma carta antiga e fraca se essa pessoa pode usar uma carta nova e muito mais forte?

    Mecânicas novas desnecessárias ou muito idiotas 

    Você só tinha uma missão! E falhou miseravelmente!

    Mecânicas novas são sempre bem vindas, exceto quando elas estragam o jogo, e aqui isso não é diferente, o exemplo acima se chama firewall (quebrado) dragon, um monstro link, cujo objetivo era parar o abuso do extra deck que os jogadores viviam fazendo em yugioh, de inicio parecia que essa nova mecânica iria ser a salvação para todos, por mais restringisse o extra deck, as partidas poderiam ser mais calmas, divertidas e balanceadas, mas... alguns meses depois disso, a tal salvação virou uma enorme perdição! O abuso no extra deck piorou, partidas inteiras eram enceradas em menos de 4 turnos, porém, demoravam 15 minutos em um único turno, simplesmente porque vc podia entupir o campo no primeiro  turno com extrema facilidade, os monstros links foram uma maldição e o principal motivo pelo qual esse jogo caiu muito depois de meses, mas, tem algo pior do que eles, sim, chegamos ao ultimo tópico e o mais polêmico de todos, é provável que você ira discorda fortemente de mim, mas ao meu ver, é o pior problema de todos e praticamente é o mais difícil de se resolver até hoje!

    Humanos, Pessoas, o próprio Homo sapiens como um todo!!!

    Rico, pobre, gay, lésbica, negro, chinês, australiano, dinamarquês, não importa, se for um ser humano, ele vai estragar tudo!!!

    Sim, eu culpo as pessoas por serem o problema maior de todos cardgames, elas são as sementes que desabrocham todos esses problemas, se as pessoas não fossem gananciosas por dinheiro não teríamos cartas tão caras, se as pessoas fossem mais respeitosas nas partidas não teríamos distinção entre formatos/restrições, se as pessoas fossem precavidas e pensassem a longo prazo não teríamos o surgimento do powercreep, se as pessoas pensassem mais na diversão e não em ganhar passando por cima dos outros as novas mecânicas (mesmo as idiotas) poderiam ser divertidas de se jogar ou até mesmo fossem desnecessárias, todos esses problemas foram causados por não um mas vários humanos, sejam os próprios jogadores ou os criadores, todo mundo tem uma parcela de culpa nisso, se o jogo ta uma b*sta é por causa das pessoas, e o pior, ninguém joga a culpa em nós mesmos, as pessoas sempre irão jogar a culpa em A ou B mas nunca nelas mesmas, é quase como dizer que o culpado do assassinato foi a arma e não a pessoa que a estava empunhando, tudo corrói por nossa causa, eu sei que nem todos são assim, mas, dê poder e oportunidades demais a alguém em bam! A pessoa se corrompe e vira um babaca, e isso é o que esses joguinhos fazem, equilibro é uma farsa, balanceamento é uma piada de mal gosto, jogo bom mesmo é xadrez, onde temos poucas regras e varias restrições, assim ninguém pode abusar do jogo como bem entender e ele nunca precisou mudar! se você vive se frustrando com esse tipo de jogo sugiro fortemente que busque opções offline/Single Player deles ou jogue apenas com amigos pois é bem mais divertido, ou até mesmo pense um pouco a respeito de você, se realmente vale a pena perde o seu tempo nisso, porque não importa o quanto se esforcem para deixar algo “balanceado para todos”, a sempre um ou mais idiotas ali “escondidos” apenas esperando a hora certa para estragar a sua jogatina!

    E termino meu artigo com algumas frases, todas representando bem esse conceito deste ultimo tópico e valem a pena serem refletidas um pouco:

    Preferir o mal ao bem não está na natureza humana; e quando um homem é compelido a escolher um dos dois males, ninguém escolhe o maior quando ele pode ter menos. - Platão

    A humanidade é composta de dois tipos de homens, aqueles que amam e criam, e aqueles que odeiam e destroem. - Jose marti

    Existe uma suficiência no mundo para a necessidade do homem, mas não para a ganância do homem. - Mahatma Gandhi

    Boas pessoas não precisam de leis para lhes dizer que ajam com responsabilidade, enquanto as pessoas más encontrarão uma maneira de contornar as leis. - Platão 

    Yu-Gi-Oh! Forbidden Memories

    Platform: Playstation
    7742 Players
    69 Check-ins

    38
    • Micro picture
      raiden · 12 days ago · 4 pontos

      Adoro card games tanto físicos quanto digitais mas realmente hoje eu não tenho mais saco e dinheiro pra ficar torrando. Os fanboys de qualquer card game irão sempre enfiar na sua guéla que aquele não é nem nunca foi pay to win. Ô inocência (pra não dizer outra coisa...). Adorava Magic, Legend of the Five Rings, O Senhor dos Anéis TCG, entre muitos outros físicos. Digitais confesso que joguei muito Heartstone na época mas peguei nojo de uns tempos pra cá. Dá pra jogar sem gastar dinheiro? Dá! Mas prepare-se pra ser um merda eterno, não pegar lenda (ou pegar muito raramente), não conseguir completar arena, etc... Mesmo conhecendo de sinergia. Os mais recentes card games que joguei e curti demais foram The Elder Scrolls Legends que tem uma campanha muito bem feita e MILHÕES de vezes superior a Heartstone na minha opinião é o que as vezes jogo ainda hoje Magic Arena. Mas sim, todos tem aquele mesmo esquema de jogo de celular. Te viciar inicialmente lhe fornecendo cartas estilosas e deixando a entender que você é fodão e depois de um certo tempo (que pode demorar de propósito pra lhe viciar ao máximo) lhe dizer indiretamente "a partir daqui se quiser avançar" (como diria o Kiko do Chaves) COMPRAAA!!! É complicado... Tem ótimos card games no mercado mas fica inviável alimentar esse vício.

      1 reply
    • Micro picture
      vinicios_santana · 9 days ago · 4 pontos

      Um dos motivos que me fez abandonar TCGs de modo geral, é o alto valor para decks competitivos, pra no fim do ano, ao menos os de Pokemon, sair uma nova coleção e todo seu deck ser rebaixado, não podendo ser usado em competições.
      Hoje ainda mantenho 2 decks daquela época, para jogar ocasionalmente com algum amigo. Até já me chamaram para voltar a jogar sério, mas a questão financeira pesa demais pra mim nesse ponto. Como o @raiden disse, acaba que quem tem mais dinheiro, têm as cartas mais poderosas e por fim leva a vitória.

    • Micro picture
      anduzerandu · 9 days ago · 4 pontos

      Joguei muito Pokémon e Magic há uns 12 anos atrás. Era uma super onda por aqui, mas acabei deixando de lado exatamente por todos os problemas relatados, principalmente os próprios jogadores. Tinha gente rica que investiga um dinheiro pesado comprando cartas raras ou simplesmente multiplicando as que já tinham e eu não tinha a menor chance em batalha haha. Atualmente eu estou com vontade de voltar casualmente graças ao tal do Keyforge, que meio que é a moda do momento e parece bem mais justo

  • kleber7777 Kleber Anderson
    2019-07-08 20:10:48 -0300 Thumb picture

    Essa risada

    A cena é tosca mas, com essa risada, virou épica. 😂 

    Heavy Rain

    Platform: Playstation 3
    6407 Players
    176 Check-ins

    7
    • Micro picture
      miss_dani · 9 days ago · 3 pontos

      Nossa, eu nunca tinha visto os efeitos que os erros contínuos dessa cena surtiam, kkkkk... muito divertido... e a risada do cara então... ahahaha ^-^'

      2 replies
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 8 days ago · 2 pontos

      Kkkkk...muito bom com as risadas...

  • kleber7777 Kleber Anderson
    2019-07-08 01:58:57 -0300 Thumb picture
    kleber7777 checked-in to:
    Post by kleber7777: <p>Fiz mais alguns avanços em Minecraft desde meu u
    Minecraft - Playstation 4 Edition

    Platform: Playstation 4
    188 Players
    32 Check-ins

    Fiz mais alguns avanços em Minecraft desde meu ultimo checkin. A exploração está ficando mais interessante e assustadora.

    Só em Minecraft vc vê um mini zumbi pegando fogo montado em uma galinha!

    Agora aprendi a colocar vacas e ovelhas no cercado. Mas já me arrependi de ter feito isso em uma colina. Preciso expandir isso aí.

    Por fim, criei coragem e criei um desses famosos portais.

    Caramba, eu achava que explorar as cavernas tradicionais era meio angustiante. Esse inferno de Minecraft é mais assustador ainda. E sim, morri para uma bola voadora que ficava cuspindo fogo.

    Pegando dica no speedrun que vi na GDQ, criei um outro portal lá dentro.

    O que me levou para um ponto bem longe do ponto inicial que estava explorando... ei, aquilo é uma mansão?!?! Acho que achei minha nova casa. :)

    Se bem que não. Tem guardas protegendo ela.

    Acabei nem atacando ninguém lá. Imagino que eles são a tal tribo que fazem invasões se são ameaçados. No momento, não quero mexer com eles. Mas meu objetivo de jogo é tomar esse castelo pra mim.

    9
  • kleber7777 Kleber Anderson
    2019-07-07 15:48:43 -0300 Thumb picture
    kleber7777 checked-in to:
    Post by kleber7777: <p>#img#[646528]</p><p><strong>Finalizado!</strong>
    Horizon Chase Turbo

    Platform: Playstation 4
    133 Players
    86 Check-ins

    Finalizado!

    É o primeiro jogo brasileiro que jogo do começo ao fim. E que tenho orgulho de ter jogado.

    Horizon Chase é uma bela homenagem a jogos no estilo Top Gear. Além de conseguirem emularem bem o sentimento do antigo título de corrida, eles mandaram bem ao contratar o responsável pela trilha sonora do original. Isso ajudou bastante em criar o ambiente perfeito.

    O jogo é bem desafiador. Não é um passeio de domingo a tarde. Mas deu pra ir até o final. Eu até gostaria de ter uma platina como essa. Mas, infelizmente, ele é muito demorada e estressante. Vou parar por aqui pois já estou satisfeito.

    Bom jogo. Recomendo.

    PS: terminei a campanha com a Wanderléa. Uma kombi "paz e amor" que faz seus condutores falarem várias gírias antigas da jovem guarda. rs Adorei esses detalhes do jogo.

    11
    • Micro picture
      lanzitto · 10 days ago · 2 pontos

      Tenho de voltar pra essa belezura o quanto antes.

    • Micro picture
      filipessoa · 10 days ago · 2 pontos

      Booa o/

  • kleber7777 Kleber Anderson
    2019-07-04 03:07:13 -0300 Thumb picture
    kleber7777 checked-in to:
    Post by kleber7777: <p>#img#[645987]</p><p>Eu já falei várias vezes e f
    Horizon Chase Turbo

    Platform: Playstation 4
    133 Players
    86 Check-ins

    Eu já falei várias vezes e falo de novo: jogo de corrida eu gosto é de arcade. E Horizon Chase é arcadezão bacanudo!

    Simples e bem divertido, ele agrada fácil todos os saudosistas de Top Gear. Aliás, tem uma referência direta ao clássico do Super Nintendo que não fazia idéia que tinha no jogo. Não vou contar o que é. Mas quem jogar vai perceber e botar um sorrizão no rosto.

    Olha o @llipefarias comendo poeira! hahaha (na verdade foi só em uma pista. :P)

    Curti esse troféu: "Hoje não... hoje sim!"

    Acho que não destravei nem metade dos paises. Mas estou curtindo bastante. Recomendado.

    15
    • Micro picture
      llipefarias · 14 days ago · 2 pontos

      O jogo é muito bom! Tem umas tiradas nostálgicas e cômicas q fazem meu coração rejuvenescer um pouco toda vez q jogo rs. O pesado dele é a dificuldade, que desde a primeira pista já é grande, dependendo da habilidade do piloto. Tem uma q só passei depois de uns 2 dias de tentativa.

      Quanto a vc ter tirado meu Record... VAI TER VOLTA! Hahahahah.

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 14 days ago · 2 pontos

      "Hoje não, hoje sim" 😅

  • kleber7777 Kleber Anderson
    2019-07-01 21:17:17 -0300 Thumb picture

    Meu top 5 de 2019 (até agora)

    Chegamos no meio do ano e eu já estou com 15 jogos finalizados. Por enquanto, esses são os 5 melhores que joguei em 2019.

    5) Hatoful Boyfriend

    Por mais simples que o jogo base seja, o final secreto dele é maravilhoso. Poucos títulos tem essa liberdade de subverter a história principal dessa forma.

    Review  


    4) Call of Duty: Modern Warfare Remastered

    Meu primeiro COD. Gostei bastante. Boa história, ambientação e personagens.

    Review

    3) Xcom 2

    Joguinho fdp no quesito aleatoriedade. Mas, mesmo assim, super divertido de aprender a jogar.

    Review

    2) Need for Speed Payback

    Tinha tudo pra ser o melhor NFS dos últimos anos. Uma pena ter derrapado em certas partes. Mesmo assim, ótimo jogo.

    Review

    1) Sekiro

    Esse título é a FromSoftware provando que ainda consegue renovar seu gênero principal e surpreender o jogador. Combate desafiador, história interessante e exploração prazerosa.

    Review

    Sekiro: Shadows Die Twice

    Platform: Playstation 4
    119 Players
    76 Check-ins

    21
    • Micro picture
      santz · 16 days ago · 2 pontos

      Não consigo conceber a ideia de que esse visual novel dos pombos é realmente bom.

      4 replies
  • kleber7777 Kleber Anderson
    2019-07-01 01:35:45 -0300 Thumb picture

    SGDQ 2019: os speedruns que mais gostei

    Terminou mais uma Summer Games Done Quick, o Teleton do mundo dos jogos. Neste ano, mais um recorde foi quebrado: 3 milhões de dólares arrecadados. No ano passado tinha sido uns 2,2. É impressionante ver o crescimento do engajamento dos jogadores.

    Quanto aos speedruns em si, eu assisti vários. Talvez tenha sido a edição que mais acompanhei. Caso alguém também curta e não pode acompanhar, segue minha dica dos gameplays que mais gostei.

    Acho que essa foi a run mais interessante. Adoro assistir (não jogar) esses Marios modificados. Os caras capricham na dificuldade. Exigindo saltos muito precisos. Ah, o legal desse gameplay é que o criador do jogo estava presente no sofá explicando alguns detalhes do jogo.

    Eu nunca tinha visto um speedrun de Minecraft. Agora que ando jogando um pouco, achei bem divertido ver as estratégias que fazem para terminar o modo sobrevivência tão rápido. É bem bacana.

    Além disso, aplausos para a Mojang que fez uma doação para o evento durante a run.

    Já é tradição as seções com bots jogando. Aliás, o publico comparece em peso. Nesse ano, além de uma apresentação incrível jogando tetris, o TASbot teve que encarar o desafiador Celeste. Bem bacana ver os saltos precisos e a velocidade que a personagem percorre o cenário.

    Toda edição é a mesma coisa: se tem jogo da FromSoftare, eu estou lá vendo. Nesse ano, a run mais bacana foi a de Dark Souls 1. Explorando caminhos não convencionais. Com direito a muitos glitchs.

    Dark Souls: Prepare to Die Edition

    Platform: PC
    1908 Players
    791 Check-ins

    23
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...