junior_barbosa_3990

Fã da saga Resident Evil, viciado em livros de aventuras e magos. E não perco um capítulo de TWD

You aren't following junior_barbosa_3990.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • junior_barbosa_3990 Francisco Barbosa
    2015-04-14 01:49:45 -0300 Thumb picture

    Design de games

    Medium 3048518 featured image

    Todo esse tempo na escola e principalmente no ensino médio eu não parava de pensar em qual faculdade iria fazer, já escolhi tantas durante todo esse tempo desde de diretor de filmes até cientista. Quando terminei os estudos (ano passado) eu vi que teria que tomar um rumo na vida, então eu percebi que as pessoas sempre falavam que o jeito mais fácil de decidir a faculdade era eu vendo oque eu mais gostava de fazer  e então veio a grande resposta que era os jogos de vídeo-game, foi aí que eu decidi  em que área  eu iria atuar.

    Qual a melhor faculdade ?


    (>‘.’)> eu sei isso aí é uma escola  

              Recebi vários conselhos e um deles foi para mim pesquisar bastante sobre a faculdade, tomando a iniciativa pesquisei bastante e umas das faculdades que ganhou mais destaque foi a Anhembi Morumbi, ela apresentou uma gama melhor comparada as demais. Nela pude vê todas as aulas que terei durante os semestres,  os horários e sobre a carreira profissional.

    Como nada é fácil hoje em dia a faculdade é muito distante da minha casa mas nada é impossível com esforço e dedicação eu chego lá (esse seria na nanco, blizzard, estúdio santa mônica, konami e EA games).

    Esse foi meu primeiro artigo e espero que meus seguidores tenha o mesmo proposito em mente. Até mais\(^_^)/ 

          

       

    26
    • Micro picture
      leandlm · over 5 years ago · 2 pontos

      Vai depender do sua cidade, sei que Rio e SP tem várias, Fora destas cidades começa a complicar...

      1 reply
    • Micro picture
      joaoleonardo015 · over 5 years ago · 2 pontos

      E ai? Mesmo tendo feito faculde, você tem um projeto para um game pra fazer sozinho? Se serve de conselho, você deveria começar a fazer um jogo para o consóle OUYA, sei que jogos para PC é comun, mas fazendo um game para um consóle de desenvolvedores indies com o sistema Andróid poderia dar exclusividade.
      Alem disso, trabalhando nestes lugares grandes, você seria só mais um pau-mandado. Um Game Designer tem a idéia para depois montar o jogo, vejá Minecraft, por exemplo, o seu unico desenvolvedor demorou serca de 5 ou 6 anos desenvolve-lo no seu horario de folga do trabalho. Porque não faz seu proprio game?

      3 replies
    • Micro picture
      tsuyoi · over 5 years ago · 2 pontos

      Parabéns pela iniciação no curso o/

      Sou aluno de Design de Games da Anhembi Morumbi desde 2013 (estou no 5º semestre), e cara, se você quer isso mesmo, vai de cabeça. É bem comum que as pessoas saiam do curso antes mesmo de começar a desenvolver os jogos digitais, que são apresentados somente no 3º semestre. Mas o curso é muito bom, te mostra uma nova forma de interpretar os elementos dos jogos e consequentemente sua forma de jogar também.

      Se precisar de alguma dica, ficarei feliz em ajudar :)

      P.s* Você vai/foi para a unidade do Morumbi ou Paulista II?

      4 replies
  • junior_barbosa_3990 Francisco Barbosa
    2015-04-14 00:37:54 -0300 Thumb picture
    Post by junior_barbosa_3990: <p>Depois de década e décadas em um ilha isolada eu

    Depois de década e décadas em um ilha isolada eu consegui voltar pra  casa. Sim fiquei dois meses (quase três)    sem meu notebook mas estou de volta a ativa. bora jogar .  

    0
  • jefferson_loki Jefferson
    2015-01-23 23:40:05 -0200 Thumb picture
    Thumb picture
    84
    • Micro picture
      jcelove · almost 6 years ago · 3 pontos

      hahahah best seller em Wutai! XD

    • Micro picture
      ralphdro · almost 6 years ago · 2 pontos

      Eu leria hehehe

      2 replies
    • Micro picture
      tenshi · almost 6 years ago · 2 pontos

      muito boa kkkkkk

  • junior_barbosa_3990 Francisco Barbosa
    2015-01-21 17:38:37 -0200 Thumb picture
    Post by junior_barbosa_3990: <p>#img#[56122]</p><p>Acabei de assistir, um filme

    Acabei de assistir, um filme bem interessante mas fiquei bem confuso no final me restou muitas duvidas. Mas já me disseram que o mangá é mais detalhado do que o filme. Tá aí recomendo a todos vale a pena apesar de ser antigo.    

    2
    • Micro picture
      molinsky · over 5 years ago · 2 pontos

      Esse filme é foda, até South Park fez referência a ele num episódio.

  • juninhonash Juninho Rodrigues
    2015-01-17 18:24:53 -0200 Thumb picture
    Thumb picture
    juninhonash checked-in to:
    Post by juninhonash: <p>Venci The Sorrow.<br><br>Ou seria perdi?<br><br>
    Metal Gear Solid 3: Snake Eater HD

    Platform: Playstation 3
    1085 Players
    196 Check-ins

    Venci The Sorrow.

    Ou seria perdi?

    Depois da "batalha" com ele, digo que é um momento MUITO macabro, horrível de ser imaginado em qualquer contexto.


    Ei, você que diz que Resident Evil é terror, experimente jogar a luta do The Sorrow com fones de ouvido. Mesmo pra mim que acho fantasmas o tema mais batido do universo (depois de zumbis) consegui me sentir completamente chocado e aflito, boquiaberto com a genialidade do Kojima pra fazer uma parte tão assustadora.

    Definitivamente, o cara fará um jogo de cagar até a alma pelos poros em Silent Hills.

    20
    • Micro picture
      diogo_paixao · almost 6 years ago · 2 pontos

      Falei que esse jogo é foda hahahaha

      2 replies
    • Micro picture
      lima · almost 6 years ago · 2 pontos

      Achei bacana a 'luta' contra ele, e apesar de ter entendido o significado, não achei nada desconfortável, fiquei tão entretido com os diálogos e a ideia geral da 'luta' que ignorei os sons dos gemidos e tals.

      1 reply
    • Micro picture
      majimbuu · almost 6 years ago · 2 pontos

      The Sorrow é o personagem mais enigmático da série... Muito foda mesmo!!! Melhor Boss do game (Sem contar o The Boss, lógico)... Rsrsrsrs

      2 replies
  • juninhonash Juninho Rodrigues
    2015-01-15 15:17:14 -0200 Thumb picture
    Thumb picture

    Em defesa de Raiden e MGS2

    Medium 2964864 featured image

    Tudo começou com uma conferência de anos atrás.

    Metal Gear Solid em 1998 veio arregaçando tudo, se tornou um marco histórico e fez bonito no PS1 apesar de todo seu hardware limitado tal como Silent Hill e a Konami tinha duas franquias gigantes recém-lançadas em meio à quinta geração de videogames. 

    Até que esse trailer foi lançado na conferência:

    Sim, eu sei. O trailer é consideravelmente mentiroso, mostra Snake em partes que o Raiden está presente e ainda de quebra ilude a pessoa achando que ela jogaria com o famoso Solid mas isso não aconteceu.

    Não totalmente...

    Acontece que muita gente odeia o jogo por conta desse trailer, afinal não jogaram com Snake e ainda por cima com tudo isso criaram certa antipatia com o 2 e o Raiden por conta disso. Aqui venho nesse artigo defender ambos, tanto Raiden quanto Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty.

    Primeiro de tudo: hype raramente é atendida da melhor forma. Isso é um erro, ficar "hypado" por conta de um trailer sabendo que muita coisa poderia mudar é uma bobagem, mas segundo dizem fontes de dentro da Konami, não foi nenhuma "mudança" de planos e tudo, tudo foi planejado pra ser assim. Independente disso, não vem ao caso.


    Mas vamos ver o que diabos aconteceu?

    Você estava em Shadow Moses, jogando com Solid Snake e descobriu muitas coisas, entre elas o Metal Gear, o fato de ter sido enganado pela própria Foxhound, e do Minstro da Defesa estar por trás daquilo tudo à mando do presidente. Com tudo esclarecido você enfrenta Liquid Snake, que busca o corpo de Big Boss pra evitar possíveis futuras doenças além de buscar matar aquele que matou Big Boss, coisa que na mente dele, ele deveria ter feito. E pra Liquid, vencer Snake, seria o mesmo que vencer Big Boss. Tudo esclarecido, Solid Snake vence foge com Meryl e Otacon é resgatado.

    Porém, jogando o 2, você joga com Snake no Tanker, encontra Revolver Ocelot, muita coisa acontece nesse meio tempo e Snake falha na tentativa de destruir Metal Gear Ray, Ocelot foge e Snake é dado como morto.


    Com isso Raiden é enviado pela Foxhound, porém a Foxhound tinha acabado depois dos eventos do 1. Então...Como?

    É aí que começa a jornada de Metal Gear Solid 2, jogando com um personagem que não se conhece e menos ainda conhece o lugar que foi enviado: Big Shell. A plataforma gigante que fora feita com intuito de limpar o óleo que vazou no navio Tanker, que escondia muitos segredos.

    Agora, os motivos de MGS2 serem odiados são a história em si e Raiden. Alguns alegam que a história de MGS2 pode ser facilmente "pulada" ou "desconsiderada" mas isso é provavelmente o maior erro que alguém poderia fazer. Não jogar Portable Ops ou Peacewalker por exemplo seria totalmente aceitável (no caso do PW nem tanto hoje em dia porque o V continua a partir dele) justamente porque são meros complementos e a falta deles não é de gigantesco impacto. Agora se pular o 2 vai perder muita coisa sobre Patriotas, Raiden e a importância de Snake após os eventos do 1 além do rumo que ele tomou ao lado de Otacon.

    O segundo motivo é Raiden, alguns alegam que é um personagem péssimo e que não é bem construído ou sequer desenvolvido mas... 

    Não! Definitivamente NÃO! Isso é a mais pura prova de que a pessoa jogou o 2 esperando o Snake. Ok, é compreensível não jogar exatamente com quem queremos, mas essa não seria a melhor ou mais madura das posturas. O ideal é analisar a obra como ela é, sem se cegar pra defeitos (tipo muita gente faz com Watch Dogs ou AC Unity) e Raiden é muitíssimo bem construído porém ele tem uma diferença.

    Com Raiden, os eventos não são tão gritantes quando Snake, os eventos com Raiden partem em muitos casos de Codecs dele com Coronel Campbell e principalmente Rose. Porque mostram o lado dele que não entende e pergunta muito, além de revelar muito de si mesmo, explicando coisas num tom mais suave, mais sutil.

    Um exemplo que eu gosto de usar é o motivo dele ter um quarto simples e sem nenhum tipo de poster, pintura, quadros nem nada. A resposta que ele dá pra essa pergunta de Rose pode passar despercebido pra muita gente, mas ali tem uma questão psicológica bem forte aplicada.

    Porque a resposta de Raiden é meio fria, ele diz que não se conhece, não sabe o próprio nome e nem os próprios gostos, então ele nunca soube o que pensar do que realmente gosta porque ele realmente não lembra. Essa ideia obviamente atormenta ele mas ele não pode fazer nada contra, então prefere manter um quarto totalmente branco e vazio, porque é assim que ele enxerga de si mesmo e do próprio passado: algo vazio.

    Então por aí dá pra ter uma noção básica do que é o Raiden e de como a mente dele funciona.

    Mas e o jogo em si? Muita gente critica o jogo. Olha, as boss battles até concordo de não serem melhores que do primeiro jogo mas são longe de serem ruins.

    Sim, essa luta é trabalhosa exatamente por isso

    O jogo como um todo repete algumas ideias do 1 por eventos explicados na narrativa mas tem muita coisa nova como partes de escolta, eventos de Sniper obrigatório e divertido (não me refiro ao chefe), fugir da explosão que vai acontecer em 400 segundos e por aí vai, o jogo em si, é maior e tem mais variedade que o primeiro.

    Eu por exemplo achei a batalha com o Fatman uma das mais divertidas e aflitivas porque tinha que congelar a porra da bomba e ainda acertar aquele trem gordo de patins. Sim, é estranho, mas na prática funciona.

    Funciona tão bem quanto qualquer outro ponto do gameplay do jogo. O stealth de Metal Gear Solid nunca foi frustrante, e sim uma coisa mais tranquila e divertida (se quer realismo vá jogar Splinter Cell) e mesmo seguindo essa mesma lógica eles aumentaram a IA dos soldados patrulhas de modo geral, aumentaram a dificuldade do jogo ao ser perseguido principalmente por conta de coisas simples como soldados reagirem melhor e quando eles acham que tem algo invadindo a base, simplesmente é chamada toda uma patrulha pra verificar o local e nisso aumenta ainda mais o tom de perseguição do jogo.

    Além do mais, MGS2 introduziu a M9 que é a arma com silenciador, algo que simplesmente muda quase totalmente o parâmetro de como se jogar MGS. E com esses fatores em mãos, MGS2 é pior que o 1?


    Não. Pelo contrário. Ele é um passo a frente. Um passo com muita ousadia e mais maluquices do que nunca no roteiro, mas ainda um passo à frente de modo geral, seja pela criatividade musical, pelo gameplay ou por outros fatores.

    Óbvio que MGS1 ainda tem um espaço diferente, ele revolucionou um gênero criado pelo próprio Metal Gear no MSX, além de ter introduzido muitas coisas que são usadas até hoje nos games e esse espaço nunca será removido, mas acontece que MGS2 é um passo à toda revolução que o MGS1 trouxe.

    Não tão grande quanto o passo que MGS3 deu em relação ao MGS2, mas ainda assim, um belo passo.

    Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty

    Platform: Playstation 2
    3020 Players
    72 Check-ins

    66
    • Micro picture
      solidrenan · almost 6 years ago · 8 pontos

      Como eu sempre digo. Não gosta do Raiden? Não gosta do MGS2? Me dê motivos pessoais para não gostar de ambos e tá tudo bem. Diga que o Raiden não presta, e diga que o MGS2 não presta, e eu respondo que isso não é opinião, pois o personagem e o jogo são excelentes e de importância vital para a série.

      Se m efalaram não gosto de MGS2 por X e Y, beleza. Se me falam MGS2 é ruim por X e Y, tudo o que eu posso falar é que é implicância. Muita gente reclama dos muitos CODECs do jogo. Tudo bem, nem todos gostam, mas eu pessoalmente escuto todos, toda vez que rejogo cada MGS. Mas dizer que é RUIM, não, isso não é mesmo.

      E como sempre falo, não entende MGS2, não se chame de fã de MGS.

      12 replies
    • Micro picture
      leojiraya · almost 6 years ago · 4 pontos

      Não jogar com o Snake em MGS2 foi a maior pegadinha da historia dos games, só alguém como o Kojima pra fazer isso. O Kojima teve colhões pra substituir um personagem ultra foda como o Snake, isso ninguém pode negar. Na época os fãs ficaram furiosos mas, olhando agora que passou muito tempo, da pra dizer que foi uma jogada genial do mestre. (spoiler) Snake é o soldado lendário, o herói perfeito, a pessoa que todos nos desejamos ser algum dia, já o Raiden representa o jogador, ele é a gente com todos nossos medos e defeitos, isso é mostrado de forma genial no final do jogo quando ele olha o nome na sua dog tag. MGS 2 é o jogo com a historia mais complexa e difícil de absorver da serie, some a isso o Raiden e da para compreender poque ele é o jogo menos popular entre os fãs, como toda obra de arte ele não é compreendido facilmente por todos.

      5 replies
    • Micro picture
      artoriasblack · almost 6 years ago · 3 pontos

      o Raiden não me incomodou, mas trocar Snake por ele sem avisar é meio "brochante" digamos

      4 replies
  • 2015-01-03 18:18:40 -0200 Thumb picture
    Thumb picture

    Meu círculo vicioso

    Medium 45014 3309110367

    "Tenho um emprego para poder comprar jogos, não posso jogá-los porque tenho emprego"

    29
  • marcusmatheus Marcus Vinicius de Paula Matheus
    2015-01-13 16:01:08 -0200 Thumb picture
    Thumb picture

    ​Hoje em dia não existem tantos jogos bons como antigamente?

    Medium 2964147 featured image

    Bem galerinha, este é o primeiro artigo que escrevo no Alva (e ainda por cima estou escrevendo durante o expediente de trabalho!) então peço desculpas se eu cometer algum deslize ou não ser “muito” claro em algumas opiniões.

    Decidi comentar sobre este tema por dois motivos muito importantes: O primeiro deles (e também o mais importante) é que eu tenho propriedade para falar sobre o assunto, pois sou fissurado por jogos desde os meus 3 anos de idade. Joguei dezenas de títulos no Atari, dezenas no Nintendinho, centenas no Super Nintendo e Mega Driver, saltei uma geração e fui para o Nintendo 64 (joguei dezenas de jogos – pois nesta época minha família passou um aperto financeiro e o meu hobbie teve de ser deixado um pouco de lado) e depois voltei aos 32 bits com o Playstation (meu console favorito até hoje, depois do PC). Então vieram o Playstation 2 e finalmente o meu belo e apreciado PC. O segundo motivo é o quanto eu fico chateado quando vejo uma galera da antiga tentar menosprezar a galera mais nova (seja por não conhecerem os jogos clássicos ou por não respeita-los); Isso me faz lembrar do início da minha adolescência, quando meu avô e minha avó falavam mal dos desenhos e filmes que eu gostava com o argumento de que “Não se fazem tantos filmes e desenhos bons como antigamente...”.

    Mas será que os meus avós estavam certos? Será que Jaspion, Cybercop, Pica-Pau, Cavaleiros dos Zodiaco, yu yu hakusho e tantos outros desenhos (que na época eram apenas desenhos e não “clássicos”) de fato eram ruins? Conseguem entender aonde quero chegar?

    Analisando friamente o título do artigo e deixando de lado minhas opiniões pessoais, eu posso garantir que muitos dos gamers da antiga sofrem da mesma doença estranha que os meus avós sofriam quando eu era criança. São pessoas que se apegam ao passado e não deixam a mente aberta para novidades ou mudanças (na faculdade de administração, a primeira coisa que aprendemos é: Aprenda a gostar da mudança, pois ela é uma regra para que empresas sobrevivam no mundo globalizado!). Os jogos que tanto amamos são desenvolvidos por empresas e empresas precisam mudar para sobreviver.

    Sabiam que, proporcionalmente, sempre existiu uma grande diferença entre “GAMES LANÇADOS PARA UMA PLATAFORMA VS GAMES REALMENTE BONS LANÇADOS PARA UMA PLATAFORMA” ?

    Vou usar como exemplo o console mais vendido de todos os tempos: O Playstation 2.

    Segundo a Sony existem mais de 10.000 jogos lançados para esta plataforma... Mas vocês seriam capazes de me dizer 100 games REALMENTE bons lançados para o Playstation 2? Estou pedindo para que vocês me indiquem 100 jogos que (de fato!) fizeram vocês perderem noites de sono, inventar doenças para faltar um dia ou dois de trabalho, deixar de visitar a namorada ou o namorado no fim de semana, faltar ao casamento da sua tia ou ficar os quatro dias de carnaval trancados dentro de casa tomando coca-cola (este último foi experiência própria!). Garanto que cada um de vocês seria capaz de enumerar uma lista com os seus jogos preferidos e, talvez, alguns de vocês até seriam capazes de enumerar os 100 jogos. Mas a grande maioria (onde me incluo) pararia nos 30 ou 35...

    Se ampliássemos o questionário para o Super Nintendo, por exemplo: Dos pouco mais de 780 jogos lançados para o console, liste 100 que fizeram você tirar notas vermelhas nas provas ou levar bronca da sua mãe por acordar de madrugada e ficar jogando com a tv no mudo... (outra experiência pessoal, hehehe). E por ai vai...

    Pensem desta forma para todos os consoles e vocês perceberão que a proporção de games lançados é sempre muito maior em comparação com os jogos que se tornaram clássicos (e não se enganem saudosistas – clássicos sempre continuarão à ser criados, não importa o tempo, época ou console).

    Eu vivi minha infância e juventude jogando os games clássicos (clássicos hoje e na época apenas ótimos games), mas não desejo de forma nenhuma que as empresas regridam em suas tecnologias e comessem a fazer apenas jogos 2d! Foi como eu disse para minha avó uma vez: “Sinceramente dona Matilde, comer um feijão feito na lenha, lá uma vez ou outra, é muito bom para relembrar os velhos tempos, mas viver assim não vai ser legal atualmente”.

    As pessoas encaram de forma diferente a passagem do tempo. Umas se tornam rabugentas, mau humoradas, começam a encontrar defeitos em tudo aquilo que “antes não era assim” e se isolam em seus mundinhos retros torcendo para inventarem uma maquina do tempo... Outras, apesar de jamais deixarem de gostar dos clássicos da sua época, respeitam a mudança, entendem que ela é algo natural, humano e que assim sempre irá de ser; Seja na música, seja com os heróis e desenhos animados, seja com os games.

    Meu jogo preferido até hoje é Resident Evil 2! Perdi as contas de quantas horas já joguei este jogo e de quantas noites virei em claro. Mas não é por causa disso que vou entrar em uma rede social e ofender toda essa molecada nova que começou a jogar Residente Evil à partir do 4 e ofende-los dizendo coisas do tipo “Seu noob otário! Nem sabe o que é Resident Evil!” ou “Criancinha! Joga Resident Evil 6 e já se acha o bom... Quero ver durar uma hora no Resident Evil 1!”.

    E isso se repete em todas as franquias famosas do passado: Castlevania, Silent Hill, Final Fantasy, Devil May Cry, Metroid, Call Of Duty e por ai vai... (estou no trabalho, não tenho tanto tempo para pensar em todas L )

    Exemplo pessoal: Sou gamer da antiga, já joguei e perdi noites de sono com quase todos os games da franquia Castlevania (só não joguei aqueles exclusivos de alguns portáteis...) e na minha opinião o melhor Castlevania já feito foi a série Lords Of Shadow. Impactante? Inaceitável? Quem ai vai dizer que eu não tenho autonomia para afirmar isso?

    Meu Final Fantasy preferido é o VIII. Hoje ele é encarado como clássico, mas no passado eu cansei se sofrer com uma galerinha que dizia que Final Fantasy bom era o Final Fantasy VII e que eu não sabia o que estava dizendo! Bem, quanto à isso... Ainda sofro!

    Como é um assunto que gera indignação acabei escrevendo demais, então vamos finalizar. O que eu quero dizer, é que, analisando friamente o mercado de games, podemos perceber que a proporção entre GAMES LANÇADOS e BONS GAMES LANÇADOS não mudou tanto assim. Não importa o console ou a época! O importante é haver respeito. As mudanças vão continuar acontecendo e isso é inevitável. Lembra quando ficávamos com raiva de nossos pais quando eles diziam que nossos jogos eram ridículos e que preferiam sair para jogar bola de gude, peão e futebol? Pois então! Não vamos nos tornar pessoas como estas!

    Sou amante dos clássicos, sou gamer das antigas e hoje sou casado; mas continuo virando algumas noites acordado para debulhar um jogo novo; Continuo descobrindo clássicos e explorando mundos novos. Acredite em mim: Com o coração mais aberto para explorar o novo, ainda que continue preferindo o velho Pac Man ou o apelativo Mega Mania, você irá se divertir muito mais e fazer muito mais amigos.

    114
    • Micro picture
      julio777 · almost 6 years ago · 12 pontos

      Trampo bom esse, que dá pra escrever um texto colossal desse durante o expediente...
      Não tão contratando ai não ? XD

      7 replies
    • Micro picture
      molinsky · almost 6 years ago · 4 pontos

      Acredito apenas que os jogos refletem o seu tempo, não só na tecnologia mas na forma de encarar as coisas.

      Hoje temos uma quantidade maior de jogos casuais, e até os jogos mais difíceis são mais acessíveis do que os das antigas. Com isso, você consegue abranger um público maior e vender mais. No lugar do desafio, investe-se em enredo, visual, som e o uso da internet. O perfil dos jogos mainstream também mudou. Hoje temos um desenvolvimento mais voltado pro ocidente, com menos lançamentos bombásticos vindos do Japão do que a té a década de 1990, por exemplo. Nisso, a gente consegue traçar um contexto do tempo em que foram lançados, assim como vemos em filmes. Os EUA, no caso, viveu um clima de mais conflito a partir de 2001 e vimos um BOOM de jogos FPS com temática mais séria e real como "Counter Strike", "Call of Duty", "Battlefield", a volta de franquias como "Doom" e "Wolfenstein", além da diminuição muito grande de lançamentos dos jogos de plataforma como "Super Mario 64" e "Banjo Kazooie".

      Não vejo os novos jogos como piores ou melhores, eles são diferentes. Por isso os clássicos das décadas passadas têm seu espaço (e são relançados para as novas plataformas), porque a proposta de jogo é diferente. O problema real que vejo nos dias de hoje são os lançamentos apressados de jogos feitos pelas coxa e cheios de erro, dependendo de várias atualizações para corrigir os bugs. Comprar jogo na data de lançamento, hoje em dia, é se arriscar a ser cobaia. Em compensação, é difícil ver um jogo ficar 3 ou 4 anos em desenvolvimento como a gente viu com "Ocarina of Time".

      Enfim, não é à toa que não abro mão dos meus cartuchos antigos. :)

      5 replies
    • Micro picture
      tinahorta · almost 6 years ago · 4 pontos

      Meus pais se divertiam vendo eu e meu irmão jogando (poucas vezes arriscaram a pegar no controle). A preocupação era apenas o exagero em frente à TV. Então tínhamos o combinado de ter o fim de semana livre (durante a semana o negócio era estudar). Também venho do Atari. Engraçado que todo o seu texto me fez pensar em cinema e música. Tenho encontrado dificuldades em gostar de novos atores e novas bandas. Um evento como o Oscar já não me emociona mais como na década de 1980 e no início dos anos 90 (olha aí o saudosismo, rs). Mas este sentimento não me "pegou" no universo dos games. Confesso que me amedrontei diante do Nintendo 64 e pulei essa fase (queria mais era sair com a turma de amigos). Depois dessa fase me reaproximei naturalmente de novo dos videogames. E tenho me apaixonado por jogos... Não por muitos, mas por alguns tantos. E apaixonado a ponto de suar literalmente a camisa. Sem deixar para trás, inclusive, os aplicativos para dispositivos móveis. Bom tema para o artigo de estreia, @marcusmatheus! E obrigada @molinsky por me mostrá-lo!

      2 replies
  • junior_barbosa_3990 Francisco Barbosa
    2015-01-18 20:26:05 -0200 Thumb picture
    Post by junior_barbosa_3990: <p>O que faz um homem a enfrentar os desafios que m

    O que faz um homem a enfrentar os desafios que muitos de nós não enfrentaríamos ? 

    condenando-o a solidão expondo-o a derrota e a morte ?

    A resposta é ... o amor 

    A força mais poderosa  que torna a razão cega diante de todas as coisas...até mesmo da verdade.  

                                                                                                                          Zobek

    Castlevania LoS

    Castlevania: Lords of Shadow

    Platform: XBOX 360
    2424 Players
    116 Check-ins

    0
  • junior_barbosa_3990 Francisco Barbosa
    2015-01-18 19:58:56 -0200 Thumb picture
    Post by junior_barbosa_3990: <p>#img#[54260]</p><p>É hoje na madrugada eu vou en

    É hoje na madrugada eu vou encarar o Alien    "(X_X)"

    Alien: Isolation

    Platform: PC
    389 Players
    151 Check-ins

    1
    • Micro picture
      guxta · over 5 years ago · 1 ponto

      E aí, se borrou? kkkkkkkkkkk

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...