2018-09-20 08:58:17 -0300 2018-09-20 08:58:17 -0300
joanan_van_dort Joanan Oliveira Batista

Retrocompatibilidade na geração atual? Isso não faz sentido!

Single 3672513 featured image

Essa questão é batida tanto pelos saudosistas, os chamados retro gamers (como eu), que adoram os consoles antigos, quanto pelos jogadores que começaram na geração anterior ou ainda na atual. Tenho visto há um bom tempo essa "treta" rolando por aí e ganhando status de tempestade em copo d'água quando algum executivo toca no assunto ou quando alguém ressuscita essas declarações.
Vou usar essa imagem do Jim Ryan, do início de 2017, por ela ser a mais comum que roda por aí atualmente, mas só pra exemplificar. E só para exemplificar! E concordar com ele no tocante à questão principal! Vejam! Do ponto de vista do mercado de games, essa comoção por retrocompatibilidade não faz o menor sentido, e vou mostrar os principais motivos disso, tanto atuais quanto retrôs.

https://jogos.uol.com.br/ultimas-noticias/2017/06/...

Vamos lá!
O Xbox tem retrocompatibilidade. Quem usa? Menos de 6% dos usuários! (Dados da própria MS!). Esse numero é MUITO pequeno se pararmos pra pensar no custo de produzir e manter essa capacidade perfeitamente funcional. Semelhante à isso, o WiiU tinha retrocompatibilidade, mas quem tinha o console quase não usava também! Eu mesmo usei pouquíssimas vezes e vou continuar usando pouco, mesmo com o Wii desinstalado. E mais um: Quem tem o PS3 não usa a retrocompatibilidade dele com o PS2 e nem com o PS1 (presente no primeiro modelo). Minha situação em relação à ele é igual à do WiiU/Wii. E a minha pergunta olhando pra esse cenário é: Realmente tinha que ter retrocompatibilidade na geração atual? A maioria das pessoas quer só pra dizer que tem, usar que é bom...

Além do mais, retrogamers como eu acabam usando os consoles antigos mesmo, ou então emulação no PC, no celular ou num Rasp, Ouya ou similar da vida. Então fuck-se retrocompatibilidade na geração atual! Nós, retrogamers, também não usamos!

Outro adendo: Retrocompatibilidade serve também pra encarecer o produto. É preciso trabalhar a adaptação de arquitetura, resolução, cores, brilho, som, saída de imagem e áudio e etc., uma série de coisas realmente custosas e demoradas. Aí sai o console com retrocompatibilidade nativa a U$400 e o povo chia! "TÁ CARO! NÃO VOU COMPRAR! BLA BLA BLA!", mas custa dinheiros botar essa geringonça lá dentro, ter um sotware que realize o trabalho, fazer atualização e etc. Ou seja, tirando lá os menos de 6% que realmente fazem uso dessa capacidade, financeiramente não tem sentido fabricar um aparelho que rode fisicamente ou digitalmente  jogos antigos. Até porque todo mundo compra jogos da geração anterior, né? É mais barato remasterizar um game e colocar nele funcionalidades modernas e ajeitar gráficos e gameplay, deixando pronto pra todo mundo, do que trabalhar toda uma biblioteca ou uma nova plataforma pra aceitar os jogos das anteriores.

Mais um ponto: A MS trouxe jogos desde o Xbox clássico para o One e adivinhem, quase não vendeu, ela teve que DAR os jogos digitalmente. E mesmo assim quase ninguém jogou. É.

Outra coisa incoerente que retrogamers sempre fazem: Antigamente, nos consoles que adoramos, praticamente não tinha retrocompatibilidade nativa nos consoles, era um ou outro lá antes do NES, os outros eram sempre com algum adaptador que nem sempre funcionava direito e algumas vezes até dava problema no videogame. Depois disso só foi começar pra valer no PS2 que rodava PS1, no Wii que rodava Gamecube e no 360 que rodava Xbox, ou ainda no Gameboy Advance que rodava Gameboy e Gameboy Color. Nos portáteis da Nintendo isso realmente fez diferença, pois os jogos mais antigos continuaram sendo vendidos substancialmente mesmo com o aparelho novo no mercado. Mas como o assunto é console de mesa, acaba não importando tanto também neste tópico. E, falando de novo dos consoles, a gente jogava jogos das gerações anteriores neles, claro. Todo mundo que tinha um PS2 jogava muito PS1 nele, ou ainda no campo dos periféricos, quem tinha Mega Drive usava o adaptador de Master System, óbvio... que não. Fora necessidade de início de geração ou falta de dinheiro pra jogos novos, a intenção é sempre comprar um aparelho novo pra jogos novos.

Ou seja, retrocompatibilidade NUNCA foi importante. A gente que é tonto.

Finalizando o assunto: Quem quer jogos antigos procura emulação ou aparelhos antigos! E quem tem a geração atual não está interessado em jogar nele jogos da geração anterior, talvez queira 2 ou 3 jogos que gosta muito, às vezes nem isso! Que dirá das mais antigas! É mais nostalgia do que necessidade ou um desejo real, que vai mover uma ação longa. Em suma, não tem lógica pedir por retrocompatibilidade em videogame novo, só faz o aparelho ficar mais caro do que deveria e encher o saco dos outros com coisas que provavelmente vai usar meia dúzia de vezes e largar lá, mofando para todo o sempre.

32
  • Micro picture
    fabianoreng · 2 meses atrás · 6 pontos

    Eu concordo que a retrocompatibilidade nunca foi um fator decisivo na escolha de console, mas discordo em se basear uma opção somente por uma plataforma como o Xbox da Microsoft em que se diz apenas 6% usa. Primeiro pq a Microsoft representa uma pequena parcela do mercado de consoles atual, segunda por ela ter surgido apenas final de 2001, o que logicamente a faz possuir uma menor biblioteca de jogos com interesse de um publico com retrocompatibiliade. Em minha opinião deveria pelo menos existir uma opção assim como hoje tem "Xbox X" e " PS4 Pro" uma versão de um console com retrocompatibilidade, ai sim teríamos uma boa base de dados para falar se é totalmente irrelevante ou não a retrocompatibilidade na cena atual. Eu gostaria muito de uma opção de PS4 que rodasse jogos PS1+PS2+PS3, bom pelo menos eu acho que muitos gostariam também.

    4 respostas
  • Micro picture
    jesspras · 2 meses atrás · 6 pontos

    O pessoal qse não usa a retro...mas acho legal ter essa opção..um "plus" a mais no console..sem contar q se o cara tiver os jogos guardados pode simplesmente botar no console e jogar..sem gastar a mais por isso

    4 respostas
  • Micro picture
    filipessoa · 2 meses atrás · 5 pontos

    "Por que alguém jogaria isso?" Disse a mesma empresa que lança remaster de jogo antigo. Ou isso só vale quando convém?

    3 respostas
  • Micro picture
    mardones · 2 meses atrás · 4 pontos

    A retrocompatibilidade foi essencial pra milhares de jogadores e continua sendo. Poderia citar milhões de exeplo de como esse recurso me ajudou várias vezes mas tô muito ocupado jogando pokémon pearl no 3DS retrocompativel.....

    2 respostas
  • Micro picture
    leandro2litros · 2 meses atrás · 3 pontos

    Eu quero a retro o PS3 quebrou eu tenho o Shadow of the colossos e não tenho onde jogar mesmo tendo o PS4 fora os jogos digitais que minha irmã tinha no PS3 e não jogou Okami foi um deles

    5 respostas
  • Micro picture
    santz · 2 meses atrás · 3 pontos

    O que é decisivo para eu comprar um console é que ele rode games piratas.

  • Micro picture
    muser · 2 meses atrás · 2 pontos

    Não se deve generalizar desse jeito também, teve gente como eu que passou batido por certas gerações e a retrocompatibilidade salva a gente de não conhecer jogos antigos que não foram remasterizados ainda, muita coisa eu to jogando da retro no Xbox One.

    4 respostas
  • Micro picture
    llipefarias · 2 meses atrás · 2 pontos

    Os jogos do PlayStation são bem mais expressivos que os da Microsoft. Digo que se essa retrocompatibilidade existisse no PS4 de maneira livre e não com jogos de download, seria bem mais valorizada. Pode ter certeza.

    2 respostas
  • Micro picture
    kipocalia · 2 meses atrás · 2 pontos

    To querendo um xbox só por causa da retrocompatibilidade.

  • Micro picture
    kipocalia · 2 meses atrás · 2 pontos

    Devia ter um sistema de remasterização instantânea embutida nos emuladores retrô de consoles com retrocompatibilidade. Igual ao emulador DeSmuME X432R pra DS. Isso diferencia jogar um jogo de ps1 cru de um emulado; embora alguns jogos, tais como o em 2D nunca ficam defasados.

    3 respostas
Continuar lendo → Reduzir ←
Carregando...