2016-10-23 11:29:21 -0200 2016-10-23 11:29:21 -0200
joanan_van_dort Joanan Oliveira Batista

Nintendo copiou o tablet Morphus?

Single 3404552 featured image

Não sou muito de fazer textão por aqui e quando faço é com o pessoal que sei que posso conversar numa boa, sem que ninguém se estresse mais que o necessário. Mas dessa vez preciso pontuar e  expressar minha opinião, porquê tem uma pessoal aí que vive para odiar as coisas - tanto que o personagem Odiador, do canal Colônia Contra Ataca, é uma paródia dessa gente. E alguns outros que vivem para odiar a Nintendo, especificamente. E é desses que quero falar hoje.

Antes que algum desavisado fale "Ah! Mas você é Nintendista, seu lixo!" - como já fizeram certa vez, já deixo avisado que, além da Steam, possuo consoles da Nintendo, Sega e Sony e que jogo os da Microsoft na casa de amigos. Meus favoritos são o Master System e os da Nintendo, mas isso não me impede de gostar e aproveitar o que as outras empresas oferecem de entretenimento e que agrade meu gosto pessoal.

Bom, o foco é o pessoal que tá comparando o Nintendo Switch ao tablet chinês Morphus x300 - tablet esse que praticamente ninguém conhecia até o anúncio da sexta feira, mas ok, esse é outro ponto e que não vou abordar aqui.

Vamos ao textão cheio de coisinhas interessantes.

De cara não vou entrar no mérito da Nintendo ser a única empresa do mainstream de hardwares dedicados a games que busca coisas novas para o público que consome esse tipo de produto, porque isso a gente já tá cansado de saber. Vou deixar isso pro final.
Vou focar o comentário inicial naquele amiguinho, o PlayStation e o amiguinho dele, o Xbox, que não mudaram absolutamente nada desde suas primeiras edições. Se você comparar o que eles ofereciam na época de seus lançamentos com os aparelhos presentes hoje no mercado, poderá perceber que são basicamente os mesmos.
É notório que evoluíram tecnologias e melhoraram desempenhos, claro, isso era o natural, mas é só. A grande revolução de ambos nos últimos praticamente vinte anos foi ter ganho internet. Nem os controles deles mudaram muito. Ganharam botões, perderam fios. Só.
Seria burrice dizer que nunca apresentaram novidades. E não é isso que quero. A Microsoft apresentou o Kinect, que na época era o auge tecnológico e era uma ótima ideia. Penso até que no futuro ela ainda pode ser repaginada e voltar aos holofotes. Hoje a Sony busca finalmente trazer a realidade virtual para dentro dos games com boa qualidade. Tomara que dê certo, porque queremos isso e os games querem isso há muitos anos. Mas nesse ponto preciso ressaltar que a Nintendo já se arriscou nesse campo, não somente com um periférico, mas com um console 100% dedicado à "realidade virtual", o Virtual Boy foi lançado em 1995. Não é um comparativo muito bom, pois as épocas são diferentes e a tecnologia mudou drasticamente nesses vinte anos, mas é algo que a Nintendo já tentou uma vez na vida - e falhou, uma vez que o Vitual Boy é horroroso. Eu tive o desprazer de jogar em um e a experiência não foi nada agradável.

Claro que Sony e Microsoft podem emplacar algo diferente e conseguir sucesso financeiro ou marcar a geração com uma geringonça nova, mas caso isso ocorra vai ser mais um acidente de percurso do que algo esperado, já que, mesmo investindo em tecnologias, o investimento em coisas realmente diferentes do comum é muito tímido e com muito receio do mercado. E é isso que me preocupa. Empresas desse porte terem tanto medo de apresentar novidades avassaladoras, afinal, capacidade e capital pra isso todas elas têm, mas preferem esgotar as fórmulas existentes e tentar reciclar o que vende agora para continuar a vender a mesma coisa pelos próximos dez, quinze, vinte anos.
Já a Nintendo tem essa peculiaridade, de sempre se reinventar e usa isso como filosofia, como visão de mercado e é o que move a empresa. Pode não dar certo, como já vimos acontecer diversas vezes, mas arriscar é algo natural pra ela. E olha que é considerada a mais "conservadora" das grandes casas de hardware pra games...

E é aqui que entra o haterismo gratuito sobre o anúncio do Switch. "A Nintendo copiou o tablet chinês Morphus. Ela não inova nada, sempre copia os outros, etc., etc., etc...". E isso é verdade? É claro que não.
Primeiro preciso colocar no assunto a patente da Nintendo de destacar controles de um dispositivo maior, apresentada em 2013:
http://www.wii-brasil.com/noticia.php?id=51318
Dito isso posso conversar sobre como a Nintendo reutiliza seus próprios conceitos e transforma o que já existe em coisas novas, além de criar coisas novas hoje pra todo mundo usar.

O primeiro ponto é que a Nintendo, assim como a maioria das empresas que desenvolvem tecnologia, são encubadoras de ideias e patentes. Elas ficam guardadas durante anos, décadas, e a maioria nem chega a ser usada. 
Todos conhecem Super Mario Maker, certo? A patente conceitual desse jogo é de 1994, quando a Nintendo lançava jogos no Japão para o periférico Satella View, que era uma espécie de modem com armazenamento interno para o jogador baixar coisas que ficavam disponíveis online durante alguns dias - muitos desses programinhas e jogos se perderam, pois eram temporários, mas muitos outros estão disponíveis em roms para emuladores, alguns traduzidos para o inglês. Bom, a ideia central do Mario Maker, dos jogadores editarem e trocarem entre si níveis de Super Mario, vem dessa época. Claro que a ideia não foi pra frente, por causa da limitação técnica daqueles anos, mas eis que ano passado recebemos o jogo, que pode até virar franquia tamanho sucesso que fez. E isso é apenas um exemplo.

Quando a Nintendo anunciou seu novo aparelho, o Switch, sabíamos que seus desenhos, enquanto ainda eram baseados em boatos do NX, já estavam na internet havia um bom tempo. Qualquer um poderia criar algo baseado nas ideias fantasiosas de outras pessoas, tanto que muitas ideias legais surgiram e alguma empresa chinesa foi lá e aproveitou isso. Elas vivem fazendo isso! Se você for navegar no aliexpress vai se afogar no mar de tranqueiras eletrônicas que eles vendem a preço de banana. Mas o fato é que a ideia rodou a internet desde o início de 2015 e estava sendo muito debatida desde então. Por isso não faz sentido algum afirmar que a Nintendo copiou o tal Morhus.
O outro ponto da comparação entre Switch e Morphus é a tela dedicada a jogos. Bom, aqui já temos outra coisa pra pensar. O gamepad do Wii U já era um tablet 100% dedicado a jogos. Dependia da estação Wii U, mas funcionava muito bem, e com touch, inclusive. E os controles separados, um pedaço em cada mão, foram vendidos com o Wii há uma década. E a pergunta que cabe ainda fazer é: O que mais esse Morphus, que roda Android, tem de tão extraordinário que o Switch "copiou"? 

Para finalizar volto ao momento inicial do texto: A Nintendo vive apresentando novidades para seus consumidores. Boas ou ruins é uma empresa que sai sempre do lugar comum, se arrisca e não tem medo disso. É óbvio que deve haver retorno financeiro e acredito cegamente que a Nintendo espera que as pessoas queiram novidades. E, pra corroborar o que digo, basta olhar todos os consoles dela desde o Game'n Watch até o anúncio do Switch, na última sexta feira. As coisas com a Nintendo evoluem muito. Os conceitos mudam drasticamente de uma plataforma a outra. Popularização de portáteis de um jogo só, depois de cartuchos intercambiáveis, a invenção do controle D-Pad (direcional em cruz), cartuchos cambiáveis com bateria interna, popularização de sensores de movimento em games, modelos e modelos e modelos de controles, telas e telas e telas de consoles, conceitos variados de jogos, e tantas outras coisas. E isso só falando de games, sem entrar em brinquedos, cartas de baralhos japoneses e outras tralhas que a empresa já fabricou e ainda fabrica.

Estou dizendo, então, que a Nintendo é perfeita? Longe disso! Tem muita coisa que eles precisam repensar, principalmente em questões de marketing digital e o relacionamento com os canais do Youtube e blogs, mas do ponto de vista de inovação em hardware e da interação máquina-jogador, é uma empresa de ponta e que serve de inspiração e exemplo para o mundo todo.

Portanto, ela sempre vai trazer alguma novidade relevante. Queira você ou não.

16
  • Micro picture
    matheusps92 · over 2 years ago · 3 pontos

    Aff cara, ainda tem gente se mordendo por causa disso? Que bando de babaca, eles não vou comprar esse console e ficam por aí comentando merda só pra tentar estragar a diversão dos outros. É muito fácil sair por aí falando desse tablet chinês sem pesquisar as datas de lançamento, mas quem precisa da verdade, né? O que importa é o ódio. De qualquer forma, eles não vão comprar esse console, mas vão aparecer por aí todo animados quando anunciarem um emulador.

    4 replies
  • Micro picture
    jugemu · over 2 years ago · 3 pontos

    Tem gente que gosta de ser do contra, simplesmente pelo prazer de ser do contra. Ou pelo prazer de irritar os outros e ganhar atenção.
    E tem gente que gosta de ficar alimentando intriga e picuinha, pelo prazer de ver o caos acontecer... e fazer as outras pessoas se sentirem mal para assim se sentirem bem com si mesmas.

    4 replies
Keep reading → Collapse ←
Loading...