2018-06-24 01:39:38 -0300 2018-06-24 01:39:38 -0300
isadoublex Isabela Silveira Featured

E então Ellie beijou uma menina

Single 3643734 featured image

Oh my God.

Eu tenho visto muitos comentários sobre essa cena (que, por sinal, achei linda) do novo trailer de The Last of Us 2, e quis vir dar minha opinião.

Tenho visto dois tipos de comentários: aqueles que são contra o beijo e aqueles que acham que não é nada demais. O que eu acho é que ambos estão errados - nem preciso dizer que o primeiro tipo é mais errado, certo?

Falando como mulher, LGBT e apaixonada por games, eu vejo essa cena como algo super importante e relevante, sim. Em um cenário de apocalipse zumbi, algo tão profundo quanto a orientação sexual dos personagens acaba não sendo muito falado, simplesmente porque ninguém pensa muito nisso enquanto tenta sobreviver. O foco do jogo em si não é esse. Mas quando você fala ah gente, é só um beijo, você ignora uma coisa: esse beijo é algo que faz parte da protagonista do jogo. Ellie já tinha beijado sua amiga em Left Behind quando mais nova, e agora, adulta, se permite explorar mais sua sexualidade, dando à ela um desenvolvimento ainda mais profundo e cativante, e isso, meus amigos, é lindo por demais - e não só para ela.

Pare para pensar: quantos jogos com protagonista LGBT você já jogou? Quantos jogos você conhece que falam mesmo de representatividade, com a protagonista do jogo? Tem uma nova geração vindo aí, crianças que não vão demorar muito para conhecer esse jogo, pré-adolescentes que já estão conhecendo, e essa galera vai crescer com uma imagem muito legal de representatividade LGBT que muita gente aqui não teve a oportunidade de ter enquanto crescia.

Não é só um beijo, gente. É a Ellie em seu todo. É The Last of Us dando abertura a um debate importantíssimo. Essa é a magia dos games: usar o entretenimento para nos levar à emoções e reflexões profundas sobre nós mesmos e mundo. Então, que tal ir mais fundo sobre isso também?

The Last of Us Part II

Platform: Playstation 4
524 Players
4 Check-ins

42
  • Micro picture
    mattfenrir · over 1 year ago · 2 pontos

    Eu amei. Quando a Athena de Borderlands revelou estar namorando a Springs eu tive surto de fanboy.

  • Micro picture
    artigos · over 1 year ago · 2 pontos

    Parabéns! Seu artigo virou destaque!

  • Micro picture
    sophos · over 1 year ago · 2 pontos

    devo admitir que a primeira vez que vi um beijo homossexual na tv foi impactante, acho que foi numa serie. mas com o tempo acabou ficando normal. então acho que é positivo que se mostre isso na midia pra que as pessoas passem a encarar com naturalidadade

  • Micro picture
    mattfenrir · over 1 year ago · 2 pontos

    Porém tenho duas amigas (casal) que não curtiram muito, porque dizem ser puro marketing, que se fossem dois homens não teriam tido a mesma aceitação e blá blá blá, mas tenho certeza que elas nunca jogaram para compreender que esse "marketing" já estava sendo moldado há anos.
    Claro que a Naughty Dog, Sony etc. querem só dinheiro, mas não dá pra abdicar toda a fé na humanidade, especialmente no universo gamer

    4 replies
  • Micro picture
    tiagoandrade · over 1 year ago · 2 pontos

    @isadoublex ainda não conversei disso com ninguém (por falta de público mesmo), mas vou dar minha opinião e, como vc parece um pessoa legal, queria que avaliasse pra ver se concorda ou não.
    De fato, estou com você. Deixar explícito a opção sexual da protagonista do jogo diz muito sobre ela e ajuda a levantar uma discussão importantíssima que é a da igualdade real das pessoas e celebração da diversidade, mas o que me incomodou um pouco no beijo foi o "olhar" da câmera. Ao meu ver, o beijo foi "filmado" sob uma perspectiva fetichista, como se um homem hétero estivesse se divertindo com a cena. Acho que devíamos ter mais pessoas LGBT por trás das produções e que realmwbte nostrassem sua visão do mundo. Algo semelhante acontece com a recente Gal Gadot. Em mulher maravilha, quando é filmada por uma mulher, a personagem é muito sexy, mas sem ser absivo. Já em liga da justiça, o olhar sobre ela muda e é muito mais invasivo (closes desnecessários, etc). Na minha opinião, precisamos de mais personagens diversos com olhares diversos, senão fica a interpretação do LGBT e dp feminismo nos olhos dos mesmo homens eteroa brancoa sis.
    Invoco tbm @darlanfagundes sem o qual não teria acesso a este post. Abs!

    2 replies
  • Micro picture
    thiagopos · over 1 year ago · 1 ponto

    Em left behind foi uma espécie de reação o beijo dela, não senti que ela estava se "posicionando", era uma amiga querida que demonstrou ter muito carinho por ela e aquilo era algo raro - tanto naquele universo como na vida dela.
    Agora o beijo do gameplay tem outro significado, e é um momento bonito na vida dela, um dos raros posso acreditar já que o resto do vídeo tem uma sequência enorme de violência a qual ela não parece estar contente em viver.

    1 reply
  • Micro picture
    neue · over 1 year ago · 1 ponto

    A Sony pagou pedágio para o povo LGBT, foi uma jogada esperta vendo o declínio do senso crítico para jogos, sabendo que vai ter gente que pode vir a adquirir o jogo apenas por ativismo político ou por ter simpatizado com o jogo, não em si pela sua qualidade ou gameplay. Devo ser uma das únicas pessoas que acham o primeiro TLUFS uma merda, e não irei comprar pois o jogo em si nunca me agradou. No caso de representatividade, nunca reclamei dos jogos que representam meu povo, ou serem jogos de mafiosos ou de pizzaiôlos, jogo é pra se jogar e não pra se debater ou levantar bandeira política. Só aí a Sony já errou, mas essa é a minha opinião, o jogo era uma bosta antes e continua uma bosta depois do anúncio. Mas que bom pra você! Agora a turma da lactação vai encher o saco até nos vídeojogos.

Keep reading → Collapse ←
Loading...