2020-04-08 08:37:37 -0300 2020-04-08 08:37:37 -0300
hyuga Sérgio Henrique Featured

Jogar no easy é vergonhoso?

Single 3789182 featured image

Vai jogar Candy Crush!, você não é gamer de verdade! estas são apenas algumas frases que um jogador escuta quando descobrem que algum game foi terminado no modo fácil o que algumas vezes parece uma tiração de sarro e em outras parece um pecado mortal.

Pode parecer um exagero isso, mas basta procurar no google o termo "jogar no easy" que logo aparecem vídeos sobre o "crime" de jogar no fácil e também textos defendendo a prática, no meio gamer é um assunto que toma proporções maiores do que devia, ou seja, uma tempestade em copo d'água

Spider-man de psone apresenta o Kid mode que retira batalhas contra chefes e até controla o personagem em determinados trechos

Na época dos fliperamas não havia como o jogador escolher a dificuldade (apenas o dono do fliperama escolhia a dificuldade nas opções de segurança da máquina e normalmente colocava em uma dificuldade bem alta para os jogadores gastarem mais dinheiro). Essa opção apenas foi dada ao jogador na era 16 bits e desde então se tornou um padrão na indústria de jogos.

Os desenvolvedores incluíram as dificuldades como forma de abranger mais público assim tanto jogadores novatos quanto os mais experientes poderiam apreciar o jogo adequando-se ao nível de habilidade, entretanto isso não é bem visto por alguns jogadores que não perdem a chance de rebaixar o colega por não ter o nível de habilidade exigido para terminar o game no modo normal e argumentam que o nível normal (ou médio) é a dificuldade que foi projetada para o jogo e as outras dificuldades são só quem falta habilidade ou tem muito tempo livre. Afinal os jogos servem como um desafio e a graça está em superar os limites e passar aquela fase complicada ou derrotar aquele chefe que parece imortal.

The Dishwasher: Vampire Smile retira sangue e tripas e substitui por um filtro rosado com corações e arco-iris caso o jogador escolha a dificuldade Pretty Princess (linda princesa)

Sim, os jogos são desafios e é muito legal dar aquela última espadada no boss final e vê-lo caído no chão depois de morrer várias vezes para ele.porém os jogos também precisam ser divertidos e ninguém se diverte empacado na mesma fase por meses outro motivo para selecionar o easy é a própria mecânica de jogo: as vezes ela é complexa ou pouco explicada e o jogador apenas quer entender como ela funciona em um nível mais ameno e há um terceiro grupo os que apenas querem conhecer o mundo, personagem do jogo sem se preocupar com a dificuldade, é como um livro interativo em que a história irá se desenrolar mais cedo ou mais tarde basta dedicar um tempo. Inclusive alguns games adotaram esse pensamento, por exemplo, Deus Ex: Human Revolution o modo mais fácil é chamado de Tell me a story (conte-me uma história).

Deus Ex Human Revolution opta por não zuar o jogador ao apresentar a descrição conte-me uma história para o modo fácil

Entretanto há o outro lado zoeiro/perverso dos desenvolvedores que cortam as fases finais e só liberam se o jogador jogar no nível normal e algumas vezes no hard, como é o caso do Contra 3 de SNES já outros liberam o game completo, mas dando uma trollada no jogador como é o caso do Wolfenstein que o protagonista aparece com uma chupeta e uma touca de bebê e talvez o pior seja o caso de Twisted Metal 2 que chama o jogador de perdedor assim que ele derrota o primeiro chefe.

Tanto o Wolfenstein clássico quanto o atual coloca o protagonista em vestes infantis na tela de seleção de dificuldade no modo mais fácil.

Se o jogo tem a dificuldade easy ou very easy podemos concluir que o jogo foi pensado pra ser jogado nela senão não estaria disponível, a dificuldade mais simples fará parte da vida de qualquer um seja na infância ou adulto já que alguém pode ser habilidoso em jogos de luta, mas péssimo em jogos de corrida.

75
  • Micro picture
    andre_andricopoulos · 3 months ago · 6 pontos

    Acho interessante um gamer curtir no "NORMAL".
    ...
    Mas o EASY têm que existir...praqueles com pouca prática e se divertir, que é o mote principal 😉

    2 replies
  • Micro picture
    msvalle · 3 months ago · 5 pontos

    Ótima reflexão, parabéns! Seu artigo me lembrou a celeuma que foi criada quando um articulista da Forbes disse que Sekiro deveria ter um "Easy Mode". Pessoalmente não consigo entender como a existência de um modo mais fácil poderia estragar a experiência de quem quer jogar no Normal ou "Hardcore". Vou além e digo que não veria problema se nos Souls também tivesse um modo como esse.
    No artigo ele fala justamente de amigos dele que jamais vão experimentar um excelente jogo por conta da dificuldade. Apesar de ser bem agressivo (o título diz que Sekiro deveria "respeitar" os jogadores), acho um ponto a ser pensado sob a ótica de que jogadores diferentes tem formas de se divertir diferentes e até mesmo rotinas diferentes (que podem impedir de prosseguir, por isso alguns fazem uso de salvar a qualquer momento ou "save states").
    Link para o artigo da Forbes: https://www.forbes.com/sites/davidthier/2019/03/28/sekiro-shadows-dies-twice-needs-to-respect-its-players-and-add-an-easy-mode/

    5 replies
  • Micro picture
    rax · 3 months ago · 4 pontos

    Sinceramente eu sou do time que considera todos os modos de dificuldades validos.

    Se o desenvolvedor do game ou a equipe pensou em colocar dificuldade easy,é porque ele quer que você se divirta com aquela dificuldade/experiência naquele modo de dificuldade.

    E vou mais Além.Castlevania SOTN no geral é um game relativamente easy,mas acho o cumulo alguém reclamar da dificuldade (mesmo não tendo modo de dificuldade) do game pq os próprios desenvolvedores fizeram um game para ser uma experiência mais fácil e fizeram dessa forma.

    Reclamar de algo sabendo que foi o propósito e objetivo do desenvolvedor acho o cumulo sinceramente.

    As coletaneas de Mega Man Legacy Collection tem a opção (PRA QUEM QUISER USAR) de save state.Provavelmente botaram essa ferramenta pra facilitar a vida de quem tem muita dificuldade de Mega Man.Eu vou reclamar disso? Não.É uma opção do jogador assim como o modo de dificuldade.Tanto as coletaneas quanto o jogador NUNCA disseram pra usar ela.Só se você quiser.

    Até mesmo quando você compra jogo retro no 3DS de MES/Gameboy etc. te oferecem essa opção,ou seja volta aquilo que eu disse de "se ta lá disponível é pq você pode usar."

    Unica coisa que eu reclamo e quando impedi o jogador de prosseguir como o seu exemplo do Contra 3 de SNES se jogar no Easy ou ridicularizar o jogador por isso chamando de "Kid/Baby mode."

    Jogos querem em geral te dar experiências diferentes para diferentes jogadores.Não vejo pq reclamar disso,e é até melhor para ter experiências diferentes com o mesmo jogo (isso sendo bem desenvolvidas.)

    10 replies
  • Micro picture
    hard_waters · 3 months ago · 4 pontos

    Eu penso que, o game designer pesa em uma dificuldade e regras especificas, porém também deve pensar em acessibilidade, ou seja, dificuldae maleável! Eu acho lindo isso de dar mais chance pra mais gente jogar, pois ter modos mais faceis não exclui modos mais dificeis pra quem quer ser desafiadoe tem todas as condições inclusive motoras pra isso!

    PS: Os unicos que não perdoo jogar no Easy são Jornalistas / Youtuber que fazem analise, pois geralmente esses modos não têm features que outros modos têm, e para serem rapidos os fdp jogam no easy e ae reclamam da falta de coisas que nem sabem que tem no jogo! xD

    5 replies
  • Micro picture
    pauloaquino · 3 months ago · 4 pontos

    Vergonha é perder.

    Ninguem é obrigado a jogar achando que tá em torneio mundial.

    Videogame é diversão.

    1 reply
  • Micro picture
    topogigio999 · 3 months ago · 3 pontos

    Eu nunca discuti isso com ninguém, apesar de ter comigo o pensamento que o jogo foi pensando para ser jogado no normal, mas também tem um termo que sempre uso quando meus amigos dizem que fico apelando, "se tem no jogo é pra ser usado", e que se aplica a isso também. O jogo foi feito para entreter e ser divertido e como cada um tem um modo diferente de se divertir, então ta liberado e cada um usa da forma que bem entender.

  • Micro picture
    santz · 3 months ago · 3 pontos

    Ótimo texto mano. Engraçado ver como foi evoluindo a questão de dificuldade, onde os próprios games zoavam quem jogava em uma opção mais baixa. Isso era mais comum em PCs, pelo que percebi. Acho que pelo público ser predominantemente adulto ou adolescente. Eu particularmente nunca joguei no Easy, mas também não sou muito chegado em jogar no hard. Mas confesso que recorro a trapaças em alguns jogos super difíceis no modo normal ao invés de jogar no Easy.

    1 reply
  • Micro picture
    jeffroupinha · 3 months ago · 3 pontos

    Sempre jogo no normal e se gosto muito vou nos outros modos mais difíceis, mas o que tem de jogo que eu coloquei no Easy a segunda vez para jogar e fazer a platina mais rápido não tá escrito, no fim acabo usando isso como mecânica para fazer alguns troféus mais chatos. Hoje em dia só de ter terminado o jogo fico feliz, não tenho mais tanto tempo para dedicar a troféus ou mesmo ficar morrendo horas seguidas em um trecho que iria durar 5 min jogando no normal. Tudo é questão de tempo livre e dedicação.

    2 replies
  • Micro picture
    hard_waters · 3 months ago · 3 pontos

    "Se o jogo tem a dificuldade easy ou very easy podemos concluir que o jogo foi pensado pra ser jogado nela senão não estaria disponível"

    Sim e não xD

    Ja ouvi muito dev dizer que não faz niveis de dificuldade por que aquela é a unica experiencia que quer passar, mas poxa, isso torna o jogo diversas vezes inascessível pra muita gente! Abraços From Software!...
    O jogo sim é pensado geralmente, em 90% dos casos, na dificuldade Normal, e as outras dificuldades são bonus ou pra dar oportunidade pra mais gente ou pra ser mais fdp com as pessoas, pois há muito modo Hard mal feito que só aumenta força de inimigo e reduz as suas, não faz sentido xD ... Há casos tbm do jogo no modo Hard ser o tr00 que o dev queria fazer, mas fez um normal pra ser mais acessível sem "duiminuir" o jogador com a nomenclatura easy...
    Mas, se o dev se propos a criar novas dificuldades, com certeza ele teve que repensar o jogo pra elas existirem, então pensar de alguma forma ele pensou, nesses casos geralmente mais no easy do que no hard, pois reafirmando, muito modo hard aí é só capar possibilidades de formasubtrativa do jogo tr00, fazendo com que o tal do elitista "hardcore" sim esteja jogando a versão capada xD

    3 replies
  • Micro picture
    le · 3 months ago · 3 pontos

    Resposta rápida: não é vergonhoso, mas você perde boa parte da experiência de jogabilidade que os desenvolvedores criaram o jogo tendo em mente.

    5 replies
  • Micro picture
    xch_choram · 3 months ago · 3 pontos

    Ainda não li, mas minha resposta ao titulo é: Não.

  • Micro picture
    kess · 3 months ago · 2 pontos

    Acho que o problema maior reside quando as dificuldades geram diferenças na experiência, não somente em quantos golpes os inimigos aguentam. Tirar fases, não disponibilizar certos itens, os melhores finais, e o que mais for, prejudica aqueles menos hábeis que optaram pelo modo fácil, ou até pior, terminam o jogo, e sequer ficam sabendo que perderam alguma coisa, oq poderia os levar a tentar a dificuldade maior num primeiro momento!

    1 reply
  • Micro picture
    tony56 · 3 months ago · 2 pontos

    Eu sempre começo pela dificuldade normal. Se o jogo tiver um alto fator replay, tento os modos mais difíceis após terminar.

  • Micro picture
    sweet_lorelei · 3 months ago · 2 pontos

    meu sou do time do easy rsrsrsrsrs ótimo artigo ^^
    os jogos vem uma dificuldade padrão masss nem sempre jogar no easy tira parte da experiência,as vezes o easy diminui o dano dos inimigos ou aumentam sua vida,por exemplo em the witcher 3 foi assim a mesma experiência do @noblenexus que jogou no normal so que meu gerald era um pouco mais resistentes e eu conseguia matar os inimigos um pouco mais facil, o jogo não ficou de graça o nível ainda importava do mesmo jeito...parto do principio que jogos tem que divertir não frustrar....tipo pegar um game que nunca vi e começa no hard pra bancar fodona se eu me frustrar qual eh a graça banca pra geral que sou boa em um game se eu não me divertindo... único senão que acho o easy ruim eh se corta conteúdo que na maioria dos casos nao eh bem assim...
    claro que o normal eh a dificuldade equilibrada,não termino so no easy mas não considero ter zerado um jogo no fácil inferior,terminei mass effect no easy,normal,hard e joguei um pouco no insano que nossa srrsrs mas o importante eh ta divertido ,vergonhoso seria assistir uma gameplay e por o jogo como terminado,a partir do momento que vc pega o controle,vence os desafios,conclui uma jornada em qq dificuldade vc eh um vencedor. ^^
    ah e sacanagem alguns jogos zuarem por jogar no easy rsrsrs

    4 replies
  • Micro picture
    onai_onai · 3 months ago · 2 pontos

    Não, porque existem jogos que até no easy são difíceis. Vergonhoso mesmo eu acho usar savestate e dizer que finalizou na raça...

    3 replies
  • Micro picture
    artigos · 3 months ago · 1 ponto

    Parabéns! Seu artigo virou destaque!

  • Micro picture
    fabianoreng · 3 months ago · 1 ponto

    Em Contra III o cartucho americana do jogo é mais dificil que a versão japonesa do mesmo jogo.

    1 reply
  • Micro picture
    pauloaquino · 3 months ago · 1 ponto

    E do esquema com Streets of Rage 3, ninguem fala?
    Comparem a versão americana e a versão japonesa.
    Na americana, rola um final "pegadinha do Mallandro".

    1 reply
Keep reading → Collapse ←
Loading...