historia_dos_games

Revivendo a história dos games em ordem cronológica

You aren't following historia_dos_games.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2018-06-12 09:21:16 -0300 Thumb picture

    Combo#78 [Arcade] (1985): Shao-lin's Road & My Hero

    Seguindo a premissa de Kung-Fu Master, A Konami cria um jogo de briga onde controlamos o lutador Wanpyou que deve derrotar uma série de inimigos da gangue Yamucha para vingar a morte de seu mestre. Usando apenas chutes e voadoras, temos que vencer todos os inimigos e um chefe que aparece a cada duas telas, mudando o cenário. Temos também alguns power-ups para nos ajudar, como um bola com espinhos, bolas de fogo e uma esfera de energia que fica a nossa volta. - Um jogo rápido e cheio de ação. Os lutadores estão sempre em movimento e podemos levar até 3 golpes antes de perder uma vida. Os chefes requerem mais golpes para serem derrotados, além de possuir habilidades diferentes dos inimigos comuns.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     A namorada de Steven é sequestrada por uma gangue e nossa missão é resgatá-la. Para isso, devemos socar e dar voadoras em todos os inimigos pelo caminho até enfrentar o chefe. No meio do caminho, podemos salvar um lutador que veste rosa para nos ajudar na empreitada, apenas repetindo os seus comandos. A tela vai rolando para a direita e há segmentos de plataforma, onde devemos desviar de bombas, garrafas, fogo, bolas de espinho entre outros. - Um jogo simples e gostoso de jogar. A música é muito empolgante e os gráficos são belíssimos, com direito a casas decoradas e loja de games. Alguns inimigos arremessam garrafas pela janela e podemos soca-la para derrubar todos os inimigos em frente, transformando-os em anjos.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    My Hero

    Platform: Arcade
    2 Players

    39
  • 2018-06-11 09:25:34 -0300 Thumb picture

    #78 - Dig Dug II [Arcade] 1985

     Após o enorme sucesso de Dig Dug, a Namco desenvolve uma continuação do jogo com uma pegada bem diferente. Usando mesmo hardware de Super Pac-Man e o display de Mappy, temos um jogo bem colorido e uma boa música de fundo tocando. O nosso personagem, Taizo Hori continua com seus dois equipamentos. A bomba de ar possui a mesma função do jogo anterior, onde inflamos nossos inimigos até explodirem. A furadeira pode ser usada nos pontos chaves do terreno para desmoronar um pedaço da ilha e fazer os inimigos caírem no mar. São 15 telas únicas no jogo e elas vão se repetindo aleatoriamente após passar por todas, porém, com ainda mais inimigos.

     - O jogo continua bem simples e viciante, assim como o primeiro. As músicas são divertidas e os gráficos coloridos deixam tudo ainda mais agradável. A nova mecânica de criar rachaduras na ilha foi bem pensado, mas tem que tomar muito cuidado ao usá-la, pois o pedaço que cai é sempre o menor, então tem que ficar muito atento a isso. Os inimigos são os mesmos do primeiro e o controle do personagem é meio ruim, o que tira alguns pontos desse novo jogo. Se você morre e o lugar inicial foi destruído durante a rodada, Taizo volta em um lugar diferente, o que pode deixar a estratégia de concluir a fase muito mais difícil.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Dig Dug II

    Platform: Arcade
    7 Players

    42
  • 2018-06-08 08:45:05 -0300 Thumb picture

    Combo#76 [NES] (1985): Wrecking Crew & Battle City

    Depois de trabalhar como encanadores em Mario Bros., Mario e Luigi são demolidores e estão equipados com uma marreta pesada, que os impede de pular. O objetivo é destruir todos os objetos cinzas do cenário, para então prosseguir para a próxima fase. O jogo possui mais de 100 telas e ainda conta com modo de construção, que permite salvar suas fases no gravador de fita do Famicom. - Esse jogo tem uma proposta bem diferente e temos que traçar uma rota antes de sair destruindo tudo, pois tem algumas escadas que se destruirmos sem pensar antes, podemos tornar impossível a conclusão da fase. Mario e Luigi alternam os turnos e cada um conta com 5 vidas. O demolidor Spike é um dos inimigo que vai fazer de tudo para te atrapalhar, além dos robôs.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     A Namco desenvolve a continuação do seu Arcade lançado em 1980, o Tank Battalion, para o console da Nintendo. A premissa do jogo é a mesma, destruir os 20 tanques inimigos e partir para a próxima fase. Além disso, temos que impedir que os inimigos alcancem a fênix na parte baixa da tela e a destrua, resultando em um Game Over instantâneo. O jogo conta com 32 telas onde podemos escolher qual começar e também possui um modo de construir fase. - Certamente, um dos jogos mais divertidos da plataforma até agora. Dá para jogar de 2 simultaneamente e há vários power-ups para pegar. Cada objeto no cenário possui características próprias e as fases exploram muito bem cada um, além de muitas delas serem um desenho de alguma outra coisa.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Wrecking Crew

    Platform: NES
    95 Players

    39
    • Micro picture
      darlanfagundes · about 2 years ago · 2 pontos

      Taí um jogo com os Bros. que eu nunca tinha visto...hehehehe

      1 reply
    • Micro picture
      vicente_gabriel · about 2 years ago · 2 pontos

      caraaaaaaaaaca, dois jogos que joguei MUITO com meus primos, saudades

      1 reply
    • Micro picture
      porlock · about 2 years ago · 2 pontos

      minha referencia de nintendinho eh praticamente zero... eu tive o atari até a epoca do super nintendo... ai acabei pulando direto do atari pro snes... num conheço quase jogo nenhum de nintendinho.

      2 replies
  • 2018-06-07 09:08:38 -0300 Thumb picture

    #77 - Ice Climber [NES] 1985

     Um casal de esquimós têm todos os seus vegetais roubados por um condor gigante e o objetivo da dupla é escalar 32 montanhas por dentro e recuperar todos alimentos furtados. O jogo pode ser jogado em cooperativo para 2 jogadores, sendo que o primeiro é controlado pelo garoto de azul Popo e o segundo pela menina de rosa Nana. Ambos são equipados com uma marreta de madeira que é usada para golpear os inimigos ou destruir os blocos acima que consigam subir. Após 8 andares, temos uma parte de bônus, onde coletamos os vegetais e pulamos em nuvens, que estão sempre em movimento. O jogo foi lançado para os Arcades no modelo VS. e também para o computador japonês PC-8801 da NEC.

     - Um joguinho bem simpático e ideal para se jogar com um amigo. Os gráficos são bem simpáticos e a música de fundo também é simples. A mecânica do jogo é boa, onde temos que ir destruindo os bloquinhos para prosseguir, mas o pulo neste jogo é terrível. Junto disso, o sistema de colisão dele é muito falho, onde por várias vezes atravessamos o chão por não estar totalmente em cima do bloquinho. Há apenas 3 tipos de inimigos, um pássaro, um bicho peludo que fica reconstruindo os blocos que destruímos e o urso polar estiloso com um óculos escuros, que só aparece se passar de várias fases consecutivas. É possível escolher a fase que deseja iniciar.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Ice Climber

    Platform: NES
    652 Players
    8 Check-ins

    42
    • Micro picture
      manoelnsn · about 2 years ago · 2 pontos

      Esse é famosão também! Outro que nunca cheguei a zerar, aliás

      2 replies
    • Micro picture
      marlonildo · about 2 years ago · 2 pontos

      "Urso polar estiloso com um óculos escuros" hahahaha

      2 replies
    • Micro picture
      porlock · about 2 years ago · 2 pontos

      nao conhecia esse... bunitinho

      1 reply
  • 2018-06-06 09:28:39 -0300 Thumb picture

    Arcade Awards de 1985

    Medium 3635987 featured image

    JOGO DO ANO - One on One [Apple II]:

     A tradicional disputa de basquete de 1 contra 1 ganha vida no Apple II, com movimentação fluída e física realista.

    [Divisão de consoles]

    JOGO DO ANO - Space Shuttle [Atari 2600]:

     Uma simulação de exploração espacial perfeita, onde usamos o joystick e as alavancas do console para controlar nossa nave.

    AÇÃO - Buck Rogers [Colecovision]:

     Uma verdadeira batalha espacial com visão 3D, cheio de ação e gráficos do mais alto nível.

    ESPORTE - Decathlon [Atari 2600]:

     A Activision foi ousada e conseguiu colocar 10 modalidades olímpicas dentre de um único cartucho, todos elas com um charme próprio.

    AVENTURA - Pitfall II: Lost Caverns [Atari 2600]:

     David Crane cria a continuação de seu grande clássico, numa aventura ainda mais rica e bela em todos os seus pequenos detalhes.

    AUDIOVISUAL - Congo Bongo [Colecovision]:

     Novamente, o console que é capaz de reproduzir com perfeição os jogos de Arcade leva o prêmio, trazendo mais um belo clássico da Sega.

    [Divisão de computadores]

    JOGO DO ANO - Ultima III: Exodus [Apple II]:

     O terceiro jogo da série Ultima chega ao seu ápice, com um mundo vasto e um complexo sistema de combate tático.

    ESPORTE - Summer Games [Commodore 64]:

     Voltando ao tema de olimpíada, temos um belíssimo jogo com várias modalidades de esportes.

    AÇÃO - Blue Max [Commodore 64]:

     Usando a perspectiva isométrica, temos um combate aéreo cheio de ação entre vários aviões de guerra.

    AVENTURA - Gateway to Apshai [Atari 8-bit]:

     Um jogo de aventura e RPG mais simplificado que os anteriores da série, mas ainda sim, fantástico e cheio de mistérios.

    AUDIOVISUAL - Demon Attack [Atari 8-bit]:

     Para acompanhar o sucesso do seu jogo no Atari 2600, a Imagic porta o jogo para os computadores e novamente, uma versão perfeita.

    [Divisão console / computador]

    FICÇÃO - Star Wars [Atari 8-bit]:

     Com um grande sucesso no Arcade, a Atari criou o jogo da Guerra nas Estrelas para a sua linha de computadores e o resultado ficou perfeito.

    INOVADOR - World’s Greatest Baseball Game [Commodore 64]:

     Um simulador do esporte baseball com todas as regras aplicadas e visual fantástico.

    HUMOR - Quest for Tires [Colecovision]:

    Controlamos um simpático homem pré histórico que deve se aventurar e desviar dos obstáculos em cima de um monociclo.

    PORTE DE ARCADE - Joust [Atari 5200]:

     O jogo ficou muito bem representado no novo console da Atari, onde vários cavaleiros em cima de seus avestruzes se enfrentam.

    AÇÃO E ESTRATÉGIA - Flight Simulator II [Commodore 64]:

     A segunda versão do jogo traz gráficos melhores e um painel com ainda mais detalhes.

    ESTRATÉGIA - Murder on the Zinderneuf [Atari 8-bit]:

     Um jogo de investigação, onde temos de desvendar o mistério por trás de um assassinato.

    MULTI-JOGADOR - Pitstop II [Commodore 64]:

     O jogo de corrida de Fórmula 1 da Epyx ganha uma continuação com tela dividida, com muito mais velocidade e gráficos.

    FINANÇAS - Millionaire [Apple II]:

     Um jogo voltado para os adultos, onde temos uma simulação de mercado da bolsa de Wall Street e o objetivo é ficar milionário.

    GUERRA - T.A.C. [Commodore 64]:

     Planeje suas táticas de combate, crie suas formações e depois veja o combate acontecer, seguindo as ordens planejada anteriormente.

    EDUCACIONAL - Agent USA [Atari ST]:

     Viajamos por várias cidades dos EUA para completar suas missões e de quebra aprender o nome dos estados norte-americanos.

    [Divisão de Arcades]

    JOGO DO ANO - Star Wars [Atari]:

     Seguindo o sucesso do filme, a Atari cria um jogo lindíssimo de combate espacial usando gráficos vetoriais coloridos.

    INOVADOR - Punch-Out!! [Nintendo]:

     Um jogo de boxe lindíssimo com visual cartunesco e duas telas, uma com as fotos e informações dos lutadores e o outro com a luta.

    AUDIOVISUAL - TX-1 [Atari]:

     Ainda mais bela que o jogo de boxe, temos um jogo de corrida fantástico da Atari, com 3 telas verticais, criando um visual panorâmico.

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    34
    • Micro picture
      kb · almost 2 years ago · 2 pontos

      Muito legal estes Goty das antigas! Parabéns e continue postando! O Star Wars Arcade eu tenho como extra destravável do Rogue Squadron III: Rebel Strike do GameCube e o joguinho é ótimo! Outros dois disponíveis como extra é o The Empire Strikes Back muito bom também e Return of the Jedi, este último considero o patinho feio da trilogia por ser inferior aos dois primeiros, além de não ter sido mais com gráficos vetoriais.

      1 reply
  • 2018-06-05 09:21:07 -0300 Thumb picture

    Combo#76 [Arcade] (1985): Ring King & Mat Mania: The Prowrestling...

    ... Network

     A Data East Cria um jogo de boxe incrível e super dinâmico. Estamos no controle de um pugilista de calção e luvas rosas e devemos vencer os 8 lutadores para se tornar o Rei do Ringue. Diferente do Punch-Out!! da Nintendo, podemos nos mover livremente pelo ringue, mas com apenas 2 linhas de combate. Além do gráfico cartunesco, o que mais chama a atenção no jogo são os golpes especiais, que arremessam o oponente para as cordas ou para o ar. - Um jogo de luta extremamente divertido. Os socos são bem rápidos, o que permite várias sequências de golpes com uma sensação muito boa em cada acerto. Temos que aprender a usar a esquiva, pois os outros lutadores vão usar e abusar disso.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     O outro jogo de luta é também no ringue, mas se trata da clássica luta livre. Controlamos um lutador de wrestler que deve vencer 5 oponentes únicos para ganhar o cinturão e defendê-lo nas lutas posteriores. Podemos socar, chutar e correr, mas a grande sacada do jogo são os golpes quando agarramos o oponente. O pilão e o suplex são os movimentos principais do nosso personagem, mas cada um dos 5 possuem golpes únicos. Não há barra de energia nem nada, mas depois de tomar muitos golpes, a música muda e seu oponente vence a luta se ficar em cima de você após as 3 contagens do juiz. - Um jogo incrível, seja em termos gráficos quanto de jogabilidade e proposta. Aqui, realmente vale tudo, até sair do ringue. A plateia vibra e possui vários personagens secretos.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Ring King

    Platform: Arcade
    3 Players

    35
  • 2018-06-04 09:40:04 -0300 Thumb picture

    #76 - Yie Ar Kung-Fu [Arcade] 1985

     Chegamos ao ano de 1985. A partir daqui, serão 15 jogos por anos e 30 nos combos. E vamos começar com um jogo revolucionário da Konami. Inspirado no Karate Champ, temos um jogo de luta incrível, onde temos que guiar o mestre de Kung-fu Oolong a enfrentar 11 oponentes e recuperar a honra de seu pai. O jogo com 16 variações de golpes, onde selecionamos uma das 8 direções do joystick e deferimos socos ou chutes. Cada lutador possui 8 blocos de HP e vence quem zerar a barra primeiro. O grande destaque aqui vai para os diferentes lutadores que enfrentamos, pois cada um possui características únicas e estilos de luta diferenciados. Alguns deles utilizam armas, como bastão, leque, corrente e espada.

     - Este jogo de luta é realmente um grande avanço se comparado aos outros. O combate é rápido e dinâmico, há um certo nível de estratégia e diversos golpes diferentes que rendem animações muito legais. A trilha sonora e o ambiente de fundo consegue captar muito bem a mística do Kung-Fu. Dos diferentes lutadores que enfrentamos, duas deles são mulheres, algo inédito até então e além disso, todos eles possuem um nome próprio. Um ponto negativo é que nosso personagem não pode se defender, apenas seus inimigos, mas para compensar, podemos pular bem alto para ter mais liberdade de movimento durante as lutas. No mesmo ano, a Konami lança este jogo para o MSX, trazendo conteúdo inédito para o jogo, como novos cenários e lutadores.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Yie Ar Kung-Fu

    Platform: Arcade
    7 Players
    1 Check-in

    42
    • Micro picture
      vinicios_santana · about 2 years ago · 4 pontos

      Joguei a versão do Nes. Era inferior, mas ainda sim era um bom jogo de luta pra época

      4 replies
    • Micro picture
      porlock · about 2 years ago · 3 pontos

      caramba.. o cenario da ultima foto me lembrou dbz do snes... rsrsrs

      1 reply
    • Micro picture
      volstag · about 2 years ago · 3 pontos

      Joguei muito esse também, bem que os comandos poderiam ter sido aprimorados um pouco mais, mas tudo bem, divertia pra caramba!

      1 reply
  • 2018-06-01 16:16:13 -0300 Thumb picture

    Combo#75 [Arcade] (1984): Kick Rider & Tube Panic

     Um jogo bastante desconhecido feito pela Universal. Se trata de uma corrida contra o tempo com uma visão de cima. Pilotamos uma moto em alta velocidade e devemos desviar dos obstáculos na pista, como um carro que joga bombas e ciclistas. Os outros motoqueiros vão tentar te encurralar o tempo todo, daí, podemos chutar todo mundo para derrubar e continuar a corrida. Próximo ao objetivo, a câmera muda para uma perspectiva 3D e desviamos de obstáculos na pista. - Um jogo frenético e muito divertido. Sair chutando todo mundo é muito bom, mas temos que estar sempre atento a pista. Aqui, a ficha dura bastante, pois se perde uma vida apenas quando o tempo acaba, podemos cair sem se preocupar muito.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     E para fecharmos o ano de 1984, temos este jogo incrível, mas pouco conhecido. Estamos no futuro e controlamos uma nave em alta velocidade que deve destruir o máximo de inimigos possíveis sem ser atingido. Seu grande diferencial é o efeito visual, onde passamos por dentro de vários tubos e conforme inclinamos para os lados, o tubo gira e tudo que há nele também. Entre um tubo e outro, temos a chance de aterrissar numa nave para recarregar nosso poder, que é consumido conforme atiramos ou avançamos. - Um jogo com visual fantástico. Ele lembra um pouco o Gyruss, mas com muito mais movimento e a técnica de upscale aqui foi muito bem reproduzida. O jogo é frenético e mal dá para ver o tiro dos inimigos.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    26
    • Micro picture
      porlock · about 2 years ago · 2 pontos

      um road fighter de bicicleta... kkkkkkkkkkkk

      1 reply
    • Micro picture
      volstag · about 2 years ago · 2 pontos

      Joguei muito pouco esses dois, mas me lembro que eram bem difíceis

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · about 2 years ago · 2 pontos

      E eu achando que ROAD RASH era original (o conheci no3DO)...

      2 replies
  • 2018-05-31 13:14:15 -0300 Thumb picture

    #75 - 1942 [Arcade] 1984

     A empresa Capcom nasce em 1979, mas desenvolve seus Arcades originais apenas em 1984, sendo Vulgus o primeiro jogo dela. Mas seu grande hit sai no final do ano e se trata de shoot ‘em up no sentido vertical, onde controlamos uma aeronave de combate e que deve destruir a frota japonesa na Guerra Pacífico. São 32 fases até Tokyo e 4 tipos de inimigos. Se destruir a frota completa de aviões laranjas, um power-up é deixado por eles. Eles podem te dar 3 tipos de vantagens, ou todos os inimigos na tela são destruídos, ou você ganha uma metralhadora ou é escoltado por mais 2 aviões pequenos equipados que podem atirar. Há uma trilha sonora no fundo com apitos e tambores.

     - Inicialmente, o jogo possui uma baita dificuldade, pois há apenas 2 vidas e os inimigos são meio rápidos, mas depois de pegar a prática, começa a voar por tela a tela, a fim de desviar dos tiros e inimigos, que costumam vir por baixo às vezes. Os sprites das aeronaves são bem feitas e o cenário de fundo é bem simples, geralmente é na água. Quando chega na floresta, confunde bastante, pois a maioria dos inimigos são verdes e acabam se camuflando. Temos também uma habilidade limitada de fazer um loop no ar, com isso, ficamos invulnerável a tiros durante um curto período de tempo e pode ser recarregado ao completar uma fase.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    1942

    Platform: Arcade
    154 Players

    53
  • 2018-05-30 09:16:44 -0300 Thumb picture

    O campeonato SwordQuest da Atari

    Medium 3633796 featured image

    Em Adventure, Warren Robinett conseguiu contar uma história épica de aventura usando o hardware do Atari 2600. Baseado nisso, no início dos anos 80, a gigante Atari promove um concurso que premiava os vencedores com itens super valiosos, cheios de pedras preciosas e ouro. O campeonato se chamava SwordQuest e era dividido em 5 partes. As quatro primeiras eram jogos do Atari 2600 de resolução de puzzles baseado nos quatro elementos. A quinta parte seria uma competição entre os 4 vencedores em uma disputa definitiva, a fim de levar para casa a Espada Real, com uma empunhadura banhada a ouro de 18 quilates, pedras de diamante, rubis, safiras e esmeraldas, além de uma lâmina de prata. O artefato foi avaliado em US$ 50.000,00.

     Todos os jogos acompanhavam uma HQ desenhada e publicada pela DC Comics. Ela ajudava a contar a história dos jogos e dava dicas importantes para desvendar os vários mistérios do jogo e chegar ao fim. O primeiro jogo foi lançado em 1982, Earthworld. A estrutura das salas eram baseada nos signos do Zodíaco. Mais de 5 mil jogadores participaram do torneio, mas apenas 8 se classificaram. Na segunda rodada, o jovem Stephen Bell, de 20 anos, completou o jogo reprogramado em 46 minutos e levou para casa o Talismã da Penúltima Verdade. Um medalhão feito de ouro 18 quilates, com 12 diamantes e outras pedras preciosas, avaliado em US$ 25.000,00. Além de uma pequena espada feita de ouro branco.

     O segundo jogo foi lançado em fevereiro de 1983, Fireworld, que se baseava na estrutura da Árvore da Vida. O campeonato só aconteceu no ano seguinte, com 50 participantes. Michael Rideout finalizou o jogo em 50 minutos e levou para casa o Cálice da Luz, feito de ouro, platina e várias pedras preciosas, como diamantes, rubis e safiras, avaliado em US$ 25.000.000. O terceiro jogo, Waterworld, chegou a ser lançado em 1984, em edição limitada para os assinantes do Atari Club. O jogo se baseava nos 7 centros de chakra e o vencedor do torneio levaria para casa a Coroa da Vida, revestida com ouro e incrustada de berilos, diamantes, turmalinas, rubis e safiras, mas o campeonato nunca chegou a acontecer, devido ao Crash de 1983 nos EUA.

     O quarto jogo, Airworld, nunca foi lançado. O torneio teve de ser cancelado devido a venda da empresa. A Atari foi dividida em duas. A sua divisão de hardware, composta de sua linha computadores e consoles, foi comprada por Jack Tramiel, fundador da Commodore. A divisão de softwares, a Atari Games, foi comprada pela Namco. O prêmio deste campeonato seria a Pedra Filosofal, um pedaço grande de jade branca com detalhes de ouro e várias pedras preciosas. Os vencedores dos dois primeiros torneios receberam uma compensação de 15 mil dólares por não poderem participar da etapa final e concorrer a Espada Real. O mundo nunca mais veria um campeonato de videogames nesses moldes, com prêmios tão legais e valiosos.

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    49
    • Micro picture
      porlock · about 2 years ago · 2 pontos

      poxa... pena q o terceiro nunca chegou a acontecer... :(

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · about 2 years ago · 2 pontos

      Sinceramente não me lembro desse game...
      ATARI tinha muitos games que a criançada não entendia porra nenhuma... kkkkkkkk t
      Talvez eu até o conheci mas...como não entendi nada...deixei de lado!

      2 replies
    • Micro picture
      old_gamer · about 2 years ago · 2 pontos

      O problema desse game é a necessidade do guia, que vinha junto com jogo, para joga lo. Pois sem a imersão da história do guia não tem como jogar.

      2 replies
Keep reading → Collapse ←
Loading...